Leandro “Zuccarelli” – de Bergamo pra Minha Saga

Bergamo, cidade com 120 mil habitantes da Lombardia – norte da Itàlia conhecida como a "Città dei Mille" por ter contribuido com as tropas de Garibaldi na famosa 'expediçao dos mil' – tropas comandadas por Giuseppe Garibaldi que ocupou o Regno delle Due Sicilie em 1860.

Bergamo pode ser uma cidade bacana para fazer turismo, porém o mesmo nao pode ser dito para realizar a pràtica de cidadania italiana!!! Hoje posso falar isso com propriedade, depois que 'salvei' nosso mais novo cidadao italiano – Leandro Marcondes Zuccarelli:


A història do Leandro conosco começou em 2008 quando comecei a ajuda-lo com os documentos ainda no Brasil, pois naquela época ele estava reunindo os mesmos para legalizar no consulado de Curitiba.

Algum tempo depois ele jà estava com o documento em maos e no inicio deste ano – 2010 – sabe-se porque cargas d'àgua resolveu vir fazer o processo sozinho… no comune de Bergamo.

 

No inicio estava tudo òtimo: o vigile passou em poucos dias, os documentos foram protocolados no comune, enfim tudo correndo às mil maravilhas…

Depois de 30 dias jà em Bergamo, foi ao comune para saber o andamento das coisas e foi informado pela oficial que ele nao tinha direito à cidadania italiana porque os documentos continham irregularidades!!!

Voces conseguem imaginar o sentimento, a angustia dele naquele momento? Depois de anos lutando por um sonho, deixando o Brasil em busca de um futuro melhor, planejando para que tudo saia da melhor maneira possivel e num piscar de olhos estava vendo tudo isso indo por àgua abaixo!!!

Ele me ligou no mesmo momento, depois que saiu do comune e me contou o que tinha acontecido. Eu disse a ele que era impossivel, pois eu mesmo jà tinha analisado os documentos dele e estavam todos perfeitos, disse pra ele voltar ao comune e pedir à oficial explicaçoes, o que – segundo ela – estava errado e que impedia a transmissao da cidadania.

A resposta da oficial: – quem lhe transmite a cidadania é seu pai e nao consta quem declarou seu nascimento, portanto voce nao tem direito à cidadania!!!

Porém, o que a oficial nao levou em consideraçao é que os pais dele foram casados civilmente, e independente de quem seja o declarante o matrimonio civil legitima o filho do casal!!! Portanto o que ela estava alegando era um verdadeiro absurdo!!!

Aconselhei o Leandro a discutir isso com ela, que parecia nao ouvi-lo, disse que precisaria "estudar" e que isso demandaria tempo, numa clara demonstraçao que iria fazer de tudo para prejudica-lo. A gota d'àgua foi quando ele pediu os documentos de volta e ela negou-se a devolve-los, disse que demoraria no minimo UM MES. Mais uma vez o aconselhei o que fazer, e no dia seguinte ele estava no trem a caminho da Toscana, chegando aqui em abril de 2010.

A CHEGADA NA TOSCANA

Là fomos eu e a Lu buscar o Leandro na estaçao de trem, e confesso que o menino ainda estava traumatizado com tudo que tinha acontecido em Bergamo. Disse que foi uma luta para conseguir os documentos de volta, o comune nao queria devolve-los (isso é crime, o comune nao pode segurar documentos de um cidadao…) e por fim acabaram cedendo.

Para descontrai-lo fizemos um jantar no mesmo dia da chegada dele, onde depois de alguns goles de vinho, conseguiu desabafar sobre tudo que tinha passado nestes mais de 30 dias na Itàlia, os sonhos, desejos e todo o medo que sentiu pensando que talvez deveria voltar ao Brasil e desistir do sonho!!! Tivemos uma longa conversa, onde eu disse que em nosso vocabulàrio nao existe a palavra DESISTIR. Aqui o tema de ordem é PERSISTIR, CONFIAR e ACREDITAR que no final tudo dà certo, afinal quando queremos muito algo o Universo sempre conspira a nosso favor!

No dia seguinte, jà estàvamos no nosso comune fazendo a inscriçao e o pedido de residencia do Leandro, e foi muito engraçado quando ele disse que estava em Bergamo, todos os funcionàrios do comune em unissono disseram: – Mas o que voce foi fazer em Bérgamo, menino?? Là o povo é racista, mamma mia!!!

E o Leandro, todo sem graça tentando explicar: – Nao, é que, sabe como é, entao, tinha uma amiga, enfim, allora, ahhh deixa pra là kkkkkkkkkk

Finalizada a transferencia de residencia do comune de Bergamo – que mais uma vez tentou complicar a vida do Leandro demorando quase 30 dias para enviar o documento de transferencia ao comune, enquanto o vigile aqui tinha passado em apenas 7 dias – nosso oficial pediu ao consulado de Curitiba também ao consulado de SP as respectivas non rinuncias.

Os consulados foram ràpidos e em aproximadamente 30 dias ambos jà tinham respondido ao comune e começou o procedimento final: a transcriçao dos documentos do Leandro.

E com muito orgulho, poucos dias depois, o nosso querido Leandro Marcondes, calabres de origem era o mais novo cidadao italiano da Minha Saga, com direito a muita emoçao, festa e sentimento de dever cumprido:

Assinando a tao sonhada cidadania italiana!!!

 

Foto clàssica para o blog

 

Olha a felicidade da criança…

 

Bòra festejar com a galera!!!

 

Naaaaaaaaaaaaao, beijo nao!!!!!!!!!!!! Argh!

E' isso ai Leandro, cada obstàculo foi superado, cada batalha foi vencida e hoje voce pode bater no peito e gritar: sou cidadao italiano!!!!

Mais um vencedor!!!

 

E mais uma vez confirmou-se aquilo em que eu sempre acreditei: com fé em Deus, perseverança, força de vontade e pensamento positivo ninguém nos segura!!!!
  • Gustavo Gusmini

    Ciao! Meu avô nasceu em Bergamo, estou querendo fazer residência lá. Minha família Gusmini é toda de lá. Em Bergamo tem hospitais, asilos, ruas, e muitos cidadoes com o sobrenome Gusmini. Você acha que mesmo assim eles seriam racistas comigo??? Pq eu quero muito ficar por lá!

  • zélia teresinha longo costa lima

    Oi Fabio, achei seu site agora em meio ao meu desespero. Minha filha ja esta a um ano lidando com a cidadania na comune de Alzano Lombardi – Bergamo. Faz meses que esta tdo certo e a comune alega que nao esta recebendo a nao renuncia. Minas gerais ja mandou 4 vezes com intervalos de 15 dias mais ou menos e a comune alega que o documento nao esta vindo anexado. Isto pode acontecer? Pela quinta vez, foi ligado para MG e diz que colocaram na fila. Estou desesperada e minha filha nao para de chorar pois esta sem emprego e sem dinheiro pois nao esperava que isso fosse acontecer. So falta este documento. O que faço. Pelo amor de Deus me ajude.

    • Olá Sra. Zélia, tudo bem?

      Pelo que a senhora contou, parece que o comune não está conseguindo abrir o arquivo anexado, diga a sua filha ir ao comune e pedir ao oficial lhe mostrar o email, infelizmente é muito comum que comunes pequenos ou inexperientes não saibam lidar com o email certificado, e este pode ser o caso, ok?

      Abraços e mantenha-me informado

  • Ola Monica, ele conseguiu no comune do Saga 😉

  • Olá Fábio! Em qual comune o Leandro conseguiu?

  • Fabio,

    Treviso eh perto de Vicenza, onde estou… serah q terei complicaçoes por aqui tb? Por enqto estah dando td certo, mas ainda estou na parte do reconhecimento da residenzia…
    Conhece esta comune?

    Grazie mille!

  • Estela

    Fabio, tudo bem? Cheguei a te mandar um e-mail, mas vc deve receber milhoes entao acho q aqui [e mais prático. Consegui retirar muitas dúvidas minhas com seu blog, inclusive algumas perguntas q fiz no e-mail e que depois pesquisei mais um pouquinho pelo blog e acabei achando, te agradeço muito. Se eu for p Italia vcs me dão assistência tbm? Começarei os procedimentos a partir de agora. Só queria saber umas coisas. Moro no Japão, vim a trabalho, quem vai ter q caçar toda a documentação brasileira vai ser minnha mãe. Após eu ter ido p; Itália e minha cidadania ser liberada, tem algum problema no caso do meu marido sair daqui(sei q não é rápido nem fácil, mas hipoteticamente falando), será q tem problema o visto especial dele ser liberado do consulado da italia no Japão? Ou somente mesmo no país de origem? E na Itália quant tempo em média demora p/ ficar td certinho se, assumindo q não tenha nenhum erro na documentação. Tenho lido muito sobre o assunto na internet, e pelo visto o negócio no brasil leva décadas, é isso mesmo? Que desanimo.
    Parabéns pelo site viu. Uma pessoa abençoada.Muito sucesso p/ vc!

  • Ola Lisiane

    Sim, moro aqui na Italia, na Toscana! Eu faço buscas e pesquisas de documentos, me envie os dados que voce està procurando por email: fabiosaga@minhasaga.org – que eu verifico e te mando um orçamento, ok?

    Sobre o custo de vida na Itàlia eu acho que é infinitamente menor que no Brasil, porém como em qualquer lugar do mundo isso é relativo!

    Abraços

  • FABIO VC, MORA NA ITALIA ? POIS TENHO QUE PROCURAR A DOCUMENTAÇÃO DA ITALIA VAI DEMORAR UM POUCO MAS QUE UMA INDICAÇÃO DE ALGUEM DE CONFIANÇA PARA FAZER ESTE SERVIÇO POR NÓS AI.

  • FABIO TIRE UMA DUVIDA;VOCE ACHA QUE VIDA NA ITALIA O CUSTO É MUITO ALTO , MORANDO EM UMA CIDADE DE UNS 80.000,00 HABITANTES COM 3 PESSOAS NA FAMILIA EU MEU MARIDO E MINHA FILHA DE INICIO ELE GANHANDO SUE 1.200,00 EUROS, TENDO QUE PAGAR UM ALUGUEL BARATO ,COMER BEM AGUA LUZ E TELEFONE.ESTOU COLOCANDO SO´A RENDA DELE MAS VAMOS SUPOR NÃO SOMOS MUITO FESTEIROS….AGUARDO A SUA OPINIÃO.

  • Grande Clebinho, logo logo serà sua vez 😉

    Abbracci!!!

  • Ciao Rodrigo

    3 anos esperando a cidadania??? Como assim?

  • Ola Lisiane tudo bem???

    Processos realizados no Brasil duram décadas, dependendo do consulado! Diferentemente daqui da Itàlia que em média entre 2 a 4 meses é feito o reconhecimento. No caso do seu marido basta reunir toda a documentaçao, traduzi-la e legaliza-la. Aqui na Itàlia nao é reconhecido nenhum tipo de ‘uniao estàvel’ apenas o matrimonio civil, portanto para que voce tenha direito de permanecer aqui legalmente depois que ele for reconhecido recomendo que se casem, ok?

    Abs

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Nossaaaaaaaaa esse post ficou show, emociona qualquer um ainda mais quando conhecemos as pessoas, boa sorte Leandro e parabéns SAGA “Quanto maiores são as dificuldades a vencer, maior será a satisfação”

    abbracci!!!

  • Parabéns pelo Blog, ta muito interessante, cheio de historias verdadeiras e que a galera as vezes nao acredita muito.
    Também moro na Italia, estou em Trento ha 3 anos, esperando a cidadania obviamente.
    Abraços

  • Oi Fabio eu e meu esposo estamos querendo ir trabalhar na Italia ,ele já correndo atras da papaelada p/ a dupla cidadania , estamos querendo encaminhar aqui no Brasil. Ele é descendente de italianos eu não , temos uma filha e não somos casados no papel.Mas vivemos juntos a 10 anos o que voce nos indica. Desde ja agradeço a sua atenção.

  • Ola Vanderlei tudo bem???

    Parabéns a todos nòs 😉

    Oficialmente os documentos legalizados tem 6 (seis) meses de validade. Existem comunes, como os que eu trabalho que nao se importa com isso, porém existem muitos outros que nao aceitam documentos acima desta data!!!

    Abraços

  • parabens leandro que sufoco bzzzzzz
    parabens a voce tambem fabio como sempre ajudou mais uma pessoa a realizar o sonho da cidadania italiana,fabio gostaria de tirar uma duvida com voce depois de ter os documentos legalizados no consulado quanto tempo é a validade para dar entrada ai na italia por enquanto obrigado abraços