Crise na Italia? Vídeo com minhas considerações

Muita gente já entrou em contato comigo pedindo a minha opinião sobre a crise por aqui, pedindo para comentar sobre determinados aspectos relacionados ao mercado de trabalho.

Confesso que sempre me esquivei deste tipo de pergunta, pois é complicado falar de crise sem falar de competência, assim como não dá pra falar de desemprego sem falar de qualificação profissional (ou falta dela).

Crise na italia

Uma coisa, porém é certa: qualquer pessoa que pensa em viver em um novo país precisa de uma fonte de renda para se manter, até porque uma hora o dinheiro que trouxemos do Brasil acaba, não é mesmo?

Mas como fazer isso? Como se encaixar no mercado de trabalho de um país que mal conhecemos – ou muitas vezes sequer conhecemos?

Portanto chegou a hora de explicar o meu ponto de vista sobre este assunto e com isso espero mais uma vez contribuir com o seu planejamento, quando o assunto for emigrar.

Gravei durante uma viagem que eu estava fazendo com meu antigo carro, como se eu estivesse falando com um amigo, espero que eu consiga te transmitir esta impressão, de uma boa conversa entre amigos 🙂

Você perceberá que no final do vídeo proponho um pequeno exercício, por isso assista até o final, ok?

E não esqueçam de compartilhar o vídeo nas suas redes sociais e caso ainda não seja inscrito,  inscreva-se no canal (para facilitar a inscrição é só clicar aqui)

Um grande abraço

  • Ana

    Fabio, parabéns pelo blog. Sempre encontro informações muito úteis aqui. Só não consegui tirar uma dúvida minha….rss. Se puder me ajudar, agradeço:
    O brasileiro que consegue a cidadania e se muda pra Itália, enquanto não conseguir emprego consegue algum auxílio do governo?
    Muito obrigada

    • Fabio Barbiero

      Olá Ana

      Não e nem deveria, pois nunca contribuiu ao país. Abraços

  • Anonimo

    Olá, Fabio. Penso como você sobre crise, pois brasileiro é sobrevivente de várias e sucessivas crises. Mas quando vemos notícias como esta: http://ansabrasil.com.br/brasil/noticias/italianos/noticias/2014/06/18/Italianos-com-mais-50-anos-nao-conseguem-emprego_7855769.html e estamos longe, não sabemos bem como interpretar. Ficamos imaginando se tem pessoas passando fome aí, sem ter onde recorrer. Imprensa é muito complicado, pois pode ser algo muito localizado e noticiam como se 75% das pessoas com mais de 50 anos estivessem desempregadas. O que você me diz sobre esta notícia? Vale o mesmo que você fala no vídeo? Abraços.

  • Lucas Lima

    Belo vídeo Fabio, parabéns! Ouvi exatamente a mesma coisa!

  • Regis VG

    Boa tarde Fabio.
    Já possuo a cidadania italiana e gostaria de ter uma base de quanto tempo daria uns 9 mil euros na Itália, alugando quarto, sem luxos, estudando o idioma no comune,…?
    Atenciosamente.

  • Elvis Dourado

    Ciao Fábio, come stai??. Então estou em Londres estudandando ingles e morei em outros países da Europa achei o seu video o mais sensato e mais realista que já vi até agora , voce abordou o tema mais perto do que realmente acontece aqui na Europa, aliás tema dificil de falar mas somente quem mora fora e tem a visão mais coerente desprendida de ufanismo ou catastrofismo pode enxergar isso.
    Parabéns.Elvis

  • Olá Sofia tudo bem?

    Não conheço a área, recomendo que ele procure profissionais na área dele, que possam responder esta pergunta, ok?

    Abs

  • sofia

    achei seu video otimo , e concordo com vc . Mas preciso de sua ajuda numa questão , meu filho faz medicina aqui no Brasil , temos cidadania Italiana e ele vai aproveitar suas ferias pra fazer cursos de Italiano , começando esse ano em Camerino .Ja tem uma noção da lingua , mas obvio , uma noção e´quase nada , precisa melhorar …. Mas o fato é depois desse planejamento , aprender a lingua , procurar cursos na area médica , como e´aceito um médico brasileiro por ai ? vc conhece algum ?Gostaria de saber se exite validação de diploma por ai …obrigada pela atenção

  • Claudinei Bonandin

    Parabéns pela coragem de falar sobre o tema e levantar a questão da formação escolar.
    A crise existe sim.
    A inflação existe também.
    Porem, o que esquecemos e’ que ambas são individuais também.
    O Brasil falta mao (~) de obra qualificada, esta e’ uma realidade.
    Temos muitos empregos disponíveis sim.
    Um amigo italiano que veio ao Brasil se parece muito com a historia que o Fabio falava, quanto ao aluguel, curriculum e etc.
    A lingua foi a primeira barreira que ele enfrentou no Brasil, embora falasse um Inglês bem acima da media dos Italianos. No Brasil fala-se Português.
    Dai as barreiras so aumentavam quando fomos para a cultura, parecia que estávamos fora da orbita kkkkkkk.
    Embora ele tivesse uma formação muito boa, não se adaptou a realidade brasileira.
    Eu tenho 50 anos e sempre ouvi falar de crise e também de pleno emprego no Brasil e sempre tem alguém ganhando muita grana e outros proximo da linha da pobreza e o que os diferenciam e’ a formação.

  • Antonio Stravato

    Em quanto Todos Choram Alguém esta Vendendo Lenços!!

    A Crise esta dentro dos cérebros dos Fracos.

    Falando em Tomate ontem foi ao mercado e encontrei os tomates mais baratos a 7 R$ o Quilo. Ganhar 720 R$ de salario mínimo e pagar 7 R$ por um Quilo de tomate, não e Crise também?

    Estou totalmente de acordo com você.

    Abraços, Antônio.

  • brasilitalia

    Sei un grande Fabio! Vorrei essere io bravo come te a spiegare le cose che succedono nei nostri due paesi. Parabéns!!!

  • Natalia Maroquides Fiorentino

    Tudo verdade, meu irmão foi para Itália por emoção sem aprender a língua aqui e nem nada, despreparado, conseguiu alguns empregos menores, aprendeu a falar italiano mas nunca aprendeu a escrever… depois de 2 anos lá ele acabou voltando por não dar certo.
    E por isso hoje eu vejo que experiência e qualificação como você diz é essencial…
    Não adianta ir sem preparo, sem saber o que pode te acontecer, acho que pelo menos saber o italiano é o mínimo, e vai da pessoa, sempre ouço histórias de pessoas que vão para Itália ou para outros lugares e ficam só com brasileiros e acabam não aprendendo nada.
    O mínimo é conhecer um pouco da cultura e a língua, certíssimo tudo que você disse e muito esclarecedor pois todos os dias vem pessoas falando dessa crise sem ao menos pesquisar ou falar com alguém que esta ai.

    • italianissimi

      Estou na Italia ha 21 anos, vim pra ca sabem bom dia, boa tarde e boa
      noite mais outras poucas palavras base. sabia que ia ser dificil no
      inicio e nao perdias esperançAs. meu marido ia trabalhar (brasileiro) e
      eu ficava em casa assistindo tv o dia todo, repetindo o que falavam, a
      primeira coisa que aprendi entender foi o dialeto local.com 1 ano ja
      estava trabalhando em um escritorio, ja falava razoavelmente mas tinha
      dificuldade em escrever. Nao perdi as esperanças, fui persistente. Hj
      muitos nem percebem que sou brasileira ao falar, domino 100% a lingua (e
      ja sonho em italiano rs) Conheço pessoas que estao aqui ha 40 anos e
      ainda falam muito mal o italiano. Tudo depende de pessoa a pessoa. Se
      ela esta preparada para o que vai encarar e se tera boa vontade em se
      adaptar ao novo pais. Muitos brasileiros chegam aqui esperando uma copia
      do Brasil e nao tentam minimamente se adaptar.
      Sim, é verdade que
      saber o idioma e a cultura ajuda muito mas se a pessoa nao estiver
      disposta a se adaptar, pode dominar o idioma que voltara em menos de 24
      meses pro Brasil.