Aula 7 – Traduzindo os Documentos

MATERIAIS DIDÁTICOS

Para acompanhar o seu Curso de Cidadania Italiana 2017, baixe o mapa mental e também o Sagabook 2017 – o primeiro pode ser baixa-lo clicando no próprio link e para baixar o Sagabook basta inserir o seu email abaixo, que ele será enviado para o seu email – depois da sua confirmação de interesse!

Mapa Mental do Curso*

* A utilização de mapas mentais ajuda a organizar as ideias e também o aprendizado.

Para utilizar o seu mapa mental, você deve criar uma conta gratuita no site Mindmeister clicando aqui.

Slides desta aula

Clique aqui para baixar os slides desta lição

Sagabook 2017

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente o seu exemplar do manual Sagabook 2017!

AULAS ANTERIORES

DÚVIDAS SOBRE ESTA AULA?

Caso tenha dúvidas sobre o conteúdo deste aula, deixe abaixo no campo de comentários

30 Comentários


  1. Fiz a tradução juramentada de algumas certidões que já tem mais de 6 meses e menos de um ano. As traduções venceram também?

    Responder

  2. Fabio, como vai?
    Um parente que já conseguiu a cidadania Italiana me cedeu a “certidão de casamento” e “certidão de óbito” do meu antenato italiano.
    Estes documentos já se encontram feitos por um tradutor juramentado, no entanto os documentos foram feitos em 2003.
    Aquela regra dos 6 mesês de validade também se aplicam aos documentos traduzido de forma juramentada?
    Como posso proceder para atualizar estes documentos?
    Muito obrigado

    Responder

  3. Olá Fabio! É possível apostilar todas as certidões de inteiro teor no Brasil e fazer as traduções juramentadas ao chegar na Itália?

    Responder

  4. Boa noite! Gostaria que informasse o contato de sua tradutora ou alguém que possa traduzir em Mogi das Cruzes – SP. Seria possível?

    Responder

  5. Engraçado, o preço é tabelado mas se você fizer orçamento com vários tradutores dentro do mesmo estado vai ter valores muito diferentes. Achei até 300 reais de diferença, pensei que a ideia eram ter preços parecidos…

    Responder

  6. Fábio, tenho documentos do Uruguay e Paraguay. tenho que fazer a tradução e apostilamento nesses países? Não posso fazer aqui no Brasil?

    Responder

  7. Oi, Fabio boa tarde, tudo bem?

    A respeito das traduções feitas na Italia, pode ser feita diretamente la?

    Peguei o nome de alguns tradutores na lista do Consulado de Roma, falei com varios, e tambem varios preços. Posso fazer as traduções diretamente na Italia, é verdade que o tradutor, não apostila o trabalho, porque junto com o documento vem com uma Verbal de Juramento?

    Obrigado pela atenção.

    Sucesso sempre, abraços.

    Responder

  8. Oi Fábio, tudo bem?

    Ouvi falar que a tradução (e também a apostila de Haia) tem um prazo de “validade” para poder ser usado para cidadania… verdade ou boato?

    Obrigado! Abraço!

    Responder

    1. Após apostilamento passa a valer a validade de documento italiano que é de 6 meses.
      Certidões brasileiras não possuem validade, porém ele RECOMENDA não passar de 1 ano devido aos diferentes padrões de exigências das Comunes.

      Responder

  9. olá fábio, gostaria de saber se o tradutor juramentado também precisa fazer a tradução da apostila haia que vai na certidão?

    Responder

  10. oi Fábio eu e minha irmã podemos utilizar as mesmas certidões para entrar com processo juntas? ou cada uma de nós tem que entrar com processo individual?

    Responder

  11. Olá Fabio! É possível apostilar todas as certidões de inteiro teor no Brasil e fazer as traduções ao chegar na Itália? Se sim, qual dos dois seria mais econômico? Traduzindo na Itália não precisaria ter o custo de apostilamento dos documentos em Italiano. Essa informação procede? Obrigada.

    Responder

  12. Olá Fabio, espero encontra-lo bem. Minha esposa e eu estamos muito empolgados com o seu curso. Aquilo que parecia somente um sonho no inicio, agora já está mais palpável. Minha dúvida com relação a tradução é a seguinte: Todas as certidões devem ser traduzidas? (Nascimento, casamento e óbito).

    Responder

  13. Olá Fábio,
    vou dar entrada na meu processo aqui mesmo no Brasil em Setembro. Apenas a certidão de nascimento do meu antenado é italiana, todos os outros documentos foram feitos aqui no Brasil, logo estão em português. Como vou apresentar no consulado brasileiro eu devo traduzir todos os outros documentos para italiano ou só traduzir a certidão que está em italiano para português?

    Outra dúvida porém de outro capítulo, não sei se pode ser respondida aqui. As validades de 6 meses são validas aqui também? Pois já pedi a certidão de nascimento do meu antenado no Comune, se ela for emitida logo ela terá 7 meses quando chegar setembro, devo me preocupar?

    Muito obrigado

    Responder

    1. Olá Leonardo todos os documentos devem estar na língua italiana, para que possam ser apresentados ao órgão italiano, ok?

      Sobre a CNN sim, veja a aula específica sobre isso e não deixe de ler também o Sagabook 🙂

      Responder

  14. FÁBIO, SOBRE OS VALORES DAS TRADUÇÕES, VOCÊ UTILIZOU UM EXEMPLO COM O VALOR DE $52,70. SEGUNDO A TABELA DA JUCESP, ESTE VALOR REFERE-SE AO SERVIÇO ITEM 2, VERSÃO, 2.1 TEXTOS COMUNS.
    SEGUNDO A OBSERVAÇÃO DO ANEXO, ESSE SERVIÇO É PARA TRADUÇÕES DE UM IDIOMA ESTRANGEIRO PARA OUTRO IDIOMA ESTRANGEIRO.
    O SERVIÇO QUE NECESSITAMOS É O DE TRADUÇÃO (SIMPLES), CUJO VALOR É MENOR ($42,50).
    PODE CONFIRMAR ISSO COM A PESSOA QUE TE PASSOU A INFORMAÇÃO? MUITO OBRIGADO.

    Responder

      1. Obrigado Fábio. Já tenho dois tradutores em vista. Farei orçamento para averiguar possíveis diferenças. Obrigado 😉

        Responder

  15. boa tarde. Gostaria de saber, qdo se faz a legalização de parte dos documentos (docs bisavo, avo e pai) q serão utilizados para fazer a cidadania e a outra parte dos documentos se faz o apostilamento (os meus e do meu filho), qual seria o procedimento correto a ser adotado para dar continuidade na documentação para cidadania italiana?

    Responder

  16. Enfim, o esclarecimento sobre tradutores juramentados! Como todos meus documentos são de São Paulo, mas resido em SC, tinha exatamente essa dúvida! Obrigada mais uma vez!

    Responder

  17. Olá Fábio.
    Os meus documentos foram todos traduzidos por Tradutor Juramentado que assinou mas não reconheceu firma das assinaturas.
    Apostilei os documentos em um cartório em Brasilia onde o tradutor tinha firma reconhecida e por isso não exigiram o reconhecimento das assinaturas.
    È realmente necessário que as traduções tenham firma reconhecida, mesmo já estando apostiladas?

    Responder

  18. Olá Fabio!
    Não sei se este é o forum indicado para este contato.
    Meu nome é Edison.
    Tenho todos os documentos necessários para a cidadania.
    Estive na Itália em 07/2016 em busca de originais. Meus antepassados são de Magré- Schio.
    Falta fazer o apostilamento. Tenho que traduzir alguns documentos.
    Pretendo ir para a Itália novamente em maio/2017 para dar inicio ao processo ai.
    Neste processo, posso fazer a cidadania minha, de minhas filhas e de minha esposa ao mesmo tempo?
    Posso ficar no máximo 30 dias na Itália. Este tempo é suficiente? Qual a Comune mais indicada?
    Vc pode me dar consultoria para este processo? Quanto custa? etc. etc.

    Responder

  19. Fábio, primeiramente, parabéns pelos videos excelente conteúdo e didática.
    Meus avós não foram casados, na certidão de nascimento da minha mãe(quem me transmite a cidadania) consta o nome do meu avô, mas quem foi no cartório e registrou foi minha avó, mas existe uma averbação que informa que meu avô reconheceu minha mãe como filha. Essa situação pode impedir a transmissão da cidadania? Terei que apresentar também a averbação traduzida?

    Responder

  20. Olá, Fábio. Fiz a árvore genealógica de minha família conforme instruído na aula e tenho duas dúvidas pra tirar. A primeira é: Meu pai se casou duas vezes – nenhuma com a minha mãe -, no entanto, ele foi o declarante na minha certidão de nascimento. Isso seria o suficiente para suprir a falta da certidão de casamento?

    A última dúvida é: meu bisavô foi registrado como Emilio Achille Bressan na Itália. No entanto, ao vir pro Brasil, foi registrado como Emilio Achilles Bressani. Fora esse detalhe, os demais dados estão consistentes com as informações do livro de registro italiano que eu achei no FamilySearch. De toda forma, valeria a pena eu pedir uma cópia da habilitação para casamento de meu bisavô, ou não há necessidade?

    Desde já agradeço

    Responder

  21. Fabio, estou acompanhando seus videos e sem dúvida são muito bons. Mas preciso de uma pequena ajuda. Tenho a certidão de nascimento de meu pai(MEU ANTENATO), só que descobri que o nome dele esta diferente do nome dele no passaporte Italiano, nome no RN GIOVANNINO NATALINO, nome no passaporte GIOVANNI NATALINO. Se o sistema da Italia for igual ao Brasil este erro pode ter ocorrido no momento de fazer a carteira de identidade na Italia, aí é que eu não sei o que fazer. Pode me dar uma dica, o passaporte dele foi feito na Questura di Taranto, você acha que devo começar por la? Tem como começar este processo online? Complementando, todos documentos dele no Brasil estão como GIOVANNI NATALINO, inclusive no extrato da aposentadoria dele que recebia da Italia.

    Responder

  22. Bom dia, Fábio! Obrigado por mais essa aula!
    Fiquei com uma pequena dúvida: quando você comentou sobre os cônjuges dos antepassados italianos, o único documento necessário para o processo de cidadania seria a Certidão de Casamento? Precisa ter a Certidão de Nascimento do cônjuge também?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.