Italianos pelo Mundo: Ana Tais Piva (Áustria)

Ciao a tutti

Hoje trago a vocês mais um depoimento de um italiano que vive no exterior, que nos explica quais foram os passos que teve que cumprir para emigrar e como é a vida de um ITALIANO PELO MUNDO! Quem nos dará estas informações é Ana Tais Piva, italiana que vive na belíssima Áustria!

1. Identifique-se: nome e pais onde vive

Ana Tais Piva Vivo em Salzburg na Austria

2. Quanto tempo você vive neste pais?

Menos de 1 ano

3. Você é inscrito no consulado italiano como residente (AIRE)?

Sim

4. Quais os passos que você teve que fazer para conseguir sua residência no pais? (como cidadão italiano)

1.Fui ao Magistrat (Orgao Publico responsavel por registrar residência – novo endereço – onde a pessoa esta morando), preencher formulário com todos os dados, pedir para locatário do imóvel onde estiver morando assinar e levar contrato do aluguel do apto assinado pelo locatário. Meu novo endereço foi registrado no sistema. Isso no prazo de no máximo 3 dias depois de entrar no pais. Me disseram para me dirigir no prazo de 90 dias ao Magistrat ll para fazer minha inscrição como estrangeira morando no pais caso resolva ficar mais que 3 meses no mesmo. Sem custo.

2.Magistrat ll (Para conseguir o tal do “Bescheinigung des Daueraufenthalts” – Cetificado de Residência Permanente). Necessários fotocopias dos seguintes documentos: primeiro certificado de residência. Algum documento de identificação (utilizei minha Carta d’Identita, mas poderia ser tb a certidão de nascimento Italiana, a carteira de motorista ou o passaporte). Contrato de trabalho – ou qualquer coisa que comprove que você tem condições de se manter sozinho, sem que o estado precise ajuda-lo (isso consta realmente deste modo na pagina deles da internet), se for estudante, tem que comprovar uma renda mensal. Seguro de saude é obrigatório e ligado ao seguro social (codice fiscale). Formulário preenchido (aqui tambem vim duas vezes – na primeira me deram o formulário para preencher e assim correu tudo mais depressa). 1 Foto 3X4. Tem custo, nao me lembro exatamente, mas acredito que seja de 15€.

5. Foi fácil? Quanto tempo durou o processo burocrático de inscrição consular?

Nao foi nada burocrático. Eu teria resolvido tudo ainda mais rapido se tivesse me informado pela internet. Para a primeira inscrição perdi 15 minutos no primeiro dia (entre espera e informação – me faltava o contrato de aluguel e a responsavel aproveitou para me dar o formulário para preencher em casa e poupar tempo na proxima ida) e no segundo dia com tudo pronto demorou tudo menos de 20 minutos). No segundo Magistrat também não demorou mais que 40 min. Isso porque tive que esperar que a responsável voltasse do almoço. Para a inscrição no consulado italiano precisei agendar e esperei mais de uma hora para ser atendida (mais fui muito bem atendida). Paguei uma taxa que nao me lembro de quanto. O comprovante da minha inscrição no AIRE demorou depois disso quase três meses para chegar.

6. Você já se sentiu beneficiado pelo fato de ser cidadão italiano? Compartilhe conosco as situações em que isso aconteceu.

Tenho muitos amigos que veem de paises que não fazem parte da Uniao Europeia e que ainda precisam de visto para permanecer no pais e posso concluir que não é fácil. Os primeiros 5 anos nos quais morei na Europa foram como Au pair e tambem dependia de visto, da familia que assinava se responsabilizando por mim e não era livre para estudar o que queria. Na verdade, como cidadã brasileira e para poder estudar na Alemanha eu tive que fazer mais um ano de escola, o que eles chamam de Studienkolleg, para que pudesse ingressar posteriormente na faculdade. Esse Studienkolleg era dividido em area de exatas, biológicas, humanas e economia. Fui obrigada a escolher o caminho o qual gostaria de seguir. Não estava livre para me formar na area de biológicas e de repente decidir que quero fazer faculdade de historia. Agora tudo mudou. Não preciso de mais nada a não ser comprovar conhecimentos da lingua alemã. O meu historico escolar brasileiro ja bastou para que eu pudesse me inscrever no curso de biologia, prestar a prova para psicologia e depois mudar para direito… 😉 To aproveitando pra experimentar novas coisas! NaÁustria foi aprovada pelo parlamento uma lei de cobranca de taxa semestral da faculdade que alunos da Uniao Europeia pagam somente 15€ para o sindicato dos estudante, EU-Estudantes que passaram do tempo determinado de termino de estudo tem que pagar 363,36€ + 15€; já os estudantes que não fazem parte da EU tem que pagar 723,72€ + 15€. Quanto a emprego posso dizer que facilitou extremamente. Como estudante não membro da união europeia você so pode trabalhar por no máximo 20 horas semanais e precisa que o empregador assine um documento dizendo que não existe no momento outra pessoa para prestar o serviço pelo qual ele esta te contratando. Muitos deles nao querem tal responsabilidade.

7. Por outro lado, em algum momento você já se sentiu discriminado pelo fato de ser cidadão italiano? Já teve algum tipo de dificuldade por isso?

No ônibus uma vez fui controlada. Meu bilhete estava regular, mas a minha carteira comeu um pedacinho do bilhete, exatamente no momento em que fui abrir para pegar o bilhete para o controlador. Ele percebeu, sei que viu, mas fez como se não tivesse reparado. Olhou bem o bilhete e pediu um documento de identificação. Mostri minha carteira de identidade italiana e ele disse: o que é isso? Eu: minha carteira de identidade italiana. Ele: ah, mas não se entende nada, tem tudo só em italiano, não tem nada em alemão, nem em inglês (como se na deles tivesse), enfim, ele comecou a falar mais alto e a chamar a atenção das pessoas ao redor. es estava no fundo e ele gritou para a colega da frente: estrangeira com bilhete rasurado. Podia-se ler perfeitamente e o pedacinho que rasgou estava bem longe do local carimbado, mas mesmo assim ele me deu uma multa e confiscou o bilhete, me obrigando a comprar um para voltar do trabalho para casa e outro para ir ate a sede deles no dia seguinte, onde eles constataram que se tratava de um mal entendido. Talvez por estar na fronteira com o Tirol ou por conta da historia do imperio Austro-Húngaro e talvez tambem pela quantidade de italianos por aqui, acredito que os Austriacos sejam um pouco racistas.

8. Você conhece ou convive com outros cidadãos italianos? Como é a comunidade italiana no país onde você vive?

Na firma onde trabalho somos 6 italianos. Não participo de uma comunidade italiana (nem brasileira) fora da Italia, mas no trabalho existe uma forte união e todos se entendem muito bem.

9. Deixe aqui seus comentários e sugestões aos nossos leitores sobre como é a vida de um italiano no exterior e tudo mais que julgar importante pra comunidade da Minha Saga

A Austria é um pais bem bacana para se visitar. Possui belezas naturais incomparáveis. A cidade de Salzburg é bem aconchegante e turística. As universidades deste pais são boas e estudar em uma cidade como essa oferece a vantagem de contato muito proximo com os professores e um otimo acompanhamento, alem de boa infra-estrutura e equipamentos. Fiz boas experiências aqui e outras nãotão boas. Para maiores informacoes: www.uni-salzburg.at – Universidade de Salzburg www.salzburg.info – Cidade de Salzburg e todos os órgãos responsáveis.

 

Grazie mille Tais, tutta la comunità Minha Saga ti ringrazia 😉

 

  • Ana Paula Scallone

    ótimo!!1