Residência na Italia

Joãozinho e Mariazinha são casados, vivem no Brasil e ambos são descendentes de italianos: ele é descendente da família Bianchi e ela da família Rossi.

Depois de ouvirem muitas histórias dos nonnos italianos, traçaram algumas metas e objetivos – entre eles vir à Italia para fazer o reconhecimento da cidadania italiana!

Reuniram todos os documentos necessários, traduziram e conseguiram finalmente legalizar os documentos no consulado italiano.

Faltava apenas uma coisa: decidir em qual região e em qual cidade fariam o processo de cidadania.

Eles não conheciam ninguém na Italia e começaram a procurar o comune onde realizariam o processo, e depois de muita pesquisa, finalmente decidiram em qual deles realizariam o processo.

A NEGOCIAÇÃO DO IMÓVEL

residência na Italia

Começaram então a entrar em diversos sites de imobiliárias aqui na Italia, pegando os contatos e anotando o telefone de muitos deles.

Mariazinha estava feliz por ter escolhido aquele curso de italiano que fizeram durante os últimos dois anos no patronato italiano da cidade onde moravam.

Isso foi determinante para que conseguissem entrar em contato com o sr. Giuseppe, proprietário de uma agenzia imobiliária e conseguiram sem muito esforço explicar à ele a situação em que se encontravam e quais expectativas tinham em vir à Italia.

O sr. Giuseppe – muito bem humorado e bonachão, disse que tinha um local perfeito à eles: chamado bilocale (apartamento com dois cômodos).

Era um apartamento charmoso, com uma pequena cozinha, banheiro e uma cama de casal – parecia perfeito para o jovem casal descendentes de italianos.

O valor proposto pelo proprietário pelo imóvel era 450 euros mensais e para o fechamento do contrato eram necessários os seguintes documentos:

  • carta d’identità ou passaporte (neste caso como ainda não eram italianos, deveriam apresentar o passaporte brasileiro;
  • codice fiscale (que só poderia ser feito quando chegassem na Italia);
  • declaração de rendimento ou contrato de trabalho.

Este último foi um problema, pois Joãozinho e Mariazinha explicaram ao sr. Giuseppe que ainda estavam no Brasil e que não tinham emprego fixo na Italia .

Porém eram proprietários de uma pequena empresa no Brasil, portanto tinham renda mensal e que isso não seria um problema!

Felizmente como era de seu caráter, o sr. Giuseppe foi extremamente sincero: o casal teria grandes dificuldades em encontrar alguém disposto a alugar algo para quem não tem emprego, pois isso é um fator determinante e que garantiria que o locatário teria renda para pagar o aluguel.

Depois de discutir bastante, conseguiram chegar num acordo:

o casal pagaria doze meses de aluguel adiantado + o valor de um aluguel das despesas da agencia + o valor de três meses de aluguel como caparra (caução).

Além disso, eles fechariam um contrato chamado “Ad uso abitativo a canone concordato” com duração de 3 x 2 (três anos renováveis por outros dois).

Chamava-se “canone concordato” porque o valor mensal de aluguel não seria alterado durante a sua vigência, qualquer alteração deveria ser “concordado entre as partes”.

Desembolsariam então no momento da assinatura do contrato o valor de 7200 euros, porém já garantiriam um ano de aluguel pago no imóvel.

Uma preocupação a menos durante a permanência do casal aqui na Italia.

NA AGENZIA DO SR. GIUSEPPE

Compraram a passagem, e na semana seguinte lá estavam o casal feliz e sorridente na agenzia do sr. Giuseppe para fechar o contrato.

Como haviam chegado no dia anterior e não haviam feito escala em nenhum pais – dirigiram-se à Agenzia dell’Entrate (órgão responsável pela emissão do codice fiscale) e já solicitaram os seus, fornecendo o endereço do imóvel que estavam alugando.

Entregaram então ao sr. Giuseppe ele uma cópia do codice fiscale e uma copia do passaporte brasileiro.

Fecharam o contrato e lá se foram de mala e cuia para a nova residência: que vale ressaltar era realmente uma belezinha!

NO COMUNE

Felizes e contentes, já com uma cópia do contrato em mãos e também uma cópia da cessione di fabbricato carimbada pela questura – entregue a eles junto com o contrato.

Neste caso o próprio sr. Giuseppe havia se encarregado de leva-la na Questura – dirigiram-se ao comune.

Chegando lá procuraram o setor chamado Ufficio Anagrafe – que é o setor de um comune que cuida do assunto residência – pedidos, cancelamentos, variações e inscrições no exterior.

Là solicitaram a “inscrição anagràfica” – que é o nome técnico do ‘pedido de residencia’.

Naquele momento, a oficial pediu os seguintes documentos:

  • passaporte com o carimbo de entrada na Italia;
  • contrato de locação;
  • cessione di fabbricato;
  • permesso di soggiorno.

ATUALIZAÇÃO: Desde o final de 2014 é necessário também apresentar uma declaração do proprietário do imóvel, onde ele declara estar ciente de que o imóvel será utilizado para o pedido de inscrição anagráfica, para saber mais clique aqui

Apresentaram os três documentos acima e disseram que não haviam o permesso di soggiorno.

A oficial disse que não seria possível a inscrição, pois a lei exigia que um cidadão extra-comunitário apresentasse um permesso di soggiorno in corso di validità (visto de entrada válido).

Como já tinham estudado no blog Minha Saga e já esperavam por esta pergunta, disseram à oficial que existia uma circular que garantia aos descendentes de italiano munidos dos documentos traduzidos e legalizados a inscrição somente com o carimbo no passaporte.

Mariazinha então tirou da pasta que sempre conservava com ela uma cópia da circular – já com as partes interessantes grafadas – e entregou à oficial.

Esta então, ao verificar que o casal era muito bem informado, pediu desculpas e disse que já havia lido sobre isso mas que ainda não tinha “capitato” ou seja não havia acontecido com ela nenhum caso deste tipo.

Efetuou então a inscrição de ambos, pediu para que Joãozinho assinasse quatro folhas enormes e explicou que a partir daquele momento ambos deveriam esperar o vigile urbano, que iria até o imóvel para a confirmação da residência.

Mariazinha perguntou qual era o prazo médio que ele levava e a oficial disse que ele tinha 45 dias para fazer isso, mas que costumava fazer em menos tempo.

A ESPERA DO VIGILE

Chegaram em casa e com a ajuda de um rolo de durex e de uma tesoura, escreveram os respectivos nomes e colaram na campainha e da mesma forma colaram também na caixa de correio:

BIANCHI Joãozinho
ROSSI Mariazinha

Feito isso, começaram aquela que parecia algo interminável: a espera do vigile.

E que graças a Deus durou pouco: já na segunda semana de espera, ambos estavam aprendendo a cozinhar assistindo um programa chamado “La Prova del Cuoco” na RAI 1 quando toca a campainha.

Saíram correndo e lá estava ele – aliás ela: uma vigilessa:

Ela então perguntou:

– Signore Bianchi Joãozinho e signora Rossi Mariazinha?

– Simmm! responderam em coro.

A vigilessa então pediu licença aos donos do imóvel, entrou no pequeno apartamento, e enquanto começava a preencher uma folha que tinha em mãos, fazia algumas perguntas: nome completo de ambos, profissão, titulo de estudo e qual o motivo que estavam solicitando a residência naquele comune.

Joãozinho respondeu a todas elas, e completou que o motivo pelo qual estavam ali era para solicitar o reconhecimento da cidadania italiana, pois eram descendentes de italianos que emigraram ao Brasil.

Aproveitou também o momento e ofereceu uma xícara de café à vigilessa, que educadamente refutou.

Terminou o trabalho informando que dentro de alguns dias ambos já estariam “registrados” no cadastro populacional daquela cidade e que receberiam pelo correio uma carta do ufficio anagrafe do comune com a efetiva confirmação da prática de residência.

Em caso de dúvidas ou se precisassem de um Certificato di Residenza, bastaria ir até o mesmo anagrafe e solicitar diretamente a eles – uma vez já inseridos no sistema do comune.

Agradeceram imensamente a gentileza, e tão logo a vigilessa saiu do apartamento, ambos respiraram aliviados e exultaram mais um passo dado!

E foi assim que Joãozinho e Maria ficaram mais perto do tão sonhado reconhecimento da cidadania italiana deles e você aprendeu, na prática, como realizar o seu próprio pedido de residência aqui na Italia 🙂

  • Daniel Trovó

    Boa noite, Fabio! Gostaria de saber se é obrigatório que o reconhecimento da cidadania seja solicitado sempre no comune de
    residência, ou se é possível se registrar em um comune e solicitar o reconhecimento em outro.

    Muito obrigado pelas dicas! Abraços!

  • Luciana Filardi

    Boa tarde Fábio. Primeiramente parabéns pelo Blog. Irei reconhecer minha cidadania ano que vem na Itália, sozinha, e aprendi tudo por aqui, desde a 1° etapa com a relação dos documentos até como alugar uma casa na Itália. Minha dúvida é com relação a essa Circular 32 e 64 que garante “Cidadãos descendentes de italianos, munidos de documentos traduzidos e legalizados não precisam do “permesso di soggiorno”. Vai que a oficial encasquete cmg e dá tudo pra trás rsrs. Onde consigo uma cópia dessas circulares para minha garantia, vc sabe? Nunca te agradeci, mas ai vai, muito obrigada pelas dicas, são valiosas!!!

    • Rafhael Braga

      Boa tarde Luciana!! Eu e minha esposa também estamos querendo ir pra Itália ano que vem. Ela ja possui a cidadania italiana. Podemos trocar algumas informações?

      • Luciana Filardi

        Olá Raphael, boa tarde. Podemos sim trocar algumas informações. Que bom que sua esposa já tem a cidadania. Eu irei para a Itália ano que vem (entre Setembro e Novembro/2017) reconhecer minha cidadania e depois pretendo ir com meu marido para morar na Inglaterra, pois temos amigos por lá e tb conhecemos um pouco. E vcs, quais são os planos??

  • Priscila Paolucci A. Filardi

    Fabio, boa noite! Gostaria de saber como consigo a circular que garante que “Cidadãos descendentes de italianos, munidos de documentos traduzidos e legalizados, podem obter a inscrição anagràfica somente com o carimbo no passaporte.”? Consigo acha-la na internet??
    Obrigada!

    • Olá Priscila, se trata da circular 32 e 64, você encontra sim na internet. Abraços

  • William Bonomo Rosa

    Fala Fabio,
    Se eu encerrar o contrato antes dos 12 meses adiantados, eles devolvem o dinheiro?

  • Paula Pitaro Guerra

    Oi Fábio tudo bem ? Pretendo ir a Torino mês que vem pra dar entrada no processo. Estou a procura de um quarto pra alugar. Você indica como posso começar a fazer isso? Estou um pouco no escuro. Obrigada Paula.

  • Gabrielle

    Fábio, boa noite!
    Tudo bem?
    Acompanho sua página e gosto bastante, sempre interessante e esclarecedora! Obrigada por nos ajudar taaaaanto!
    Tenho pesquisado em sites para alugar um apartamento em Milão, tenho visto opções tanto particulares como por agências. Por isso gostaria de uma ajuda BEM específica, um socorro mesmo!!!!
    Me interessei muito por um apartamento de uma agência que se chama Solo Affitti. Eles dizem no site que são uma empresa tradicional, com muitas filiais e, CLARO, muito confiáveis!
    A informação procede? Sabe me informar se é realmente uma agência existente e séria?
    Porque gostaria de uma referência que me deixasse segura para que eu eventualmente feche um contrato junto a eles sem receio!!!
    Se puder me ajudar, serei muuuuuuito grata!
    Aliás já sou, por todas as outras ajudas que já me deu até agora através do site!

  • Priscila

    Olá, Fabio boa tarde! Eu sou obrigada a dar entrada no pedido de cidadania no comune onde meus bisavós nasceram ou pode ser em qualquer comune? E se a pessoa é bisneta de italiano mas não herdou o sobrenome dos bisavós? No caso do meu namorado, o avô dele foi registrado sem o sobrenome dos pais, que eram italianos. Ele terá que solicitar a inclusão primeiro? Desde já obrigada pelas informações.

  • Rodrigo Dadam

    Grande Fábio, acredito que já li e reli os posts algumas vezes hehe.

    Seguinte, estarei viajando em março/abril de 2017, acredito que até la ja estarei com o Italiano mais afiado e também estarei com o passaporte italiano nas mãos, pois consegui agendamento só para setembro =/, Com o passaporte italiano nas mãos terei problema em conseguir um aluguel, ou tudo fica bem mais facil? A mariazinha no meu caso Letícia vai comigo e já me informei no Consul de Curitiba que sem problemas para ela ir comigo, desde que sejamos casados e os documentos estejam traduzidos e o nosso comune esteja ciente do fato, assim conseguimos o permesso pra ela.
    Mas o fato que realmente mais me preocupa é conseguir alugar um imóvel.
    Qual sua opinião sobre o assunto bem como a região da emillia romana (Reggio Emilia) mais exatamente?

    Abraços

  • Charles Ferrari

    Olá!

    Estou residindo em um studentato da Universidade, você acha que é possível eu tentar utilizar isso para fazer o meu pedido?

    Obrigado, parabéns pelo site, lendo seus passos tudo pareceu mais possível

  • Renato Ziviani

    Olá. Ótimo site, gostaria de saber quais são os procedimentos após o vigili passar na residência? Parabéns pelo site.

  • Nattalia Lima ALves

    Oi Fabio, vou fazer o mesmo que Joãozinho e Mariazinha, mas também vou levar a Marianinha (4 anos) e a Môniquinha (9 anos), vou pedir licença não remunerada do meu trabalho por 2 anos e após o deferimento da cidadania pretendo ficar na Itália durante esse período (caso não consiga emprego) ou para sempre se conseguir, eu ou meu marido, de preferência os dois, a tão sonhada cidadania e o tão sonhado emprego, vou fazer esta viagem dentro de um ano que é o tempo médio que levarei para vender meu imóvel, recurso que utilizarei para permanecer 2 anos no local e o tempo que pretendo fazer aulas de italiano presenciais em alguma escola e também estudar de forma autônoma, quanto mais eu souber melhor, contei toda a história porque ouvi dizer que existe uma certa dificuldade para um estrangeiro com filhos pequenos alugar uma casa, devido a proteção que a criança tem contra o que aqui seria o despejo e o medo do proprietário de ficar sem a renda, isso procede? Se sim, você tem algum conselho, algo que eu poderia fazer? Desde já agradeço muito por todas as informações, um grande abraço.

    • Fabio Barbiero

      Olá Nattalia tudo bem?

      Bom, o primeiro conselho que eu posso te dar é para adquirir o meu Guia Prático da Vida na Italia (www.minhasaga.org/guia), pois ele te ajudará a entender melhor como se mudar pra cá. O segundo conselho é tentar vir antes, sozinha, até que consiga obter o seu reconhecimento, pois até que isso aconteça, você será estrangeira e como tal, será dificílimo conseguir alguém que alugue um imóvel pra você, exatamente porque não terá um permesso di soggiorno e com os filhos menores ninguém vai querer correr o risco, ok?

      Abraços

  • Jamile Bolzan

    Bom dia Fábio, parabéns pelo site. Pode me ajudar com uma dúvida? Estou na Itália, fazendo meu reconhecimento sozinha e veja o que aconteceu, fui ao comune e solicitei a residência (tenho italianos me hospedando), o vigile não veio até minha casa e mesmo assim já entreguei meus documentos e a domanda, estou com o recibo de entrega comigo e carimbado pelo comune, também já fiz a carta de identidade provisória, constando meu endereço aqui da Itália.
    Será que minha residência foi confirmada já ou o vigile ainda virá?
    Preciso ir ao Brasil por 30 dias e depois retorno, posso ter problemas com isso?

    Muito obrigada e abraços.

    • Fabio Barbiero

      Olá Jamile tudo bem?

      Vá até a sede dos vigiles e pergunte se o “accertamento” já foi realizado, pois o fato da residência estar confirmada, não necessariamente significa que ele não vai mais passar, ok? Basta ir lá e confirmar 😉

  • RAFAELA SMANIA MENDES

    Oi Fabio! Você poderia me esclarecer uma duvida? Eu vou fazer meu processo todo sozinha pois não tenho como pagar uma assessoria. Mas não posso ficar o tempo todo na Italia aguardando a finalização do processo. Você sabe como eu consigo finalizar estando ja no Brasil? Será que eu posso dar uma procuração para uma amiga minha terminar o processo pra mim? Depois que vir a non renuncia?

    Pensei em fazer a residência, esperar o vigile, dar entrada no pedido com as certidões.. e depois voltar no Brasil e deixar uma procuração com uma amiga. Mas não sei o que precisa fazer dpois disso, se precisa de mim lá..

    Me ajuda, se possivel!!!

    Muito obrigada mesmo!

    Rafaela

    • Fabio Barbiero

      Olá Rafaela

      Se você pretende realizar o processo sozinha, jamais abandone o comune, muitos comunes, ao descobrir que o requerente foi embora, mandam o vigile novamente para confirmar a ausência e em seguida suspende o processo.

      • RAFAELA SMANIA MENDES

        Ah sério. Obrigada pela dica!

        E permanecendo no comune, esse processo pode levar até quanto tempo?

        Obrigada!

        • RAFAELA SMANIA MENDES

          Fabio, como faço pra saber quanto você cobra pra fazer o processo?

  • Ricardo Nogueira

    Ciao Barbiero! Dois irmãos meus já conseguiram o reconhecimento da cidadania italiana, que solicitaram aqui no Brasil. Porém outro irmão e eu estamos analisando a possibilidade de solicitar a nossa e do meu filho (menor) diretamente na Itália. Minhas duvidas são: Preciso ir necessariamente ao comune em que a deles foi reconhecida, no caso Comune di Cerea, ou posso ir em outra? Penso pelo tempo de espera.
    Posso registrar residência em qualquer cidade da itália, enquanto aguardo o processo?
    Muito obrigado!

    • Você pode sim solicitar a sua residência em qualquer comune italiano, basta ser residente. Abs

      • Ricardo Nogueira

        Obrigado!
        E qto ao local do reconhecimento? Tem q ser no mesmo do deles ou pode ser em outro! Pergunto isso por questão de tempo pra se resolve tudo e ouvi dizer q em Verona demora mais! Procede? Existe algum q seja mais rápido?
        Abraços

  • Guilherme Pezzente

    Olá Fábio, vou fazer o requerimento da minha cidadania na Itália e tenho duas dúvidas, se puder ajudar agradeço muito:
    1- Assim que o vigile fizer a visita e me inscrever no ufício anagrafe, tenho que esperar dois dias para ir no comune e dar entrada na minha cidadania? Ou tenho que esperar pela carta de residenica, antes de dar entrada na cidadania?
    2- Dando entrada na cidadania, posso deixar uma procuração para que alguém prossiga com o processo, deixando assim a Itália?
    Obrigado novamente.

  • PBono Capello

    Boa noite Fabio, ouvi dizer que o contrato transitorio que algumas comunes não aceitam. Ja que esse contrato é de 12 meses, porque entao aceitam contratos de aluguel das pessoas que fazem o reconhecimento em 4 meses?

    • Ciao Capello, o que você quer dizer quando se refere a “contato de aluguel de pessoas que fazem o reconhecimento em 4 meses”? De repente a pessoa tem um contrato de 18 meses e a cidadania saiu em 4, uma coisa não necessariamente tem a ver com a outra.

      • PBono Capello

        Ola Fabio, me perdoe posso nao ter explicado bem. Mas se contratos transitórios não podem ser utilizados para fixar residencia afim reconhecer a cidadania, como é realizado os contratos então? Pois até 18 meses é tipico contrato transitorio, um contrato para residencia não seria o 3×3 ou 4×4? (ou algo similar).

  • Arsha Zupo

    Boa tarde, Fabio!

    É possível fazer a residência alugando somente um quarto? Tendo um contrato e tudo mais? Ou precisa ser um aparatamento “só meu”?

    Desde já agradeço!
    Att,
    Arsha

    • Olá Arsha não necessariamente precisa ser um apartamento somente seu, porém não existe contrato para fins de residência apenas para quartos, pois neste caso o proprietário faz um contrato apenas di comodato e dependendo da redação dele o comune não aceita. Abs

      • Arsha Zupo

        Ok! Muito obrigada, Fabio!

  • Paula Gomes

    boa tarde Fabio.
    Uma duvida minha é: Se eu me inscrever no WWOFF ( um trabalho volutario em uma fazenda que povem alimentacao e moradia) o comune aceita isso para registrar a residencia?

    Obrigada por todo o seu suporte

    • Se o imóvel estiver registrado no comune como habitável e comportar a inserção de mais uma pessoa no núcleo familiar, não há nenhum problema – pois seria uma casa como qualquer outra. Abs

      • Paula Gomes

        Depende entao do tipo de habitacao, vou olhar de novo o que voce fala aqui no blog sobre isso e se eles atendem aos requisitos. E voce sabe se eles falam o dia que vem checar se voce esta realmente morando la? E se eu nao estiver em casa?
        Muito obrigada

  • PBono Capello

    Oi Fabio, tudo bom? Indo de SP para Italia ja com cidadania Italiana consigo apartamento? Observei que no seu post pediram adiantamento de 1 ano a pessoa. Eu trabalho em uma empresa americana e tenho como comprovar será possivel alugar nos tramites normais do aluguel de 4×4 adiantando pelo menos os 2 ou 3 meses que geralmente pedem?

    Obrigadoo

  • Robson Pires Bueno

    Boa noite Fabio td bom

    Fui ao sagakontro em SP e achei o maximo,parabens por todo o conhecimento e mais ainda por dividi-lo conosco!
    Minha esposa é cidadã italiana, gostariamos de comprar uma casa na Italia porem gostariamos de saber mais sobre o financiamento de uma casa la, aqui no Brasil temos uma empresa e alem disso tb trabalho registrado, existe a possibilidade de financiar uma casa usando comprovantes financeiros aqui do Brasil?

    Muito obrigado pela atenção

  • Ana Braga

    Ola Fabio!
    Estou estudando aqui na italia e aproveitando resolvi tentar obter a cidadania. Acontece que eu ja estou residindo no meu apartamento faz uns meses, e eu perguntei para o dono se ele poderia me registrar. Ele disse que ia ser complicado porque este apartamento, que tem uns 40 metros quadrados, esta registrado como “Bureau”(Nao sei o que exatamente eh isso), nao podendo assim ser registrado um contrato de locaçao. Entreguei para ele entao uma cessione di fabbricato e uma carta di ospitalita e ele falo que iria prencher e que poderiamos entregar na questura. Sera que, por ter decorrido as 48 horas, ira acarretar algum problema para ele, mesmo se preenchermos no documento que eu entrei no imovel faz 2 dias? E ainda mais importante, sera que eles vao aceitar e me registrar como residente? Ele ainda possui um outro apartamento no mesmo predio e disse que la ele poderia me registrar, mas acho que seria meio complicado quando o vigile passar….
    Desculpe pelo grande numero de perguntas, mas estou realmente preocupada.
    Muito obrigada e novamente parabens pelo otimo trabalho!

    • Olá Ana, a entrega da cessione e da carta di ospitalita não tem nada a ver com o pedido de residência, é um procedimento obrigatório a qualquer cidadão que hospeda em seus imóveis um cidadão extracomunitário. Porém se você está num local sem contrato de aluguel de 40 m2 provavelmente este local não consta no comune como “abitabile”, deve ser uma cantina ou garagem que o proprietário mobiliou para ganhar uma grana – repito, visto que ele não fez um contrato de aluguel contigo já significa que está burlando legalmente o sistema, para não pagar imposto. Infelizmente temo que você não conseguirá inscrever-se anagraficamente neste local. Abs

  • André Maia

    Olá Fabio, td bem?

    Quem já teve a cidadania reconhecida e vive no Brasil (com AIRE inscrito em São Paulo), ao se mudar definitivamente para a Itália, é necessário realizar somente a a transferencia de residência (inscrever AIRE na cidade da Itália)? Ou há algum outro procedimento que deve ser feito para estar regularizado na nova cidade?

    Obrigado!

  • Olá Natalia

    Basta fazer um contrato, conforme explicado na matéria. Sem contar que é imprescindível ver se essa casa de temporada dê o direito a inscrição anagráfica no comune. Abs

  • Micheli Santos

    Olá Fabio! Seu eu for para Itália fazer o registro de residencia, ocorre algum problema se eu estiver morando com ou brasileiro que não esta em processo de cidadania, mas tem ou esta em processo do pedido do permesso di soggiorno?

  • josivaldo

    Ola Fabio parabens pelo super blog sobre a cidadania muito bem feito.. Tenho uma enorme duvida eu ja tenho minha nacionalidade italiana, tive que voltar a morar no brasil, e fiquei sabendo que minha residencia foi data de baixa por eu nao morar mas no apartamento ,o dono me tirou como residente , gostaria de saber se terei algum problema com isso quando voltar a morar na italia for alugar um apartamento, no momento nao posso transferir pro brasil pq ja to pensando em voltar pra italia. Desde ja Obrigado amigo pela ajuda nessa duvida…

    • Olá Josivaldo tudo bem?

      Pelo que você escreveu, provavelmente foi cancelado por “irreperibilita” e isso é bem sério, pois é aberto um processo administrativo que tem vários efeitos, como por exempla perda dos seus direitos civis (não pode votar, renovar documentos, etc) portanto eu sugiro que você resolva isso o mais rápido possível, seja se inscrevendo no consulado, seja num comune italiano, ok?

      Abs

      • josivaldo

        Fabio obrigado pela resposta ..Vc poderia me tirar outra duvida ,a minha cidadania foi reconhecida vai fazer um ano agora proximo mes, ainda tenho 9 anos pra renovar os meus documentos, voltarei a italia principio do proximo ano, irei alugar um apartamento , vc poderia me dizer se vou ter algum problema na comuni que for morar por estar alguns meses como (irreperibilita) ou eu chegando na comuni com meu contrato de aluguel isso ja sera resolvido?? Obrigado.

        • Olá Josivaldo

          Você consta no sistema italiano como “irreperibile” portanto a primeira coisa que eu sugiro que faça é contatar o comune que abriu este processo contra você e verifique com eles o que deve ser feito para corrigir isso, ok?

          Como nunca passei por esta situação, não tenho conhecimento prático pra te dizer com detalhes o que deve ser feito.

          Abs

          • josivaldo

            Obrigado irei ao consulado de SP pra ver isso…Vlw Fabio …..

  • Paulo Luiz

    Caro Fábio:
    1. você me ajudou recentemente, respondendo que o permesso, seja para estudo ou outro servem seja para cidadania, servem para pedir o reconhecimento da cidadania;
    2. pois bem: agora estou em Turim a estudo, aluguei um apartamento e vou ficar 1 ano. Mas também trouxe os docs. para cidadania.
    3. Fui até a questura pedir o permesso, tirei ontem as impressões digitais no dia 20 e falaram que em 30 dias deve estar pronto.
    4. minha dúvida agora é: qual o passo seguinte para dar entrada na documentação? devo esperar esses 30 dias ou pedir uma cópia da domanda, preencher o kit giallo, etc. Ou, ainda, devo antecipadamente fazer a inscrição anagráfica?

    Obrigado

    • Olá Paulo

      Vejo que você ainda está bastante confuso sobre os passos que deve seguir sobre o processo: baixe agora mesmo o SAGABOOK que lá você vai encontrar com detalhes estes passos, ok? Não tem como errar rs

      Abs e bom processo!

  • Olá Natallie tudo bem?

    É impossível prever o que vai fazer o oficial de imigração: a maioria das vezes sequer olham os carimbos, apenas fazem “cara crachá” e carimbam, porém se você pega um chato que começa a ver os carimbos e fazer contas pode ser um saco! Porém a chance disso acontecer é minúscula – realmente não sei o que te responder rsrs

    Sobre o CDAM ele é válido sim como seguro saúde.

    Abraços e boa viagem!

  • Oi Fabio…. Devo estar retornando a Italia a turismo na semana que vem, em 2001 fiquei alguns meses ilegal, mas na hora de sair, eles me deixaram sair numa boa, passei 1 ano e 2 meses no Brasil agora, minha passagem è pela França, sera que terei problemas com o passaporte? E sobre o seguro CDAM, ele vale como o seguro viagem? Por que das outras vezes que fui gastei bastante com esses seguros e NUNCA foram pedidos pelas autoridades! Desde ja agradeço!

  • Fernanda

    Boa noite Fabio. Tenho uma pergunta. Estou morando aqui na Itália com meu esposo, que veio pra cá à estudo, mas esse mês retornamos ao Brasil. Minha pergunta é como funciona a “inscriçao anagráfica”? Devemos ir ao comune e cancelar? Outra coisa, tenho a “tessera elettorale”, como funciona nas próximas eleições (ja que volto pro Brasil e não sei quando retornarei a italia)?Obrigada.
    Fernanda

    • Ciao Fernanda

      O cidadão que transfere a residência ao exterior, deve efetuar a inscrição no AIRE diretamente no consulado italiano da sua região – e o próprio consulado avisará o comune sobre a transferência de endereço, ok?

      Abraços e boa viagem!

      • Fernanda

        Obrigada.

  • Reinaldo

    Olá Fabio Saga….. Tudo bem?
    Vi na resposta dada para Nicole, que os documentos ( declaração de rendimento ou contrato de trabalho ) para comprovação de renda, para fins de aluguel, devem ser comprovantes da Itália.
    Pergunta: Como aposentado, que documentos posso apresentar e aceitos? Pode ser algum documento ou comprovante de recebimento do Orgão brasileiro que paga a aposentadoria, com autenticidade reconhecida, traduzido e legalizado? Ou talvez Cartão de Crédito?
    Abraços

    • Ciao Reinaldo

      Pensemos como um funcionário de uma agência imobiliária: chega no seu escritório um brasileiro querendo alugar um imóvel. Você apresenta as opções que tem, o rapaz avalia e no final vocês resolvem fechar negócio e neste momento você inicia a preencher os documentos e pede então a ele os documentos de praxe:

      – documento de identidade
      – permesso di soggiorno (já que o rapaz é estrangeiro)
      – codice fiscale (CPF italiano)
      – comprovante de renda (hollerite ou cópia do imposto de renda ITALIANO)

      O brasileiro então apresenta:

      – documento de identidade: passaporte brasileiro OK
      – permesso di soggiorno NÃO TEM
      – codce fiscale NÃO TEM
      – comprovante de renda – documento estrangeiro, emitido no Brasil (o consulado não legaliza este tipo de documento!!!) traduzido para a língua italiana.

      Portanto respondendo a sua pergunta: como comprovar renda com documentos estrangeiros, sem nenhuma possibilidade de verificar se os dados são válidos ou corretos? No melhor dos casos, a agência vai pedir pelo menos 6 meses de aluguel adiantados, para comprovar que você terá meios de se sustentar aqui.

      Estou exemplificando com base apenas na demonstração da renda, sem falar sobre a impossibilidade legal de um cidadão sem permesso di soggiorno poder efetuar um contrato de aluguel, ok?

      Abraços

      • Reinaldo

        Fabio,
        Obrigado pelas informações, que pelo tempo, conhecimento e experiência no dia a dia que você está na Itália, esclarece dúvidas de muita gente. Peço desculpas em insistir mais um pouco sobre o assunto e alguns itens da tua resposta.
        1) Aqueles que vão para Itália fazer a prática da cidadania ( ainda não são reconhecidos italianos ), já que não podem trabalhar e os documentos brasileiros não comprovam a renda, como conseguem alugar algum imóvel para residência?
        2) Com base no teu exemplo de que as agências pediriam pelos menos 6 meses de aluguel adiantado, para comprovar meios da pessoa se sustentar e resolver questão dos documentos solicitados, então, teria que fazer de imediato um Permesso di Soggiorno di Atessa di Cittadinanza ( mais de 90 dias)? Quanto ao Codice Fiscale acho que não teria maiores problema em obte-lo.
        3) Ou talvez essas pessoas se utilizam de imóveis já alugados ou próprios de parentes, amigos ou conhecidos e comprovam a residência ( para período de até 90 dias ) através da Carta d’Ospitalità e da Cessione di Fabbricato?
        Abraços

        • Reinaldo

          Todas as dúvidas são respondidas pela terceira questão: quem vem a Italia reconhecer o processo deve ser hospedado por um cidadão que já seja titular de um contrato de affitto.

          E o permesso in attesa só pode ser pedido depois de protocolar os documentos no comune, após a residência já estar confirmada e não antes.

          Abraços

  • Olá, Fábio!

    Pergunta: quando toda a documentação estiver pronta pretendo ir à Itália solicitar reconhecimento de minha cidadania italiana. Tenho uma dúvida: meu marido trabalha com TI e tem um contrato de prestação de serviços (como pessoa Jurídica) com a firma onde trabalha. Esse contrato e nossa declaração imposto de renda (devidamente traduzida) serviria como comprovante de renda para aluguel de imóvel?

    • Olá Nicole

      Infelizmente aqui na Italia comprovantes brasileiros não tem nenhum tipo de relevância, pois não tem como ser conferidos – é necessário apresentar comprovantes daqui da Italia.

      Abraços

  • Ola Marcos

    Neste caso, varia de comune a comune: alguns exigem que o proprietàrio assine um documento (jà pronto no comune) autorizando-o a entrar no imovel como residente. Outros exigem a apresentaçao de uma carta di ospitalità, verifique com o comune onde pretende dar entrada qual a modalidade que eles utilizam.

    Abraços

  • Anonymous

    fabio tenho uma euvida em relacao os documentos que voce disse q tem q apresentar para a inscricao anagrafica. contrato de locacao nao vamos ter porque vamos para a casa de um amigo italiano. que temos que fazer???

    muito obrigado
    MARCOS

  • Ola Genaro

    Vindo da França – pais pertencente ao espaço schengen – voce terà que obrigatoriamente fazer a declaraçao de presença dentro de 8 dias da sua entrada na Italia – guarda o bilhete aéreo para comprovar a data de entrada, fique franquilo que isso è normal.

    Abraços

  • Anonymous

    Kkkkkkkk to adorando!!!!!!!

  • Ola, Fabio…tudo bem?
    Tenho acopanhado o teu blog ha quase 1 ano e agora que tenho todos os meus documentos legalizados em maos e tambem tenho onde morar, estou indo para a Italia em 1 mes e fiquei preocupada quando vi no post acima que em algum momento terei que mostrar o meu passaporte carimbado, com entrada ba Italia…é que eu estou morando na França, tenho visto de estudante. assim que o visto terminar, me mudo para dar inicio ao processo…a questao é que como parto da França, nao receberei carimbo algum no meu passaporte. Voce acredita que como tenho o visto frances e terei o bilhete de aviao indicando o dia de entrada, eles aceitarao?

    Ja te agradeço pela dica!!!

  • Ola Gustavo

    Depende do comune onde voce pretende dar entrada: tecnicamente qualquer comune pode aceitar sua inscriçao com qualquer tipo de permesso e/ou recibo apenas – porém também è verdade que ‘tecnicamente’ um comune pode exigir a tessera do permesso – o ideal è verificar com o comune onde voce pretende dar entrada no seu processo antes mesmo da sua vinda, para nao ter surpresas desagradàveis.

    Abraços

  • Ciao Fábio. Come stai?

    Gostei muito deste post, foi muito esclarecedor. Porém, como o meu caso é um pouco diferente dos da maioria do pessoal, queria tirar uma dúvida.
    Vou para lá a estudos aproveitando esse tempo para reconhecer a minha cidadania italiana, logo, precisarei do Permesso di Soggiorno por motivos de estudos, pois ficarei 1 ano. O problema é que, segundo o que eu ouvi falar de outros estudantes que já foram para lá, o Permesso pode demorar alguns meses para sair. Esse tempo, somado com aquele de espera para o vigile passar pode exceder o tempo de validade de meus documentos. Então a minha dúvida é a seguinte: Eu posso chegar lá e pedir a Iscrizione Anagrafica antes de sair o meu Permesso (para ganhar tempo) usando o argumento de que eu tenho todos os documentos para a prática da cidadania traduzidos e legalizados e apresentando a circular 32?

  • Obrigado mais uma vez, O Consulado de Poa ja envia junto o NR com as documentações, preciso de uma ajuda muito importante , aonde eu posso baixar a circular sobre erro de grafia, no caso meu sobrenome certo é Lupetti com doppia T , mas o meu esta como Lupeti . Qual o link para eu baixar? obrigado novamente. abraço.

  • Ola Thiago

    O comune deverà solicitar a non rinuncia aos dois consulados: SP e Porto Alegre. No caso de SP, a NR è enviada diretamente ao comune, voce nao deve fazer nada a nao ser aguardar.

    Abraços

  • Olá Fabio! Tudo bem? algumas antepassados meus nasceram em Sao Paulo eu fiz as legalizações pelo consulado de Porto Alegre, pois nasci e sou residente aqui. Quais os procedimentos que o consulado de São paulo aceita para enviar ou entregar o Non a Rinuncia? Abraço.

  • Tudo bem, e sobre Benevento o que os leitores relataram ? abraço e obrigado novamente.

  • Ola Thiago

    Eu nao tenho uma lista de comunes bons, sò posso falar dos comunes onde eu trabalho, assim como posso dizer os comunes que nao sao bons de acordo com as informaçoes que recebo dos leitores.

    Abraços

  • Olá Fabio! tudo bem? então sobre o comune de torrecuso eu descobri que Benevento responde por ele, tu sabe algo sobre o comune de benevento? se é rapido? demorado? etc… abraço e obrigado novamente por ser amigo dos descendentes de italianos.

  • Ciao Ingrid

    Realmente esperamos que os tremores terminem o mais rapido possivel…

    O vigile quando passa pede o seu documento e geralmente pergunta o motivo da solicitaçao da residencia, sua profissao, se voce trabalha e quem mais mora no imovel – pois ele tem que listar todos os residentes dali.

    Procure falar o minimo possivel e responda somente aquilo que ele te perguntar, lembrando que muitos pedem para ver a casa – os quartos, etc – portanto esconda as suas malas de viagem e deixe o imovel arrumado – ele deve ver que voce efetivamente vive ali. Abs e boa sorte!!!

  • Oi Fábio,
    Acordei na terça de manhã com um terremoto de 5.8! Minha chegada à Itália para o reconhecimento está cheia de emoções! hehehe
    Muito obrigada pela resposta! Agora vou esperar o vigile passar. Tô muito ansiosa por conta desse vigile, o que ele pergunta geralmente quando faz a visita? Grazie!

  • Oal Ingrid

    Mammamia, chegou bem na epoca dos terremotos por ai – tome cuidado, ok?

    Neste caso provavelmente depois que o vigile passar ela vai entrar em contato contigo para apresentar o pedido com a marca da bollo – isso ainda nao è o protocolo de pedido da cidadania – apenas um recibo que voce deixou os documentos originais com ela.

    Abraços

  • Oi Fábio!
    Cheguei a Reggio Emilia na segunda de madrugada, e já fiz o codice fiscale e o pedido de iscrizione anagrafica. Mas quando fui no anagrafe hoje solicitar a residência, a oficial me pediu os documentos originais e cópias, abriu uma pasta rosa com número de pratica e disse que eles serão analisados na próxima semana. Me fez assinar umas folhas enormes, deu uma ricevuta da iscrizione anagrafica, dizendo que a confirmação será feita pelo accertamento e que meu nome estará no sistema em 2 dias, e um protocolo dizendo que entreguei os docs originais para juris sanguinis. Isso quer dizer que ela já protocolou os meus docs para o pedido de cidadania? Tenhos 2 papéis comigo, uma folha escrito “Comunicazione di avvio del procedimento” e um protocolo dizendo “Si rilascia ricevuta per la consegna dei documenti originali presentata da (meu nome completo)”, com data e carimbo.
    Ela marcou hora para o vigile passar nos próximos dias. A única coisa é que ela não pediu marca da Bollo… e aí, o que faço agora? Ligo lá para perguntar se falta algo?
    Grazie mille pela ajuda!!!

  • Nao, nunca sequer ouvi falar deste comune – pelo que vi fica pròximo a Benevento no sul. Os documentos sao estes sim. Abs

  • Tu ja soube algo sobre Torrecuso? os documentos tu diz o fabricatto e a carta de hospitalita? Abraço

  • Sinceramente – nao iria pra nenhum destes comunes, sabendo os problemas que existem.

    Em relaçao a hospedagem – somente o titular do contrato deve te dar os documentos – se nao for o proprietàrio, basta a pessoa que assinou o contrato.

    Abs

  • Valeu amigão! Sou Gaucho gremista e peleador!! hehehe surgiu uma terceira opção Torrecuso sul da italia é uma cidade pequena e provavelmente tenha pouco processo região da campanha… sabe algo? entre Novara , Napoli e Torrecuso qual tu iria?? E sobre o aluguel uma ultima duvida, se quem me hospedar for quem esta alugando o ape mesmo assim o proprietario do ape tera que comparecer a questura ou aquele que esta alugando ja basta?? Abração

  • 1) Antigamente quando existia algum tipo de facilidade na locaçao dos imòveis, nòs conseguiamos saber qual comune era bom e ràpido e entao iriamos atè là. Eu mesmo quando vim à Italia existiam comunes na minha lista como Verona, Bologna, Rimini, Ancona, Reggio Calabria, etc que hoje sao péssimos!

    Hoje comune bom è aquele onde nao tem ninguem fazendo processos de cidadania, o que è muuuito dificil de achar rs

    2) Se for hospedado por uma pessoa nao precisarà de contrato de aluguel – apenas a ospitalità e a cessione di fabbricato! Basta ler o post sobre realizar a pràtica sozinho e seguir aqueles passos do Joaozinho e Maria 😉

    Abraços e nada de pedir desculpas, o blog serve pra ajudar!!!

  • Simplificando como serei hospedado e nao precisarei pagar aluguel quais documentos e formularios eu preciso levar na questura para solicitar a inscrição anagrafica, o MARIDO da minha prima esta alugando portanto ele é responsavel pelo apartamento , mesmo assim o proprietario tera que ir na questura junto comigo e com ele? Muito Obrigado e desculpa por tantas perguntas. Abração

  • Obrigado Pelas informações. Mas realmente no meu caso as coisas não estão muito faceis.

    1) Tu pode me informar algum comune que seja rapido?

    2) Minha prima é casada com um italo-brasileiro o contrato de aluguel esta no nome dele , assim que eu chegar na italia direto do brasil irei receber um carimbo este carimbo é a minha declaração de presença, não preciso preencher nenhum formulário? No caso de eu ficar na casa deles não vou fazer nenhum contrato certo? portanto eu precisaria da carta de ospitalita e quais outros documentos para levar na questura? para constar minha residencia e esperar o vigile.

    Obrigado mais uma vez.

  • Thiago

    Em Novara existia um ‘assessor’ que lesou diversas pessoas e por isso foi denunciado. Eu mesmo na epoca recebi dezenas de pedidos de ajuda de pessoas que pagaram e nao levaram – o comune na época chegou a cancelar todo e qualquer pedido novo para veriguar o caso. Portanto penso que um comune que jà tenha tido este tipo de problema jamais serà um bom comune, pois as pessoas que trabalham là estao ‘escaldadas’ e farao de tudo para dificultar.

    Em Napoli è horrivel por diversos motivos: a) fica no sul, mentalidade atrasasa; b) é capital de provincia, uma das maiores cidades da Italia, portanto strapiena de pessoas; c) tambèm cansei de receber pedidos de pessoas que foram pra là e se arrependeram.

    Se voce nao tem muito dinheiro è um grande problema – pois em ambas as cidades que voce citou o processo deverà durar cerca de um ano (ou mais) e voce precisarà ter meios de se manter durante este periodo, pois nao podemos trabalhar enquanto nao formos reconhecidos cidadaos.

    Abraços e boa sorte!!!

  • Obrigado pela informação , mas a principio eu só teria duas possibilidades , Novara que tem uma prima que mora la ( neste caso ela como locataria do imovel poderia assinar os documentos na questura ou mesmo assim teria que ser o proprietario? ) ou um amigo em Napoli , vou com pouco dinheiro , porem duas pessoas que falam italiano fluente minha prima e um italiano mesmo napolitano. PS: que tipo de besteira andaram fazendo? agora eu ja levo do consulado a carta de nao a renuncia que antes demorava. abraço aguardo resposta.

  • Ola Thiago bom dia

    Novara è um pessimo comune – andaram fazendo muuuuita besteira por là e or isso o comune nao è mais tao disponivel como era antigamente.

    Se puder và pra outro comune.

    Abs

  • Olá Fabio!!

    Tudo bem? Eu sou de Porto Alegre e estou com todos documentos legalizados , tenho uma prima que mora em Novara( sabe como é o comune de la?) ela aluga um imóvel ja tem algum tempo , ela como locataria pode me dar a residencia e como devo fazer. Abraço e obrigado

  • Ola Vinicius

    Opa, obrigado pelas palavras 😉

    Bom, contratos de aluguel com duraçao de 3 meses sao chamados turisticos ou ‘transitorios’ e nao dao direito à residencia – é necessàrio que o contrato tenha pelo menos 1 ano de duraçao (com clausula de renovaçao automatica 4 anos x 4 anos).

    OU ele pode te hospedar gratuitamente, neste caso nao è necessàrio o contrato, porém se efetivamente voce vai pagar 1 euro que seja a ele è necessàrio o registro do contrato.

    De qualquer forma, na apresentaçao no comune nao è necessària a presença dele nao – somente o contrato ou a cessione di fabbricato com a hospedagem gratuita.

    Forte abraço!!!

  • Oi Fábio!
    Primeiro parabéns pelo trabalho e serviço prestado! É muito legal poder contar com essa ajuda!!! Obrigado!

    Só gostaria de tirar uma dúvida. Tenho um amigo que é proprietário de um ape na Itália e vai alugar pra mim por 3 meses, só que ele mora na Alemanha e não pode ir no comune comigo. Qual a melhor solução pra mim neste caso… um contrato de alguel + cessione di fabbricato ou consigo só com cessione di fabbricato?

    Mais uma vez super obrigado!!!
    Vinicius

  • Oi Fábio,
    Muito obrigada pela resposta e pela preocupação. Eu tenho sim uma cópia do estrato di nascita do meu bisnonno e os documentos estão todos conforme. Depois volto ao blog para contar como foi meu processo.

    Baci a tutti 🙂

  • Ola Gabi tudo bem?

    Voce jà tem uma copia do documento do italiano?? Te pergunto porque jà aconteceram muitos casos em que a pessoa deixou pra pegar o documento aqui e descobriu que os documentos brasileiros estavam com a grafia diferente do documento italiano e com isso acabou tendo que retornar ao Brasil para corrigi-los. Se voce jà tem uma copia do documento e verificou as informaçoes, entao ok!

    Sobre a residencia: o proprietàrio tem 48 horas para apresentar a denuncia de hospedagem, porèm voce pode dar entrada sim em qualquer momento dentro dos 90 dias – lembrando que voce terà que:

    1 – dar entrada na residencia
    2 – aguardar a visita do vigile, que dependendo da cidade pode levar atè 90 dias (em cidades ruins, tem demorado este absurdo de tempo, pois os vigiles tem passado 2 ou 3 vezes)
    3 – sò entao o comune poderà receber seu pedido de cidadania, e voce terà que fazer uma fotocopia do pedido para solicitar o permesso di soggiorno, portanto faça as contas pra ver se vai dar tempo de fazer isso tudo atè 90 dias, pois nao deixe de fazer o permesso neste periodo, caso verifique que o processo durarà mais do que este tempo.

    Abraços e boa viagem!!!

  • Ciao Fabio,
    Vou para a Itália em março fazer o reconhecimento da minha cidadania. Mas ainda não tenho o strato di nascita do meu antenato. Já entrei em contato com o comune, localizei o registro e gostaria de ir buscá-lo pessoalmente até mesmo para conhecer o comune di origem. Vou fazer a residência com uma dichirazione di ospitalità. Minha dúvida é: o italiano que vai me receber tem o prazo de 48h para informar a questura que está hospedando um estrangeiro, eu tenho esse mesmo prazo para requerer a residência ou posso fazer-lo a qualquer tempo dentro dos 90 dias? Como ainda vou buscar o strato di nascita, acredito que levarei pelo menos uma semana para ter todos os documentos em mãos.
    Obrigada!

  • Grande Eduardo

    Realmente cada passo em Milano parece que piora um pouco, infelizmente.

    Sobre o setor, è o ufficio anagrafe, porém em Milano existem diversos uffici destacados, cada um atende uma parte da cidade, que è dividida por setores – pelo fato de ser muito grande. Porém como te disse anteriormente – comunes como Milano fazem isso de propòsito – pois enquanto voce nao for residente nao poderà dar entrada na cidadania – e quando completar 90 dias voce ficarà irregular, pois nao poderà solicitar o permesso porque nao terà apresentado os documentos, e quando finalmente for residente – o comune nao aceitarà os documentos porque voce estarà irregular…

    Essa è uma tàtica que iniciou-se no Veneto em comunes da provincia de Treviso e pian piano està se espalhando para a Lombardia e o Piemonte – e nao hà o que fazer – pois legalmente um comune tem atè 90 dias para terminar o prazo da conclusao de uma residencia – podendo inclusive chegar a 180 dias em caso de necessidade comprovada.

    Transferir de comune voce pode a qualquer tempo, porém agora que o vigile passou voce està em fase de accertamento – caso queira sair dai voce deverà correr no comune e mandar cancelar o pedido de residencia antes de entrar no sistema, com isso voce pode ir pra qualquer comune e começar do zero – uma vez que for residente voce nao poderà começar do zero e sim transferir sua residencia, que consiste em duas fases:

    a) o vigile deverà passar no novo imovel na nova cidade – como aconteceu em Milano

    b) o novo comune deverà solicitar ao antigo comune (Milano) um documento de confirmaçao de cancelamento e isso pode demorar DIVERSOS meses, exatamente porque è Milano…

    Enfim, se quiser sair dai tente fazer o mais rapido possivel, se precisar de algo escreva-me: fabiosaga@minhasaga.org

    Abs

  • Ciao Fabio,

    Fui hoje la no ufficio anagrafe, exatos 8 dias uteis depois que o vigili passou. E infelzmente nao so ainda nao estava no sistema mas fui informado pela atendente que demora 4 meses pra entrar no sistema. O vigili deve ter se enganado quando disse 2 ou 3!!

    Bom, vou esperar mais uma semana e retornar la.

    Eu tentei dar uma “chorada” mas a atendente me disse que nao sao eles (ufficio anagrafe) que fazem o processo no inserçao no sistema, quem faz é a comune de milano. Perguntei qual setor mas ai ela nao me quis falar! Voce sabe? Queria ir la para conversar e “ver” como anda o meu processo. Quem sabe uma boa alma me atende e faça o meu cadastro la e eu entre no sistema logo pra pegar esse certificado, sei la. To meio desesperado! Quando iniciei o processo a comune de milano me informou que a residencia demoraria 1 mes! E agora vem essa bomba de esperar 4 meses!!

    Outra coisa, é possivel interrompertransferir o processo para uma outra cidade?

    Abraço

  • Ciao Eduardo

    Estaremos aqui torcendo pra voce 🙂

    Forte abraço!!!

  • Pois é Fabio, mas como eu disse, infelizmente descobri seu site somente depois de ja estar aqui. Mas acho que nao daria pra eu tentar outro lugar tambem, pois meu irmao fez aqui em Milano e estou fazendo aqui pois facilita, tive que levar somente uma duzia de documentos na comune ao envez de uma centena!

    Bom, agora entao vou torcer para que eles me deem o certificado na proxima semana, pois se eu tiver que esperar 3 meses pra receber esta carta pelo correio a coisa vai complicar bastante.

    Obrigado pela ajuda. Ja tinhamos trocado alguns comentarios, antes estava conectando com o perfil do meu blog (trombone) mas agora fiz um pelo google e fica mais facil.

    Obrigado novamente e boa semana!

  • Ciao Eduardo

    Madonna santa… Milano nao!!!

    Ok, agora jà està ai, nao tem o que fazer, a nao ser aguardar, infelizmente!!!

    No mais faça isso mesmo: depois de uma semana và atè o ufficio anagrafe e pergunte se a residencia jà foi inserida no sistema, pelo menos voce poderà acompanhar o andamento, ok?

    Abraços e sucesso!!!

  • Salve Fabio. Muito bacana esse seu blog.

    Hoje o Vigili passou por aqui, mas ele nao “Terminou o trabalho informando que dentro de ALGUNS DIAS ambos jà estariam “registrados” no cadastro populacional”.

    Nao tive a mesma fortuna que Joazinho e Maria hehehe. Pra mim ele disse que dentro de 2 a 3 meses vou receber uma carta pelo correio confirmando minha residencia (estou em Milano, infelizmente conheci seu blog somente depois de estar ja aqui e ter iniciado o processo, se nao teria escutado seu aviso!). Bom, voltando a residencia, acho que agora o que me resta fazer é esperar 1 semana conforme vc fala em um dos comentarios e ir la no ufficio anagrafe perguntar se ja fui inserido e pedir um Certificato di Residenza, né? Ou existe alguma outra coisa que posso fazer para facilitaragilizar?

    Muito Grato
    eduardo

  • Ciao Giselle

    Infelizmente nao – para que voce possa solicitar sua residencia voce precisa de um contrato de aluguel em seu nome, realmente um inquilino nao pode te “sub-locar” um imovel que nao è deles, entendeu???

    Nao existe aluguel de um mes, todos os contratos aqui na Itàlia tem a duraçao minima de 4 x 4 (quatro anos renovaveis por outros quatro)

    Abraços e boa sorte!!!

  • Oi Fabio, tudo bem?

    Primeiramente, parabéns pelo site/informações – muuuuito bom!

    Já sou cidadã italiana, me encontro adesso a Firenze. Pretendo morar e trabalhar aqui – já possuo a tradução com reconhecimento e declaração de valor do Consulado Italiano no Brasil de minha graduação e mestrado.

    Bom, sei que preciso fazer: 1) transferência de IRE, 2) tessera di identidà, e 3) tessera sanitaria.

    Mas, aqui aluguei um quarto e os proprietários (que de fato são inquilinos do imóvel)se recusaram a fazer a “Comunicazione di cessione di fabbricato”.

    Agora, se alugo um apê diretamente com um proprietário por 1 mes, já é suficiente para fazer os três processos supracitados? Outras sugestões?

    Grazie mile!
    Giselle

  • Ciao Meg

    Que palle, estive no comune de Lucca hoje, porém fui bem atendido. Alias eu sempre fui bem atendido là, porém nunca fiz processo de cidadania, pois jà sei que as coisas là nao funcionam, infelizmente!!!

    Que pena que voce vai ter que deixar tudo assim, estàvamos aqui torcendo pra vc…

    Abraços e conte sempre conosco!!!

  • mag

    Ciao Fabio!

    Entao, fiz de tudo viu rapaz! fui ate falar com a chefe dos vigile… mas ela soh me deu um cascudo, dizendo que eles tem o tempo para fazer o trabalho deles e pronto…

    Amanha vou me despedir da moca do comune que foi mto gentil com o meu amigo italiano qdo ele veio trazer os documentos para ela ver se estava tudo OK e tambem foi educada comigo qdo nos viemos fazer o pedido de residencia e passamos la para avisar que estavamos iniciando o processo.

    Infelizmente, nao dei sorte mesmo, acho que nao era para ser sabe…Mas eh com tristeza que Domingo embarco de volta porque tenho que retornar ao trabalho.

    Obrigada por tudo Fabio!

    Abracos

  • Ciao Mag

    Infelizmente fica a mensagem que nem sempre ter um amigo ou parente ajuda – pois tudo depende do comune onde voce pretende dar entrada na sua residencia. Lucca é realmente um péssimo lugar, assim como Firenze, Padova, Ferrara e praticamnete todas as capitais de provincia.

    Mas voce pretende ir embora pro Brasil e abandonar seu processo de cidadania????

    Abraços

  • mag

    Salve, Fabio!

    Obrigada por todas as informacoes e por ter olhado os meus documentos!

    Aproveitei amigos que tem casa aqui em Lucca e que vinham passar as ferias e se ofereceram para me hospedar e ir comigo ao comune (infelizmente nao pude contratar uma assessoria por falta $$$) e vim tentar a sorte, afinal meu unico prejuizo seria a passagem mesmo…

    Porem, segundo esse passo a passo – que por sinal esta fantastico! – o vigile tem um mes para passar, entao fiquei ateh empolgada, porque poderia pelo menos dar a entrada no pedido de cidadania e manteria a minha residencia aqui enquanto esperaria no Brasil.

    No entanto, aqui em Lucca, logo que fui pedir a inscricao anagrafica, recebi o protocolo do pedido de residencia, e qual nao foi a minha surpresa qdo li que legalmente o vigile tem 90 dias para passar e, caso nao passasse nesse prazo, eu deveria entao fazer uma reclamacao formal para o TRA em Roma.

    Chorei, chorei, porque nao imaginava que fossem 3 meses!

    Resumindo: fiquei esse mes todo esperando trancafiada em casa,vou embora no proximo final de semana e, provavelmente, nao vou conseguir dar entrada no processo… snif…snifff..

    Ateh fui a central dos vigile, mas eles me disseram que demoraria um paio di mese mesmo…

    Deixo aqui entao o meu relato, para que possa ajudar outros.

    Abracos e felicidades!

  • Daiane

    Volte ao comune e explique à oficial que independente de existir ou nao o matrimonio civil, se o italiano foi o declarante na certidao do filho, ele é considerado pela lei italiana filho natural e isso nao é impeditivo à transmissao da cidadania!!!!!

    A anotaçao na certidao de obito que ele era solteiro é mais uma prova que nao existe o matrimonio civil, explique isso no comune

    Abs

  • Apresentei o de matrimonio, òbito.. pq peguei do meu primo que ja fez a cidadania, entreguei os mesmos doc que ele.. O declarante do nascimento da filha do Domingos foi ele mesmo “JULIETA ANNA GAIO”, filha dele declarante DOMINGOS GAIO E IRMA HORN… ta assim na certidao de nasc da minha vo.
    O declarante do òbito do Domingos foi o meu vo, marido da filha dele, minha vo, entende?
    Nao tenho os doc no pc, mas o restante esta tudo ok.

    Minha mae no Brasil ja conseguiu todos os doc que pediram denovo..

    (todos em inteiro teor)

    morte de GAIO Antonio
    nasc e morte de GAIO Domingos
    *matrinonio civil de Gaio Domingos
    nasc, matimonio e morte de GAIO Julieta Anna
    nasc e matrimonio de ROSA Terezinha De Fatima
    nasc TARTARI Daiane

    Todos esses ja estao certos, fora o de matrimonio civil.

    Enfim, devo pedir o de matrimonio religioso dele novamente tbm? (em inteiro teor como os outros)

    O que vc acha que devo fazer?

    Agradeço

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Ciao Daiane

    Nao entendi: se na certidao de òbito (porque voce apresentou??) consta que ele era SOLTEIRO, nao era sequer necessàrio apresentar nenhuma certidao de casamento, quem foi o declarante na certidao do filho do Domingos????

    O comune està correto em dizer que certidoes religiosas no Brasil nao sao vàlidas, pois a partir de 1890 jà existia registro civil, porém se o pai foi o declarante na certidao do filho entao nao faz-se necessària a apresentaçao do matrimonio.

    Se por outro lado, na certidao de nascimento do filho consta como declarante outra pessoa, entao voce està com um baita problema, me envie por email uma copia dos seus documentos para que eu possa analisa-los, voce tem estas copias??

    O email é fabiosaga@minhasaga.org

  • Oi Fabio!
    Entao, consegui dar a entrada =) to com o permesso. A comune mandou um papel agora pedindo todos os doc traduzidos e legalizados novamente.. e tudo em (inteiro teor) enfim, ja entrei em contato, esta quase tudo certo. Tenho somente uma duvida… eles pediram o certidao de casamento civil do Domingos Gaio (filho do italiano, pai da minha vo, vo da minha mae, e meu bisavo.. entendeu nè? O problema è que ele casou no religioso somente, e nao no civil.. eles pediram pq no certidao de morte esta como estado civil solteiro entende..

    e’stato presentato il matrimonio religioso di Gaio Domingos, avvenuto il 15 settembre 1927, che non ha validita ai fine dello stato civile (si ricorda che l’istituzione dello stato civile in Brasile è del 1889, per i matrimonio 21/05/1890, e solo fino a quella data hanno validita i certificati religiosi)

    obs:esta escrito na folha que mandaram!

    Estou muito confusa.. eles querem um certidao que nao existe… O que vc acha que devo fazer?

    Porfavor me ajudaaaaaaaaa

    OBRIGADA!

  • Taisa

    Absolutamente nao – voce é que deve protocolar seus documentos – ninguém pode fazer isso por voce, portanto aguarde a confirmaçao da residencia e espere para entregar seus documentos!!!

    Infelizmente voce percebeu que està num péssimo comune, pois é um absurdo ter que esperar uma carta chegar para confirmar a residencia – isso é apenas para dificultar as coisas, portanto faça tudo certinho, pois o comune vai procurar “pelo em ovo” no seu processo, ok?

    Abraços e boa sorte!!!

  • Ola Fabio!!! Tudo bem??

    Retorno aqui para fazer mais umas perguntinhas…. se como ja faz uma mes que fiz a inscriçao anagrafa, e 3 semanas que o vigile ja passou, a carta de confirmaçao da inscriçao ainda nao chegou e mulher da comuni deixou bem claro que devo ter paciencia, pois somente apos a chegada dessa carta q eu poderei fazer a domanda alla richiesta e isso podera levar até 90 dias. Por motivos secundarios quero retornar ao Brasil semana que vem que provelmente essa carta ainda nao tera chego, sendo assim gostaria de lhe perguntar se caso eu esteje no Brasil é possivel que minha amiga possa fazer essa domanda alla richiesta por mim? Caso contrario, existe alguma outra possibilidade?? Ela ja mora aqui em Massino a 10.

    Muito Obrigada Fabio!!!
    Aguardo Retorno!!!

  • Olá Fabio,

    Então, estou fazendo em Mestre (VE), não era meu plano inicial vir para cá mas acabei tendo que vir por váarios motivos, por incrivel que pareça é uma cidade maior mas é relativamente fácil fazer a cidadania aqui (quando se tem todos os documentos prontos e certinhos, claro) eles sabem como proceder com “agiilidade”, tirando o caso do vigile que está dificil…
    Vou fazer isso mesmo, porque (pelo que vejo) eu vou acabar ultrapassando os 90 dias estacionada na residência hehehehe
    Tendo alguma resposta aqui eu aviso… muito obrigada!
    Abraço e sucesso!

  • Ola Erika

    Pois é, em qual comune voce està fazendo seu processo, é um comune muito grande? Comunes como Milano, Roma, Napoli, Torino, Verona podem levar atè 90 dias (que é o prazo legal) para que o vigile passe e confirme a residencia – por isso eu sempre recomendo para os amigos irem a comunes pequenos, entendeu?

    Se em uma semana o comune nao te ligar, và novamente là – com jeitinho – e pergunte o que fazer em relaçao ao permesso di soggiorno, de qualquer forma nao deixe de faze-lo caso và ultrapassar 90 dias…

    Abraços e sucesso pra todos nòs!!!

  • Olá Fabio! Primeiramente mil parabéns pelo blog, imagino que tenha salvo muuuitas “sagas” de pessoas que sonham com a cidadania… estive lendo sobre a questão do vigile e me identifiquei bastante com a situação da Daiane, mas no meu caso eu dei entrada na residencia, fiz todo aquele passo a passo no dia 29 de abril e até hoje nada do vigile passar aqui! Ou seja, contando até hoje dão 40 dias corridos e eu só na espera hehehehe como estou mais do que preocupada com isso, fui ontem ate a Comune e conversei com uma senhora responsavel por essa área, que olhou no sistema e constatou que ele não havia passado no meu endereço mesmo e ligou para o Ufficio de Cittadinanza confirmando meu endereço e telefone que iriam me retornar para marcar um appuntamento (pelo menos foi o que entendi) e agora estou aguardando alguma noticia de algum lugar. Gostaria muitissimo que você me dese uma luz, se possível, do que posso fazer, quem posso procurar para ver o que está acontecendo, ter alguma noticia ou ver se há a possibilidade de agilizar isso tudo, porque também temo não dar tempo de fazer o permesso de soggiorno (inclusive vou ler seu post sobre isso pra ver se consigo fazer com o que tenho aqui). Desde já muitissimo obrigada e sucesso pra você

  • Oi Fabio!!! Muito obrigada pela informaçao!!! Tu foi um anjo cibernético que caiu do céu!!! hihi… pode deixar que volto contar o que aconteceu….

    Bjao!!!

  • Ciao Taisa tudo jòia!!!

    Provavelmente o que voce recebeu foi a ricevuta (recibo) que voce deu entrada, agra que o vigile passou demora em média uma semana pra que seja inserida no sistema do comume como residente. Uma vez inserida voce pode apresentar a domanda di riconoscimento, và até o comune semana que vem e pergunte se voce jà é residente. Se disserem que sim, jà pergunte quando pode apresentar os documentos e a domanda, ok?

    Bjs e boa sorte, nao deixe de voltar aqui pra nos contar 🙂

  • continuaçao… fazem 10 dias, tenho todos meus docs traduzidos e legalizados, o vigile ja passou e agora estou esperando a carta, so que dois dias antes de ele passar recebi por posta uma Carta do Ufficio anagrafe di ricevuta domanda di iscrizione nel Registro della Popolazione, é uma carta com duas pags, so que recebi isso antes de o vigile passar. Gostaria de saber se ja posso fazer a domanda di riconoscimento ou tem outra carta que devo esperar??? Fico enormemente agracida desde ja!!! Obrigada!

  • Ola Fabio!!! Tudo bem??

    Acabei de conhecer seu blog, e notei que é uma grande de ferramenta de ajuda para muitas pessoas que se encontram nessa jornada da cidadania. Contudo me ajudou absorver algumas informaçoes que eu nao sabia. Enfim Fabio, preciso de uma dica sua… Estou na Italia, fazem ..

  • Huhuuuuu Daiane que òtimo!!!

    Eita,isso de 40 dias eu nunca ouvi falar – pois geralmente a inserçao no sistema se dà em uma semana!!! Tem comunes que o vigile passa duas ou tres vezes, talvez possa ser isso. De qualquer forma, depois de uma semana và là no comune pra ver se jà està là e nao esqueça de voltar aqui pra nos contar 🙂

    Abraços

  • Oi Fabio

    O vigile passou ;D Foi tranquilo! So ele disse que vai 40 dias pra residencia estar no sistema… Fiquei confusa agora! pq a mulher na comune disse que era pra eu voltar la depois de 3, 4 dias que o vigile estivesse passado. Assim, protocolar os documentos e dpois fazer o permesso… O que vc me diz sobre esses 40 dias?

  • Oi Daiane

    Nao, a “domanda di riconoscimento” é o documento que voce entrega juntamente com os documentos originais, constando a relaçao das certidoes e com a marca da bollo no valor de 14,62 colado nela!!!

    Leia o passo-a-passo sobre como fazer o permesso di soggiorno: http://www.minhasaga.org/2008/07/fazendo-o-permesso-di-soggiorno.html

    A condiçao fundamental para que voce possa dar entrada no permesso in attesa di cittadinanza na posta é ter o documento que comprova que voce deu entrada no processo. Este documento pode ser:

    a) Uma declaraçao do comune que jà analisou seus documentos e voce està apta para fazer o permesso;
    b) A fotocopia da ‘domanda’ preenchida e com o carimbo de protocolo do comune

    Sem o documento com o carimbo do comune constando que voce entregou os documentos nao è possivel fazer o permesso!!!

    Abs e vamos torcer para que esse vigile passe logo 🙂

  • Domanda que vc diz è a folha do pedido da residencia? Pq essa è a unica domanda que eu tenho. A mulher na comune me deu apenas uma folha, a qual è da residencia, e disse que depois que o vigile passar eu devo voltar na comune para protocolar os doc e assim fazer o permesso entende?”

  • Daiane

    O documento que voce ‘protocola’ no comune chama-se “domanda di riconoscimento”, e é este documento que voce deve inserir no envelope. O que eu sugeri foi: se sua residencia nao ficar pronta atà alguns dias antes de completar os 90 dias, insira uma copia desta domanda mesmo sem que esteja protocolada, pois o importante é nao ficar irregular! Se voce nao fizer o permesso dentro de 90 dias o comune nao poderà sequer receber seus documentos para o protocolo e voce terà que deixar o pais, entendeu?

    Abs

  • Eu tenho o pedido de residencia somente. Os documentos estao todos traduzidos e legalizados. Domanda de cidadania? Como assim, se nao fiz o pedido da cidadania ainda.. pois tenho que fazer a residencia primeiro, depois protocolar os doc e depois fazer o permesso. Foi o que a mulher disse na comune entende? Enfim, o que fiz foi deixar as copias de todos os meus doc, ai a mulher controlou, e fez o meu pedido de residencia! Foi isso.

  • Daiane

    Ok, neste caso ainda està no prazo, nao hà o que fazer além de esperar!!! Se o vigile nao tiver passado quando estiver para completar os 90 dias, faça o permesso da posta de qualquer forma, inserindo dentro do envelope uma fotocopia da ‘domanda’ de cidadania com a marca da bollo colada. Quando voce fez o pedido de residencia, o comune te deu o recibo? Se sim, faça uma fotocopia e coloque também dentro do envelope, ok? Seus documentos estao todos traduzidos e legalizados???

    Abs

  • Estou fazendo sozinha (:

  • Entao, eu fiz o pedido de residencia a 15 dias atras… mas, eu liguei para o vigile hoje, e ele disse que caiu no sistema deles ontem :S Nao sei… se realmente aconteceu isso, conta do dia que fiz o pedido na comune “30 dias” ou do dia que caiu no sistema dos vigiles? O meu medo è pq tenho 3 semanas apenas pra protocolar os documentos e fazer o pedido de permesso entende…

  • Ola Daiane

    O vigile està demorando mais de 60 dias para passar???’ Se for isso mesmo, alguma coisa està errada, pois ele passa no màximo em 30 dias, voce està fazendo sozinha ou com ajuda de consultor??? Abs

  • Ola Fabio

    O vigile ainda nao passou confirmar minha residencia, e tenho 25 dias pra dar 90 que estou no pais.. Pois, stou esperando a visita deles, pra depois poder fazer o permesso.. Apresentei todos os doc que comprova o meu direito a cidadania, e deixei copias na comune. Enfim, tenho medo que nao de tempo (90 dias)=/ o que vc me diz que devo fazer?

    Agradeco

  • Fala xarà

    Và atè o ufficio anagrafe e pergunte especificamente se jà houve o “inserimento no sistema” da sua inscriçao anagràfica, diga que o vigile jà fez o “accertamento”.

    Voce jà conversou com o oficial di stato civile sobre sua cidadania? Se sim, converse com ele pra saber quais passos seguir, para protocolar os documentos, ok??

    Abraços

  • Na Comuni di Rieti, Lazio. Abraços.

  • Ola Fabio

    Em que comune voce està? O Anagrafe tem obrigaçao de te comunicar se sua residencia jà està inserida no sistema ou nao, voce nao é obrigado a esperar o documento chegar, me diga qual o comune que eu te informo os passos a seguir, ok?

    Abraços

  • Oi, Fabio… Mais uma vez agradeço por ser canal de informaçao e ajuda para muitos aqui no seu Blog. Parabens!

    Estou parado na minha residencia, pois o vigile ja veio em casa, mas ainda nao informou no Ufficio Anagrafe. Estive la e ela me disse que o Certificato di Residenza ainda nao foi confirmado e que eu devo esperar em casa ate chegar uma carta. Ja fazem tres semanas que o vigile passou. Ha algo que eu possa fazer neste momento?

    Abraços,
    Fabio Iorio

  • Ola Lmarch

    Depende: amigos e porteiro nao comprovam residencia, và atè o ufficio dei vigili urbani e diga que estava fora e se sua residencia foi confirmada! Se sim, tranquilo, se nao, provavelmente ele farà o accertamento na hora pra vc, ok? E voce pode dizer o que quiser, VOCE è ITALIANo!!! rs

    Outro grande abraço e obrigado pelo carinho!!!

  • Grande Fabio.

    Uma pergunta, por favor. Fiz minha inscriçao anagràfica e o vigile ja foi ao meu apt duas vezes e eu nao estava, mas amigos e o porteiro confirmaram a minha presença. Ha algum problema? Ele vai retornar novamente? Tenho que ir ao Comune? Como ja sou cidadao italiano, eu posso dizer que estou na Italia para trabalhar e estudar?
    Falei que ia ser uma pergunta, mas foram varias né….hehehe. Um grande abraço e parabèns pelo excelente trabalho que voce faz.

  • Fabião, mais uma vez obrigado!!!

  • Grande Luiz

    A validade dos documentos começa a contar a partir da data da legalizaçao, e peloamordeDeus nao và a Firenze, é um péssimo comune!!! rs

    Forte abraço e logo logo vem o Passo a Passo 2011 🙂

  • Muito obrigado Fábio. Aproveito pra dizer que estou adorando ler este blog, desde que a minha prima, me indicou. Estou ansioso, lendo sobre o passo a passo 2011, já que estou tirando todos o documentos aqui no Brasil, para logo logo ir à Itália pedir a minha cidadania. Meu nono é de uma cidade perto de Bologna chamada Cento, mas depois de ver um comentário no teu blog que Bologna não é um bom lugar para este procedimento e também de ouvir todos os teus comentários sobre a Toscana e pelo fato dos meus pais terem conhecidos provenientes daí, estou pensando em ir para Firenze ou Siena.
    Gostaria de fazer mais uma pergunta a você; A validade de 6 meses dos documentos é contada à partir da expedição do cartório ou à partir da legalização do consulado ?

  • posts sempre bem feitos 🙂

  • Fábio, onde acho esta circular ?

  • Ola Mauricio

    A circular serve aqueles que estao com os documentos legalizados e prontos para o processo de cidadania. Somente neste caso pode ser utilizada para dar entrada na residencia sem a necessidade de permesso di soggiorno. Abs

  • Olá Fabio,

    Nneste caso, qual o papel do permesso di soggiorno? Nenhum, graças a circular? Mas e sempre e em qualquer caso pode ser usada esta circular?

    Agradeço
    Mauricio

  • oK! Fábio
    Aguardo anciosamente por noticias rsrsrsrsrs
    Bjs

  • Ciao Fabio

    Pois entao, a lei diz que o cidadao extra-comunitàrio pode ficar aqui por 90 dias a cada seis meses. E enquanto estiver aqui nao pode trabalhar, até porque nao terà documentos para tal fim, uma vez que serà apenas turista, entendeu??

    Abraços!!!

  • Ola Elissandra

    Vou ver o email e respondo por là, ok?

    Bjs

  • Fala Fabio,

    Obrigado pela resposta, mas o que eu queria saber mesmo está explicado num post de 26 de outubro do ano passado. Só achei depois…
    Pra não perder a viagem, seria possível a respectiva não descendente ir durante a prática e passar os 90 dias, vir ao Brasil e retornar para mais 90 dias. E nesse período seria possível trabalhar em algum tipo de estabelecimento?

    Abraços

  • Ola Fábio td Bem????
    Encaminhei pra vc um e-mail, pedindo sua ajuda, no meu caso so meu esposo e descendente, e estou com outras duvidas que surgiram hj, pois o sobrenome do meu esposo esta diferente do bisavô, ele e Fabio Palmerio, e o Bisavô Palmieri, tenho que retificar o que devo fazer, estou no aguardo do retorno do e-mail que te encaminhei, quero ver se dou conta ($$$) de contratar seu serviços rsrsrsrs, desde de ja agradeço.
    Gostaria do seu telefone, para podermos conversar melhor
    Bjoosss Fica com DEUS!!!

  • Ola Fabio

    Se apenas um deles fosse cidadao italiano, tao logo fizesse a inscriçao anagràfica e fosse residente, poderia solicitar a carta di soggiorno para conjuge de cidadao italiano para o companheiro. Esta carta tem duraçao de 5 anos e o conjuge pode trabalhar e viver normalmente junto com o conjuge italiano!

    Abraços

  • Fala Fabio,

    Uma dúvida: sendo os personagens casados, mas se somente um deles fosse descendente de italiano, como ficaria a situação do seu respectivo em relação a visto e prazo de permanência no país?

    Continua de parabéns pelo trabalho.
    Abraços

  • Ola Propato tudo jòia???

    Brigadùùùùùùùùùùùùùùùùùùù

  • ciao,Fabio Barbiere, come va ? spero bene !
    Quero parabeniza-lo por sua integridade nas informações, apesar de não conhecer o processo, vejo que voce informa corretamente.
    Deus o abençoe e que muitos descententes venham, através de voce, conseguir a tão sonhada cidadania italiana.
    ti saluto con abbraccio per te i tuttu alla tua famiglia.
    Juarez Propato, nipotini de italiano.