Reflexões sobre a vida: somos donos do nosso destino

Há poucos dias minha família passou por uma situação muito triste: um dos nossos primos que acabara de completar 50 anos de idade, caiu no banheiro de sua casa enquanto tomava banho e nunca mais acordou. Ele morava com os seus pais, que tentaram acudi-lo em vão: a vida resolveu deixá-lo ali mesmo, naquele piso frio diante daqueles que o amavam.

A DOR DE UMA PERDA: REFLEXÕES SOBRE A VIDA

 

Pai, o mil (diminutivo de Edmílson) faleceu…

Recebi esta mensagem por volta das 4:30 da manhã da minha filha Isabella, porém só pude vê-la às 7:30 do horário italiano.

O recebimento desta mensagem foi um dos momentos mais reflexivos da minha vida.

Como era possível um jovem de 50 anos simplesmente morrer sem mais nem menos, ainda mais daquela maneira, na frente dos seus pais? Isso jamais deveria acontecer, um filho morrer antes dos seus genitores, não é natural. Um vazio que jamais será preenchido novamente, um sentimento de dor e impotência que sequer consigo imaginar…

 Por isso resolvi vir aqui compartilhar com vocês alguns pensamentos e parte destas reflexões. Quero começar sugerindo que tentemos responder as seguintes perguntas:

O que estamos fazendo com nossas vidas?

O quanto somos donos do nosso próprio destino?

O que realmente queremos para o nosso futuro e para o futuro daqueles que pra nós são importantes?

E se, improvisamente, amanhã não acordássemos mais, qual teria sido a contribuição desta nossa passagem pela Terra?

Quando eu tinha cerca de 15 anos, estava na escola e ouvi uma frase de um dos meus melhores amigos que mudou radicalmente a minha visão do mundo. Ele disse o seguinte:

– Fabio, o meu maior medo é passar por esta vida sem ter feito nada pra mim e pra ninguém. Eu acredito que cada vida é única, e temos que sair dela aclamados não por termos tido dinheiro ou sucesso, mas sim por termos mudado a vida das pessoas. E eu tenho certeza que um dia eu mudarei a vida de milhões de pessoas

 Me lembro cada detalhe daquele momento: estávamos no primeiro ano do colegial e enquanto a maioria dos nossos amigos queria saber de festas e bebidas, este amigo (um abraço querido Marcos Aurélio) pensava no futuro, em como ele poderia fazer a diferença na vida das pessoas.

E isso ficou registrado na minha cabeça. Vejam o quão importante e poderosa é uma palavra ou frase que recebemos. Mesmo sem saber, uma simples frase pode fazer a diferença na vida de alguém. Para melhor ou para pior.

Com a vida corrida e com os problemas cotidianos que temos que enfrentar todos os dias, acabamos deixando as coisas importantes de lado, sem pensar no que realmente vale a pena e o que não vale.

Há alguns anos, conversava com meu grande amigo aqui na Italia, o Alessio que vocês já conhecem por termos sido os padrinhos do casamento dele. Ele se lamentava por ser uma pessoa que não é reconhecido no seu ambiente profissional e que achava que isso não era justo!

Eu lhe disse que ele é o único que pode mudar o próprio futuro e que se ele realmente quisesse mudar, ele tinha que criar algo que ele realmente gostava e amava. Suas desculpas eram que ele tinha um emprego estável, que trabalhava há mais de 10 anos no mesmo local e que seria muito complicado trocar o “certo pelo duvidoso”.

E foi então que eu lhe disse uma frase que mais tarde ele confessaria que mudou completamente a sua vida:

– Ale, complicado é ficar no mesmo lugar se lamentando que a vida é difícil, mas ao mesmo tempo não fazer nada para mudar. Você é o dono do seu futuro, não deixe que outras pessoas decidam os rumos da sua vida por você.

Passados 2 anos, ele estudou sobre o mercado imobiliário e hoje tem uma empresa de administração de condomínios, cuidando de mais de 20 prédios e tendo se tornado referência em seu setor. Ainda não largou o antigo emprego, porque consegue fazer as duas coisas ao mesmo tempo, porém os rendimentos com a sua empresa já são maiores do que aqueles recebidos com o “emprego fixo”.

Portanto repito: uma frase pronunciada por você pode mudar completamente a vida de alguém.

“A palavra tem poder, portanto cuidado com as coisas que você diz” – frase que meus pais me ensinaram quando eu era pequeno.

RESUMINDO: SEJA DONO DO SEU FUTURO, O TEMPO É PRECIOSO E LIMITADO!

futuro

Portanto queridos amigos e leitores o meu humilde objetivo com este artigo é fazê-los pensar. Pensem na vida de vocês e tentem imaginá-la daqui a 1 ano. O que vocês estarão fazendo?

E daqui a 5 anos, onde você estará? Estará morando na mesma casa, no mesmo bairro e talvez ainda no mesmo país? Estará no mesmo emprego, fazendo as mesmas coisas que você faz hoje?

Pois eu tenho um recado especial: você pode estar exatamente onde você quiser!

Quem decide o seu futuro é você, portanto se ainda não faz, comece a dar importância a coisas e pessoas que realmente valem a pena. Dê a você mesmo uma meta e corra atrás dela – só podemos chegar a algum lugar se soubermos para onde queremos ir. Estabeleça datas, crie um planejamento, faça planos e mentalize aquilo que quer para sua vida. E verá que o Universo começará a conspirar para que você obtenha tudo aquilo que almeja.

Falando em conspiração do Universo e lei do retorno: ontem recebi do mesmo Alessio uma canção que ele me dedicou, pois quando ouviu a letra pensou imediatamente em mim, especialmente neste trecho:

Liberi tutti:
Dall’uomo che non è padrone del suo giorno
Da tutti quelli che inquinano il mio campo
Io mi libererò perchè ora sono stanco.

O nome da música é Liberi Tutti da banda Subsonica que significa “Todos Livres” e este trecho acima diz o seguinte:

Que todos sejam livres:
Do cara que não é dono do seu dia
De todos aqueles que poluem o meu campo
Eu finalmente me livrarei (disso) porque não aguento mais.

A música fala de libertação e receber isso do Alessio significa que ele realmente entendeu o que eu tinha a dizer. Entendeu a importância em distanciar-se de pessoas negativas e negadoras e que pensamentos positivos atrai coisas e pessoas também positivas, enquanto que pensamentos negativos atraem pessoas e coisas negativas.

futuro

Façamos a vida valer a pena, cuidemos das pessoas que amamos e façamos a diferença na vida destas pessoas. Se conseguirmos fazer tudo isso, então nossa passagem por aqui realmente terá valido a pena!

Um grande abraço a todos

  • Fábio você falou tudo e mais um pouco!
    Eu penso que nossa vida só vale a pena se fazemos a diferença na vida do outro. Ser feliz é fazer o outro feliz, e para isso não precisa ter dinheiro ou sucesso, basta dar seu tempo e amor. Coisas que não se compra e não tem preço.

    Abraços Fábio e sucesso sempre!

  • Viviane

    Fabio,
    este texto é tudo o que precisamos!
    Vamos em frente pq o tempo não espera!
    Obrigada e um forte abraço.
    Viviane Lino

  • Oi Fábio
    Parabéns por fazer diferença na vida das pessoas através de suas palavras!

  • Augusto Chiarelli

    Fábio, belo texto e palavras. Muito do que penso e busco em minha vida. Também estou chegando perto dos cinquenta e cada vez mais busco o que me faz feliz e aos meus também.

    Tenho um sonho antigo de morar na Itália, mesmo com todos os problemas e diversidades atuais. Mas, não desistirei. Ainda quero ver meu filho se formar em uma faculdade italiana.

    Tenho paciência. Meu processo no Consulado em São Paulo já se arrasta há mais de dez anos. Mas, sei que uma hora vai sair.

    Abrazzo.

  • Valdomiro Moreira Silva

    Alguém a distância refletindo positivamente em prol de seus semelhantes! Parabens!

  • Eduardo Crovadore

    Olá Fabio, tenho uma pequena dúvida.
    Quando obtive o reconhecimento da cidadania italiana meu sobrenome foi registrado como Crovador. Agora quero retificar o sobrenome para o original, Crovadore. Posso ter problemas em relação à cidadania por isso?

    • Neste caso você terá que efetuar dois processos: um no Brasil e outro na Italia, para que em ambos os países o seu nome seja mudado corretamente. Abraços

  • Silvia Blanco

    Parabéns Fábio pela belas reflexões. Confesso que estou exatamente nesse caminho ou seja a procura da felicidade porque a vida é curta e temos que decididamente fazer valer a pena esse curto período por aqui.Abraços

  • Gilberto Antonio

    Olá Fábio, tenho uma pergunta rápida, minha mãe diz que temos parentes vivos morando na itália, de que modo isso pode me ajudar no processo ? se é que pode ajudar em algo, obrigado pela atenção!

    • Olá Gilberto tudo bem?

      Normalmente em nada, a menos que vocês tenham algum tipo de ligação e estes familiares possam hospedá-lo para a realização do processo. Abraços

  • Pedro Sonego

    Belas palavras!! Foco no objetivo, as vezes precisamos de textos assim para nos deixar pra cima!

  • Rene Lentino

    Bravissimo Fabio!
    Obrigado por esse post. Precisava ler isso hoje!

  • Marcio

    Bravo Fábio! Que belo post!! Ontem mesmo estava lendo sobre planos e metas, otimismo e sobre mentalização e o poder das palavras. e hoje cedo encontro no meu e-mail este seu post. Isto só confirma que tudo o que ei li e tudo o que você escreveu é verdade!!!

    Dentro em breve chegará minha vez de reconhecer minha cidadania italiana.

    Grande abraço e continue com este seu maravilhoso trabalho!

    • Ciao Marcio, eu que agradeço pelas palavras e pelo carinho!

      Forte abraço!!!