Dicas sobre envio de carta aos comunes

Mais um documento encontrado desta vez numa cidadezinha de Treviso chamada Breda di Piave!!!

E voces nao vao acreditar… A anagrafe foi pegar o livro que constava as informaçoes do antenato da minha “amiga-cliente-do-blog” e tinha nada mais nada menos do que a copia do email que ela ja havia mandado pra la…

Eu perguntei entao pq nao haviam mandado pra ela se ja tinham recebido o email. Ela respondeu que tinha ordens para nao mandar mais nenhum documento para a America do Sul e que agora seria um serviço pago. Eu falei que isso era um absurdo e desde quando ela tinha recebido essa instruçao?? Ela entao chamou outra mulher, esta sim a oficial do comune.

Bastante simpatica e disse que nao tinha mais como enviar documentos pro exterior por causa disso: e pegou uma pasta tipo arquivo morto entupida de pedidos do Brasil. E ainda completou: – As pessoas antes de terem certeza de onde o antenato nasceu saem mandando email para todos os comunes da provincia. Isso faz com que percamos tempo respondendo a todos e com isso acaba-se a verba para aqueles que realmentre sabem onde estao.

E repetiu o que o oficial do outro comune havia me dito: tem poucas pessoas no comune, principalmente os pequenos e nao da pra “perder tempo respondendo cartas” etc. etc. Pra eles isso é perda de tempo enquanto pra nos é a parte mais importante e valiosa do nosso processo…

Por isso meus amores, eu vou escrever o que ja havia escrito a tempos atras: enviar email ou carta para todos os comunes é a pior forma de encontrar o local de nascimento do antenato. Façam a pesquisa primeiro no Brasil, de tras pra frente: comece com sua certidao de nascimento. La consta o nome dos seus pais e dos seus avòs. Depois pegue a certidao do seu pai, pois constara o nome dos seus avòs e dos seus bisavòs. E assim por diante.

Pergunte aos mais velhos da familia, que com certeza sempre tem algo a acrescentar nas buscas. Seria muito comodo pra mim dizer a voces que bastaria me contratar para pegar as certidoes isso e aquilo. Mas lembrem-se que continuo com o mesmo proposito: ajudar sempre a todos aqueles que precisam de informaçoes, assim como fui bastante ajudado no inicio do meu processo, e tenho certeza que sempre terei “amigos-clientes-do-blog” que precisarao dos documentos rapidamente e me procurarao.

Pesquisa metodica é a melhor forma de encontrar os documentos. E claro, se quiserem me contratar fico muito agradecido kkkkkkkkkk

Como eu sou muito eficiente rsrsrs alem de buscar o documento ainda tiro fotos do local onde o antenato nasceu e mando por email para meus clientes. Inclusive dos livros que constam os dados, mas claro que estas fotos nao posso colocar aqui…

Vejam as fotos de alguns locais:

Baci a tutti e nada de escrever pra todos os comuni hein!!!

  • Eduardo Zuquieri

    Ola, Fabio. Todas certiodoes que encontrei apenas diz natural da italia e todos que poderia informar ja faleceram, como achar certidoes na italia neste caso ?

    Obrigado

    • Olá Eduardo você já baixou o manual Sagabook? Lá eu explico com detalhes como fazer isso, ok? Abraços

  • Alef Adiglerdan Bezerra

    Não concordo, pois quando esgotadas todas as fontes de informação no Brasil e lhe restar somente uma noção aproximada da província, enviar email pra todas as comunes é a única forma de encontrar por conta própria sem ser roubado por assessores que hoje chegam a cobrar um absurdo de R$2000 pra encontrar uma certidão.

  • Andre

    Ola Fabio como esta, muito legal seu blog esta de parabens, como posso posso contratar seus serviço ou fazer um orçamento.Meus antenatos são casado San Pietro, Santa Maria di Feletto, grato

  • Catia

    Olá Fábio,

    Tenho uma duvida…qual é a diferença entre Posta Raccomandata e uma
    Postapriority Internazionale?

    Obrigada

  • Gabriel Vinícius

    Meu tataravô nasceu em Mariano al Brembo,em 1886, por favor pode me ajudar a quem solícito a certidão de nascimento já que a mesma não existe mais,obrigado

    • Fabio Barbiero

      Olá Gabriel

      Solicite o documento ao comune de Dalmine. Abraços

      • Gabriel Vinícius

        Obrigado Fábio! Abraços.