Cozinha Italiana: os 10 erros comuns cometidos

Quem nunca foi num restaurante italiano no Brasil para “homenagear o nonno italiano” não é mesmo?

Saborear um spaghetti a bolonhesa numa daquelas mesas com a toalha quadriculada lembrando as cores da Italia…

Só que tem um pequeno problema: aqui na Italia não existe nos restaurantes tradicionais (turísticos não contam) toalhas assim e muito menos se mistura spaghetti com carne moída rs

Para acabar com essa confusão, o pessoal do blog Italianfoodlovers da Academia Barilla publicou uma lista com 10 coisas que NÃO fazem parte da cozinha italiana, vejamos:

1 – CAPPUCCINO DEPOIS DAS REFEIÇÕES

Uma das grandes especialidades italianas, o cappuccino é bebido no café da manhã – vocês dificilmente encontrarão um italiano bebendo-o depois das 10 da manhã, já que isso estragaria o almoço…

Em muitos países como nos EUA o cappuccino é bebido depois do almoço ou jantar, enquanto aqui na Italia bebemos uma xícara de café (pequena, claro) para ajudar na digestão.

2 – ARROZ E MASSA COMO ACOMPANHAMENTO

Risotto ou macarrão é primo piatto e a cozinha italiana preza muito a ordem que devemos comer os alimentos.

Utilizá-lo para acompanhar carnes, peixes ou verduras é inadmissível!

Se você não sabe do que estou falando, clique aqui para ler o artigo “Conhecendo o menú italiano“, onde explico a ordem correta que comemos aqui na Italia.

3 – ÓLEO NA ÁGUA PARA NÃO “GRUDAR” O MACARRÃO

Macarrão que gruda é macarrão ruim!

A verdadeira pasta italiana é cozida apenas com água e sal e o molho e condimentos devem ser feitos à parte – misturados somente no final do processo.

4 – KETCHUP NA MASSA

Quer perder a amizade com um italiano?

Corte o spaghetti com uma faca na frente dele ou faça pior: abra um belo vidro de ketchup e salpique na massa que você estiver comendo (incluindo a pizza).

Não há amizade que resista a este sacrilégio!

5 – SPAGHETTI COM MOLHO ‘A BOLONHESA’

Querer impressionar um típico italiano com essa receita é a mesma coisa de querer impressionar um brasileiro fazendo pra ele uma feijoada com feijão carioca: não combina!

Aqui na Italia o molho à bolonhesa – conhecido como ragù alla bolognese é servido quase sempre com massa grossa, estilo tagliatelle ou pappardelle e não com spaguetti.

6 – MACARRÃO COM FRANGO

Tradicional nas américas, o molho do macarrão feito com frango aqui na Italia também não existe!

7 – CAESAR SALAD

A salada tão famosa no mundo, embora tenha sido inventada por um italiano – Caesar Cardini – jamais chegou aqui na Italia.

Pelo menos não fora dos restaurantes Mc Donald’s…

8 – TOALHAS QUADRICULADAS COM AS CORES DA BANDEIRA ITALIANA

Sinal indiscutível de um bom restaurante italiano de respeito no exterior, aqui na Italia ninguém usa.

Se você estiver pensando que vai chegar aqui e vai encontrá-la cobrindo as mesas dos restaurantes e tratorias vai ficar completamente desiludido.

9 – FETTUCCINE ALFREDO

Basta percorrer o menú de muitos restaurantes italianos no bairro italiano do Bixiga em SP e lá está ele: o famoso fettuccine Alfredo.

Só que aqui na Italia ninguém conhece esse dito cujo Alfredo.

Reza a lenda se trata de um chef romano que criou uma espécie de miojo com molho de manteiga e queijo parmesão “pra turista ver” e com isso contaminou os restaurantes americanos, fazendo todo mundo pensar que aqui é prato típico.

10 – SPAGHETTI COM POLPETTA DE CARNE

No exterior é comum encontrar spaghetti com molho de tomate e polpetta de carne mas este é outro mito criado no exterior – por aqui este tipo de prato é inédito.

Quem de vocês tinha algum tipo de expectativa com a comida italiana antes de vir pra cá e chegando aqui descobriu que não era nada do que pensava?

Compartilhe aqui nos comentários 😉

  • Carmen

    Renato, eu fiz a mesma coisa em Salerno, pedi azeite e um rapaz que era empregado trouxe o azeite, para agradar, mas logo em seguida veio o dono, pegou o azeite, deu um pito e levou de volta kkkk Mas comida era simples e maravilhosa.

    • Renato Piccinin

      o segredo de viajar e ser respeitado, é primeiro respeitar a cultura local e depois com o tempo, se achar conveniente, introduzir seus toques e culturas externas. Quando você chega impondo, vai ter guerra.

      • Rafael Frigori

        Pedir azeite educadamente é só isso, um pedido. Mas se receber um não e ainda assim fizer questão, é só levantar e ir embora!

  • Fabian Vendrametto

    A maioria dos costumes das comidas italianas feitas no Brasil são de origem da região do veneto, lugar onde se come spaghetti com ragù, polenta com leite, macarrão com feijão e outras delícias mais !!! O que observo é a mantença das tradições e comidas típicas italianas de mais de um século atrás e que na Itália não existem mais. Isso é fácil de entender, pois mantendo a tradição dos imigrantes, passada de geração em geração, lembrava-se com carinho dos entes queridos e da Nostra Terra Natal !!

  • Edelin Ribas

    Sim cometemos erros. Eu fui almoçar na casa de um parente em Monza, e o “primo piatto ” era uma pasta e “secondo piatto rosbife com batatas. Quando ela foi servir o rosbife quiz trocar o prato e eu não deixei por que disse que não seria necessário sujar tanta louça. Que gafe!

  • Júlio César Athie Doná

    Sensacional, muito bom mesmo.

  • gaetano orlando

    Sou italiano, morei 1 ano em sao paulo. O tema da Pizza è bem simples: as pizzas nao se comparam!

    – Brasileiros estao acostumados con quantidade: quanto mais recheio, mais gostoso!
    – Em Italia nos temos uma adoraçao para os ingredientes que no Brasil nao existe. Aqui a pizza è leve, com poucos ingredientes de grande qualidade. E’ obvio que nao todos podem apreciar isso. E’ logico que muitos brasileiros podem nao achar graça nisso.

    No Brasil comi pizzas boas e ruins, assim como na Italia comi pizzas boas e ruins! Depende do nosso gosto.
    Mas nao me falem que pizza italiana è grande mentira! =)

    Aos paulistanos posso dizer que se querem experimentar a unica verdadeira pizza italiana da cidade…tem que ir no Eataly/Rosso pomodoro.

    Abraço!
    Gaetano

  • Sandra Fernandes

    Morei 15 anos na Itália, considero quase como minha casa. Trabalhei 7 anos em um restaurante à beira do Lago de Garda. Meus patrões são dalí mesmo, toda família é do norte. O spaghetti al ragú ou bolonhesa, e também a tagliatelle eram pratos comuns no dia-a-dia da família. Eles nunca mencionaram que era um prato para turista. Frequentei muitas casas de famílias italianas, fui convidada para almoçar com eles ou jantar e sempre vi que este prato é comum nas mesas desta região. Com certeza, quem selecionou estas contraversões era do sul ou sei lá…mas tenho certeza que spaghetti e tagliatelle al ragú fazem parte da culinária do vêneto. Os demais eu concordo plenamente.
    Um certo dia veio uma família de alemães para almoçar no restaurante e pediram um spaghetti in bianco, sem molho, abriram a bolsa e colocaram um potinho de geléia de frutas sobre o mesmo; meu patrão quase teve um infarto…rsrsrsrs

  • Renato Piccinin

    E tem mais,,,,em Roma fui a um restaurante tradicional (aqueles onde 3 irmaos mais velhoso juntos administram o estabelecimento que veio do pai) e quando pedi azeite (óleo na Itália) e queijo ralado, o dono me disse (traduzindo): “A comida deve ser apreciada na sua naturalidade. O óleo e o queijo mudam o sabo original”. Para quem nao respeita os costumes locais, vê isso como um afrronte,

  • Alexandre Porfirio

    Parabéns, seu site é muito importante para quem vai viajar pela Itália, excelente…..

  • ana c battisti

    Hahahahuahu… quando eu cheguei esperava encontrar polenta. Frita, brustolada, na chapa, com queijo e salame derretidi, recheada ou pura e para minha tristeza ate encontrei a farinha para fazer mas de nada se parece com a do brasil.

  • Valdenir Vanalli Filho

    O Item 8 nao esta totalmente correto.
    Eu comi em um restaurante em Bergamo que tinha exatamente essa configuracao de mesa: Toalha quadriculada embaixo, toalha de protecao em cima (que nao era branca, era de papel da cor do papel higienico primavera =)

  • Daniel PC

    O cidadao que reclamou da pizza nao sabe de nada. Basta ir a qualquer pizzaria Napolitana que se preze para perceber que a pizza aqui sim é muito melhor que no Brasil.

    Sobre esta top 10, mamma mia, katchup na massa? Quem em sà consciencia faz isso?
    abraço

    • marcio

      Sim, eu comi pizza em Napoles, Roma, Bolonha, etc.. não vi nada demais. Me lembro que fui para Napoles afim de conhecer a tão famosa pizza napolitana e na minha opinião foi uma grande decepção. A massa era super fina e dura. Em Firenze inventei de pedir uma de presunto (prosciutto) e veio uma massa fina, um pouco de massa de tomate e acredite, umas duas fatias de presunto fatiadas(isso mesmo, fatias de presunto e não pedaços de presunto). Na verdade como o Fabio falou acima, se eles dão mais valor a massa do que ao recheio eles levam isso ao pé da letra. Mas pra não dizer que sou ranzinza eu adorei o sorvete de lá.. não tem igual e nenhum lugar do mundo. Abraço

  • Isso mesmo: faltou a tal “Pizza Havaiana”, com abacaxi. Pior que pedir um capuccino depois das 10, é pedir latte macchiato. Uma vez pedi um panino alla parmigiana, ainda de manhã, e um capuccino para acompanhar: a barista se recusou a me servir. Contudo, ouvi dizer que se pode tomar capuccino de forma perfeitamente tradicional, acompanhado de uma ciambella ou zeppola, antes de dormir.

  • Henrique

    Fábio,

    Aqui na Irlanda a coisa é mais complicada. Te digo o que é servido em vários “Ristoranti Italiano” por essas bandas:

    – Lasagna com batata frita.
    – Spaghetti carbonara acompanhado com fatias de pão de alho.
    – Pizza Havaí (com presunto, cogumelos e abacaxi)

    E aí, topa irmos num restaurante italiano em Dublin?

    rsrsrsr

    Abração!

  • Milton, concordo que essas receitas todas não são aquelas que se encontram n Itália. São receitas e costumes que os descendentes de italianos inventaram. Até acredito que muitas delas foram inventadas pela impossibilidade de encontrar aqui os ingredientes tradicionais. Quanto às toalhas, com as cores da bandeira, certamente falam da saudade da pátria que tinham os emigrantes. Quando às fettuccine Alfredo, só não conhece quem não está informado. Pode ser que com o tempo o restaurante tenha mudado e não tenha a mesma qualidade, mas eu comi essas fettuccine al triplo burro quando o filho do Alfredo era vivo e comandava o restaurante, e eram maravihosas. Pode ser que até ele já tenha morrido, não sei. Há pouco tempo o restaurante ainda funcionava no mesmo local tradicional, no centríssimo de Roma, perto do Mausoleo de Augusto, chamado “Augusteo”. Por outro lado, mais recentemente, já me serviram. (que não consegui comer) uma massa horrorosa que, quando perguntei, me disseram que tinha sido feita pelo cuoco egípcio.As coisas são tão
    relativas, não é?

  • marcio

    Sem contar a Pizza daí, estive na italia de norte a sul e não vi uma pizza que chegue aos pés das Pizzas de São Paulo, a pizza italiana é uma grande mentira…. Outra coisa, a comida em restaurantes na Italia é muito cara, ainda choro ao lembrar que paguei quase 30 euros num almoço com salada, macarrão (bem meia boca) e Polo (frango) acompanhado por uma Coca Cola. Não botei na conta a falta de educação dos atendentes. Nâo tenho saudades mesmo!

    • Ciao Marcio

      Se a pizza originalmente é uma invenção italiana, então não dá pra dizer que ela é uma mentira, não acha? Já passei da fase de dizer que a pizza na Italia é boa/ruim e a do Brasil é boa/ruim – elas são completamente diferentes! Enquanto no Brasil se privilegia o recheio, aqui na Italia a massa é mais importante, portanto ambas são ótimas, dependendo do ponto de vista.

      Quanto a sua experiência por aqui é uma pena que você não tenha boas lembranças, sinto muito.

      Abraços

      • José Alberto

        é pura verdade..no ano que morei em Milano, percebi todas essas diferenças, pois fui em busca de subsídios gastronômicos… Não há nada que se iguale a uma pasta Barilla salpicada só com parmigiano reggiano….o queijo é tão bom que com o calor da pasta ele se dissolve ficando um creme espesso….sabor indiscritivel. As melhores pizzas que comi foram a que comprei nas padarias…ahhh que massa macia e saborosa… o panzirotto perto do Duomo é inesquecível… (panzirotto é um pastel de massa macia assada com vários tipos de recheio) o recheado com mozzarella de búfala com molho pomodoro é muito bom.. enfim, a autenticidade está na simplicidade do alimento, mas feito com ingredientes absolutamente de altíssimo grau de qualidade, como azeites, farinhas, burra, e a mozzarella que tem a consistência de espuma……

      • marcio

        Olá Fábio, não tinha pensando nesse ponto, de talvez eles dêem mais importância a massa do que ao recheio. Mas para o meu gosto pessoal eu senti falta de recheio nas pizzas. E pra não dizer que sou ranzinza… eu adorei os sorvetes daí.. deliciosos. Tomei vários mesmo no inverno italiano. Abraços.

      • Ana Maria Pierri

        As pizzas na região de Campania, mais especificamente em Salerno, são excelentes! Muito diferente das pizzas brasileiras, com certeza. Massa mais fina e meio crocante, generosidade no molho (saborosíssimo, por sinal) e um pouco de muzzarela por cima… bem pouco… O ponto alto é o molho escorrendo quando mordemos a massa fininha. Na casa da minha família cada um come uma pizza inteira e com as mãos… cortam os pedaços, dobram e comem… Na primeira vez usei prato, garfo e faca… depois…
        Em Roma, porém, nos restaurantes para turista, não se prova o delicioso sabor experimentado no sul, principalmente fora da rota de turismo. Ocasionalmente sinto vontade de comer a pizza à napolitana (mas tem que ser aquela que se come na Itália!)

    • Carmen

      Marcio, que pena que você teve uma experiência ruim, mas não desista de gostar da Itália por isso. Nós, por outro lado, em nossas viagens conhecemos pessoas legais, que nos ajudaram sem nunca ter nos visto e sem saber falar italiano. E com a comida também sempre tivemos experiências excelentes. As vezes é o acaso, mesmo.

  • Roberta

    Sou a italiana mais paraguaia que existe, nao gosto de cafe nem de pasta. Mesmo nao gostando muito de pasta eu como, mas macarrao com frango nao me desce!