Quais as vantagens em ser cidadão italiano?

Muita gente me pede para falar das vantagens em ser cidadão italiano.

vantagens em ser cidadão italiano

Depois de uma longa reflexão e de fazer muitas listas sobre as situações em que somos favorecidos como cidadãos europeus, me lembrei de três histórias cujos personagens foram meus clientes ao longo dos últimos anos.

Acredito, que estas histórias podem ilustrar muito bem as vantagens em ser cidadão europeu.

HISTÓRIA 1 – O IMIGRANTE IRREGULAR VOLTA AO PAÍS QUE O DEPORTOU

Eu tinha vivido em Londres durante alguns anos, e infelizmente fui pego com o visto vencido e me expulsaram de lá.

Com certeza foi uma das piores experiências da minha vida.

Me colocaram junto com outras pessoas e ficamos detidos por cerca de uma semana, até que numa sexta-feira, nos levaram até o aeroporto de Heatrow, de onde partiu um avião destinado exclusivamente para brasileiros que estavam sendo deportados.

Como se não bastasse toda a situação em si, quando chegamos no Brasil, desembarcamos em Fortaleza – e tive que pedir ajuda dos meus parentes para voltar pra casa, já que eu vivia em Belo Horizonte…

Ouvi estas palavras de um cliente nosso, que tinha acabado de chegar aqui na Italia, em meados de 2008, para realizar o processo de reconhecimento da cidadania italiana.

Na verdade ele me contou muito mais, como por exemplo a forma como foram presos:

Eram seis horas da manha, a gente se preparando pra sair pro trabalho, quando batem na nossa porta procurando por um outro brasileiro – que descobrimos que tinha aberto uma conta no banco com a documentação falsa“.

O que os policiais nem desconfiavam, era que naquele apartamento da periferia de Londres, viviam outros 12 brasileiros, todos com o visto também vencido.

Uma das coisa que mais me chamou atenção enquanto ele me contava, era a simplicidade que ele encarou este episódio.

Em um determinado momento ele disse que os policiais, quando viram aquele monte de gente ilegal, foram super gentis.

Pediram até o apoio de outros dois carros maiores, para que pudessem levar as bagagens e pertences de todo mundo.

E além disso, deixaram que pegássemos todas as nossas coisas.

Quer dizer, quase todas as nossas coisas, pois todo o dinheiro que tínhamos ganho com o suor do nosso trabalho foi confiscado, pois segundo eles, aquele dinheiro tinha sido ganho de forma desonesta, e portanto era da Rainha..:

Tão logo obteve o reconhecimento da cidadania aqui na Italia, ele voltou a Londres.

Desta vez não sozinho, mas com seus outros dois irmãos que aproveitaram e também realizaram o processo de cidadania com ele.

E desde então jamais teve qualquer tipo de situação ou problema parecido.

Pois como cidadão europeu não corre o risco de ser deportado ou ter qualquer problema com a sua permanência no país.

HISTÓRIA 2 – O MUNDO DÁ VOLTAS

Em 2009, um grande amigo que viveu por anos nos EUA irregular, veio à Itália com o objetivo de realizar o processo de cidadania e depois disso retornar aos EUA.

Seu projeto era aproveitar a facilidade que os cidadãos italianos tem para entrar nos Estados Unidos sem visto.

Como ele ainda tinha diversos contatos por lá, já tinha conseguido com que um destes amigos lhe desse um visto de trabalho.

Com isso, ele poderia permanecer mais do que o tempo necessário permitido aos turistas italianos.

Só que ele não contava com as voltas que a vida dá!

Depois da finalização do processo, ele foi para Londres ganhar alguns trocados, e hoje, apenas poucos anos depois, encontrou o amor da sua vida.

Continua vivendo na terra da Rainha, está mais do que feliz e tem mais: atualmente ele cursa uma das universidades mais prestigiosas do mundo.

Tudo isso aconteceu de forma completamente inesperada, estudar era algo que sequer passava pela sua cabeça!

HISTÓRIA 3 – A DIFERENÇA DOS VALORES PARA ESTUDAR

Já no ano de 2012, outro cliente da Minha Saga me confessou sobre a raiva que passou quando descobriu que o curso de pós-graduação que ele estava já terminando no Reino Unido custa CINCO vezes menos para um cidadão europeu do que para um cidadão brasileiro, seu caso até então.

Disse que se houvesse sabido disso antes, com certeza teria corrido atrás dos seus documentos italianos há muito mais tempo, pois ainda pagando os custos para obter o reconhecimento na Itália.

O custo final dos seus estudos ainda seria menor do que ele realmente estava pagando.

Enquanto ele pagou cerca de 9000 libras no seu curso, seus amigos “europeus” pagaram algo em torno de 2000 libras.

Veja a diferença: todos estudando dentro da mesma universidade, o mesmo curso, ao mesmo tempo!

HISTÓRIA BÔNUS – A ABERTURA DA MINHA EMPRESA NO REINO UNIDO

Neste ano de 2016 eu abri uma nova empresa – desta vez na terra da Rainha!

Sem a cidadania italiana, eu teria desembolsado entre 50.000 ou 200.000 libras para conseguir um visto do tipo entrepreneur visa

Sabe quanto eu gastei para abrir a minha empresa?

0 pound

Isso mesmo: zero vintém!

E sabe quanto tempo eu levei para abri-la?

15 minutos através do site gov.uk – que é o site do governo britânico.

Claro que aqui não estou considerando os custos com o aluguel de um imóvel, passagem de avião da Itália – UK, etc.

Porém isso também se aplicaria se eu precisasse do visto como cidadão brasileiro.

O objetivo aqui é ilustrar a enorme facilidade que temos como cidadão italiano em relação aos cidadãos extra comunitários.

CONCLUSÃO

vantagens em ser cidadão italiano

Pois bem, acredito que estes quatro pequenos exemplos são mais do que suficientes para ilustrar a grandiosidade dos benefícios que a cidadania italiana pode nos proporcionar.

Quando você pensar em obter o seu reconhecimento e ver os valores que você terá que guardar para tirar este sonho do papel, pense nestes números todos aqui.

E descobrirá que este reconhecimento – que é um direito que todos nós temos – além do tradicional retorno às nossas origens nos proporciona, na vida prática – muitos benefícios.

Seja para estudar, trabalhar, empreender ou apenas…

viajar sem ter o aborrecimento de ter que entrar em filas de imigração, muitas vezes podendo fazer isso aqui:

Muito melhor do que qualquer lista de benefícios que eu poderia te passar, não é mesmo?

E como adoro dizer:

Não somos apenas cidadãos europeus, somos cidadãos do mundo 🙂

  • Pedrini

    Olá, comecei a pesquisar os documentos de minha família para a cidadania italiana em 1990. Meu bisavô era trentino e fiquei sabendo que naquela época não existia o reconhecimento de descentes do Trento. Mesmo assim continuei viajando, contatando arquivos, cartórios e outras pessoas, pesquisando e recolhendo documentos. Pensei: no futuro pode sair o reconhecimento para os trentinos e quando isso acontecer quero está com os documentos a mão. Pensava também: a cidadania possibilita novos horizontes para meus descendentes. Melhor possibilidade de estudos, trabalho, fazer o caminho de volta e redescobrir essa milenar cultura. Possibilitaria ser um cidadão do mundo,Logo que foi aprovada a lei pelo parlamento italiano dei entrada e 05 anos depois saiu o reconhecimento de minha cidadania e de minha filha.

    • Olá Pedrini que bacana o seu relato, parabéns e obrigado por compartilhar 🙂

  • Znarf Tnarol

    porém com o brexit, passaporte europeu vai passar a ser estrangeiro

  • Tatiana

    Olá Fabio! Parabéns por colocar tanta informação importante sobre o assunto. Gostaria de saber se você pode me ajudar numa coisa. Meu marido é filho de italiano, sei que pelo Brasil o processo é o mesmo para todos, tendo que ficar anos na fila. Mas se ele for para a Itália, também terá que fazer o mesmo processo ou deve ser mais simples? Obrigada

  • Juliane Correia

    Olá Fábio, eu e minha família estamos buscando a cidadania e gostaria de saber se os documentos necessários podem ser utilizados para todos ou são individuais, precisando de um conjunto de documentos para cada membro.

    Caso seja individual pode ser feito a autenticação do documento ou tem que ser sempre o original?

    Desde já agradeço!

  • Wilher Perazolli

    Olá Fabio, Estou com um problema para saber a origem do meu pessoal, a origem na hospedaria está como “Ilha Riga”, não faço ideia de onde seja, imagino se esse lugar foi modificado com o tempo (nomes, mudanças territoriais, etc… Ou se foi algum erro no registro. A chegada aqui foi em 1895 e o “chefe” da família tinha 35 anos. Gostaria da sua opinião amigo. Um abraço.

  • Bianca Perrin

    É muito bom acompanhar seus posts! Me deixa cada vez mais empolgada e sei que em breve terei todos esses benefícios! Juntando documentos ainda mas como tenho primos que já possuem a cidadania não será tao complicado.

  • Daniela

    Olá, Fábio. Bom dia! Acompanho sempre o seu blog, de uma enorme utilidade para os já reconhecidos ou aspirantes a cidadãos do mundo. Gostaria de tirar uma dúvida, já tive minha cidadania italiana reconhecida e já possuo o passaporte italiano, porém meu marido ainda não tem. Você sabe me dizer se, num aeroporto europeu, ele pode ficar junto comigo na fila de cidadãos ou teríamos que nos separar e ele se dirigir a fila de imigração normal? Obrigada!

  • Mauricio

    Gostaria de conhecer o site da sua empresa, qual é o url? Trabalha com freelance remoto?

  • Mariana Daniel Figueredo

    Qual foco da sua nova empresa Fábio em Digital Marketing, já que é uma área bem abrangente?

    • Olá Mariana, a empresa é responsável pela venda dos meus produtos digitais

  • Pedro Luiz Milhomem

    Fabio

    Estou terminando meu processo de cidadania europeia, como faco para cursar uma faculdade em londres ?

    Abraco

    • Olá Pedro entre em contato com a referida universidade e verifique com eles quais os critérios de entrada. Abs

  • Anônimo

    Ho orgoglio d’essere brasiliano ma anche italiano! Perché no?

    Lutei por muitos anos pelo meu direito da cidadania italiana, valeu a pena hoje, tambem minha esposa, filhos e netos possuem a dupla cidadania. Aqueles que tem a possibilidade de obte-la,apesar da longa e exaustiva jornada, não desistam a condição de ser ” cidadão do mundo ” não tem dinheiro que pague….

  • Marcia

    Adorei as històrias!! como sempre tu escreve num modo muito fàcil de entender; e nao è nunca noiosa a leitura!! esperamos que o livro saia um dia allora! grazie pela matèria!

  • Eduardo Mineo

    Oi Fábio, só complementando:

    Mesmo com cidadania européia, a pessoa só fica elegível aos descontos nas universidades tops Inglesas se forem também legalmente residentes na Europa nos últimos 3 anos.

    Muitas vezes vale a pena conferir as unis tops na Itália, que nem sempre exigem esse tempo de residência e muitas vezes oferecem bolsas integrais para italianos. E a Itália também tem universidades tops como a Uni de Bologna, a Bocconi em Milão, a Sapienza em Roma, etc.

    De qualquer forma, reconhecer sua cidadania italiana é extremamente importante. É comum que as pessoas vejam o reconhecimento da cidadania apenas para seu próprio uso, mas na verdade elas estão fazendo isso para seus cônjuges, para seus filhos, netos, bisnetos, etc.

    Abraços!

    • Cesar

      Olá Fábio,
      bem legal a matéria!!!
      Acredito nas “facilidades” que a cidadania italiana possa oferecer mundo a fora.
      Entretanto , antes disso tudo, existe a satifação e emoção do resgate da sua história familiar.
      Cada passo que é dado na descoberta de novos documentos, porto de onde sairam, por onde chegaram, o sobrenome correto que todos da família acharam que era de uma forma , mas vc descobriu que era de outra, conhecer a história da cidade , na itália , que os antenatos vieram. Achar na Itália ou por meio de e-mail a certidão de nascimento do seu antenato, NÃO TEM PREÇO.
      Abraço

  • Magda

    Fábio, muito legal a iniciativa de escrever sobre as vantagens, parabéns!
    Será que você teria mais informações sobre outros países além da Inglaterra? Aproveitando o seu contato com italo-brasileiros, seria interessante conhecer essas vantagens (França, Alemanha, Escandinavia?).
    Uma pequena observação: tenho quase certeza que na Inglaterra o sistema universitário atualmente está operando da seguinte forma: home student (ingleses e comunitários residentes há 3 anos em um país da comunidade européia) pagam a anuidade de 9,000 libras – enquanto que overseas/international students estão pagando um valor ainda maior (que pode variar de 15,000 a 18,000 libras aprox. dependendo da Uni/curso). Essa informação é importante porque pode criar uma falsa impressão de vantagem que não existe mais, você se lembra no ano retrasado quando os estudantes protestaram e quebraram o pau em Londres? Foi justamente por causa dessa mudança – e ela acabou acontecendo mesmo! Hoje já não é mais como antigamente…
    bjaum

    • Ola Magda tudo bem?

      Eu preparei um questionàrio nos mesmos moldes daquele que os amigos que contribuem com a sessao “Brasileiros na Italia” para os amigos italianos que vivem pelo mundo – portanto em breve criarei mais uma sessao, praticamente com este assunto que voce citou 😉

      Bjs e obrigado pelos comentàrios!!!