Perguntas e respostas #5

Ciao a tutti

Chegamos ao 5º vídeo de perguntas e respostas no nosso canal do Youtube!

Nestes vídeos, eu respondo algumas perguntas enviadas por vocês para o email duvidas@minhasaga.org.

As dúvidas de hoje são:

  • Data limite para apresentar documentos religiosos brasileiros;
  • O pai tendo sido casado com uma cidadã italiana, o filho de outro casamento tem direito?
  • Um casal está vindo morar na Italia: ela cidadã italiana, ele não. Quais os primeiros passos a serem realizados aqui na Italia?
  • Ao se mudar pra Italia, é necessário ter dinheiro em conta? Quanto?
  • Meu pai se naturalizou após o meu nascimento. Tenho que apresentar a CNN?

Não deixem de assistir, clicar no joinha e compartilhar nas suas redes sociais!!!

Um enorme abraço a todos e boa visão:

 

Caso não consiga ver o vídeo acima, basta clicar aqui.

  • Rosa Acciarito Acciarito

    Olá Fabio, nesta hora, com certeza, você já está dormindo, porque na Itália já é 1 hora da manhã…..estou tentando fazer o agendamento, meu e do meu marido….quando entro, não estou encontrando datas disponíveis……a minha dúvida é a seguinte….quando eu conseguir uma data, eu posso colocar o meu marido, junto, na minha data ? faremos a renovação dos nossos passaportes, que, lógico, estão vencidos….. vou seguir a tua dica…..entrar várias vezes ao dia, até conseguir uma data disponível…….Obrigada Rosa

  • Ana Christina

    bom dia Fabio, tira uma duvida por favor, a minha prima, fez o reconhecimento da cidadania dela aqui no consulado do Rio, ela tem uma pasta, eu poderia usar o documento do meu bisavô que esta lá?( era o avô dela no caso) Ela fez o reconhecimento em 2008 se não me falhe a memória .
    obrigada bom carnaval bjs

  • Rodrigo Camargo

    Olá Fabio, agora fiquei em dúvida quanto a certidão de registro tardio decido a adesão a convenção de Haia. Muitas comunes aceitavam, porém, os consulados italianos n Brasil não queriam legalizar os documentos que fossem supridos por ordem judicial. Como os consulados não irão mais legalizar documentos, a decisão caberá somente aos comunes. Será isso que deverá ocorrer?
    Grato

  • Jordana Vencato

    Olá Fábio, tudo bem? Tenho duas perguntas

    1º) O meu bisavô veio da Itália com 2 anos de idade com os seus pais. Eu sempre conheci meu bisavô com o nome de João Vencato Filho, o pai dele como Giovanni Vencato e a mãe como Catterina Spiller Vencato. Quando me deparei com a certidão de nascimento dele o nome dele estava como Giovanni, me disseram que o nome Giovanni seria João na Itália e quando chegou aqui foi trocado o nome e que isso era comum acontecer. Já na certidão de casamento está o nome dele como João Vencato, filho de Giovanni Vencato e Catterina Spiller Vencato, e na certidão de óbito está como João Vencato Filho, filho de João Vencato e de Idalina Spiller Vencato, fora que notei muitos erros ortográficos nessa certidão de óbito. Nesse caso o que preciso fazer?

    2º)A certidão de batismo com o carimbo da cúria serve como de nascimento? Pois achei todos os documentos do meu avô, somente a certidão de nascimento que não. Obrigada e desculpe o enorme texto.

    • Olá Jordana

      1 – Giovanni / João não é considerado erro, mas sim “abrasileiramento” e realmente não é um problema ou precisa de nenhuma correção não. Sobre erros ou variações eu só posso responder após analisar os documentos todos, caso queira envia-los para análise, entre na área vip: http://www.minhasaga.org/areavip

      2 – Você se refere ao documento italiano ou brasileiro? Tudo dependerá da data em que o documento foi emitido: se antes da implantação do registro civil, ele é aceito sim

      Abraços e feliz pascoa

  • Alex

    Olá Fábio
    Meu nome é Alex e tenho uma dúvida gostaria que você me auxiliasse.
    Meu pai tem passaporte italiano porque a esposa dele é descendente, meus irmãos também já tem o passaporte deles por causa da descendência da mãe mas eu sou filho do meu pai fora do casamento de quando ele era solteiro há alguma possibilidade de eu conseguir documento através do meu pai? atualmente eu moro na Europa.

    desde já muito obrigado.

    • Fabio Barbiero

      Olá Alex

      Infelizmente não, pois pelo que entendi seu pai se naturalizou por casamento com uma cidadã italiana. Esta naturalização não se aplica aos filhos já existentes. Abraços

      • Alex

        Ok. é porque a pessoa quê auxiliou meu pai no processo dele disse que havia uma possibilidade através de uma conjunção sanguínea. por isso que resolvi saber melhor.

  • roseli gozzi gianfaldoni

    O i Fabio, tudo bem?
    Estou tentando há muitos dias fazer o agendamento online para entregar os documentos, é praticamente impossível a não ser que se contrate o serviço de alguém, o que aliás, é ilegal, certo?
    Na página do agendamento diz que podemos encontrar um agendamento em AMARELO, que seria média disponibilidade, em que momento pode aparecer esse amarelo? tem alguma hora do dia mais provável? Obrigada

    • Fabio Barbiero

      Olá Roseli

      Temos leitores conseguindo vagas nos mais variados horários, portanto a recomendação é entrar pelo menos em três horários diferentes durante o dia, ok? Abraços

  • Maiza Prado Xumerle

    Boa noite Fábio! Primeiramente, parabéns pelo seu trabalho!!

    Fábio, tenho uma dúvida, meu marido será chamado para apresentar todos os documentos no segundo semestre de 2015 no consulado em Belo Horizonte e não sei te temos que levar as certidões dos cônjuges. Ex: o antenato é o bisnono, depois o vô, o pai e ele então temos o nascimento, casamento e óbito (bisnono e vô) e da bisnona, vó e mãe não pegamos as cetidões de nascimento e óbito. Tem que levar estes documentos tb?
    E estes documentos tem que ser carimbados no EREMINAS antes ou depois da tradução?
    Tenho que traduzir a CNN também?
    Desde já agradeço a ajuda!
    Abraços, ciao

    • Olá Maiza não é necessário a apresentação do nascimento e morte dos cônjuges. Em relação ao EREMINAS, ele vem antes da tradução, e a CNN também tem que ter o mesmo tratamento dos demais documentos. Abs

      • Maiza Prado Xumerle

        Muito obrigada Fábio!!! Vc é o melhor!!!

  • Juliana Freitas

    Fabio estou com uma duvida. Toda minha família ate os irmão de minha mãe já tem a cidadania. mas iniciaram o processo em 2003 e saiu em 2011. Me informaram que tenho que fazer todo processo novamente levantar todos os documentos novamente desde meu bisavô(italiano). E que demora uns 10 anos mais ou menos pra conseguir a cidadania. Achei que fosse mais rápido pelo fato de já haver um processo. é isso mesmo? há uma forma mais rápida?

    • Olá Juliana infelizmente é verdade, recentemente alguns consulados mudaram os critérios e não permitem mais a utilização da “pasta familiar”, cada requerente deve entrar na fila e obter o próprio reconhecimento. Ou vir a Italia obter o reconhecimento aqui. Abs

  • David Galli

    Fábio, tudo bom? Estou na fila desde 2012 para reconhecimento da cidadania pela embaixada em brasília e, agora, próximo ao dia que visitarei a embaixada (01/07), resolvi ligar para esclarecer algumas dúvidas quanto à documentação a ser levada.

    Para minha surpresa, a pessoa que me atendeu disse que esse tipo de agendamento estava sendo cancelado e o procedimento havia sido alterado, estando a nova forma presente no sítio da embaixada sob perguntas frequentes. Essa seria a de encaminhar por correio (AR) a certidao do ascendente italiano e alguns documentos apenas do requerente para, em um posterior contato (sem previsao, imagino, pois nao tive coragem de perguntar) seríamos convocados para fornecer as demais certidoes.. mais a informaçao de que, no final, seria necessário pagar 300 euros.

    Achei estranha essa informação porque, em 2011, minha irmã (que havia feito agendamento para legalizacao dos documentos a fim de ir para Italia) fez esse mesmo procedimento. Portanto, acho que a pessoa que me atendeu se equivocou, pois nosso agendamento não se trata de legalizacao de documentos, mas sim de reconhecimento da cidadania aqui no Brasil. Você tem alguma informação a esse respeito?

    Obrigado!

    David

  • Chrislaine Rizzo

    Caro Fabio, olá! Primeiramente, parabéns pelo trabalho que vem fazendo. Desejo que seu sucesso se multiplique com o tempo 🙂

    Bem, tenho algumas dúvidas sobre documentações e os passos que devem ser seguidos.. Se o indivíduo possui o passaporte italiano, significa que possui a cidadania certo? Gostaria de saber, se no caso de viagens para o exterior, tanto para passeios de curto prazo ou até uma possível residencia, o passaporte é válido como documentação? (Com exceção da Itália, claro). Na minha concepção, o indivíduo deveria ter outras documentações em mãos, como no caso o Brasil. Se possuo a cidadania, mesmo morando no Brasil terei o RG, CPF italianos? Se sim, o que deve ser feito para te-los? (já que há o passaporte italiano). Minha outra dúvida, é relacionada à cônjuges: Após “x” anos de casamento registrado, é possível solicitar a cidadania para o (a) companheiro (a)?

    Desde já, agradeço todo auxílio prestado.

  • Olá Odilon

    Depende do restante dos documentos, se ele foi o declarante na certidão do filho, o direito permanece. Abs

    • ODILON

      vale,muito obrigado Fabio

  • ODILON

    Ola Fabio, parabéns pelo trabalho, meu avô casou depois depois de 1891 só no religioso, e ai perdi o direito a cidadania italiana

    ,