Economize no frio italiano

Este é o quarto e último artigo sobre o frio na Itália, composto pelos seguinte artigos:

  1. Preparando-se para o frio na Itália;
  2. Dicas Práticas de Sobrevivência;
  3. Como Não Vender o Rim na Itália;
  4. Economize no Frio Italiano (este artigo).

ECONOMIZE NO FRIO ITALIANO

Economize no Frio Italiano

No artigo de hoje quero compartilhar o que aconteceu quando recebemos a bolletta de gás de um dos nossos apartamentos.

Este apartamento é utilizado para hospedar os nossos clientes que vem para a prática de reconhecimento da cidadania conosco.

Um belo dia chega a bolletta de gás e veja abaixo o valor contido nela:

Isso mesmo: 435 euros e 21 centavos.

Porém o que nos chamou atenção não foi necessariamente o valor da bolletta, mas sim a eventual quantidade de gás consumido, que na conta podemos verificar como sendo 461 mc.

E por que isso nos chamou atenção?

Porque neste apartamento especificamente, todos os clientes que estavam realizando o processo não estavam aqui na Itália.

Alguns retornaram para as próprias atividades no Brasil, enquanto outros estavam passeando pela Europa.

Ou seja: era impossível tal consumo neste período!

O GRANDE CULPADO: A “LETTURA STIMATA”

A culpa destes números é de um troço chamado “lettura stimata“!

Como assim?

A empresa de energia elétrica emite as contas com base no consumo médio do mesmo período do ano anterior.

Agora compare as duas situações:

1 – Você entrou no apartamento há menos de um ano, chegou o inverno e você sabe como economizar com a conta.

2 – A pessoa que vivia antes de você tinha dinheiro pra dar e vender e portanto não se importava com o valor das contas.

Andava de camiseta regata dentro da casa e pleno inverno, colocando a temperatura em 25 graus.

A DICA DE OURO: FAZER A “AUTOLETTURA”

Agora vou ensinar a você o ‘pulo do gato’.

Te darei os passos práticos para que você possa pagar pelo seu consumo, efetivo e real.

Isso se chama “auto leitura” e é a coisa mais simples do mundo, portanto papel e caneta na mão:

O primeiro passo é pegar a bolletta na mão quando ela chegar e procurar a sessão autolletura.

Veja no nosso exemplo que isso está logo abaixo do valor da conta, onde está escrito AUTOLETTURA CONTATORE.

Ali está escrito “É possível comunicar a leitura do contador no período de 20/03/2013 a 31/03/2013“;

LOCALIZE O CONTADOR

A primeira coisa que você precisa fazer é encontrar o contador de gás e energia da sua casa .

Normalmente o contador de gás fica dentro da casa o ou apartamento, já o da energia em algum lugar específico no térreo, geralmente na entrada da casa ou edifício.

Veja como o contador da energia se parece:

contador-energia

 

Para anotar os dados referentes à energia elétrica, veja o vídeo abaixo:

Ao clicar no botão algumas vezes, você chegará em A1, A2 e A3, que correspondem as faixas horárias de consumo, cada uma com os seus respectivos números.

Anote todos os três, além claro de anotar o seu NUMERO CLIENTE que será utilizado para comunicar a leitura.

No caso do contador do gás, ele é bem diferente do outro, veja:

contatoregas

No caso da leitura do gás, você anotar o número que aparece ANTES da vírgula, no caso da imagem anterior, o valor da leitura é de 316.

COMUNICAR A LEITURA

Muito bem, vamos começar com a leitura da energia elétrica.

Quando você estiver com todos os números em mãos, você tem QUATRO formas para realizar a autolettura (CLIENTES DA ENEL):

  1. SMS – Basta enviar um sms ao número 320.2043860 digitando LETTURA, seu NUMERO CLIENTE e o VALOR ou VALORES relativos ao contador;
  2. TELEFONE – Ligar no número 800.999.800 (CLIENTES ENI) ou 800.900.860 (CLIENTES ENEL) fornecendo os dados da mesma forma que a opção anterior;
  3. SITE – É possível se cadastrar no site da cia de energia ou gás e dentro da “área cliente” fazer a comunicação de leitura;
  4. APP IPHONE OU ANDROID – Não sei se todas as cias já dispõe de um aplicativo para smartphones, pelo menos. ENEL tem.

Clicando aqui para Apple e aqui para Android (se não abrir, procure por “autolettura ENEL” seja no Apple Store ou no Google Play.

Vejam um exemplo da tela do iPhone:

Exemplo App Enel Autolettura

No caso da comunicação da leitura do gás, veja a imagem abaixo:

autolettura-gas

Do lado esquerdo está escrito: “como comunico l’autolettura?

Basta seguir as instruções descritas.

Falo isso, pois cada companhia tem suas próprias regras para a comunicação da autolettura, por exemplo neste caso da ENI, eles disponibilizam este número verde (gratuito) e também o site e um app.

Os passos práticos são os mesmos que você aprendeu em relação à energia elétrica.

NÃO FEZ A AUTOLETTURA?

Caso você receba uma bolletta com valor absurdo, não se desespere!

Isso também aconteceu conosco, em relação à bolletta que citei no início deste artigo.

Tão logo ela chegou – e antes do seu vencimento (importante) – nós fomos até a loja física da Enel com a leitura correta do contador em mãos.

E então pedimos a correção dos valores daquela bolletta.

O operador lançou estes valores no sistema, e em poucos dias chegou a bolletta nova, vejam o valor correto:

Isso mesmo que você está lendo: de 435,21 euros, acabamos pagando o valor correto de 65,74 euros.

COMO ENCONTRAR A LOJA FÍSICA?

Mais uma vez, recorra a bolletta!

Todas as companhias que oferecem consumo, tem um site na internet.

Clicando neste link, você encontrará a lista das maiores companhias de gás e energia elétrica na Itália.

Ao encontrar a companhia que deseja, basta clicar e entrar no site.

Ali você encontrará a lista de lojas físicas, podendo ver a mais próxima da sua casa!

Caso não encontre o que procura, pegue novamente sua bolletta e caso não tenha o site da empresa, ligue no número indicado para suporte ao cliente.

CONCLUSÃO

Chegamos ao fim desta série de quatro artigos sobre o inverno na Itália.

Se por algum motivo, você tenha perdido algum deles, segue novamente a lista abaixo:

  1. Preparando-se para o frio na Itália;
  2. Dicas Práticas de Sobrevivência;
  3. Como Não Vender o Rim na Itália;
  4. Economize no Frio Italiano (este artigo).

Resolvi escrever estes artigos para te ajudar a evitar os mesmos erros que eu cometi durante muitos anos, aqui na Itália.

Infelizmente são tantas coisas com as quais temos que nos planejar em relação à nossa viagem pra Itália, que muitas coisas sequer passam pela nossa cabeça, como por exemplo algumas coisas que eu citei durante esta série.

MAIS SOBRE A VIDA NA ITÁLIA

Por falar em vir à Itália – talvez você conheça, talvez não – eu escrevi o Guia Prático da Vida na Itália, que até o momento que escrevo este artigo – foi adquirido por 1511 felizes compradores!

São 1511 pessoas que já escolheram melhorar suas vidas vindo à Itália e contam com a minha ajuda nesta transição 🙂

Caso você escolha receber o seu Guia hoje, você recebe – além dele, claro – quatro brindes de grande valor:

  1. Planilha de custos personalizável – que eu criei para ajudar você a saber quanto vai gastar. Nesta planilha também é possível se planejar financeiramente para vir à Itália;
  2. Vídeo com mais de 2 horas de duração, onde eu respondi perguntas de leitores que compraram o Guia;
  3. O livro da minha história pessoal: A Minha Saga – Como Conquistei o Reconhecimento da minha Cidadania Italiana
  4. O livro Economize seu Rim: Saiba como Economizar no Inverno Italiano – que é a compilação destes quatro artigos

Portanto, caso você me dê a honra em participar também do seu projeto de mudança, clique na imagem abaixo para conhecer melhor o meu Guia Prático:

Um enorme abraço e um excelente dia!

  • Fabio

    , e quanto a casas/apartamentos com lareira? É difícil encontrar? Custam mais caro? Obrigado.

    • Oi Fabio não é difícil encontrar não, porém custam mais caro sim, já que os imóveis que tem lareira normalmente são maiores. Procure no Google “casa con camino” que vai aparecer bastante coisa bacana 🙂

  • Luiz Ciancio

    Cada vez que leio algum artigo desse site, sinto-me grato e feliz pela iniciativa e perseverança do Fábio. Obrigado e Parabéns!!!

  • Roberto

    Olá Fabio, tudo bem?

    Para mim, esse é o típico exemplo de diferenças culturais entre Brasil e Europa. A empresa confia que o cliente está informando de boa fé os reais valores consumidos.
    Ok ok, se não informar o valor verdadeiro, o dia que a empresa fizer a leitura vai cobrar a diferença, mas o fato de existir a possibilidade de “auto leitura” mostra que a maioria respeita as regras. Fora o fato de que provavelmente tu não teve que passar por vários atendentes para corrigirem um erro de cobrança…

    Abraço!

    • Luiz Ciancio

      Concordo plenamente!! Isso faz parte da cultura. No Brasil, isso não funciona pois a cultura que os brasileiros herdaram é da corrupção e roubo, o famoso “jeitinho brasileiro”; querer sempre levar vantagem.

  • Monica

    Ei Fábio! Muito obrigada por esse post! Economizar é sempre ótimo haha.
    Aproveitando, você poderia (se quiser, claro) falar pra gente mais sobre isso:
    http://www.ilfattoquotidiano.it/2013/03/23/tra-ius-soli-e-ius-sanguinis-una-legge-per-il-diritto-di-cittadinanza/539733/

    Abraço!

    • Monica

      Faltou o “por favor?” 🙂

    • Olá Monica, tudo bem?

      O link a que você se refere trata de uma proposta que permita aos filhos de imigrantes nascidos aqui na Italia obterem o reconhecimento da cidadania italiana: atualmente uma criança nascida aqui de pais estrangeiros não é cidadão italiano: ao completar 18 anos deve eleger a cidadania italiana como sua.

      Abraços!!!

      • Monica

        Que bom, né? Tomara que dê certo! Obrigada, Fábio! 🙂
        Abraço!

  • Samuel

    Baaaita matéria!