Cuidado com rasuras e carimbos no documento italiano

Estou aqui para dar uma dica muito importante a respeito do documento italiano (do seu antenato).

Muitos não sabem, mas todos os documentos italianos que sofram qualquer tipo de alteração após a assinatura do oficial responsável pelo documento, perde a validade!

Infelizmente tenho visto isso em muitos documentos que chegam a mim para análise, e não há outra alternativa a não ser solicitar um novo documento ao comune ou à igreja, dependendo do caso.

Isso acontece normalmente quando este documento italiano foi utilizado para a correção dos documentos no Brasil, a famosa retificação dos documentos.

Neste caso, a certidão italiana é traduzida para o português e em muitos casos, acaba sendo carimbada por um tabelionato ou até mesmo pelo fórum onde o processo está correndo – e uma vez que este carimbo é colocado no documento – de acordo com a legislação italiana – ele perde o seu valor.

Isso é tão sério por aqui, que dependendo da importância do documento, a assinatura dele deve ser feita na presença do oficial que a exige, para garantir que o documento não sofra modificações após ser assinado e entregue.

Veja a imagem abaixo:

Documento Italiano

Porca miséria – no documento acima constam 8 tipos diferentes de anotações!

Entre carimbos, chancelas e anotações, todos eles colocados depois da assinatura do padre (que retirei do documento, assim como outros dados pessoais, por questões de privacidade) tornando-o completamente nulo.

Por isso dá uma olhadinha aí no documento que você tem em mãos:

Caso ele tenha qualquer tipo de anotação ou carimbo – solicite um novo documento ao comune ou igreja antes da vinda à Itália, ok?

Assim você evitará perder tempo quando estiver por aqui, e convenhamos:

Tempo é literalmente dinheiro na Itália 🙂

  • Carolina Dias

    Olá Fabio, parabéns pelo seu blog, tem me ajudado bastante. Por favor me ajude com uma dúvida, tenho a cópia scaneada da certidão de batismo de meu antenato italiano, mas não tenho a via original em mãos, já solicitei o envio, mas acredito que ela não chegará a tempo de minha visita para legalização das certidões no consulado. Vc sabe me dizer se o consulado aceita o documento digitalizado impresso?

    • Olá Carolina, talvez aceitem sim, porém é impossível responder com 100% de propriedade, ainda mais se tratando de funcionário consular

  • Bianca Lira Bortone

    Olá Fabio,

    Estou acompanhando seu blog e a cada post estou descobrindo uma coisa nova para anotar no meu planejamento..

    Meu avó nasceu e casou na província de Salerno.Tenho as certidões do meu avó (nascimento Itália, casamento Itália, e óbito Brasil). A certidão de nascimento esta bem danificada (colada com durex, faltando pedaços nas laterais) a casamento tenho a original – 1946- e uma segunda via emitida em 1986 e a de óbito no Brasil emitida em 1993. Vou precisar pedir a segunda via de todos esses documentos por causa do estado (no caso de nascimento) e por não ser recente (casamento e óbito)?
    Quanto tempo é valido os documentos (com as vias mais recentes) para pedir a legalização e cidadania?

    Vou me casar uns dois meses antes de ir (vou fazer um intercambio e depois fazer a cidadania) preciso necessariamente da certidão de casamento para dar entrada no processo ai?

    Outra pergunta, tenho a 2ª via da certidão de casamento dos meus pais emitida em 2012, preciso pedir outra?

    Agradeço por todas as informações que você disponibiliza aqui, estão sendo fundamentais para eu considerar essa possibilidade.. Obrigada!

    • Olá Bianca tudo bem?

      Sim, você vai precisar dos documentos atualizados – os consulados tem exigido que os documentos tenham no máximo um ano de emissão para que possam legaliza-los.

      Não se esqueça que os documentos brasileiros devem estar todos em inteiro teor, ok? Abs

  • Rafael Pezzetti

    Olá Fábio, belo blog. Cara uma pergunta estúpida. É necessário saber falar italiano para conseguir a cidadania? Digo isso pois eu não conheço nem o básico da lingua, apenas inglês. E quero saber se devo investir um tempo aprendendo italiano ou com um bom inglês é possivel tirar a cidadania sem problemas. Obrigado.

    • Olá Rafael tudo jóia?

      Depende da forma que você pretende obter o seu reconhecimento. Se der entrada através do consulado italiano no Brasil ou então pretende contratar um consultor aqui na Italia você não precisa falar nem “ciao” rsrsrs.

      Por outro lado, se pretende vir pra cá obter o seu reconhecimento sozinho, é fundamental falar bem a língua, pois precisará dela para cumprir com os requisitos burocráticos, conversar com os órgãos públicos, etc. Grande abraço!!!

  • Thiago

    Ola Fabio. Cada dia que leio seu blog descubro mais uma lambanca que eu fiz.
    Tenho a certidao de nascimento do meu bisavo comigo – foi emitido pelo comune de vescovana em janeiro de 2012. Ela ainda vale para a legalizacao dos meus documentos no consulado da Italia em SP? Outra coisa: tem um carimbo da tradutora no verso da certidao e um outro carimbo que foi feito pela retificacao do documento… Danou-se tudo ne? Tenho que pedir outra certidao ne?

    Valeu!
    Parabens pelo site! excepcional 🙂

    • Olá Thiago

      Para legalizar sim, pois o consulado vai verificar apenas os dados, porém para o processo não, pois ela perdeu a validade: entre em contato com o comune novamente e solicite uma novinha em folha 😉

      Abraços

  • Anônimo

    Boa tarde

    Fabio terei que fazer todo minha documentação por são paulo, porem eu tenho a DAL REGISTRO DEGLI ATTI DI NASCITA do meu bisavô , mas ela ‘e de 2008, ela tem validade ainda?
    Desde já agradeço

    • Olá Anonimo

      Depende das condições do documento: se estiver legível, com o nome dos pais e as demais informações pode ser que seja ainda aceito sim – embora a maioria dos comunes exigem que o documento não tenha mais do que um ano de emissão, ok?

      Abs

  • parodi

    Boa tarde!
    Gostaria de saber se posso tirar a carteira de identidade italiana morando aqui no brasil?

    • Ola Parodi

      Infelizmente nao, pois a carta d’identità sò è emitida para os cidadaos residentes aqui na Italia e também nos consulados italianos pertencentes a Uniao Européia. O motivo è que aqui na Europa, a carta d’identità nao è vàlida somente como documento de identificaçao mas também como documento de viagem (substitui o passaporte) e por isso, fora da UE nao è emitida.

      Abraços

  • Vinissios Victorasso

    Olá Fabio, tenho duvidas sobre a questão do sobrenome. O sobrenome do meu bisavô era “Vettorazzo” , porèm quando meu avô nasceu, ja no Brasil, os cartorios brasileiros registraram como “victorasso” e assim esta até hoje na minha geração. isso atrapalharia em algo no processo de reconhecimento da cidadania ? Grazie e amei o novo visual do site!

    • Ola Vinissios

      A ùnica pessoa que pode te responder com 100% de certeza è o oficial do comune onde voce pretende realizar o seu processo, porém atualmente a quase totalidade dos comunes italianos estao exigindo que os documentos estejam todos retificados e portanto que todos os sobrenomes estejam uniformizados para que retornem ao original italiano. Infelizmente isso se deve ao enorme nùmero de documentos falsos apresentados nos ùltimos anos por brasileiros, o que acabou deixando todos com precavidos, portanto minha recomendaçao è que voce retifique todos sim.

      Abraços e muito obrigado pelos elogios 😉

  • Ola Genaro

    A CNN deve constar todas as variaçoes que constam nos documentos: se està faltando alguma, solicite novamente o documento, mande traduzir e leve para legalizar novamente – nao tem porque correr riscos, se voce ainda pode consertar isso antes de vir.

    Abraços

  • Ola Fabio…tenho duas questoes.
    Na CNN do meu nonno (ja traduzida e legalizada pelo consulado) consta o nome dele escrito de duas maneiras, mas em uma das certidoes de registro tem uma terceira maneira (esta uma tem um N a menos no sobrenome)….minha questao é que a mulher no Consulado de SP, quando foi legalizar disse que nao vai dar certo a cidadania pq falta uma das maneiras de escrever o sobrenome….Você acha que eles vao implicar com isso???

    A outra é….você ja explicou, massss…este mesmo papel, a CNN veio do Consulado grampeada, legalizada e tudo, mas eles mesmo grampearam 2 vezes….sabe quando da para ver que foi grampeado duas vezes?
    Bom, você acha que terei que fazer este documeno oura vez? Meu problema é que chego na Italia em 24 dias e tenho medo de nao dar tempo de traduzir, registrar no ERESP e legalizar no Consulado…isso leva temmpooo!!!

    Obrigada e até mais!

  • Tanto tempo olhando o blog de longe e agora virei exemplo!! =)
    A certidão do meu bisavô é bonitinha vai..
    Bjos

  • Ola Alessandra

    Hà alguns meses, toda comunicaçao entre os òrgaos publicos italianos è feita atraves de PEC – Posta Elettronica Certificata – que è um email codificado, com aviso de envio e recebimento (exatamente para evitar desencontros). Infelizmente as informaçoes consulares nem sempre sao confiàveis – e no seu caso è duplamente complicado, pois està lidando com DOIS consulados italianos rsrsrs

    Peça ao consulado italiano onde voce està fazendo seu processo para entrar novamente em contato com o consulado de SP solicitando o eventual re-envio da mancata rinuncia, ok?

    Abraços e boa sorte!!!

  • Anonymous

    Ola Fabio, parabens pelo blog mais uma vez. Atraves deste pude me auxiliar bastante no meu processo e posso lhe dizer que finalmente eatou na ultima parte do mesmo!!!
    Entao minha ultima duvida é:
    Enviei um email para o consulado de SP e o mesmo me respondeu com muita rapidez dizendo que ja enviou a minha non rinuncia ao consulado italiano na belgica no dia 8 deste mes e ate inclusive me deu o numero do protocolo. Porem telefonei hone no consulado da belgica e eles le informaram que Nao havia nenhuma non rinuncia com protocolo ou nome dado. Minha pergunta é: vc sabe qual é o modo de envio deste do documento? É por correio? Obrigada

    Alessandra

  • A resposta acima era para a Anonimo 🙂

    Luiz

    Cada comune tem um formulario ja impresso onde o cidadao solicita o documento do antenato. E o documento do italiano deve ser o primeiro documento a ser solicitado e nao o ultimo, pois e’ atraves dele que serao verificados os outros documentos, sera solicitada a CNN, entendeu?

    Abracos

  • Ola Luiz

    se voce nao completou os 90 dias permitidos na primeira vez que voce veio a Italia nao tera problemas para entrar, pois recebera um novo carimbo. So nao cometa o mesmo erro de muitos que pensam que somente pelo fato dos documentos estarem transcritos nao precisam mais se preocupar com os requisitos basicos de entrada: todo e qualquer cidadao quando se apresenta na fronteira de imigracao sera’ submetido as regras do pais ao qual apresenta o seu passaporte – portanto apresentando o passaporte brasileiro automaticamente voce devera apresentar a passagem de retorno, meios de subsistencia, e tudo aquilo que voce precisou apresentar na sua primeira viagem.

    Em relacao ao AIRE voce deve utilizar a segunda entrada no Brasil, quando retornou com os documentos italianos, nao faz sentido voce apresentar um documento com uma data anterior a data dos documentos que esta confirmando sua cidadania italiana.

    Forte abraco

  • Alice

    Quem acompanha o blog sabe que aquilo que escrevo trata-se sempre de informacoes oficiais, condenando completamente aquilo que defini em 2007 de ‘achismo’.. Trabalhando com cidadania italiana pude perceber que cada comune tem seu proprio ‘processo administrativo’ (atencao que nao tem nada a ver com as regras gerais, e sim com aquilo que o comune entende ser correto como procedimentos diarios e metodos de trabalho) o que significa que os processos de um comune variam em relacao a outro e vice-versa. Eu estive ha dois dias num comune proximo ao seu e a oficial confirmou o que eu escrevi – ainda adicionou que so aceita certidoes italianas e as legalizadas emitidas no maximo a 6 meses, diferente de como funciona no comune onde voce esta, por exemplo que e’ exatamente do lado deste comune onde eu estive.

    Portanto, o que quero dizer e’ que aqui na Minha Saga as informacoes postadas sao aquelas obtidas de fontes oficiais e que, se seguidas a risca, nao comportarao nenhum dano e/ou problema ao leitor que vir a Italia realizar o seu processo de cidadania.

    Abracos

  • Olha, eu acho que depende do Comune mesmo. Vou compartilhar a minha experiência, as minhas duas certidões do Italiano foram usadas para retificação de sobrenome e por isso continham 1 carimbo e uma etiqueta de custo de registro no cartório a mais. Uma delas foi emitida em 2009 e a outra em 2011. As duas foram aceitas pela oficial do Comune para fazer o processo. Digo isso pois antes de entregarmos a richiesta ela analisou os nossos documentos para ver se estava tudo certo. O processo ainda não foi finalizado, mas sei que a non rinuncia já foi enviada, só esperamos a oficial voltar de férias. Mas por enquanto as certidões foram aceitas e tudo caminha conforme o planejado.

    Abraços.

  • Anonymous

    Fabio,

    fazendo um adendo à minha pergunta 2 acima, você sabe me dizer se há problema em colocar a data de quando eu voltei para o Brasil antes de completar os 90 dias de permanência sem a exigência do permesso, data anterior à transcrição?

  • Luiz Gustavo

    Olá Fabio, obrigado pelas respostas.

    Mas deixa eu ver se entendi

    – esse documento por escrito q eles pedem como é? eu tenho q mandar uma cópia do meu rg com um pedido e reconhecer firma?

    – pretendo ir pra Itália somente em 2014. entao será perda de tempo pedir o documento do antenato agora?

  • Anonymous

    Caro Fabio,

    Fui pra Itália em março deste ano, me hospedei na casa de um primo que mora legalmente aí, me registrei no anagrafe do comune e dei entrada no meu pedido no stato civile depois que houve a confirmação do vigile.

    Na pendência do processo, voltei ao Brasil e, agora, recebi a comunicação de que foram feitas as transcrições (ainda estou no Brasil, meu primo que me informou desta comunicação essa semana).

    Agora, voltarei para a assinatura, pedido de carta de identidade, passaporte etc.

    Pegunto-lhe:

    1 – Já passaram mais de 90 dias da data que fui pela pra lá (em março) e, como voltei (antes de vencerem os 90 dias) e estou aqui no Brasil, não fiz o pedido de permesso de soggiorno. Tem algum problema voltar sem esse documento para a assinatura?

    2 – Quando for me registrar no AIRE aqui do Brasil, terei de preencher o formulário com a data de retorno ao Brasil. Devo colocar a data daquele meu primeiro retorno (antes de decorridos os 90 dias de permanência) ou a data do retorno dessa minha segunda ida para assinatura e finalização?

    Desculpe lhe incomodar, mas, como não vi nenhum caso parecido e sei da sua enorme boa vontade em ajudar, tive de me socorrer de você.

    Grato desde já.

  • Ola Zanin

    E’ impossivel dizer o tempo que uma questura leva – porém sempre existe fila – ainda mais em Milano – sinceramente nao acredito que 10 minutos sejam suficientes.

    Os documentos necessàrios para o pedido do passaporte sao estes mesmos que voce tem: a taxa paga na posta, a marca da bollo no valor de 40,29 e nao esqueça da copia da CI e também das fotos tessera.

    Abraços

  • Ola Luiz

    Oficialmente o documento tem 6 meses de validade – embora muitos comunes aceitem acima deste prazo (e deveriam aceitar jà que è impossivel que haja alteraçoes nos dados, uma vez que o antenato è morto), porém hoje mesmo fui num comune solicitar um documento para um cliente e a oficial disse que o doc teria 6 meses e que naquele comune eles nao aceitam documentos acima desta data.

    Os consulados estao sim exigindo a apresentaçao do documento italiano para analisar os demais documentos afim de comprovar a linha de tranmissao.

    Quanto à ultima pergunta: depende muuuito do comune também – via de regra è possivel solicitar quantas còpias quiser, porém existem comunes que cobram um pequeno valor (e nestes è otimo pedir muitas còpias) e outros que nao cobram nada, enchem o saco. E antes que alguém possa ler e dizer que o comune è obrigado a emitir quantas còpias quiser, nao è bem assim: eles podem exigir um documento por escrito – como a maioria no norte tem feito – com uma fotocopia do documento do requerente, com uma motivaçao vàlida para o pedido.

    Por exemplo, pedimos sempre com a motivaçao: uso cittadinanza, porém se voce pede vàrias còpias, perde o sentido – pois tecnicamente cada requerente deve fazer seu pròprio pedido e è exatamente neste ponto que alguns comunes nao emitem mais de uma còpia, entendeu???

    Forte abraço!!!

  • Ola LSDeZotti

    Qualquer carimbo que seja colocado apos a assinatura do oficial invalida o documento – mesmo no verso

    Ps. Nao responderei o seu email por se tratar do mesmo conteudo deste, ok?

    Abraços

  • Olá Fábio, estou meio perdido para fazer o passaporte italiano. Já compilei o modulo, já paguei a taxa pro governo, já comprei a marca bollo. O que tenho a fazer agora é ir na questura e apresentar isso? Somente isso? Pergunto isso porque atualmente vivo na Suiça, vi as passagens de Trem, Genebra – Milano e chego 10min antes de fechar a Questura. Voce que tem experiencia 10min na Questura é tempo suficiente? Penso em voltar no mesmo dia pra Suiça. Abraçao

  • Luiz Gustavo

    Prezado Fábio, tenho algumas dúvidas quanto ao documento do antenato. O documento tem validade? se retirar um hoje e só for reconhecer a cidadania daqui 4 anos, será válido ainda? No Brasil, é necessário apresentá-lo junto com os outros para legalização?

    E, por fim, tenho um primo indo pra Itália e ele vai retirar o documento pra mim. Ele pode tirar mais de uma cópia no Comune (por exemplo 2 ou 3 vias, pra garantir)?

  • Muito bem Mauricio, voce se deu conta mais ràpido do que eu pudesse responder 😉

    Abraços

  • Mauricio

    …corrigindo….

    Desculpe me enganei… como são documentos italianos, eles não precisão ser legalizados….hehhehe

    Abraços.
    Mauricio

  • Mauricio

    Fábio,

    O que é permitido nos “estratto dell’atto di nascita e/ou matrimonio”, no meu caso, eles contém somente 01 carimbo e 01(uma) assinatura do Comune do qual o expediu… até aqui são válidos??

    Lembrado que receberão mais um carimbo na legalização, correto?

    Abraço
    Mauricio

  • Fabio. Infelizmente os carimbos fazem parte do processo juridico, qdo do registro do docto no Brasil para que de tenha os efeitos juridicos. Estou no meio de um proc retificacao. Se o carimbo estiver no verso , ainda assim esta nulo?? Grazie!

  • Fabio. Infelizmente os carimbos fazem parte do processo juridico, qdo do registro do docto no Brasil para que de tenha os efeitos juridicos. Estou no meio de um proc retificacao. Se o carimbo estiver no verso , ainda assim esta nulo?? Grazie!