Elizandra e Marcela – primeira fornada de 2015

Ciao a tutti

Eu estava esperando a finalização dos processos do Rogério e do Fabio pra contar a vocês sobre a nossa primeira fornada mas não resisti a tentação e eis-me aqui pra compartilhar com todos vocês a imensa alegria recente com a finalização dos processos da nossa querida Elizandra e também da Marcela!

ELIZANDRA

Entre o primeiro contato e a efetiva chegada da Elizandra aqui conosco passou exatamente um ano! Seu primeiro email pra mim foi em outubro de 2013, solicitando algumas dúvidas que ela tinha em relação ao seu direito ao reconhecimento.

E somente em setembro de 2014, depois de muitas “conversas virtuais” que ela confirmou a vinda no finzinho do ano e lá no meio de novembro cá estava ela, na terra do nonno pra realizar o seu processo!

Menos de um mês depois o vigile já tinha confirmado a sua residência, os documentos já estavam protocolados e a non rinuncia sendo pedida. Passaram-se as festas de final de ano, de início de ano e no finalzinho de janeiro chegava a sua non rinuncia.

E eis que no início de fevereiro lá estávamos nós comemorando o tão sonhado reconhecimento da sua cidadania italiana:

Elizandra

MARCELA

O caso da Marcela foi ainda mais rápido o nosso contato, pois ela faz parte do grupo que eu chamo carinhosamente de segunda geração de clientes, pois antes dela, o seu irmão Bruno já tinha realizado a prática aqui conosco e por isso ela foi indicada por ele, inclusive utilizando a mesma documentação que ele utilizou em seu processo, já que são irmãos e compartilham da mesma linha genealógica 🙂

Em relação a Elizandra, a Marcela chegou aqui dois dias depois dela, também em novembro e conseguiu o reconhecimento exatamente no mesmo dia, o que nos proporcionou uma festa dupla rsrs

Marcela Evangelista

E falando em festa, lá fomos nós comemorar, começando com o primeiro cappuccino italiano, enquanto eu as ajudava a preencher os documentos da inscrição no AIRE e também explicava os direitos e deveres como cidadãs italianas:

 IMG_3721

IMG_3722

IMG_3723

Depois já sabem, né? Estávamos ali, perto da hora do almoço, quando eu, gordinho que sou, dei a ideia de almoçarmos juntos e felizmente elas aceitaram (ufa!). Desta vez a comemoração foi a base de pesce e vino:

 IMG_3725

IMG_3727

Um dos momentos mais bacanas desta experiência com as meninas – e posso dizer que foram vários momentos bacanas – foi um dia em que eu estava na casa conversando com elas e de repente a Elizandra sem mais nem menos diz: – Caramba, vejam que surreal. Há alguns meses atrás eu via o Fabio através dos vídeos do Youtube e agora estamos todos aqui na Italia, juntos durante o processo de cidadania.

E claro que eu me emocionei, assim como me emocionei novamente quando logo após o café, elas me abraçaram explodindo de felicidade. Ecco, eis o sentimento que permeia a nossa vida aqui na Italia realizando este trabalho: FELICIDADE!

Não há como explicar o que sentimos todas as vezes que vemos as nossas “crianças” saírem daqui cidadãos italianos reconhecidos, contando os planos de vida, as esperanças, os desejos e os projetos da nova vida que se abre “pós cidadania”.

E saber que pudemos fazer parte disso tudo, mesmo que apenas um tiquinho nos enche de emoção e um enorme sentimento de dever cumprido…

Um grande abraço as nossas queridas meninas, e que este ano de 2015 seja o primeiro de muitos anos de grande sucesso e muitas realizações!!!

  • William Ribeiro

    Bom dia Fabio, é normal Brasilia demorar 60 Dias para enviar a Non Rinuncia?

  • Gabriel Matallo

    Bom dia Fabio,
    Não sei se consegue me ajudar com essa dúvida, mas eu fiz todo o processo já na itália no dia 10 de Março de 2015 e estou aguardando ainda a Non Rinuncia do consulado em SP. Existe alguma fma de entrarmos em contato com eles ou ligar para saber o porque da demora? Teve gente que fez o processo depois de mim e já saiu a Non Rinuncia. Já se passaram mais de 100 dias. Você sabe alguma forma, nem que eu vá lá em SP;

    Obrigado
    Abraços

    • Olá Gabriel tudo bem?

      Realmente não é normal esta demora, até porque já faz tempo que o consulado em SP não demora mais do que 45 para responder as non rinuncias. Provavelmente o comune onde você está realizando o seu processo não efetuou o pedido corretamente, em qual comune você está?

      • Gabriel Matallo

        Olá Fabio, o Comune de Quagliano, perto de Nápoles. Foi lá que fiz, no dia 10 de MArço. Pode acontecer da Non Rinuncia ter saído e o Comune não ter feito a transcrição ainda?
        Abraços

        • Peça ao comune para reenviar o pedido através de email pec ao consulado, com os seus documentos em anexo, formato .pdf

  • Lorena Martinelle

    Olá , Fabio
    Tenho uma dúvida e acho legal compartlihar por aqui pois pode ser dúvida de outras pessoas. Minha cidadania é pela linha paterna e meu pai não é casado legalmente com a minha mãe apesar de viverem juntos há mais de 30 anos…ele teve um primeiro casamento e na certidão de nascimento dele consta que ele é divorciado. Precisarei apresentar alguma certidão desse casamento e divórcio dele??
    Muito obrigada e parabéns pelo trabalho!!

    • Olá Lorena tudo bem?

      Nenhum documento de eventuais casamentos anteriores e/ou que não fazem parte da sua linha de transmissão são necessários para a prática de reconhecimento. E grazie mille pelas palavras 😉

      • Lorena Martinelle

        Tudo bem, Fábio! Lendo muito para me informar sobre todo o processo. Obrigada Por esclarecer essa dúvida! Abraços

  • Bruno Halushuk Loureiro

    Ola Fabio, o Bruno irmão de marcela fez o reconhecimento dele em que ano? o meu irmão fez em 2008 e hoje estou fazendo a minha mas estou fazendo toda documentação novamente segundo vc recomendou… eu poderia ter usado os documentos dele que estão em Firenze ?

  • Larissa Molinari J

    Que legal achar seu site, dei uma baita lida e vou continuar !
    Estamos querendo há anos fazer isso; meu bisavô, avô da minha mãe por parte de pai era italiano. Aliás, eu posso fazer o processo sem minha mãe fazer; tipo são processos independentes? Pois ela também quer mas no momento estou com um tempinho para fazer isso, ou faz um processo só?
    🙂

    • Olá Larissa tudo bem?

      Pode sim, nenhum ascendente precisa obter o reconhecimento antes da gente, podemos ser as primeiras cobaias da família rs. Abs

  • Diego Louback Rufino

    Olá Fábio, eu já tenho a cidadania reconhecida, meu processo foi pelo Brasil (Rio), assim como eu, acredito que várias outras pessoas que já tem a cidadania reconhecida o acompanham, seja para aprender mais, ajudar também aos outros, ou pegar suas dicas sobre a Itália, enfim… Neste post ví que você escreveu que estava explicando os direitos e deveres como cidadãs italianas para as meninas… Então, que tal um vídeo com os principais direitos e deveres? Não sei se já há algo do tipo no blog…

    • Olá Diego já escrevi um post sobre os “direitos e deveres” do cidadão italiano, dá uma procurada aqui mesmo no blog. De qualquer forma valeu a dica do vídeo 😉

  • Ettore Tonani

    Boa tarde, Fábio. Não encontrei um post melhor para perguntar, então se tu não se importa, vai aqui mesmo. Como fica a questão do certificado militar para nós que temos dupla cidadania. A única coisa que encontrei foi que na Itália para nascidos após 1986 não se exigem mais. O que quero dizer é, por exemplo, têm empregos públicos na Itália que exigem uma espécie de “certificado de dispensa”. Tu sabes se há como homologar (ou algo do tipo) o nosso certificado brasileiro do serviço militar na Itália? Obg.

    • Ciao Ettore, não acredito que exista “homologação” de serviço militar de um país noutro, além disso não tenho conhecimento prático para responder esta dúvida, me desculpe. Abs

  • Gislaine

    Nossa que emoção hein!!!
    Esse é meu sonho, quem sabe se transforme em realidade!!!

  • Adriano Donato Couto

    Que alegria por elas! 😀
    Louco pra começar meu processo. haha

  • João Concurseiro

    Oi, Fabio! Tudo bem?

    Cara, minha situação é a seguinte: eu nasci em 1984, mas meus pais só casaram no civil
    em 1994, sendo que minha mãe, nascida em 1948 e filha de italiana, é quem me transmite a cidadania, porém, não foi ela quem foi a declarante de meu nascimento. Daí ocorre que eu encontrei isso no site do Consulado Geral da Itália
    em São Paulo:

    “20. Em caso de filhos nascidos de união não-matrimonial, o que devo apresentar?

    Pela
    legislação italiana, tal condição não impede a transmissão da
    cidadania. Se na Certidão de Nascimento constarem ambos os genitores
    como declarantes, basta apresentar a certidão, em segunda via original,
    devidamente legalizada pelo ERESP ou pelo MRE e traduzida. No entanto,
    caso conste como declarante na certidão de nascimento somente o pai ou a
    mãe, é necessário que o outro genitor não declarante faça em
    Tabelionato de Notas uma escritura pública de reconhecimento de
    paternidade/maternidade conforme Mod. n. 7a.doc (se o filho for menor de 14 anos) ou o Mod. n. 7b.doc
    (caso o filho seja maior de 14 anos). A Escritura Pública deverá ser
    legalizada pelo ERESP ou pelo MRE e traduzida por tradutor juramentado.

    Atenção:
    caso o filho, após a maioridade, seja reconhecido na Escritura pelo
    genitor que lhe transmite a cidadania, este tem um prazo legal
    improrrogável de um (1) ano após a data do reconhecimento acima para
    assinar um termo específico neste Consulado para a eleição da cidadania
    italiana, nos termos da Lei n. 91 de 05/02/1992; caso contrario, não
    terá direito à cidadania italiana. Aconselhamos, portanto, que caso o
    interessado maior de idade ainda deva ser reconhecido pelo genitor
    italiano que lhe transmite a cidadania italiana, que o seja somente após
    a análise dos documentos por parte deste Consulado, com o intuito de
    evitar que o prazo expire. Ressaltamos que no momento da eleição, o
    interessado será instruído a fazer um pagamento no valor de 200 euros,
    referente ao procedimento.”

    Confesso que fiquei bem assustado, bem assustado de verdade. O que devo fazer? Qual a diferença pra o processo a ser realizado na Itália?

    Atenciosamente,

    Fábio Coelho

    • Ciao Fabio, como seus pais se casaram quando você tinha 10 anos, portanto ainda era menor de idade – este casamento o legitimou como filho daquela relação e neste caso você não entra no processo por eleição, fique tranquilo

      • João Concurseiro

        Fabião! Valeu mesmo!

        Cara, talvez amigos me recebam na Itália pra fazer o processo.Mas eu e nem eles temos ideia das burocracias envolvidas. Também tenho medo de dar chabu nos meus documentos. O que faço?

        Agradeço mais uma vez.

        P.S.: quase pensei em ir pra Argentina pra ver se isso agilizaria, sem ter que pagar caríssimo pra ir pra Itália..rs

        • Leia o Sagabook, lá contém todas as dicas para realizar o processo sozinho. Abs

          • João Concurseiro

            Eu quero te contratar, pois além de ter medo de fazer sozinho, sei que você é FERA! O problema no momento é dinheiro.

  • Arnaldo

    Olá Fábio, estou com uma grande dúvida… o consulado de são paulo já passou dos 90 dias e até hoje não enviou a non rinuncia para minha comune… 🙁 Fiquei feliz em ver que as meninas conseguiram pois sendo assim significa que as coisas ainda estão andando… Você já passou por esta demora? É normal isso? Desde já obrigado… E parabéns pelo site, tenho acompanhado toda semana!!! 🙂

    • Olá Arnald
      O consulado jamais demora tanto tempo, provavelmente o comune efetuou o pedido de forma incorreta, ou para o email pec errado, converse com o comune e pergunte a eles se o envio foi feito através do PEC, com todos os seus documentos anexados em formato .pdf

      • Arnaldo

        Opa Fabio, brigadão pela resposta. Vou investigar isso direitinho como sugeriu então. Curioso que eles mandaram para curitiba e são paulo e o de curitiba respondeu em menos de 15 dias, só o de são paulo que deu problema…

    • Leonardo Morettim

      Olá Arnaldo, estou na mesma situação que a sua, o consulado de Curitiba já enviou a “non rinuncia” mais ainda aguardo a de SP há 3 meses. Você já recebeu a sua? Havia algo errado com o pedido?

      • Arnaldo

        Opa colega, já sim, depois de uns 5 meses… 🙁 Eu acho que meu processo deve ter se perdido lá no meio, não sei… De qualquer forma a comune reenviou ele 3 vezes, na terceira responderam.

        • Leonardo Morettim

          Um bom tempo, mas que bom que responderam, ontem o comune enviou o 4º pedido, espero ter uma resposta dessa vez. Obrigado por responder 🙂