Milton Sachetti – O mais gaucho dos gauchos da Minha Saga

Ciao a tutti

Apresento a voces o grande Milton Sachetti – de longe o mais gaùcho dos gaùchos que jà passaram pelas trincheiras da Minha Saga!!!
 
 
 
 
Nascido em Passo Fundo – Milton nos deu verdadeiras liçoes de cultura riograndense, começando com a explicaçao do funcionamento dos CTG's – Centro de Tradiçoes Gauchas, sua importancia na divulgaçao das tradiçoes gaùchas e também o seu funcionamento.
 
O que mais chamou a atençao foi a Costela no Fogo de Chao, mammamia preciso ir numa festa gaùcha o mais ràpido possivel hehehehehe
 
 
Ops, voltando ao Milton – depois de nos apresentar as belezas riograndenses, eis que è mais um gaucho italiano aqui na Minha Saga.
 
 

 

Assinando a carta d'identità

 

 
Comemorando: Gabriel, Saga, Milton e Lu
 

 

Oi, tem alguém ai? Sò pra dizer QUE SOU CIDADAO ITALIANOOOOOO

 

Termino este post homenageando meu grande amigo Milton com a mùsica Merica, Merica – também conhecida como 'Canto degli Emigranti' que tornou-se oficialmente o Hino oficial da Colonizaçao Italiana no Rio Grande do Sul.
 
Porèm ao contràrio do usual, mostro a voces um video da musica cantada e tocada nao por um grupo ou a tradicional versao popular, mas sim cantada por uma pequena e doce menina e seu acordeon.
 
E em seguida a letra em dialeto veneto e a respectiva traduçao da mùsica na lingua portuguesa:
 

 

MERICA, MERICA

Dalla Italia noi siamo partiti
Siamo partiti col nostro onore
Trentasei giorni di macchina e vapore,
e nella Merica noi siamo arriva'.

Merica, Merica, Merica,
cossa saràlo 'sta Merica?
Merica, Merica, Merica,
un bel mazzolino di fior.

E alla Merica noi siamo arrivati
no' abbiam trovato nè paglia e nè fieno
Abbiam dormito sul nudo terreno,
come le bestie abbiam riposa'.

Merica, Merica, Merica,
cossa saràlo 'sta Merica?
Merica, Merica, Merica,
un bel mazzolino di fior.

E la Merica l'è lunga e l'è larga,
l'è circondata dai monti e dai piani,
e con la industria dei nostri italiani
abbiam formato paesi e città.

Merica, Merica, Merica,
cossa saràlo 'sta Merica?
Merica, Merica, Merica,
un bel mazzolino di fior.

Merica, Merica, Merica,
cossa saràlo 'sta Merica?
Merica, Merica, Merica,
un bel mazzolino di fior.

=====

Da Itália nos partimos
Partimos com nossa honra
Trinta e seis dias de maquina e vapor,
e na América chegamos.

América, América, América,
o que será esta América?
América, América, América,
um belo ramalhete de flores.

E na América chegamos
não encontramos nem palha e nem feno
Temos dormido no terreno nu,
como os animais descansámos.

América, América, América,
o que será esta América?
América, América, América,
um belo ramalhete de flores.

E a América é longa e larga,
è rodeada por montes e planícies,
e com a industria dos nossos italianos
formamos países e cidades.

América, América, América,
o que será esta América?
América, América, América,
um belo ramalhete de flores.

América, América, América,
o que será esta América?
América, América, América,
um belo ramalhete de flores.

Abraços a todos e atè o pròximo post 😉

  • Puxa, eu quero aparecer nesse espaço também, Fabião! rsrs
    Mas pra isso vc tem que me responder meu email 🙂
    Já to com td legalizado, te mandei escaneado as certidões

    abraço
    Douglas Miglioretti

  • STE

    Boa Noite Fabio!

    Muito obrigada pelo dificil trabalho cumprido com sucesso por vcs. Ja nao tinha mais esperancas de achar a certidao de nascimento do bisavo do meu marido. Vcs nao so conseguiram isso, como descvendaram uma complicada historia que ninguem na familia conhecia. E isso ai, com o profissionalismo e paixao pelo que fazem vcs chegarao ainda mais longe. Muito obrigada mesmo por toda a atencao, paciencia em responder as duvidas nos minimos detalhes e dicas.

    Abraco

  • Amigo Fabio,
    Como bom gaucho, nao poderia deixar de elogiar este post incrivel, principalmente pela musica Merica, Merica, muito famosa no Rio Grande do Sul!
    Um abraco, indio velho!
    Mauro Schneider