Como levar dinheiro para a Italia

Ciao a tutti

Depois de pesquisar exaustivamente não achei em nenhum lugar da internet algo que fale sobre como levar dinheiro para a Italia.

Não dá pra tirar o “naco” do colchão onde eu guardo o meu dinheiro e tampouco levar o meu cofrinho.

E a viagem  está chegando, porca miséria!

Depois de extensas pesquisas, vejamos o que descobri:

CARTÃO DE CRÉDITO

cartão de crédito

A primeira forma clássica de levar dinheiro é utilizar o cartão de crédito internacional. Você efetua suas compras no exterior normalmente e paga na data de vencimento da sua fatura.

A grande desvantagem é que você nunca sabe quanto pagará, pois pode haver variação de cotação entre o dia da sua compra e o dia do pagamento da fatura.

TRAVELLERS

Travellers-cheque

Outra forma é utilizar Travellers Cheks. Você pode comprar Travellers em diversos bancos no Brasil, embora alguns só vendem para correntistas. A vantagem é que você já compra na moeda escolhida (em nosso caso em Euro) e não fica refém das turbulências das moedas.

A desvantagem é achar locais no exterior em que você possa trocar seus travellers. Geralmente troca-se nas lojas da AMEX – American Express, que existem nas grandes capitais e cidades.

CARTÃO DE DÉBITO

cartão de debito

Também existe a opção de você pagar utilizando o cartão de débito do seu banco. Claro que este cartão deve ser international e deve estar desbloqueado para uso no exterior.

Converse com o gerente no seu banco e peça para ele desbloquear este cartão MESMO QUE ELE JÁ ESTEJA DESBLOQUEADO PARA USO NO BRASIL. A vantagem é que suas compras são debitadas automaticamente da sua conta corrente.

Já vi relatos de amigos que não conseguiram pagar suas contas no exterior com cartões de débito emitdos pelo Banco do Brasil.

Por isso todo cuidado é pouco.

O VENCEDOR – VISA TRAVEL MONEY

visa travel money

A forma que escolhi pra levar meu suado dinheirinho chama-se Visa Travel Money. Se trata de um cartão pré-pago que te permite carregá-lo com o valor escolhido antes de viajar e com ele pode fazer suas compras em qualquer estabelecimento onte tenha a bandeira Visa Electron ou Master Plus.

Eu pedi este cartão através do site www.turistar.com.br.

Ao solicita-lo, é necessário informar seus dados, RG e CPF e fazer uma primeira recarga no valor de 200 euros.

Uma grande vantagem é que ele pode ser utilizado em qualquer país, mesmo que a moeda não seja em euro. Por exemplo se você estiver aqui na Italia realizando o seu processo e no final de semana resolver dar uma passadinha em Londres, você poderá pagar as contas lá em pounds tranquilamente.

Sem contar que ele pode servir para momentos de perrengue: digamos que depois de 4 horas na fila dos museus vaticanos, você descobre que tem que pagar 16 euros para entrar.

Sem problemas: basta ir em qualquer bancomat (caixas automáticos) que na Europa tem em cada esquina (de tacabarias a postos de gasolina) e sacar o valor do seu cartão.

Ou melhor ainda: você poderá entrar no site do próprio museu e comprar o ticket que te permitirá a saltar a fila, pois na Italia o Visa Travel Money é considerado um cartão de crédito.

Em relação aos saques: para cada saque efetuado, você paga 2,50 euros, independente do valor sacado. Então programe-se e tente sacar o mínimo possível, utilizando-o principalmente para o pagamento de despesas. Se você realmente precisar sacar, tente faze-lo em uma quantia que valha a pena o pagamento da taxa.

DICA DE POBRE: PORTA DÓLAR

porta dolar

Estou levando cerca de 40% do meu dinheiro no Money Travel e o restante em espécie.

Para me resguardar de qualquer problema, utilizarei um troço chamado de “porta-dólar” que basicamente é um treco que fica por dentro da roupa com uma cinta que você passa em volta da cintura e tem um bolso feito de material sintético.

Ali você coloca o seu dinheiro, passaporte e tudo mais que for importante. Lembrando que na Italia a modalidade preferida de crime é o furto.

Portanto, se alguém quiser levar o seu rico dinheirinho, terá que te deixar literalmente pelado…

ATUALIZAÇÃO 2015: Escrevi este artigo em 2007, porém ainda hoje, mais do que nunca, vejo que a escolha do Visa Travel Money ainda é a melhor solução!

  • Leandro

    Olá Fábio!! O único problema do Visa Travel assim como qualquer outro cartão são os 6,38% de IOF, ou me engano? A vantagem de trocar em espécie e levar o dinheiro no tal “porta-dollar” é que paga-se somente 0,38%. Abs!

  • Marcelo Piola

    Ciao Fabio! Olha, na minha opinião o Visa Travel Money perdeu para o “Dinheiro em Espécie” o título de melhor opção para levar dinheiro à Itália, ou qq outro país, a partir da majoração do IOF (0,38%) e da taxa bancária de R$ 60,00 que incide nas operações de câmbio para “carregar” esse cartão no Banco do Brasil. Abbraccio!

  • Carlos Cunha

    Olá Fábio!!!

    Estou impressionado com sua didática. Como pedagogo fico maravilhado.

    Entro em contato também para sanar uma dúvida que me inquieta e preocupa, na minha primeira viagem internacional. Farei uma visita a minha noiva que foi contemplada pelo programa Ciência sem Fronteiras e pretendo ficar 14 dias na Itália. Minha preocupação é apenas com a imigração.

    Pretendo fazer um cartão de débito pré-pago “Fitta”, porém na imigração como posso provar que terei meio de subsistência suficiente? Teria que levar dinheiro em espécie? Apresentar algum extrato de saldo? Qual seria o valor necessário para os 14 dias?

    Aproveito para fazer outro questionamento. Pretendo ficar num apartamento alugado pela minha noiva e colegas. Sendo que, pesquisando pela internet encontrei um modelo da declaração de hospedagem. Este é um documento oficial, ou uma declaração simples é também válida?

    Em meio a tantas msg que deva receber, espero que a minha seja vista. Não vejo a hora de chegar na Itália.

    Desde já, obrigado!

    • Olá Carlos tudo bem?

      Você não faz idéia do orgulho que senti ao receber seu elogio, é uma honra pra mim, muito obrigado!!!

      Sobre sua pergunta, basta que o cartão esteja em seu nome e seja internacional para comprovar os meios financeiros. Traga um pouco em espécie caso queiram ver, o valor para turismo é em torno de 50 euros/dia, portanto basta multiplicar pelo número de dias que pretende permanecer.

      Quanto a carta di ospitalità, ela é bem simples sim, aqui mesmo no blog em algum artigo antigo tem um modelo dela, dá uma olhadinha, ok?

      Abraços e boa viagem!!!

  • Oi Bruna

    ao contràrio do Brasil, aqui na Itàlia o Visa Money Travel è utilizado como “carta di credito” – cartao de credito – basta inserir nos terminais e optar por pagar com esta opçao – vai pedir a senha e PLUFT! vai imprimir o bilhete (desde que tenha crédito nele, claro kkkk)

    Abs

  • Oi Fabio! Estive procurando essa informação em vários lugares e nao tinha achado. Consigo usar o Visa Travel direto nos terminais de auto-atendimento, para comprar as passagens de trem?
    Muito obrigada!
    abs,

  • Ola Paula

    Aqui na Itàlia funciona normalmente, inclusive pra comprar as passagens de trem!!!

    Mas convém sim trazer um pouco de dinheiro em espécie.

    Abs

  • Primeiramente queria te elogiar pelo blog, excelente! Eu sei que o post é antigo mas é bom já avisar. Esse cartão do Visa Travel Money não funciona para passagens de trem. Tentei utilizar para comprar nos metrôs de Londres e nos trens da Inglaterra e nada. Não sei se era só lá, mas é bom já sair prevenido com uma graninha em dinheiro vivo extra

  • Anonymous

    Cara acho que se levar dentro da cueca não fica cheiro não. Mas dentro de uma CALCINHA, vai sim!

  • Olá! Tudo bem? Fiquei sabendo do seu blog pelo Orkut. Você já até me deu uma dica de livro didático italiano para comprar (Comunidade Cidadania Italiana), obrigada! Também estou “na saga” de buscar as minhas origens e agora estou na expectativa da “lista di leva”, Padova, para saber “o comune” do meu ascendente. Aih, tem hora que dá “meio que bode” (o caminho é árduo!), mas lendo o seu blog, me sinto mais motivada. Continue postando. Legal! Relativo ao seu assunto de hoje, dinheiro, posso lhe dar o meu depoimento, pois já fui e voltei muitas vezes na Europa. Aliás, acabo de voltar e usava bastante o Cartão de Débito Itaú, Internacional. Vi que você comentou sobre esse tipo de cartão e já se decidiu por uma outra opção, mas caso tenha conta lá, compensa levá – lo, pois se precisar sacar dinheiro, com lastros brazucas, as taxas são menores. Outra opção ótima é o Citibank (não tenho conta lá, mas muitos amigos já me disseram que são as menores taxas!). Abraço e boa sorte na “sua saga”.

  • Graziela

    O passaporte brasileiro é muito visado porque aqui temos muita diversidade de nacionalidades, o que resulta em pessoas de várias cores e tamanhos… Conseqüentemente, um cidadão de qualquer lugar do mundo pode passar despercebido por "brasileiro". Tenha cuidado nos ônibus principalmente com os ciganos que andam por lá. São eles, muitos ainda crianças, que fazem a maioria dos furtos. Boa sorte.

  • Boa Sorte colega! Deus te ilumine!!

  • Boa Sorte Colega sucesso no seu processo!

  • Landson

    hehe.. nao sabia que corria risco de perder o passaporte tambem.. achei que no maximo o dinheiro..afinal la é a Italia..rsrsvc me add no msn?? sua ajuda vai me ajudar muito…vc sabe que é uma saga né.rs landson18_ferr@hotmail.combelos post! Abraço

  • Wagner Maiolino

    na cueca, pode ficar um cheirinho mesmo! kkkkkkkko furto na IT é grande sim, principalmente no transporte urbanoe realmente, passaporte brasileiro é bastante visado

  • Este comentário foi removido por um administrador do blog.