Quando a esmola é demais…

Quem acompanha o blog sabe que eu recebo centenas de emails diariamente.

Com assuntos dos mais variados: desde perguntas sobre cidadania italiana, passando por temas como imigração e cultura italiana até perguntas sobre meu trabalho de busca de documentos e também pedidos de consultoria nos processos de cidadania propriamente ditos!

Porém o que muitas pessoas não sabem é que eu recebo muitos, mas muitos emails de pessoas que estão desesperadas aqui na Itália, passando por verdadeiras sagas em seus processos.

desesperado

Recentemente estava lendo um destes emails e depois de orientá-lo sobre como proceder, pedi sua autorização para contar a todos vocês a sua história, pois quando a esmola é demais, o santo desconfia!!!

O que me chamou a atenção é que no mesmo dia que ele me escrevia sobre o que passou aqui na Italia, um dos nossos clientes, João, que também é jogador de futebol, nos contava uma história muito parecida com a que vocês vão ler abaixo:

O JOGADOR BRUNO E A HISTÓRIA DO SEU RECONHECIMENTO

Meu nome é Bruno, faz praticamente um ano e meio que eu entrei em contato com você para reconhecer minha cidadania, mas por outros motivos acabei optando por outros contatos!

Agora, acho que fiz uma má escolha, porque sou fã do seu blog e passei todo meu processo todo tirando dúvidas e conclusões por causa dele. Penso que é justo explicar o motivo de não ter optado pelos seus serviços.

Ai vai….

Sou jogador de futebol profissional, vim pra Espanha em 2008 para jogar.Quando cheguei aqui deixei meus documentos no consulado do RJ para legalizar… (Eu sou de São Paulo, e todos os meus documentos são de lá, mas uma amiga me disse que na época São Paulo tava fechado para legalizar, e disse que no RJ tinha um contato que saia em 2 meses). 

Até ai ok, já estava aqui treinando e enrolando o clube que estava com a guarda do meu empresário me ajudando com tudo.

Cheguei em Agosto, e minha mãe ficou no Brasil cuidando da documentação pra mim: no inicio era pra sair em outubro e em seguida eu ia pra Itália dar entrada…

E ai vem o começo da historia….

Primeiro me disseram que sairia em outubro, depois foi pra novembro, depois dezembro…Em janeiro de 2009 me falaram que eu tinha que estar lá pessoalmente para provar que morava no RJ.

Eu tenho uma prima lá, e tem a conta de telefone no meu nome, então essa foi minha prova, mas mesmo assim pediram minha presença…

Imagine: eu saio daqui de Sevilha e vou para o Brasil.

Chegando la no consulado o cara me disse que eu tinha que pagar outra vez uma taxa e esperar outros dois meses!

Beleza, passou fevereiro, março e abril e finalmente saiu a bendita legalização. Isso porque o contato tinha garantido que sairia em 2 meses a bendita legalização!

Esperei oito meses para ter os documentos legalizados…

E agora te comento um dos meus problemas que gostaria de pedir sua ajuda, conselho, etc…

Eu tinha dado entrada nos documentos da minha mãe, os meus e os documentos do meu irmão.

Quando eu peguei tudo legalizado faltava o do meu irmão.

Eu tinha pago a taxa correspondente a esses documentos, inclusive tenho o carimbo do tradutor e o documento do meu irmão traduzido…

Enfim, voltei lá disse tudo isso e me disseram que não estava la e que meu irmão tinha que ir pessoalmente resolver esse problema: o detalhe é q ele mora nos EUA hà 3 anos e meio.

Esta terminando a Universidade la e não sei como fazer para ele legalizar o documento dele…

Depois meu empresário me disse que tinha uns caras na Calábria, uns advogados italianos que tiravam a cidadania em 20 dias e que o vigile passava em apenas 3 dias e depois podia vir para a Espanha e esperar tudo aqui que me mandavam toda a documentação.

Acreditei nisso e fui (estava certo que ia fazer com você).

Cheguei, me receberam e me colocaram em uma casa em Reggio Calabria.

No dia seguinte me levaram para outra cidadezinha que por sinal maravilhosa ( SCILA ) e la fiz a residência.

Eu tinha passagem para a Espanha no sábado de manha e na sexta pela manhã nada do vigile passar (tinham me prometido que passava em apenas 3 dias…)

Eu estava numa casa com varias pessoas e na rua de baixo tinha mais 2 apartamentos com varias outras pessoas.

A tarde os caras me buscaram de carro e fomos até a casa do vigile (não foi ele que passou em casa, eu que fui até ele…rs).

Voltei aqui pra Espanha e me falaram que em 20, no máximo em 30 dias estaria com a minha cidadania.

Eu cheguei novamente na Espanha no dia 6 de junho de 2009. No mês de setembro nada ainda….

Eu mandava emails todos os dias ao consulado do RJ e somente em outubro me responderam e o pior: disseram que não tinham recebido nenhum pedido de non renuncia do comune.

Eu falei pro caras e eles me juraram que o comune tinha sim enviado e ai mandaram outra vez.

Desta vez o RJ disse que chegou e que iam me deixar na lista de espera…

No dia 28 de novembro recebo um email do consulado do RJ dizendo que tinha um erro de digitação na data de nascimento da minha mãe.

Falei com os caras e enviaram tudo retificado novamente ao consulado do RJ.

Dia 15 de dezembro chegou a tão esperada non renuncia do RJ, porém dizendo que o comune tinha que pedir também para SP…

O caso é que eu só fiquei sabendo disso aos vinte e poucos dias de janeiro, isso porque eu mandei email ao RJ perguntando o que tinha rolado… me disseram ainda que tinham mandado no dia 15 de dezembro …

Fiquei louco com os caras e consegui um email de uma tal de Rita do consulado de SP que disse que sò mandaria a minha non renuncia se eu explicasse porque tinha os documentos legalizados no RJ.

Eu disse que morava la, e por sorte eu tenho aqui meu certificado escolar que terminei la no RJ, porque joguei 1 ano la.

Mandei tudo escaneado e no dia seguinte ela mandou a non renuncia ao comune.

Bom não vou estender o email mais ainda, fiz o RG italiano em abril de 2009 – voltei à Italia sozinho, sem saber falar italiano, na época de eleição, no comune estavam todos mundo loucos, ninguém queria me atender e mesmo assim com o jeitinho brasileiro sai de la com meu RG e as transcrições…

Bom Fábio , desculpe a redação que te mandei hehehehehe, acredito que você que trabalha prestando assistência ao pessoal deve ter visto muitas historias parecidas ou piores…

Agradeço muito se puder me dar algumas dicas e conselhos de tudo …. e dessa vez já sei que não se pode confiar e ninguém na loucura, devemos tomar cuidado com este tipo de promessa milagrosa

Um grande abraço , sucesso pra você e parabéns pelo seu trabalho que é maravilhoso!!! Minha casa está de portas abertas para você visitar quando quiser!

QUANDO A ESMOLA É DEMAIS… CLARO QUE O SANTO DESCONFIA!

A própria história do Bruno já conta o que é vir à Italia acreditando nestas “promessas” que existem por ai.

Mas como disse acima, o que me chamou atenção é que o João – que nunca encontrou ou conversou com o Bruno – me contou a mesma história!

Confesso que vez ou outra ainda me surpreendo quando vejo que várias pessoas continuam indo a péssimos comune como Bergamo, Verona, Treviso, Milano, Calabria, Novara, Roma, Vincenza, entre outros, para fazer seu processo de cidadania.

Eu realmente não consigo entender o que passa na cabeça destas pessoas, pois a informação existe aos montes na internet.

Aqui mesmo no blog já escrevi sobre um cliente que realizou o processo conosco, depois de ter os documentos negados em Bergamo: um dos piores lugares pra dar entrada na cidadania italiana!

Assim como há vários anos vários leitores vieram compartilhar nos comentários os problemas que enfrentaram em Verona, Vincenza e Venezia.

E mesmo assim, centenas de pessoas continuam procurando estas cidades para o reconhecimento da sua cidadania!

Quando eu era pequeno perambulando nas ruas do ABC Paulista, minha mãe já dizia:

– “Fabio, tudo que vem fácil, vai fácil. Aprenda que quando a esmola é demais, o santo desconfia!”

O Bruno acreditou numa destas esmolas e a cidadania demorou mais de um ano! Tentem imaginar o sofrimento, a apreensão, o desespero dele durante todo este processo.

Sem contar a perda de tempo e dinheiro.

Porém o pior de tudo isso, é que ele jamais vai poder voltar no tempo e realizar o seu processo novamente. Sim, porque nós só realizamos o processo de reconhecimento uma única vez, não é mesmo?

E este reconhecimento jamais pode ser algo triste, doloroso, difícil.

Se tornar cidadão italiano reconhecido significa voltar às nossas origens, viver durante algum tempo na terra do “nonno”, resgatar a nossa própria história. Com toda a beleza e felicidade que isso deve trazer.

CONCLUSÃO E DESEJO

Italia Mapa

O meu objetivo com este artigo é fazer com que vocês planejem com todas as forças e pensem com muito carinho sobre o reconhecimento da cidadania de vocês.

É um projeto tão, mas tão importante, que não pode ser feito às pressas, de qualquer forma.

Eu tenho me empenhado muito para trazer a todos vocês todas as informações possíveis e imagináveis sobre este processo.

Sem falsa modéstia, tenho a mais absoluta certeza que qualquer pessoa que acompanha este nosso blog, tem condições de realizar o processo de reconhecimento sozinho, sem ajuda de ninguém.

O único problema que ainda falta solucionar é ensinar a vocês a língua italiana, mas isso já está sendo resolvido, em breve vou lançar um curso voltado 100% para quem pretende aprender essa nossa maravilhosa língua, para fins de reconhecimento da cidadania italiana.

Mas independente disso, você pode aprender como tudo funciona através do Sagabook – o manual oficial da cidadania italiana aqui da Minha Saga.

Sem contar que você também pode aprender através dos vídeos que eu publico no nosso canal do Youtube.

Tudo isso para que você – assim como eu – tenha o privilégio de encher o peito de orgulho e gritar:

– Sono cittadino italiano!

Mas sem stress ou chateações.

Apenas com muito orgulho e o mais importante: com aquele delicioso gostinho de dever cumprido…

36 Comentários


  1. Fabio, fiquei curioso sobre um ponto. Vc citou as dificuldades em realizar o pedido em cidades como Verona. Justamente lá nasceu meu antepassado que me permite pedir a nacionalidade. Pois então: por que em Verona é dificil? Posso dar entrada em outra cidade, mesmo o antepassado tendo nascido lá? Obrigado!

    Responder

    1. Olá Carlos você pode dar entrada em qualquer comune italiano, sem problemas. Basta baixar o Sagabook e começar a estudar os passos que eu descrevo por lá, ok? Abraços

      Responder

      1. Joia. Lerei o livro em breve! De qualquer forma, vc desrecomenda Verona?

        Responder

  2. Fábio,

    Eu sou novo neste tema da cidadania italiana. Meu antenato é da comune de Cordovado. Em caso de um processo de reconhecimento na Itália, quais as comunes que você recomenda? Ouvi dizer que na Toscana as coisa são mais tranquilas, é verdade?

    Responder

  3. Ola Saga,
    Como você sitou alguns Comunes que devemos evitar por motivos de acumulo de demanda, tomei a liberdade de questionar se você já acompanhou algum processo de reconhecimento da cidadania no Comune de Parma?
    Você indicaria o Comune de Parma para realizar o processo de cidadania?
    Estou programando minha ida para Italia no final do ano que vem, não tenho local fixo ainda, apenas uma ideia na minha cabeça. Estou ainda sem saber muito sobre como proceder com a legalização dos documentos, devido a convenção de Haia… na dúvida estou buscando todos os docs e fazendo a tradução juramentada, depois vou agendar no consulado para legalizar acredito que documentos legalizados neste período de “transição” devam ser aceito mesmo após o apostilamento ser adotado.

    Responder

    1. Olá Leonardo

      Sim, a oficial do comune de Parma já declarou (e declara a quem quiser ouvir) que não concorda com quem vem à Italia fixar residência apenas para obter o reconhecimento e que fará com que o processo dure pelo menos um ano, para “desestimular” que outras pessoas venham efetuar o processo no comune dela. Abraços

      Responder

  4. Olá Saga! Tenho uma dúvida. Estou na Itália fazendo o processo de reconhecimento e agora só estou aguardando que o consulado de Curitiba envie a não renúncia pro comune. No entanto já tenho passagem de volta para o Brasil. É arriscado voltar antes do recebimento da mancata? Não tenho pressa em fazer o passaporte.

    Responder

    1. Ola Ana

      Se voce está efetuando o seu proesso sozinha, eu recomendo que aguarde, pois a qualquer momento o comune pode entrar em contato para que voce compareca por la.

      Abracos

      Responder

      1. Estou fazendo com um assessor, ele poderia comparecer por mim nesse caso? Precisaria de procuração?

        Responder

        1. Depende do motivo – lembre-se que mesmo que voce tenha o suporte de um profissional, existem momentos do seu processo de cidadania que somente a sua presenca é válida – nao existe procuracao para o reconhecimento da nacionalidade – portanto eu recomendo que voce verifique diretamente com ele sobre isso, até pra que tenha certeza do que é possivel fazer e se nao terá problemas, ok?

          Abracos!!!

          Responder

  5. Uma pinkaboutit

    Sim, o correto é o comune solicitar a todos os consulados onde foram emitidos os documentos, independente de onde foram legalizados!!!

    E’ por isso que nos comunes onde eu trabalho jà pedimos a todos os consulados de uma vez, assim o cliente nao perde tempo, esperando uma non rinuncia por vez. Infelizmente no seu caso voce vai esperar um tempo a mais, até o consulado de SP responder, o comune jà fez o pedido pra SP?

    Responder

  6. Fabio passei para conhecer seu blog ele é muito maneiro com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
    Um grande abraço e tudo de bom

    Responder

  7. Fabio que historia é essa de caribarem no non renucia pedir pra SP?
    Como proceder quando isso acontecer?
    pq se legalizamos por Curitiba por exemplo, mais tem certidoes que sao se sp, tenho conta de Luz e titulo eleitor…
    Fiz faculdade em Curitiba, mais atualmente estou em Maringa-Pr.
    Ai carimbam na non renuncia isso pra pedir pra SP

    Como proceder?
    é só mostrar o comprovante?
    Não entendi pq essa Rita nao quiz dar a non renuncia se ele ja comprovou residencia…
    POde me explicar?

    Responder

  8. Ola Ligia tudo bem???

    Com a entrada em vigor do novo ‘pacote de segurança’ em outubro do ano passado, todos aqueles que estao em condiçao irregular na Itàlia nao podem mais mudar de status, como acontecia antigamente, conseguindo um permesso de trabalho ou até mesmo de matrimonio. Atualmente a pessoa nesta situaçao deve sair do territòrio italiano para que nao tenha maiores problemas. Bjs

    Responder

  9. gostei mt do blog…queria saber pra uma pessoa q ta clandestina na italia,como deve fazer pra ter documentos,mt obrigada,bj

    Responder

  10. Ola Paulo

    Sim, é verdade: o consulado de BH està passando por diversas mudanças, com isso tudo por là deve ficar mais complicado, pelo menos neste momento!!! Com certeza em pouco tempo as coisas vao voltar ao normal, e ficar melhores ainda do que jà eram! Abs

    Responder

  11. Fabio, boa tarde.
    Liguei hoje no consulado italiano em BH e um funcionario chamado Alfredo me disse que 8 pessoas foram demitidas do consulado e que os processores demorarão 4 vezes mais para sair. Estou apenas aguardando a saída da cidadania, pois ja fiz a segunda entrevista e estava tudo certo. Vc ta sabendo de alguma coisa?

    Obrigado,

    Paulo Victor

    Responder

  12. Ciao Henrique, tudo jòia???

    Embora voce tenha feito o reconhecimento pelo lado materno, sua mae nao foi reconhecida, pois é necessàrio que ela solicite a ‘transcriçao’ do ato de nascita dela. Isso pode ser feito através do consulado italiano da regiao onde ela mora – entrando na fila – ou fixando residencia na Itàlia – neste ùltimo caso solicitando ao sindaco do comune de residencia, a devida transcriçao deste ato!!!

    Forte abraço e sucesso!!!

    Responder

  13. Ola Erick tudo bem??

    Opa, concordo contigo que nao é ético criticar outras pessoas, e é exatamente por isso que nao o faço 🙂 Voce pode procurar no blog e nao vai ver nenhuma mençao ruim a qualquer profissional, e olhe que eu recebo milhares de reclamaçoes de pessoas que sentem-se lesadas aqui na Itàlia, mas penso exatamente o seguinte: – Prefiro falar bem de mim do que mal dos outros!!!

    E concordo em genero, nùmero e grau contigo: picareta é picareta em qualquer profissao, e cabe a quem contrata pesquisar exaustivamente sobre quem està oferecendo o trabalho. Meu objetivo com este post é exatamente este: dizer às pessoas que pesquisem, pesquisem e pesquisem antes de tomar uma decisao que pode mudar a vida delas! Geralmente o reconhecimento é a porta de entrada de uma vida melhor, de um futuro diferente, e como tal deve ser encarada com muita seriedade!!!

    Um forte abraço e obrigado pelos elogios.

    Responder

  14. Grande Michael tutto bene??

    Jà estava fazendo falta seus comentàrios por aqui hein? hehehe

    Neste caso que eu salvei o rapaz de Bergamo, os documentos estavam todos corretos, porém ela exigiu certidoes de òbito (que sabemos que a lei nao pede), e outros entraves burocràticos que mais pareciam querer dificultar do que realmente ajudar, embora isso varia de pessoa pra pessoa, pode acontecer em qualquer lugar, claro!!!

    Forte abraço proce!!!

    Responder

  15. Ola Lais seja bem-vinda!!!

    Adorei o seu blog, principalmente o titulo kkkkkk

    Vi sim que voce pretende vir à Italia – 5 dias em Roma e 2 em Siena, 1 em Assisi, isso mesmo???

    Eu te recomendaria voce ficar apenas um em Siena e no outro conhecer as cidades pròximas de là: San Giminiano, San Gargano (que tem a espada cravada na rocha) e Volterra (uma das principais cidades do periodo etrusco, com mais de 3000 anos).

    Bjs

    Responder

  16. Daniel

    Pois é, eu disse isso também: quantos casos de pessoas que nao conseguem suportar a pressao e acabam retornando ao Brasil, sem dinheiro e sem cidadania! Ainda bem que ele teve força de vontade, e independente dos obstàculos conseguiu alcançar o objetivo. E’ um vencedor!!!

    Responder

  17. Essa é a questao: nao importa se a pessoa é advogada, assessora, consultora ou amiga: o importante é ter um òtimo relacionamento no comune e nos locais onde trabalha!!! O que o Bruno deixou claro na història dele é que pagou baseado numa ‘promessa’ que tudo iria funcionar da melhor forma possivel, o que acabou nao acontecendo depois…

    E fazer o processo sem stress e sofrimento, quis dizer que jà basta os decorrentes do processo em si, tentem evitar MAIS dor de cabeça ainda rsrsrsrsrsrs

    Responder

  18. Ola Fabio..
    gostei muito do seu blog e do trabalho que vem fazendo..
    Ja li varios e varios arquivos, estou me preparando para ir a Itália reconhecer minha cidadania também, tenho um primo que já reconheceu a dele e sei onde posso encontrar os documentos do meu bisavô ai na itália, assim gostaria de tirar algumas duvidas com você se for possível, pois algumas coisas não ficaram claras pra mim, e também gostaria de saber o orçamento de algumas coisas que possivelmente precisarei, posso lhe enviar um e-mail??
    muito obrigada
    Thayse

    Responder

  19. Ciao Fabio,

    Moro na Irlanda há 4 anos, consegui minha cidadania italiana através do consulado de Dublin, aonde estou registrado.

    Minha dúvida é a seguinte: Tirei a cidadania através do meu bisavô por parte de mãe, mas como quando dei entrada, minha mãe não morava comigo, ela ficou sem o reconhecimento da cidadania, mesmo “teoricamente” ela sendo italiana, pois senão eu não conseguiria o passaporto.

    Queria saber quais são os passos para mia mamma avere la cittadinanza italiana e potere prendere il passaporto!

    Abbracci dell’Irlanda!

    Ciao.

    Henrique

    Responder

  20. Fabio, gosto muito de vc e seu blog, sempre acompanhei, mas nesse post acho q voce merece um puxão de orelha: não acho ético vc usar o seu blog para criticar outros assessores. Já pensou como ia ser se cada um só ficasse apontando defeitos dos outros?
    Não estou defendendo ninguém, nem mesmo conheço esses tais advogados, mas apenas com as informações descritas não fica muito claro de que forma o seu amigo foi lesado. Acho ruim ele escrever falando mal de um serviço que ele contratou por livre e espontânea vontade e se beneficiou dele (como ele mesmo conta no caso da residência). O problema parece ter sido causado pelos consulados, que é algo que já estamos acostumados.
    Tenho certeza que deva existir muitos picaretas (na verdade em todas as profissões tem isso), mas se analisarmos friamente, a origem de boa parte dos problemas é da própria burocracia, principalmente dos consulados no Brasil. Por que ele precisou legalizar em outro lugar? Por que mesmo que a NR dele demorou pra chegar? Acho que precisamos entender as verdadeiras raízes dos problemas antes de julgar as pessoas. Enfim, é apenas a minha opinião, do resto parabéns pelo seu blog e espero que não leve a mal a crítica. Abraços. Erick

    Responder

  21. Fala Fabiao…
    Pois é… até a minha cidadania , da qual me preparei uma decada tambem me incomodou, nao que a documentaçao nao estivesse impecavel, mas porque o anagrafe ja estava de saco cheio de tantos processos. Ela demorou 4 meses, fruto de estresse pra mim e para o anagrafe, visto que sempre o torturava…rs
    Rapaz, tenho acompanhado os casos em Bergamo, onde moro, e tem casos e casos. Aqueles que estao com documentaçao impecavel, o processo caminha bem… 45, 60, 90 dias. Agora, aqueles que colocam duvidas na documentaçao, estes ja esperam mais de 6 meses. Como disse, a burocracia italiana faz com que um processo seja mais rapido do que o outro. Nao que nao aconselhe a vir a Bergamo, porem esteja ciente que seus documentos estejam impecaveis. O maior obstaculo aqui tem sido com documentos retificados. Grande abraço e bom trabalho ai em Livorno. Michael

    Responder

  22. Caramba… Que coisa intensa… rs
    Descobri o seu blog por aí pela net… Gostei muito! Tenho um blog tb, e se vc entrar nele vai saber que ano que vem vou dar uma voltinha pela itália, quais as suas sugestões pra mim?
    Até mais!!!

    Responder

  23. Olá Fabio, parabéns pela matéria, é muito interessante e presta um grande serviço para todos os interessados na cidadania Italiana.

    Sou fã do seu bloq e acompanho desde 2008. Desde 2005 pesquiso sobre o processo de cidadania Italiana. Estou com o agendamento no consulado SP marcado para Outubro de 2012 e diante desta matéria, gostaria de saber se vale a pena dar entrada no consulado do Rio, pois tenho como comprovar endereço através de uma amiga que mora lá.

    Abraço,
    Rodrigo Santos
    [email protected]

    Responder

  24. O mais incrível é constatar que o Bruno ainda teve sorte de conseguir fazer a cidadania. Tem casos de pessoas que passam o mesmo sofrimento e não a conseguem.

    O barato sai caro.

    Responder

  25. Processo de cidadania italiana sem stress isto nao existe .. kkk

    tenho certeza disto !!

    Para compreender o pq muitas pessoas vao para cidades como milano, bergamo , vicenza e etc, e super facil e simples .. Existem varios charlatoes de plantao e a todo momento prometendo coisas, por isto pessoas de boa fe caem na rede deles.. Independentemente o que esta escrito no blog do saga ou qualquer outra fonte de informaçao !!!

    Responder

  26. Fabio , vc vai me desculpar mas reconhecer a cidadania italiana sem stress , como vc disse no final do seu texto , eh uma missao impossivel. Ainda nao conheco uma historia em que a pessoa nao tenha problema com consulado , comune e etc. Tenho certeza que vc presta um otimo servico mas nao acredito que vc tenha um pelo menos que nao tenha vivido momentos de stress , muito stress. No final do processo so alegria realmente mas o decorrer eh beeem tenso. Vide a sua propria historia.

    Responder

  27. Esses “advogados italianos” eu conheco, ano passado fiz a cidadania com eles, eles sao mentirosos, tem problemas com quases todos os funcionarios das comunes da regiao, os funcionarios fazem questao de atrasarem o processo de cidadania, eles tem “influencia politica”, mais os funcionarios dos ufficio anagrafi nao sao como os politicos que mudam a cada 4 anos, eles trabalham muitos e muitos anos, e quando nao sao respeitados podem sim, atrasar e complicar o processo de cidadania, tudo depende do Ufficio Anagrafe, e esses advogados ja estao queimados, galera, nao vao para a Calabria, e uma luta constante entre mafia e governo e moradores, ele prometem muito e na hora tudo sai diferente, “Quando a esmola e demais, o santo desconfia”

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.