Brasileiros na Italia – Felipe Petry (Vêneto)

Ciao a tutti!

Hoje é dia de post na nossa sessão Brasileiros na Italia – o “entrevistado” de hoje é um dos leitores mais assíduos da Minha Saga: Felipe Petry.

FelipePetry

1. Nome e região onde você vive aqui na Italia
Felipe Petry, 28 anos, Masculino, Vêneto.

2. Quanto tempo você vive na Italia?
Menos de 1 ano

3. Qual seu tipo de status na Italia
Sou cônjuge (marido ou mulher) de cidadão italiano.

4. Por que você escolheu a Italia como destino?
Sempre desejei sair do Brasil. Quase um sonho, aqueles que desde pequenos sonhamos. Eu assistia filmes, e parecia que eu já tinha vivido algo em algum lugar diferente daquele que sempre vivi (Brasil). E por isso fui atrás desta realização. Minha esposa, ítalo-brasileira, decidiu compartilhar comigo esta vida fora, e viemos para Itália com objetivo de começar nossa vida juntos e resgatar suas raízes italianas.

5. Voce trabalha?
Não.

6. Hoje, analisando sua vida aqui na Italia, considera que vir pra cá foi uma escolha positiva ou negativa?
Positiva. Estamos há 109 dias aqui, e mesmo parecendo pouquíssimo tempo, já tivemos oportunidade de crescer muito e experienciar coisas muito boas por aqui.

7. O que a Italia tem de melhor?
Sem dúvida, o que a Itália tem de melhor em comparação ao Brasil, que foi um dos principais motivos que me fizeram sair de lá, é a questão da Segurança Pública. A tranquilidade de “ir e vir” não tem preço. Um ponto importantíssimo para nós. Isso é liberdade! E sem querer fazer alusão à propaganda de cartão de crédito.(hehe) Isso não tem preço!!

8. E o que a Italia tem que você não suporta?
Pelo pouco tempo que estamos aqui, não temos muito o que dizer a respeito. Mas o que pudemos perceber, e isso sim, é algo insuportável – é a discriminação que existe em relação a algumas pessoas de outras nacionalidades que vivem aqui e que hoje encontram-se em grande número. Fazendo muitas vezes o país se dividir entre italianos e outros povos (estes últimos entendem-se como: africanos, chineses, albaneses, indianos, marroquinos…)

9. Algum projeto para os próximos 12 meses aqui na Italia?
Fixando residência, espero completar dois anos por aqui para dar entrada no processo de naturalização. E depois com documentação italiana é outra história. Mas nos próximos 12 meses, penso em organizar minha vida como: trabalhar, estudar mais o idioma, e principalmente ter uma vida digna que no Brasil quase não poderia ter, devido à criminalidade.

10. Escreva sobre aquilo que quiser, deixando uma mensagem aos leitores da Minha Saga.
Aproveitando o espaço, vou fazer um “merchandising” hehe divulgando meu blog Torno Sùbito que devo muito também ao aprendizado adquirido aqui no “Minha Saga” que sem dúvida é o maior site e sempre será, pois o trabalho do Fábio Barbiero não tem igual. Como disse antes, estou há pouco tempo na Itália, mas espero aprender muito por aqui, e quem sabe para um dia poder ter uma visão mais apurada sobre esse país tão querido por todos nós.

E obrigado pelo espaço concedido para expor minhas opiniões.

shadow-ornament

E você? Vive aqui na Italia e quer compartilhar a sua história conosco? É só clicar aqui.

  • ola me chamo alda, adorei os depoimentos,pois foi passar um mes na italia passei dois anos e meio,tive que voltar mas olha nao consigo estou retornando se DEUS quiser. e ele vai querer e um sonho que vou correr pra realizar.bjs parabens pelo sait. Alda

  • Oi Fábio! Realmente fiquei surpreso ao ver a minha entrevista por aqui. Muito obrigado! Gostaria de aproveitar o espaço e acrescentar algumas informações sobre minha vida aqui na Itália principalmente após a entrevista, pois naquele momento estava morando por aqui um pouco mais de três meses e agora já se passou algum tempo e posso contribuir um pouco mais com minha experiência aqui.

    Pois bem, neste período que se passou após a entrevista posso dizer que vivenciei muitas coisas por aqui, algumas não tão boas e outras realmente muito positivas.

    Posso dizer que já estou me encaminhando profissionalmente (que antes não estava trabalhando), e consegui dar início ao estudo do idioma e principalmente fazendo amizades e com isso posso dizer que cada dia que passa me sinto mais habituado a esta vida aqui.

    Quero principalmente com este “comentário” dar uma palavra de incentivo àqueles que tem um grande “sonho” de viver na Itália. Por mais clichê que possa parecer: Nunca desista dos seus sonhos. Falar em Itália neste período de “crise” para alguns pode parecer loucura, mas quando se deseja realmente algo, não existem barreiras que não possamos transpor.

    Mais uma vez muito obrigado! E sucesso sempre! Abraço a todos.

    • Grande Felipe

      Eu que agradeço pela sua disposição e pelo tempo que você se dedicou a compartilhar conosco a sua história: são exemplos assim que fazem deste humilde espaço ser um ‘viveiro de troca de experiências’.

      Um grande abraço e sucesso, sempre!!!