Viagem recente ao Brasil – Mais algumas diferenças culturais

Ciao a tutti!

Recentemente estive no Brasil e aproveitei esta visita – mesmo que rápida – para observar algumas particularidades do nosso país e também reunir informações sobre as diferenças culturais (de novo) entre o Brasil e a Italia. Confesso que cheguei lá com “olhos de turista”, fazendo um esforço enorme para tentar me imaginar visitando o país pela primeira vez.

Segue abaixo algumas consideraçõezinhas que fiz neste período.

DEZEMBRO DE 2013, VIAGEM DE 10 DIAS AO BRASIL

Quando chegamos num país de enormes dimensões como o Brasil, ainda mais numa cidade como São Paulo, temos duas opções: depender de um parente ou amigo para nos buscar no aeroporto e andar conosco pra cima ou pra baixo OU alugar um automóvel, já na chegada diretamente no aeroporto.

ALUGUEL DE CARROS – ITALIA

Como estou já acostumado a alugar carros aqui na Italia, posso já sentir a diferença entre os dois mundos neste assunto, começando pelos valores. Aqui na Italia além das tradicionais empresas mundiais de aluguel de veículos como a Hertz e a Avis, temos muitas empresas consideradas “low cost” (baixo custo) como por exemplo a Auto Europe e a Sixti, onde encontramos preços a partir de 9,90 euros/dia com quilometragem ilimitada. Nas empresas tradicionais o preço médio de um carro comum pequeno é de 30 euros/dia. E quanto mais dias você permanece com o veículo, automaticamente o valor diminui, com bons descontos para períodos prolongados. Sem contar que 90% das empresas não cobram nada antecipado, e sequer existe o famigerado “caução” ou “bloqueio de cartão de crédito” – já alugamos dezenas de carros aqui na Italia para buscar clientes ou fazer busca de documentos e somente uma vez nos pediram o bloqueio de 300 euros no cartão de crédito – aconteceu no sul da Italia, na Calábria (mais precisamente em Lamezia Terme), mas nos explicaram que por lá a criminalidade é tão alta quanto no Brasil e que por isso era necessário o bloqueio (palavras do rapaz que nos atendeu!).

ALUGUEL DE CARROS – BRASIL

No Brasil a coisa já começa a ficar complicada na escolha do veículo: você deve escolher se quer carro COM AR condicionado ou carro SEM AR. O preço varia de acordo com a escolha: sem ar custa em torno de 70 reais/dia enquanto que a segunda opção faz os valores subirem para algo em torno de 90 reais/dia. Isso difere da Italia pois itens que são de série (como ar, trava, direção, air bags, etc) em qualquer carro produzido aqui; já no Brasil isso é considerado luxo e por este motivo os preços variam de acordo com o conforto: com sauna é mais barato do que com o aconchego do ar frio.

Outro absurdo é o valor do veículo x dias que eu permaneceria com ele: soube que se fico mais de uma semana o valora aumenta consideravalmente. Questionei a funcionária da Avis sobre isso, pois no meu humilde entendimento quanto mais tempo permaneço com o carro melhor é para a empresa, mas a resposta que recebi foi exatamente essa: – Senhor, infelizmente estamos no Brasil e aqui parece que as coisas são feitas para complicar a nossa vida…

Além disso me foi cobrado o valor total do aluguel já na minha chegada e de nada adiantou mostrar o documento enviado por eles por email onde constava que o aluguel deveria ser pago no final do período – mais uma vez ouvi – Moço, sinto muito mas aqui é Brasil: ou o senhor concorda com os nossos termos, ou infelizmente não poderemos entregar o veículo. Neste caso o senhor pode optar por um taxi ou então pegar o ônibus que para aqui em frente mesmo e o leva até o metrô Tatuapé (((Minha filha, morei em SP por 30 anos, se eu pego um ônibus destes com estas malas, não chego com elas nem na Marginal Tietê, COM SORTE as deixarei junto com meus pertences pessoais ainda em Guarulhos, provavelmente com os 'manos' ali do bairro dos Pimentas…)))

CHIP DE CELULAR E INTERNET – ITALIA

Um turista que chega na Italia pode se dirigir a qualquer loja apenas com o seu passaporte brasileiro que com 10 euros sairá de lá com um chip contendo 5 euros de crédito para ligar para qualquer pessoa aqui na Italia por no máximo 0,20 centavos o minuto. Se escolher a Wind, atualmente esta empresa está com uma promoção para ligar pro Brasil por 0,08 centavos o minuto!!! No pior das hipóteses você vai ter que esperar ativar o chip dentro de 24 horas (embora em 100% dos casos nos últimos meses a ativação dos chips de nossos clientes demorou no máximo 3 horas). A internet no celular custa a partir de 6 euros por mês com um pacote de 1 GB de dados disponíveis.

CHIP DE CELULAR E INTERNET – BRASIL

Não vou nem entrar no mérito do valor de uma chamada de celular para outra operadora por minuto no Brasil. Embora eu acho muito curioso quando recebo um panfleto na rua ou vejo uma placa com o número do celular do profissional e entre parênteses escrito (VIVO) ou (CLARO), etc. Da mesma forma que achei curioso quando passamos nosso número para alguém e a primeira pergunta que a pessoa faz é qual a nossa operadora. Sem contar o quanto é divertido ver a pessoa se matar ao fazer uma ligação e ter que trocar o chip 1 com o chip 2 para escolher aquele correto que corresponde a mesma operadora do destinatário. Só não acho graça que uma pessoa tenha que pagar mais caro num celular que tenha dois chips além de ter que também pagar pelos respectivos créditos destes chips só porque no Brasil as operadoras estão pouco se lixando para o consumidor final, cobrando quanto querem por um serviço péssimo!

Já a internet…. Como ficaria poucos dias, a opção era um plano pré-pago – no primeiro dia fiz um plano destes da VIVO para ter o fantástico pacote de 250 MBs por mês por 40 reais. No segundo dia, sem ver aquilo funcionar literalmente joguei fora o chip e comprei um da TIM onde eu tinha 100 Mbs/dia por apenas 0,50 centavos. Pena que em praticamente todos os dias subsequentes, depois de duas ou três horas que eu acordava eu recebia uma mensagem dizendo que já tinha atingido a cota diária e que a conexão seria reduzida. Resumindo: vocês perceberam que quase não postei nada na internet nos últimos dias…

JOVENS GRÁVIDAS OU JOVENS MÃES – BRASIL X ITALIA

Ainda no primeiro dia, a procura da internet perfeita não pude deixar de notar a quantidade de crianças cuidando de outras crianças!!! Meninas de 16, 17, 18 anos empurrando seus filhos nos carrinhos em praticamente qualquer esquina ou shopping center – tudo bem que não precisa fazer igual as mulheres italianas e esperar 40 anos para ser mãe: mas também não precisamos exagerar!!! E o mais triste é constatar que a quase totalidade destas “jovens mães” são de classe baixa ou baixíssima – que futuro terão essas crianças???

SHOPPING CENTER E PAGAMENTO DE ESTACIONAMENTO – BRASIL

Diálogo real com minha mãe no segundo dia que estava no Brasil:

– Mãe, se a senhora chegasse nas Casas Bahia e descobrisse que eles começaram a cobrar para estacionar, mesmo assim a senhora pagaria e ainda entraria para comprar algo lá?

– Que pergunta idiota é essa Fabio? Claro que não, né – desde quando eu sou estúpida pra aceitar algo do gênero?

– Sempre que pega seu carro aos finais de semana e vai no shopping…

CENTRO COMMERCIALE E PARCHEGGIO GRATUITO – ITALIA

Aqui na Italia não existem shoppings como no Brasil, a maioria das lojas são nas ruas e nos poucos centros comerciais que existem (como os outlets, por exemplo) sequer pensam na idéia de cobrar pelo estacionamento dos clientes que já estão indo nestes lugares gastar dinheiro com eles!!!!!!!! Logo, o mínimo que esperamos encontrar num lugar destes é uma vaga para estacionar gratuitamente, caso contrário escolhemos outro local para gastar nosso dinheiro, o conceito é tão simples…

(FALTA DE) PREOCUPAÇÃO COM O PESO – BRASIL


Desafio: saiam nas ruas agora e tentem contar a quantidade de barracas de besteira ou lojinhas, bares e afins que vendem salgados com preço popular! É pastel, caldo de cana, coxinha, esfiha, churros, batata frita, hot dog e mais um monte de porcaria que encontramos em qualquer lugar!!! Consequentemente, com a vida corrida que o povo tem no Brasil, é muito mais fácil, rápido e barato parar num destes locais pra comer – e com isso dane-se o colesterol, a dieta ou aquela pança saindo da mini-blusa (que muita gente no Brasil parece não se importar em mostrar e nos deixar com pesadelos por muitas noites com aquela cena terrível). E nem estou dizendo que a culpa é das pessoas em consumir este tipo de alimento, pois repito que a maioria faz por causa do ritmo acelerado – mas bem que as “pançudinhas” poderiam deixar as mini blusas em casa e colocar algumas mais compridinhas né? Rsrsrsrsrsrs

PREOCUPAÇÃO COM O PESO – ITALIA

Uma diferença gritante em relação ao Brasil neste assunto começa com barraquinhas e afins: aqui na Italia isso é simplesmente proibido!!! Se você pensa em vir a Italia, comprar aquela peça bunita de acém, socar amaciante de carne (que deixa até os nossos beiços dormentes) e vender como churrasquinho de gato na rua numa churrasqueira feita de um latão cortado pela metade pode tirar o cavalinho da chuva que não vai rolar – no máximo é permitido barracas durante eventos esportivos ou sociais nas cidades, como quermesses (chamadas aqui de sagra) – e ainda assim depois de obter autorização de acordo com o tipo de alimento a ser vendido na rua!!!

A maioria do povo italiano pratica algum tipo de exercício – nem que seja caminhar ou utilizar a bicicleta para médios percursos, o que acaba ajudando a digerir a quantidade de massa consumida. E ao contrário do que pensamos dos italianos quando vivemos no Brasil, eles comem sim muita massa, porém numa quantidade muito menor do que imaginamos e por isso grande parte da população é magra ou no máximo pouco acima do peso ideal.

Tenho ainda muitas coisas para compartilhar com vocês sobre minhas experiências no Brasil, mas deixemos isso para um próximo post 😉

 

  • Rafael Italiano

    É extremamente empolgante constatar o quanto a cultura italiana é mais evoluída em sua maioria, das questões mais substanciais às mais epidérmicas. Como sempre deduzi (mesmo antes de ter acesso suficiente aos fatos e informações necessários): o Brasil (tristemente) é uma piada imoral quando comparado aos países sérios, principalmente nos aspectos relacionados a civilidade.

    Não vejo a hora de ter acesso a padrões morais e intelectuais mais elevados. Já me sinto até um pouquinho mais italiano! 😉

  • Estevão Villalba

    Fábio. Aguardo ansiosamente outros comentários/comparações! Gosto muito de lê-los e de aprender com eles.
    Isto nos conscientiza mais, sobre onde vivemos! Um grande abraço!

  • Jose roberto Bittencourt

    Saga…infelizmente esse é o país que você nasceu e que nós moramos. Isso daqui é uma bagunça mesmo e uma disputa em quem leva mais vantagem diante do povo ( maioria honesto e trabalhador ). Um (des)governo que só pensa em arrecadar mais e mais impostos, pouco se importando com o lixo de serviço que nos é oferecido. Feliz é você que pode viver e vencer num país onde pelo menos o cidadão é respeitado. Abs

  • Murilo

    Boas comparações!!
    Com relação aos planos de internet para celular, você tem certeza desse valor de limite da Tim no Brasil Fábio ? Pois se não me engano o limite é de 10 Mbs/dia por 0,50 centavos. Se for de 100 Mbs/dia não seria tão diferente dos planos daqui da Itália, pois um plano de internet na 3 (Tre) sai por 10 euros/mês com limite de 3 Gigas por mês e limite diário de 100 MBs.
    Com relação à preocupação com peso na Itália, eu estava imaginando o mesmo (como que eles não engordam ???), e confirmei agora com esse seu post. Eles comem muita massa mesmo e os pratos são bem servidos, porém a maioria caminha ou anda de bicicleta consideravelmente mais que as pessoas no Brasil.
    Abraço