Os 5 Passos para o reconhecimento da cidadania italiana (+ 1 bônus)

Ciao a tutti

Este é talvez o artigo mais procurado do blog, pois nele eu ensino quais são os 5 passos para o reconhecimento da cidadania italiana aqui na Italia.

Sem ajuda profissional e sem pagar ninguém por isso.

Como as rotinas mudam a todo momento, ele está sempre atualizado (estou escrevendo esta atualização em outubro de 2016), portanto fique tranquilo que as informações aqui neste artigo estarão sempre atualizadas, em caso de mudanças na legislação ou nos procedimentos.

Isso significa que as informações aqui postadas são atualizadissimas, e caso hajam alterações ao longo do tempo, inserirei como observação, mantendo o post sempre atualizado.

RECONHECIMENTO DA CIDADANIA ITALIANA NA ITALIA

Por mais que difícil que pareça, o processo de reconhecimento jure sanguinis não é um bicho de sete cabeças. Apenas requer alguns cuidados e muita preparação!

São apenas 5 passos:

1 – Preparar os documentos antes de vir à Itália;
2 – Chegada na Italia – primeiros passos;
3 – Solicitar a residência (inscrição anagrafica) no comune;
4 – Protocolar os documentos;
5 – Chorar, rir e festejar o reconhecimento da cidadania italiana!

Quem acompanha blogs, fóruns, sites e similares já deve ter encontrado uma série de tutoriais, documentos explicativos, roteiros e portanto já conhece a existência destes passos.

Então qual é a diferença deste artigo dos demais?

Simples. Aqui eu ensino como realizar o procedimento na prática.

Com base não apenas no meu próprio processo de reconhecimento (que realizei em 2007 sozinho) mas também conto com dez anos de experiência lidando diariamente com os órgãos e funcionários públicos, além dos cerca de 300 processos que a minha empresa já realizou aqui.

Portanto, neste artigo, vou esmiuçar cada um destes passos, e tenho certeza que após le-los, você terá condições suficientes para obter o seu próprio reconhecimento, aqui na Italia.

E você vai perceber também que ele está recheado de links para outros artigos, pois são muitos detalhes que devem ser observados, portanto não os ignore!

Vejamos então, cada um dos cinco passos:

1 – AINDA NO BRASIL

A preparação para o processo de reconhecimento, começa ainda no Brasil, através da preparação dos documentos.

Esta preparação consiste basicamente em:

  • emitir todas as certidões de nascimento, casamento, óbito + a CNN do italiano;
  • traduzir estes documentos para a língua italiana;
  • apostilar o jogo de documentos (original brasileiro + tradução) em um cartório atualizado.

Aqui no blog já existe um artigo onde explico sobre os procedimentos que devem ser realizados no Brasil, portanto se você ainda não leu, basta clicar aqui.

É importantíssimo que você o leia antes de continuar este artigo.

2 – CHEGANDO NA ITALIA

Existem duas formas de desembarcar na Italia: vir com voo direto do Brasil (com a Alitalia) ou escolher vir com outras companhias aereas, neste caso fazendo escala em outro país antes de chegar aqui.

Embora estes voos com escala geralmente são mais baratos que os voos diretos, eu  sempre recomendo vir direto, pois desta forma, elimina~se a necessidade de ter que ir à questura fazer a declaração de presença.

Ao entrar no imóvel onde você vai ser hospedado ou que tenha alugado, o primeiro passo é preencher e entregar a Cessione di Fabbricato na questura, conforme ensinei a fazer neste post.

Alguns comunes também exigem a apresentação do codice fiscale (não são todos os comunes que exigem), portanto se o comune onde você vai realizar a sua prática exigir, basta seguir as instruções deste artigo.

Lembrando que se você entrou diretamente na Italia,  recebeu o carimbo no seu passaporte e com isso já está pronto para o próximo passo.

3 – SOLICITANDO A RESIDÊNCIA NO COMUNE (ISCRIZIONE ANAGRAFICA)

Neste passo, você deverá ir até a sede do comune, no Ufficio Anagrafe, e lá deverá apresentar o seu pedido de Iscrizione Anagrafica.

Isso significa que você solicitará a eles a sua inscrição na lista da população residente. Ao receber o seu pedido, o funcionário colocará os seus dados no sistema, e te informará que você deverá aguardar na sua casa ou apartamento, a visita de um guarda municipal.

Este guarda, chamado vigile urbano, aparecerá de surpresa no imóvel para garantir que você efetivamente vive ali, e mais: se certificará que o imóvel tem as condições de higiene e que é suficientemente grande para que nele seja inserido um novo morador.

Também existe um artigo onde eu explico com detalhes como é feito o pedido de residência, inclusive utilizando dois personagens que acabaram se tornando famosos aqui na Minha Saga – o Joãozinho e a Mariazinha.

Neste artigo, eu compartilho a experiência do casal solicitando a residência deles, com todos os passos práticos para tal.

Portanto clique aqui para acompanhar e entender como fazer.

4 – PROTOCOLAR OS DOCUMENTOS NO COMUNE

Somente após você ser inscrito como residente no comune, poderá entregar seus documentos originais e junto com eles o pedido oficial de cidadania.

Neste ponto, você deverá comparecer no Ufficio di Stato Civile do comune. Em comunes pequenos, este setor normalmente é anexado com o Ufficio Anagrafe, aquele onde você solicitou a sua residência.

Já em comunes maiores, além de ser um setor separado, pode ser sub-dividido em várias salas: ufficio nascite, ufficio matrimonio, ufficio elettorale e por fim, ufficio cittadinanza, que é aquele que nos interessa!

Ao chegar lá, você deverá conversar com o ufficiale di stato civile, explicando a ele que é residente na cidade e quer dar entrada no seu pedido de riconoscimento della cittadinanza iure sanguinis.

Ela vai te dar um formulário padrão para ser preenchido. Este formulário chama-se domanda (que em italiano significa pedido) e para ajudá-los, eu disponibilizo uma cópia dele aqui.

Neste pedido, você deve preencher todos os campos com suas informações pessoais, os dados que constam em cada um de seus documentos, como o nome do bisnonno, data de nascimento e local, nome do nonno, data e local e assim por diante.

Este formulário que disponibilizo é apenas um modelo que você pode entender como preenchê-lo, cada comune adaptou este modelo às suas próprias rotinas administrativas.

Se você tiver qualquer tipo de problema com o preenchimento ou precisar de ajuda, utilize a Escola Online da Cidadania Italiana.

Após preencher o seu formulário, será necessário apresentá-lo juntamente com uma marca da bollo no valor de 16,00 euros.

A marca da bollo é uma taxa do governo italiano, e clicando no link acima, abrirá em uma nova janela o artigo onde eu explico como e onde solicitá-la.

Após a entrega dos documentos originais + domanda, o oficial vai analisar todos eles, e normalmente vai te dar um recibo deste protocolo.

Normalmente nesta etapa, os oficiais também pedem o seu número de celular, para que possam entrar em contato contigo durante os passos seguintes.

O passo seguinte é a solicitação por parte do comune, ao consulado (ou consulados) italianos no Brasil de um documento chamado: Attestazione di Mancata Non Rinuncia, conhecido geralmente apenas por non rinuncia ou em português ‘não renuncia

Este documento é enviado pelo comune ao consulado por email, sendo que o consulado italiano pode levar até 90 dias para respondê-lo.

O conteúdo do pedido é mais ou menos o seguinte:

“Eu, na qualidade de oficial di stato civile do comune do Saga, venho através deste documento solicitar ao Consulado de São Paulo / Curitiba / Rio Grande do Sul / Rio de Janeiro / Belo Horizonte, que seja verificado se existe impedimento na transmissão da cidadania do senhor Saga, e dos seus ascendentes, como por exemplo: Pai do Saga, nascido no dia xx/xx/xxxx na cidade de São Paulo (SP) Nonno do Saga, nascido no dia xx/xx/xxxx na cidade de Fernando Prestes (SP)

Bisnonno do Saga, nascido no dia xx/xx/xxxx na cidade de Monte Alto Pta (SP) Informamos a este consulado, que o trisnonno do Saga, nasceu no dia xx/xx/xxxx na cidade de Lozzo Atestino (PD). Sem mais, aguardamos a comunicação deste consulado para concluir a prática do requerente, sr. Saga da Silva Sauro”

No caso onde um ou mais ascendentes tenham nascido em cidades diferentes e que façam parte de diferentes consulados, ou ainda se foram legalizados num consulado diferente daquele onde foram emitidos os documentos, o pedido de non rinuncia deverá ser solicitado a todos os consulados envolvidos.

Exemplo prático: se você nasceu em SP, seu pai em BH e o seu avô no RJ, a non rinuncia deverá ser pedida a estes três consulados: São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

Somente após chegar a resposta de todos os consulados envolvidos é que o oficial pode iniciar a finalização do seu processo.

Esta finalização consiste na transcrição dos documentos de nascimento e casamento (se for o caso) do requerente.

Esta transcrição consiste na feitura de uma certidão de nascimento italiana sua.

O oficial pegará a certidão de nascimento que você trouxe, emitida pelo cartório brasileiro onde você foi registrado, e literalmente transcreverá, ou seja, passará o conteúdo do documento ao livro de registro de nascimentos do comune.

Com isso, ao finalizar o processo, você terá uma certidão de nascimento italiana (estratto per riassunto dell’atto di nascita), e é este documento que comprova que você é um cidadão italiano reconhecido!

5 – COMEMORAR: VOCÊ É CIDADÃO ITALIANO

felicidade elevada

Após os documentos serem transcritos, finalmente você poderá retornar ao Ufficio Anagrafe e lá solicitar sua carta d’identità italiana.

Porém antes de estourarmos o champanhe, quero aproveitar para explicar algo importantíssimo:

QUANDO É QUE EFETIVAMENTE NOS TORNAMOS CIDADÃOS ITALIANOS RECONHECIDOS?

A pergunta que normalmente me fazem é se a cidadania se dá no momento que fazemos a carteira de identidade ou se isso ocorre quando retiramos o passaporte vermelho.

A resposta é: nenhum deles!

Muitos acreditam que a cidadania é reconhecida quando fazem a carta d’identità italiana ou o passaporte italiano e isso é totalmente errado.

Seria como dizer que um brasileiro não é cidadão brasileiro enquanto não fizer seu RG ou o passaporte brasileiro.

Portanto, o reconhecimento se dá no momento que a certidão de nascimento é transcrita para o livro do comune.

Uma vez transcrita a certidão de nascimento, o requerente pode solicitar dois documentos no comune:

a) a confecção da carta d’identità italiana;

b) o estratto di nascita, que como vimos acima, é a sua certidão de nascimento italiana.

Se você for casado e entregou a sua certidão de casamento juntamente com os outros documentos para a sua prática, no final também poderá retirar o estratto di matrimonio.

#BÔNUS – VOCABULÁRIO PRÁTICO

Bonus

Abaixo, deixo a vocês uma pequena lista com as palavras mais importantes e que vocês devem ter na ponta da língua, ao vir realizar o processo aqui.

  • Comune – palavra masculina – diz-se “o” comune e não “a” comune e significa cidade ou prefeitura (município). Por exemplo: eu vivo no comune (cidade) de Pisa ou ainda: eu fiz meu processo de cidadania no comune (na prefeitura) de Firenze.
  • Sindaco – É o prefeito de um comune – a autoridade máxima.
  • Stato Civile – É o setor que cuidará do reconhecimento da sua cidadania. Não confundir com Ufficiale di Stato Civile, que é o funcionário responsável pelo setor.
  • Anagrafe – É o setor que cuida dos pedidos de residência e também da emissão da carta d’identità e outros documentos. Não confundir com Ufficiale Anagrafe, que é o funcionário responsável por este setor.
  • Carta d’identità – É o documento que equivale ao RG brasileiro.
  • Estratto per riassunto dell’atto di nascita – É a certidão de nascimento italiana.
  • Estratto per riassunto dell’atto di matrimonio – É a certidão de casamento italiana.

RECAPITULANDO OS 5 PASSOS PARA OBTER O RECONHECIMENTO DA CIDADANIA AQUI NA ITALIA

Muito bem, embora pareça algo difícil, deu para perceber que seguindo uma sequência lógica, tudo se encaixa, não é mesmo?

Aqui estão os passos resumidos, caso você precise repassa-los rapidamente:

  1. Organizar todos os documentos no Brasil, deixando-os 100% corretos e prontos;
  2. Ao chegar na Italia, preparar tudo para ir ao comune solicitar a residência;
  3. Solicitar a Iscrizione Anagrafica no Ufficio Anagrafe;
  4. Após a confirmação da residência, protocolar os documentos no Ufficio di Stato Civile;
  5. Ao obter o reconhecimento, solicitar a certidão de nascimento e a carteira de identidade italiana.

DICA IMPORTANTE – GUIA PRÁTICO PARA REALIZAR O PROCESSO SOZINHO

Devido ao gigantesco aumento do número de pedidos de consultoria aqui na Italia, esgotamos a nossa capacidade para receber novos clientes aqui em nossas instalações.

Existem tantas pessoas nos dando o privilégio de acompanhar o seu sonho, que todas as nossas vagas para o ano de 2015 e 2016 já foram ocupadas, o que nos forçou a fechar as portas para novos pedidos até que tenhamos novamente disponibilidade em receber fisicamente novos clientes aqui na Italia.

Pensando nisso, e para não deixar ninguém na mão, lancei o Guia Prático da Vida na Italia, que é um manual com centenas de dicas práticas sobre a vida aqui.

Além das dicas, eu também fiz questão de incluir um capítulo especial sobre o pedido de reconhecimento aqui na Italia, a quem pretende realizar o processo sozinho por aqui. Eu realmente recomendo a leitura do Guia, que já salvou a vida de um bocado de leitores por aqui, ok?

Para conhecê-lo melhor, basta clicar aqui.

E aí, gostou do artigo?

Então seja bacana e ajude a espalhar conhecimento!

Deixe um comentário abaixo sobre o que achou do artigo e compartilhe-o nas suas redes sociais 😉

  • Rodrigo Bissoli Amorim

    Fabio meus parabéns pelas explicações.
    Gostaria de tirar apenas uma duvida:
    Meu tataravô e bisavô nasceram na Italia, meu avô e minha mãe nasceram no Brasil, por descender de uma mulher eu perco o direito a cidadania.
    Desde já agradeço sua colaboração.

  • Leonardo

    Olá, uma duvida: estou indo para Portugal, mas não tenho previsão de quanto tempo ficarei lá, talvez uma semana ou um mês. Teria problema fazer a declaração de presença na Italia, ja transcorridos os oito dias de chegada na Europa?

  • Alan Teixeira Magalhães

    Oi Fabio. A resposta da NR pode levar ate 90 dias, mas existe um prazo para a transcricao ser feita, a partir da resposta da NR? Muito obrigado!

  • Márcio Innaccarato

    Oi, caso eu só possa ficar na Italia até o vigile comunale passar (uns 30 dias) como funciona a procuração? Pra que serve ela realmente? Precisa ser um advogado ou pode ser um amigo italiano que resida no comune?

  • Thammy Cristine Tomaz

    Oi Fábio, eu vou tentar a cidadania diretamente na Itália, acontece que o meu bisavô filho do meu antenato italiano nasceu aqui no Brasil em 1893 e os pais só fizeram o Batismo dele, não fizeram a Certidão de Nascimento em Cartório. Eu li no site do Consulado de Curitiba que o registro civil no Brasil começou no ano de 1889 para nascimentos, então meu bisavô que nasceu depois dessa data deveria ter sido registrado, o que não ocorreu e eu não poderia dar prosseguimento ao processo. Porém, como disse eu vou dar entrada no processo na Itália, lá eles também não aceitariam essa Certidão de batismo de 1893 de meu bisavô?

  • Marina Guidon Riga

    Fabio, gostaria de saber se é possivel fazer o processo sozinha. Acabei de tirar o meu aqui em SP e esperei 10 anos. Agora quero tirar os dos meus pais, mais queremos que o processo seja mais rapido. De posse de todos os documentos (certidôes, certidoes juramentadas e carimbos), consigo fazer o processo na Italia? Como já possuo o passaporte, isso facilitaria a minha estadia. Obrigado Marina

  • Carina Vieira

    Fábio gostaria de saber o seguinte: uma amiga tem uma união estável com o namorado dela e eles estão fora do Brasil, porém pretendem contratar um assessor para requerer a cidadania italiana do rapaz (e a dela paralelamente, se for possível, já que eles possuem uma união estável registrada em cartório brasileiro), pois ele levou todos os documentos da família dele necessários para isso. A minha pergunta é a seguinte, eles podem dar andamento no processo tanto pra ele (por descendência) quanto pra ela (tendo uma união estável com ele) conjuntamente? Eles tendo essa união estável, são considerados cônjuges legais na Itália?
    Aguardo encarecidamente a sua resposta. Obrigada!

  • Edemilson Paraná

    Oi Fábio, tudo bem?
    Munido de todos os documentos necessários para entrar com o processo em mãos, estou prestes a me mudar para Londres – onde devo passar cerca de 6 meses. Como o processo e a fila são muito longos no Brasil, amigos me recomendaram entrar com o processo de pedido de cidadania italiana enquanto eu estiver na Inglaterra – em algum consulado italiano na Inglaterra mesmo. Procede essa informações? É melhor iniciar o processo no Brasil ou na Inglaterra? Se for na Inglaterra, como devo proceder e quais precauções devo tomar?
    obrigado.
    Att,

    Edemilson.

  • Laura Candido

    Fabio, boa tarde. Nao encontrei nenhum artigo explicando sobre a obtencao da carta de identidade. Eu ja sou cidada italiana, mas ainda nao tenho identidade ou passaporte. Basta eu ir no comune e apresentar os documentos requeridos? No momento moro na Holanda e a carta de identidade ja funciona para os fins que eu preciso. Qual a forma mais rapida e pratica de obter a identidade? obrigada!

  • Brendon Bratti

    Olá, poderia me tirar uma dúvida simples, meu pai já fez todo o processo e mora lá a um bom tempo, recentemente me interessei em morar com ele, eu precisaria apenas Emitir uma certidão de inteiro teor traduzir apostilar as duas e seguir rumo ao comune?
    Minha dúvida é se preciso passar pelo consulado em algum momento ou se precisaria de mais documentos
    OBS: Sou maior de idade

  • RUTE DALEMOLE

    Fabio boa noite, você sabe me informar se é possível eu conseguir tirar a cidadania através Italiana, pela Alemanha, mas como turista, meu filho mora na Alemanha!não consegui encontrar o video que você mencionou nos comentários, ví um video de uma pessoa que conseguiu através da Belgica.

    • Olá Rute nenhum turista pode usufruir dos serviços consulares de um país, apenas aqueles que tem um visto de longo período ou por tempo indeterminado, oK? Abraços

      • Paulo Henrique Bertucci Ramos

        Fabio, um visto de trabalho de 6 meses já é considerado longo período?

        Obrigado,

        Paulo

  • Elaine Peres

    Fabio, Parabéns! Que você receba toda esta dedicação e energia em dobro. Dúvidas: 1- As imobiliárias e proprietários não são tão favoráveis para locação para estrangeiros, mas caso consiga, o proprietário pode conceder um contrato de locação de 90 dias por quarto/vaga para cada um, ou seja, 3 pessoas e todos estarem no mesmo apto? resumo: Os comunes aceitam estes tipos de contrato, não vi nada a respeito no blog. 2- Algum comune por falta de conhecimento ou interesse – pode não aceitar a domanda – mesmo c/ doctos tudo ok? 3- Para agilizar o prazo oficial – para a visita do vigile ( atè 30 dias ) ou finalização do processo ( 3 – 4 meses ), é possível em muitos casos ( durando em média 20/30 dias tudo ) é com relacionamento ou oferta dada ao comune? 4- Não devo mencionar para o comune que não permanecerei residente no comune após minha cidadania ( mudar de cidade ou mesmo retornar para o Brasil), ou não tem nada a ver. Aguardo suas respostas. Quem sabe no futuro não tento… Abs!

  • lord

    Saudações a todos que estão lendo este testemunho. Eu fui rejeitado por meu marido depois de três (3) anos de casamento só porque outra mulher tinha um feitiço sobre ele e ele deixou-me eo miúdo a sofrer. Um dia quando eu estava lendo através da web, eu vi um post sobre como este conjurador feitiço neste endereço drjudesolutionhome@gmail.com, ter uma mulher para ajudar a voltar o marido e eu dei-lhe uma resposta ao seu endereço e ele me disse Que uma mulher tinha um feitiço no meu marido e ele me disse que ele vai me ajudar e depois de 3 dias que vou ter o meu marido de volta. Eu acreditei nele e hoje eu estou contente de deixar todos vocês sabem que este conjurador tem o poder de trazer os amantes de volta. Becausae estou agora feliz com meu marido. Obrigado pelo Dr. Judas. Seu e-mail: drjudesolutionhome@gmail.com

  • Pedromp

    Boa tarde, Fábio!
    Estou viajando pelo mundo a um tempo. No momento estou na Croácia, e estou indo pra Eslovênia ( espaço Schengen ) do dia 12 dezembro até o dia 20 do mesmo mês, dia de ida pra Itália(veneto). Gostaria de saber se esse prazo de 8 dias que tanto vejo nos comentários valeria para mim. E se caso valer, há algo que eu possa fazer pra impedir isso? Ps: essa ida pra Eslovênia e as datas não são flexíveis, devido a problemas que tive com schegen área em tempos passados e a disponibilidade da minha hospitalidade em Veneto.

  • Silvio Leandro

    Bom dia Fábio, tudo bem, Você faz o trabalho de reconhecimento da cidadania na Italiana? E qual o custo do seu trabalho já enviando toda a documentação.

  • Felipe Basso de Moraes

    Ola Fabio, para 2017 tem disponibildade?

    Estou querendo fazer sozinho devido ao numero grande de pessoas ma intencionadas nos processos. Entao para correr risco de perder o dinheiro eu perco sozinho. Mas se voces toparem. Por mim otimo. Ate pensei em ir como estudante assim ja vou trabalhando e me virando.

  • João Paulo Matteis

    Olá Fabio. Comecei a pesquisar muito sobre o processo e a buscar todos os meus documentos necessários. A dúvida que tenho é a seguinte. Após eu der entrada e confirmar residencia, por quanto tempo posso permanecer no país. Exemplificando: tem como eu esperar todo o meu processo lá ou serei obrigado a retomar para o Brasil?

  • Vanessa de Faria Fotografia

    Oi Fábio! estou desesperada! Vou para a Itália em março fazer o meu pedido de cidadania, e queria saber como faço para chegar lá já com o imóvel alugado, ou isso não é possível? Se sim, como faço e se fizer terei a documentação necessária do proprietário para o pedido de residência?? Aliás, obrigada vc me encorajou a fazer o processo sozinha, vou economizar uma grana e ainda aprender mais um idioma! Abraços!!

  • Gladys

    Fábio boa tarde,
    Meu marido é cidadão italiano e durante o processo já estávamos casados, tanto quem meu nome consta no documento de cidadania. Gostaria de ser cidadã, como eu faço para solicitar a transcrição do matrimônio? Já li que devo preencher o requerimento e anexar os documentos, e envio para o consulado?
    Obrigada por nos ajudar
    Gladys

    • Olá Gladys aqui mesmo no blog tem um artigo onde explico sobre a cidadania por casamento, dá uma olhadinha, ok? Abraços

  • Jason Lannister

    Fábio, tudo bem? Parabéns pelo site.
    Eu gostaria de iniciar o processo em breve mas ainda tenho algumas dúvidas. Queria tirar a dupla cidadania para o meu irmão também, ele é de menor. Posso fazer o processo para ele? Eu iria a Itália sem ele.
    E quando estiver na Itália, como funciona o processo por procuração?

  • Ana Ferreira Martins Pavone

    Meus dois filhos irão na Itália solicitar a cidadania, preciso saber se serve um documento de cada( tataravô, bisavo, avô, pai)que são comuns entre os dois e somente a certidão de nascimento que seria uma de cada um.Ou tenho que fazer uma pasta para cada um. Não sei se expliquei direito

  • Giovanna

    Olá Fábio,

    Tenho 90% dos documentos já traduzidos e legalizados porém com a data de 2004. Como faço para atualizá-los?

    • Olá Giovanna solicite aos respectivos cartórios as certidões atualizadas e no formato inteiro teor, conforme eu explico no Sagabook, ok? Abraços

  • DEA

    Como faço para fazer parte da lista de espera para o próximo ano?? Já que 2016 está toda preenchida.

  • Ana Carla Cubas

    Olá Fabio, tenho uma dúvida.Já fiz a minha cidadania ha uns 20 anos, agora meus irmãos e eu estamos indo para Italia para fazer o deles no mesmo Comune que eu fiz,porém quando eu fiz os sobrenomes eram divergentes mesmo assim consegui fazer. Por algum motivo eu posso correr o risco de perder a minha cidadania ou isso não é possível?
    Obrigada

  • André Ferreira

    Já assinei o livro junto ao consulado (há anos) mas até hoje não recebi resposta. Como devo proceder? Será que já posso pedir meu passaporte?

  • Pedro Pastore

    Olá Fábio, gostaria de saber se é possível eu dar entrada na minha cidadania em um consulado italiano na Alemanha, morando lá legalmente. Obrigado!

    • Angélica Felicio Massoca

      Olá Fabio, tenho a mesma pergunta do Pedro. Você tem alguma informação sobre isso? Eu tenho o visto da Alemanha (de estágio) e estou morando aqui, você sabe se ainda assim eu preciso morar 3 meses na Itália pra conseguir a cidadania?
      Obrigada desde já!

      • Olá Angélica e Pedro, entrem no nosso canal do Youtube e lá procurem o vídeo sobre “cidadania em outros países”, nele eu explico como isso pode ser feito e quais os critérios exigidos, ok? Abraços

        • Gisele Floriano

          oi Fabio – tentei achar este video no seu canal mas não encontrei… não aparece nenhum video sobre isso. vc teria o link pra passar? obrigada!

  • Elvis Amalie

    Olá

    Você está procurando informações sobre um visto de trabalho EUA, Reino Unido imigrante, estudo, turismo, empresa patrocinou …. etc,
    ou como obter um, você veio ao lugar certo. Eu tenho muita experiência com o visto para os EUA da América (EUA) USA
    e no Reino Unido (UK) com trabalho garantido e processamento autorização de residência, em seguida, responder a este
    enviar e-mail com os detalhes abaixo. Contato E-mail (usa.ukvisaportal@gmail.com)

    * Implementação país ……… …………
    * sobrenomes.
    * primeiro nome ……………
    * Outros nomes …………
    * Sexo …………… …
    * Data de nascimento (DOB Enter como por passaporte) …………………….
    * Local de nascimento (Enter como por passaporte). ………………
    * Estado / Província de nascimento ……..
    * País de nascimento ……….
    * Você tem outra nacionalidade (sim ou não) ……….
    * O email: ………………

    NOTA: imediatamente o seu e-mail é recebido por nós, nós entraremos em contato imediatamente com o seu ID concedido através
    o site da embaixada para processamento posterior.

    E-mail (usa.ukvisaportal@gmail.com)
    SAUDAÇÕES

  • Marcela Cristina Fogaca Vieira

    Olá Fábio, com o visto de turista, é possível fazer a declaração de presença e solicitar a inscrição de residência? Como o visto de turista só é válido por 90 dias e o processo todo pode demorar mais do que isso, se eu permanecer na Itália após a expiração do visto isso pode prejudicar a obtenção da cidadania? Muito obrigada! Suas dias são realmente ótimas e ajudaram muito!

  • Camila

    Olá, eu só posso ficar 3 meses la na italia… E se nao for tempo suficiente? Como faço? Posso voltar p Brasil e depois voltar só para finalizar o processo? como eles entram em contato para chamar para assinar e finalizar o processo? Se for por email daí posso voltar, esperar o email e assim q chamarem volto…

    • Julio Engl

      Também é uma das minhas dúvidas, pois também poderia ficar 3 meses, não muito mais que isso…

    • Olá Camila infelizmente não funciona assim. Você não pode abandonar o seu processo no meio – se não tem disponibilidade para permanecer durante o tempo que durar, dê entrada diretamente no consulado italiano no Brasil, ok? Abraços

  • rolzelin

    Olá Fábio, tudo bem? Estou com uma mega dúvida!
    Comecei a me interessar pela cidadania, e fui atras dos documentos e parentes que pudessem ajudar a ter mais informações do meu bisavô materno. Descobri que uma prima da minha mãe já tinha tentado dar inicio ao processo, reuniu os documentos e tudo mas parou no seguinte: Meu bisavô trocou de nome e sobrenome quando chegou aqui no Brasil, e se deparando com isso ela não soube o que fazer, e nem eu também. Temos que ir atras de um advogado para resolver isso? ou tem como comprovar que nicole (original italiando) e nicolangelo (nome brasileiro) são a mesma pessoa?! Enfim, com a sua experiencia achei que você poderia nos dar uma luz. Obrigada, Abs.

    • Olá, tudo bem?

      Na verdade é mais simples do que parece, pois bastará entrar com um pedido judicial solicitando ao juiz a alteração do nome errado para o correto, ok? Abraços

      • rolzelin

        ok, então teremos que pedir para alterar todos os documentos que tem o registro do nome dele…tipo nascimento dos filhos, casamento dos filhos e tal?!

  • Nara Zanirato

    Fabio, boa tarde!
    Como faço para saber se os dados das certidões estão no padrão para aceitação na Itália? Como agora não passamos mais pelo consulado devido o Tratado de Haia, antes de mandar fazer as traduções e a apostile, queria ter certeza que está tudo certo. Obrigada

  • Roberto Galletti Gava Viana

    ola, parabens!! muito boas essas dicas!!
    Gostaria de ir final do ano para tentar retirar a cidadania na Italia, já estou com os documentos na embaixada italiana em brasília há mais de 7 anos e não consegui nada… Gostaria de saber se devo alugar uma casa na cidade em que meu ascendente morou, Mortara, ou posso ficar em qualquer cidade. Obrigado

  • Juliana

    Problemas no site indicado para CNN… Algum help!?

    • Olá Juliana o ministério da justiça já se pronunciou e pediu alguns dias para a normalização do sistema. Abraços

      • Juliana

        Obrigada Fabio, tentaremos presencialmente tambem. Grande abraco (só nos falta uma casa e um contrato de aluguel, meu marido esta falando com vc por email p alguma ideia 🙂 )

  • Jeh Bighi

    Oi Fabio, estou tendo muita dificuldade com a emissao da CNN. O site do ministerio da justica esta com erro desde maio de 2015 e tenho lido varios comentarios afirmando que o erro persiste. voce saberia algum outro caminho para conseguir a CNN? ja tentei em diferentes servidores, horarios, dias… nao sei mais ao que recorrer.
    obrigada!!!

    • Juliana

      Estou com o mesmo problema… Alguém tem alguma informação?

      • O ministério da justiça já se pronunciou e pediu alguns dias para a normalização do sistema. Abraços

        • Juliana

          Oi Fabio, consegui minha CNN, ja esta com carimbo do Ministerio das Relacoes Exteriores e traduzido por um tradutor conveniado ao Consulado Italiano de SP. Porem, quando entrei no site do Consulado Italiano de SP para legalizar o documento, a mensagem no site, e que as legalizacoes estao suspensas pelo acordo de Haia, que entra em vigor em 14/08. Como faco com esta legalizacao? Nao sera mais exigida no comune? Em tempo: todas as minhas certidoes estao ok. So falta a CNN.

          • Olá Juliana dá uma procurada aqui mesmo no blog o artigo sobre Haia, e vá acompanhando nele o desenrolar do troço todo, ok? Abraços

          • Juliana

            Pois É Fábio… Já vi Que “o troço” vai ser enrolado. Mas vamos falando, meu Marido Tem enviado emails p Vc pela area VIP. Abracos

  • Rafaela Mishima

    Fabio meu namorado vai fazer o processo na Italia sozinho. Queria saber como é que ficamos sabendo que o processo foi finalizado (certidao transcrita)? É avisado por carta enviado para a residencia colocada no processo? Via email? Ou como?
    Aguardo um retorno.
    Obrigada

    • Olá Rafaela normalmente o oficial liga ao requerente, chamando-o ao comune para retirar os documentos e assinar o que for preciso

  • Edison

    Olá Fabio.
    Já consegui todos os documentos no Brasil. Tenho cópia do Certificado de Batismo e da Certidão de casamento de meu bisavô na Itália. Mandei e-mail para a Curia de Vicenza e para a Comune di Schio solicitando estes documentos mas não recebi retorno. Estou indo para a Itália no mes de julho. Ficarei 3 dias nesta região. Será que consigo estes documentos neste tempo visitando pessoalmente estes serviços… Estou fazendo a cidadania principalmente porque minha filha vai fazer estágio em Gastronomia na Itália no proximo ano.

  • Filippo Barcellos

    Fabio, tem uma dúvida. Desejo tirar a cidadania italiana pois moro na Alemanha a trabalho. A cidadania italiana facilitaria muito coisa pra mim. Tenho facilidade em ir até a Itália, eu conseguiria fazer o pedido mesmo morando na Alemanha?

    • Olá Filippo tudo bem?

      Se você vive legalmente na Alemanha, já considerou dar entrada diretamente aí?

    • Pedro Pastore

      Olá Filippo. Você sabe se morando legalmente na Alemanha é possível dar entrada na cidadania italiana diretamente em um consulado italiano ai? Obrigada!

  • Pollyana

    Boa noite!

    Gostaria de saber se você já abriu vagas para assessoria aí na Itália para o ano de 2017, já que este ano não há mais vagas.

  • Gabriel Neves

    Ola Fabio
    Gostaria de saber, se eu fizer um intercambio e residir na casa de uma pessoa consigo realizar a inscrição anagràfica?

    • Olá Gabriel se a pessoa autorizar a sua inscrição na casa dela, não há problema não. Abraços

  • Ludmilla Gobatto

    Olá Fábio!
    A CNN é imprescindível? No cartório de registro civil eu encontro?
    Abraços

  • Ana Paula Nunes de Carvalho

    olá, meu nome e Ana Paula, queria saber algumas informações de como eu poderia morar na Italia. Eu tenho 17 anos e faço 18 em 26 de julho, e queria muito voltar a morar na italia junto com meu namorad, eu ja morei na italia por 9 anos, sei falar muito bem o indioma. Eu tenho um permesso indeterminado so que eu soube que quando saisse do pais e morrase 1 ano fora da italia meu permesso nao ia mais valer, eu tenho passaporte tudo certinho, menos carta de identidade e CPF italiano isso eu nao tinha feito lá. Queria saber se isso facilita minhas possibilidades de voltar a morar lá e como fazer para que isso aconteça. Queria saber tamber como eu consigo achar um emprego na italia e se posso fazer meus documentos tipo ( identidade e CPF italiano) e fazer que meu namorado consiga os mesmos documentos do que eu, ele nunca viajou fora do pais e nao sabe falar italiano. Queria saber tambem como eu consigo alugar uma casa na italia. (OBS: tenho uma tia que mora na italia e um primo) sera que posso fazer meus documentos atravez minha tia ou meu primo ?

  • Tamara Murari Braga

    Olá Fabio! Adorei suas dicas…. fiquei apenas com algumas dúvidas, vê se vc pode me ajudar:
    -sua empresa presta assessoria para fazer o processo aí na Itália? caso sim , gostaria de informações sobre custos e prazos envolvidos.
    – caso opte por fazer a cidadania direto na Itália, você sabe me dizer se tenho que ficar lá durante todo o processo , ou posso ir e dar entrada e voltar para o Brasil e acompanhar a distância? Caso isso seja possível volto apenas para finalização? Eles informam por email ou por telefone os trâmites?
    Agradeço desde já sua atenção e clareza nas dicas disponibilizadas. Abraços.

  • Murilo

    Olá Fábio,
    Estou tendo problemas com o cartório para conseguir a certidão de casamento em inteiro teor do meu bisavô, mas consegui a transcrição dela no comune onde ele nasceu (tenho um primo que ja obteve a cidadania italiana e nessa ocasião a certidão de casamento brasileira foi transcrita no comune). Gostaria de saber se esse documento emitido pelo comune pode ser usado no processo seja aqui no Brasil ou na Itália.

  • Itinerário de Viagem

    Olá Fábio! Me ajuda numa dúvida? Meu namorado está arrumando a papelada para tirar a cidadania italiana dele mas notamos que a certidão de casamento do bisnonno consta o nome da mãe errado (colocaram o mesmo nome para a mãe e sogra). O cartório se recusou a modificar tal erro, mesmo após pagarmos taxa para solicitar a correção (e mesmo mostrando a certidão de nascimento do bisnonno traduzida para o português e juramentada). Você acha que ele deve tentar corrigir este erro bizarro para dar entrada na cidadania ou não? Att, Estela

  • Reinaldo

    Ola Fabio…excelente o seu blog.
    Tive minha cidadania reconhecida em agosto de 2015. Sou casado desde Janeiro de 1982. A cidadania da minha esposa é automatica pela lei 123/83 ou eu nao era italiano quando me casei ?

  • Itinerário de Viagem

    Olá Fábio! Me ajuda numa dúvida? Meu namorado está arrumando a papelada para tirar a cidadania italiana dele mas notamos que a certidão de casamento do bisnonno dele consta o nome da mãe deste errado (colocaram o mesmo nome para a mãe e da sogra). O cartório se recusou a modificar tal erro, mesmo após pagarmos taxa para solicitar a correção (e mesmo mostrando a certidão de nascimento do bisonho traduzida para o português e juramentada). Você acha que ele deve tentar corrigir este erro bizarro ou não? Art, Estela

  • Elvis Amalie

    Atenção!!! Para o seu processamento de vistos e autorizações de contacto USA / Canadá (visaclick900@gmail.com) Ok !!!

  • Monique Estorati

    Olá Fábio! Parabéns e obrigada pelo blog!
    Tenho uma dúvida, veja se pode me ajudar. Minha mãe reconhecerá a cidadania dela na Itália. Após esse reconhecimento ela passará a ser meu antenato direto. Precisarei de CNN para reconhecer a minha cidadania? Pretendo ir ao mesmo comune.
    Desde já agradeço!
    Abs

    • Olá Monique infelizmente não é assim que funciona, pois a sua mãe não se tornará seu “antenato italiano” apenas pelo reconhecimento dela, ok? Abraços

  • Brahian Galli

    Fabio, eu posso declarar minha residência em Milão, na casa de uma amiga minha casada com um Italiano, sendo que ela já é tb cidadã italiana, mas pedir o reconhecimento da minha cidadania (dar entrada com o processo pronto que estarei levando daqui do Brasil) na comune de San Paolo?

    • Não, você só pode solicitar o seu reconhecimento no comune onde é residente. Abraços

      • Brahian Galli

        Fabio, grazie pela resposta! antes de partir, provável que eu vá solicitar sua análise da minha documentação na área vip, mas tu sabes me dizer se o comune de Milão é muito rigoroso, burocrático e/ou muito demorado ?

      • Brahian Galli

        Fabio, grazie pela resposta! antes de partir, provável que eu vá solicitar sua análise da minha documentação na área vip, mas tu sabes me dizer se o comune de Milão é muito rigoroso, burocrático e/ou muito demorado ?

        • Katia Mola

          Oi, voce soube alguma informacao na comune de milao ?

    • Olá Brahian infelizmente não, você só pode dar entrada no pedido diretamente no comune onde você é residente. Abraços

  • Gabriela Ricciardi

    Olá Fábio,
    Parabéns pelo blog.
    Meu avó era italiano fugido da segunda guerra mundial para o Brasil. Meu irmão do meio tirou a cidadania italiana na Itália com 18 anos, pois possuímos parente em Matera. Quero tirar a minha cidadania também, creio que nesse caso o meu processo está fácil, pois tenho 70% da documentação traduzida e possuo parentes na Itália. O meu único questionamento é se existe alguma restrição quanto a idade, pois estou com 33 anos e quero saber se ainda possuo esse direito?

    • Olá Gabriela não existe nenhum problema em relação à idade, desde que os documentos comprovem a linha de transmissão. Abraços

  • Gui Gas

    Prezado Fábio,
    Eu e outros membros da minha família já entregamos toda a documentação no Consulado Italiano em Porto Alegre, há 6 anos.
    Ainda estamos aguardando.
    Me disseram que posso ir a Itália (Trento) e residir lá por três meses para agilizar o processo.
    Por gentileza, se você puder me informar: quais os passos para o meus caso?
    Grata, Guiomar

  • Erick De Moraes

    Ola Fabio,
    Parabens pelo trabalho e dedicação a esse blog.
    Tenho uma pergunta: Tenho toda a documentação reunida para meu processo de cidadania direto na Italia. A certidões estão todas traduzidas, inteiro teor, legalizadas pelo Eresp e pelo Consulado de Sao Paulo. O único problema e que essa documentacao data de 2009, ou seja, 7 anos atras. Minha duvida e se essa documentação seria ou não aceita pela Comune na Italia. Ja pesquisei bastante o assunto, mas venho obtendo respostas diferentes, alguns dizem que sim pois os documentos ja foram legalizados pelo Consolato, outros que não pois são muito antigos.
    Agradeceria muito se voce pudesse me dar um parecer a respeito e talvez me indicar uma Comune que vc acredite que eu poderia usar para o processo.
    Muito obrigado – Erick de Moraes

  • Francisco Chicao Billar

    Fábio, posso ir aí solicitar a residência com visto de turista? Com qual visto devo ir?
    Obrigado!

  • André Peluchi

    Olá Fábio, parabéns pelo site. é o melhor sem dúvida.
    Sabe me dizer se os carimbos do consulado italiano no brasil tem prazo de validade?
    muito obrigado.

  • Juliana

    Oi, Fábio, tudo bem? É possível a obtenção da cidadania italiana por meio de procuração? Desde já obrigada!

  • Ariana Fernandes

    Olá Fábio, boa tarde!
    Sou brasileira e casada com um descendente de italianos e atualmente estamos morando na Áustria, numa cidade muito próxima á Itália. Estou fazendo algumas pesquisas sobre obter a cidadania italiana para o meu esposo e posteriormente para o nosso filho e pra mim, para facilitar a nossa vida aqui na Europa (com relação à vistos, tempo de permanência, etc.) e em meio à essas pesquisas encontrei o “Minha Saga”. Então, como tenho algumas dúvidas, gostaria de lhe pedir que me ajudasse e respondesse algumas perguntas.
    Meu esposo é bisneto de um italiano, que chegou no Brasil em 1914 (temos os registros), seu nome é Mansueto Pizzutto. Porém, em 1916 ele teve uma filha aqui no Brasil que foi registrada como Antonieta Pessuto (avó do meu esposo já falecida), alterando a grafia do sobrenome original.
    Meu sogro, filho da Antonieta, nasceu em 1955 e também possui o sobrenome Pessuto. Já meu esposo não possui nem o Pessuto e nem o Pizzutto, nem o nosso filho.
    A dúvida é se mesmo com essa pequena diferença nos sobrenomes, vale a pena “pagar pra ver” a possibilidade de conseguir o reconhecimento sem precisar alterar os documentos, pois ele tem parentes que conseguiram, mas sabemos que isso de “conseguir” é bem relativo. O que vc aconselha?
    E a outra questão é que como estamos residindo na Áustria, inclusive a 20 minutos de distância de uma cidade que possui consulado italiano (Innsbruck), se ele pode dar entrada lá ou se por ser brasileiro, só pode dar entrada através de um consulado italiano no Brasil.
    Apesar de morarmos muito próximo da Itália, infelizmente não podemos mudar nossa residência, pois o nosso visto é provisório e fornecido por uma empresa austríaca, e nós voltaremos a residir no Brasil em setembro de 2017.
    Desde já agradeço sua atenção!

  • Ana C.L

    Olá Fabio! Tudo bem?
    O consulado de BH fez uma chamada da lista de 2006 e assim entregamos todas as documentações (e as mesmas foram aceitas). Porém, recebemos um comunicado informando sobre uma incongruência na CNN. Quando emito a CNN no site ela sai como NEGATIVA, porém, outras certidões do meu bisavô consta como “naturalizado brasileiro”. Descobrimos, via histórico familiar, que ele foi naturalizado em 19/06/1944, porém não conseguimos emitir a CNN como positiva. Já entramos em contato com o Ministério da Justiça, enviamos email, fomos pessoalmente, e sem retorno. Você poderia nos auxiliar/orientar de alguma maneira? Exite alguma outra forma de contato com o MJ ou maneira de emitir a CNN? A grande questão agora é o tempo, pois nossa documentação está aceita, porém suspensa (sem prazo), mas existem ainda alguns familiares que não conseguiram dar entrada e o consulado não está mais aceitando diante deste problema, porém o prazo da entrega da documentação da lista de espera de 2006 vence em 30/04/16. Fico no aguardo e desde já agradeço!

    • Olá Ana tudo bem?

      Neste caso você precisa encher o saco do Ministério para emitir a CNN, tente ver com um advogado se existe algum tipo de procedimento jurídico para tentar obriga-los a cumprir com a própria obrigação, ok? Se conseguir algo volte aqui para nos ensinar!

      • Ana C.L

        Muito obrigada, Fabio!!! Vou tentar aqui e qualquer coisa aviso!
        Descobrimos em uns arquivos do meu avô um registro de naturalização que sei lá por que das quantas ele fez. Vamos ver se o consulado aceita. Mas de todo jeito já vou ficar no pé lá do Ministério e já procurar um advogado! Se conseguir algo, aviso!

  • É isso aí Like you said it wou

    Oi Fabio, tudo bom? Estou pensando em ir à Itália para para fazer meu processo diretamente no país, porém tenho os seguintes questionamentos:
    – no segundo semestre é certo que o processo é mais lento devido ao período de férias?
    – faço parte de uma rede de comunidade orgânica chamada wooff que oferece hospedagem em troca de ajuda com as tarefas nos locais. Você acha que isto seria ilegal?
    – Sendo hospedada, eu precisaria ter os dois documentos: a Dichiarazione di Ospitalitá e também o Cessione di Fabricato?
    Muito obrigada!
    Flávia

    • Olá Flávia

      Não é verdade que o processo no segundo semestre é mais lento, isso acontece apenas nos meses de julho, agosto e dezembro. Já em relação ao local que você citou, não tenho conhecimento para poder responder.

      Abraços

  • Bianca Jablonskis

    ola Fabio! Tudo bom? Gostaria da sua opinião! Meu bisavô nasceu na Italia e alguns anos atras meu tio foi a Italia e reconheceu sua propria cidadania e registrou o meu avô (filho de italiano) na comune de Pesaro, porém meu avo não possui o passaporte italiano, mas foi registrado lá. Juntei as certidões do meu avô até ao meu nascimento. Será que depois das legalizações eu consigo ir direto na comune de pesaro? ou eu necessariamente preciso fazer o caminho das pedras que meu tio já fez..começando pelo meu bisavô e chegando até mim?? vc consegue me clarear algo?? desde já agradeço a atenção e o espaço!

    • Olá Bianca tudo bem?

      Para que você tenha o seu reconhecimento, você deve reunir novamente todos os documentos, a partir do seu bisnonno até as suas próprias certidões. Abraços

  • dorange

    Olá Fábio, algumas perguntas, perdão se forem repetitivas e excessivas…
    (1) Você teria uma idéía de quanto tempo, mais ou menos, leva entre a gente dar entrada na solicitação de residência e a ida “de surpresa” do oficial até à residência numa cidade pequena?
    (2) O requerente precisa estar presente na hora da visita? Afinal. se é de “surpresa” como é que fica se o interessado não estiver lá?
    (3) O prosseguimento do processso pode ser feito por um procurador local, em caso da necessidade de eu me ausentar da cidade?
    (4) Em caso de eu já possuir dupla cidadania, sendo uma delas portuguesa, devo usar o passaporte brasileiro para registar entrada na Itália? Pergunto isso porque nesse caso sempre entro na Europa com o passaporte europeu, mas meu antepassado migrou para o Brasil.
    (5) E, por último, sem querer abusar e abusando… uma vez obtida a cidadania, quanto tempo preciso permanecer residente no país?
    Super grata…. angie

  • Marcelo Camacho

    Fabio bom dia, gostaria de saber como localizar cidade de nascimento, na busca do meu lado Portugues achei um site e descobri tudo do meu bisavô, é possível isso da Itália? no site Museu da Imigração, descobri que meu Trisavô João na verdade em italiano se chama Giovanni e pelo visto terei que pedir a correção ou tradução ja serve, mas para localizar o local de nascimento estou apanhando, pelo site Cognomix localizei alguns Comunes onde foram registrados o sobrenome do meu trisavô e enviei e-mail para todos que consegui, porém não tenho resposta, sabe me ajudar como conseguir essa informação ? pois na certidão de nascimento do meu bisavô apenas consta que o pai era da Itália e não fala cidade.

    • Olá Marcelo no Sagabook Brasil eu ensino como fazer isso, entre na página de materiais educativos e o baixe, ok? Abraços

  • Anderson

    Bom dia Fábio, como vai? Ouvi dizer que chegando na Itália para dar inicio aos primeiros passos eu teria 48hs para fazer a residência e dar entrada na solicitação. Isto é verdade?

    • Olá Anderson não, não é verdade. Recomendo que você baixe o manual Sagabook Italia para entender melhor, ok? Abraços

      • Anderson

        Fabio, baixei o Manual da Itália, e na página 10 “A CESSIONE DI FABBRICATO” consta um prazo de 48 horas. Era este que eu estava comentando… Não entendi se este prazo passa a contar da minha entrada na Itália, ou se da entrada no imóvel. Pode me esclarecer melhor? Estou chegando dia 07/04, por isso as preocupações aumentam!! rsrsrs Muito Obrigado

        • Olá Anderson, a cessione di fabbricato não é a mesma coisa da residência, é um documento que você entrega em até 48 horas da sua entrada no imóvel, entendeu? Dá uma olhada no Guia Prático da Vida na Italia, lá tem um capítulo inteiro dedicado a quem pretende vir à Italia reconhecer sozinho a cidadania: http://www.minhasaga.org/guia

          Abraços

          • Fabiana Brusco

            Essa questao de Cessione di fabbricato, quem entrou diretamente na Italia, tambem e necessario fazer, ou so e pras pessoas que fizeram escala em outro pais do espaco shengen?

            Nao fica claro, porque para fazer a Iscrizione Anagrafica, ta na lista de documentos. valeu! 🙂

          • OI Fabiana a Cessione é feita independente da forma de entrada, para todos os cidadãos estrangeiros e dentro de 48 horas da entrada no imóvel, ok? Abraços

          • Fabiana Brusco

            Grazie! 🙂

  • Luciano Lando

    Ótimas dicas para todos os interessados.

    Eu farei meu processo sozinho, já possuo toda a documentação e está sendo traduzida.

    Após eu terei que fazer a legalização, acho que esse vou ter que pagar uma assessoria pois os consulados demoram muito, mas adivinhem… as assessorias tem esquema lá dentro e conseguem rapidinho, pela bagatela de 1.000 euros… que absurdo esse país.

    Mas o processo lá eu farei sozinho… pelos 3.500 euros que pedem eu fico 3 meses na Itália fazendo curso e me integrando ao local, conhecendo outros lugares para escolher onde vou morar.

    • Katia Botter

      Luciano, por favor, possui o contato dessa assessoria? obrigada

  • Miller Sargi

    Olá Fabio, gostaria de tirar uma duvida.
    Ouvi dizer que após o Cumune solicitar a NR ao consulado do Brasil, após a chegada de tal NR o Comune transcreve os documentos, essa transcrição precisa ser obrigatoriamente assinada pelo requerente da cidadania ou pode ser via procuração.
    Já vi resposta positivas e negativas e sempre fico na duvida quanto a isso, com receio de que futuramente possam anular o reconhecimento da cidadania.
    Espero que possa me ajudar!
    Obrigado!!!

  • Fabiano Salvadori

    Ola,,
    Tenho uma grande dúvida,
    Minha esposa esta fazendo a cidadania italiana, ja temos toda a documentacao para a cidadania, porem nos casamos e moramos na Irlanda, como fazer com nossa certidao de casamento?
    Obrigado e um abraço a todos..

    • Olá Fabiano no caso de vocês bastará apresentar a certidão de casamento emitida por aí mesmo, no formato europeu plurilingue. Abraços

  • Lorena Buiatti

    Olá, Fabio.

    Muito obrigada por seu artigo!

    Só uma dúvida: Minha mãe já conseguiu retirar a cidadania dela, e por, exemplo, o meu processo eu posso fazer a partir do nome dela ou seria preciso voltar aos meus bisavós?

    • Olá Lorena

      Depende de como sua mãe obteve o reconhecimento dela e também onde você pretende dar entrada no seu pedido, pois os processos realizados no Brasil não tem relação burocrática direta com os processos realizados aqui na Italia e vice-versa. Isso significa que se você quiser dar entrada no mesmo órgão público italiano que a sua mãe, talvez seja possível a utilização da documentação apresentada anteriormente; caso contrário não. Abraços

  • Gianny Pastri Corsi

    Ola Fabio, gostaria de saber como fazer para transcrever a certidão de nascimento do meu avô na Itália? Não achei nada sobre esse assunto na sua saga.

    • Olá Gianny

      Somente se o seu avô realizar o processo de reconhecimento da cidadania é que poderá ter o documento transcrito aqui. Abraços

      • Gianny Pastri Corsi

        Meu avô já é falecido. Então será possivel fazer a cidadania pelo bisavô?

  • Debi Amadori

    Ola Fabio, muito obrigada pelas valiosas dicas!
    Estou juntando minha documentacao e surgiu uma duvida: com relacao a um antepassado, tenho somente a certidao de casamento que foi emitida pela igreja…ela eh valida para o reconhecimento da cidadania?
    Muito obrigada! 🙂

    • Olá Debi depende, certidões religiosas de casamento são válidas apenas se emitidas antes de 1891, se emitidas após 23.02.1891 não são aceitas, sendo necessário apresentar o registro civil. Abraços

  • Suziellen Cristina Tenani

    Olá Fábio, parabéns pelo Blog, está salvando algumas vidas, rsrs!!! Estou com todos meus documentos prontos aqui no Brasil, já vou enviar para o Ministério das Relações Exteriores, pretendo ir para Verona em março/2017, onde darei a entrada no Comuni para minha cidadania e enquanto isso farei um curso de língua italiana por 04 meses, minha dúvida é a seguinte: posso alugar um quarto em casa de família ou tenho que alugar um apartamento só pra mim? Preciso de visto para os 4 meses ou a Questura já me permite ficar estes dias a mais (além dos 90 dias permitidos normalmente). Muito obrigada!!

  • Caue Bertelli Cavallaro

    Olá Fabio, por favor se puder me ajude com uma dúvida simples:
    Após a resposta do NR, quanto tempo em média leva pro prefeito assinar o seu pedido e o anagrafe transcrever as certidões?
    Obrigado mais uma vez e Deus te abençoe por excelente trabalho!

  • Sandra Marafioti

    Oi Fábio, obrigada pelas valiosas dicas. Minha mãe é italiana e tem irmãos que moram na região em que ela nasceu. Eu poderia morar com meu tio pelo tempo do processo? Como provaria residência? Mais uma pergunta: Eu poderia ir sozinha para a Itália e entrar com o processo dos meus filhos e marido ou eles teriam que estar fisicamente lá? Desde já agradeço. Sandra

    • Olá Sandra tudo bem?

      Pode sim, sem nenhum problema – neste caso é só seguir as indicações do manual Sagabook Italia, ok? Em relação aos seus filhos, se eles forem menores de idade, talvez o comune aceite a transcrição do documento deles, já seu marido não tem nada a ver com o processo de reconhecimento, o caso dele é naturalização, ok? Abraços

  • graziela Z.E

    Boa noite
    Eu gostaria de saber como já fiz minha cidadania e meu primo está querendo fazer a dele, ele precisa pedir novamente o certificado de não naturalização do nosso bisavô ou pode requerer do meu processo? E caso possa é possível mesmo se fazendo em uma comune diferente da que eu fiz? Mto obrigada

  • Giuliana Wazen Guglielmi

    Fabio! Tenho uma pergunta em relação aos documentos caso eu faça o processo pela Itália. Sou filha de italiano (nascido na Itália), porém já sou maior de idade (21 anos) e não posso mais tirar a cidadania automaticamente pelo consulado daqui de São Paulo.

    Fui no consulado de Sp semana passada e para o meu pai regularizar o AIRE dele é necessário que ele desarquive todos os processos de divórcio que ele já teve (sim, ele já casou 3 vezes).

    Como eu sou filha do segundo casamento dele, você sabe se eu tenho que fazer o mesmo pelo processo na Itália, ou seja, desarquivar o divórcio do primeiro casamento dele? Ou basta apenas a certidão do primeiro casamento com a averbação atrás? Muito obrigada e parabéns pelo blog!!!!! (Lembrando que no AIRE de SP do meu pai só consta a certidão de casamento do primeiro casamento dele). Obrigada!

    • Ola Giuliana tudo bem?

      Aqui na Italia, o comune italiano só pedirá a certidão de casamento dele com a sua mãe, nenhum outro casamento é relevante não.

      Abraços

  • Debi Amadori

    Bom dia Fabio, mto bacana mesmo o seu blog, a maneira como voce escreve é mto clara e didatica!
    Com relacao ao tempo que devo permanecer na Italia para que seja verificada minha residencia, gostaria de saber com voce se podera ser superior a um mes. Essa informacao é muito importante para que eu possa me preparar melhor.
    Muito obrigada pela atencao,
    Debora

  • William Ribeiro

    Olá Fábio, muito obrigado por todas a dicas na area vip mas infelizmente descontinuei a assinatura antes de tirar uma última dúvida. No que tange à “Non Renuncia”, todos os meus documentos foram legalizados na Embaixada de Brasília em Dezembro/2015 e somente um ascendente é de competência do Consulado de BH, a qual já chegou há uma semana. A minha pergunta é: exige-se a Non Rinuncia também da Embaixada onde foram legalizados os documentos? Essa Embaixada não atende telefone, responde emails e nem mesmo responde o próprio Stato Civile apesar de pelo menos três tentativas de contato através do PEC. Qual seria sua dica para esse caso?Obrigado,William

  • Thaís Bueno

    Oi Fábio, parabéns pelo blog tem me ajudado muito! Estou na fase de corrigir alguns documentos no Brasil e me bateu uma dúvida. Você sabe se e possível dar entrada no processo de cidadania em outro país da união européia em vez de diretamente na Itália? Eu atualmente resido na Alemanha com um visto de trabalho e seria mais fácil para eu fazer o processo por aqui. Obrigada! Thais

    • Debi Amadori

      Ola Thais, tb estou morando na Alemanha e ontem mesmo fui ao Consulado da Italia para saber como dar entrada no processo de reconhecimento da cidadania italiana. Primeiro passo eh saber qual Consulado Italiano alcança a sua cidade na Alemanha (no meu caso, por exemplo, como moro em Schweinfurt o Consulado ė o de Frankfurt). Depois vc tem que levar a mesma documentacao exigida pelo Brasil no Consulado Italiano mais o comprovante de residencia na Alemanha perante a Rathaus (Erlaubnis) e ainda pagar em torno de 300 euros para a abertura do processo. Me informaram que leva em torno de 2 a 3 anos para conseguir o reconhecimento.
      Entao, ė possivel!
      Espero ter ajudado.
      abracos, Debora

      • Thaís Bueno

        Oi Debora, muito obrigada pela informacao.
        Eu moro em Hamburgo, fui no consulado e me informaram que teria que ir ate o consulado geral de Hannover para obtrer mais informacoes. Pelo telefone nao havia conseguido muita informacao, pois a pessoa com quem conversei algumas vezes falava pouco ingles e eu nao falo alemao. 2 a 3 anos e muito tempo pra mim, em todo caso melhor que em Sao Paulo.
        Sera que e possivel dar entrada na Italia com um comprovente de residencia da alemanha?
        Obrigada! 🙂
        Thais

        • Debi Amadori

          Oi Thais, segundo informacao da pessoa do Consulado, voce deve residir no país onde vc vai pedir o reconhecimento da cidadania. Entao acredito que com o comprovante de residencia da Alemanha vc nao possa pedir pela Italia…
          Pelo telefone nao tive qualquer informacao tb…e tive que marcar um horario para ser melhor atendida no consulado italiano. Pelo menos no consulado de Frankfurt temos que fazer um cadastro no site do consulado e entao marcar pela internet um horario.
          abc,
          Debora

          • Thaís Bueno

            Oi Debora, voce tem um email para que eu possa me comunicar com voce?

  • Lígia Faceto

    Oi Fabio! Já estou na Itália desde janeiro (2016). Minha irmã já conseguiu a dela e foi primeira que essa Comune aqui de Point San Martin, perto de Turin fez. Agora eles não querem dar entrada na minha, cada semana inventam um problema. Gostaria de saber se posso contratar alguém que resolva isso junto à Comune pra mim. Acho que a mulher que faz não sabe nada, a da minha irmã demorou quase um ano para ficar pronta e eu não tenho todo esse tempo pra ficar aqui na Itália! Se tiver alguém que possa me ajudar, eu ficaria grata por não ter mais Mal di testa! Grazie!

    • Olá Ligia se o comune está colocando problemas, não adianta querer contratar alguém, pois isso não vai mudar nada, até porque ninguém tem poder para resolver nada que não seja você, a requerente. Se você já sabia que o comune é problemático, não deveria ter escolhido o mesmo, ou então vir preparada para aguardar o mesmo tempo que sua irmã levou.

      A este ponto, procure outro comune para obter o seu reconhecimento, espero que você tenha seguido as minhas orientações e tenha trazido a sua própria documentação, exatamente para evitar depender de funcionários e órgãos públicos.

      Abraços e boa sorte

  • Alvaro Reinoso Carvalho

    Fábio, fiz um post antes mas nao sei se deu certo. Agradeceria muito sua ajuda, meus tataravos sao italianos, mas a linha de nascidos no Brasil a seguir é materna: trisavó, bisavó e avó. Meu pai nasceu depois de 1948. Será que tenho direito??, eu já achei as certidões italianas de nascimento e casamento do meu tataravô em Genova. Muito obrigado!!

  • Cristiano

    Fábio, obrigado por compartilhar tantas informações. PERGUNTA! P/ quem já possui outra Cidadania Européia, por exemplo Portuguesa, existe alguma diferença ou impeditivo para também possuir a Italiana? Ninguém pode ter 3 cidadanias, porém poderá permanecer com a Italiana e Portuguesa e abdicar a brasileira; pode comentar algo sobre isso? Muito obrigado.

  • Olá Gisele tudo bem?

    É impossível responder sobre quais comunes são bons, pois não existe uma lista de referência neste sentido. Porém posso dizer que Venezia é um dos piores locais. Abraços

  • Olá Vinício é válida sim, tanto quanto a certidão de nascimento, fique tranquilo. A única coisa que você precisa fazer é autenticar a assinatura do padre na cúria metropolitana. Abraços

  • Olá Leandro tudo bem?

    Infelizmente atualmente isso não é mais viável, pois a maioria dos comunes estão de saco cheio deste tipo de procedimento. Infelizmente muitos andaram abusando da boa vontade dos funcionários públicos, e atualmente estão fazendo uma verdadeira “caça às bruxas”: muitos comunes quando descobrem que o requerente abandonou a cidade e o país, mandam o vigile novamente, apenas para se certificar que não tem ninguém no imóvel, e com isso cancelam a residência e o processo. Abraços

    • Leandro Cenci

      Pois é… também imaginei isso. Mas o fato é que um primo meu acabou de conseguir dessa forma, mas foi com auxílio de uma acessoria. Encaminhou tudo em Schio, foi para Irlanda (onde pretende residir e estudar), depois de um mês e meio o processo estava concluído, daí ele voltou, concluiu o processo e agora é cidadão italiano. Claro, acredito que o importante é não deixar “eles descobrirem” que deixamos o país.

  • Olá Marta

    Sim, você vindo realizar o seu processo deve permanecer pelo tempo que ele levar, porque abandonaria o seu processo?

  • Vinicius Spagnol

    Fábio, Tudo bem?
    Sabe o que impacta no processo a adesão do Brasil no Tratado de Haia?

    Desde já agradeço, seu blog é perfeito, valeu.

    • Olá Vinicius tudo bem? Leia o artigo que eu escrevi sobre isso, está aqui no blog, ok? Abraços

  • Olá Lurie tudo bem?

    Não precisa necessariamente dar entrada no mesmo comune que o seu antenato, você pode realizar o seu processo em qualquer comune italiano, basta fixar a sua residência. Abraços

  • Erika

    Fabio, parabéns, devo dar inicio da minha saga logo logo!
    rs
    se eu for como turista nao consigo fazer os passos pq estarei num hotel? é isso?
    preciso morar um tempo na Italia?
    abs!

  • Gabriela

    Fábio! Parabéns pelo blog. Muito didático realmente. No entanto, tenho duas dúvidas:

    – Descerei em Milão, mas com entrada em Portugal. Onde exatamente você me aconselha ir para fazer a Declaração de Presença?
    – No caso de retornar ao Brasil posteriormente ainda sem o passaporte ou identidade prontos, terei que retornar para a Itália ou é possível fazer o passaporte no Brasil? Não ficou claro pra mim. Além disto, após a passagem do vigele e protocolar os documentos, posso ir para outra cidade na Itália

    • Olá Gabriela

      A declaração de presença é feita na questura da região onde você vai viver. Em relação à segunda pergunta, se vem à Italia realizar o seu processo aqui, é aqui que ele deverá ser finalizado. E você deve realizar o processo no comune onde será residente, pelo teor das suas dúvidas recomendo fortemente que você leia o Sagabook etapa Brasil que consta na nossa página de Materiais Educativos, ok? Abraços

  • Lívia T

    Olá Fábio! Parabéns pelo blog!!

    Gostaria de ir à Italia apenas para tirar a cidadania. Ficaria e um hostel ou B&B (portanto não em um imóvel próprio para morar) na cidade em que meu avô nasceu. Você sabe se é possível tirar a cidadania nesse caso? Ou a Iscrizione Anagrafica é realmente necessária?

    • Olá Livia, este tipo de local não é idôneo para o pedido de residência para fins de cidadania. Abraços

  • Julio

    Ola Fabio! Antes de mais nada, parabens pelo site! E muuuuito bom!

    Fabio, tenho uma duvida: lendo infos na internet vi lugares dizendo que se o antenato nasceu na regiao do veneto antes de 1866 nao se transmite a cidadania (antes de 1866 o veneto pertencia a austria). Essa informacao procede ou essa limitacao e apenas para trentinos? Pelo que entendi seu antenato era do veneto e nasceu em 1862 e vc nao teve problemas com isso, correto? Muito obrigado pelas informacoes! Abs e feliz 2016!

    • Olá Julio tudo bem?

      Não é verdade não, pois o Veneto nunca fez parte da Impero Austro Hungarico. Apenas alguns comunes no extremo norte, porém fique tranquilo! Grande abraço e feliz 2016!

      • Julio

        Obrigado pela resposta fabio! Abs e feliz 2016!!!

  • Felipe Colacioppo

    Fábio, seu blog é fabuloso, muuuito bom.

    Na certidão de casamento brasileira do meu antenato, diz que a esposa dele, que é brasileira, não passou a assinar com o sobrenome dele, no campo “A contraente passou a assinar:” está assim -.- -.- -.-

    Entendo que ela não contraiu o sobrenome dele, e continuará assinando o nome de solteira. Porém na certidão de óbito do meu antenato, e nas certidões dos descendente, ela aparece com nomes diferentes.

    Minha dúvida é. O nome dela é importante para o processo de reconhecimento tanto no Brasil quanto na Itália?
    Devo retificar o nome dela em todas as certidões onde apareça?

    Obrigado

  • Olá!
    Parabéns pela página e pelo belo artigo!
    Fiquei emocionado na parte que diz que “o reconhecimento se dá no momento que a certidão de nascimento é transcrita para o livro do comune.”
    Gostaria de saber se é por parte de pai ou de mãe?
    No meu caso é por parte de minha mãe: mãe dela (familia Cagnotto) e do pai dela (familia Capello).

    Obrigado.

  • Michele Ferracioli

    Olá Fábio,

    Entrei em contato com um cartório específico para obter as certidões de casamento (que está no Brasil mesmo). Me informaram que há essas duas opções:
    – Certidão em Inteiro Teor
    – Certidão em Breve Relatório

    Qual dos dois tipos de certidão devo pedir como documento para o processo de cidadania?
    Fico no aguardo,
    Obrigada!

    • Fabio Barbiero

      Olá Michele

      Sempre em inteiro teor. Abraços

  • Giovana Lopes

    Oi Fábio,
    Estou fazendo um intercâmbio de estudos aqui na Itália por 6 meses, e gostaria de aproveitar esse tempo para solicitar a minha cidadania. A questão é: a habitação universitária (foresteria) em que moro serve como uma residência válida para isso? Muito obrigada!

    • Fabio Barbiero

      Olá Giovana

      Verifique com o comune onde você pretende dar entrada, pode ser que eles aceitem como imóvel idôneo, ok? Abraços

  • Stéphanie

    Ciao, Fábio!
    Que site maravilhoso! Parabéns MESMO!
    Sobre este assunto…
    1- Vim como turista. Há problemas para solicitar a residência e iniciar o processo?
    Teoricamente teria apenas os 3 (três) meses, porém acredito que estando o processo em andamento posso solicitar alguma extensão?

    2- A certidão de naturalização de meu avô emitida no site do governo brasileiro aparece como NEGATIVA (tudo ok), entretanto, meu tio mais novo alega que há um tempo atrás tentou dar entrada no processo de cidadania pelo consulado de Porto Alegre (de onde somos) e lhe foi informado que meu avô havia se naturalizado. Há, portanto, discrepancia de informações. Como posso verificar isso melhor? Inclusive porque, se meu avô efetivamente se naturalizou, pode tê-lo feito depois do nascimento de minha mãe (mais velha que meu tio)… precisaria de data.

    Obrigada desde já!
    * com certeza serei mais uma a compartilhar teu excelente trabalho!
    Abraçoss

    • Fabio Barbiero

      Olá Stephanie tudo bem?

      Entra lá na página dos materiais educativos e baixe o Sagabook Etapa Italia, lá você vai encontrar todas as respostas que procura, ok? Abraços e bom processo 🙂

  • Leonardo

    Ola Saga,
    Realmente este post ficou muito bem elaborado didaticamente, parabéns pelo capricho em colocar o passo a passo, quem esta suando a camisa para reunir os documentos e planejando ir a Itália fazer todo o processo já cansou de ter que explicar como vai fazer, desta forma fica bem mais fácil ehehehe.
    Em breve eu e minha esposa iniciaremos a nossa própria saga, ou melhor já iniciamos ehehehe, tenho duas dúvidas, tentei esclarecer vendo o vídeo da Cidadania por Eleição e lendo os comentários mas não consegui sanar a dúvida.
    É uma dúvida que pode mudar um pouco nossa estratégia. No caso de filho natural declarado inicialmente pela mãe e tardiamente ainda MENOR DE IDADE registrado pelo pai (descendente de Italiano), mesmo sem o casamento entre eles, este filho mantém o processo de cidadania Juris Sanguinis?
    Agora sim a pergunta idiota que parece ser sem noção mas é importante esclarecer, o termo MENOR DE IDADE é aos 18 anos ou 21 anos?
    Obrigado e continuarei acompanhando e compartilhando…

  • Marcelo E.

    Boa noite, Fabio!

    Antenato vindo de Sacile – UD (1882)
    ou
    Antenato vindo de Adria – RO (1887)

    tem restrição pela lei do império austro-húngaro?

    procurei seu vídeo sobre o assunto, mas não achei ele no seu canal no YouTube.
    tentei outras fontes mas também não sanei minhas dúvidas!

    poderia me informar por favor!?

    Obrigado pela atenção!
    Parabéns pelo Trabalho!

    • Fabio Barbiero

      Olá Marcelo

      Nenhum problema, nenhuma destas cidades pertencia ao impero austro ungarico. Abraços

  • NATALIA

    Oi Fabio, parabéns pelo site!
    Estou indo estudar em Firenze e gostaria de pedir a cidadania lá. Eu vi em uns comentários de uns anos atras que a Comune de lá não é boa. Sabe me dizer como está agora? Residindo em Firenze eu poderia realizar o processo em uma Comune de outra cidade ali perto? Tem alguma para me indicar?
    Obrigada pela sua atenção!
    Abraços, Natália

  • Gabriel Capello

    Fabio Boa Tarde, adorei os artigos e o blog, parabéns!
    Estou com uma duvida, uma prima minha conseguiu a cidadania, agora se eu e meus pais quisermos pedir sera mais rápido? Por a família já ter a cidadania?

    Obrigado!

    • Fabio Barbiero

      Olá Gabriel tudo bem?

      Infelizmente não funciona assim, pois a família não obteve a cidadania. Apenas a sua prima foi reconhecida, pois os processos são individuais, ok? Abraços

  • Renata

    Ola Fabio! Parabéns por este blog genial que tanto nos tem ajudado!
    Gostaria de tirar uma dúvida, já estou na Itália com visto e Permesso di Soggiorno motivo Studio. Pretendo pedir o reconhecimento da minha cidadania próximo ano, e atualmente sou hóspede na casa de uma amiga, tenho comigo uma communicazione di ospitalità feita pela questura quando cheguei em território italiano.
    Esta mesma é suficiente para que eu dê entrada no meu processo, como residente no comune, sem que eu precise fazer um contrato de aluguel?
    Obrigada,
    🙂

    • Fabio Barbiero

      Olá Renata

      Se o imóvel cabe a inserção de um novo morador e a sua amiga autorizar, não há problema nenhum não 😉

  • Daniele Nogueira Milani

    Boa noite!

    Dei entrada no processo no Comune e a oficial já encaminhou o e-mail PEC para o pedido de non rinuncia! É muita falta de educação pedir pra ver esse tal e-mail e este possui código/número capaz de rastrear o seu recebimento pelo Consulado de São Paulo?

    Quando tempo tem demorado para a obtenção dessa declaração em São Paulo?

    • Fabio Barbiero

      Olá Daniele tudo bem?

      Não é falta de educação, mas isso pode colocar tudo a perder, pois parecerá falta de confiança no trabalho do profissional. O consulado pode levar até 90 dias para responder ao comune, quanto tempo você está esperando?

      • Daniele Nogueira Milani

        Boa tarde, Fábio! Estou aguardando faz 45 dias. Obrigada pela dica.

  • William Prospero

    Olá Fabio, muito bom seu texto e muito bem explicado também, parabéns.

    Tenho uma dúvida e espero que possa me ajudar.

    Estou planejando fazer o processo de cidadania e contactei um representante que já ajudou alguns amigos a conseguir a cidadania.
    O problema é que devo ir à Itália (fazer esses processos que você listou nesse artigo), e após alguns meses, assim que os documentos estiverem prontos devo voltar por alguns dias para retirar os seguintes docunentos (Certificado de Residência, Certidão de Nascimento, Certificado de Cidadania e Carteira de Identidade). Meu problema é voltar à Itália pela segunda vez pois não conseguirei dispensa do trabalho para essa segunda viagem.
    Saberia me dizer se tendo a cidadania aprovada posso solicitar esses documentos posteriormente e se são demorados/trabalhosos?
    Muito obrigado.

    • Fabio Barbiero

      Olá William tudo bem?

      Cada empresa tem um “modus operandi” e somente a empresa que você pretende contratar pode responder esta sua dúvida, ok? Entre em contato diretamente com eles e tire esta dúvida, sem esquecer de solicitar tudo que for prometido em contrato, na língua italiana com a devida tradução para a língua portuguesa.

      Abraços e bom processo

  • Bruna

    Olá Fabio, parabens pelo site, muito bacana e muito útil! Tenho uma dúvida: eu tenho uma tia de primeiro grau na Italia, ela foi a unica dos 5 irmaos que ficou lá, qdo meu pai e irmãos vieram com os pais ao Brasil, na década de 50. Meu pai morreu há 5 anos e no ano que vem quero solicitar minha cidadania na Italia e ficarei na casa da minha tia. Neste caso, quando eu for no Comune, o que devo apresentar pra comprovar que moro na casa dela? Grazie

    • Fabio Barbiero

      Olá Bruna

      Neste caso, sua tia terá que fazer uma cessiona di fabbricato como “ospitalità gratuita”, evidenciando que está te recebendo como hóspede na casa dela, ok? Abraços

      • Olá, Fábio tudo bem?
        Acompanho seu site a muito tempo – tenho uma dúvida. Estou na Itália fazendo o processo de reconhecimento sozinho – porém tem um problema – dei entrada na “Não renúncia” em julho e até agora novembro nada de respostas. Mando e-mail para São Paulo e eles não respondem e a pessoa da comune não sabe o que fazer? Tem alguma dica do que posso fazer para resolver essa situação?
        Desde já agradeço atenção – grande abraço.

        • Fabio Barbiero

          Olá Claudio

          Você deve verificar com o comune se o envio foi feito ao email PEC do consulado, com os devidos documentos em anexo. Peça gentilmente ao oficial para te mostrar o envio e confira se foi feito por PEC, ok? Abraços

  • Fernanda Faustino

    Fábio, uma dúvida
    Uma vez transcrito nos livros, preciso pedir minha certidão de nascimento italiana ou faz parte do “pacote” que recebemos do comune?
    Essa certidão pode ser usada para casamento ou para fins de mudança de estado civil terei sempre que usar a brasileira e só informar ao Consulado Italiano de onde casar?
    Muito obrigada e parabéns pelo seu trabalho!

    • Fabio Barbiero

      Olá Fernanda

      O comune não faz “pacotes” e nem entrega nada que o requerente não vá lá e solicite.

  • carolina

    Olá, Fábio, tudo bem?
    Deixei um comentário ontem em outra postagem sua (os primeiros passos para tirar cidadania), explicando minha situação (meu irmão tirou a dele há dois anos por Brasília e eu queria saber se o processo seria mais fácil pra mim, já que ele já tem a dele).

    Enfim, as respostas do consulado aos meus emails são muito vagas e não estão me ajudando.

    Estou achando que é melhor eu partir pra ação e fazer tudo pela Itália. Como já li no post, você infelizmente não tem mais espaço para consultoria (seria incrível se você pudesse me ajudar, mas entendo que são muitas demandas).

    Seu post está muito bem explicado mas restaram algumas dúvidas que talvez eu não tenha encontrado aqui, embora tenha lido mais de uma vez.

    1. preciso fazer tudo isso no mesmo “comune” de onde eram meus antepassado italianos? Ou seja, preciso fazer tudo isso na cidadezinha do meu bisavô ou bisavó e não em Roma, por exemplo?
    2. é possível entrar na Itália como turista e fazer todo esse processo de comprovante de residencia, aluguel de apartamento, receber a polícia em casa pra comprovar que mora lá, etc, etc, etc? Porque a princípio estou indo como turista, então me pergunto se nao há problemas de ser residente do local.
    3. não tenho como ficar fora 3 meses do brasil. é possível ficar lá ate comprovar residencia e dar entrada no pedido, voltar ao brasil e voltar pra itália quando o processo tiver concluido? tambem tenho uma amiga na itália… ela pode me representar em alguma coisa?

    Fábio, me desculpe se estou te enchendo com perguntas. E, principalmente, me desculpe se alguma delas já foi respondida e eu não vi. Não adianta eu falar aqui que isso é meu sonho e que é muito importante pra mim. Você deve ouvir isso todos os dias. Eu sei que sou mais uma em uma fila gigantesca. Se houver alguma possibilidade de você me ajudar, seja como for, te agradeço imensamente.

    Um abraço,

    Carolina

    • Fabio Barbiero

      Olá Carolina tudo bem?

      Vamos lá:

      1 – não, você pode fazer o processo em qualquer comune italiano, basta que seja residente

      2 – Sim, basta seguir os passos indicados neste mesmo artigo

      3 – Não, se você não tem disponibilidade para vir e aguardar a realização do seu processo, faça o pedido diretamente no consulado italiano no Brasil.

      Abraços

  • Guilherme

    Olá Fábio.

    Primeiramente parabéns pelo site e por toda sua iniciativa, realmente é impressionante a quantidade de informações que ele possui, sinceramente acho que jamais encontrei tantas informações, de tão fácil entendimento, quando procurei por algo na internet. Entretanto gostaria de uma informação.

    Eu li em um post seu, que o tempo minimo que demoraria para alguém ir para Itália e passar por todos os processos até a requisição da cidadania seria de 5 messes. Seria esse mesmo o tempo minimo? Ou teria alguns casos em que esse tempo poderia ser reduzido?

    Abraços e obrigado desde já!

    • Fabio Barbiero

      Olá Guilherme tudo bem?

      Na verdade não existe um tempo mínimo: ele durará de acordo com o tempo que o processo levar, ok?

      Grande abraço e obrigado pelas palavras e pelo carinho 🙂

      • Fernando Vasconcellos

        Boa tarde Fabio, parabens pela iniciativa maravilhosa em ajudar os brasileiros com seu site.
        Estou iniciando meu processo, minhas maiores duvidas se dao pelo fato de eu morar nos EUE e os documentos da minha familia estarem no consulado do Rio, visto que prte da familia ja tirou. Se eu formalizar uma procuracao aqui no consulado brasileiro dando poderes a um despachante na minha cidade ele consegue fazer toda a parte burocratica que envolva o consulado e min das rel exteriores? Forte abraco

        • Fabio Barbiero

          Olá Fernando

          Sim, como você está impossibilitado de comparecer, deve enviar uma procuração para que alguém te represente. Abraços

  • Renata

    Fábio, tudo bem?

    Eu estou com uma dúvida….

    O meu antenato é o meu vô, estou providenciando todos os documentos…e a minha pergunta é:
    Ele era casado na Itália, porém não com a minha vó, mesmo assim eu tenho que pegar a certidão de casamento dele com a minha vódrasta? rsrs

    Obrigada.

    • Fabio Barbiero

      Olá Renata

      Não, para o seu processo de reconhecimento você precisará apenas das certidões que fazem parte da sua linha de transmissão.

      Abraços

  • nadia brusadelli

    Olá Fábio,

    Acabei de ler o sagabook 2015 no Brasil. Obrigada por este material excelente. Bem claro e conciso, fácil de entender. Gostaria de baixar o sagabook 2015 na Italia. Já procurei em todo o blog e ainda não descobri como baixá-lo. Como devo proceder?
    Obrigada,

    Nádia.

    • Fabio Barbiero

      Olá Nadia

      A versão na Italia ainda não está disponível.

      Abraços

      • nádia brusadelli

        ok, Obrigada!

  • Matheus Destro

    Olá amigo, tudo bem?

    Aqui no Brasil, nossos documentos já estão protocolados no consulado, mas a fila para a chamada do consulado de SP é monstruosa, e agora nesse momento, os que fizeram o pedido em 2005 estão sendo chamados… o nosso pedido é de 2010… só Deus na causa rs.

    Existe algum meio pratico e rápido para obter a cidadania legalmente? Fiquei sabendo que pode fazer isso por ai na terra de Dante… Por gentileza Fabio pode explicar detalhadamente?

    Obs.: temos todos os docs protocolados desde 2010 e quero conhecer a terra dos meus antepassados…
    Abraços!

    • Fabio Barbiero

      Olá Matheus

      As informações para obter o reconhecimento aqui na Italia constam exatamente neste mesmo artigo.

  • Moritza

    Oi, Fábio

    Meu namorado vai fazer o processo de cidadania dele diretamente na Itália, e como a mãe e o irmão dele realizaram o processo lá, já tem a cidadania e todos os documentos estão no Consulado da Itália, ele não teria como apresentar os documentos no Consulado de Porto Alegre, no momento da Legalização dos documentos. Você acha que ele vai encontrar algum problema, em relação a isso?

    Muito obrigada!!!

    Abraços,

    • Fabio Barbiero

      Olá Moritza

      Não, os processos realizados no Brasil não tem correspondência com aqueles realizados aqui na Italia, e vice versa. Por isso, se ele quer vir à Italia realizar o reconhecimento aqui, deverá trazer todos os documentos, emitidos recentemente, traduzidos e legalizados pelo consulado geral da Italia no Brasil.

      Abraços

  • HEBERT BORIM PACI

    Fábio!

    Quero primeiro parabeniza-lo pela atitude única e vangloriável em poder ajudar e dividir seus conhecimentos com as pessoas que necessitam ou querem tirar sua cidadania!!! Sendo assim,
    gostaria se possível que me sana-se algumas dúvidas abaixo.
    Qual a projeção de gastos que vou ter com as documentações e tudo mais na ida a Itália (partindo do ponto que tenha tudo certo já aqui no Brasil), sem se utilizar de assessoria?
    Gastos aproximados com taxas, moradia, claro excluindo passagens aéreas.
    Vc poderia me informar uma projeção, algo aproximado que eu gastaria?
    Abraços e parabéns novamente por essa atitude vangloriável.
    Fico no aguardo de sua resposta!

    • Fabio Barbiero

      Olá Herbert tudo bem?

      Muito obrigado pelas palavras e pelo carinho!

      Sobre a sua pergunta, é impossível detalhar os custos, pois existem muitas variáveis, ok?

      Abraços

  • GISELLE PULCINELLI

    Boa Tarde Fábio,

    Blog Sensacional!!! Minha avó é italiana, nasceu em 1936 e veio para o Brasil aos 16 anos. Reuni todos os documentos para solicitar a cidadania (Certidão de nascimento e casamento da minha mãe e certidão de casamento da minha avó, entretanto, eu preciso solicitar a certidão de nascimento da minha avó na Italia. Ela nasceu em Ascoli Picheno (mais ao sul da Itálita), qual a maneira mais fácil de solicitar.

    Gostaria de saber após essa documentação em mãos o que preciso fazer no brasil antes de ir a ITALIA solicitar minha Cidadania, pois vou dar entrada diretamente na Itália devido o prazo para obter a cidadania ser menor.

    Vi em seu Blog que preciso traduzir e legalizar, o que preciso fazer primeiro? Legalizando no consulado aqui de BRASÍLIA, já estou apto a ir para Itália e dar entrada ai? preciso ficar ai durante o processo de cidadania?

    A ultima dúvida que tenho é: Meu Marido pode requerer jutamente comigo ou ele só pode dar entrada na dele após eu requerer a minha???

    Desde já agradeço a atenção, muito obrigada!!!

    Giselle Pulcinelli

    • Fabio Barbiero

      Olá Giselle tudo bem?

      Você precisa muito baixar e ler o novo Sagabook, que é o manual oficial e gratuito aqui na Minha Saga, você é inscrita no blog e/ou recebeu o link em seu email para baixá-lo?

      • Julians

        ola fabio, nao encontrei onde criar um novo post, entao vou aproveitar este. Vc ja viu algum caso de transferencia de processo para outro comune? se a non renuncia ja chegou, eles podem simplesmente transferir a NR para outro comune? ou devem solicitar outra ao consulado? obrigada.

        • Fabio Barbiero

          Olá Julians

          Não existe transferência de processo, se você começa em um comune, e transfere a sua residência, deve efetuar um novo pedido.

          Abraços

      • GISELLE PULCINELLI

        Não recebi nenhum e-mail Fábio, poderia me ajudar quanto as dúvidas???

        Obrigado e parabéns!!!

        Giselle

      • Eduardo Vasconcelos

        Olá Fábio, minha esposa esta requerendo a cidadania italia, após quando tempo eu posso solicitar a minha???

        Obrigado,

        Eduardo

        • Fabio Barbiero

          Olá Eduardo

          Procure os artigos sobre a naturalização por casamento, lá você encontrará as respostas que procura, ok?

          Abraços

  • graciele

    Ciao Fabio!
    Todos os “envolvidos” na minha linha de cidadania, inclusive eu, temos todas as certidões do Rio Grande do Sul, entretanto como atualmente resido no Mato Grosso tenho que legalizar no MRE em Brasilia e depois em São Paulo. É necessário que o pedido de non rinuncia seja solicitado nos dois Consulados? Caso sim, tenho que informar isso ao comune ou eles mesmo reconhecem o fato?

    • Fabio Barbiero

      Olá Graciele

      Neste caso sim, a non rinuncia será solicitada a POA e São Paulo e fique tranquila que o próprio comune saberá como proceder. Abraços e bom processo!

      • graciele

        Grazie mille Fabio!

  • Ewerton Vecchietti Goncalves

    Opa Fabio, comecei ver uns vídeos seus e parabéns pelo trabalho, ajuda muito gente inclusive eu que sonha em ter a cidadania italiana. Tenho algumas dúvidas que por mais que eu leia não achei a resposta. Meu trisavô (acho que é isso) é italiano, já tenho como conseguir todos documentos da arvore geneologica até mim exceto a certidão de óbito do italiano. É realmente necessária a certidão de óbito (já tenho a certidão de batismo e a certidão de casamento)? Outra coisa é: caso eu arrume tudo pra ir pra Itália fazer o processo ai, li que tem o processo de residência, mas quanto tempo eu realmente tenho que ficar na Itália? Eu posso voltar ao Brasil assim que o guardinha for na residência e eles enviam? Se eu fizer com alguma consultoria eu posso fazer isso?

    Desde já obrigado por todas informações,

    • Fabio Barbiero

      Olá Ewerton tudo bem?

      A certidão de óbito não consta na legislação, portanto existem inúmeros comunes que não o exigem. Por outro lado, existem também outros inúmeros comunes que o exigem, se apoiando na parte da legislação onde diz que “no caso de dúvidas em relação a documentação apresentada para a prática, solicite documentos adicionais comprobatórios”. Por isso a minha recomendação é sempre traze-los, pois desta forma você não correrá riscos e nem dependerá da boa vontade ou do humor de um funcionário público italiano.

      Em relação a última pergunta, isso não existe: você não pode simplesmente abandonar o seu processo, pois atualmente os comunes estão fazendo de tudo para coibir este tipo de procedimento, quando as pessoas simplesmente vão embora. Muitos comunes, ao descobrir que a pessoa foi embora, mandam novamente o vigile, e então cancelam a residência e suspendem o processo.

      Grande abraço

  • Janaina

    Olá Fabio,
    Depois que dou entrada com meus documentos no comune e recebo minha certidão, devo fazer o passaporte também na Itália? Quanto tempo em média esse processo, desde eu chegar na Itália e der entrada na residência até obter a cidadania pode demorar?
    Muito obrigada!

    • Fabio Barbiero

      Olá Janaína

      Não necessariamente, se você não precisará do passaporte quando finalizar o seu processo, pode se mudar ao país onde pretende morar, se inscrever no consulado italiano e depois que a inscrição estiver finalizada, pode solicitar o documento diretamente lá.

  • Alessandro Mossoni

    Caracas Saga, ta parecendo os consulados aqui no brasil…rs…10 anos de espera para ter a sua assessoria…rs…parabens pela conquista e continue assim sempre ajudando as pessoas. o site ta cada dia melhor. abs.

    • Fabio Barbiero

      Ciao Alessandro

      Pois é, tudo culpa destes milhares de leitores maravilhosos que temos rs

      Grande abraço e obrigado pelas palavras

      • Luiz Gustavo Tacca

        Boa tarde estou em fazê final da cidadania italiana pois não consegui ainda a data da legalização dos documentos no Brasil posso ir à Itália sem legalizar os documentos aqui no Brasil?
        Obrigado

        • Fabio Barbiero

          Olá Luiz

          Não, você não tem como vir à Italia sem que os documentos sejam legalizados pelo consulado geral da Italia no Brasil. Abraços

  • silvana

    Fábio,

    Você está de parabéns!!! Leio tudo que escreve e acompanho seu trabalho há mais de 1 ano, aprendo um pouco mais a cada artigo que leio!!!! Fantástico, as informações são úteis , perfeitas !!!!!
    Agora vc completou o que me faltava pra entender todo o processo, aliás foi o tema que sugeri na sua pesquisa!!!

    Muito Obrigada!!! Desejo mais e mais sucesso, vc merece!!!

    • Fabio Barbiero

      Olá Silvana tudo bem?

      Muito obrigado pelas palavras e principalmente pelas sugestões lá na pesquisa, viu que funcionou, né? rs

      Um grande abraço e sucesso pra todos nós!

  • Juliana Pavan

    Vou ler seu post, que COM CERTEZA deve ser ótimo! Mas acabei de comprar seu Guia Prático da Vida na Italia, não vejo a hora de começar a ler! Vamos ver se “descomplico” tudo na minha cuca, rss!
    Seu site é bom demais, parabéns!!!

    • Fabio Barbiero

      🙂

  • Lucas Providelo

    Bom dia Fabio gostaria de saber como faço para contratar os seus serviços.

    Obrigado.

  • Ismael Secco

    Opa!! Só passando para deixar meu muito obrigado pelo roteiro! Foi o que realmente fiz e deu certo!! Grazei mille!!! Estou a espera da Mancata Non Rinuncia do consulado de POA… depois vou tomar aquele cafezinho com grappa pra comemorar!! Obrigado Fábio… um abraço tchê!!

  • Isabela Paschoalotto

    Olá Fábio!!!
    Estou na Itália a fins de estudo (já tenho a permesso de soggiorno por 6 meses) e gostaria de aproveitar para reconhecer a cidadania italiana da minha mãe que mora no Brasil, isso é possível (por meio de uma procuração)?
    No caso de reconhecer a minha cidadania: O meu visto é de estudo e moro de aluguel com outros estudantes, mesmo assim tenho que providenciar todos os documentos que comprovam residência?
    Outra dúvida: Se eu requerer a cidadania em meu nome, minha mãe consequentemente é inclusa como cidadã italiana ou minimamente gera alguma facilidade para ela requerer a dela (no Brasil ou Itália)?

    desde já, obrigada!!!!!

    • Olá Isabela tudo bem?

      Sim, é possível que outra pessoa entregue os documentos para legalização pra você mediante a apresentação de uma procuração, porém de qualquer forma o agendamento deve ser feito por você, em seu nome, ok?

      Quanto a residência, é necessário saber se o imóvel onde você está morando dá direito ao pedido de residência, provavelmente não, pois se o proprietário o aluga para estudantes significa que não quer que nele seja solicitada a inscrição anagrafica (e nem os estudantes querem transferir as suas devidas residências). Neste caso o primeiro passo é conversar com o proprietário e pedir a ele o aval para a inscrição anagráfica, com os devidos documentos.

      Sobre a última pergunta, não, ninguém obtém a cidadania além de você e nenhum outro familiar é beneficiado com o seu reconhecimento não.

      Abraços

  • Wilson

    Fabio, paguei la no paypal a area vip, mas não recebi nada. O paypal é karoldellantonio@outlook.com ! Valeu, um abraço.

    • Olá Wilson você dever ter acabado de receber um email com os dados. Abs e obrigado

  • Ju Savazzi

    Olá, Fábio bom dia
    Ótimas informações!
    Irei diretamente à Itália fazer o processo da cidadania, meus familiares já obtiveram a certidão do “Italiano da família” e concluíram o processo deles. Eu porém começarei o meu agora, juntei as minhas certidões necessárias (em inteiro teor), gostaria de saber como devo proceder aqui no Brasil antes de ir pra Itália. Com as certidões em mãos, como devo proceder? A minha dúvida é o que fazer aqui, pois lá terei uma pessoa pra me auxiliar.
    Muito Obrigada,
    Juliane

    • Olá Juliane o primeiro passo é baixar e ler o manual Sagabook, que disponibilizo aqui mesmo, ok? Abs

      • Ju Savazzi

        Oi Fábio, muito obrigada!
        Acabei de baixar o manual.
        Estou amando os seus posts e as informações do manual. Vou ler o manual todo e esclarecer minhas dúvidas!
        Parabéns pelo site, é muito útil e objetivo! Ajuda bastante realmente!
        Abs!

  • Weslley

    Fabio,
    No meu caso eu tirei a cidadania pela Suica (pois sou residente aqui) e parte que mais esta demorando em todo o processo é a transcricao da documentacao.. Estou sendo registrado em Teramo onde meu bisavo nasceu.

    Ja se passaram 2 meses e ainda nao fizeram a descricao, porem como voce descreveu.. perante as autoridades suicas eu ja sou considerado Italiano.

    Obrigado por toda a ajuda

  • Thiago Varvello

    Olá
    Fabio, recebi um email de um site dizendo que eu não posso fazer o reconhecimento da cidadania sozinho, isso é verdade ?

  • Rebeca Mantovani

    E no caso de várias pessoas da família darem entrada na cidadania de uma só vez, com os mesmos documentos, ou seja somente 1 original de cada, é possível? Obrigada Att

  • Rebeca Mantovani

    Bom dia, gostaria de saber se ao apresentar os documentos originais para analise da cidadania, estes ficam retidos com o consulado?
    Obrigada
    Att

    • Todos os documentos ficam retidos pelos órgãos no caso do reconhecimento da cidadania.

      • Rebeca Mantovani

        E no caso de várias pessoas da família darem entrada na cidadania de uma só vez, com os mesmos documentos, ou seja somente 1 original de cada, é possível? Obrigada Att

  • Anna Santos

    Olá Fabio,preciso tirar uma duvida,a familia do meu marido é Italiana,há alguns anos atras deram entrada na cidadania do meu marido que é brasileiro e há alguns anos atras recebeu uma carta convocando para votar,mas ele nem deu bola.Queria saber se ja que foi convocado para votar, a cidadania dele será que saiu já?Se sim,será que é so ir no consulado e pedir o passaporte e a identidade?Muito obrigada

    • Sim, se ele recebeu comunicações eleitorais é porque já é cidadão italiano reconhecido 😉

      • Anna Santos

        Muito obrigada Fabio,vou no consulado na semana que vem confirmar isso e ver como é a retirada do passaporte.

  • Sergio Lima

    Fabio Obrigado pelo Blog.
    Meu Bisavô e Bisavó são italianos.
    Gostaria de saber como posso contratar seus serviços.
    Fico no aguardo
    (+5511) 99831-0483

    Fico no aguardo

    Sergio de L. Pellegrino

    • Olá Sergio, para contratar os nossos serviços por favor entre no menu superior do blog, onde está escrito “Contrate”. Basta preencher o formulário com as suas necessidades que eu receberei o seu email e te respondo. Abs

  • Regina GONÇALVES

    Fabio, entendi tudinho. Tenho doctos. já legalizados. Minha única dúvida…Comprei passagem ida e volta pois vou entrar como turista, ok? Mas após a cidadania vou residir na Itália. Preciso me matricular ou avisar o meu consulado sobre isso?
    Te agradeceria muito se respondesse. Gde. abraço

    • Olá Regina, qual consulado você se refere, o brasileiro?

      • Regina GONÇALVES

        Desculpe Fabio…. Sim, o consulado de S.Paulo. Gde abraço

        • O consulado em SP não é brasileiro, é ITALIANO. E vivendo na Italia não existe necessidade de avisar qualquer consulado no exterior…

  • Fred Damiani

    Oi Fábio, tudo bom? Amei suas dicas. Finalmente alguém sendo claro e objetivo. Queria ver se vc pode me dar uma ajuda. Meu caso é o seguinte, já achei a certidão de batismo do meu bisnono, tenho a certidão de óbito do meu nono e da minha mama, além da minha certidão de nascimento. Com esses documentos é possível dar entrada diretamente no comune na Itália? Pergunto isso pois estou em Londres agora visitando e pediria para me enviarem os documentos e iria até a itália. Outro ponto é, os documentos tem alguma data mínima de emissão? Ou seja, devem ter sido emitidos nos últimos 6 meses ou algo assim? Muito obrigado.

    • Olá Fred, baixe e leia o manual Sagabook, lá vai encontrar as respostas que procura. Abs

  • Guigga Filha

    Ola’ Fabio, muito obrigada por este site maravilhoso e pelo seu trabalho e atencao em ajudar a esclarecer duvidas sobre o procedimento para cidadania!!
    Estou
    na Italia e vou ao comunie amanha deixar meus documentos e domanda para
    dar entrada no pedido. Acontece que a oficial do comune nao tem
    experiencia com pedidos por consanguineo e me perguntou se deveria pedir
    a non rinuncia de todos acendentes ou nao (nao sabia tb que o pedido
    deve ser feito pelo comune, e nao eu)
    Sei que se deve pedir a NR de todos ascendentes da linha, como voce ja’ disse inclusive aqui.
    Porem,
    Minha avo’ ja’ tem sua cidadania reconhecida atraves do consulado de Sao Paulo.

    Neste
    caso, como deve ficar o pedido de NR? Seria o pedido de NR de minha
    mae, e informando que minha avo ja e’ reconhecida? tenho que apresentao o
    documento dela de reconheciimento? ou simplismente peco a NR dela tb?

    Muito Obrigada,tenha um otimo dia 🙂

    • Olá Guigga, o seu antenato italiano será sempre aquele que emigrou daqui ao Brasil, portanto o fato da sua nonna ter obtido o reconhecimento dela não é relevante para o seu processo. Abs

      • Guigga Filha

        Ho capito!!! Grazie mile!! Buon Giorno!!

  • Vívian Fontana

    Olá Fábio boa noite, meu primo já tem a cidadania dele, viveu 10 anos na Itália, e nossos bisavós e avós sao os mesmos, ele disse que me dá as certidões e a certidão
    o dizendo que nossos bisos nao se naturalisaram brasileiros, e me da tbm o nome da comuna e o numero do processo dele, fica mais facil pra mim assim então?? o que eu tenho que fazer depois disso se ja foi feito um processo antes para a mesma familia, depois de traduzir quais os passos?tenho conhecidos na Itália que me ajudariam a alugar um lugar e com as conversas em italianos pois falo inglês mais não italiano. no meu caso seria mais facil uma consultoria? Obrigada desde já e aguardo seu retorno.

    • Olá Vivian tudo bem?

      Dificilmente você poderá utilizar documentos de 2008, procure aqui mesmo no blog o artigo sobre aproveitar documentos de familiares ou leia o Sagabook para entender que este é o pior caminho quando queremos obter o nosso reconhecimento, ok? Abs

      • Vívian Fontana

        Ok Obrigada, é que como ele tem já as certidões dos meus avós e bisavós achei que ficaria mais facíl, mais ele quer me cobrar mil reais pra me falar o nome das comunas que ele usou, e o numero do processo etc..é furada? vale mais a pena eu tentar tudo sozinha, o pior é que não tenho muita informação pois sou de Sp e ele de Sc que tem mais contato com a família e sabe melhor, só sei a cidade que é Longarone, e que ele disse que tem a certidão negativa dos bisavós dizendo que não se naturalizara nada mais..Obrigada por responder

  • Geceli Vivan

    Minha dúvida é a seguinte; Chegando a Itália preciso fazer o encaminhamento da cidadania em seguida?
    Meu vôo chega direto a Milão, então não preciso da declaração de presença. Vou fazer um curso de 20 dias e gostaria de encaminhar a cidadania depois.
    Posso fazer o curso e depois ir para o comune onde farei e solicitar o Permesso di soggiorno? Ou preciso chegar e encaminhar direto?

    Obrigada

    Geceli

    • Se você chegará aqui com voo direito poderá sim aguardar alguns dias para dar entrada, porém lembre-se que a cada dia que passa, é um dia a menos e ao ultrapassar 90 dias você terá que desembolsar quase 200 euros para fazer o permesso in attesa di cittadinanza. Abs

  • Elcio Roberto Léo de Moraes

    Fábio, parabéns pelo site.
    Estou no processo de reconhecimento da cidadania, pois, minha mãe e um irmão meu já tem sua cidadania reconhecida em processo no consulado italiano, aqui no Rio de Janeiro, mas não consigo agendar a visita ao consulado. Entro, pela internet, quase todos os dias e nunca encontro dias vagos. Existe alguma dica, para esse caso? Um abraço.

  • Natalia

    Fábio, Preciso da sua ajuda mais uma vez! A casa que ficarei hospedada aparentemente é o que posso dizer “de veraneio” e por isso tem abono de imposto. É possível eu ficar na casa mesmo assim, se eu tiver uma cessione di fabbricato? Tem algum post seu sobre isso?
    Obrigada pela ajuda e parabens pelo blog, que é meu manual de cidadania!!! 😉

    • Olá Natalia

      Se for feito um contrato di affitto abitativo não tem nenhum problema, porém a cessione di fabbricato por si só não é suficiente para poder apresentar o pedido de residência, você terá que ter o contrato em mãos. Abs

  • Rai Pyong

    Fábio,
    Ótimo texto, parabéns mesmo.
    Minha amiga e eu faremos nossa saga em fevereiro. Toda a ajuda que procuramos é sempre rala e nem sabíamos que era assim que funcionava. A quase cunhada (minha amiga é noiva) que é cidadã italiana por casamento, irá nos ceder um espaço em seu novo apê que irá fazer contrato. Agora quer sei mais como funciona os passos chegando na Itália, já irei ficar mais ligada em falar pra ela na hora de fazer o contrato e tudo certinho.
    Iremos pra Montebonello, que é mininiminiminiiii pitica e fica do lado de Rufina. Já ouviu falar sobre alguma história de lá? Se seria melhor fazer em Rufina ou em Firenze?

    Abs,

    • Rai Pyong

      ô perdão. Montebonello é uma fração de Pontassieve, logo, deveríamos tirar lá, porém, é uma área do ladinho de Rufina… grudadinha

  • Olá Vagner tudo bem?

    Pode sim 😉 Abs

  • Thaiane Assumpção

    Olá, Fábio,

    Primeiramente, agradeço muito pelo post tão útil.

    Minha principal dúvida é quanto ao tempo de permanência na Itália durante a solicitação da cidadania. Vi que alguns consultores dizem que seria necessário somente permanecer na Itália por cerca de 15 dias para os trâmites em que há obrigatoriedade da presença do solicitante e que o restante poderia ser feito por procuração pelo consultor ou pessoa conhecida na Itália. Isso é verdade? Seria um procedimento viável? Pergunto isso devido à dificuldade que eu teria em ter que permanecer por meses na Itália. Sabe me informar se isso é possível?

    Obrigada desde já!

  • Neto Cavina

    Olá Fabio, show de bola tuas explicaçoes e ajuda aos brasileiros interessados na dupla cidadania italiana.
    Gostaria que vc me ajudasse com meu caso,
    Tenho
    todos os documentos em maos do meu pai no Brasil e só me falta a
    legalizaçao no consulado italiano de Sao paulo, que no caso estao
    demorando pra me agendar ( já passaram semanas e no email dizem que em 3
    dias), bom até ai acho que é apenas uma demora.

    Moro atualmente
    na Espanha e gostaria de saber se me ajuda ou interfere em algo na hora
    de pedir minha nascionalidade direto em um comune italiano o fato de ter
    um documento e ser residente na Espanha (nao tenho nascionalidade
    espanhola). obrigado desde já pela tua atençao.

    • Não tem nenhuma relevância o local de você vive, para o processo de reconhecimento aqui na Italia. Abs

      • Neto Cavina

        Muito obrigado pela informação, que tenha um otimo dia!

  • Anderson

    Caro Fabio, tenho 3 pequenas dúvidas:

    Existe um prazo médio pra o reconhecimento da cidadania no consulado de São Paulo ? e a partir de que momento posso solicitar o passaporte e quanto tempo leva para poder retira-lo ?

    Contexto: Entreguei meus documentos em meados de maio/04 e em Setembro solicitei um status do processo ao consulado que me respondeu que a analise do processo havia sido concluida e deveria aguardar o comunicado de cidadania.

    Alias, parabens pelo ótimo trabalho no blog.

    • Olá Anderson

      O tempo médio hoje em SP é de 12 anos: 10 para ser chamado para apresenetar os documentos e outros 2 para a conclusão. Abs

      • Anderson

        Obrigado. Abrs.

  • Giana Bardi

    Olá Fábio
    Parabéns pela informações!!!!!
    Tenho apenas uma dúvida, no meu caso meus tataravos vieram da Itália, e pelas informações encontradas deles percebi que o nome dele foi alterado no Brasil de Isidoro para Izidoro, mas o sobrenome permaneceu o mesmo, e de sua esposa foi alterado nome e sobrenome. Nesse caso tenho a necessidade de alterar os documentos antes de conseguir a legalização no Consulado Italiano no Brasil?

  • Jessyca Cristini

    Olá Fabio. Tenho duas duvidas.
    1: Eu tenho que necessáriamente ficar hospedado na casa de alguem / alugar um espaço OU eu posso ficar em um hostel que é de um amigo meu e que ele vai me conceder uma cama la em troca de trabalho voluntario?
    2: Eu não falo italiano muito bem, na hora de ir ao comune etc e tal posso levar alguem que fala italiano junto comigo ??
    Obrigada desde Já
    O seu site é ótimo!

    • Olá Jéssyca tudo bem?

      1 – hostel ou similares não são idôneos para fixar residência

      2 – pode, porém dependendo do comune isso pode ser pior do que tentar falar italiano sozinha. Se pretende realizar o processo por conta própria, tente pelo menos aprender o básico para poder conversar com os funcionários, ok?

      Abs e bom processo 😉

      • Jessyca Cristini

        Entendi. E como au pair, será q teria algum problema?
        Obrigada pelas informações!

  • Cleiton Zanella

    Fabio Boa Noite.
    Se puder me informar sobre o tema eu agradeço.
    Meu caso já tenho algumas informações e tenho um primo distante, que conseguiu a cidadania, me passou um contato do advogado aqui do brasil que fez o processo dele, entrei em contato com ele e me disse que alem de custar um valor significativo pra montar o processo disse que demora em media 7 anos para que eu consiga a cidadania. Oque quero saber é isso mesmo? e Será que preciso mesmo montar o processo com um Advogado?

    • Olá Cleiton tudo bem?

      Se você pretende dar entrada no Brasil não há nenhuma necessidade de pagar ninguém – basta seguir as instruções que temos aqui mesmo no blog, ok? Abs

      • Cleiton Zanella

        E se eu quizer dar entrada na Italia qual o procedimento?
        Vc faz a assessoria?

  • Olá Luigi tudo bem?

    A primeira coisa que você precisa fazer é ir até o consulado italiano da região onde vive e manifestar a vontade de readquirir a sua nacionalidade italiana, que foi perdida quando você se naturalizou brasileiro ok? Lá eles vão te explicar quais os trâmites que deverão ser realizados, incluindo o pedido de residência aqui na Italia para ultimar o seu riacquisto de nacionalidade. Abs

  • Auguri italiano!!!

  • Olá André

    Eu pedi para você ler a sua carta exatamente pra que verificasse que a resposta para a sua dúvida já consta nela, basta verificar o item 4

    Abs

    • André

      Então é isso ai, após quase 12 anos de espera kkk Enfim Italiano?
      o/

  • Olá André

    Quais as informações que constam na carta?

    • André

      Si communica che in data odierna questo Ufficio ha concluso con l’invio deglis atti di stato civile al Comune di Megliadino San Vitale, l’istruzione della pratica di riconoscimento della cittadinanza italiana avviata dalla richiesta di:

      capofamiglia:

      Meu nome, e dos meus pais
      Minha data e local de nascimento

      Atto de nascita trasmesso a Megliadino San Vitale il 30/05/2014 n. 0023312

      • Só contém isso? No rodapé não diz que você pode solicitar o seu passaporte e o horário de abertura do consulado?

  • Olá Paulo

    Recentemente gravei um vídeo que talvez contenha a respostas às suas dúvidas, dá uma olhadinha: http://www.minhasaga.org/2014/08/perguntas-com-respostas-impossiveis-video.html

    Abs

  • Olá Karina

    Infelizmente sim, se os envios anteriores não chegaram no consulado, ao chegar o correto, o tempo conta a partir deste, até porque não poderia ser de outra forma não tendo chegado nenhum documento anterior, ok? Abs

    • Karina Soares

      Ai que pena ! Obrigado Fábio. Infelizmente mais prazos.

  • Olá Hellen

    Não existe uma resposta específica para esta dúvida, pois inúmeros fatores podem influenciar o tempo de um processo. Abs

  • Karina Soares

    Olá Fábio. Dei entrada na não renúncia dia 28/03/2014 semana que vem já completará 5 meses, a Comune que é de Lezzeno só me manda esperar, e nada do consulado de SP responder já não sei o que fazer, isso é normal?

    • Olá Karina

      Com certeza houve algum problema, pois SP não demora todo este tempo, provavelmente o comune enviou de forma errada ou pior: para o lugar errado! Vá até o comune e converse com o oficial, pergunte se o envio foi feito por PEC e se houve a confirmação automática do sistema de recebimento no consulado.

  • Olá Gislaine tudo bem?

    Perder, ele não perde pois se trata de um direito adquirido. Por outro lado -apesar da falta de responsabilidade que considero sobre alguém vir a Italia para dar entrada e simplesmente sumir – ele deve entrar em contato com o comune onde fez o pedido e verificar com o oficial qual é o status do seu processo, para saber se será possível a inscrição consular no Brasil para depois poder solicitar os documentos. Abs

  • Sarah Charlier Sarubo

    Oi Fábio, tudo bem?

    Tô com uma dúvida. Ficaremos hospedados na casa de um amigo e ele já fez a dichiarazione di ospitalità, que apresentaremos na questura para declarar presença. Precisamos mesmo assim apresentar a cessione di fabbricato? Em caso afirmativo, poderíamos fazer tudo de uma vez na questura?

    Obrigada! Abs.

  • Marcos Peixoto

    Prezado Fábio,

    Preciso muito da sua ajuda. Fui convocado para apresentar meus documentos no consulado do RJ em setembro/14. O Meu bisâvo se chama Achille Considera e deu o nome do seu filho de Achilles Considera Junior. ocorre que na certidão de nascimento do meu avô consta o nome de Achiiles Considera igual ao do pai e nas outras certidões ( casamento e óbito ) consta Achilles Considera Junior. Preciso abrir um processo de retificação para incluir o agnome JUNIOR na certidão de nascimento ou não tem necessidade ?

    Muito obrigado antecipadamente se puder me ajudar com essa dúvida.

    Abs,

    Marcos Peixoto

    • Olá Marcos

      Via de regra sim, porém alguns erros podem ser aceitos no consulado, sugiro que escreva a eles perguntando se isso será um problema, ok? Abs

  • Olá Jean

    Não existe um tempo pré-determinado, pois se trata de um processo burocrático, realizado por órgãos e funcionários públicos. Podemos dizer que a média de tempo de conclusão de um processo atualmente na Italia é entre 3 e 5 meses. Se você não pode permanecer durante todo o tempo aqui, contrate uma empresa que possa representá-lo na sua ausência. Abs

  • vanessa

    Boa Tarde, minha dúvida está em quais documentos eu vou precisar do Brasil, sendo que a documentação da minha família já está anexada em um comune na Itália.

    Vou para Itália, quero estar com tudo certo!
    Att.,

  • Olá Adriele tudo bem?

    É impossível responder essa pergunta, entre em nosso canal do Youtube e assista este vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=8AfKYaD73TU

  • Luiz

    Olá, fiz meu processo através do consulado italiano em SP e acabei de confirmar por email que meu processo esta finalizado e possuo o reconhecimento e posso agendar para tirar o passaporte, voce sabe me dizer se antes tenho de pedir o cadastro no AIRE e o Anagrafe Consolare ou por ter feito tudo pelo próprio consulado já tenho esse cadastro ?

    Uma outra coisa vc fala que o processo so finaliza quando vc pede a transcricao de
    minha certidão de nascimento como faco para pedir isso aqui em SP ? Ou isso é somente indo para a Italia ?

    Obrigado e Parabens !

    • Olá Luiz tudo bem?

      Parabéns!!!

      Quando o reconhecimento é feito diretamente no consulado, a inscrição no AIRE é feita de forma automática!

      Sobre a certidão de nascimento, o consulado a enviará ao comune italiano onde seu antenato nasceu para que eles procedam com a transcrição. Após fizerem isso você poderá solicitar lá no comune italiano seu documento. Porém o tempo entre o envio do consulado e a efetiva transcrição tem demorado alguns meses, portanto mande um email ao comune daqui há alguns meses para saber se já concluíram a transcrição, ok?

      Abs e mais uma vez parabéns 😉

      • Luiz

        Ah OK , entao ja sou considerado Italiano pois ja pediram a transcrição , posso deixaar entao pra pedir somente se precisar a certidao italiana, correto ? . Acho que apenas preciso pedir para atualizarem meu endereço no AIRE ja que mudei de casa na mesma cidade.

  • Olà Laercio tudo bem?

    Depende: querer aproveitar documentos pode ser uma grande dor de cabeça, pois muitos comunes não aceitam documentos apresentados anteriormente, por isso entre no nosso canal de vídeos do youtube e procure o video sobre isso, ok? Além disso entrem em contato com o comune onde pretendem dar entrada na cidadania e verifique com o oficial se ele aceita oi não. Abs

  • Bárbara Pirani

    ola… se eu mandar a carta pedindo a certidão de meu bisavô a Itália, em castelmassa , rovigo, eles costumam me responder? me mandar a certidão? ou vou entrar em uma fila gigantesca? Alguem sabe me informar? alguém ja conseguiu?

    • Olá Barbara

      Não há como saber isso sem entrar em contato com o comune – existem aqueles que enviam tranquilamente, assim como tem muitos que não enviam mais documentos ao exterior porque receberam (e ainda recebem) tantos pedidos, principalmente de quem não sabe o comune correto de nascimento e manda carta pra tudo quanto é lugar – facilitando muito o nosso trabalho de busca de documentos rsrsrs

      O ideal é enviar um email ao comune e depois de alguns dias ligar para o oficial para saber se ele recebeu e como ele trabalha, ok?

      Abs

  • Thalita

    Fábio, meu antenato nasceu em 1845 e portanto só tem o registro de batismo. Eu preciso anexar a este registro de batismo uma carta do comune dizendo que nesta data eles não emitiam certidões ainda? se sim, como eu faço para pedir essa carta?

    • Olá Thalita

      Isso não é necessário, pois o funcionário consular italiano sabe que antes de 1866 (de maneira geral) os registros são conservados pela igreja. Abs

  • Esta é a comunicação de que seu processo terminou, basta agendar uma data no consulado para poder fazer seu passaporte italiano – nenhuma outra comunicação vai chegar, somente essa. Abs

  • Olá Alessandro

    De qual carta você está se referindo?

  • Rafael

    Olá,
    Estou ficando LOUCO!
    Minha avó recebeu um ” comunicazione” do consolato generale D’italia San Paolo (Brasile) com o seguinte texto :
    Si comunica che in data odierna questo Ufficio há concluso com línvio degli atti di stato civile al Comune di ” (cidade da Itália xxxxxxx)” l’istruzione dela pratica di riconoscimento dela cittadinanza italiana avviata dalla richiesta di : (nome dos meus bisavós)
    atto di nascita trasmesso a ” (cidade xxxxxx) il xx/xx/2011 com nºxxxxxx atto di matrimonio trasmesso a ” (cidade xxxxx) in data xx/xx/2011 com n. (cônjuge – nome do meu avô).
    Existe a data do documento xx/xx/2011
    Número do prot :xxxxx
    Pos. :xxxx
    Tem o endereço deles neste documento aqui do Brasil onde moram atualmente e o nome da cidade de matrimônio (Aqui no Brasil) com data de xx/xx1934
    tem ainda uma citação em portugûes abaixo informando Deveres e direitos dos cidadãos italianos e como tirar o passaporte.
    Minha tia tem o mesmo documento (comunicazione), onde ela é reconhecida pela minha avó e não mais pelo meus bisavós.
    O que mais preciso para ser reconhecido?
    Sou neto e desesperado!
    Muito obrigado
    Muito Obrigado, estou ficando louco ! Rs

    • Olá Rafael

      Isso significa que seus familiares foram reconhecidos, se você não constava no pedido deles, deverá providenciar o seu próprio reconhecimento – independente do reconhecimento deles. Abs

      • Rafael

        Muito obrigado Fabio!Deus te abençoe muito!
        abs
        Subject: Re: New comment posted on Passo a Passo – Reconhecimento da Cidadania Italiana (Atualizado)

  • Olá Mazelia

    Os processos de cidadania aqui na Italia são individuais, portanto caso seu sobrinho queira realizar o reconhecimento dele, deverá reunir todas as certidões de nascimento, casamento e óbito desde o antenato italiano até as próprias certidões.

    Sobre o nosso trabalho dá uma olhadinha: http://www.minhasaga.org/contrate

    Abraços

  • Andrey

    Olá.
    Muito bom o seu blog. Parabéns.

    Eu disponho no máximo de 20 a 25 dias consecutivos em que poderia ficar / “residir” na Itália. É possível encaminhar a cidadania neste período e futuramente solicitar os documentos (tipo passaporte) no Brasil?
    Como é o uso de procurações para este tipo de serviço?
    Obrigado!

    • Olá Andrey

      Se você vem a Italia e inicia o reconhecimento aqui, deve terminá-lo aqui – procure aqui na Minha Saga o post sobre a resposta da embaixada italiana em Brasilia sobre esta sua dúvida. Abs

  • Marisa

    Primeiro, parabéns pelo site, realmente já rodei a internet e só achei boas informações aqui. Estarei indo para a Itália em Fevereiro (Veneto) a turismo, mas vou procurar a certidão de batismo de meu bisavô. Não irei com os documentos daqui pois ainda não tenho esta certidão que é a mais importante para iniciar o processo. Fábio, qual seria uma Comune boa para dar entrada no processo de cidadania nessa região? Meu bisavô nasceu em San Donà di Piave. Onde você está localizado?
    Obrigada
    Marisa

    • Olá Marisa

      Nenhum comune no norte da Italia é indicado para realizar o processo de cidadania, por inúmeros motivos. Aqui mesmo tem dois ou três artigos sobre isso, além de centenas de comentários de leitores que se ferraram por lá…

      Nós vivemos e trabalhamos na Toscana, região central da Italia.

      Abs

      • Marisa

        Olá Fábio, obrigada pela resposta. Eu estava lendo os posts deste forum (são muitos e com muito boa informação e gostaria de fazer uma pergunta. Se a igreja onde provavelmente se encontra a certidão de batismo de meu bisavô disser que não tem os registros por que pegou fogo (o que parece não ser tão raro) como devo proceder?

        Abçs

        Marisa

        • Olá Marisa

          Neste caso, se o registro não constar no comune, será necessário solicitar a reconstrução do ato, pedindo ao juiz do tribunale onde o comune é situado. Abs

  • Thamyres Mitidieri

    Olá, Fabio.
    Muito obrigada pela sua dedicação em esclarecer importantes informações para quem está na correria pela cidadania.
    Tenho uma dúvida. Eu entrando com o pedido de cidadania e garantindo ela, automaticamente minha mãe e pai se tornam cidadãos também? Como funciona essa transmissão de cidadania?
    Aguardo seu retorno e mais uma vez obrigada.

    • Olá Thamyres tudo bem?

      O processo de reconhecimento da nacionalidade italiana é um processo individual, realizado mediante um pedido explícito do requerente. Portanto, somente aqueles que solicitam é que obtém o reconhecimento, entendeu? Mesmo apresentando os documentos dos nossos ascendentes, eles servem apenas para comprovar a nossa linha de transmissão e neste caso eles (ascendentes) não obtém este reconhecimento. Abs

  • Alexandre

    Você tem noção do quanto é mal educado pedir atenção escrevendo um ponto de interrogação? Peço gentilmente que isso não se repita, pois isso é de uma grosseria sem tamanho…

    Respondendo a pergunta, cada comune tem suas próprias exigências, portanto entre em contato com aquele onde pretende realizar a sua prática e pergunte diretamente ao oficial que cuidará do seu processo. Abs

  • Egan Freire

    Olá Fabio, primeiramente parabéns pelo site e pelas informações que aqui estão, são otimas dicas.
    Então, estou esperando a Não renuncia aqui na Italia e estou com duas duvidas, geralmente em quanto tempo esta saindo a Não Renuncia vindo do consulado do Rio, você tem visto em quanto tempo geralmente? a segunda é se eu posso entrar em um outro pais da Europa apresentando o permesso di soggiorno ?

    Desde já te agradeço pela ajuda e atenção!

    • Olá Egan

      Já faz algum tempo que não temos clientes do RJ, o último foi no final do ano passado e a non rinuncia demorou 60 dias. Sobre viajar para outros paises, via de regra nosso permesso não dá este direito, porém como não não existe fronteira física dentro dos países do espaço schengen todos podem viajar tranquilamente dentro deste espaço. Abs

  • Michely beki

    Oi Fábio! Depois que os documentos estiverem traduzidos e legalizados pelo consulado de Curitiba, qual a validade para que eu os apresente no Comune na Itália? Abraço!

    • Olá Michely

      Legalmente os documentos tem 6 meses de validade após estarem legalizados.

      Abraços

      • Barbara

        fabio, posso levar os documentos para reconhecer firma e legalizar depois de traduzidos?

        • Olá Barbara

          Não, a tradução deve acontecer depois do reconhecimento das firmas, pois elas também são traduzidas, entendeu?

          Abs

  • Olá Alexandre tudo bem?

    Tivemos dezenas de clientes que já viviam na Alemanha e nos disseram que o consulado exige que o requerente tenha um visto por tempo indeterminado, porém a melhor forma de tirar a dúvida é entrar em contato diretamente com eles para saber qual tipo de visto e quais as exigências deles, ok?

    Grande abraço!!!

  • Olá Fábio,

    Em primeiro lugar, parabéns por ter criado (dedicado o seu tempo com) este site e por ajudar tantas pessoas com informações detalhadas de forma voluntária. Achei ótimo!

    No meu caso:
    Tenho descendência italiana por parte materna e paterna, porém tenho em mãos todos os documentos do lado paterno.
    Atualmente estou na Alemanha fazendo um estágio de 1 ano (até fevereiro de 2014), e me pergunto: poderia iniciar um processo solicitando a cidadania aqui no Consulado Italiano de Stuttgart (tendo em mão todos os documentos legalizados pelo consulado italiano no Brasil)? Seria isto possível e vantajoso?
    Poderia me dizer quanto tempo “em média” demoraria para legalizar todos os documentos no Consulado italiano de São Paulo (por exemplo)?

    Obs.: Eu consegui agendar uma entrevista para Novembro com o Consulado italiano em Stuttgart, basicamente querem saber mais sobre a história da minha família antes de iniciar qualquer possível processo (logicamente).

    Desde já agradeço a sua ajuda!
    Bruno Sorato

    • Olá Bruno

      Via de regra os consulados italianos exigem que o requerente tenha um visto por tempo indeterminado, portanto verifique com o consulado italiano na Alemanha quais os requisitos que eles exigem, ok?

      Conseguindo uma data em SP a legalização fica pronta no mesmo dia.

      Abraços

  • Nana

    Oi Fábio, fiz meu processo na Italia com uma assessoria que nao gostei, e gostaria de fazer eu mesma o processo da minha mae, mas nao posso fazer na mesma comune por vários motivos. Minha pergunta: é possível fazer a cidadania em outra comune e aproveitar os documentos que eu já usei e estao na Itália? Como faco? Obrigada!

    • Olá Nana

      Entre no canal do youtube que lá eu gravei um video sobre as dificuldades em aproveitar um processo já realizado anteriormente, ok?

      Na imensa maioria dos casos, é muito mais rápido e prático que o novo requerente traga seus próprios documentos.

      Abraços

  • Olá Fabio,
    Nós nunca nos falamos, mas gostaria de deixar meus agradecimentos pelas informações do blog.
    Eu fiz todo o processo de cidadania sozinho, minha cidadania foi reconhecida com sucesso, já tirei carta d’Identita e passaporto.
    Mas hoje eu tenho uma dúvida, quando eu dei entrada no processo, eu entrei com minha certidão de nascimento, como solteiro e havia menos de um mês que estava casado, ai vc me pergunta, porque não entrou com a certidão de casamento junto? Pois é, um erro da minha parte. Como o processo já estava montado e legalizado, não daria tempo de incluir a certidão de casamento.
    Enfim, hoje preciso atualizar meu cadastro de endereço no consulado (AIRE), e também quero aproveitar e atualizar meu estado civil para regularizar, ou seja, fazer a transcrição da certidão de casamento. Você acha que terei problemas por não ter informado antes? Qual é a melhor coisa a ser feita?

    Obrigado antecipadamente!

    Abraços

    • Olá Allan tudo bem?

      Fique tranquilo que não existe nenhum problema: basta levar a sua certidão de casamento traduzida ao consulado onde você é inscrito que eles procederão com o envio dela ao comune para que seja transcrita, ok?

      Abraços e obrigado pelas palavras 🙂

  • Boa tarde,
    Parabéns pelo Post, dificilmente encontra-se algo tão completo.
    Queria uma dica sua..
    Meu Tio fez a Cidadania para ele e seus filhos, há anos (O Pai dele meu Avô veio da Itália). Mas, o processo foi feito aqui na minha Cidade, Porto Alegre. Tendo o processo que já foi aberto, eu poderia usar parte desse processo pra dar entrada na minha Cidadania Italiana?
    Poderia, pegar parte desse processo e complementar com os documentos meus e do meu Pai e ir a Itália dar entrada? Você presta esse serviço na Itália?
    Aguardo

    • Olá Raissa tudo bem?

      Não, os processos realizados no Brasil não tem relação com os processos realizados aqui na Italia e vice-versa, portanto para reconhecer o seu processo aqui, você deverá reunir todas as certidões de nascimento, casamento e óbito desde o seu antenato italiano até as suas próprias certidões, ok?

      Qualquer dúvida assista os vídeos que eu gravei no nosso canal no Youtube.

      Abs

  • joelma canarin

    oi fabio tudo bem tenho uma duvida vc pode me ajudar meu esposo vai da entrada nos documento aqui no consulado de Curitiba, eu tenho um filho com dezoito anos e quero saber se tenho que fazer os documentos em drobo ,o meus documentos da pra ele também se ela for junto tenho que marca agendamento pra ele também há e na italia qual o procedimento, des de já obrigado

    • Olá Joelma tudo bem?

      Se o seu marido pretende dar entrada no consulado e o seu filho aqui na Italia será sim necessário que cada um tenha a própria documentação – pois serão processos diferentes.

      Abs

  • Fernanda Duran

    Olá Fábio,como vai?

    Tenho duas pequenas dúvidas para lhe fazer, pode ser que você já tenha respondido essas perguntas, mas eu busquei em vários posts seu dentro do site e não encontrei. Primeiro, gostaria de saber se um documento de casamento no religioso de meus bisavós, fornecido pela Cúria Diocesana, seria aceito no Consulado Italiano como documento permitido para o processo de cidadania italiana? Por ultimo, tenho dúvida na legalização de docuemntos emitidos na Itália, no caso documento de nascimento, como é o procedimento desses documentos? Preciso traduzí-los para o portugues para depois fazer todos os passos de legalização ou eu já posso apresentá-lo ao consulado junto dos outros documentos?

    Abraços

    Fernanda

    • Olá Fernanda tudo bem?

      Os documentos religiosos são aceitos desde que tenham sido emitidos quando não havia o registro civil no Brasil. Em relaão aos documentos italianos, eles não necessitam de nenhum procedimento adicional, pois já estão na lingua italiana, entendeu?

      Abraços e bom processo 😉

      • Fernanda Duran

        Estou muito bem.
        Muitíssimo obrigada pela sua ajuda Fábio!

        Grande abraço.

        Fernanda

  • Anônimo

    Olá Fabio! Tudo bom?
    Encontrei o seu blog e gostaria de algumas informações =)
    Eu estou indo atras da minha cidadania Italiana…estou quase finalizando a pesquisa p ai sim legalizar os documentos.
    Depois de legalizados eu já posso ir p Itália para dar a entrada na cidadania certo?
    Uma das dúvidas é:

    * eu consigo dar essa entrada em qualquer lugar ai da Itália? Ou é melhor já ir direto para uma cidade específica,por exemplo a cidade em que meus antecedentes nasceram?

    * eu tenho que morar por pelo menos três meses, mas esses três meses já estão inclusos na requisição da cidadania? Por exemplo chego e já está contando?

    Obrigada Carol

    • Olá Carol tudo bem?

      Você pretende vir a Italia sozinha ou pretende contratar um consultor? Te pergunto, pois pelas suas dúvidas, caso queira vir sozinha leia e imprima o artigo “como fazer o processo sozinho” pois nele eu explico quais as condições e os requisitos para isso, ok?

      Abraços e seja bem vinda 😉

  • Elton ELV

    Ciao Fabio Saga!
    Estive pesquisando acerca do local de nascimento dos meus ascendentes italianos.
    Pela busca do sobrenome, imagino que eles são provenientes de Vis, hoje pertencente à Croácia.
    Neste caso específico, a busca de documentos deve-se pautar em qual comune?
    Em pesquisas no wikipédia – único site que encontrei que fala sobre a “isola di Lissa” verifiquei que ela pertencia à região da Venezia.
    É lá, portanto, que devo buscar maiores informações?

    Grazie mile!

    • Olá Elton

      Em que ano nasceu o seu antenato e qual é o sobrenome?

      • Elton ELV

        Fábio, primeiramente, agradeço pelo interesse.
        Estou fazendo o levantamento ainda.
        Mas o meu avô é brasileiro, nascido em 1919.
        O nome dele era João Lissa, cujos pais eram Amélia e Amadeu Lissa.
        Dos meus bisavós ainda estou tentando conseguir a certidão de óbito/casamento/nascimento.
        Mas, pelo que vi, estes constam, ao menos em documentos que já vi, como sendo naturais do Brasil.
        Obrigado novamente!

        • Elton ELV

          Só complementando,
          penso que os dados dos meus bisavós possam estar equivocados, quanto a naturalidade. Por isso o motivo da pergunta.
          Obrigado.

          • Mas neste caso você não tem a confirmação que eles teriam nascido em Viz, certo?

            Te dou uma dica: comece reunindo os documentos de trás para frente, iniciando pela sua própria certidão de nascimento: lá contém informações de duas gerações anteriores – o nome dos seus pais e o nome dos seus avós. Depois solicite a certidão de nascimento do seu pai: lá conterá as informações dos seus nonnos e bisnonnos e assim por diante. Em pouco tempo você conseguirá ter todas as informações que você precisa da sua linha ascendente e conseguirá as informaçoes que mais precisa: o nome do italiano, nome dos pais dele e com sorte você encontrará até a data e o local de nascimento, ok?

      • Elton ELV

        Pois é. Já havia anotado este procedimento, de ir do mais próximo para o mais longe.
        O principal problema, no caso, é que eu tenho, por questões familiares, pouco acesso a tais documentos. E parei justamente em tais ascendentes ante a dificuldade de achar os documentos. Até pelo fato de que, embora os familiares tenham dito que o bisavô tenha vindo da Itália, de uma ilha, um dos documentos que tive acesso referia-se a nacionalidade brasileira, e não italiana.
        E quando fiz a pergunta, me pautei principalmente por informações de familiares que, como você já disse, não são tão fidedignas.
        Mas, neste caso, caso sejam meus bisavós italianos natos, mas que no Brasil constem como brasileiros (nos documentos, tais como certidões de casamento, etc), o que devo fazer?

        • no caso de erro, é necessário solicitar a retificação judicial, para que o juiz mande o cartório corrigir. Porém para isso será necessário que você apresente a prova de que ele nasceu aqui na Italia, através da certidão de nascimento

          • Elton ELV

            Mas se eu não souber, com certeza, o local onde ele nasceu?
            Dizem que foi lá, mas não tenho certeza.

  • Leandro

    Ciao Fabio.

    Como você ja me orientou eu ja mandei os documentos por e-mail, aguardo ansioso… muito obrigado pela ajuda que está me dispensando.

    Salute

  • Leandro

    Fico muito feliz de ter me dado uma resposta, grazie mille… Então Fabio, os documentos que possuo aqui são certidão de casamento dele de 1911 dizendo nesta certidão que ele italiano de Donada, provincia de rovigo chamado João Mariotto etc… tenho a certidão de óbito dele também como joão Mariotto e os documentos da minha própria avó (sua filha) com joão mariotto. Mas agora estou procurando uma forma de conseguir a certidão de nascimento dele em Donada para comprovar mesmo todas essas informações. Amigo, se você pela sua consultoria buscasse essa certidão (se você faz esse trabalho) quanto custa? Outra coisa, você acha que o documento dele esteja ai mesmo? pois pelo que vi, a partir de 1870 (não tenho certeza) os nascimentos eram registrados todos correto? não somente na igreja, ele era nascido (isso consta na certidão de casamento) em 1891.
    Você acha que vou precisar da certidão de nascimento da minha bisavô também? O nome dela tem difereças de letras.
    Muito obrigado mesmo…

    Salute.

  • Leandro

    Bom dia Fabio, como a maioria estou tentando encontrar os documentos, uma dúvida, a poucos dias buscando uma certidão de casamento do meu bisavô nova, descobrimos que alguem mudou o nome do meu bisavô de joão para josé, não sabemos quem foi, meu bisnonno viveu a vida toda com minha avó em mauá e morreu aqui na casa dela, então, 30 anos após sua morte alguém (um tal de Bruno mariotto), mudou seu nome em ação judicial, isso irá me prejudicar em alguma coisa? Outra coisa, minha avó tem a certidão de casamento dele antiga, serve?
    Obrigado leandro

    • Olá Leandro tudo bem?

      Se houve uma retificação judicial e ela foi feita de forma incorreta, infelizmente você terá que efetuar um novo processo de retificação, você tem o documento original italiano do seu bisnonno onde comprova que efetivamente o nome dele era Giovanni (João) e não Giuseppe (José)?

      Quanto aos outros documentos, para que você possa realizar o seu processo é necessário que todas elas estejam em formato inteiro teor e sejam recentes.

      Abraços

  • Caique

    Fora minha internet ruim, tudo bem hahaha… Enfim, thanks pela ajuda.

    Meus avós não se casaram mesmo. Meus pais, só na Igreja Católica.

    Meu vô é o declarante na certidão da minha mãe, mas o declarante na minha certidão é meu pai. A dúvida agora é… o casamento (Igreja Católica) dos meus pais vale de alguma coisa?

    • Olá Caique

      Se o casamento foi religioso mas em seguida foi feita a certidão civil, casamento é sim válido, caso contrário não, entendeu?

      Abs

      • Caique

        Entendi. Essa dica da “Escritura Pública de Maternidade” que tú deu pra Barbara logo acima, serviria pra mim também?

        • Caique

          Pelo que li por aí, eu faço essa Escritura Pública de Maternidade e a partir da data, tenho um ano pra reconhecer a Cidadania, senão perco o direito, certo?

  • antespoquedesbotado

    Parabéns pelo site. Conteúdo útil / TOP demais.
    Estou no comecinho do processo e gostaria de tirar uma dúvida.
    Meus avós e meus pais não foram casados, é um problema? Nesse caso o mais importante é a certidão de nascimento?
    Obrigado o//

    • Olá tudo bem?

      Eles não foram casados ou você não encontrou estes documentos? Digo isso pois são coisas completamente diferentes – se efetivamente não houve o matrimonio (não consta em nenhuma outra certidão que eles eram casados) basta que nas respectivas certidões dos filhos o declarante seja o genitor que efetivamente transmite a cidadania – caso contrário não há a transmissão da cidadania.

      Abraços!

      • Barbara Fraygola

        fabio, isso agora me deixou com uma duvida… eu falei com vc outra vez, eu moro na suiça, eu ja fui na italia e achei meus papeis… estou com tudo esperando ir ao brasil em setembro para legalizar…
        Mas meus pais não são casados, quem me declarou acho que foi meu pai mas minha mãe é quem está me transmitindo a cidadania! eles precisam casar?? Não daria para fazer uma declaração?
        eles estão pensando nisso por outros documentos, seria uma boa srrs?
        outra pergunta é se eu decidir fazer os papeis na italia morando na suiça, eu poderia me movimentar entre os dois paises por ser territorio de livre circulação, tipo visa Shengen? ou eu precisaria mesmo ficar morando na italia um tempo? o que vc me recomendaria? tenho entendido que vc trabalha com isso… quais seriam os custos?
        muito obrigado de novo!

        • Olá Barbara tudo bem?

          No seu caso não adianta mais os seus pais e casarem, pois a validação da filiação por matrimônio só acontece quando este casamento ocorre quando o filho é menor – agora é uma questão de obrigatoriedade que a sua mãe, que é quem te transmite a cidadania, efetue junto contigo num cartório a escritura pública de maternidade, caso contrário seu processo não poderá ser efetuado.

          Este documento deve ser traduzido e legalizado junto com os outros documentos para a prática junto ao consulado italiano.

          Em relação a viver na Suiça – é importante saber que aqui na Italia a condição fundamental para que seja possível a solicitação do reconhecimento é a residência – portanto independente do pais onde você esteja aqui na UE, é aqui que você deve fixar residência, ok?

          Para receber nossa proposta basta me escrever que eu te envio, o endereço é fabiosaga@minhasaga.org

          Abraços

      • Barbara Fraygola

        eu esqueci de escrever, de todas formas na minha partida de nacimento esta escrito o nome dos dois…

  • Nild

    Olá de novo Fábio. Tenho mais uma dúvida. A etapa de ter residência temporária na Italia não pode ser substituída ou justificada pelo fato de meu filho residir a trabalho em um país europeu?
    Obrigada pelas respostas.
    Nild

    • De forma alguma, pois a residência em um determinado pais não tem absolutamente nada a ver com a residência em outro pais, mesmo que ambos façam parte da UE.

      Abraços

  • Nild

    Olá Fabio. Meu filho quer obter cidadania italiana. Já temos as certidões necessárias. Ele está morando na Suiça e tem visto de trabalho lá. Ele poderia legalizar os documentos (traduzidos aqui no Brasil ) no consulado italiano, na Suiça? Se positivo, ele poderia aguardar a conclusão do processo através daquele consulado?
    Obrigada
    Parabens pelo blog excelente.

    • Olá Nild

      Um consulado italiano só pode legalizar documentos emitidos no pais onde ele se encontra, por isso os documentos brasileiros só podem ser legalizados no consulado italiano no Brasil, ok?

      Abraços

  • Jaqueline Crestani

    Ciao Fabio,
    Estou fazendo o processo de reconhecimento da minha cidadania aqui na Itália. O meu bisavô italiano, que foi para o Brasil quando criança, casou no Brasil com 20 anos, em 1920 (menor de idade na época). Por causa disso, me disseram no Comune que não posso fazer o reconhecimento através dele, mas somente do pai dele (meu tataravô). Eu nunca tinha ouvido falar disso. Sabe me dizer se essa informação está correta?? Muito obrigada.
    Jaqueline

    • Olá Jaqueline

      Não procede esta informação, pois não importa a idade que ele tinha quando se casou (o que isso tem a ver com o direito a cidadania?) – em que comune você está realizando a sua prática, por acasao não é Venezia não, né?

      Abs

  • Lia

    Ola Fabio,
    Acompanho seu ha um tempo. Bom demais!
    Minha familia tem a cidadania reconhecida e eu esperei na fila do Consulado de Sao Paulo por 8 anos até me solicitarem os documentos. No inicio deste ano encaminhei todos ao Consulado. Vc sabe me dizer o tempo que leva até que a cidadania seja reconhecida?
    Obrigada

    • Ciao Lia

      Segundo as últimas noticias, depois da entrega dos documentos, o consulado tem demorado em média 2 anos para enviar a carta de conclusão do processo!

      Abs

      • Lia

        Ciao Fabio,

        Obrigada pela informaçao!

        Lia

        • Tiago Cavalca

          Olá Fábio, estou no mesmo caso, ficamos uns 10 anos esperando na fila do Consulado Italiano em Sao Paulo até pedirem os documentos, que foram entregues em dezembro de 2012.
          Mas no momento estou na Alemanha estagiando, e ficarei até fevereiro, gostaria de saber se existe algo que eu possa fazer para agilizar o processo já que tenho uma viagem à Italia programada.

          • Olá Tiago

            Após a entrega dos documentos, o consulado está demorando em média outros 2 anos, infelizmente nada pode ser feito além de aguardar chegar a carta de conclusão.

            Abraços

  • Primeiro, parabens pelo incrivel trabalho; Isto sim que chamo de solidariedade.
    Fabio, interessante o que o dinheiro faz, mas é bom descobrir que ainda ném todos e tudo são por dinheiro! poderia me orientar como consigo descobrir a Certidão de Nascimento ou Certidão de Naturalidade de meu Bisavo, que chegou no brasil com 5 anos de idade, todos que eu falo querem me toma ”$$$”. Pode me dar umas dicas.

    Obrigado.

    Atte.
    IVAN BISOLLO

    • Olá Ivan tudo bem?

      Te dou uma dica: comece reunindo os documentos de trás para frente, iniciando pela sua própria certidão de nascimento: lá contém informações de duas gerações anteriores – o nome dos seus pais e o nome dos seus avós. Depois solicite a certidão de nascimento do seu pai: lá conterá as informações dos seus nonnos e bisnonnos e assim por diante. Em pouco tempo você conseguirá ter todas as informações que você precisa da sua linha ascendente e conseguirá as informaçoes que mais precisa: o nome do italiano, nome dos pais dele e com sorte você encontrará até a data e o local de nascimento, ok?

  • mariu

    Olá,

    Sou do Brasil mas moro na Dinamarca, você sabe se posso dar entrada ao meu pedido de cidadania pela embaixada italiana na Dinamarca?

    • Olá

      A maioria dos consulados exigem que o requerente tenha um visto por tempo indeterminado sinceramente não conheço a embaixada na Dinamarca, porém já realizamos o processo de dois clientes que vieram dai, por isso acredito que não seja tão fácil (senão eles não teriam vindo a Italia). De qualquer forma, mande um email a eles e pergunte se com o seu visto é possível dar entrada, assim você terá certeza absoluta, ok?

      Abraços e sucesso, sempre!

  • EU PEGUEI MINHA CIDADINANCIA ITALIA POR TEMPO DE RESIDENCIA E TRABALHO AQUI NA ITALIA,E TENHO 2 FILHOS TODOS OS DOIS SAO DE MAIOR FUI PROCURAR SABER E ME ENFORMARAO NA PREFETURA E ME DISSERAO Q ELES NAO TEM DIREITO NAO,ELES TEM Q TER 5 ANOS DE RESIDENCIA E DEPOIS FAZER O PEDIDO DE CIDADINANCIA, PELO O Q EU SEI COMO EU SOU HOMEM E HOMEM PASSA PARA OS FILHOS A CIDADINANCIA AUTOMATICA BASTA ELES SER RESIDENTE NA ITALIA ALGUEM PODERIA ME INFORMA COMO DE AGIR OBRIGADO.

    • Olá Claudio

      A prefettura está correta – você ao adquirir a cidadania por tempo de residência, só transmite aos filhos menores que residem contigo aqui na Italia – filhos maiores não adquirem a sua cidadania automaticamente, pois no seu caso não se trata de reconhecimento de cidadania por direito de sangue, mas sim por naturalização e esta naturalização decorre do dia seguinte ao seu juramento e não do momento do seu nascimento, como ocorre com os reconhecimentos por direito de sangue, entendeu?

      Abs

      • ok fabio eu tenho um filho menor e perguntei a eles e eles me disserao q nao tem direito,mais ele nao mora comigo na italia e sim no brasil,entao meus filhos maior e o menor pode pedir a cidadinancia direto no consulado do rio ou eles tem q vim aqui na italia pegar primeiro a carta de soggiorno deles e depois de 5anos pedir a cidadinancia e assim q devo fazer obrigado

        • Oi Claudio

          Acho que você não entendeu: você não é cidadão italiano porque é descendente de italianos, você escolheu a cidadania italiana como sua, através de um processo de naturalização. Isso significa que você se tornou cidadão da Italia no dia em que efetuou o seu juramento – isso significa que não transmite a cidadania automaticamente aos seus filhos – pois no momento em que você se tornou italiano, eles já eram nascidos e portanto eram filhos de pai brasileiro. O fato de você ter o seu reconhecimento não dá o direito automatico a eles, entendeu?

          O que a legislação italiana permite, é que os cidadãos estrangeiros que se naturalizam italianos e que vivem com seus filhos menores aqui na Italia, transmitem a estes filhos também a cidadania recém adquirida, somente isso.

          Se seu filho menor não vive com você, ele não adquiriu a cidadania automaticamente contigo!!!

          Abs

  • Barbara Fraygola

    oi Fabio! Meu nome é Barbara e estou morando na Suiça, ainda tenho 3 meses mais de estar aqui, e depois voltarei ao brasil para logo voltar à Europa ano que vem por provavelmente mas dois anos… Meu tataravô era italiano, e acho que não será dificil achar todos meus documentos, pois ja obtive o papel do counsulado da entrada dele ao brasil… estou pensando em ir eu mesma na cidade na italia buscar essa partida de nascimento… eu tenho direito a fazer o tramite no consulado suiço?
    muito obrigada e parabens pelo blog

    • Olá Barbara tudo bem?

      O documento italiano deve ser o primeiro que você deve ter em mãos, pois é através dele que você verificará se os documentos brasileiros estão corretos ou necessitarão de retificação e também será necessário apresentá-lo no momento da legalização no consulado italiano.

      Em relação a dar entrada diretamente na embaixada italiana na Svizzera, eu recomendo que você verifique diretamente com eles, pois geralmente exigem que o requerente tenha um visto por tempo indeterminado, ok?

      Abraços e seja bem-vinda 😉

      • Barbara Fraygola

        Muito obrigada obrigada Fabio! eu tenho q ir a Legnago, perto de verona… meu tataravô é italiano, ja tenho todos os dados da partida de nacimento, acho que o mais facil e ir ate la, né? na espanha eu sei que eles tem um serviço de correio, mas não achei nada sobre isso na página! eu entendo bastante italiano, mas não falo… me propuz começar um curso! eu já falo espanhol e um pouco de francês, espero não seja tão difícil!

  • Rosana

    Ciao, Fabio!

    Entreguei hoje na comune aqui em Bologna a domanda da cidadania.
    Estou morando com meu marido, pois ele está fazendo uma parte do doutorado na universidade aqui de Bologna. Porém, é possível que ele tenha que voltar para o Brasil em agosto.
    Sei que não tem muito como saber quanto tempo demora o processo da cidadania, e que depende de cada comune. Aqui mesmo, no Ufficio Cittadinanza me disseram de 2 a 3 meses…já no patronato me disseram que pode demorar de 1 ano a 1 ano e meio.
    Enfim, minha pergunta é: caso até agosto minha cidadania não esteja pronta, eu posso voltar para o Brasil enquanto o processo fica em andamento?

    Minha segunda pergunta é a seguinte: entrei na zona schengen no começo de março…meu prazo de 90 dias vence agora dia 08 de junho. Porém, já entreguei o pedido para o permesso di soggiorno in attesa di cittadinanza. Não recebi ainda a carta com o agendamento da entrevista, mas tenho os recibos de que entreguei o pedido, então penso que com isso eu posso ficar legalmente aqui na Itália, mesmo após os 90 dias, certo?
    Mas, e quanto aos outros países da UE? Se eu for para outro país após os 90 dias, estarei ilegal? Ou esta documentação do permesso di soggiorno italiano vale alguma coisa no restante da UE?

    Grazie!!

    • Ciao Rosana

      Não recomendo de forma alguma que você abandone o seu processo aqui na Italia e retorne ao Brasil por dois motivos:

      1 – O comune pode entrar em contato por qualquer motivo contigo, e se não te encontrarem, vão suspender ou até mesmo cancelar o seu pedido de reconhecimento
      2 – Efetuando o pedido de permesso di soggiorno in attesa di cittadinanza, tecnicamente não pode deixar o pais – exatamente porque você, por livre e expontânea vontade, pediu um visto que se chama “espera da cidadania italiana” o que significa que legalmente você manifestou o desejo as autoridades italianas em permanecer no território, aguardando a conclusão do seu processo, e por este motivo, este tipo de permesso não dá direito ao requerente a deixar o país – tampouco para viajar em outros paises da UE, uma vez que o seu valor é exclusivo ao território italiano.

      Só uma consideração: ao solicitar o permesso na posta, automaticamente você já sai de lá com o dia e horário a se apresentar na questura. No seu relato você diz que já entregou o pedido mas não recebeu a carta, o que me deixou confuso sobre o procedimento que você adotou.

      Saluti

      • Rosana

        Tem razão, Fabio. Foi tanta correria estes últimos dias que me confundi.
        Foi na entrega da documentação da cidadania que disseram que entrariam em contato comigo por carta. Na entrega do pedido do permesso a data para ir à questura foi entregue na hora.
        Obrigada pelas respostas!

  • Ciao Fabio!!

    Eu gostaria de tirar uma duvida, que talvez outros amigos do blog tbm tenham.

    Se por um acaso eu perder todos os meus docs italianos quando estiver no Brasil (Carta d’identità, Passaporto, Certificato di cittadinanza, etc). Eu posso refazer todos no consulado italiano la?
    Uma vez que nossa cidadania é reconhecida, ela fica registrada apenas no Comune ou no sistema do governo em geral?
    Pergunto isso pq vi um comentario aqui de alguém que nao sabia onde era o seu Comune de registro, e por isso nao conseguia emitir os documentos.

    Grazie mille!!!

    • Olá Jonatas

      Você só poderá utilizar os serviços consulares, caso seja inscrito no AIRE, portanto muita atenção nisso!

      Em relação a emissão dos documentos, a carta d’identitá italiana não é um documento válido fora da UE, portanto nenhum consulado pode emiti-la, o que significa que caso perca os seus documentos, só poderá solicitar o passaporte italiano, a carta não.

      E o certificato di cittadinanza não serve pra mais nada, embora possa ser solicitado (a pagamento) no consulado sem problemas.

      Abraços

  • Guilherme Henrique

    Ola Fabio,
    Acompanho seu blog há muito tempo e tem ajudado MUITO eu e minha familia no processo de cidadania.
    Sou neto de italianos, meu pai e irmã já tiveram sua cidadania reconhecida na comune de Terni (onde estão as pastas com seus doctos e etc e aonde é nascido meu avô), Agora será minha vez de ir para a Italia e solicitar minha cidadania porém, diferentemente deles, prefiro ir para alguma cidade da Toscana e não a Terni.
    Sabe me dizer se terei algum problema em solicitar a cidadania em uma cidade diferente da deles?
    Minha irma, como fez tudo em Terni, levou apenas seus documentos devidamente legalizados já que todos os documentos do meu pai e avo ja estavam por la. No meu caso, terei que pegar algum documento em Terni ou a Comune providenciará isso?

    Muito obrigada!

    Guilherme

    • Olá Guilherme

      Somente o oficial do comune onde você pretende dar entrada no seu processo pode responder esta pergunta, eu sugiro que você entre em contato com ele e pergunte diretamente sobre isso, ok?

      Abraços e bom processo!

      • Guilherme Henrique

        Ok, muito obrigada e sucesso!

  • Hallenn

    olá, tudo bem:
    Meu nome é Hallenn, estou terminando meu curso de medicina aqui no Brasil e gostaria de fazer residência médica lá na Itália. Mas quando eu for pra fazer a residência provavelmente já estarei com a minha cidadania pronta (pretendo ir antes de me formar pra conseguir minha cidadania, já estou com os documentos prontos).
    A minha dúvida mesmo é quanto a validação da medicina na Itália, pra eu poder exercê-la por lá, além de me especializar. Como que faz pra conseguir fazer residência médica e poder exercer a medicina? É só fazer uma prova? Aonde encontro informações sobre isso?
    Obrigada.

  • Roberta Parisi

    Olá, Saga! Direto ao ponto: preciso da tua mais sincera opinião sobre o Comune di Lucca como lugar para fazer o processo da cidadania. Grazie, Roberta

    • Olá Roberta, tudo bem?

      Sò conheço o comune de Lucca porque praticamente todos os meses eu vou lá buscar documentos de clientes, porém acompanhei 3 casos ‘de longe’ ajudando por email e pude perceber que o processo deles foi bastante complicado por lá, portanto com base nisso eu não faria o meu processo em Lucca.

      E sempre é bom repetir: nenhum comune que seja capital de provincia é recomendado para a prática da cidadania italiana, ok?

      Abraços

  • Jonas Santin

    Olá Fabio

    Saberia me dizer se os trentinos ainda têm direito a cidadania?

    Por parte materna sou trentino avô e avó; por parte paterna sou avô (pordenone) e avó (veneto)

    Quanto gastaria, em média, para realizar o processo na itália com consultoria? Tenho italiano fluente, mas não entendo das leis.

    Obrigado
    Abraços

    • Ola Jonas

      Nao, o prazo para requerer a cidadania trentina terminou em dezembro de 2011.

      Abracos

      • Jonas Santin

        Por Pordenone e venetos ainda é possível? Poderias me passar o contato e precos aproximados de sua assessoria?

        Obrigado

        Abraco,
        Jonas

  • Mbenichio

    Ciao Fabio, eu já acompanho a sua saga desde 2009, excelente seu trabalho, tenho algumas duvidas.
    eu tenho as certidões legalizadas no consulado de curitiba quando morava por lá, mas agora estou em são paulo e vou ter q refiticar 2 certidões referente aos pais do meu antenato, aquele q veio da italia hahah, então pode haver certidões legalizadas em 2 consulados diferentes. As certidões estão em modelo simples, mais quando eu retificar vou pedir as 2 em intero teor.

    • Nao tem problema os documentos estarem legalizados por dois consulados, porém neste caso a non rinuncia deverà ser solicitada para ambos. Jà que voce vai ter que retificar e legalizar em SP, talvez seja conveniente legalizar novamente todos os documentos.

      Abraços

  • mary viana

    ola fabio,,tudo bem?
    fabio a minha pergunta seria,,,sou casada com italiano,,vivo em ravenna,,e gostaria de saber como faço pra adquirir minha cidadinancia italiana,,sou casada a 1 ano e 5 meses,,cosa devo fare..obrigado

    • Ola Mary

      No seu caso è possivel realizar a naturalizaçao por matrimonio apos 3 anos de residencia legal, aqui mesmo na Minha Saga tem um artigo sobre isso, ok?

      Abraços

  • leandrobellintani

    Olá, ótimo blog!!!
    Tenho uma dúvida Fabio.

    Preciso retificar meus documentos para dar continuidade ao processo, entretanto, a advogada me disse que eu preciso de um Stato di Famiglia, e que eu o solicitasse ao comune. Eu o fiz, e o comune respondeu que só seria possível com a compra de uma marca da bollo e pagamento de 5,62 por cada nome pesquisado. Tudo isso porque meu bisnonno se chamava Francesco na Italia, e chegando ao Brasil, acrescentou mais um nome, ficando Gino Francisco (o histórido de familia comprovaria que ele não tem nenhum irmão gemeo). Gostaria de saber como eu devo proceder, já que este selo só pode ser adquirido na Italia?

    Fico no aguardo
    Atenciosamente

    Leandro Bellintani

    • Ola Leandro

      PeloamordeDeus porque voce precisaria de um stato di famiglia para retificar documentos???? Se voce tem a certidao de nascimento onde consta Francesco e os documentos brasileiros constam Gino Francisco, basta utilizar a pròpria certidao de nascimento com o nome dos pais para que o juiz aceite e corrija os documentos brasileiros. O stato di famiglia pode chegar a custar atè 30 euros e nem sempre o comune emite na hora – e è um documento que representa a composiçao familiar de quem vivia no imòvel naquele momento – jamais ouvi falar de um juiz que tenha solicitado um documento do genero para retificar um ato civil.

      Economize seu dinheiro e oriente sua advogada melhor, ou no pior (ou melhor rs) dos casos, troque de advogada 😉

      Abraços

      PS. Caso efetivamente queira o stato storico di famiglia, pergunte ao comune os dados bancàrios deles e faça uma transferencia internacional – porém as taxas deste tipo de transferencia sao altissimas!

      • Leandro Bellintani

        Olá Fábio! Vc é o cara! Obrigado pela informação. Ela disse que precisaria do histórico de familia porque na chegada ao Brasil, os registros do site do imigrante constam que chegou um Francisco e um Angeolino, ambos com 10 anos, filhos do meu trisavô. Só que perguntei no comune do meu bisnonno, sobre a certidão de nascimento dos dois, e o mesmo me respondeu que há apenas a certidão do Francisco, e que não há, nem nunca houve, um registro de irmão gemeo do mesmo, e nenhum Angiolino consta nos registros. Será que houve uma confusão na hora que eles chegaram aqui??? Meu trisavô ou trisavó quiseram incluir um nome no meu bisavô, e isso se abreviou e ficou Gino Francisco?? A pessoa responsavel na epoca por anotar se confundiu e escreveu duas pessoas??? (Um mistério que dá gosto de tentar resolver). Rsrs acho que consigo comprovar que o Gino é o Francisco e vice-versa, não é? Muito confuso!! Grande abraço e muito obrigado pelas super dicas. Acompanho seu blog há um tempo, e realmente é EXCELENTE E MUITO ÚTIL! Continue assim. Abraços!

  • Fernando

    Olá Fábio, tudo bem?
    Tive minha cidadania italiana foi reconhecida em Porto Alegre no ano de 1993 ou 94! Tinha 13 anos na época. Tenho passaporte e certificado de cidadania. Queria minha certidão de nascimento transcrita… O pessoal do consulado no PR (mudei de região em 2006) me informe que meu comune é ROMA. Mas em Roma não foi encontrado minha certidão de nascimento transcrita. Fiz a renovação do meu passaporte agora em 2008. Isso é normal? Como faço para saber meu comune? Infelizmente na minha família ninguém sabe pois quem fez foi meu avô. Você pode ajudar?

    • Ola Fernando tudo bem?

      Nao, nao è normal – a transcriçao da certidao de nascimento è, efetivamente, o procedimento ao qual nos dà o direito a sermos cidadaos italianos reconhecidos. Normalmente a certidao de nascimento è enviada ao comune de nascimento do seu antenato italiano, embora realmente antigamente eram enviados para Roma – verifique com o comune do seu antenato se existe o seu registro de nascimento transcrito ali, ok?

      Abraços

  • Daniel

    Ola Fabio, tudo bom?

    Esse eh meu primeiro post no seu site mas gostaria de dizer que sigo ele a um bom tempo e me ajudou com muita coisa aqui na italia.
    Eu estou aqui a 2 meses e meio e jah passei por todas as etapas fixei residencia, o consulado de sao paulo jah respondeu o non renuncia e jah tirei o permesso….
    Estou aqui em Trieste, tudo estava indo rapido de mais pra ser verdade, ate que a comune daqui me pediu a troca da certidao negativa de naturalizaçao porque nao constava possiveis nomes e a sentença judicial de mudança do meu sobrenome que mudou a ultima letra I pra E para poder transcrever na minha certidao de nascimento.
    O meu problema eh o seguinte… O processo de mudança de nome jah foi arquivado entao eu consegui no cartorio o pedido que foi enviado para a retificaçao do mesmo e um documento do forum dizendo o numero da sentenza e o resultado… Mandei tudo pro ERESP e meu pai foi levar no consulado para legalizar… Porem eles nao legalizarao, disseram que precissavam do processo inteiro… Porem o processo inteiro deve ter umas 30 paginas e demora de 3 a 6 meses para reabrir.
    A minha certidao de nascimento brasileira em inteiro teor consta o numero da sentença e tudo que eles nessecitam para colocar na certidao de nascimento italiana, entao nao entendo o porque desta sentenca… Voce acha que eu devo contratar um advogado para ver isso pra mim? voces tem alguma assessoria que possa me ajudar nesse caso? O que eu devo fazer?

    Parabens pelo site!!!
    Um abraço

    Daniel

    • Ola Daniel

      Nao vejo necessidade de um advogado, atè porque com certeza o comune foi avisado pelo pròprio consulado de SP para exigir a apresentaçao da sentença, e este pedido, embora desnecessàrio, è legitimo, pois o comune quer ter certeza de que tudo foi feito de forma correta – nao vejo outra alternativa que nao seja apresentar o documento.

      A propòsito: quando entregou sua certidao de nascimento no comune, ela estava jà em inteiro teor ou simples?

      Abraços

      • Daniel

        Ola Fabio,

        O consulado de Sao Paulo disse que nao foram eles que pediram essa sentença e como eu escrevi no post anterior eles nao quiseram legalizar os documentos que meu pai apresentou lah (Documentos de pedido de retificacao da minha certidao e a sentenza final do processo emitido pelo forum de Sao Paulo).

        Disseram que soh legalizam se for o processo inteiro, que agora se encontra arquivado e tem que ser desarquivado!!

        O estranho eh que todos meus documentos que foram apresentados no comune sao de inteiro teor, e consta neles os dados que eles estao pedindo… Por isso que perguntei se um advogado nao resolveria isso mais rapido porque os dados jah constam na minha certidao… O que eu faco tento levar os documentos e o consulado de Sao paulo nao legalizou e digo que nao legalizaram porque jah consta na minha certidao de nascimento, arrumo um advogado, ou tenho que esperar o desarquivamento?

        Caso tenha que esperar o desarquivamento!! Esxiste a possibilidade de eu ir pro Brasil e voltar sem a minha residencia e o processo serem cancelados?

        Obrigado pela ajuda!!!

        Abraços

        Daniel

        • Daniel

          Boa tarde Fabio,

          Gostaria de dizer que gia sono Italiano!!! 😀 … Para resolver o problema da senteça conversei no comune e expliquei que o processo inteiro iria demorar muito para desarquivar e seriam muitas folhas pra traduzir e legalizar.
          Entao eles usaram um santo artigo da lei de cidadania!! hahahaha que permite colocar o mesmo sobrenome do antenato senza apresentar a sentença da troca do nome!!

          Obrigado pelas dicas do site!!

          Um abraço

          • Grande Daniel que òtima noticia, parabèns!!!

            Entao o problema era o comune – que mesmo com a documentaçao correta, queria “encontrar pelo em ovo” rsrsrs

            Fica aqui mais um comune onde nao è recomendàvel fazer a pràtica da cidadania!!!

            Abraços e agora è sò curtir a nova vida 😉

    • Melissa

      Daniel, também estou planejando fazer a minha prática em Trieste. Queria tirar algumas dúvidas triviais contigo, se possível. Qual é o teu e-mail? In bocca al lupo!

  • Mari

    Oi Fábio, adorei quando encontrei esse blog, pois eu estava cheia de dúvidas, não que eu não tenha outras tantas, mas já estou mais informada lendo aqui. Como primeira pergunta gostaria de saber sobre o comune de paiva, o que tu me diz dele?? Eu vou começar o processo, mas meu tio(irmao da minha mae) já tem a cidadania italiana feita aqui pelo Brasil.
    ” Estou engatinhando, mas vamos lá!!!! Um dia conquisto os 18 anos” hehehehe entendeu minha metáfora né!!!
    Grande abraço
    Mari

    • Ola Mari tudo bem?

      Nenhum comune no norte da Italia è recomendado, por dois notivos:

      1 – A quantidade de brasileiros que vao pra là, exatamente porque acham que ir para a regiao de onde vieram os antenatos é uma vantagem. Infelizmente enchem os comunes de processos e faz tudo ficar lento

      2 – Pela pròpria mentalidade do norte da Italia, dominada por partidos politicos de direita, e que fazem de tudo para dificultar a vida aqueles que vem ‘de fora’, ententeu?

      Abraços e seja bem-vinda!!!

  • Luciana

    OI Fabio, Eu tenho toda a documentaçao comigo, e com ele unico grande pesadelo… Tenho uma carta escrita do comune de nascimento do meu bisavo dizendo que a igreja onde ele foi registrado pegou fogo antes do 1900 e com ela o livro de registros (que naquela epoca os registros de nascimentos eram ainda feitos so na igreja!!) O mesmo comune me mandou o registro de casamento que eles acharam do meu bisavo e da minha bisavo antes que eles fossem para o brasil no 1907. Na certidao de casamento deles tem escrito muito claro do lado do nome deles “nascido in questo comune data tal..” Resumindo quando fui apresentar todos os documentos aqui no comune de Torino eles falaram que a documentaçao era incompleta e que eu deveria apresentar tambem a certidao de nascimento do meu bisavo e que aquela carta nao bastava e a certidao de casamento deles aqui na italia nao comprovava nada!!!! fiquei sem saber o que fazer…..
    Entrei em contato com uma prima da minha mae(filha da irma da minha avò) que ja tem a cidadania pelo mesmo bisavo. Ela fez o processo pelo consulado de Curitiba a muitos anos atras, quando ainda nao existia toda essa fila. Me disse que fez so com aqueles documentos que me passou… depois me passou o numero do processo. Mais o cumune de Torino disse que nao pode entrar em contato com o consulado no brasil pra perguntar sobre esse processo ja existente e quem tem que fazer isso sou eu. Mais no consulado italiano de Curitiba ninguem me responde nada.. voce tem ideia do que eu poderia fazer?!? Obrigada!!
    Abraços!

    • Ola Luciana

      Infelizmente o comune está correto: voce nao pode deixar de apresentar o documento mais importante de todos, só porque as informacoes constam em outra certidao, é preciso saber o que o oficial em Torino disse, infelizmente já conheco este comune e sei que nao te deram nenhuma informacao sobre como resolver, estou certo?

  • Olá,

    Eu tenho uma amiga que está ilegal nos EUA e gostaria de fazer a cidadania lá, é possível fazer, mesmo ilegal, via Consulado italiano em Boston?

    obrigada

    • Ola Daiane

      Somente cidadaos residentes com visto de longo periodo conseguem dar entrada na cidadania fora da Italia, o que me parece nao ser o caso da sua amiga, estando ela irregular.

      Abracos

  • Luciana

    Meu nome é Luciana e encontrei as certidões do meu antepassado e quero fazer o processo na itália para ser mais rápido. Contudo não falo italiano e por isso acredito que seja melhor contratar alguma empresa de assessoria. Você tem algumas que vc recomenda e sabe que são confiáveis? Existe alguma que possibilite fixar residência em roma ou em naples? Obrigada pela atenção.

  • Ola Jane

    Isso nao quer dizer nada, pois qualquer cidadao residente na Italia pode ter uma carta d’identità – para que voce tenha sua cidadania reconhecida è necessàrio apresentar todos os documentos desde o seu antenato italiano atè voce, traduzidos e legalizados.

    Uma pergunta: voce tem origem italiana?

    Abraços

  • oi meu nome e jane tenho ja a carta d`identita mas dentro esta escrito braziliana,queria saber qual passo sigo agora para poder obter a cidadania e se com esses documentos posso obter a cidadania obrigada desde ja

  • Ola Anonima

    Nao tenho idéia do tempo que o consulado tem demorado – alguns clientes retiraram o passaporte no mesmo dia, porém nao sei se isso è regra ou exceçao!

    Abraços

  • Anonymous

    Obrigada Saga! exatamente isso, fazem 2 meses, estarei de volta neste final de mes e irei ao consulado registrar o aire e já apresento a certidao de nascimento. Sendo assim você saberia me dizer mais ou menos quanto tempo leva até sair o passaporte dela? Desculpe a amolação e espero que minhas perguntas ajudem outras pessoas também! Abraços e obrigada.

  • Ola anonima

    Pelo que entendi voce realizou seu processo aqui na Italia e depois nao transferiu sua residencia para o Brasil?

    Se ainda nao fez isso, sugiro que faca imediatamente, pois dependendo de quanto tem faz, sua residencia pode ter sido cancelada por irreperibilità (nenhum proprietario quer continuar pagando taxas sobre residencias que nao estao mais sendo utilizadas). No momento que voce fizer sua inscricao consular, basta levar a certidao dos seus filhos menores, que o proprio consulado manda transcrever.

    Abracos

  • Anonymous

    Olá Saga, minha dúvida é, sou reconhecida italiana e na época não apresentei a certidão de nascimento de minha filha menor. Atualmente estou no Brasil e irei passar férias na Itália, seria mais fácil e rápido ir até o comune apresentar a certidão de minha filha ou pelo consulado no Brasil mesmo? Gostaria de já ter o passaporte italiano dela. Obs.: meu aire ainda é na cidade italiana. Obrigada!

  • Anonymous

    Explicou sim.
    Deu para elucidar bem.
    Brigadão,
    Um abraço,
    Aldo

  • Ola Aldo

    Começo respondendo sua dùvida com um esclarecimento: naoexiste mais certificado di cittadinanza para motivo de inscriçao no AIRE – desde 1.1.2012

    Bom, embora o processo de cidadania siga a mesma circular, internamente cada comune tem a liberdade de criar suas proprias rotinas de trabalho. Existem aqueles que exigem a presença do requerente em cada parte do processo, outros sò chamam no final, para assinar o livro de registro de nascimento, e existem aqueles que nao hà assinatura, basta o requerente ir atè o guiche e retirar os documentos.

    Existem diversos tipos de procuraçao aqui na Itàlia – da mesma forma que existe no Brasil, algumas delas dao maior poder ao procurador, outras menos.

    Porém, para o processo de reconhecimento da nacionalidade italiana, nao existe procuraçao! Ninguém pode te representar ‘no seu reconhecimento’ da nacionalidade italiana, entendeu?

    Sequer um advogado, juiz, desembargador que seja pode fazer isso por voce.

    Jà para determinadas rotinas administrativas como retirar um documento, entregar outro, etc è possivel sim encarregar alguém para fazer isso por voce.

    Porém uma observaçao mais do que importante: tratando-se de um processo de cidadania, o comune tem meios para exigir a presença do requerente quando quiser, e também pode se negar a dar informaçoes a outras pessoas que nao seja o proprio requerente – devido a lei da privacy que existe e è realmente seguida a risca.

    Aqui na Saga, os clientes tem que voltar no final do processo para retirar os documentos – mesmo que nao fosse obrigatòrio, fariamos mesmo assim e por um motivo bastante simples: somente quem fez o processo no consulado e nao tem a carta di identità italiana sabe o quanto è dificil a vida quando vem à Europa, pois no consulado sò è possivel fazer o passaporte, nenhum outro documento.

    Abraços e espero que eu tenha explicado de forma clara rsrs

  • Anonymous

    Ciao, Saga,

    Cara, seu blog é dez, tem me ajudado bastante a esclarecer os passos aqui dentro da minha cabeça.
    Mas sempre rolam as dúvidas, né? Eu tenho três perguntinhas.
    A entrada no processo em si, depois de ter vindo o vigile e tudo mais, pode ser feita por procuração?
    Uma vez que eu fui embora, alguém com procuração pode tirar o certificado de cittadinanza para mim. Mas com esse certificado e um documento de identidade, eu posso ir no Consulado de SP por exemplo e tirar a CI e o passaporte ou eu tenho necessariamente que voltar à Itália para fazer os documentos? (É óbvio que documento de identificação não rola ser feito por procuração).

    Um grande abraço,
    Aldo
    E mais uma vez, parabéns pelo blog…

  • Isso mesmo, Fabio…em Roma =(
    Nao tive escolha porque so consegui “alojamento” la, nas condiçoes que eu precisava, massssss…o importante é um dia(hehehehhe) ter a cidadania (e que isso nao leve 5 anos como no BR. Se vier em 20 meses, ainda to lucrando!)

    Obrigadaaa!!!

  • Ola Bruna

    Madonna santa! Voce vai fazer seu processo em Roma??? Parabèns pela coragem e pela paciencia 🙂

    No seu caso, a pessoa titular do imovel deve prencher o formulàrio e escolher a opçao: coabitazione (senza relazione di parentela)

    Abraços e boa sorte!!!

  • Ola, fabio…tudo bem?

    Bom, aqui estou eu com mais uma duvida…é que eu estava pesquisando sobre o Registro Anagrafe e encontrei a seguinte frase no site do comune:

    “All’atto della richiesta dell’iscrizione di residenza e di comunicazione dell’indirizzo sul territorio municipale se esiste già un’altra “famiglia anagrafica” e’ necessario munirsi della dichiarazione di assenso dell’intestatario dello stato di famiglia esistente.
    (modulo di assenso per conferma del domicilio”

    Bom,fui olhar este formulario di assenso a ser preenchido pela pessoa que vai me receber em sua casa e ai que surgiu a questao. Porque neste formulario a pessoa tem que permitir ou nao que eu seja registrada na sua “famiglia anagrafica”, mas ela so pode fazer isso se realmente tiver grau de parentesco ou afetivo, e estes nao sao o meu caso! Vou ser hospedada por conhecidos, e nao somos familiares nem nada.

    Quero saber se é possivel “abrir” uma famiglia anagrafe so para mim, ou se isso nem vai ser feito, porque, se nao me engano, você nao comentou sobre isso em nenhum post.

    Te envio o link do site, e assim vc mesmo podera ver e me dar teu parecer, que alias tem sido imprescindivel para a minha saga da cidadania!!!

    http://www.comune.roma.it/wps/portal/pcr?jppagecode=xiii_iscrizioni.wp

    Ja te agradeço!!!

  • Ola Danielah tudo bem?

    A non rinuncia nao tem correspondencia com a CNN – enquanto esta ùltima trata apenas do italiano que emigrou, o outro documento indica que ninguém na linha de transmissao (voce, seu pai, seu nonno) também nao obtiveram alguma naturalizaçao que possa ter tido algum impacto na renuncia da cidadania italiana.

    O tempo que o consulado demora è relativo: todos os nossos ultimos pedidos nao ultrapassam 45 dias, porém no passado chegamos a aguardar atè 90 dias para esta resposta.

    Abraços e boa sorte com o seu processo!!!

  • Boa Tarde, Fabio !

    Agradeco as informacoes postadas no seu blog sao de imensa ajuda!!!!
    Me chamo Danielah, e ja estou no final do meu processo de CIDADANIA ITALIA na cidade de Caldiero , provincia de Verona. A minha duvida e: Estou aguardando um retorno do Consualdo Italiano em SP, sobre a tal Polemica CARTA MANCATA DA NAO RENUNCIA, para que a Comune possa finalizar a pratica do meu processo. Qual e a media de espera por parte do Consulado Italiano de Sao Paulo para enviar este docto a Comune ?? Nao consigo entender o porque desta pratica, ja que no processo de legalizacao ….consta na Certidao Negativa a famosa Certidao Negativa emitida pelo MINISTERIO DOS ESTRANGEIROS em Brasilia, nao constava a naturalizacao do meu Bisavo que era Italiano. Voce pode me responder por gentileza esta pergunta? Agradeco a sua atencao.
    Meu email pessoal:danielahrossi@gmail.com

  • Ola Nathalia seja bem-vinda!!!

    Atualmente a recomendaçao è que todos os erros e/ou variaçoes sejam retificados: basta contratar um advogado e pedir a ele que entre com o pedido, assim voce elimina qualquer problema que possa ocorrer aqui na Italia com isso, ok??

    Abraços e volte sempre 😉

  • Anonymous

    Olá Fábio!
    Não conhecia seu blog mas estou amando!! estou iniciando o processo de cidadania do nada rs…..ainda falta tudo pra fazer pq meu tio havia começado porém descobriu que nosso sobrenome era para ter dois Z no lugar dos dois S….vc sabe se realmente é necessário mudar?? e se sim, se fica absurdamente caro/? Obrigada Nathalia

  • Ola Andrea

    Sim, apòs a cidadania voce pode viver onde preferir – basta pensar que um cidadao italiano (que tenha nascido aqui por exemplo) pode sair do proprio pais quando bem entender e ir viver onde achar melhor, entendeu?

    Abraços!!!

  • Nooossa! Quanta burocracia, hehehe! Parabéns, seu blog é o melhor que eu vi até hoje sobre esse assunto!
    Só tenho uma dúvida pequenininha.

    Geralmente, quando as pessoas entram com o pedido de cidadania italiana, elas o fazem porque têm interesse de morar na Itália, certo?
    Então, minha dúvida é: posso fazer o pedido de cidadania (de dentro da Itália) e, depois de obtida a cidadania, NÃO morar na Itália, quero dizer, continuar morando no Brasil?

    Obrigada!

  • Ola Chef

    Meu email è fabiosaga@minhasaga.org

    Abraços!!!!

  • Ola Jorge tudo bem???

    Sem problemas, nao sao todos os comunes que utilizam a assinatura do requerente no livro de registros, o importante è que conste na sua carta d’identità o numero e a sèrie do livro em que foi efetuada a transcriçao!!!

    Forte abraço!!!

  • Jorge

    Boa noite, Fábio.

    Recentemente fiz o meu processo de cidadania na Itália.

    Correu tudo muito bem e já estou inscrito no AIRE do Consulado de São Paulo.

    Tem uma coisa, porém, que me intriga…

    Sempre vejo nos processos que você assessora que os seus clientes retornam para assinar não sei ao certo o que (um livro, acredito) por ocasião da conclusão do processo.

    No meu caso, não assinei nada (não voltei à Itália) e as minhas certidões foram transcritas normalmente.

    Devo ficar preocupado? Será que tem algum “buraco” no meu processo?

    Obrigado,

    Jorge

  • Boa tarde Fábio,

    Adoro o seu blog, já me ajudou bastante e me tirou muitas dúvidas!! Gostaria muito que você me ajudasse, no meu caso, sou descendente de italianos e gostaria muito de tirar a minha cidadania italiana, por isso preciso da sua ajuda e talvez contratar vc para me ajudar. Você tem algum email em q eu eu possa mandar meu caso para você analisar e ver se há possibilidade de me ajudar.

    Atenciosamente,

    Sandra Pissurno!!

  • Ola Sandra

    Meu email è fabiosaga@minhasaga.org

    Abraços

  • Bom dia Fábio,

    Meu nome é Sandra gostaria de tirar a minha cidadania, vc tem algum email q eu possa mandar um email explicando a minha situação, se não vai ficar muito extenso por aqui o meu caso.

    Abraços,

    Sandra Pissurno.

  • Thiago

    Gentilmene peço que envie apenas uma solicitaçao, o envio de mùltiplos pedidos apenas retarda o tempo de resposta…

    Cada comune tem seu proprio formulàrio, basta solicitar no ufficio di stato civile do seu comune.

  • Ola Marcio

    Basta que sua amiga faça a carta di ospitalita e também a cessione di fabbricato pra voce!

    Abraços

  • Saga, o link da domanda.doc esta quebrado aonde eu posso conseguir o formulário? abraço.

  • Olá Fábio! o LINK do formulário “Domanda” esta deletado, tu tem algum outro link para eu baixar? Obrigado.

  • Oi, Fábio.. queria te perguntar uma coisa. Tenho uma amiga q me hospedará na Itália. Portanto, o aluguel da casa está em seu nome. Neste caso como eu devo proceder com o permesso di residenza? Abraço. Marcio

  • Ola Silesia bom dia

    Jà vi o email de voces e jà respondi, ok?

    Abraços

  • oláaaaaa…….Fábio,estou realmente encantada com sua doação,às ajudas q vc faz…..PARABENSSSSSSSe cá estou pra tbem pedir ajuda,quero saber os preços q são cobrados pela tua consultoria,por ajuda na Italia,o proceso tána parte final de legalização aqui em Curitiba,estamos com as passagens compradas para Milão,não falamos nadade Italiano,temos q alugar residencia e precisamos de ajuda pra dar entrada no comune,Villorba,lugar de meu sogro,vc pode então mandar teus preços pra nos auxiliar nesta etapa…….obrigadaaaaaaa…….aguguardooooo……

  • Olá Fabio,pois é…estou em Salerno…e aqui o negocio é mais embaixo mesmo…kkkk Olha…o oficial é amigo da minha amiga que está me hospedando…ele disse que iria agilizar o maximo que pudesse pra eu! Eu cheguei no dia 05 de maio,e dei entrada na residencia no dia 15, o oficial ja pra agilizar,pegou todo o meu processo,a domanda e a marca da bollo do dia 15 e ja deu inicio a pratica…antes mesmo do vigile passar pra confirmar a residencia!ele disse que era pra adiantar! Então acho qu estou com sorte!!! Beijos e obrigada…( ja fiz o codice fiscale com a declaração de presença..deu tudo certo…como vc disse aí no blog! Obrigada!))))

  • Ola Bressani

    Legalmente sim, pois o Codice Fiscale è o equivalente ao CPF brasileiro, porém se voce precisa faze-lo para solicitar a residencia, converse com o funcionario da Agenzia dell’Entrate e explique o motivo que precisa faze-lo, isso deve resolver.

    Abraços

  • grande fabio, para fazer o codigo fiscal e obrigatorio o permiso de suggiorno ou se pode fazer com a declaraçAo de presença ????

  • Morganadno

    Pelo visto voce caiu num comune complicado – ainda mais no sul da Itàlia. Se voce nao tem como sair dai, paciencia, aguarde o tempo que for necessàrio – lembrando que geralmente comunes que dizem que o processo dura anos è porque efetivamente dura anos – pois eles nao tem nenhuma pressa!!! Ai no sul nao è que ‘parece’ que a mentalidade è atrasada: “a mentalidade é atrasada” por diversos fatores que infelizmente voce mesma vai perceber.

    De qualquer forma, todos te desejamos boa sorte!!!!!!

  • Olá Fabio,o oficial me disse que ja fez o processo de cidadania para outras pessoas,e que meus documentos estão todos corretos,então não entendi o porque que ele disse que demoraria tanto! É que a situação é a seguinte,estou na casa de uma amiga,que tem residencia aqui,e não tenho outro lugar para ir! E aqui no sul,os Italianos me parece que tem a mentalidade muito atrasada,quando se trata de cidadania,uma mullher me perguntou,QUEM TE DISSE QUE VC TEM DIREITO A CIDADANIA ITALIANA? (brava)kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk EU DISSE A ELA QUE A CIRCOLARE k28 DIZIA QUE EU TINHA DIREITO,PEGUEI A COPIA QUE EU TINHA COMIGO E DEI PRA ELA LER! kkkkkkkkkkkkkkkkkk ela ficou louca! Mas é isso Fabio,terei que ficar aqui,s precisar de ajuda posso gritar por vc? ABRAÇO E OBRIGADA!!!!

  • Ola Morganadno

    Infelizmente comunes pequenos que nunca trabalharam ou fizeram um processo de cidadania tendem a ter medo de errar (compreensivel) e com isso pedem e fazem coisas que nao sao necessàrias, como escrever pro ministerio em Roma para tirar duvidas (sò ai demora mais de 90 dias), escreve pro consulado perguntando se os documentos estao corretos (outros meses perdidos), entao se voce jà chegou num comune assim, eu recomendo que voce procure outro urgente, caso contràrio voce pode perder muito tempo e principalmente dinheiro, ok?

    Abraços e boa sorte!!!

  • Há…e Fabio,estou com os documentos todos legalizados,e ja vou dar antrada na residencia,mas o que o oficial deu a entender é que o processo da cidadania está demorando 1 ano pra sair! o comuni é pequeno, e não tem quase nenhum brasileiro aqui! Estou um pouco apreensiva! Abraço e obrigada desde ja!

  • Ciao Fabio,tudo bem? Fabio estou com uma duvida e gostaria de saber se vc pode me ajudar! Estou aqui na Italia,há 5 dias,ja fiz a declaração de presença na Questura, e tbm ja fui no comuni me informar sobre como funciona o babado aqui! hahahahah O Oficial foi muuuito legal comigo,disse que eu poderia ar entrada na residencia e na cidadania lá mesmo, e queele faria para eu! Só que aí eu perguntei quanto tempo demorava para a cidadania sair,e ele me responde que poderia demorar 1 ano, e que eu não podia sair da Italia nesse 1 ano! Eita pega! Será que demora tudo isso mesmo? E se u precisar sair da Italia? Como faço? Espero que v possa me ajudar! Abraço!

  • Ola Filipe

    Voce mesmo jà respondeu sua propria pergunta “e disse que na Itália, eles ainda implicaram apenas com a letra errada” – portanto retifique todos os erros para que nao tenha nenhum problema aqui na Itàlia, ok?

    Abraços

  • Ciao Debora

    Entao no seu caso basta fazer a carta d’identità (que fica pronta na hora, basta levar 3 fotos em formato ‘tessera’ e 5,46 centavos) e solicitar o seu estratto di nascita e matrimonio (se for o caso) que também sao emitidos na hora.

    Somente estes documentos sao exigidos para inscriver-se no AIRE – desde o dia 1 de janeiro nao existe mais a obrigatoriade de apresentar o Certificato di Cittadinanza. E voce nao precisarà também de nenhuma copia dos documentos apresentados para seu processo.

    Verifique apenas o horàrio de funcionamento do comune, via de regra voce nao precisarà mais do que algumas horas para fazer tudo isso.

    Abraços e parabèns pelo reconhecimento!!!

  • Ops, perdão… para ficar bem claro: sou residente oficialmente na Itália neste momento, mas estou no Brasil.

    (Eu tinha esquecido que você, quando diz “aqui”, está se referindo à Itália, não ao Brasil… :))

    []s,

    Débora.

  • Olá, Fabio

    Não, sou residente oficialmente na Itália desde dezembro. Mas como não podia ficar muito tempo longe do Brasil, por causa de trabalho, voltei em fevereiro para o Rio, algumas semanas após a entrega dos documentos no comune. Desde então estávamos esperando o certificado de não-renúncia, e ele foi recebido pelo comune há mais ou menos duas semanas. Como tenho família por lá, fui avisada disso tudo. O processo na Itália está oficialmente concluído há uma semana. Teoricamente, falta-me apenas a carta d´identita.

    Enfim, como irei à Itália nas próximas semanas, mas muito rápido, pois não posso me ausentar por muitos dias do Brasil, minha dúvida é com relação ao tempo que gastarei no comune para resolver tudo: além da carta d´identita, quais outros documentos devo solicitar para poder transferir minha residência para o consulado do Rio? E alguma dessas coisas demora? Já tenho cópia de todas as certidões do meu processo de reconhecimento de cidadania.

    Muito obrigada pela ajuda.

    []s,

    Débora.

  • Ola Debora

    Voce ainda è residente aqui? Nao entendi bem: seu processo foi finalizado mas voce està no Brasil, explique melhor, que eu te oriento.

    Abraços

  • Olá, Fabio

    Meu processo de reconhecimento de cidadania italiana está finalizado, e foi feito pela Itália mesmo. Imediatamente após a entrega de documentos no comune, voltei ao Brasil, e agora devo marcar minha passagem de volta para lá. Qual é o procedimento agora? Solicitar carta d’identità, estratto di nascita e certificato di cittadinanza italiana? Como faço para dar baixa na minha residência? Devo cadastrá-la no consulado do Rio.

    Em um único dia consigo resolver tudo o que preciso no comune?

    Obrigada pela atenção,

    Débora.

  • Olá, bom dia!
    Me chamo Filipe, sou descendente da família Stoppazzollo. Meu trisavô Italiano, era de Merlara, província de Pádova. Chegou no Brasil em 28/01/1886 no vapor Cenísio e chegou em Barracão-Orleans,SC em 09/02/1886. Estamos com nosso processo de cidadania relativamente encaminhado. Meu primo tem um agendamento no consulado para 11/2012. Mas a dúvida é: Tenho que retificar o sobrenome? Pois é certo é Stoppazzollo, e minha mãe que passa o sobrenome pra mim é Strapazoli e avô Strapazolli. E agora? Sou obrigado a retificar? Meu primo retificou o dele, mas ainda retificou errado pois escreveu Stappazzollo e disse que na Itália, eles ainda implicaram apenas com a letra errada que ao invés de ser ”o” é ”a”. O que faço? Obrigado desde já!

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Ola Kraisty

    Anos? Claro que nao, aqui na Itàlia o processo dura apenas poucos meses, basta ter todos os documentos traduzidos e legalizados.

    Abraços

  • Hehe achei ha resposta no seu blog ^^.
    Fabio se eu contratar uma agencia, exemplo ha sua ou alguma outra quanto tempo em media leva para ficar pronto ? 1,2 anos ?
    e quanto em media ficaria?
    me manda uma msg no meu Email estou muito interresado Obrigado.

  • Fabio outra perguntinha, você que conhece tudo ai muito bem saberia me dizer como são os vestibulares para faculdades de engenharia na italia ?
    Ouvi dizer que são masi simples outros dizem que tem que pagar ha faculdade normal estou desnorteado haha.Obrigado pela resposta abrss.

  • Ola Kraisty

    Sem problemas, nao è necessàrio que os ascendentes sejam vivos para que voce possa ter sua cidadania reconhecida, basta reunir todos os documentos e comprovar que voce è descendente do italiano.

    Abraços

  • Ola Fabio eu tennho Bizavo Italiano mais tanto minha Vo e meu VO ja morreram tem como eu fazer minha cidadania italiana ainda ?

  • Olá Fábio, conheci teu Blog hoje, e não paro de “vasculhar” informações…. meu irmão é cidadão Italiano e reside em Fiumicino (Roma)….. estou indo com minha esposa e gostaria de conselhos, estou com os Documentos na mão reconhecidos pelo ERESP, traduzidos, porém o atendimento no Consulato em Sao Paulo é muito complicado…… de qualquer forma você já deve ter uma panorâmica de minha situação e qualquer dica seria muito bem vinda!

    Gracie mile….

  • Olá Fabio!
    Mais uma vez obrigado por sua competência e dedicação com os leitores de seu blog. Agora estou bem mais tranquilo após receber sua resposta e informação.
    Sucesso pra você!
    Obrigado.
    Everton

  • Ola Everton

    Depois que os documentos estiverem protocolados nao è um problema sair da Itàlia – ainda mais por um periodo de tempo assim pequeno, pois serao apenas duas semanas. E’ interessante levar com eles algum documento italiano, como a carta de confirmaçao da residencia, ou que seja apenas o codice fiscale, para mostrar que està aqui na Itàlia fazendo o processo e è residente legal, ok?

    Abraços e boa viagem a eles 😉

  • Gostaria primeiramente de te parabenizar pelo blog que é muito bom e pela sua dedicação nas respostas de todos que precisão de informação.
    Bom, eu morro em Edimburgo, Escócia e já tenho cidadania italiana, mas meu meu irmão e irmã estão vindo em Maio, minha pergunta é.
    Eles queriam vir me visitar depois que protocolar os documentos no comune, pois a não renuncia deles são somente de Curitiba. A questão é quando você deixa a Itália eles carimbam o passaporte com carimbo de saída, ou seja é possível eles virem aqui por 2 semanas e voltar pra Itália para finalizar o processo, Já que eles ainda não serão italianos quando vierem pra cá. Me parece que não pode entrar e sair e depois voltar de novo em um prazo de 6 meses. Essa é minha preocupação se eles conseguirão entrar novamente.
    Eu vou buscar eles na Itália em Maio.

    Desde já muito obrigado pela atenção!!!
    Everton…

  • Ola Filipe

    As certidoes de òbito sao indispensàveis, pois a lei nao os exige – porém as outras sao essenciais para comprovar a linha de transmissao!

    Abraços

  • Olá Fabio, bom dia! Então eu sei que preciso da cetidão de óbito, nascimento e casamento desde o meu tataravô que é italiano até chegar a minha mãe e eu. É mesmo necessário a de cada? Nenhuma é indinspensável é isso? Obrigado!

  • Ola Marie

    Pelas suas perguntas, percebi que voce ainda nao entende muito sobre o processo, certo? Eu recomendo que voce leia alguns posts que estao do lado direito do blog, ok? Assim voce poderà formular melhor as perguntas, e eu te respondo, combinado?

    Abraços

  • Fábio,
    Desculpe-me por seu nome ter saído errado, mas o tablet que eu uso corrige errando.
    Um abraço.

    Marie

  • Oi Fabiola,

    Por favor, quanto tempo demora para fazer a Carta d’Identita?
    Grata e um abraco.

    Marie

  • Ola Bressani

    Infelizmente voce nao foi feliz na sua escolha de comune – pois um cidadao brasileiro que vem diretamente à Italia para o processo de cidadania NAO PRECISA DE NENHUM TIPO DE PERMESSO DI SOGGIORNO antes dos 90 dias.

    Agora que jà fez, paciencia – porém recomendo que voce leia o post que escrevi “Cidadania passo a passo 2011” – assim voce poderà tirar as dùvidas, ok?

    Abraços

  • olaa fabio. vou te esplicar tudo certinho beleza para ver se vc pode me dar um forçA ai, è o seginte:
    Em 2006 minha irma reuniu todos os documentos nessecarios para fazer a cidania dela ela fez isso junto com um primo meu, ela recolheu documentos dos meus antepasados meus bizavos que eram italiano, certidao de nascimentos, tudo, eu nao sei bem como funciona mais ela reuniu tudo e foi para a italia juntamente com esse meu primo,na cidade de mira perto de venezia na italia agente tinha uma tia que lhe ajudou a fazer todos o paços certinho para tirar a cidadania, em um prazo que 6 messes a minha irma conseguil fazer tudo e obteve a cidania italiana. Agora ela morra em uma cidade chamada sciacca a 100km de palermo na secilia e eu estou aqui com ela mas como aqui nao tem muitos extrangueiros fica dificio agente pedir informaçAo para as pessoas daqui porque elas nao estao acostumadas com esse tipo de documentos. Agora e o seguinte caro fabio nos temos os documentos que a minha irma reuniu dos meus bizavos todos prontinhos que o comune de mira enviou para ela e tinhamos a minha certidao de nascimento carimbada e traduzida que veio do brasil, tinhamos porque nos fomos no comune e eles falaram que para dar entrada na cidadania eu tinha que pedir um permiço de sudiorna na policia, para depz fazer o codigo fiscal, pk eles me falaram que sem isso nao tem com dar entranda na cidadania, bom cendo assim, eu fui com a minha irma na policia e dei entrada nesse permiço que segundo o homem que trabalhava la eu tinha que deixar certidao de nascimento la com eles para poder fazer esse permiço e tinha que ser a original, mais antes a minha irma foi no comune e eles carimbaram uma fotocompia da certidao dizendo que valia como a original para que quando tivese pronto esse permiço eu pudeçe dar entrada na bendita cidadania, permiço fica pornto num prazo de 40 dias segundo as minhas contas dia 19 desse mes ta pronto. e segundo a minha irma basta pergar esse permiço quando tiver pronto juntos com os documentos dos meus bizavos todos e levar no comune que ja se pode dar entranda na cidadania. e è isso fabio nao sei se estou fazendo isso certo estou aqui contando os dias para resolver logo esse assunto carra, se vc puder dar um força ai eu te agradeço. Estamos fazendo isso certo ou nao ??? abraço olha se nao ficou bem esclarecido a historia eu vi que vc como na italia vou deixar aqui numero de celular da minha irma (3287466059) cazo vc nao entendeu a historia dereito vc da um toke nesse numero ou manda um msg que agente volta a te ligar e vc fala com a minha irma e asim esclareçe as duvidas todas, claro se for possivel vc dar essa força para nos. abraço meu velho.

  • Ola Leo

    Depende: se voce contratar um advogado, consultor ou assessor, verifique com este profissional como funciona o comune que se pretende fazer o processo. Fazendo o processo sozinho jamais se deve sair da cidade – pois neste caso nao terà ninguém que ficarà responsàvel pelo processo, inclusive respondendo a eventuais comunicaçoes.

    E uma coisa importante: somente profissionais titulares de empresa e/ou advogados podem representà-lo perante os òrgaos publicos – amigos e/ou conhecidos nao podem fazer isso – jà vimos diversos casos em que comunes se recusaram a dar informaçoes a pessoas ‘estranhas’ ao processo, ok?

    Abraços

  • Ola Jpbressani

    Muita calma nessa hora: a cidadania nao è transmitida para irmaos: è transmitida de PAI para FILHO. Obviamente se voces sao irmaos legitimos (mesma mae e mesmo pai) entao voce também tem direito – pelo PAI (ou MAE se for o caso).

    Voce està no mesmo comune e utilizando os mesmos documentos apresentados pela sua irma anteriormente, è isso? Voce nao precisa solicitar um permesso atravès de um familiar se vem fazer o processo de cidadania – porém pelo seu texto nao ficou claro se è isso mesmo, se puder explique melhor que eu te oriento, ok?

    Abraços

  • Leo

    Caro Fabio,

    é necessário permanecer durante todo o processo na Itália ou é possível voltar ao Brasil e só retornar para a finalização? Isto é, depois da confirmação da residência pelo vigile, posso retornar ao Brasil e só voltar à Itália para os procedimentos finais?

  • bom dia fabio, tenho uma duvida, eu estou na italia ja tenho as certidoes de nascimetos traduzidas e carimbadas, hoje mesmo fui na policia e entreguei tudo la porque e o seginte: minha irma tirou a nascionalidade dela em 2007 atravez dos meu genitores, e agora ela pode paçAr para mim ??? porque nos fomos na policia e eles me vao fazer um permiço e so fica pronto dqui a 40 dias, a minha me disse que para fazer a nascionalidade primeiro e nescessario tirar esse permiço isso e verdade ??? porque eu estive lendo no seu blog que tem que ir no comune mais o pessoal do cumune disse para ir na policia tem alguma coisa erada ai ou eu que tou cabreado atoa e tem mesmo que esperar esse permiço de estrangueiro para depz fazer a nascionalidades atravez dela ????

  • Ola Marcio

    Exato, sem dar entrada na cidadania nao è possivel solicitar o permesso di soggiorno, pois dentro do envelope deve ser inserido ‘o documento que comprova que voce està efetuando seu processo de cidadania’ entendeu?

    kkkkkkkkk nem me lembre, eu parecia um fanho tentando falar italiano com as pessoas naquela època kkkkk

  • entendi Fabio, então eu preciso primeiro dar entrada no “pedido” para depois solicitar o permesso..adesso capito..
    e referente a residência ou tenho que necessariamente alugar um imóvel ou posso ficar “hospedado” na casa de alguém?

    Grazie Mille Fabio..

    (chorei de rir, ontem lendo o post do AAAAAAAAAAAA para dizer onde encontrar uma lan house)

  • Ola Marcio

    Vindo com voo direto voce terà automaticamente 90 dias a contar da data do carimbo no aeroporto para permanecer legalmente aqui e correr atràs das coisas. Neste meio tempo, voce terà que conseguir um imòvel, dar entrada nos respectivos documentos, na residencia e protocolar o pedido de cidadania, pois servirà uma copia deste ‘pedido’ carimbado pelo comune para que voce possa solicitar o permesso di soggiorno para poder continuar aqui depois dos 90 dias, ok?

    Qualquer dùvida, escreva dai que eu respondo daqui 🙂

  • Fábio, primeiro parabéns pelo blog, realmente sensacional toda a jornada e a persistência que você tem..
    Bom eu ainda estou na fase de procura de documentos aqui no Brasil pra descobrir o nome do “pop star” o que nasceu na Itália, comunque, já surgem diversas duvidas de como continuar o processo.
    Depois de todos os documentos coletados no Brasil terei que traduzi-los e legaliza-los, (isso já li várias vezes no blog), mas as maiores duvidas são de como proceder na Itália, certo que primeiro preciso encontrar os documentos do meu ante-nato e depois disso dar entrada na Cessione di Fabbricato, mas enquanto isso logo que chego preciso pedir algum tipo de permesso di soggiorno? ou posso ir fazendo isso como turista mesmo?

    Obrigado e mais uma vez parabéns

  • Ciao luvittor

    A carta d’identità è emitida apenas para os cidadaos residentes na Itàlia. Se voce pretende passar pouco tempo na Itàlia e depois ir pra Inglaterra, sugiro que voce deixe para solicitar a carta d’identità diretamente no consulado italiano em Londres, basta inscrever-se como residente naquele consulado e entao solicitar o CI. Abs

  • Ciao Fabio!

    Sou cidadao italiano e ja estou de posse do meu passaporte emitido pelo Consulado de Sao Paulo.

    De posse do meu passaporte eu posso chegar na Italia e solicitar minha carta d’identità? Ou precisa do estratto di nascita também?

    Pretendo passar uns 3 meses em Milao para fazer isso e estudar Italiano. Depois vou para a Inglaterra para morar e trabalhar como cidadao italiano. A carta d’identità é válida lá?

    Obrigado!

  • Ola Cassia

    Qual o consulado em questao??

  • oi
    meu nome é cassia e fiz o meu agendamento e nao me lembro a data como faço para rever???

    obrigada!!!

  • Ola Renata

    O proprio comune deve escrever ao consulado atraves do email nonrinuncia.sanpaolo@esteri.it que o consulado envia as especificaçoes sobre como deve ser feito o pedido de non rinuncia – que deve ter em anexo todos os seus documentos em formato .pdf além do certificato di residenza também

    Abs

  • Oi Fábio,

    Como faço p pedir ao comune q nao mude meu nome nos doc?

    Minha non renuncia foi pedida p o consulado de SP dia 08 de nov. mandei um email p eles e disseram q nao tinham recebido o pedido de confirmação. Existe algum requisito p pedir a confirmação de NONR em sp?

    Obrigada

  • Ola Sol

    Sim, o procedimento è o mesmo em qualquer fronteira.

    Abs

  • Sol

    Fabio, bom dia !

    Vamos ver se dessa vez consigo postar no seu Blog, ( já tentei varias vezes )

    Vc me respondeu por email que eu poderia comprar a passagem de retorno pra quando quisesse desde que pudesse comprovar renda e ter uma carta convite para hospedagem. Até aí tudo bem, mas entrando por Madrid o procedimento é o mesmo?

    Obrigada.. adoro seu Blog

  • Ola ttl

    Voce deve solicitar os seus documentos no local onde è efetivamente residente! Se voce ainda nao inscreveu-se no AIRE significa que sua residencia ainda è aqui na Itàlia, certo? (caso nao tenha sido cancelada). Neste caso voce pode vir e solicitar diretamente na questura onde fez sua pràtica – deixando alguém encarregado de retirar pra vc quando ficar pronto.

    Caso contràrio, voce dificilmente conseguirà solicitar em outro local, pois o problema estarà sempre ligado à sua residencia: para que voce consiga dar entrada noutra questura, serà necessàrio apresentar uma motivaçao vàlida (vive ali por motivos de trabalho, etc) e com certeza o tempo aumenta, pois serà necessàrio que aquela questura solicite para a questura da sua residencia o nulla-osta (nada consta).

    Nos consulados italianos pelo mundo – incluindo o Brasil – o conceito è o mesmo: somente sendo residente è que voce pode solicitar seu passaporte!

    Abraços!!!

  • ttl

    Olá Fábio,

    Tirei a minha carteira de identidade italiana na Itália. Estou vivendo em Madrid e já apliquei para que me inscrevam no AIRE aqui. O problema é que existe uma grande fila para se inscrever no AIRE em Madrid e tirar o passaporte aqui. Só posso solicitar o passaporte após estar inscrito no AIRE. Estou pensando em ir morar na Itália por algum tempo e solicitar meu passaporte lá ou ir para o Brasil e solicitar lá.
    As minhas dúvidas são as seguintes:
    1 – Se pedir meu passaporte em outra cidade da Itália que não seja a qual está na minha carteira de identidade vai atrasar o processo???

    2 – É possivel socilitar o passaporte no Brasil com a minha carteira de identidade que tirei na Itália?

    Obrigado pela atenção, abraços.

  • Ola Osmar seja bem-vindo!!!

    A primeira coisa que voce precisa fazer è solicitar a emissao do seu passaporte, para isso entre no site do consulado italiano em SP e clique no item ‘Serviços Consulares’ e depois em ‘Passaporte’ – là constam as instruçoes sobre o agendamento para a solicitaçao do passaporte.

    Em relaçao à vir à Italia, acredito que a idade nao pode e nem deve ser um empecilho para ninguém, se voce tem um sonho nada pode impedi-lo de realiza-lo, portanto corra atràs!!!

    Um forte abraço e sucesso sempre!!!

  • OLA TUDO BEM FABIO? ESPERO QUE SIM , MEU NOME E OSMAR CHRISTOFOLETTI RECEBI MINHA CARTA DO CONSULADO JA FAZ UM ANO SOBRE MINHA CIDADANIA, FICOU PRONTA .OQUE DEVO FAZER AGORA TIRAR PASSAPORTE E COMO TIRAR ? E OUTROS DOCUMENTOS DA ITALIA TAMBEM? ESTOU QUERNDO IR PRA ITALIA COM MINHA ESPOSA MAS ELA NAO TEM CIDADANIA NAO
    SOMENTE EU COMO FAZER ?SERA QUE E POSSIVEL?.

    TENHO ALGUMA EXPERIENCIA FORA DO PAIS JA VIVI 10 ANOS NO USA ISTO I AJUDA ? JA TENHO 54 ANOS SERA QUE JA ESTOU VELHO?RSSS SEI QUE ITALIA E DIFERENTE DO USA CLARO .FIZ CIDADANIA POR TRENTO ESTA REGIAO E BOA ? GOSTARIA DE ALGUMAS DICA SUA DE POSSIVEL TIRAR MEU PASSAPORTE, OOUE FAZER PRA ENTRAR NA ITALIA SEM POBREMAS .HOJE VIVO NO MATO GROSSO POR AQUI NAO TEM CONSULADOS DA ITALIA .TEM QUE SER SAO PAULO MESMO PRA FAZER PASSAPORTE ? TEM NOÇAO DE TEMPO E GASTO? OBRIGADO AGUARDO .

    ATENCIOSAMENTE

    OSMAR CHRISTOFOLETTI

  • Obrigada Saga.
    Vou tentar resolver essa questão. Talvez eu consiga ir alguns meses antes… mas que burrocracia!

  • Gabi

    Pra voce ter uma idéia – uma das nossas clientes morava em Milano (era modelo) e veio fazer o processo conosco porque o comune de Milano nao aceitou seu processo, porque o nome do pai dela è Marcel e em algumas certidoes estava Marcél (com acento). Eles queriam que ela retificasse judicialmente os documentos para que todos ficassem com acento!!!!

    Todos os comunes daquela regiao simplesmente nao prestam para o processo de cidadania – ao longo destes anos que vivo na Italia e trabalho com cidadania pude perceber que è impossivel conciliar o processo de reconhecimento com outras coisas, como turismo e/ou estudo – ou voce faz uma coisa ou faz outra, pois um comune que è otimo para fazer turismo e estudar, como Milano, Firenze, Padova, Bologna, Perugia sao péssimos para o reconhecimento e vice-versa!

    Fica a dica…

  • Ciao Fábio,
    Obrigada pela resposta. Na verdade eu vou fazer mestrado em Milão e já tenho até onde morar lá, por isso faria a cidadania naquele comune. Não sei se poderei ir antes só para fazer a cidadania, então terei que ficar pelo menos perto de Milão. Você sabe de algum comune vizinho que seja melhorzinho? O problema de Milão é só o excesso de pedidos mesmo?

    Grazie!

  • Ola Bongiorno Jr

    Para saber mais sobre nosso trabalho de consultoria, envie um email para fabiosaga@minhasaga.org que te passamos todas as informaçoes, ok?

    Forte abraço!!!

  • Fabio,bom dia!

    Como você mesmo disse em postagens anteriores, você presta assessoria se formos à Itália solicitar a cidadania, conhece comunes onde os processos estão mais rápidos, quanto tempo levaria para resolver os trâmites? Quanto ficaria?
    Grato,

    BONGIORNO JR.

  • Ola Tati bom dia

    Là do lado direito do blog constam todas estas informaçoes que voce està procurando – desde como reunir os documentos atè quais sao necessàrios, ok? Meu email é fabiosaga@minhasaga.org caso ainda reste alguma dùvida

    Abraços

  • Ola Fabio, boa tarde!
    Meu nome é Tatiana, gostaria de tirar algumas dúvidas sobre o que eu preciso para tirar cidadania italiana.
    Meus ancestrais italianos são meus tataravós, nascidos em Trecchina. Tenho um primo que já possui a cidadania italiana, nesse caso ele já encontrou a documentação dos meus tataravós, fica faltando a do meu bisavô, minha avó, minha mãe e os meus.
    Se você puder me ajudar, gostaria de saber quais documentos são necessários, o que eu preciso fazer e onde eu preciso ir, sendo que no momento estou morando na Inglaterra, pensei em pedir a minha família que me mande a documentação para que eu possa dar entrada diretamente na Itália. Para isso o que eu também precisaria?? Quanto tempo demoraria mais ou menos? Como funciona seu trabalho de consultoria no processo de requerer cidadania italiana? Existe a possibilidade de voce me mandar seu e-mail para que possamos conversar melhor a respeito disso?
    Obrigada pela atenção!

    Tatiana

  • Ciao Gabi

    Absolutamente nao và pra Milano – infelizmente voce serà mais uma arrependida, além de demorar mais de um ano, tudo pode acontecer – o raciocinio è simples: se voce sabe que o comune è um dos piores comunes para a pràtica da cidadania porque vai pra là?? Pense nisso…

  • Caio Saga! Estou organizando a documentação para fazer minha cidadania na Itália no ano que vem. Como vou morar em Milão, não vai ter jeito, terei que fazer lá mesmo.Estou retificando os documentos para que conste o nome exato do meu antenato, entrei em contato com o Comune e estou esperando uma lista de todos os documentos necessários, pois ouvi dizer que em Milão eles costumam pedir coisas a mais. Fora isso, tem uma alguma providência que devo tomar para me adaptar ao modo como o Comune faz o processo? Sei que Milão não é um bom lugar para a prática de cidadania (li aqui no seu blog, rsrs), mas é apenas uma questão de burocracia exagerada ou o tempo de duração do processo, no caso de estar tudo ok, também é muito maior? Mais uma vez parabéns pelo blog.
    Grazie mille

  • Ola Mariana

    Apòs voce efetuar o agendamento, dentro de alguns dias receberà um email com a data e horàrio para comparecimento. Se quiser depois mudar de estado, deverà efetuar outro agendamento, porém tenha presente que voce sò consegue legalizar no consulado onde comprova residencia através de contas de consumo e titulo de eleitor, ok?

    Abraços

  • Oi Fabio,
    Parabéns pelo blog!! Muito bom mesmo =)

    Fabio, estou com uma dúvida de iniciante.. é a primeira vez que entro no site do consulado italiano aqui em São Paulo, e para fazer o agendamento, ele pede meus dados cadastrais, gostaria de saber se assim que eu fizer o cadastro, ele vai me dar uma data de agendamento? se fizer o cadastro inicial no site do consulado de São Paulo e depois resolver fazer o processo por outro estado (mudando para outro estado), este cadastro vai me atrapalhar em algo?

    Muito Obrigada.

  • Ola Flavia

    O Rj è atualmente um dos consulados mais complicados para o envio da non rinuncia – pode levar atè 180 dias para uma resposta. As ùltimas respostas que obtivemos daquele consulado vieram por email sim

    Abraços e boa sorte!!!

  • Ola, Boa Noite!
    Estou fazendo meu processo de cidadania em Bergamo, no Comune de Brembate de Sopra. Gostaria de saber se voce tem alguma informacao se a resposta do Attestazione di Mancata Non Rinuncia no Rio de Janeiro vem pelo PEC ou pelos correios.
    Obrigada pela atencao.
    Flavia

  • Ola Mappelli

    Fico muito feliz por ter contribuido mesmo que de forma indireta em mais um processo de reconhecimento de cidadania – a cada dia me apaixono mais pelo assunto e tudo mais relacionado ao tema cidadania!!!

    Que voce tenha muito sucesso em sua vida, que o reconhecimento da cidadania possa abrir ainda mais portas que voce consiga alcançar todos os seus objetivos!!!

    Um forte abraço

  • Ciao Fábio!

    Uma Sugestão de post seria falar um pouco sobre o “Lasciapassare” para os menores de 15 anos. Como fazê-lo. Em que casos ele pode ser utilizado como substituto ao passporte. Quais suas restrições em relação ao passaporte. Vantagens e desvantagens.

    Um abraço!

  • Olá Fábio!

    Gostei muito de seu último post sobre o IVA e as medidas de contenção da crise. Como sempre, simples, direto e esclarecedor!

    Sobre a pergunta do passaporte que fiz, eu já pedi meu passaporte na Questura de Sondrio. Acabei de ligar lá e soube que já está pronto!!! 🙂
    Mas a pergunta era mais porque estava pensando na situação de meu pai e meu filho, que ainda não fizeram o pedido do passaporte.

    —————————-

    Mesmo meu processo na itália estando quase concluído, ainda não vou largar do seu pé. 🙂
    Continuarei lendo seu blog. E sempre que tiver uma dúvida, ou sugestão de post, virei aqui compartilhá-las.

    Quando começamos a finalmente nos programar para fazer o processo de reconhecimento da cidadania no início ano passado não imaginávamos o quão díifcil seria. Teve momentos em que eu realmente pensei em desistir. Foi quando encontrei seu blog e vi que tinha ‘muita’ luz no fim do túnel! 🙂

    Seus conhecimentos, seu altruísmo, sua paciência e sua disposição são características valiosas e juntas fazem um conjunto extremamente raro!

    Obrigado de todo coração por toda ajuda!

    Continuarei sempre torcendo por você. Desejo que continue no caminho do sucesso que tem trilhado até agora!

    Grande abraço!

  • Ciao Mappelli

    Parabèns pela cidadania!!!

    Mammamia, que lambança essa història dos nomes rsrsrs

    Vamos às dùvidas:

    1 – Sim, o processo è padrao em qualquer lugar no mundo, basta que voce seja inscrito no AIRE e que tenha em maos a certidao de matrimonio emitida pelo comune italiano

    2 – Para dar entrada na naturalizaçao, voces devem estar casados hà mais de TRES anos, o processo dura no minimo outros DOIS.

    3 – Isso è para pedidos de passaporte pelo consulado e obviamente è um procedimento interno, entre os òrgaos. Além disso, voce jà nao pediu seu passaporte?

    4 – Para inscrever-se no AIRE voce precisa do seu estratto di nascita, estratto di matrimonio, certificato di cittadinanza e – somente em BH – o certificato di famiglia que deve ser pedido diretamente no comune onde voce è residente

    5 – A inscriçao AIRE pode ser enviada pelo correio, porém nao é possivel solicitar um pedido de naturalizaçao para a obtençao de uma cidadania por procuraçao…

    Abraços

  • Daí começou um pequeno problema. Ele viu que meu nome na declaração de cidadania (aquela que o Sindaco assina) não era o mesmo nome que constava na identidade e com isso que meu passaporte poderia levar até uns dois meses para ser emitido, porque já que eu tive mudança em meu nome ele teria obrigação de informar à embaixada brasileira em Roma sobre isso, blá, blá, blá… Me encheu um pouco o saco, criticando a maneira que os brasileiros colocam o nome nos filhos (usando sobrenomes da mãe também…) mas de resto foi bem atencioso e educado. No final me disse para ligar dentro de um mês para conferir se o passaporte já teria sido emitido.

    Agora, as dúvidas:

    1 – Meu próximo passo agora será requerer a cidadania de minha esposa, por matrimônio. Não farei isso estando na Itália, sendo assim farei através de algum consulado italiano de onde eu estiver residindo legalmente e onde eu estiver inscrito no AIRE. Pergunta: O procedimento é meio padrão para o processo ser feito seja qual for o consulado italiano? Ou ele varia bastante?

    2 – Dei uma lida sobre como funciona o processo de cidadania por matrimônio segundo o site do consulado italiano de BH, e lá diz assim: “No prazo de seis meses a partir da notificação do ato de concessão da cidadania, deve ser prestado o juramento e, a partir do dia seguinte, será adquirida a cidadania italiana.” A pergunta é: Quanto tempo levaria normalmente entre a entrega do pedido de cidadania e a tal “notificação do ato de concessão da cidadania”, porque o tempo depois disso já é conhecido: 6 meses, mas e antes ?

    3 – Vi que no consulado de BH para que se peça a emissão de um passaporte, é necessário que seja apresentado um nada consta expedido pela questura responsável anteriormente pela minha residência. Esse “nada consta” é pedido diretamente por mim, ou é feito por intermédio do próprio consulado? Suponhamos eu vá embora ‘definitivamente’ da Itália com o intenção de morar no Brasil, seria uma boa idéia antes de ir embora já pedir na Questura o tal “nada consta”? No caso de meu filho menor esse nada consta também seria necessário?

    4 – Para a inscrição no AIRE, também no consulado de BH, outra informação que lá consta é que “Aqueles que obtiveram a cidadania diretamente em um “Comune” deverão anexar ao pedido de inscrição a certidão de cidadania e o certificado de composição familiar (“Certificato di Stato di Famiglia”) emitidos pelo próprio “Comune”.” Que documento é esse? É difícil de se obtê-lo no comune? Que tipo de documentos, ou presença de familiares, poderia ser requerida pelo comune para emissão desse documento?

    5 – Nos consulados, tanto a entrada do processo de cidadania por matrimônio, quanto a inscrição no AIRE, podem ser feitos através de procuração? Ou é necessário a presença do requerente?

  • Olá Fábio!!!

    Eu de novo…

    Como sempre, compartilho as novidades e depois faço as perguntas.

    No Comune eu peguei minha identidade italiana onde consta minha cidadania finalmente como italiana!!! 😀

    Pelo que entendi lá cita o livro e páginas onde estariam transcritos os meus documentos civis. Mas na prática recebi a identidade sem ter os documentos transcritos, apenas a página no livro fora reservada para depois receber a transcrição. !!! Gambiarra !!!

    A certidão de nascimento de meu filho também será transcrita por eles sem problema algum.

    Meu nome completo no Brasil é muito grande… Daí quando foram fazer minha identidade perguntaram-me se eu não queria remover alguns dos meus sobrenomes, seguindo assim as regras italianas, onde eu deveria manter os sobrenomes de meu pai. Assinei o tal termo requerendo a mudança de nome e segundo a mulher do Comune meus documentos já serão transcritos constando essa mudança de nome. Fiquei numa felicidade enorme de conseguir finalmente diminuir meu nome!!!

    A Dona do Comune disse-me que já informaria às autoridades competentes em relação ao meu Codice Fiscale a mudança de meu nome. O Código mesmo, por não mudou, já que meu nome e meu primeiro sobrenome permaneceram os mesmos.

    Depois fui ao “Hospital” (é um escritório que fica junto ao hospital que me esqueci do nome agora…) requerer a Tessera Sanitaria… Daí começou a complicação. A mulher me perguntou porque eu queria o tal cartão, eu disse que queria porque eu morava na Itália mas trabalhava viajando pela Europa, e precisaria do cartão para facilitar meu atendimento de urgência fora da Itália. Sei que essa desculpa, colou! Mas o problema foi que quando ela foi emitir meu pedido da Tessera o nome no sistema ainda constava como sendo o nome antigo…

    Fui então ao Ufficio Fiscale e pedi que eles alterassem meu nome para o nome novo segundo a identidade. Fizeram isso, e daí eu voltei ao “Hospital” para tentar novamente ver se agora já apareceria o “novo” no sistema… Ainda não. A mulher me sugeriu que eu voltasse dentro de alguns dias porque daí o nome novo já deveria aparecer no sistema deles. Ainda não voltei lá para conferir e finalmente pedir a Tessera Sanitaria.

    Depois disso fui à questura, na capital da província, para requerer o passaporte. Logo que fui apresentando os documentos para o pedido do passaporte o oficial notou que meu italiano não era tão “fluente” e acabou por verificar que eu havia recentemente conseguido minha cidadania italiana (naquele mesmo dia! 😀 ). Foi daí então que ele me pediu também a tal declaração de cidadania, coisa que eu não esperava que fosse ser pedida…

    continua…

  • Ola Gabi

    Uia, quantos elogios rsrsrsrsrsrs

    Brigadùùùùùùùùùùùùùùùùùù 😉

  • Muito obrigada pela reposta (de novo, rsrsrs). Estou planejando ir pra Itália em abril de 2012. Seu blog me ajudou muito. Foi o único lugar em que encontrei informações tão detalhadas e gratuitas. Sem contar o quanto é divertido ler seus posts. Parabéns pelo trabalho! Correndo o risco de parecr exagerada, digo que vc realmente é uma esperança para todos nós que lutamos pelo sonho da cidadania italiana. Os obstáculos parecem mais fáceis de serem superados quando alguém, como vc, desmonta o bicho de sete cabeças. Sucesso para todos nós!

    bjo

  • Gabi

    Se a adoçao foi feita na maioridade voce nao tem direito à cidadania italiana automàtica – independente de onde tenha sido feita a adoçao.

    Jà se a adoçao foi feita na minoridade, o filho menor adotado è considerado pelas leis italianas como filho legitimo e goza de todos os beneficios que este ultimo – incluida a cidadania do genitor que a adotou.

    Abraços

  • Apenas para registrar minha experiência na Embaixada, pra quem for legalizar em Brasília.
    Fui até a embaixada onde fica o setor consular do DF, apenas para obter informações, já que não tive sucesso pelo telefone. Cheguei no primeiro horário, não me deixaram entrar, alegando que precisava agendar visita. Insisti, pois queria apenas algumas informações. Mesmo assim, fui barrada na porta e me disseram que informações só por telefone. Parada na frente da embaixada, liguei pra lá. Falei com a atendente em português o tempo todo. Depois de explicar o que queria, a ligação foi transferida para um funcinário que só falava italiano. Felizmente, falo italiano razoavelmente e consegui tirar a maioria das minhas dúvidas. Quando tentei explicar a questão da adoção e como proceder para a legalização neste caso, o funcionário que me atendia, Segnore Nicola, me disse para ir até lá algum dia para conversarmos pessoalmente. Quando contei que estava na porta da embaixada e que não me deixaram entrar, ele achou um absurdo e me instrui a dizer na portaria que ele me esparava e autorizava minha entrada. Enfim, consegui entrar e tirar as dúvidas sobre os procedimentos do setor consular da embaixada. O Segnore Nicola me informou que devo levar a sentença com trânsito em julgado devidamente traduzida e legalizada no MRE, mas não soube me dizer come se daria essa questão nos comunes.
    Pra mim, já estava claro que iria precisar falar italiano para resolver as coisas no comune, mas na embaixada, ou em qualquer outra representação do Governo Italiano que atenda brasileiros no Brasil, deveríamos ser atendidos em português. Fica a dica para quem pretende fazer a legalização em Brasília, o Segnore Nicola foi um amor e me ajudou muito, mas não fala português.
    bjos e (copiando nosso anfitrião) in bocca al lupo!

  • Oi Fabio, tudo bem?
    há algum tempo lhe perguntei sobre como se daria minha cidadania, sendo meu pai adotado. Estive pensando a esse respeito novamente e talvez não tenha ficado claro que o processo de adoção do meu pai foi feito inteiramente no Brasil, sem ter sido registrado em consulado ou passado por um processo de reconhecimento de sentença na Itália. Feito esse esclarecimento, pergunto de novo: tenho que fazer algum tipo de processo para que a adoção seja reconhecida e me proporcione a cidadania? Estive no setor consular da embaixada, onde farei a legalização dos documentos e me disseram que preciso levar a sentença com trânsito em julgado junto com os documentos. Desculpe a insistência, mas estou com um medinho de chegar na Itália e ter que voltar por falta de documento.
    Obrigada!

  • Ola Guilherme

    Parece piada de mau gosto mas nao é: o consulado de SP tem datas disponiveis para legalizaçao para fins de cidadania aqui na Itàlia a partir de 2020 mesmo… Por enquanto nao mudaram as regras, estamos pressionando pra tentar mudar esse absurdo!

    Abraços

  • Olá Fábio,

    Primeiramente parabéns pelo blog, achei um monte de coisa interessante aqui.
    Agora uma dúvida.. você por acaso sabe sobre esse negócio da legalização de documentos para tirar a cidadania na Itália? Tentei me informar no ENAS aqui em São Paulo, mas a mulher que me atendeu foi extremamente rude sem nenhum motivo e não me explicou direito. E esperar até 2021?! Isso só pode ser brincadeira, não existe um jeito mais rápido para conseguir a cidadania?

    Grato,

    Guilherme.

  • Ola Katharine, tudo bem???

    Seja bem-vinda!!! Pra entrar em contato conosco, escreva um email pra fabiosaga@minhasaga.org

    Abraços!!!!

  • Olá Fabio, Tudo bem? A base de muita pesquiza encontrei o seu blog que me serviu muito, e tbm encontrei sua comunidade onde uam moça muito legal me ajudou a encontrar a certidão do meu bisavô… Tem muitas coisas interessantes por lá, parabéns de verdade… Bom gostaria de entrar em contato com vc… Tenho muitas duvidas e preciso d euma orientação urgentemente!! Espero sua resposta… desde já Grata!

  • Ola Felipe

    Sim, “certificato rilasciato dalla competente Autorità consolare italiana attestante che né gli ascendenti in linea retta né la persona rivendicante il possesso di cittadinanza italiana vi abbiano mai rinunciato ai termini dell’art. 7 della legge 13 giugno 1912, n. 555;”

    Abraços

  • olá fabio, sobre a non rinuncia, é o item (6) da circular k28 de 1991, correto?
    abraços

  • Ola Mario

    O comune onde voce realiza sua pratica que deve solicitar ao consulado, isso é feito internamente entre os dois òrgaos!

    abraços

  • Ola Fabio , me esclareça uma duvida , a non renuncia hoje sao os comunes que pedem ao consulado italiano ou eu que faço mesmo ?
    abraços

  • Ola Mappelli tudo jòia?

    kkkkkkkkkkk diga pra familia nao ficar com ciùme nao, afinal todos aqui somos praticamente uma familia sò com o objetivo de trocar experiencias e ajudar o maximo possivel as pessoas 🙂

    O consulado de BH hoje é o melhor consulado do mundo para o envio da non rinuncia, a sra. Lidia é simplesmente fantàstica!!!

    Vamos às dùvidas:

    1 – Depende do comune e de como è feita a finalizaçao do processo, pois tem comunes que exigem a presença fisica da pessoa para a transcriçao dos documentos e outros nao. De qualquer forma, independente que voces tenham vindo juntos, cada um de voces é um requerente, e voce pode finalizar seu processo normalmente

    2 – Depende das condiçoes onde voces estao, repito – cada caso é um caso. Via de regra, o quanto antes vir melhor, pois se o proprietàrio cancelar a residencia, complica tudo, e ninguém vai querer ficar com uma vaga de residencia ocupada pagando taxas

    3 – Se voce apresentou a certidao de casamento ela também serà transcrita, se apresentou somente a certidao de nascimento com a averbaçao, entao somente a certidao de nascimento serà transcrita. Porém cuidado: se voce è casado é obrigado a apresentar também a certidao de casamento, pois quando for inscrever-se o AIRE o consulado vai exigi-la para poder fazer a inscriçao.

    4 – Nao, aquela deverà ser entregue ao comune que procederà com a destruiçao da mesma e voce obterà uma nova carta com uma numeraçao atualizada e deverà pagar o dobro do valor normal nesta 2ª carteira-

    5 – Nao, a attestazione é um documento que em pràtica nao serve pra nada, apenas consta que o sindaco acolheu sua pratica e definiu positivamente sua cidadania. Voce deve solicitar no ufficio anagrafe o certificato di cittadinanza italiana, que servirà para a inscriçao consular

    6 – O processo é exatamente o mesmo!

    7 – A transcriçao DEVE acontecer antes, pois é uma sequencia lògica – muitos comunes nao fazem isso e depois esquecem, o que tem causado uma baita dor de cabeça pra quem fez o processo hà muito tempo atràs, pois um cidadao é efetivamente ITALIANO quando ele tem seus documentos transcritos nos registros civis do comune. Como voce mesmo è testemunha carta d’identità nao è prova de nacionalidade, portanto fique atento para que o comune faça a transcriçao dos documentos!!!

    8 – Nao, filhos menores adquirem automaticamente a cidadania dos pais, basta apresentar a certidao dele traduzida e legalizada (se ele é cidadao suiço basta apenas apresentar a certidao em formato europeu, plurilingue) no comune, ou posteriormente atravès do consulado

    9 – Nao, o passaporte sò pode ser feito onde è residente e outro detalhe: em caso de filho menor a mae deve estar presente ou dar o assenzo autorizando que voce faça também o seu proprio passaporte!

    As demais perguntas estao jà respondidas no post que escrevi sobre como fazer o passaporte italiano!

    Abraços

  • mais umas dúvidas…

    Agora sobre o meu passaporte.

    Estava procurando o esquema de como fazer o passporte, daí acabei caindo num site onde fiz um agendamento para o pedido do passporte:
    https://www.passaportonline.poliziadistato.it/

    Preenchi o pedido de passaporte com todos os dados obrigatórios. Daí é emitido um recibo de agendamento onde são colocadas mais algumas instruções, e isso me gerou algumas dúvidas:

    (te envio por e-mail o tal recibo que foi gerado aqui)

    10 – O que é o tal de “Contrassegno Telematico” (pág. 2) que tenho que pagar de EUR 40.29 ? Lá diz que substitui a tal marca da bollo e que vale por 365 dias… Não entendi isso, é necessário pagar somente pelo primeiro ano de validade, e os outros 9 anos virão como bônus? 😀 Como faço para pagar esse “contrasegno telematico”?

    11 – Ainda na página 2 fala que o valor do pagamento para o passaporte comum é de EUR 42.50. Esse valor é diferente de um dos que achei sendo citados em um post antigo seu, e por isso me deixou na dúvida o quanto eu deveria pagar realmente.

    12 – Ao final da página 2, do comprovante de agendamento para pedido do passaporte, fala-se que preciso anexar uma declaração citando dados dos meus filhos menores e da mãe destes. Esta é uma declaração extra que deve ser anexada, ou bastaria o preenchimento do formulário na parte “annotazioni e iscrizione figli minori” (pág 4)?

    13 – Na página 5 são dadas algumas instruções de preenchimento dos campos da página anterior. Nos pontos 6 e 7 desta página fala-se de fotografias autenticadas. Primeiramente, entendi que isso só é necessário para o caso de eu estar pedindo passaporte para meu filho, certo? Mas que “bicho” é esse de “fotografia autenticada”? Isso seria só para o caso do filho não comparecer no momento do pedido do passaporte?

    14 – Pretendo sair do comune com a nova identidade italiana e ir direto para a Questura fazer o pedido do Passaporte. Há algo que me impeça de fazer isso, como algum documento do qual esteja me esquecendo que será necessário e só o terei mais tarde?

    15 – Ao fazer o pedido do passaporte existe alguma maneira de pedir que ele me seja enviado pelo correio?

    16 – Um outro assunto, que talvez nada tenha a ver com passaporte, mas que gostaria de saber mais, é a respeito da tal “Autocertificazione” que vi no site do Comune. Se você já tratou desse assunto, apenas me indique o post, se for algo simples de elucidar, me responda aqui mesmo, senão fica aí a sugestão para mais um post.

    Bom… Acho que por hoje é só! 🙂

  • continuando com as dúvidas…

    5 – A mulher lá do comune me enviou um email dizendo que eu lá devo comparecer para pegar minha “attestazione di cittadinanza”. Esta atestação é a mesma coisa que o tal “certificato di cittadinanza italiana”?

    6 – Entendo que da mesma forma que fiz a identidade italiana (como brasileiro) no mesmo dia, agora conseguirei fazer a identidade italiana, como italiano, também no mesmo dia, correto?

    7 – Pelo que li em outros posts seus entendi que a transcrição das certidões não necessariamente acontece antes de eu obter o certificado de cidadania. correto?

    8 – Para requerer a transcrição da certidão de nascimento de meu filho, de 6 anos, no comune onde ‘resido’ ele também deve fixar residência no mesmo comune? (atualmente meu filho está na Suíça sem residência legalizada)

    9 – Não sei qual será meu paradeiro agora, mas provavelmente não voltarei ao Brasil nos próximos meses. Também não vou ficar mais aqui no Comune onde estou, pois o trabalho que aqui consegui me paga muito pouco, impedindo-me assim de trazer minha mulher e filho para cá. Há alguma maneira de eu fazer o passaporte de meu filho estando em um país onde não estejamos registrados como moradores legais?

  • Voltei…

    Em resumo, levou apenas 3 dias úteis entre o pedido de ‘Mancata Rinuncia’, que foi feito ao consulado italiano de BH, até a chegada do fax enviado pelo consulado confirmando as informações.

    Mas só fiquei sabendo disso agora porque foi hoje que a mulher lá do Comune que toma conta do nosso processo voltou de férias. 🙂

    Já tem 2 meses e uma semana que entramos com o processo lá no Comune. Se não fossem as férias do Vigile, e as férias da mulher do Comune, teríamos quem sabe gasto de um mês a um mês e meio a menos. Mas agora só nos resta comemorar!

    Vou reler alguns dos seus posts agora para ver os próximos passos.

    Mas, como não podia deixar de ser, aproveito para tirar mais algumas dúvidas:

    1 – Como falei, meu pai depois da passagem do vigile, retornou ao Brasil. Existe alguma necessidade de que ele esteja comigo na assinatura de meus papéis agora, ou o processo é independente, podendo assim ele vir mais tarde?

    2 – Caso meu pai possa vir mais tarde, você sabe se existe algum limite de tempo para finalmente assinar a papelada dele?

    3 – Minha certidão de nascimento já foi atualizada, informando que eu me casei. Serão transcritos no Comune tanto minha certidão de nascimento quanto a de casamento separadamente? Ou será feito apenas um documento reunindo todas essas informações?

    4 – Logo após a confirmação de minha residência eu emiti aquela carteira de identidade italiana não válida no exterior (constando minha nacionalidade como sendo brasileira). Agora que emitirei a nova identidade esta possuirá o mesmo número da identidade anterior?

    Eu tinha mais dúvidas, mas agora me esqueci delas. Talvez quando começar a reler os posts eu me lembre novamente daí volto aqui…

    Muitíssimo obrigado de coração por toda a ajuda!

    Grande abraço!

  • Ciao Fábio!!!

    Venho compartilhar aqui em primeira mão a grande notícia de que finalmente a atestação de ‘mancata rinuncia’ chegou!!!

    Acabei de receber um email da pessoa do Comune me informando isso!

    Minha esposa e família podem até sentir um pouco de ciúme ao saber que compartilhei essa ótima notícia primeiramente aqui em seu blog, mas com certeza eles compreendem também a grande importância que o ‘Fábio Saga’ teve em todo nosso processo!

    Não tenho palavras para agradecer o tanto que suas informações e paciência com todas as minhas dúvidas me foram extremamente importantes para alcançar o sucesso neste processo!!!

    Daqui a pouco volto para falar mais do assunto…
    Grande abraço!

  • Ola Livia tudo bem???

    Escreva um email pra fabiosaga@minhasaga.org que eu te mando nossa proposta, ok??

    Pra que voce possa vir à Italia realizar seu processo, é necessàrio reunir todas as certidoes de nascimento e casamento, incluindo a certidao de nascimento do italiano, voce jà sabe onde ele nasceu??

    Sobre realizar o processo sem ajuda profissional, se voce nao fala italiano é sim complicado, pois existem dois fatores indispensàveis pra quem pensa em vir fazer o processo sozinho:

    1 – Falar italiano (e nao aquele da novela Terra Nostra rs)

    2 – Conhecer alguém que te hospede num imòvel que te direiro à solicitar a residencia para que seja possivel solicitar o reconhecimento

    Se voce tiver essas duas condiçoes voce pode sim fazer o processo sozinha, sem depender de ninguém, ok???

    Abraços e um òtimo dia!!!

  • Olá Fábio,

    Muito legal o seu blog! Muito sucesso!

    Gostaria de perguntar algumas coisas, se possível…

    Eu estou começando a ler sobre cidadania italiana agora… Na verdade estou morando em Londres no momento e o meu pai começou a separar as documantações do meu bissavô, estou pensando em ir para Itália depois que estiver com todos documentos em mãos, partindo de Londres.

    Gostaria de saber como funciona a sua consultoria, eu gostaria de tirar a cidadania na Toscana por ser próxima da cidade que os meus bissavós nasceram e casaram.

    Mas eu não falo italiano aindo, eu comecei um curso no Brasil, mas aprendi pouca coisa. Fica mais fácil se eu tiver uma empresa me ajudando em São Paulo para depois dar continuidade na Itália, e é impossível tirar a cidadania sem ajuda de alguma empresa se eu não falar italiano?

    Segue meu e-mail particular (livia.massetti@gmail.com)

    Muito obrigada,
    Lívia

  • Ola Henrique

    Jamais um processo em Roma dura apenas 2 meses – dura pelo menos 1 ano, isso sem contar o tempo que o vigile demora!!!

    Além disso, o consulado do RJ é o pior consulado para o envio da non rinuncia, pois pode demorar atè 6 meses para envià-la, ja que utilizam um metodo absurdo de enviar os documentos por malote diplomatico!!!

    Procure sempre um comune pequeno, evite o norte e também o sul da Itàlia, as melhores regioes sao Toscana, Umbria e Emilia Romagna por serem regioes ‘de mentalidade aberta’, embora isso nao signifique que todos os comunes dessas regioes sejam bons, temos pessimos comunes também como Firenze, Lucca, Ferrara, etc

    Abraços e sucesso sempre!!!

  • Olá, Fábio!

    Já deixei todos os docs no consulado do Rio (segundo eles a legalização deve ficar pronta nesta semana mesmo).

    Uma vez com a certidão em mãos, minha idéia era embarcar para Roma, onde apesar de ilegal, consigo um trabalho para ajudar em minhas despesas.

    Tenho uma amiga que conseguiu tudo em 2 meses após apresentar os docs em Roma (2007), mas gostaria de seu conselho sobre a atual situação deste comune.

    Uma segunda opção seria ir para o comune original de meu bisavô, Moglia (próximo de Mantova).

    Qual sua sugestão?

    Obrigado e parabéns pelo trabalho!
    Henrique

  • Ola Ray

    Nao, voce pode fazer sua cidadania independente dos seu genitores

    Abraços

  • Ray

    Ola Fabio

    minha mae é descendente de italiano. ela deve requerer a cidadania antes de mim? (ela nao tem mto interesse) ou eu posso tirar a minha sem ela ter? farei o procedimento na italia

    grata

  • Ola Janes

    Provavelmente nos proximos anos voce serà chamado, o tempo médio de espera nos consulados é de 10 anos

    Abs

  • Ola Fábio..

    Ficamos gratos por toda sua dedicação e ajuda. Suas informações são muito úteis.
    Então, entrei em com toda minha documentação há 7 anos no consulado e somente agora lendo seu Blog vi que mudou tudo desde 2007. Minha antiga solicitação ja não vale mais? Devo solicitar tudo novamente?

    Att.
    Janes

  • Ciao Mappelli

    Tirando a parte que a pessoa entrarà em férias e as coisas ficarao mais lentas, o comune acertou em todos os procedimentos – inclusive solicitando sua assinatura na ‘domanda de cidadania’ que deve ser endereçada ao sindaco do comune – sem isso ela nao poderia fazer o pedido de non rinuncia. E voce teve muita sorte que ela nao exigiu a presença do seu pai.

    Quanto às dùvidas:

    1 – Um oficial tem a prerrogativa de pedir sim apenas para um consulado, que no seu caso serà otimo, a menos que o consulado de Bh responda ao comune explicando que sò tem jurisdiçao para aquele estado e que o comune deverà solicitar aos outros

    2 – Verdade – no caso em que voce se mudar, basta inscrever-se no AIRE e levar a certidao do bimbo. Porém se pensa em ficar nesta cidade por alguns anos entao apresente sim a certidao, lembrando que quanto mais documentos voce apresentar para transcriçao, mais vai demorar seu processo no final.

    3 – Nao, filhos menores adquirem automaticamente a cidadania dos pais

    4 – Idem acima

    5 – Depois que voce for cidadao reconhecido, eles nao podem ser barrados por tratar-se de conjuge e filho de cidadao italiano – mas somente depois do seu reconhecimento!!!

    6 – Os 3 anos para dar entrada fora da Italia contam a partir da data do matrimonio. Porém para dar entrada aqui na Itàlia nao importa o tempo de matrimonio – o conjuge deve ser residente legal por DOIS anos

    7 – Exato, apenas depois que voce ter a cidadania reconhecida, atè là esta empresa està correndo o risco de pagar atè dez mil euros de multa por dar lavoro in nero.

    8 – Boa sugestao, vou começar a pesquisar sobre o assunto!!!

    Forte abraço e boa sorte por ai

  • Ola Barbie

    Nao, apenas o seu ex-marido pode (e deve) comunicar o consulado que tem um filho menor e entregar no respectivo consulado a certidao de nascimento do bimbo que serà reconhecido automaticamente italiano sem a necessidade de nenhum tipo de processo administrativo, uma vez que os filhos menores automaticamente adquirem a cidadania dos pais, ok??

    Abraços e obrigado pelas palavras e pelo carinho 🙂

  • Agora vamos às dúvidas de hoje… 🙂

    1 – Os documentos que apresentamos, e os respectivos estados onde foram emitidos são:

    Espírito Santo:
    Óbito bisnono
    Nasc. avó
    Cas. avó

    Minas Gerais:
    Óbito avó
    Nasc. pai
    Cas. Eu
    Nasc. filho

    São Paulo:
    Cas. pai

    Pernambuco:
    Nasc. Eu

    Pelo que li em seu Blog, o pedido da ‘mancata rinuncia’ deveria acontecer para o meu caso para os seguintes consulados: RJ, SP, BH e Recife (4!!!)

    Mas a senhora que está cuidando do meu processo no Comune me disse que enviaria somente para BH, e que isso bastaria para ela, pois os documentos foram registrados lá, e a minha residência e de meu pai tabmém é lá…

    Você acha que se ela fizer assim, enviando só para BH, pode dar algum problema no futuro?

    2 – Ao questionar sobre a cidadania do meu filho, a mulher me disse que não entrará com o processo dele agora, pois já que ele é ‘de menor’ será mais simples depois que eu obter a cidadania dele diretamente no consulado. Mas existe grande possibilidade de eu continuar aqui na Itália por mais um tempo. Ou seja, provavelmente correrei com o processo dele por aqui. Na sua opinião é melhor eu deixar esse processo para depois mesmo?

    3 – Se sim, é necessário depois que ele abite aqui também?

    4 – A certidão de nascimento dele já está registrada/traduzida e tudo… O processo será diferente, ou teria algum documento que nos falta? (entendo que não será necessário pedido de mancata rinuncia para ele, pois ele sendo de menor não pode ter reunciado, correto?)

    5 – Como disse anteriormente, minha esposa e filho estão na Europa mas já estão fora do período de legalidade aqui. Depois que eu for finalmente reconhecido como cidadão italiano, que tipo de problemas poderemos ter (dado que a ‘validade do carimbo Schengen’ já expirou) quando eles entrarem na Itália, ou depois ao darmos entrada no processo de cidania tanto deles?

    6 – Lembro-me de ter lido uns comentários seus dizendo que cônjuge tem direito de requerer a cidadania depois de viver na Itália por 2 anos, e que caso não viva na Itália poderia requerer a cidadania após 3 anos de casamento. Esses 3 anos contam a partir da minha data de casamento, ou somente a partir da data em que eu assinar a transcrição dos documentos italiano? Em resumo, minha esposa pode chegar aqui e já dar entrada no pedido de cidadania dela?

    7 – Consegui um emprego aqui na Itália. Tive muita sorte de encontrar uma empresa de desenvolvimento de software aqui nesta cidade pequena, é a única daqui! 🙂 A princípio vão me pagar no nero mesmo, até que minha cidadania esteja pronta. Porém tenho interesse de estar “fichado” o mais rapidamente possível, e a própria empresa também tem esse interesse, temendo que algum fiscal lá passe e cause algum problema. Bom, pelo que entendi só poderei realmente trabalhar quando for reconhecido cidadão! Não basta ser residente, ter identidade temporária ou permesso de soggiorno de quem espera o processo, né?

    8 – Agora em relação à questão de emprego fica um monte de dúvida! E fica aí uma sugestão para montar um post discorrendo sobre modalidades de contratação na Itália. Benefícios assegurados por lei (tempo total de férias, salários extras como 13). Impostos e descontos na folha de pagamento. Se já souber alguma dessas coisas e puder comentar rapidamente, ótimo, senão fica aí a sugestão de um próximo post.

    ufa! por hoje é só… Caso tenha alguma questão que eu tenha perguntado que já esteja clara em algum post seu pode simplesmente me direcionar/indicar a ele.

    Agradeço por toda a ajuda!
    Grande abraço!

  • Quando assinei meu pedido, perguntei a ela então quando os documentos seriam enviados para os Consulados Brasileiros, foi quando ela me respondeu que seriam enviados somente em 15 dias (!!!) porque ela estava entrando de férias… Questionei se outra pessoa não poderia fazer isso por ela… Logo que terminei de perguntar já imaginei que ela fosse usar novamente aquele argumento comparando o tempo do processo aqui na Itália X Brasil, mas não o fez… Apenas disse que as outras não entendiam do processo, e que poderiam acabar atrapalhando ao invés de ajudar.

    Medo!!! Medo, que tenho desse povo! Se ela disse que as outras é que ‘não entendem do processo’, o que elas poderiam saber então??? Deixei assim mesmo, não insisti, e agora espero ela voltar das férias para enviar nosso pedido de “Mancata Rinuncia”.

    Questionei à ela quais seriam os consulados a serem enviados os pedidos… Depois de eu ter de convencê-la (pela segunda vez!) que o Consulado italiano de Belo Horizonte não é um vice-consulado, ou um consulado honorário, ela disse que então enviaria o pedido para o consulado de BH, apenas, e que isso faria com que a resposta viesse mais rapidamente.

    Bom, em resumo chego as seguintes conclusões:
    1 – Cidades pequenas são ‘facas-de-dois-leGumes’, podem ser interessantes quando se tem gente conhecida para ajudar, por outro lado também se tiver ‘um’ querendo te prejudicar, esse terá mais poder.
    2 – Se vier sem amparo, não venha para cidades pequenas nessa época, de verão, todo mundo sai de férias, e por serem pequenas não há redundancia de papéis.
    3 – Definitivamente eles são mais racistas aqui sim. Essa história de dizer “Que somos boa gente”, só de conversar conosco por 5 minutos me cheira muito mais a avaliar pelas aparências do que uma simples politicagem (Ou as vezes o cara tem tem phd em psicologia e eu não sei…).

    Bom é isso… Mas como não poderia deixar de ser, daqui a pouco envio uma mensagem com algumas dúvidas. 🙂

    Abração!

  • Olá Fábio…
    Sou eu de novo!

    Volto aqui para compartilhar um pouco do andamento de meu processo. Minha experiência pode ajudar aos outros que estão no mesmo barco.

    Cheguei aqui no dia 7 de Junho. Meu pai que resolveu vir para cá também chegou logo depois, no dia 11. Demos entrada na papelada toda, inclusive com os documentos de meu filho, que é ‘menor’.

    Descobrimos através das pessoas do Comune que o vigile que normalmente fazia a verificação de residência estava de férias… 🙁

    Questionei se não haveria outro vigile para fazer a tal verificação, a resposta que tive foi mais ou menos assim: “Melhor esperar mais duas semanas aqui do que 10 anos no Brasil, não acha?” (uh!!! Toma, distraído!!!)

    Depois das duas semanas o vigile passou. Estávamos tão ansiosos que já tínhamos até deixado o kit-de-boas-vindas à postos: um aperitivozinho de cachaça acompanhada com paçoquinha! Mas o vigile recusou, afinal, estava de trabalho. Só não sei como ele, gordo do jeito que era, resistiu à paçoquinha!

    Quando ele veio, numa segunda-feira, não encontrou a Dona da casa que nos hospedava. Disse que depois gostaria de falar com ela, para saber um pouco da história… Eu na hora pensando que faria bem, liguei pra ela de meu celular e coloquei os dois para conversarem… Bom, a dona aqui, fala demais!!! E acabou falando mais do que devia… Ele mesmo começou a perder a paciência com o tanto que ela falava, e começou a dizer no final: “Tudo bem, tudo bem, eu entendo… Só não queremos que isso se transforme num negócio, numa agência…”

    Depois de desligar o telefone ele falou conosco:
    “Sei que vocês são boa gente, mas é que este processo que vocês vocês fazem é para quem vai ficar aqui, e não para quem vem, finge que mora, e depois de duas semanas some da cidade. Já tivemos aqui no passado uma agência que prestava este serviço, de trazer pessoas para cá, inclusive já vieram jogadores de futebol brasileiros aqui, e depois que conseguem o papel que querem, vão embora e nunca mais voltam! Mas, tudo bem para vocês… eu ‘fecharei um olho’ para a situação de vocês”.

    Engolindo seco perguntei se seria necessário mais algo, que assinássemos alguma coisa… Ele disse que não e que enviariam um relatório para o Comune em 2 dias…

    Depois de 3 dias, descobri que ele não havia enviado nada… Precisamos então acionar alguns amigos para conversar com ele e saber o que se passava. A mesma ladainha… Mas no final das contas, uma semana depois ele enviou o tal relatório que afirmava que nós aqui residíamos. Ufa!

    Mesmo assim, uns 3 dias depois da passagem do vigile, viajei de volta para Genebra, para ver minha mulher e filho, e meu pai voltou ao Brasil… Fiquei lá por uma semana e só então retornei para a Itália novamente.

    Quando fui ao Comune já sabendo que o vigile havia enviado a confirmação para eles há 5 dias, perguntei como estava o processo, se já haviam feito o pedido da ‘mancata rinuncia’. Me surpreendi quando a mulher disse que ainda não… Que não havia enviado porque eu precisava antes assinar um pedido de reconhecimento da cidadania, endereçado ao sindaco da cidade…

    Putz! Mais atraso! Não consegui deixar de expressar insatisfação!!! E o pior é que meu pai não estava lá para assinar o pedido dele. Mas a mulher, vendo minha insatisfação, disse então que eu poderia assinar o pedido por ele (???), daí quando fui assinar, com minha rubrica, ela falou que eu deveria ‘imitar’ a assinatura dele!!! hehehe! Fiquei com medo disso depois dar m&rd@, daí ela disse que não teria problema que esse documento nem sairia dali…

    (continua…)

  • Boa noite Fábio;

    Estou contentíssima de ter encontrado seu blog!
    Tenho uma dúvida e penso que talvez você possa me ajudar… Meu ex-marido, com quem fui casada por 10 anos, (nos casamos em 2000), teve sua cidadania italiana reconhecida por descendência. Temos um filho em comum, de 8 anos, mas que ainda não teve a cidadania reconhecida.
    1:Posso requerer a cidadania Italina, alegando que fui casada com um italiano por 10 anos, visto que quando se reconhece a cidadania dele, ele é considerado italiano desde seu nascimento?
    2:Faria alguma diferença se o reconhecimento da cidadania dele se deu antes ou depois de nosso divórcio?
    3:Se sim, para a primeira pergunta, posso fazer este processo tanto aqui no Brasil quanto na itália?
    4:Se não, para a primeira pergunta, caso reconheça a cidadania de meu filho como italiano, eu poderia como sendo sendo sua tutora, emigrar para a Itália?

    Que Deus sempre te abençoe e te ilumine!

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Ciao Giuseppe

    Como te respondi por email, Junior, Neto, Filho sao considerados sobrenomes e nenhum comune pode inverter ordens ou mudar nada sem autorizaçao judicial, esta informaçao que a atendente do consulado te passou é absurda!!! Existe nome e sobrenome, claro que pra gente aqui na Itàlia é estranho a criaçao destes ‘novos’ sobrenomes apenas para que os filhos nao tenham o mesmo nome dos pais, porém o comune fez exatamente o que é certo: Nome = Giuseppe Sobrenome = Scagliarini Junior

    Abs

  • Ciao Fabio!

    Não sei se lembra de mim, mas sou o Giuseppe que já te escreveu sobre a certidão de nasc. do meu pai de Aversa.

    Então…meu nome completo é GIUSEPPE SCAGLIARINI JUNIOR. E quando fui legalizar minha certidão de nasc. no Consulado de SP, a atendente me disse que, quando eu fosse dar entrada na minha cidadania italiana, era para avisar o Comune que era para fazer minha cidadania como SCAGLIARINI GIUSEPPE JUNIOR, pois se caso eu tivesse uma filha e eles colocassem meu sobrenome como SCAGLIARINI JUNIOR claro que não ser certo e também estaria mudando o sobrenome, ou melhor, adicionando o JUNIOR como sobrenome, que no caso não é sobrenome é um agnome.
    A Sra. do Comune fez minha cidadadia como SCAGLIARINI JUNIOR GIUSEPPE.

    Gostaria de saber se já aconteceu alguma caso com você, se já fez alguma cidadania com alguém que tem o agnome Junior, Filho, Neto.

    Grazie, Giuseppe.

  • Ciao Fortunati

    Nao comune nao creio, jà no archivio di stato sim. Abs

  • Grazie mille….
    se não der tempo enquanto estou na Itália, será possível conseguir alguma coisa por carta ou e-mail?

  • Ola Fortunati

    Infelizmente o comune em Viadana nao é um dos melhores – sao muito desorganizados!!! Eu recomendo que voce và no Archivio di Stato consultar os registros militares, e uma vez com os dados disponiveis voce pode ir no comune jà com as informaçoes. O problema é que existem muitas pessoas que nao sabem onde o antenato nasceu e disparam centenas de emails, por isso os comunes andam recebendo muitos pedidos e realmente aqueles que precisam acabam sendo prejudicados.

    E nao acho que voce deva desistir de algo sò porque encontrou no meio do percurso algumas pessoas sem boa vontade – se realmente voce tem essa identidade forte que citou todas as pedras que encontrar pelo caminho servirao para construir sua identidade cultural, ok??

    Forte abraço e sucesso sempre!!!

  • Ola Gabi

    Grazie mille!!!

  • Fabio, desesti da minha cidadania Italiana, embora tenha uma identidade muito forte com esse país, visto que estou aqui em Firenze aprendendo a língua, a cultura e a culinária; mas o consulado italiano de São Paulo, onde resido e de onde são todas as certidões tem uma fila gigantesca de 9anos para receber a documentação.
    Aproveitando a minha estada aqui, fui conhecer a terra do meu bisavô, Viadana em Mantova, com a esperança de conseguir no Comuni algum histórico familiar, já que me enviaram por correio a certidão de nascimento do meu bisavô Massimo Fortunati.
    Mesmo falando italiano explicando que queria qualquer informação que tivessem, a má vontade do funcionário foi tão grande que desisti, andei 500Km em dois dias e nada consegui, mas valeu a visita. Mas não desisti, vc sabe se tem alguma maneira de consultar os documentos no Comuni e descobrir se ele tinha irmãos, se seus pais eram da região….Os italianos não entendem esse desejo de conhecermos nossas raízes, desconfiam acham que tem algum interesse por trás.
    Espero ansiosa sua resposta, pois volto para o Brasil dia 07/07. Abraço, e parabéns pelo blog.

  • Grazie mille, Fábio!

    Estava preocupada em ter que desarquivar um processo muito antigo e fazer todas aquelas cópias autenticadas e traduções e legalizações… sabe como é. Parabéns pelo blog, é realmente de utilidade pública. Ci sentiamo!

  • Ola Gabi

    Filhos adotados na minoridade adquirem automaticamente a cidadania do pai, portanto voce tem direito à cidadania sim, fique tranquila!!! Nao é necessàrio apresentar o processo de adoçao, apenas a certidao em inteiro teor, embora o consulado no momento de legalizar pode solicitar o documento para analise apenas.

    Abraços

  • Boa tarde Fábio,
    estou orgganizando a documentação para realizar meu processo na Itália e seu blog tem sido muito instrutivo. Se possível, gostaria que me esclarecesse uma dúvida. Meu bisnonno era italiano, mas meu pai é filho adotivo. Foi adotado legalmente com 12 anos, com as devidas modificações em sua certidão de nascimento. Como fica meu processo de cidadania? O inteirto teor da certidão, com a averbação da adoção é suficiente? Senão, como se dá a homologação de sentença? Posso juntar ao meu processo cópia do processo de adoção, com as principais peças traduzidas e legalizadas e requerer a homologação ou devo abrir um processo só para isso? Procurei em vários lugares e não achei resposta. Desde já agradeço.

  • Residencias estudantis, albergues ou hoteis nao dao direito à residencia aqui na Itàlia – apenas imoveis destinados para tal. Consultoria nòs também prestamos, basta enviar um email a fabiosaga@minhasaga.org que te enviamos nossa proposta!!!

    No caso da sua bisnonna, voce precisa da certidao de matrimonio que compoe a linha de transmissao, ou seja, a certidao de casamento que gerou seu nonno, ok?

  • Meus trisavós são ambos italianos. Pedi a certidão de nascimento da minha avó mas ela se c asou duas vezes, preciso das duas certidões de casamento? E dos meus trisavós, preciso das duas de nascimento? Obrigada!

  • Vou para a itália mas ficarei na universidade Pilitecnico di Torino. Ficarei em uma residência estudantil da próprio universidade, isso serve como residência para tirar a cidadania? Acho que meu italiano não é suficiente para tratar disso, esses consultores italianos são muito caros? Tem idéia de preços? Onde posso achar um de confiança?
    Obrigada pela atenção

  • Ciao Mappelli

    Vamos là:

    1 – Com certeza!!!

    2 – Eles podem passar em atè 90 dias

    3 – Nao, este documento diz apenas que voce deu entrada na residencia!!! O pedido de cidadania sò pode ser feito depois que o vigile passar, confirmar sua residencia e o comune inseri-lo no computador como residente (demora em média uma semana depois da visita do vigile)

    4 – Sim, se o vigile costuma passar mais de uma vez (eu nao trabalho em nenhum comune que acontece isso, porém sei que tem comunes que isso é recorrente) se ele perceber que voce nao mora de fato no local indicado, pode nao confirmar a residencia, por isso é importante estar sempre em casa no horàrio que ele pode passar

    5 – Nao, somente apòs a confirmaçao da residencia, pois os consulados exigem que o comune envie o Certificato di Residenza do requerente, e este documento sò pode ser emitido depois da confirmaçao e inserçao no sistema

    Abraços e boa sorte!!!

  • Ciao Fábio!
    Eu de novo aqui perguntando…
    Mas pelo menos dei uma trégua de 10 dias sem perguntas! 🙂

    Na Questura não me pediram comprovante da entrada na Itália, apenas aceitaram minha explicação de que não tinha recebido carimbos no passaporte. Mas o oficial lá não atentou para o fato de que meu passaporte tinha sido emitido recentemente em Genebra. Além disso acho que outro fator que facilitou foi que eu disse que aqui estava para o reconhecimento da cidadania italiana.

    Bom, agora estamos eu e meu pai plantados aqui, esperando a passagem do vigile!

    Uma mulher aqui da cidade nos disse que uma vez o vigile veio verificar a residência de alguém que estaria morando na casa dela, e que bastou ela, como proprietária do imóvel, afirmar que tal pessoa morava lá, mas que não estava no momento por estar estudando e tal.

    Além de aqui ser uma cidade pequena, neste caso a pessoa não estava pleiteando o reconhecimento de sua cidadania. Então acho que por via das dúvidas, e para não ter que depender de boa vontade e de bom humor do vigile, continuaremos plantados aqui, de 08h às 20h, conforme sugerido por você.

    Perguntas:
    1 – Fazemos bem de ficar plantados aqui, né?
    2 – Sobre a questão da passagem do vigile, existe algum tempo máximo previsto por lei para que eles possam constatar nossa residência?
    3 – Até agora tenho os seguintes documentos em mãos: carta de hospitalidade, declaração de presença, codice fiscale e um documento do “ufficio anagrafe – immigrazioni / emigrazioni” onde tem escrito “oggeto : ricevuta pratica n. 81 istanza di iscrizione anagrafica per provenienzada comunicazione avvio procedimento (artt 7 ed 8 – legge: nr.241/1990)”. Este último documento é o meu comprovante de que estou à espera do meu reconhecimento de cidadania? Existe algum outro documento que me seria interessante possuir neste momento?
    4 – Uma colega que fez o processo há alguns anos atrás (não sei qual a cidade, só sei que foi no sul da Itália) disse que vieram 4 vezes dentro do período de um mês constatar sua residência. Por sorte todas as vezes ela estava lá. Mas o que me preocupa é se isso for verdade, e possível de acontecer por aqui, numa segunda vez que não me encontrasse eu poderia ser considerado como não residente?
    5 – O pedido da ‘mancata rinuncia’ pode ser feito antes da passagem do vigile, pelo Comune, como forma de acelar o processo? Ou existe algum tipo de comprovante que devem enviar aos consulados informando que o ‘vigile’ já tenha averiguado a residência?

    Grazie Mille!

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Fabio..obrigada pela informacao sei bem q eles marcam essas datas absurdas, quanto a isso ja sei como devo “proceder”. Mesmo assim obrigada pela informacao. Ja achei um tradutor juramentado. Ate mais.

  • Ola Marili

    Se voce mora aqui na Itàlia, deve aguardar ter DOIS anos de residencia legal para poder solicitar sua naturalizaçao!!! Se vive fora da Itàlia entao deve aguardar TRES anos de matrimonio.

    Abraços e sucesso a todos nòs!!!

  • ola fabio mais uma vez muito obrigado pela imformazione,fabio penso che nao me expliquei bem,nao sou decedente de italiano,apenas conheço essa pessoa que é minha futura donna…que no momento gia sei un grande donna meravigliosa..hahah,bom fabio ja stare convidado para mio casorio..futuramente..,bom gostaria de saber fabio,quando passa na questura ja posso no cumune e ter mia permisso de soggiorno,bom qual ser o procedimento certo Fabio,um abraço querido fike con Deus..mais uma vez graziee…

  • Ola Fabio, adorei seu blog tem informaçoes de muito valor, mas minha pergunta ( estou casada com italiano vai fazer um ano em agosto 2011, e quando posso pedir minha cidadania e aonde se vc poder me indicar) ja andamos por diversos departamento daqui aonde moramos mas e um tal de empurra e empurra de depto que ate desistimos por um periodo de ir atras.Muito Obrigada de coraçao se vc puder me ajudar. Boa sorte.Vc um anjo que caiu do céu com certeza.

  • Ola Nilton

    Processos realizados aqui na Itàlia nao tem relaçao com processos realizados no Brasil e vice-versa, portanto nao é possivel a utilizaçao da mesma pasta.

    Todos os filhos menores adquirem automaticamente a cidadania do genitor, basta apresentar a certidao de nascimento traduzida e legalizada. Conjuges nao adquirem automaticamente a cidadania – a nao ser que tenham se casado antes de 1983 – caso contràrio o conjuge deve entrar com um pedido de naturalizaçao por matrimonio

    Um forte abraço e sucesso sempre!!!

  • Fabio,

    Após ler tantos comentários e perceber que vc é um excelente e grande conhecedor do assunto, não me contive em lhe fazer as seguintes perguntas :

    Informações importantes

    Minha irmã obteve a cidadania italiana e já esta com a carteira de identidade.

    Ela teve uma oportunidade de realizar o processo direto na Itália em Milão e a pasta dela ainda esta aberta.

    1) Se eu abrir o meu processo pelo Brasil – São Paulo vou conseguir utilizar a pasta dela ?
    2) Como ela fez direto em Milão isto retardará o meu processo ou se torna mais rápido?
    3) Meus filhos ( 6 e 11 anos ) e a minha esposa tem direito? Tenho receio de abrir este processo no Brasil e meus filhos atingirem a maioridade e eles terem mais dificuldades caso tenham direito?
    4) Como ela já tem, isto se tornará mais rápido o meu processo ? Vc tem uma idéia de tempo ?

    Desde de já agradeço a sua atenção !!!

    Abs,

    Nilton Diniz

  • grande xarà

    Pede pra pessoa me mandar um email: fabiosaga@minhasaga.org

    Abraços!!!

  • Ola Katia tdo bem? Voce jà tem agendamento no consulado em SP para legalizaçao? Se ainda nao fez, entre no site do consulado e agende sua visita, mas nao se assuste com a data para comparecimento, provavelmente voce receberà ume mail absurdo para comparecer sò em 2019, 2020…

    Abraços e seja bem-vinda!!!

  • Oi Fabio, nossa achei por acaso seu blog, preciso de uma orientacao, vivo na Italia sou casadae ja tenho 2 filhos pequenos. Sou casada a 3 anos soh no civil. Fiz uma procuracao para o meu pai tirar meus docs la no brasil, mandar para o Eresp. E depois sei q tenho q traduzir, onde posso traduzir? no proprio consulado? Sou de Sao Paulo. Como eh meu pai q esta correndo atras disso para mim, gostaria de deixar tudo mais facil para ele fazer. Poderia me ajudar.
    obrigada desde de ja.
    Katia Pimentel

  • Hey, xarà!!! Respirei fundo ao ler o que vc postou para mim… So Deus mesmo para nos dar paciencia diante de tais circunstancias!

    Seguinte: quero te indicar a uma pessoa que esta vindo fazer a cidadania e quer contratar um assessor. Quais sao os seus contatos par aeu passar para ele, Fabio?!

    Abraços,

  • É Fábio… Estou agora no trem indo pra Questura de Sondrio. Disseram-me agora a pouco no Comune que só poderia fazer a declaração de presença na polícia local se eu tivesse algum timbro no passaporte. Não achei a explicação razoável, mas também não quis discutir…
    Bom, pelo menos a vista durante a viagem de trem é linda! 🙂

  • Ola fratti311064

    Que maravilha, como é a vida ai na terra do sol nascente???

    Sobre o prazo minimo infelizmente nao existe – porém sei que as coisas no Japao demoram bastante, nao sei em qual dos consulados italianos voce està fazendo, esperamos que nao demorem muito 🙂

    Abraços e sucesso sempre!!!

  • Mappelli

    Neste caso reuna todos os comprovantes possiveis, và o mais ràpido possivel na questura e peça pra fazer a declaraçao de presença. Na declaraçao coloque a data da sua chegada e quando o policial perguntar sobre o carimbo diga a verdade – que veio de carro e tem os comprovantes.

    E reze kkkkk pra que ele acredite na sua història e que faça a declaraçao de presença.

    Sò lembrando que independente do que aconteça no comune – se voce nao fizer a declaraçao em 8 dias legalmente serà considerado irregular no pais e poderà ser “convidado a se retirar” a qualquer momento, inclusive jà vi casos de comunes dizendo pras pessoas nao se preocuparem com isso e no final da cidadania, jà na assinatura quando a pessoa apresentou o passaporte brasileiro para conferir o nome o comune se deu conta que a pessoa estava irregular e foi o maior Deusnosacuda…

    Abraços

  • Fabio!
    Interessante e fiquei bem esclarecido do processo todo ate o seu final…Parabens!
    Vivo no Japao e minha familia ja obteve o passaporte Italiano no Brasil,no caso minha prima…o meu solicitei aqui mesmo atraves do consulado de Toquio,terminei todos os documentos e agora estou aguardando o Consulado,pois, o oficial encarregado para ele e novo tambem,devido aqui no Japao os descendentes de italiano serem muito poucos…gostaria de saber se tem um prazo estabelecido ou minimo para o final do processo depois de tudo entregue?
    Abraco e tudo de bom pra vc!!!

  • Oi Fábio! Estou bem! Agora só um pouco mais preocupado…

    Espero que esteja tudo ótimo aí contigo!

    Bom… Acho que fiz besteira!

    Como eu vim para cá de carro alugado* (logo abaixo explico o porquê) o único comprovante de entrada seriam os recibos de pagamento de pedágio. Tenho recibo por exemplo antes do túnel do Mont Blanc, e logo depois, já em Aosta.

    O problema de tudo é que em recibo de pedágio não tem nome… E o carro que alugamos, na Suíça, foi no nome da minha irmã… (“ai que burro, dá zero pra ele”)

    Bom, agora vou torcer para não pedirem algum comprovante, ou então aceitarem os comprovantes de pedágio. Como estou há 30km da fronteira Suíça qualquer coisa dou um pulo lá para ter um novo comprovante de entrada.

    Vou ver isso amanhã mesmo.

    —————–

    * – Quis vir de carro para curtir a viagem… Parar onde achasse bonito, tirar umas fotos.

    Também pretendia comer um arroz à piamontese quando passasse por Piemonte, um bife à Milanesa quando passasse por Milão, mas daí desisti, por que fiquei com medo do que me ofereceriam quando passasse por aOSTA! 😀

  • Ciao Mappelli tudo bem??

    Que òtimo que tudo està caminhando – parabéns!!!

    Sò uma observaçao: voce DEVE fazer a declaraçao de presença dentro de 8 dias, exatamente porque nao tem carimbo no passaporte – voce deve ir atè a questura e apresentar a passagem como demonstraçao que voce chegou na Itàlia, pois como voce mesmo percebeu o comune nao entende muito de cidadania.

    Quanto ao vigile, ele pode passar das 08:00 às 20:00 de segunda à sabado, somente aos domingos voce està livre pra sair!!!

    Grande abraço e estamos aqui torcendo por voce 🙂

  • Ah! Uma outra coisa que achei esquisito:

    13 – Eu fui lá com meu passaporte novo, recentemente tirado e sem qualquer carimbo. Uma das senhoras lá, que não estava por dentro da “gambiarra” que eu fiz queria porque queria que eu apresentasse o passaporte anterior para ela verificar a data do carimbo Schengen. Pois segundo ela, se eu tivesse um carimbo de Schengen, mesmo não sendo da Itália, eu estaria liberado de fazer a tal declaração de presença.

  • continuando…

    Descrevo agora como foi o primeiro contato lá:

    1 – Primeiramente as senhoras do Comune examinaram meus documentos. Elas procuraram por tudo quando é lado mas não encontraram a data de registro no consulado italiano de BH. No final das contas pararam de procurar pois viram que a data de emissão de todos os documentos eram bem recentes.
    2 – O certificato de nascita do meu antenato foi emitido há quase 1 ano e meio. Elas disseram que isso não era problema pois se necessitassem averiguar a autenticidade de alguma informação poderiam ligar para o Comune de origem do meu antenato e fazer a checagem por elas mesmas.
    3 – Depois de verem que tudo estava Ok, em relação aos documentos, me perguntaram se eu era de SP. Quando disse que não me mostraram aliviadas uma caixa que tinha uns 5 processos processos pendentes de mancata rinuncia de SP. Ela disse que tinha processo que estava ali há quase 3 meses já.
    4 – Depois quando disse que o Consulado no qual registrei era em BH, elas disseram que não poderiam pedir a mancata rinuncia por lá, afinal o consulado de BH era um “vice-consulado”. Tive que argumentar que elas estavam enganadas, e até entrei no site do consulado de BH para mostrar à elas (ainda bem que levei o notebook com acesso à internet 3G da vodafone, à 9 euros por mês).
    5 – Quanto à aplicar meu processo juntamente com meu filho, me disseram que não haveria problema algum, por ele ser menor de idade.
    6 – Sobre reutilizar os mesmos documentos para depois reconhecer a cidadania de meu pai, e de meus irmãos, ela disse que também não haveria problema nenhum, pois o documentos ficariam lá no Comune. Apenas disse que obviamente precisariam fixar residência, assim como eu, e que no caso de meus irmãos precisariam também trazer a certidão deles legalizada.
    7 – De lá a mulher me mandou para um lugar fazer o tal do codice fiscale e depois então retornar. Elas me disseram que eu deveria deixar todos os originais já em poder delas.
    8 – Quando retornei, 10 minutos mais tarde, ela fotocopiou meu codice fiscale e me devolveu o original. Também me deu um documento que seria um comprovante de que fiz a inscrição anagráfica.
    9 – Sobre a declaração de presença ela disse que iria preparar-me uma carta, descrevendo a situação toda e que depois eu a deveria trazer para a senhora que me “hospeda” assinar, e daí eu retornaria à elas a tal carta. Elas me disseram que não seria necessário eu ir até a Questura, em Sondrio. Disseram para eu não me preocupar com isso. Imagino que talvez elas mesmo registrem a tal declaração de presença no departamento de polícia local, que fica no mesmo prédio (o bom de cidade pequena é que tudo fica no mesmo prédio ou à 2 minutos de caminhada)
    10 – Elas também iprimiram para mim e me pediram assinar em duas vias o que entendi ser o documento de pedido de cidadania. Disseram que uma via depois ficará comigo. Achei esquisito porque não me pediram ainda o tal marca da bolo nem o tal do kit giallo.
    11 – Disseram para amanhã eu retornar lá para pegar os documentos que estão preparando para mim e que também vão me dar uma cópia de todos os documentos que lá deixei.
    12 – Disseram para que a partir de amanhã é pra eu ficar esperto e evitar sair de casa enquanto o vigile não passar. Pergunta: Na sua experiência, é possível que o vigile passe durante o final de semana ou de noite?

    Bom, em resumo estou feliz por parecer que as coisas estão andando mais rápido do que eu esperava, em grande parte devido à sua ajuda com todas as informações! Mas outro lado estou um pouco receoso por achar que o povo está pulando algumas coisas. Sei lá… Tenho medo de depois isso gerar um atraso lá na frente!

    Novamente agradeço por toda a ajuda!
    Grande abraço!

  • Ciao Fábio!

    Finalmente cheguei no Comune. Para vir de Genebra para cá fiz o caminho passando pela França, túnel do Monte Bianco, Vale d’Aosta, Milano e região do lago de Como e finalmente Valchiavenna.
    Fora a parte mais urbanizada, perto de Milano, o resto é tudo muito lindo!
    Bom, parece que as coisas estão andando… Hoje fui à administração do Comune e numa mistura de italiano, inglês e francês consegui me virar. Mas como disse anteriormente, acho que só tiveram tanta paciencia comigo por já saberem de meu caso antes mesmo de eu chegar aqui, por conta do Senhor italiano que tem me ajudado a fazer os contatos com os amigos dele daqui.

    Pra variar, vou ter que dividir a mensagem em partes, pois ficou muito grande e o blog não está aceitando tudo… 🙂

  • Grande Xarà!!!

    Seguinte: và no comune onde voce està fazendo sua pràtica e peça pra enviar novamente o pedido, pois misteriosamente ‘sumiram’ centenas de non rinuncia dentro do consulado de SP quando houve uma troca de funcionàrios…

    Abraços

  • E ai, xarà! Tudo bem, Fabiao?!
    Depois de eu conseguir protocolar a minha permissao de espera, estou na exaustiva espera da nao renuncia. Eles mandaram o fax para o consulado italiano de SP dia 22 de Março e espero ate hoje… este prazo esta dentro do previsto ou pode estar acontecendo alguma coisa?

    Abraços,

  • Ola Julia

    Infelizmente as datas no consulado de SP estao demorando sim, porém nao sabemos se realizar o processo pelo Brasil duraria menos, pois atè agora os dados oficiais relativos à força-tarefa nao foram divulgados, por isso nao sabemos o que é mais ràpido.

    Abraços

  • Oi Fábio, Cá estou de novo.

    Entrei em contato com o patronato ACLI para organizar os documentos necessários para obter a cidadania na Itália e recebi a seguinte (e assustadora) resposta:

    “Para ir na Italia nao compensa pois a validaçao está para o ano 2021 ou seja é melhor Brasil mesmo”

    Você confirma essa triste informação???

    obrigada
    abs,
    Júlia

  • Mappelli

    1 – Nao é tao simples assim, pois isso é informaçao confidencial!!! Voce nao pode simplesmente ligar no comune e perguntar isso. Voce deve comparecer pessoalmente no comune juntamente com o proprietàrio do imòvel (ou aquele que detém o contrato de affitto em proprio nome) e ao solicitar sua residencia voce serà informado se existe algum impedimento ou nao naquele imòvel. Esta informaçao sò pode ser passada ao proprietàrio do imòvel.

    2 -Também nao é tao simples, pois nao existe ‘baixa’ automatica de residencia, ela sò é liberada depois que a pessoa que saiu transfira efetivamente sua residencia para outro comune ou consulado no exterior. Isso geralmente demora algumas semanas / meses e somente apòs o comune receber a comunicaçao do comune / consulado é que a residencia é liberada!

    3 – Claro que existe: voce sò pode solicitar a cidadania ao sindaco do comune onde é residente!!! Por isso é essencial fixar a residencia antes, pois no momento do protocolo dos documentos a primeira coisa que o oficial faz é verificar no sistema do comune se voce é efetivamente residente – quer dizer que o vigile passou e constatou que voce vive no imòvel e o mesmo dà condiçoes de habitabilidade.

    4 – Sim, desde que voce deixe alguém legalmente representando-o. Isso significa que somente um advogado ou empresa legalmente constituida pode receber informaçoes do comune, devido as leis da privacy italianas.

    4.1 – De forma nenhuma, pois se fizer isso antes do processo ser concluido seu processo é interrompido!

    4.2 – Sim, através de delega especifica, conforme expliquei no item 4. Voce nao pode apenas pedir a um amigo ou conhecido pra ‘tomar conta’ do seu processo, é preciso ser uma empresa e /ou profissional legalmente constituido para ter acesso aos atos

    4.3 – Este responsàvel nao pode fazer nada além de mante-lo informado do processo. Nao tem poder de assinar nada, atè porque estamos falando sobre Reconhecimento de Cidadania Italiana – ninguém pode “reconhecer a cidadania por voce”.

    5 – Este procedimento chama-se copia conforme all’originale, e deve ser feito no local onde estao depositados os documentos originais. Cada documento tem um valor de 14,62 a cada cinco pàginas. E dependendo do comune e documento é necessària autorizaçao com a respectiva motivaçao do proprietàrio dos mesmos

    6 – Sim, com um passaporto em branco claramente nao serà possivel saber sua situaçao aqui

    Abraços!

  • Boa noite Fábio!

    Quando citei “amigo de amigo”, me referi à uma senhora italiana, que pelo que entendi, trabalha no ‘Ufficio Anagrafe’. Ela é amiga do senhor italiano que está me ajudando a me estabelecer lá.

    Muitíssimo obrigado pelas respostas!

    Mas como uma resposta sempre puxa outras dúvidas, vamos lá:

    1 – Só para ver se eu entendi corretamente: Eu poderia contactar alguém do ‘Ufficio Anagrafe’ e daí, informando o endereço onde pretendo ficar, eu perguntaria se lá também me comportaria como residente?

    2 – Só poderei ir ao tal apartamento agora na próxima semana, pois até lá já existe alguém hospedado no quarto onde ficarei. Suponhamos que esta pessoa que hoje lá está tenha se registrado como residente neste mesmo quarto, seria necessário que se faça uma ‘baixa’ então desta pessoa para só então eu poder me registra?

    3 – Existe algum impedimento legal, ou prático, que impeça que meu pai se registre como residente no Comune de Mese, mas que no momento de protocolar os documentos faça isso no Comune de Chiavenna (são comunes contíguos)?

    4 – Depois do processo de protocolação dos documentos, eu posso ir embora da Itália, correto?

    4.1 – Para ir embora da Itália eu devo dar baixa no ‘Ufficio Anagrafe’ que eu estou deixando a Itália?

    4.2 – Para ir embora da Itália eu devo nomear um responsável para tomar conta do meu processo? Se sim, o que ele poderia / deveria fazer exatamente? Como faria essa nomeação?

    4.3 – O que esse responsável não poderia fazer por mim requerendo assim que eu lá volte?

    5 – Gostaria de tirar o equivalente a fotocópias autenticadas dos meus documentos na Itália. Onde posso fazer isso? É em algum tipo de tabelionato / cartório ou na própria administração do Comune?

    6 – Como minha situação na Europa está irregular, você havia me sugerido em sair do espaço Schengen e depois retornar. Porém tive outra sugestão de ao invés disso tirar um novo passaporte, aqui mesmo no consulado de Genebra, desta maneira não teria nenhum carimbo. Acha que isso poderia funcionar?

    Abraços!

  • Ciao Vito

    No seu caso voce deve vir à Italia e fixar sua residencia para que seja possivel iniciar sua pràtica. E’ possivel também deixar alguém responsàvel pelo seu processo enquanto voce està na Alemanha, pois quando finalizar, o comune entra em contato com este responsàvel que por sua vez te comunica que voce deve retornar para a assinatura, entendeu??

    Abraços

  • Fabio,

    primeiro gostaria de parabenizá-lo pelo site. É o melhor e mais didático que já encontrei sobre o assunto.

    Tenho apenas uma questão (não muito comum pelo que eu vi): moro na Alemanha há 2 anos com visto e tenho meus documentos já legalizados pelo consulado italiano no Brasil. Pretendia levá-los para dar início ao processo na Itália mas aguardar na Alemanha. Também posso fornecer endereço para correspondência na mesma comune. Você saberia informar se isso é possível, ou o Certificato di Residenza é realmente preciso?

    Se for o caso, é possível fazer o registro com um visto de outro país da EU ao invés do permesso di soggiorno?

    abraço,
    Vito

  • Ciao Mappelli

    Vamos là:

    1 – No momento da transcrição dos documentos, somente são transcritos os documentos do requerente da cidadania? Ou os documentos dos ancestrais também o são?

    Somente os documentos do requerente sao transcritos no comune onde é feita pràtica

    2 – Meu filho é menor, e não me acompanhará à Itália. Provavelmente darei entrada no processo dele jutamente com o meu agora. Haverá alguma diferença grande no processo padrão de obtenção da cidadania? Por exemplo, deverei enviar mais de um “kit giallo”?

    Filhos menores adquirem automaticamente o reconhecimento dos pais, basta trazer a certidao de nascimento dele, para que o comune proceda com a transcriçao. No caso do permesso nao é necessàrio, uma vez que ele nao estarà em territòrio italiano

    3 – Meu pai, que também se tornou leitor assíduo do seu blog, se empolgou em vir agora para reconhecermos nossa cidadania! O que mudaria no nosso processo? Precisaríamos duplicar algum documento ou tudo é feito juntamente?

    Depende do comune: nos comunes no norte eles tem exigido que cada um tenha seu jogo de documentos – mesmo dando entrada juntos – isso apenas para dificultar a vida das pessoas. Via de regra os documentos podem ser utilizados pelos dois, sem necessidade de ter dois jogos de documentos.

    3.1 – Supondo que meu pai desista de vir. Sabe se haveria algum tipo de prioridade para ele para depois realizar o processo pelo Consulado italiano no Brasil, já que eu seria italiano?

    Nao, processos realizados na Itàlia nao tem relaçao com os processos realizados no Brasil e vice-versa.

    3.2 – Consegui um quarto para alugar agora à partir do dia 7. No comune de Chiavenna. Porém ainda não obtive retorno se meu pai poderia lá ficar comigo. Assim meu pai está paralelamente tentando conseguir um lugar para ficar também… Bom, pelo que entendi, para que possamos aproveitar os documentos nossos devemos residir no mesmo Comune… Mas meu pai praticamente já conseguiu um lugar para ficar, num Comune bem próximo (3 Km de distância entre os centros) e contíguo chamado Mese. Haveria alguma maneira de aplicarmos o processo juntamente estando morando em Comunes diferentes? Gostaríamos de aplicar o processo em Chiavenna, pois lá temos contatos (amigo de amigo) que talvez possam nos ajudar, ou que no mínimo podem ter uma paciência maior em nos ajudar.

    Antes de mais nada muito cuidado com “amigo de amigo” principalmente se for brasileiro aqui na Itàlia. Sobre os documentos nao é possivel utilizar o mesmo em comunes diferentes, pois eles devem ser entregues em cada uma das pràticas. E verifique se os quartos que voces estao alugando dao direito à residencia nos respectivos comunes, ok?

    Abraços e sucesso sempre!!!

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Olá Fábio!!!

    Antes de fazer mais uma batelada de perguntas aproveito para dizer que quanto mais leio seu blog mais fico seu fã! Admiro-o por sua maneira simples e objetiva de escrever, e principalmente pela dedicação e altruísmo em compartilhar informações preciosas ajudando a centenas, senão milhares, de pessoas interessadas pela Itália! Seus textos tem ótima qualidade e conteúdo! Novamente o parabenizo e agradeço por toda a ajuda que pude ter em seu blog!

    Grande abraço!!!

  • Ola Renata

    Este tipo de documento é solicitado em muitos comunes aqui na Itàlia apenas com o objetivo de dificultar o processo de cidadania, como Firenze, Milano, Bergamo, Verona e mais uma pancada de comunes no norte!!! A circular que rege o processo de reconhecimento da cidadania jure sanguinis diz claramente que sao necessàrias apenas as certidoes de nascimento e casamento + a CNN – sò isso!!!

    Abs

  • Oi Fábio,

    Está circulando um comentário aqui no Brasil de que agora está sendo obrigado a apresentar um documento que comprove o Estato Civil, no caso dos Solteiros/as, e que esse documento deve ser, traduzido e legalizado também, é verdade, esta informação procede???

    Grazie,
    Renata

  • Mappelli

    Vou ver sim o email e respondo. Sobre o comune, fez tudo certinho, parabéns!!!

    O ùltimo documento é a non rinuncia, e este documento deve ser pedido pelo comune para o consulado, que responde diretamente ao comune. Oficialmente chama-se “attestazione della mancata rinuncia” e sempre e somente deve ser solicitada pelo comune italiano!

    Abraços!!!

  • Oi Bruna

    A oficial em Belluno està de férias e volta no dia 25/05. Entao và no dia seguinte (26/05) e pergunte a ela se o consulado respondeu. Caso nao tenha respondido, diga a ela que voce vai entrar em contato com o consulado para tentar agilizar este envio e que a avisarà do resultado, assim voce terà um novo motivo pra voltar no comune depois de uma semana, entendeu?? Abs e sucesso, sempre!!!

  • Olá Fábio!

    Obrigado por toda a ajuda prestada até o momento! Depois dê uma olhada em seu email, te enviei uma mensagem (no dia 14) que falava a respeito de alguns parentes que tem interesse em contratar seu serviço de assessoria. Quando puder, me dê um retorno!

    Bom, com a ajuda de um senhor italiano que mora aqui na Suíça, ligamos hoje pela manhã para o Comune onde pretendo realizar meu processo, falamos com uma conhecida dele que lá trabalha.
    Este senhor, que está se empenhando em me ajudar, estava meio descrente de que eu estivesse com a documentação toda pronta e por isso ligamos para validar se estávamos com tudo em mãos.
    Ela conferiu um a um, perguntando pelos documentos, se estavam comigo, e se se estavam traduzidos e registrados no consulado. Até aí tudo bem, mas no final ela disse que eu precisaria ter também um documento que dissesse que eu nunca neguei anteriormente a cidadania italiana.
    Acho que li algo a respeito disso em seu blog, mas posso estar sendo traído pela minha memória… Bom, de qualquer forma você sabe algo sobre esta declaração? Onde poderia emití-la?

    Grande abraço!

  • oi! em Belluno, com ajuda de colegas.Obrigada, Bruna

  • Ciao Bruna

    Voce està fazendo seu procesos sozinha ou com ajuda de um consultor? Se està sozinha, và sim atè o comune e verifique com eles o que deve ser feito, se voce deve passar là ou se eles te ligarao quando os documentos estiverem prontos. Em que local voce està fazendo seu processo?

    Abraços e sucesso sempre!!!

  • oi! quero saber se posso ir perguntar se a nao renuncia ja chegou ou se tenho que ficar esperando?

    obrigada ..Bruna

  • Ola Ygui vamos là:

    Os documentos a serem legalizados devem ser recentes, emitidos pelos cartòrios e com a firma reconhecida ou legalizados pelo escritòrio do Ministério das Relaçoes Exteriores (verificar qual exigencia o consulado da sua jurisdiçao tem).

    A respeito do comune: se sua prima fez o processo no Brasil, no comune de nascimento do antenato nao estao registrados os documentos, pois sò sao enviados à Italia o registro do proprio requerente e nao de seus ascendentes, embora no passado remoto isso acontecia. E um erro clàssico a ser evitado é tentar fazer o processo no comune onde o antenato nasceu – geralmente nao ajuda em nada.

    A respeito da lingua italiana: se voce nao fala italiano jà nao tem um dos requisitos mais importantes para vir fazer o processo sozinha – é indispensàvel, senao como voce vai conseguir se comunicar com os respectivos òrgaos? E’ claro que eles se importam, imagine um frances tentando fazer a cidadania brasileira no Brasil – sem falar portugues…

    Sobre consultoria, podemos sim ajudà-la, escreva um email – fabiosaga@minhasaga.org – que eu te mando nossa proposta de trabalho, ok?

    Abraços e grazie mille pelas palavras e pelos elogios 🙂

  • Olá Fábio,

    Parabens pela idealização do blog, realmente quem faz o bem sempre receberá o bem.

    Vai aí algumas perguntas, se vc puder me ajudar.
    A respeito da documentação:
    os documentos que preciso legalizar podem ser de uma cópia conseguida na embaixada do processo da minha prima que já conseguiu a cidadania? ou precisarei conseguir essas certidões tudo de novo nos cartórios?
    Para o processo na Italia preciso das certidões das esposas dos homens da linha italiana até chegar em mim?
    A respeito do comune:
    Tenho o nome da cidade de meu tataravo italiano. Minha prima que já conseguiu a cidadania aqui no Brasil disse que os doumentos do processo estao todos registrados neste comune (Monte San Pietrangeli), isso poderia me ajudar de alguma forma? Seria interessante eu tentar fazer meu processo nesse pequeno comune (2500 habitantes)? OU…Eu estou acompanhando a aventura de uma menina daqui do blog e ela esta em um comune que esta fazendo pela primeira vez um processo de cidadania, seria interesante eu escolher este comune?
    A respeito da lingua italiana:
    Eu não falo absolutamente nada de italiano, pretendo ir no começo do ano que vem. Vc acha que seria interessante eu contratar alguem aí na italia para me ajudar, pelo menos com a lingua? Vc estaria disponivel para trabalho de acessoria? e em qual cidade vc trabalha?
    E para a conclusão do processo é necessario eu saber a lingua italiana? ou pra eles isso não importa?

    Mais uma vez parabens, esta tua ação gera um mar de energias positivas que retornam a ti em multiplicada força vinda de seus leitores.
    Positividade sempre. Fique na PAZ.
    Muito obrigado pela atenção.
    Ygui Cysne.

  • Bravo Fabio

    Agora nao importa quanto tempo dure seu processo, voce està efetivamente regular na Itàlia. No ato da apresentaçao na questura, voce deverà levar os documentos que contam na lista da cartinha: passaporte original, estes recibos e as fotos, ok?

    Abraços!!!

  • Oi, Fabio… tudo bem?
    Diante das suas informacoes, fui na posta e fiz todo o processo de requerimento da permesso, estou em posse das tres partes e na carta emitida pela posta diz que devo comparecer em 18/07 na questura, para uma entrevista.
    Com isso estou devidamente documentado, ne? Ate que chegue a nao-renuncia?

    Valeu por tudo!

    Fabio Iorio

  • Ciao Mappelli

    Se realmente na certidao do filho o pai é o declarente nao faz-se necessàrio a certidao de matrimonio.

    Os documentos originais sao retidos e arquivados pelo comune, se voce posteriormente precisar destes documentos, pode solicitar uma còpia-conforme dos mesmos ao comune ou solicitar novos documentos, traduzi-los e legaliza-los novamente, de qualquer forma os documentos apresentados seja na Itàlia seja no Brasil devem ser arquivados, isso nao é opcional.

    No caso de estar irregular com certeza é um problema, recomendo que voce saia do Espaço Schengen (Inglaterra, Marrocos, etc) para ter seu visto renovado. De qualquer forma, mesmo que voce consiga um novo carimbo, as autoridades podem barrar sua entrada, pois os cidadaos brasileiros podem permanecer por 90 dias a cada seis meses, ok?

    Em relaçao da cidadania do seu filho, ele sendo menor adquire automaticamente a cidadania junto com a sua, basta apresentar a certidao de nascimento dele traduzida e legalizada. E com uma certidao a mais, com certeza o processo demoraria um pouco a mais, pois o comune deverà transcreve-la também. Voce pode fazer seu reconhecimento e depois qur transferir sua residencia para o local onde pretende morar, pode levar o documento para que o consulado proceda com a transcriçao.

    As certidoes italianas tem seis meses de validade, cabe ao comune aceità-las ou nao depois deste periodo.

    Abraços

  • Fábio!

    Espero que esteja bem!

    A respeito da do “Estratto per riassunto dai registri degli atti di NASCITA” do meu antenato. Ele foi emitido em 22/fev/2010.
    Ele ainda é válido para que eu dê entrada no meu processo na itália?

    Abraços!

  • Sim, sim…. obrigada mesmo, Fábio.

    Última pergunta: qual comune é bom para fazer a cidadania então? Acho que vou ter que mudar mesmo…

  • Ciao Adèle

    Mamma mia, os 200 euros devem ser pago pra quem se NATURALIZA, nao é o nosso caso, que temos DIREITO DE SANGUE!!!

    Voce nao tem como mudar de comune? Pois pelo visto, pois como dizemos aqui esse nao sabe “una sega” sobre o processo de cidadania!!!

    O processo consiste:

    1 – solicitar sua residencia e aguardar a visita do vigile

    2 – depois que ele passa e confirma a residencia, voce entrega os documentos originais no comune juntamente com o pedido oficial, feito em formulàrio pròprio e com uma marca da bollo no valor de 14,62 colada nela

    3 – neste momento o comune analisa os documentos e solicita a non rinuncia para o consulado (ou consulados, caso os documentos sejam de vàrios estados)

    4 – o consulado responde o pedido do comune, que inicia a finalizaçao do processo, que consiste, entre outras coisas, na transcriçao dos documentos

    5 – Uma vez transcritos os documentos de nascimento e casamento (se houver), voce pode fazer sua carta d’identità e solicitar a sua certidao de nascimento italiana e também o certificado de cidadania!

    E’ simples assim – sem nenhum tipo de pagamento, nenhum bollettino pra pagar e nada de esperar meses para dar inicio ao processo, ok???

    Abs

  • Tinha esquecido de falar sobre o permesso: está marcado para eu ir na questura dia 27… aparentemente para pegar o permesso. Dia 28 meus 90 dias aqui vencem. Está certo, não?

  • Ciao!

    O vigile passou 2 semanas depois que cheguei aqui. Fui falar com o responsável ontem e ele disse que precisa conferir os documentos com o consulado, que levaria de 10 dias a 2 meses – OKAY. E que eu devia voltar hoje porque a menina que ia fazer minha richiesta não estava lá ontem.

    Pois bem, hoje fui lá, esperei horrores e não vi a menina, ele mesmo me entregou o formulário pra richiesta e um bolletino no valor de 200 euros que eu devia pagar no correio, fora a marca da bollo. Depois disse que vai demorar 3 meses pras coisas ficarem prontas e “começar a prática da cidadania” (????????????).

    Bom, não te vi falando dos 200 euros aqui, mas paguei, né. Aí voltei lá e ele não me deixou fazer o pedido AINDA porque queria a cópia dos meus documentos DE NOVO, porque cópias já deixei lá quando cheguei (não é agora que entrego os originais?). O menino da portaria ficou meio com pena porque fui lá 30 vezes essa semana e me disse para voltar terça-feira que vem, que vão olhar com a mulher que documentos eles têm lá e o que preciso entregar.

    Se enviaram a non-rinuncia não sei, mas parece que eles só estão afim de pedi-la daqui a 3 meses, só para me atrasar. Vou verificar, de qualquer modo.

    O que mais você me aconselha a fazer?

    Eu não esperava que Marche fosse assim, no consulado de BH me disseram que era okay porque não tinha tanto pedido. Aliás, o pedido da non-rinuncia é SOMENTE ao consulado de BH, não há outro… nada justifica essa demora então.

    Obrigada pela resposta!

  • Diogo

    Voce nao pode trabalhar enquanto nao for cidadao italiano, e em Milano o processo costuma demorar em média mais de um ano, entao faça as contas! E’ melhor voce ir para uma cidade pequena, fazer seu processo em 2 ou 3 meses e DEPOIS ir para uma cidade grande trabalhar, entendeu?

    Abs

  • Já estou aqui denovo Fabio, rs, muito obrigado pela ajuda… eu pensei em milano porque é mais facil de arrumar emprego pelo que vejo, e pelo fato de que pretendo fazer uma pós, e pelo que vi até agora, acho lá o melhor lugar para fazer a pós em arquitetura…
    No sul está facil para conseguir emprego agora? um emprego pelo menos só até eu conseguir a cidadania…
    Um abraço,

    Grazie.

    Dio benedire.

  • Ola Diogo

    Voce pode fazer seu processo em qualquer comune italiano, nao necessariamente onde seu antenato nasceu, ok? Basta conseguir um local para dar entrada na sua residencia. Porém se puder fuja de Milano, pois é um dos piores comunes para a pràtica da cidadania. Alias, se puder – FUJA DO NORTE rs

    Abs

  • Ciao Màrcia tudo bem??

    Eita, quantos elogios, fiquei atè vermelho!!!

    Neste caso, voce vai precisar solicitar um novo permesso, vc jà fez isso, certo? E se é casada com um italiano, voce deve fazer o pedido de ‘carta di soggiorno’ em base no art. 19, pois voce é coniuge di cittadino italiano!!!!

    Outro abraçao e sucesso pra todos nòs!!!

  • Grande Fàbio

    Voce fez apenas a carta d’identità como residente, verifique que là em “cittadinanza” consta ‘brasiliano’, o que significa que ela nao serve pra nada – principalmente em relaçao à legalidade da sua permanencia!!!

    Se ultrapassar 90 dias, voce pode ser expulso do pais caso nao tenha permesso di soggiorno, portanto ignore o que a oficial diz e faça conforme manda a lei: se for ultrapassar 90 dias faça o permesso in attesa di cittadinanza!!!

    Forte abraço!!!

  • Olá Fabio, espero que esteje bem!

    Estou com uma dúvida, Meu antenato é de Treviso, porém gostaria de fazer a minha cidadania italiana em milano, isso é possivel? é um bom comune?

    Grazie.

    Dio benedire.

  • Ciao Adèle

    Infelizmente voce escolheu um péssimo local para a escolha da cidadania – a regiao de Marche é horrivel: experiencia pròpria!!!

    Sobre o que a oficial està te falando, prova que ela nao sabe absolutamente nada, pois se voce nao completou 90 dias nao precisa fazer o permesso di soggiorno, o vigile passou e jà confirmou sua residencia? E’ preciso saber se ela jà enviou o pedido de non rinuncia ao consulado, senao voce vai ficar esperando à toa!!!

    A identidade provisòrio nao tem validade fora da Itàlia, vem carimbada “non valida per l’espatrio”, mesma coisa com o permesso: ele é vàlido apenas aqui!!!

    Abs e boa sorte!!!

  • Ola Mappelli

    Se na certidao do filho do italiano ele foi o declarante, entao nao faz-se mesmo necessàrio a certidao de matrimonio.

    Voce deve entregar sim os originais no comune, que sao retidos pelo comune – para que sejam arquivados!!!

    Se està irregular na Europa, eu sugiro que voce và atè um pais que nao pertença ao Espaço Schengen (como Inglaterra ou Marrocos) e entre na Itàlia dali, pois voce realmente vai precisar de um novo carimbo de entrada, ok??

    Por fim, filhos menores tem a cidadania reconhecida automaticamente, basta anexar a certidao dele. Com certeza demorarà um pouco mais, pois é mais uma certidao a ser transcrita, portanto sugiro que voce faça seu reconhecimento, e depois que transferir a residencia para o pais onde pretende morar, entregue a certidao no respectivo consulado, para que os mesmos procedam com a transcriçao, ok?

    Abs e sucesso sempre!!!

  • Oi, Saga!!!

    Vc é de Deus!!! Sò um grande coraçao ajuda tanto assim as pessoas!! Conheci hoje seu blog e jà me esclareci em muitas coisas!! Estou com o “sedere” doido…hehehe!! horas sentada te lendo!:) mas vale todas as dores…kkk

    Mas, vamos às duvidas: Moro em Bondeno/Ferrara hà 03 anos e casada com italiano hà 02a8m. Obtive um permesso de soggiorno de 01 ano (e nao Carta, como li em suas respostas) e dei entrada hà 04m no Rinnovo. Acontece que perdi a Identidade com a ricevuta dentro e fui ao Carabinieri fazer o Smarrimento Documenti e sò declarei a perda da Identidade!!
    Dias depois me dei conta do erro e fui a Questura denunciar a perda da ricevuta. A confusao começa aqui: A Questura me mandou voltar aos Carabinieri, mas, deveriam ter me dado o numero do rinnovo para eu declarar num novo Smarrimento, segundo me explicou o carabinieri. E como nao tinha numero ficou declarado assim: ORA NON SONO IN GRADO DI RICORDARMI IL NUMERO NE LA DATA DI RILASCIO.
    Minha preocupaçao é que agora tenho, num breve espaço de dias, 02 Smarrimento Documenti com informaçoes vagas…
    Meu marido nao ajuda muito porque fica logo nervoso e me deixa nervosa também!

    Que Deus te ilumine sempre!
    Um abraçao, Màrcia Rocha

  • Hey, Fabio..sou eu novamente, tudo bem?

    Entao, coisas inesperadas acontecendo por aqui, meu xarà: ontem fui na Comune levar os documentos originais, com a carta de residencia mais as fotos, para preencher o pedido e pegar uma copia da carta e ir na questura dar entrada ma permesso, porem nada disse aconteceu.

    Ela pegou tudo, fez uma carta para eu assinar, que foi protocolada e sera enviada ao prefeito local, me deu um outro protocolo para eu ir fazer uma carta de identidade e esta foi feita! So que atras diz que so vale em territorio nacional e ela disse que com isso eu posso ficar tranquilo na Italia enquanto espero pela nao-renuncia. Disse que nao precisava solicitar uma permesso sendo que o meu processo esta praticamente pronto e foi isso. rs

    Sai de la muito feliz, mas tbém um pouco confuso, pois nao sei agora se posso confiar que esta identidade me garante estar aqui ou se devo, mesmo assim, ir na questura e explicar a situacao.

    Voce ja viu algo parecido?

    Abraços,

    Fabio Iorio

  • Diz ela que tem que pedir vários documentos, mas não me falou sobre nenhum detalhe mais.

    E aqui, com a identidade provisiória posso viajar pela Europa de avião? Nos outros países vou estar legalizada também? Faz mal se eu sair daqui por umas duas semanas até tudo ficar pronto?

    Obrigada!

  • Olá, Fábio. Como você está?

    Minha mãe encontrou seu blog há alguns dias e me enviou o endereço por email… até que enfim um lugar decente com explicações claras e detalhadas sobre o processo! Obrigada mesmo por compartilhar, ler seus posts me tranquilizou bastante 🙂

    Porém tenho algumas dúvidas, sobretudo em relação ao que aconteceu hoje: estou em Falconara Marittima (AN) há 2 meses e meio. Hoje a mulher do comune me entregou a cópia de que eu precisava para fazer o permesso di soggiorno. Disse que entregasse o recibo para ela ammanhã e fizesse minha identidade provisória. Até aí okay.

    Só que desde o início ela fala que vai demorar, demorar, demorar. E hoje me disse que, depois da identidade provisória, eu só poderei voltar lá no comune final de agosto, para entregar os originais ainda, fazer o pedido da cidadania e um outro cara do anagrafe me informar sobre o procedimento do pedido. Você sabe me dizer o que está acontecendo? Naturalmente já estou inscrita no anagrafe e está tudo correto. Ela também pegou cópia dos meus documentos desde que fui fazer a residência.

  • continuando…

    Meu filho (de 6 anos) está comigo aqui na Suíça, mas provavelmente não me acompanhará à Itália.

    Quais seriam as implicações de eu já pedir juntamente com a minha cidadania a dele também? Me atrasaria no processo de alguma forma? O melhor é eu obter primeiramente a minha e depois requerer a dele?

  • Mais dúvidas…

    Atualmente estou aqui aqui na Suíça. Vim para cá ficar em casa de amigos enquanto esperava minha papelada do Brasil ficar pronta… Mas tudo atrasou muito e cá estou agora ‘ilegal’. Mesmo assim pretendo ainda dar minha entrada na obtenção de cidadania italiana.

    Acha que posso ter algum problema ao tentar entrar na Itália, por já ter chegado à Europa há quase 4 meses?

    Provavelmente como entrarei por terrra, não terei passaporte carimbado na entrada da Itália, precisarei fazer a tal declaração de presença então, não é?

  • Continuando com as dúvidas…

    Quando dou entrada na Itália com a documentação toda, devo entregar os originas? Esses originais depois me são devolvidos? Bastariam que fossem entregues na Itália cópias autenticadas na própria Itália?

    Pergunto isso porque realmente nos foi muito trabalhoso, e caro, conseguir todas as certidões, já que cada um, desde meu filho, passando por mim e todos os ancestrais até chegar no bisavô italiano, nasceu em uma cidade e estado diferente.

    Portanto gostaria de manter os documentos originais, pensando que talvez eles possam nos servir futuramente. Pois nem meu pai nem meus irmãos teriam condições agora de correr com o processo agora.

  • Olá Fábio! Meus parabéns pelo ótimo Blog!

    Tenho uma dúvida, já estou com todos os documentos em mãos, desde meu bisavô, italiano, até meu filho em mãos, todos traduzidos e registrados no consulado Italiano de BH.

    O único documento que não conseguimos foi o registro de casamento do bisavô italiano, pois a igreja pegou fogo, e todos documentos se perderam.

    Porém me informaram que esse documento não seria totalmente necessário, visto que na certidão de nascimento de minha avó consta como sendo meu bisavô (italiano) quem a registrou.

    Na sua opinião a falta deste documento pode ser um problema?

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Fabio

    Agora sim ‘torna’ rsrsrs. Entao està tudo certo, o negòcio é aguardar as benditas legalizaçoes chegarem!!!

    Abs e sucesso, estaremos aqui torcendo pra vc!!!

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Oi, Fabio.

    Entao, fui atras e o que ela disse foi para eu esperar ate quarta-feira, dia 11 de maio, quando ela acredita receber as non rinuncia do Brasil. Caso nao aconteça, eventualmente ela disse que recebera os meu documentos origianiais, a domanda com o marca bolo e me dara a carta para eu solicitar a permesso di soggiorno di attesa di cittadinanza no dia 12/05, quatro dias antes do meu visto expirar. Ela é muito simpatica e sempre diz que tudo vai dar certo. O que vc acha?

    Desculpa o “chat” aqui no seu blog.

    Abbracci,

    Fabio Iorio
    [havia postado com a conta google da minha mae]

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Entendi. Eu nao entreguei o pedido ainda, oficialmente, ela disse que nao precisava ate chegar o fax com a nao-renuncia. Os documentos originais estao comigo, mas ela passou o fax e esta com copias de todas as paginas, que eu fiz e ficou com ela, de todos os documentos.

  • Ciao Fabio (Iorio)

    Pergunta: se voce nao entregou os documentos, nao é possivel que o comune tenha enviado a non rinuncia, pois é necessàrio elencar todos os dados no pròprio pedido!!! A mesma coisa em relaçao ao permesso: voce nao pode de maneira nenhuma deixar ultrapassar 90 dias sem fazer o permesso di soggiorno, pois se passar vc corre o risco de ter um controle e ser expulso, portanto o comune està errado: và na posta, solicite o kit giallo, preencha, pague tudo certinho para nao ter problemas.
    Outra coisa: voce entregou o pedido oficial de cidadania, com a marca da bollo no valor de 14,62 colada? Se nao o fez (e o comune nao pediu) é mais uma prova que o comune tà “comendo bola” e vc vai esperar e nada vai acontecer, ok??

    Abs

  • Ola Pedro tudo jòia??

    Os documentos que voce recebeu sao originais ou còpias? Pois nao podem ser copias-autenticadas, devem ser os documentos originais, entendeu? E se voce pensa em vir à Italia, deve também legalizar os documentos, coisa que nao é necessàrio fazer caso o processo seja realizado no consulado. Isso significa que mesmo que um familiar tenha feito pelo Brasil, em nada te ajuda para fazer o processo aqui na Itàlia, entendeu?

    Abs

  • Oi, Fabio. Tudo bem? Estou com um problema e duvidas no meu processo e, se vc puder me ajudar com mais uma informaçao, te agradeço desde ja.
    Estou enfrentendo a seguinte situaçao:
    Apos chegar na Italia, me registrar no Ufficio Anagrafe e aguardar o vigile passar, o que levou tres semanas, eu deveria ter recebido uma carta de residencia, via correspondencia, que nunca chegou. Fui na comune perguntar o que eu deveria fazer, cf. a sua sugestao, e a funcionaria do Ufficio di Stato Civile, que esta cuidando do meu processo diretamente, disse que ja havia chegado a informacao da residencia para ela e tambem que ja havia enviado o fax para os consulados de Sao Paulo e Curitiba, solicitando o Attestazione di Mancata Non Rinuncia. Ate hoje o fax nao foi respondido e se passaram dois meses de espera por este. Ela diz que ligou no Brasil e que o meu processo esta em uma fila, que devo esperar, porem o meu visto vence dia 16 de maio.

    Agora eu preciso fazer a solicitaçao permesso di soggiorno di attesa di cittadinanza, cf. um outro post seu, porem a comuni diz que eu so preciso esperar, que nao devo me preocupar, pois ela diz que so esta esperando o fax para pegar os documentos originais e começar a efetivar tudo. Como eu ainda estou com os documentos originais em maos, sem nenhum comprovante que estou com o processo aberto e com o visto vencendo, estou com medo de ficar e esperando e dar algo errado depois.

    Muito obrigado pela atençao e fico no aguardo de uma resposta.

    Abraços,

    Fabio

  • E obrigado, é claro!

  • Olá, Fábio.

    Acabei de conhecer seu blog e confesso que estou impressionado…
    Você está de parabéns!
    Agora ao que interessa:
    Eu tenho 18 anos e sou bisneto de italianos por parte de mae (Eu > Mãe > Avô > Italianada)
    Pelo que li e reli sobre o assunto, tenho direito à cidadania.
    Um tio que está terminando o processo aqui no Brasil enviu à minha mãe todos os documentos autenticados e já acertados pelo consulado italiano aqui.
    Mas tudo perfeito, eu só não consegui uma resposta até agora: Quanto custa?
    Tirando os gastos com moradia, e envolvendo somente passagem, dinheiro necessário para entrar no país e despesas gerais, quanto custa?

  • Ola Juliana

    Isso depende do comune – eles podem levar atè 30 dias para transcrever, depende muito da experiencia do oficial. Neste caso, me parece que o comune onde voce està fazendo nunca fez o processo, pois os documentos originais jamais podem ser entregues depois que o sindaco assina a ‘attestazione’, portanto pode ser que demore um pouco. O passaporte sò pode ser feito apòs voce estar com a carta d’identità e o certificato di cittadinanza em maos, pois deverà entregar estes documentos no ato da solicitaçao do passaporte, ok?

    Bjs e parabéns!!!

  • jm

    Oi Fábio, mais uma vez muito obrigada pelas informações valiosas. Minha cidadania já foi reconhecida pelo Sindaco e amanhão estou indo ao Comune para levar os documentos originais e assim eles poderem fazer a transcrição da certidão de nascimento. Estarei aqui na Itália pelas próximas duas semanas para resolver todas as questões e não estou muito segura de quanto tempo cada etapa leva a partir da transcrição. Vc tem como me indicar, a grosso modo (pq com certeza deve variar de Comune para Comune) qto tempo leva para ser oficializada a transcrição da certidão? Uma vez transcrita, qto tempo levaria a confecção dos três documentos no comune (carteira de identidade, estrato di nascitta e certidão da cidadania italiana)? Por último, só posso fazer o passaporte depois que sair todos estes documentos ou posso fazer desde já (apenas com a declaração do Sindaco)? Desculpa tantas dúvidas mas o tempo passa a ser uma questão crucial… Beijos e grazie mile ancora! Juliana.

  • Obrigado pelo retorno, Fabio! Vou te mandar um email em breve. Abraço e boa Páscoa pra você também!

  • Olá Fabio! Muito obrigado pela presteza na resposta! Entendi sim! Passei a noite toda lendo seu site, e aprendi um monte! Então, estava lendo ai q disseram q a legalização aqui em Curitiba só esta agendando pra lá de 2013 eu acho! Então não vai dar tempo pois pretendo viajar em férias pra Espanha em janeiro! Sendo assim ficarei só no passeio mesmo, segunda-feira agora vou encaminhar as fichas de requerimento de todos aqui de casa pra dar entranda no reconhecimento aqui por Curitiba mesmo, e esperar pois não tenho previsão quando irei a Europa novamente.
    Pela sua experiência vc tem noção de quanto demora o processo inteiro por aqui por Curitiba?
    E uma curiosidade! O meu bisavô paterno se chamava Marcelo Barbieri que gerou minha avó paterna Luiza Barbieri Adamuccio, e percebi q seu sobrenome é Barbieiro, parecido num eh? Quem sabe temos algum vínculo nos antepassados heheh! Seus antepassados eram de Maglie – Lecce? alias por curiosidade vc conhece a reputação deste comune?

    Obrigado por tudo! Um Forte abraço!
    Feliz Páscoa! Deus te abençoe!

  • Ola Jesse

    Antes de mais nada, independente de aproveitar a pasta dos seus familiares em Lecce, a sua certidao de nascimento e a certidao de nascimento e casamento dos seus pais devem estar traduzidas e legalizadas pelo consulado-geral da Itàlia no Brasil antes de vir à Itàlia, senao de nada vai adiantar utilizar o mesmo processo, ok?

    Além disso, somente o oficial do comune onde voce pretende dar entrada é que pode dizer se esta variaçao é aceita ou nao – geralmente a maioria dos comunes nao tem aceitado algumas variaçoes – mesmo aqueles que aceitavam no passado, portanto entre em contato com o comune onde voce pretende fazer o processo e pergunte ao oficial se os documentos dos seus familiares ainda estao disponiveis e se é possivel apenas anexar os seus para a realizaçao da pràtica!

    Uma questao importante é que mesmo utilizando a documentaçao seu processo começa do zero! Voce deve chegar, encontrar um local para morar, solicitar a residencia, entregar os documentos no comune, aguardar o consulado enviar a non rinuncia, etc da mesma forma que os familiares fizeram, a ùnica vantagem (que eu sempre desaconselho) é a utilizaçao da documentaçao, o resto voce deve fazer novamente, ok?

    Abraços e feliz Pascoa!!!

  • Ciao Roberto

    Meu email é fabiosaga@minhasaga.org escreve là que eu te mando um orçamento dos nossos serviços, ok???

    Sobre a lingua italiana, nao é requisito para obter o reconhecimento, mas se pretende fazer sozinho é fundamental saber falar para comunicar-se com as autoridades, comunes, etc

    Forte abraço e Feliz Pascoa!!!

  • Olá Fábio! Primeiramente, quero dizer muito obrigado por compartilhar essa riqueza de informações aqui no blog, isso só demonstra o quanto vc é profissional, sincero e honesto! Parabéns! Gostaria de fazer uma pergunta e expor o meu caso! É o seguinte, Meus primos por parte de pai, já conseguiram a cidadania italiana, e estou querendo tirar a minha tb! Mas devido a demora de dar entrada aqui no Brasil, via consulado geral de Curitiba onde moro, to pensando em fazer direto ai na Itália, e realizar um sonho que é conhecer tudo por ai, então pesquisando por ai, ouvi dizer que se algum parente já fez a cidadania direto ai na Itália, é mais fácil, e não precisa começar do zero, que é meu caso, pois o primeiro da nossa família que fez deu entrada direto na Itália, então li que apresentando os documentos desse parente, e os meus traduzidos pro italiano no mesmo comune onde esse parente deu entrada, que no nosso caso foi no comune de Maglie, na provincia de Lecce, Puglia. Será que essa informação confere? Outra coisa, o nosso sobrenome existe uma pequena alteração, o correto dos antepassados é Adamuccio, e o meu é Adamuchio, isso pode gerar algum problema? E vc sabe se este comune de Maglie é um comune “bom” pois acredito q só terei uns 2 meses de ferias ai na Itália, demoraria mais que isto o processo, mesmo não começando do zero?
    Fábio, muito obrigado pela atenção e é muito bom saber que se eu for pra Itália posso contratar profissionais confiáveis por ai! Obrigado! Tenha um ótimo dia!

  • Olá, Fabio. Tudo bem? Sem querer bater na mesma tecla (já batendo), parabéns pelo blog! Você tem um email para conversarmos sobre um possível orçamento? É que não falo italiano (comecei a estudar agora, com 27 anos), mas descobri que tenho o direito à Cidadania. Gostaria de ir à Itália para agilizar o processo. Outra possibilidade seria a esposa de um tio meu: ela mora na Itália. Neste caso, ela poderia me auxiliar por aí? A necessidade de falar italiano é importante apenas para se comunicar claramente durante o processo em solo italiano ou é requisito para a obtenção? Outra questão; como escolho um comune a dedo?

    Desde já, muito obrigado!
    Roberto De Martin.

  • Ciao DeeDee

    A Italia nao emite permesso di studio para cursos livres ou de idiomas, somente para cursos de laurea ou especializaçao. E em ambos os casos o requerente deve entrar no pais jà com o visto no passaporte, nao é possivel requisitar um permesso estando irregular

    Abs

  • Ciao SAGA =)

    Estou na Italia a um ano, meu permesso acabou de vencer (ou seja, estou como clandestina) e gostaria de pegar um novo permesso por razao de estudo, me inscrevendo em alguma escola.

    Alguem sabe como funciona esse processo ?? Devo esperar os fluxos para pegar esse tipo de permesso ??

    preciso de informaçoes. Agradeço dede ja !!

  • Olá, Fabio. Tudo bem? Sem querer bater na mesma tecla (já batendo), parabéns pelo blog! Você tem um email para conversarmos sobre um possível orçamento? É que não falo italiano (comecei a estudar agora, com 27 anos), mas descobri que tenho o direito à Cidadania. Gostaria de ir à Itália para agilizar o processo. Outra possibilidade seria a esposa de um tio meu: ela mora na Itália. Neste caso, ela poderia me auxiliar por aí? A necessidade de falar italiano é importante apenas para se comunicar claramente durante o processo em solo italiano ou é requisito para a obtenção? Outra questão; como escolho um comune a dedo?

    Desde já, muito obrigado!
    Roberto De Martin.

  • Leandro

    Todas as certidoes brasileiras devem ser enviados ao ERESP

    Abs

  • Ahh Entendi, mais uma duvida, tenho que enviar ao ERESP somente as certidões de nascimento ou TODOS os documentos ?

    Obrigado

  • Ola Leandro

    Sim, voce deve solicitar documentos atualizados nos cartòrios e em seguida envià-los ao ERESP, Uma vez que retornem do ERESP voce manda traduzir e por fim no consulado-geral da Itàlia – todos estes passos sao obrigatòrios – principalmente a legalizaçao no consulado italiano, pois a legalizaçao no ERESP nao substitui a legalizaçao consular, ok?

    Abraços

  • Fabio, tudo bem ? poderia tirar algumas duvidas ?? possuo os documentos originais em mãos (velhos), tenho que solicitar novas certidões nos cartórios ? e depois envio para a ERESP ? ou servem estes mesmos. Levando os Documentos ao Patronato INAPA ainda tenho que passar pelo Consulado ??? Obrigado !

  • Ola Caroline tudo bem??

    Nesta caso esquece tudo! Se seu pai é italiano, vc nao precisa de um permesso in attesa (vc està fazendo seu processo também??). Voce pode ir com ele direto na questura e solicitar um permesso di familia!!! Porém precisa verificar certinho sobre esse permesso em aberto, và na questura e pergunte a eles se é possivel trocar o permesso diretamente là – do “attesa” para o de “famiglia”,

    Depois volte aqui pra nos contar 🙂

  • Sim eu moro com meu pai.
    Eu fiz a richiesta do permesso como attesa de cittatinanza na posta ja fazem 2 anos e nunca veio so tenho a ricevuta, no site diz que o permesso esta em estrutoria.
    Pra fazer este renovo eu faço na questura ou com o kit da posta? Voce saberia me dizer quais documentos eu tenho que apresentar?

    Muitissimo obrigada pela informaçao

  • Ola Caroline

    Voce vive com seu pai na Itàlia? Se sim, voce pode solicitar o rinovo do permesso de familia, voce deve apresentar este permesso em atè 30 dias para que o anagrafe do comune onde voce està agora confirme sua residencia! Caso contràrio, sua pràtica de residencia serà fechada e eles comunicarao a questura que voce està irregular, ok?

    Abraços e boa sorte!!!

  • ah…. o vigile ja veio aqui em casa e o prefeito ja assinou a residencia soh falatava cancelar aquela la, que ja estava cancelada, e agora o cara da anagrafe disse que nao pode dar a residencia sem eu ter uma ricevuta nova.

  • Este comentário foi removido pelo autor.

  • Oii Fabio gostaria de uma informaçao.
    Moro na Italia, fiz minha residencia e richiesta di permesso (que ate agora nao esta pronto) em Torino ha 2 anos, e agora consegui finalmente legalizar meus documentos, trasferi minha residencia para Verona e pra minha sorpresa minha residencia em Torino estava cancelada, agora o cara da anagrafe disse que eu tenho que fazer um novo permesso pra ele poder aceitar a residencia e dar continuidade no processo de cidadania. Vc sabe se é possivel fazer uma atualizaçao de permesso ou fazer um novo pedido de permesso??
    Meu pai ja é Italiano isso pode ajudar em algo???
    Muito obrigada
    aguardo resposta

  • Ola Paula tudo bem?

    Na verdade, Sp està agendando pra 2020…

    Bjs

  • Oi Fabio,

    Antes de mais nada, muito bom seu site! Parabéns pelo trabalho e pela dedicação 🙂

    Estou com meus documentos prontos para serem traduzidos e legalizados, mas sou de SP e não consigo me conformar com a demora do consulado… Se eu for tentar um agendamento agora, só devo conseguir horário em 2013, não é isso? Vc sabe como anda isso?
    E fazer em outras cidades pelo que sei é impossível… Puxa, isso dá um desânimo! Se eu quisesse fazer todo o processo no Brasil, compreenderia melhor a demora… mas esperar anos por um carimbo pra eu poder viajar..!! rs. Mas vamos que vamos, uma hora consigo!

    bjs

  • Ola Aline tudo bem?

    Sim, pra quem està no exterior hà mais de cinco anos a embaixada legaliza!

    Abraços!!!

  • Olá Fabio, boa noite! A Embaixada de Brasilia legaliza os documentos pra quem reside no exterior? Li em um post antigo sobre legalizações e só precisava confirmar, anexo aos documentos o Comprovante Oficial de Residência? Muito obrigada!

  • Grande Lucas

    Email jà respondido!!!

    Abs

  • Oi Fabio, tudo bem?
    A casa caiu aqui em Milão, te mandei um e-mail, se puder me dar uma mão…
    Obrigadão novamente
    Abraços,
    LUCAS

  • Ola Fabiao tudo jòia?

    Agora o consulado do RJ està exigindo que o requerente efetue o agendamento através do site. As datas estao com uma fila de espera em torno de 3 meses, pelo menos os ùltimos clientes que fizemos a pràtica do RJ demoraram este tempo, ok??

    Forte abraço!!!

  • Ola Mirela

    Alguns comunes gostam de complicar as coisas (como é o caso de Bergamo) e exigem essa tal declaraçao. Segundo eles, é uma prova de que a pessoa é solteira, sendo assim nao estaria “enganando” o oficial no caso de nao trazer a certidao de casamento, o que é um verdadeiro absurdo, afinal se uma pessoa é casada ela vai trazer a certidao de casamento, nao teria nenhum problema. Isso é apenas uma forma de aumentar a “burrocracia”…
    Abraços!!!

  • Fala Fabio,
    Finalmente estou conseguindo andar com a busca das certidões e surgiu uma dúvida sobre o prazo de agendamento no Consulado do Rio. Sabe como anda o procedimento por lá?

    Abraços

  • Olá Saga !!! Olha só…, uma amiga de São Paulo está com a mesma dúvida a respeito da tal Escritura Pública de declaração de Solteiro, afinal o que é isso ? A mãe e a irmã já fizeram o processo em Bergamo etc e tal e agora pelo o que entendi o funcionário do Comune está exigindo isso para a próximo reconhecimento (a filha essa minha amiga), será que procede ? Ah, parabéns pelo POST !!! ótimo como sempre !!! um abraço,Mirela

  • Ola Julia tudo bem??

    As legalizaçoes nao podem ser feitas em vice-consulados nao, apenas em consulados-gerais.

    Em relaçao à documentaçao é verdade: voces podem utilizar a mesma documentaçao original para os dois familiares, bastando acrescentar as certidoes de voces!

    Abs

  • Ciao Lorena

    Ufa, entao està tudo certo 🙂

    Outro abraço!!!

  • Debukismother que òtima noticia!!!

    Agora falta pouco, viu como valeu a pena esperar????

    Mande sim uma foto pra que possamos comemorar juntos!!!

    Bjs

  • Hola Fabio te mandei um email ontem e dia 28 vc pode me confirma se chegou, um abraço. meu email é nadhyasolange@yahoo.com.br

  • Fabio,
    muito obrigado pelo blog e pelos ótimos posts, eles têm me ajudado muito desde quando comecei a pesquisar sobre a aquisição da cidadania italiana! Parabéns!

    Estou pensando seriamente em adquirir minha cidadania na Itália, acredito que não valha a pena se sujeitar a essa espera exagerada no Brasil, sem falar na experiência que é viver aí!

    Mas enfím, tenho algumas dúvidas:

    A legalização dos documentos tb pode ser feita em um Vice-consulado (moro em Bélem) ou tenho que me dirigir ao consulado responsável pela região? O tempo p/ legalizar varia entre os consulados?

    Sei que na Itália não existem as “pastas famíliares” mas em outro post (não lembro qual) ví o comentário de alguém que iria com a irmã perguntando sobre a documentação, e você respondeu que ambas poderiam aproveitar a mesma certidão(não sei se estou certa).
    Não entendi muito bem isso.
    Como proceder quando requerer a cidadania na Itália com os pais ou um irmão? Cada um com a 2ª via original das mesmas certidões? E quando os filhos são menores de idade?

    Espero não ter assustado com tantas dúvidas hehe..

    Abraço,
    Júlia.

  • Obrigada pela resposta Fábio! Na minha Carta d’Identità constam aqueles dados que vc disse, então pude ficar tranquila… graças a sua ajuda!!! Obrigada mesmo!!
    Um abraço,
    Lorena.

  • oi fabio, estou tao feliz, pois hj cedo ligaram da comune aqui de montesilvano que chegou a resita da non renuncia e foi la correndo e agora a moca da comune vai me ligar em 2 dias pk vai preparar os doc. pro sindaco assinar e depois me liga pra ir ae la pra fazer minha carteira de identidade, ja pedi tb meu certificado de nascita e tb farei o tao sonhao passaporte, etnao venho aqui participar com vc da minha felicidade e qdo eu egar algum dos doc. eu vou amdar uma foto pra vc, bjs amigo

  • Ciao Mister!

    Grazie pelas palavras! Este caso que vc citou nao é considerado erro e sim “abrasileiramento”. Giuseppe – Jose / Giovanni – Joao / Pietro – Pedro e assim por diante. Porém voce fez certo: a CNN deve conter todas as variaçoes!

    Forte abraço!!!

  • Oi Patty

    Teoricamente ela tem sim direito à cidadania, pois mesmo divorciada ela conserva a cidadania! Porém na pràtica a coisa muda de figura, pois como ele nao fez o proprio reconhecimento, tenho certeza que o consulado vai dizer que sem o reconhecimento do ex-marido, ela nao pode transcrever os pròprios documentos. Peça à ela que compareça no consulado italiano com essa pergunta, depois volte aqui pra nos contar o resultado, ok?

    Abs e brigadùùùùùùùùù

  • Grande Lucas, tudo jòia???

    1. Aqui voce deve colocar o comune onde ele nasceu, isso mesmo!

    2. Aqui é o nome do filho do antenato, sei là pq se coloca esse kkkkk

    Forte abraço, realmente està me devendo jà uma cervejaria inteira kkkk

    Forte abraço, estou torcendo por vc!!!

  • Olá Fábio. Como todos disseram você é EXCELENTE! PARABÉNS de verdade pela dedicação. Agora uma pergunta: sobre a questão de erros/traduções nos nomes, parece que não há mais necessária a correção. Por exemplo, no meu caso meu bisavô se chama Giuseppe e em todas as certidões aqui do Brasil estão como José. Mas eu pedi para que colocassem na declaração de naturalização negativa que Giuseppe e José eram (são) a mesma pessoa. O que tem ocorrido aó na Itália? Os comunes estão exigindo essa retificação? Obrigado pela ajuda.

  • Ola Fabio,
    me serve uma ajuda, eu e meu marido moramos na italia – comune de Noale(ve).Meu marido ja possui a cidadania italiana(por seu bisnono paterno). Ele fez tudo aqui na italia. Agora queremos pedir a cidadania da minha sogra, que casou em 05/1973 (ANTES de 04/1983), mas se divorciou em 1993.Meu sogro nao tinha a cidadania italiana e morreu em 1994 . Agora como queremos q venha morar conosco ela ainda tem direito a cidadania?
    obrigada
    PS: parabéns pelo blog!

  • Fabio, você é mesmo uma lenda viva!!! Eu entrei no teu blog pensando em procurar um velho post com o passo a passo para o processo e aqui está, não só na primeira página, mas totalmente atualizado!!! Valeu!
    Bom, é o seguinte: finalmente meu pai conseguiu legalizar para mim as certidões no consulado, na segunda visita (não sei se lembra, pediram até cópia do processo de retificação de nome, tive que acionar advogado e tal… no fim nem olharam!), e depois de trapalhadas da DHL (minhas certidões foram parar nas mãos de uma moça no Perú, mas isso é outra história…!) finalmente estou com tudo aqui, e espero amanhã conseguir uma escapadela do trabalho para ir ao comune iniciar a famosa pratica!
    Estou preenchendo a domanda e tenho umas dúvidas, poderia me ajudar por favor?
    1. onde fala “emigrato in Brasile dal comune di _____________ (_____)” imagino que seja o comune onde morava, normalmente a mesma onde nasceu, certo? então devo repetir a mesma informação de antes, è vero?
    2. onde fala “alla nascita del figlio _______________” é o filho do antenato italiano na minha linha de transmissão da cidadania, certo? por que se coloca só esse filho? por que foi o primeiro brasileiro da história?
    Obrigado! Assim que tiver mais novidades te aviso! E aí precisamos tentar nos encontrar pois estou te devendo inúmeras cervejas!
    Abração,
    LUCAS

  • agora vejo que no comentario acima esta teu email. Vou te enviar um.abraços

  • Bom dia Fábio , como esta? Li bastante o teu blog e acho que entendi o teu trabalho. Voce pode me passar teu email por favor

  • Ciao Rafaela

    kkkkkkkkkkkkkkkk viu sò, pian piano si và lontano kkkk

    Bjs

  • Oi Mag tudo bem??

    Me mande um email – fabiosaga@minhasaga.org – que eu te mando a proposta atualizada! Nos comunes onde eu trabalho nao sao necessàrias as certidoes de òbito, porém o comune de Firenze (que é péssimo) exige isso e outras coisas absurdas também rsrs

    Abs e atè breve!!!

  • Oi Nadia

    Pode ser um amigo sim, o importante é que voce deixe um documento chamado “delega” que é o equivalente a “procuraçao”, para que ele possa acompanhar seu processo e em caso de necessidade poder te informar!

    O tempo depende do comune onde vc ai dar entrada e principalmente depende do consulado argentino que deve responder o pedido do comune, é dificil dizer com precisao, mas geralmente dura apenas alguns meses,

    Abs

  • Valeu Fábio,

    muito obrigado!

  • Cara, parabéns mais uma vez… Foi lendo o seu blog e a comu tantas e tantas vezes que eu tomei coragem pra vir e fazer o processo. Foi tudo protocolado ha 1 semana (o Vigile passou depois de 8 dias, depois daquele e-mail desesperado que eu te mandei, haha) e o pessoal do Comune está empolgado agora, em fazer o ‘primeiro processo’ :)…

    Agora só pra deixar público, galera, eu sou chata pra caramba, incomodei o Fábio zilhões de vezes, sempre deixando claro que não teria como arcar com os custos de contratar os serviços dele e, mesmo assim, sempre recebi resposta, sempre atencioso e nunca me disse nem um “ô baixinha, dá um tempo vai”, haha

  • mag

    obrigada!!!!

  • mag

    Desculpe, apos reler, nao sei se ficou muito claro a parte de Lucca.
    Vc so faz os processos no seu comune ou poderia fazer em Luca tb?
    esqueci de deixar o email:
    magdab@click21.com.br

  • mag

    Fabio…
    os anos se passam e vc nao muda nem um pouco, continua aquela pessoa generosa e com alto-astral, sempre trazendo uma luz no final do tunel…
    Bem, finalmente estou com os meus documentos encaminhados – tenho encontro marcado com a Dona Francesca nessa semana, porem,acho que fiz uma barbeiragem….
    Nao sei porque razao, fiquei com a nitida imagem de nao precisava da cert. de obito do italiano. Entao fiz todas as retificacoes necessarias – mesmo porque a bendita inteiro teor apresentou erros serios que nao estavam na breve relato que eu tinha – porem a de obito ficou ignorada.
    Li em algum lugar ontem que a de obito do italiano tb sera necessaria dependendo do comune, vc sabe me informar se essa info procede?
    Precisarei contactar o comune para confirmar isso?
    Mais uma coisa, vc poderia me enviar novamente por email a sua cotacao atual? A que tenho ja data de mais de um ano atras.
    E mais uma coisa, irei provavelmente com meu filho que ja e cidadao pelo meu marido, seria possivel inclui-lo no preco da acomodacao?
    Estou numa duvida cruel, tenho residencia disponivel em Firenze – mas o comune de la e uma desgraca, tenho tb em Lucca, mas esse comune nao sei como anda. Fica mto longe de vc?
    Muito obrigada,
    Abracos

  • Alguem responsavel quem?? um amigo ou um advogado??
    As certidoes sao todas argentina.
    Quanto demora pra vc ter a cidadania italiana? obrigada

  • Ola Nadia tudo bem??

    Se voce pretende vir fazer o processo sozinha nao é recomendàvel vir e ir embora, pois é importante deixar alguém responsàvel pelo seu processo na sua ausencia, ok?

    Se voce é Argentina, tem a vantagem de nao precisar legalizar, voce deve “apostilar” suas certidoes, sao todas emitidas na Argentina ou tem alguma certidao brasileira???

    Abraços e sucesso!!!

  • Hola Fábio, te escrevi ontem, moro na españa e o meu permisso é de un año entao nao poderia presentar por aqui como vc já disse. Agora o que eu gostaria de saber é até que ponto eu tenho que morar na Italia pra fazer o processo. Porque primeiro tenho que tramitar a residencia italiana é isso? e depois tenho que tramitar a cidadania, e o tal vigile vai na minha casa em que época? rsss É porque estou pensando em ir pra Itália pra tramitar isso e logo voltar pra España. Quero ir pra Toscana mas a cidade ainda nao sei , logo vc me conta qual é melhor pra presentrar o pedido. E tambem sou argentina pra legalizar os documentos já deve ser outro porcesso ne? Lendo o que te escrevi o que vc me recomenda ?? Obrigada

  • Ana

    Constarà sempre a cidade onde voce nasceu, afinal ela nao muda, nè? 🙂

    Bjs

  • Grande Fabricio!!!

    Pra legalizar, o consulado exige que os documentos sejam recentes, porém nao especifica quanto recentes devem ser. Jà me disseram 6 meses e 1 ano. Depois de legalizadas, os documentos tem validade oficial de seis meses.

    Abraços!!!

  • Ciao Ana Julia!!!

    Brigadùùùùùùùùùùù

    Bjs e contagem regressiva 🙂

  • Ola Debukismother

    E’ exatamente o que eu escrevi acima para o Mauricio: antes de enviar a non rinuncia, os consulados estao exigindo que o comune escaneie os documentos para analisa-los e verificar se estao todos ok!!! Infelizmente està demorando um pouco, antes a resposta de SP chegava em torno de 30 dias, ultimamente soube de casos que chegaram atè 90 dias de espera, pois imagine a quantidade de pedidos e de documentos que o consulado tem que analisar.

    Abraços e boa sorte, quando o consulado responder volte aqui pra nos contar quanto tempo demorou, ok???

  • Ola Fabio

    Cidadania “jure sanguinis” nao entra no pagamento de 200 euros, isso serve apenas para naturalizaçao por matrimonio. Se um comune cobra este valor é por desconhecimento ou sacanagem mesmo.

    Abraços

  • Olà Mauricio

    Atualmente os consulados estao analisando os documentos quando o comune solicita a non rinuncia. Por exemplo: se os documentos estiverem irregulares, ou com erros que coloquem em dùvida a transmissao da cidadania, o consulado tem a prerrogativa de nao envar a non rinuncia. Um exemplo muito comum é quando a pessoa vem com os documentos sem legalizar e consegue com “jeitinho” fazer com que o comune aceite. Quando chega na parte da non rinuncia, o consulado avisa ao comune e a pràtica é cancelada, uma vez que os documentos nao estao prontos para a pràtica.

    Abraços!

  • Ciao Nadriane!!!

    Woooooow, que bacana, grazie mille!!!

    Sobre a casquinha: nao deve implicar, o importante é voce comprovar a residencia através dos comprovantes e titulo de eleitor

    Outro grande abraço!!!

  • Ola Luiz

    Jà te respondi por email, infelizmente nada pode ser feito, a nao ser esperar – infelizmente!!!

    Abraços

  • Roberticus

    Voce pode dar entrada em qualquer um dos mais de oito mil comunes da Itàlia, nao existe absolutamente nenhum tipo de problema, pois nao existe comunicaçAo entre comunes, apenas entre comune – consulado. Abraços

  • Grande Juarez tudo bem??

    Quanta honra cuidar do processo da famiglia Propato!!! Que Deus abençoe a todos nòs 🙂

  • Ola Lorena

    Verifique se na sua carta d’identità consta entre parenteses (atto n. xx, p. x S. x) as informaçoes sobre a transcriçao dos documentos. Se nao constar nenhum nùmero ou estiver em branco, pode ser um problema, pois quer dizer que o oficial nao transcreveu seus documentos, entendeu? Por outro lado, se constar estes nùmeros, basta entrar em contato com o comune e solicitar os documentos

    Abraços

  • Fabio

    Uma pergunta, talvez boba, mas enfim.
    Nos documentos constarão que somos italianos desde que nascemos. Mas qual a cidade/país de nascimento que consta dos documentos? Quero dizer, somos reconhecidos cidadãos italianos mas que nasceram em X cidade do Brasil?

  • Lilas

    Infelizmente as coisas no consulado ultrapassa o limite do bom-senso quando o negòcio é a legalizaçao dos documentos. Ninguém consegue entender e o pior: nao estamos conseguindo encontrar uma alternativa para mudar este tipo de coisa, pois realmente aguardar uma década para legalizar os documentos nao dà…

    Abs e jamais desista dos seus sonhos, acredite sempre que quanto mais voce quer algo, mais o universo conspirarà a seu favor, ok??

  • Grandes Fabio e Cesar

    Sim, os concorrentes realmente nao gostam quando eu posto este tipo de assunto, pois muitos deles adoram “dificultar pra depois vender facilidades”. Nòs aqui – ao contràrio – nao temos medo de passar todas as informaçoes, pois temos certeza que nao é a propaganda que é a alma do negòcio: a transparencia é que é a verdadeira alma de um negòcio!

    Um forte abraço a cada um de voces!!!

  • Oi Carol

    Fiquei atè vermelho agora 🙂

    Realmente, o objetivo é sempre informar, seja quem pensa em vir sozinho, seja quem pensa em contratar-nos, pois sempre terao CAB’s (Clientes Amigos do Blog) que por um motivo ou outro nao terao tempo ou vontade de fazer o processo sozinho e nos contratarao, o importante é AJUDAR SEMPRE!!!

    Abraços

  • Ciao Gra

    Jà respondido o email, bjssssssssss

    • ana

      Fabio

      Estou de mudanca para a Europa, preciso falar com vc sobre o meu caso. Preciso de um orcamento tb.
      mande um email por favor.
      Obrigada
      Ana

  • Silvano

    Obrigado voce pelas palavras e pelo carinho 🙂

    Sobre legalizar em outro local, se voce transferir seu titulo de eleitor e conseguir comprovar residencia efetiva noutra circunscriçao consular, pode legalizar normalmente, porém os consulados estao exigindo pelo menos 12 comprovantes de residencia, ok?

    Abraços!!!

  • Ola Fabio (xarà)

    Nao entendi bem a història: um marido que vem acompanhar a esposa que vem reconhece o processo? O proprietàrio do imòvel deve comunicar à questura a presença de ambos dentro de 48 horas, porém é importante verificar se o imòvel onde serà solicitada a residencia comporta a hospedagem também do acompanhante, pois quando o vigile passar, vai ver que a pessoa està hospedada là, entendeu? E além disso, se o processo da esposa nao estiver concluido em 90 dias, o marido deverà sair da Europa, pois como extra-comunitàrio sò pode permanecer 90 dias a cada 6 meses.

    Forte abraço!!!

  • Ola Elissandra!

    Alugar do Brasil é possivel sim, o que eu recomendo:

    Se voce pensa em vir para uma cidade qualquer, vamos utilizar como exemplo Bari. Digite no Google “affitto Bari”, que vai aparecer um monte de sites de imobiliàrias com as ofertas, entendeu?

    Segue abaixo alguns sites:

    http://www.mioaffitto.it
    http://www.affitto.it
    http://www.bachecacase.com
    http://www.soloaffitti.it
    http://www.immobiliare.it
    http://www.casaclick.it
    http://www.123case.it
    http://www.tecnocasa.it

    Bjs

  • Maravilha Fábio! Post gigante e didático como sempre! =)

    Minha legalização está agendada só pra janeiro de 2016 no Consulado de SP, então não tenho muita pressa….rs

    Só uma coisa, pra legalizar no Consulado de São Paulo, E pra entregar na Itália, os documentos tem algum limite de data? Tipo, expedido em no máximo 3/6 meses? Ou nada disso?

    Abração!

  • É incrível a sua disposição em ajudar as pessoas!
    Não é a toa que você é um sucesso.
    Contagem regressiva :)))))

  • oi fabio, estou em moneteslvano, pescra desde novembro de 2010e ja de entrada nas minhas docuemtnacoes na comune de montsilvano e a moca que esta fazendo toda minha documentacao ja me du o documento feito pela coomune que estou em atesa de citadinanza e tb compri o bolo de 14.62, depois fiz minha residncia onde vieram aqui o viorgli urbani depois de 1 semn peguei meu documento de rsidencia tb com o bolo d 14,62 e agora ela diz pra mim qeu manou a pergunta de renuncia e ja chegou a resosta que esta ok, mas hj cheguei da comune a tarde e al me disse que o consulado de sp pediu pra ela enviar meus doc. originais em portugus pra eles verem se esta certo, pois diz ela quqe tem pessoas que estao tentando falsificar legalizacoes de consulado e agora estou n esra da rersposta ok de sp pra o sindaco dar o doecuemnto de minh cidadania assinada e depois farei minha carteida de identida e meu passaporto e dai ja faco tb de minha filha de 8 anso que esta aqui comigo, eu nao sabia dessa prtica de ter que mandar os doc. originasi em pportugeus por email rpo consudo italianoa de sp, vc sabia e por favor m diz se demora essas rspota por favor, pois minha mae esta muito doente e prcisa de mim la o mais rapido possivel, ntao fico aqui so ate sair meus dc. e depis retorno pro brasil,obrigada e abracos

  • Ciao Fabio. Tambem quero parabeniza-lo pelo trabalho que tem desenvolvido. Os eu blog tem sido de grande ajuda.

    Ja estou no processo da minha residencia, aguardando o vigile passar. Agora sobre o passo seguinte, segundo o Pacchetto Sicurezza (L. n. 94/2009), ao dar entrada no pedido de cidadania tenho que pagar um contributo de 200,00 euros.

    Como nao achei nada sobre esta informacao no seu passo-a-passo, quero saber se vc sabe de algo a este respeito.

    Grato e Ciao!
    Fabio Iorio

  • Olá Barbiero,

    No momento da resposta da “non renuncia” dos consulados brasileiros, há por menor que seja, a possibilidade de haver “algum problema” nesta etapa?

    Obrigado
    Att.
    Maurício

  • Sensacional!!! Eu fiquei emocionada quando li, meus olhos se enchem de lágrimas porque a gente sente todo o seu empenho e há muita honestidade nas suas palavras. E o melhor, sempre bem humorado! Esse é o Fabio!
    Nosso Farol!
    Vou aproveitar para tirar uma casquinha… será que o consulado de Curitiba vai implicar com o meu RG que foi feito em SP? Vou comprovar residencia no PR.
    À você e sua querida companheira, somente as melhores e mais positivas vibrações!
    Adoooooooro!
    Grande abraço e…Viva o Saga!!!

  • Olá Fábio, boa tarde.
    Hoje, após ler este maravilhoso post, resolví dar uma passada no Consulado italiano aqui em São Paulo, e como diria Maysa em sua música: “Meu mundo caiu…”
    Após algumas horas em uma fila pra lá de divertida, descobri que o Consulado aqui de Sampa está com prazo de “anos”; Isto mesmo, “anos” foi o que o funcionário me disse para legalizar os meus documentos. Sendo assim, minha programação de ir à Itália este ano foi por água abaixo.
    Tem alguma coisa que eu possa fazer para agilizar isso ?
    Tem alguém que eu possa contratar aqui no Brasil pra fazer isto andar ?
    Aguardo a tua resposta e desde já, obrigado.

  • Fábio,
    parabens ao ter montado este show de blog

    Se poderia esclarecer mais uma dúvida, seria muito grato..

    O nosso bisnonno veio de um pequeno comune (Borso del Grappa)no noroeste de Treviso.

    Tendo em conta que vc já avisara nos últimos tempos que as províncias do Vêneto estão superlotadas de brasileiro solicitando cidadania, só queria perguntá-lhe sobre quais regiões seria mais aptas para encaminhar o processo.
    O fato de estabelecer-nos dentro de uma Regione alheia (digamos, Ligúria) àquela de onde veio o nosso parente – não suporia algum inconveniente desde o ponto de vista de competência administrativa das subdivisões políticas entre as Regione?
    Demora para que alguma Regione comunique com as entidades de outra?
    Obrigado!

  • ciao, Fabio. come va ? spero bene !
    grazie per tuttiin blog.
    Fabio, meu nome é Juarez Propato, tenho 67 anos e sou neto de italiano. Este ano tenho conversado com varios da familia Propato e despertou em mim o desejo de conhecer a Italia e os parentes italianos e, se Deus permitir, fazer minha cidadania. Meu primeiro passo esta sendo aprender o italiano, via busuu.com e o seu curso. Permitindo Deus, voce será o escolhido para me conduzir neste processo. Parabens pela transparencia e seriedade do seu trabalho. Que o Senhor te abençoe e te Guarde…pastorjuarezpropato2009@hotmail.com
    Ti saluto con abbraccio a te alla tua famiglia. Tchao!!!

  • Ótimo post!!! Parabéns! Mas me deu uma dúvida… eu fiz o processo de cidadania aqui na Itália, sem contratar ninguém, junto com mais 2 primos. Conseguimos a cidadania em maio de 2009, mas o comune só nos deu a Carta d’Identità e com ela fiz tbm meu passaporte italiano. Quer dizer, não tenho o estratto di nascita nem o certificato di cittadinanza. Aí fiquei preocupada: Fabio, você acha que isso pode gerar problemas para mim no futuro? Te agradeço muiiiiito a atenção e a ajuda que vc dá a todos que buscam a cidadania.
    Lorena.

  • Olá fábio!
    Parabéns pelo Saga… é realmente ótimo ter alguém em quem confiar…!
    Estou começando minha saga e já de cara sofri a maior desilusão! Estive no consulado de são paulo que me deu a informação de uma fila de dez anos!!! para a legalização. Saí de lá chorando, pois nos meus planos eu iria este ano… como nem tudo são flores e desistir não é o meu forte, vambora, né?
    Esse boom dos últimos anos…
    Obrigada pelo ombro amigo!

  • Grande Fábio,

    Parabéns pelos relatos de como proceder a cidadania e também pela coragem. Seus concorrentes não devem estar gostando destas dicas. É por isso que nós, leitores assíduos do seu blog, ficamos felizes e satisfeitos com sua iniciativa. É por isso, também, que independente de conhecer o processo de forma tão detalhada como descreve, continuo com a total certeza e confiança em efetuar os serviços com o CARA ou melhor o SAGA.

    Abraço Cesar Silvestre

  • Fala Fabio,

    Valeu a espera. Ficou muito bom!
    E com certeza essas informações não atrapalham sua consultoria, pelo contrário, mostram que você entende e domina o que faz. Uma bela propaganda.

    Abraços.

  • Fabio, alguém já te disse que vc é O CARA…hehehe????

    Bem se vê que vc não fica querendo arrancar os nossos suados dinheiros para fazer o processo, se quisesse não detalharia com tamanha precisão como fez acima…

    parabéns…

    Abraços, Carol!!!

  • Gra

    Fabio esqueci que preciso de um comentário, sobre a parte da legalização, tem no wikicidadania italiana, que é necessário duas coisas que o consulado não me pediu e gostaria de confirmar que é pedido ai na italia.
    Uma delas é a certidão de inteiro teor, eu sei q o consulado de SP exige certidao de inteiro teor, porém outros consulados n tem nenhuma informação sobre isso, e ai na italia ? Tem alguma restrição sobre o assunto ?
    E outra é a necessidade de uma Escritura Publica de declaração de Solteiro, acredito que hoje em dia na própria certidão de nascimento tá escrito como averbação se você é casado ou não, não sei se é algo estritamente necessário.
    Poderia nos ajudar ? Se pudesse escrever sobre os documentos corretos necessários no brasil, agradeceria e muito!
    Abraços

    • william antoniacci

      Oi Gra, olha pelo que eu sei agora na Italia as Comuni estao exigindo Inteiro Teor. Melhor nao arriscar e levar todas em inteiro teor.

  • Gra

    Nossa, bacanérrimo! Te mandei um email para ser seu CAB.. rs!!!
    Pena q ainda n chegou a atualização no meu email (via feed), acabei entrando por acaso mesmo!!
    To anotando tuuudo.
    Abraços,

  • Fábio,
    sem palavras!

    Muito obrigado pela dedicação nestes últimos quase 5 anos 🙂

    Nesta história toda, para que está iniciando, tristeza é o consulado de Curitiba só ter agendamento para final de 2013 🙁

    É possível legalizar os documentos em outro local?

    Abraços

    • anajara

      ola fabio eu sou casada a 5 anos no Brasil com um Italiano e agora que eu vim pra Italia pra querer fazer minhas documentacoes…. necessito urgente de saber po onde comeca e e porque o meu onde devo tentar resolver ate porque meu marido estar morando no Brasil e nao teria como vim resolver comigo entao preciso da ajuda de vcs tenho os documentos em maos na Italia pra resolver
      obrigado

      • Olá Ana

        Sem seu marido presente você não pode fazer absolutamente nada, pois o seu direito é ligado a cidadania dele, sem ele nada feito.

        Abs

  • Olá Fábio.

    Muito bem escrito e didático seu post ! Parabéns!
    Mas gostaria de saber o procedimento de um Não Cidadão casado com uma Descendente Italiana que vai se hospedar na casa de uma parente e solicitar a cidadania Itália é claro ! srrssr.
    Obrigado.

    • william antoniacci

      Fabio, voce so dara entrada no seu processo apos sua esposa for reconhecida como cidada italiana. Ai voce tera um visto de residencia apos 2 anos casados voce pode dar entrada na sua cidadania.

  • Fábio…Mas uma vez Parabéns pelo seu trabalho, sua dedicação, Estou com uma duvida, ah alguma possibilidade daqui do brasil, alugar uma casa ou coisa afim…se tem algum site, de imobiliarias pela italia?…
    Bjooosss Otima Semana…e mais Uma vez Paraaabensss