Aula 18 – Aluguel do Imóvel na Itália

MATERIAIS DIDÁTICOS

Para acompanhar o seu Curso de Cidadania Italiana 2017, baixe o mapa mental e também o Sagabook 2017 – o primeiro pode ser baixa-lo clicando no próprio link e para baixar o Sagabook basta inserir o seu email abaixo, que ele será enviado para o seu email – depois da sua confirmação de interesse!

Mapa Mental do Curso*

* A utilização de mapas mentais ajuda a organizar as ideias e também o aprendizado.

Para utilizar o seu mapa mental, você deve criar uma conta gratuita no site Mindmeister clicando aqui.

Links Úteis – Aluguel do Imóvel na Itália

Clique aqui para ler um artigo sobre a residência na Itália

Sagabook 2017

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente o seu exemplar do manual Sagabook 2017!

AULAS ANTERIORES

DÚVIDAS SOBRE ESTA AULA?

Caso tenha dúvidas sobre o conteúdo deste aula, deixe abaixo no campo de comentários

35 Comentários


  1. Olá Fabio parabéns por seu trabalho!!! Tenho uma dúvida: não entendo como seja possível alugar um imóvel com contrato abitativo de no mínimo 18 meses se eu como turista só posso ficar na Itália por três meses. E’ possível que o proprietário do imóvel me alugue igualmente nessas condições. Que documentos devo apresentar para ele nesse caso que me garanta ou possibilite um aluguel? Muito obrigada

    Responder

    1. Olá Simone é sim possível, temos dezenas de alunos dentro da Escola Online da Cidadania Italiana que já conseguiram e/ou estão na Itália neste momento com este tipo de contrato, ok? Abs

      Responder

      1. Oi, Fabio, sou sua fã. O Sagabook está ajudando muito!!
        Consegui um quarto por um preço justo. Basta o contrato para comprovar residência, ou precisaria de algo mais?

        Obrigada!

        Responder

  2. Olá Fabio, me ajuda:

    Eu e minha irmã faremos a cidadania juntos. Irei alugar um imovel em meu nome, faço o “cessione” e ok. E para ela, como fazer? Eu posso fazer um “ospitalita gratuita” mesmo sendo ainda brasileiro, tendo apenas o contrato em meu nome com autorização do proprietario?
    Na Italia é possivel fazer contrato com dois contratantes?

    Responder

    1. Oi Leonardo você pode sim fazer a cessione para sua mãe como “ospitalita gratuita”, pois terá o contrato em seu próprio nome, sem problemas

      Responder

  3. Bom dia Fábio!

    Então, dei uma olhada no artigo sobre “residência na Itália”, nos links úteis desta aula, e ali contém outro link que leva ao artigo sobre a história de Joãozinho e Maria. Ali há dois links, um sobre uma circular que garante aos descendentes de italiano munidos dos documentos traduzidos e legalizados a inscrição somente com o carimbo no passaporte. Qual seria esta circular???
    E o outro link, logo abaixo, leva ao artigo “Mudança no pedido de residência aqui na Italia”. Estou meio confuso, pois neste artigo você menciona em vídeo sobre a tal DICHIARAZIONE SOSTITATIVA e o Decreto Casa nº47 de 2014.
    E não há comentários sobre tais assuntos no SAGABOOK 2017, nem aqui. Pode me ajudar, por gentileza???
    Muito obrigado.
    André

    Responder

  4. Olá Fábio, parabéns pelo trabalho, por favor tenho 2 duvidas que me preocupam muito, sobre móveis, eletrodomésticos etc.
    – É muito comum imóveis mobiliados para alugar? Se sim, até que ponto são mobiliados, por ex, vem só alguns armários embutidos ou consta também eletrodomésticos como fogão, geladeira, máq. de lavar, cama, panelas, enfim coisas essenciais do dia a dia?
    – E qual o custo de tudo isso? Pois não podemos considerar somente os valores mencionados na sua planilha de custo, se na pratica tivermos que desembolsar por ex. 5x mais (ou qualquer outro valor) para este fim.
    E veja que além disso, muita gente se esquece dos custos para se estabelecer, ou seja: produtos de cama, mesa e banho, higiene pessoal, limpeza, utensílios e eletrodomésticos, roupas adequadas, e tantos outros… que sinceramente não faço ideia de quanto seria, mas me arriscaria dizer que ultrapassaria facilmente o valor de um mês de aluguel.
    Obrigado.

    Responder

  5. Olá, Fábio, moro na Irlanda com visto de residente. Eu poderia dar entrada no meu processo pela Irlanda, mas darei entrada na Itália por ser mais rápido. No meu caso, preciso seguir todos os passos para o aluguel na Itália ou pelo fato de eu ser residente aqui e a Irlanda ser parte da União Européia, isso muda alguma coisa quantos aos passos a serem seguidos para a residência na Itália? Obrigada.

    Responder

    1. Olá Angélica se o seu visto é por longo período ou por tempo indeterminado sim, você pode dar entrada no consulado. Procure no canal do Youtube o vídeo sobre dar entrada em outros consulados, lá eu explico melhor, ok? Abraços

      Responder

      1. Meu visto é indeterminado, mas darei entrada na Italia por ser mais rápido. Vou acessar o vídeo para me informar melhor. Obrigada! Abç

        Responder

  6. Ciao, Fabio! Mais uma pergunta boba minha, vamos lá: Eu tenho 4 sobrenomes. No campo “COGNOME” eu posso colocar todos, em ordem normal, sem medo de ser feliz ou tenho que colocar obrigatoriamente o último sobrenome? Lhe pergunto pois, uma vez, na Espanha, eu fiz a maior confusão em um documento que tinha os seguintes campos: Nome, Sobrenome, Segundo Nome e Nome do Meio.

    Responder

  7. Fábio eu fiquei com uma dúvida:
    Meu bisnonno é italiano.
    Minha nonna é brasileira
    Meu pai é brasileiro nascido em 1949.
    Eu tenho o direito?
    Ou a minha nonna teria que ser italiana?

    *Postei a dúvida aqui pq comecei o curso hoje e a primeira aula já faz algum tempo.
    Obrigada

    Responder

  8. Fábio, uma dúvida: meu marido já é cidadão italiano reconhecido recentemente com assessoria, agora quero reconhecer a minha sem assessoria (não quero naturalização por casamento). Ele sendo Italiano, terei alguma facilidade na locação do imóvel ou o trâmite é o mesmo?

    Responder

    1. Olá Ana com certeza será mais fácil alugar com ele sendo cidadão italiano, pois neste caso a agência ou o proprietário não ficará preocupado se ele vai ter um permesso di soggiorno, pois ele está no país dele 🙂

      Responder

  9. Fabio, a inscrizione anagrafe é a mesma coisa que a declaração de residencia? Ou são documentos diferentes?

    Responder

  10. Olá Fábio.
    Tenho a mesma dúvida dos colegas. Tenho a possibilidade de ficar na casa de um amigo. Como proceder neste caso?
    Porém, sobre a questão de um contrato de aluguel, no trecho que você diz para solicitar, no momento de efetuar o contrato, uma rescisão de 1 mês (caso o proprietário aceite), e depois ao receber o aviso de Non Renuncia. Então, neste momento, eu posso avisar o proprietário de minha saída??? Você diz no vídeo para avisar a saída em dois meses (exemplo). Mas minha dúvida é: após ter saído a non renuncia, leva-se mais ou menos esse período para que o processo todo seja concluído??? 2 meses? Meu medo, caso faça dessa maneira, é avisar a saída em 2 ou 3 meses, por exemplo, e acabar levando mais tempo para conclusão do processo.

    Responder

    1. Olá André vou falar sobre ficar com amigos ou familiares na aula de hoje. Sobre a non rinuncia, depois que ela chega o comune leva em média 30 dias apenas – por isso sugeri que avise que vai sair em dois meses, ao invés de um, para não ter surpresas se o comune vai levar um pouco mais de tempo, ok?

      Responder

      1. Ah ok, entendido.
        Mas olha, conversando com um amigo meu, de CIngoli, Macerata. Ele foi à prefeitura, que conhece justamente a pessoa que trabalha com casos de cidadania, e o que o responsável comentou é que esse processo leva de 6 a 8 meses. Talvez essa pessoa seja aquele exemplo de oficial “chato”. Hehe!

        Responder

          1. Lamentável. Mas muito obrigado, Fábio.


  11. Boa tarde!
    Esta aula foi muito esclarecedora! Vamos para Itália em julho ecom meu esposo e meu filho de sete anos. Caso a cidadania não fique pronta no prazo de permanência normal de três meses, meu filho e meu esposo terão que retornar ao Brasil para revalidar a permanência?

    Responder

  12. Fábio, tendo em base às informações deste vídeo e dos anteriores sobre residencia, poderia esclarecer o seguinte:

    Considere o exemplo hipotético:

    Um família italiana composta de 3 pessoas (o casal e um filho) residem devidamente numa casa alugada com certificato di abitabilità de no máximo 3 pessoas, um certo dia a mulher tem um outro filho, mas infelizmente não têm dinheiro suficiente (sobretudo agora) para alugar uma casa maior.
    Eis a pergunta capciosa: se a casa excede o limite estipulado, de acordo com a lei, a nova criança não poderá ser registrada como residente e portanto usufruir de todo e qualquer serviço publico?

    PS: é uma pergunta interessante, mas não é essencial, então tudo bem se ignorá-la.
    Obrigado.

    Responder

    1. Desculpe, vou ignora-la não porque não seja interessante, mas porque não tenho como falar sobre situações hipotéticas, ok? Meu compromisso é ajudar vocês com situações reais 😉

      Responder

      1. ok, então considere uma situação real!
        Você diz que na Itália existem regras rígidas quanto a residencia, mas fica um tanto quanto subjetivo, pois o exemplo exposto acontece (e muito) na Itália.
        Já tentei esclarecer com italianos, alguns até advogados e quando cito as normas (pelo Sr. explicadas) todos, sem exceção, dizem que é algo mais teórico, e não aplicado com rigor… por isso achei oportuno lhe perguntar.

        Venho lhe acompanhando a anos, gosto e respeito muito o seu trabalho… não que minha opinião lhe seja importante, mas ao meu ver, mesmo inovando, poderia ser bem melhorar…. infelizmente a tendencia natural é diminuir qualidade e se tornar mais comercial.
        O engraçado é que quase nunca lhe pergunto nada, e quando pergunto sou ignorado, mesmo quando insisto em duvidas importantes, sou ignorado com a desculpa de já ter respondido (quando não foi).

        Responder

  13. Olá, Fábio, caso eu conheça alguém na Itália que aceite que eu fique na casa dela, eu posso fazer o contrato abita? Obrigado

    Responder

    1. Fábio, tenho a mesma dúvida de Miltinho e Ana.
      Tenho a possibilidade de ficar na casa de um amigo. Como proceder neste caso?????

      Responder

    2. Olá Miltinho se você conhecer alguém que possa te hospedar, não vai precisar de um contrato não – vou falar melhor sobre isso na aula de hoje 🙂

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.