Crônicas de um matrimônio italiano – A despedida de solteiro

Ciao a tutti

Neste último post antes do casamento,quero contar a vocês as peripécias que eu fiz com o noivo, organizando a sua festa de solteiro.

Lembram do vídeo do churrasco brasileiro? Caso alguém não tenha visto, assista primeiro:

Muito bem, enquanto estávamos ali curtindo as caipirinhas, os corações de frango e a picanha, começamos a discutir as festas de despedida de solteiro, tanto do noivo como da noiva e num determinado momento brinquei que se eu pudesse levaria o noivo lá para a Alemanha.

Obviamente que os olhinhos bêbados dele se encheram de felicidade, pois estranhamente ele jamais foi pra lá e seria uma ótima oportunidade. Os outros amiguinhos presentes também foram a loucura, já imaginando algo tipo “se beber não case” kkkkkk

Ainda sob o efeito do álcool combinamos que nos próximos dias eu entraria em contato com todos para explicar os detalhes, já deixando definido que a festa seria realizada no sábado anterior ao casório.

Porém depois que a bebedeira passou, todos voltaram a realidade e percebemos que não rolaria uma viagem de carro longa, até porque todos trabalhamos. E mais, das nove pessoas confirmadas, advinhem o que aconteceu? Nenhuma delas acabou indo festejar com o Alessio o seu addio al celibato (despedida de solteiro) – mas nem por isso deixei-me abater, pois como padrinho tinha que fazer o bichinho se divertir!!!

A ESCOLHA DO LOCAL

Se Maomé não vai a montanha, a montanha vai até Maomé! Já que não poderíamos ir a Monique, descobri que aqui mesmo na Toscana, mais precisamente em Carrara (sim, aquela cidade famosa pelo mármore) aconteceria uma festa alemã, chamada SeptemberFest:

septemberfest

Eu e a Luciana já tínhamos tipo a oportunidade de ir nesta festa no ano passado (cliquem aqui para ver as fotos no Flickr) e é algo realmente sensacional: a cidade de Carrara tem uma parceria com a cidade alemã de Ingolstadt e eu tinha certeza que seria diversão garantida!!!

Na sexta-feira, depois de tentar receber as mais variadas desculpas por parte dos 9 convidados que o próprio noivo tinha me passado, dizendo que gostariam que estivessem presentes, tive que ligar pra ele para contar que infelizmente estes ‘amigos’ dele não estavam disponíveis naquela data (vejam que pelo menos três deles estavam no churrasco e já tinham confirmado presença!). A sua resposta foi a seguinte:

– Allora Fabio, che problema c’è? (Fabio, qual o problema?)

– Sinceramente essendoci io e te, so che ci divertiremo comunque, quindi sono felice di averti come amico! (Sinceramente sendo nós dois apenas, nos divertiremos da mesma forma, portanto sou feliz de te ter como amigo!)

Sem comentários, depois dessa eu tinha que fazer algo épico, embora não sabia o quão épico seria…

A FESTA SEPTEMBERFEST

Como já imaginava que encheríamos literalmente os canecos, pedi a Luciana que fosse a nossa motorista particular, até por questões de responsabilidade – jamais guiaríamos depois de beber, e por isso fomos buscar o Alessio em casa, e lá fomos nós festejar a despedida do meu amigo.

A Luluzinha nos deixou na porta do evento e combinamos que quando ela recebesse uma ligação estranha, com palavras mal compreendidas seria o momento de vir nos pegar (Carrara dista cerca de quarenta minutos de Pisa) e tão logo chegamos na festa já fiz o Alessio entrar no clima alemão, primeiro escolhendo o chapéu mais adequado, experimentamos vários:

despedida de solteiro

despedida de solteiro

Até que finalmente encontramos a solução ideal:

despedida de solteiro

E pelo tamanho dos copos vocês puderam perceber que o povo lá na festa alemã não brinca em serviço rsrsrs

Ahh, quase ia esquecendo de contar a vocês: compramos uma camiseta mais do que simbólica para a ocasião:

despedida de solteiro

Nada como um litro de cerveja e uma frase tipo “vamos brindar ao noivo, que se casará na próxima semana!” para não só fazer amizades, mas também para ouvir pérolas do tipo tadinho, que dó, escapa que ainda dá tempo kkkkkkkkkkk

despedida de solteiro

despedida de solteiro

RESULTADO DA BRINCADEIRA

No final da noite – depois de três litros de cerveja cada um (ok, ele deu conta de beber apenas dois litros) ainda conseguimos ganhar um bichinho de pelúcia:

despedida de solteiro

e passar vergonha na prova de força:

IMG_2137

E no fim da noite, ligamos para a Luciana que veio nos buscar para levar a nossa criança, que foi dormindo durante toda a viagem, deitado no meu colo kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

O entregamos à noiva (eles já vivem juntos) por volta das 2 da manhã, e no dia seguinte recebi uma mensagem sua em torno das 4 da tarde:

Foi uma noite incrível, obrigado por tudo!

Em seguida chega outra:

Nunca mais vou beber na minha vida…

despedida de solteiro
O casamento é amanhã, alguém aí realmente acredita que ele nunca mais vai beber? Veremos nas cenas do próximo capítulo…
  • Ana Paula Casagrande

    Eu me divirto muito com seus posts Fabio, parece que te conheço há anos. kkkk Esses noivos são fofos. Mande um grande abraccio e congratulazioni do Brasil!
    Auguri