Pachetto Sicurezza – Verdades e Mentiras

Ciao amigos

Com a vitòria do Berlusconi e consequentemente dos partidos de direita, existe muita preocupaçao sobre o que pode acontecer daqui pra frente, especificamente na questao dos italianos nascidos no exterior

Muitos amigos estao me perguntando sobre o novo projeto de segurança do governo. Gostaria de adiantar aos amigos que nenhum dos pontos do programa tem a ver com nossas questoes.

Nos ùltimos dias centenas de pessoas estao sendo presas e muitas delas estao sendo enviadas de volta ao pais de origem. Porém, sao pessoas que estavam aqui ilegais ou entao pessoas que viviam em acampamentos que se asemelham a verdadeiras favelas brasileiras, com tudo de pior que possa existir: falta de saude, higiene e consequentemente aumento da criminalidade.

Pontos do novo pachetto di sicurezza (pacote de segurança)

  1. Menores e mendigos: Criada uma nova linha de crime: a utilizaçao de menores para fins de esmola, que pode ser punida com ate 3 anos de reclusao. Inclui tambem a perda do pàtrio poder do pai que utiliza o filho para o mesmo fim;
  2. Afastamento por falta de meios de sustento: Se um cidadao estrangeiro comunitàrio (pertencente a Uniao Europeia) permanece em territorio italiano depois de 3 meses sem meios legais de se manter, pode ser afastado;
  3. Armas de brinquedo: Pessoas condenadas por delitos nao culposos serao proibidas de ter qualquer tipo de arma de fogo, incluindo armas de brinquedo;
  4. Banco nacional de DNA: Ideia de criar um banco de DNA dos individuos que cometeram crimes especificos, de pessoas desaparecidas e de cadaveres nao identificados. Estas amostras ficariam armazenadas e poderiam ser utilizadas somente por pessoas autorizadas. Os abusos serao punidos com prisao;
  5. Colaboraçao entre vigile urbano e policia: Aumento do poder dos vigili a fim de ajudar o combate ao crime nas cidades;
  6. Confisco: Indroduzir o confisco obrigatorio do produto de roubo e tambem do patrimonio do bandido, principalmente se o mesmo nao conseguir comprovar a procedencia;
  7. Confisco preventivo: Introduzir tambem o confismo preventivo de bens, afim de garantir que os comunes ou outros orgaos possam ter acesso aos mesmos, antes de serem destruidos;
  8. Contributos financeiros as empresas: Proibiçao de aporto financeiro da parte do Estado a empresas que tenham sido condenadas;
  9. Danos aos imoveis: Agravamento de pena aos crimes contra imoveis. A suspensao da condenaçao sera subordinada a eliminaçao dos danos causados ou a prestaçao de serviços a comunidade;
  10. Destruiçao de mercadorias apreendidas: Possibilidade de destruiçao das mercadorias apreendidas nao so quando sao pereciveis mas tambem quando seja excessivamente onerosa ou perigosa a custodia das mesmas;
  11. Expulsao: Os procedimentos de afastamento por motivo de ordem publica ou de segurança de Estado serao adotados pelo ministro do Interior, documentado e traduzido numa lingua que o individuo entenda. O procedimento de proibiçao de reentrada no territorio italiano nao podera ser superior a tres anos. O cidadao tem 30 dias para deixar o pais, salvo em caso de urgencia comprovada;
  12. Balanços fiscais falsos e sociedades “fantasmas”: A partir de agora tornam-se delitos com reclusao de ate cinco anos;
  13. Funçoes de sincados e prefeitos: Aumento de poder aos sincados e prefeitos quando estes precisarem prevenir e eliminar graves perigos aos seus territorios.

Além destes pontos, existem diversos outros que nao acho que vale a pena citar, como tutela de pessoas ameaçadas pela mafia, crimes de maiores com a utilizaçao de menores, crimes sexuais, inclusive pela internet e mais alguns.

O ultimo que vale a pena citar é que as mulheres estrangeiras que forem vitimas de agressao familiar poderao receber um permesso di soggiorno por motivo de “proteçao humanitària”

Se voces perceberem, todas as medidas tem como foco principal:

  • Preservar a sociedade italiana contra os crimes cometidos pelos italianos e principalmente pelos extra-comunitarios;
  • Utilizar as leis italianas para a condenaçao dos réus, para acabar de uma vez por todas com as ladainhas que volta e meia aparece por aqui, quando um cidadao estrangeiro comete um crime violento e exige ser tratado como se estivesse em seu pròprio pais;
  • Facilitar a expulsao dos criminosos e – principalmente dos “novos comunitàrios” que estao legalmente na Italia. Como nao se pode mais proibir a entrada de romenos, bulgaros, poloneses e outros povos no pais, a ideia é exigir que qualquer cidadao comunitario para permanecer aqui tenha condiçoes para manter-se, o que todos sabemos se faz através de um trabalho. Esta medida visa combater principalmente os roms, povo cigano que vive em guetos e favelas, nao trabalham e como sao um povo “sem patria” nao tem nenhuma noçao de civilidade.

Enfim amigos, eu nao consegui identificar nenhum projeto ao idéia deste novo governo (e lembrem-se que sou oposiçao a ele rsrsrs) que tenha o minimo de vontade de prejudicar-nos.

E neste meio tempo, vejam que noticia curiosa: o governo espanhol, aquele mesmo que impoe medidas extremamente duras contra o que eles consideram imigrantes ilegais, chamou a italia de “racista” e “xenòfoba”, pois nao concorda com a nova politica de segurança italiano

Bom, minha opiniao é que o governo acertou ao propor estas medidas, que visam proteger o interesse dos italianos e dos povos que aqui vivem de forma organizada, que trabalham para manter-se, que educam seus filhos, que pagam seus impostos e que sabem viver em sociedade e dela tirar seus frutos.

E nòs, italianos nascidos na Italia, no Brasil, no Mexico, Argentina ou qualquer outro pais devemos cuidar da nossa Italia, fazendo a nossa parte e honrando cada vez mais a memòria dos nossos antenatos, que tanto sofreram pra que hoje pudessemos dizer: Somos italianos!!!

Abbracci a tutti

16 Comentários


  1. Fabio, tu tem toda a razo: a gente concorda em mais pontos que discorda. Sabe o que eh? Eu alla fine me exaltei por que nao gostei da forma como tu descreveu os povos do leste europeu. Voce representou ali o tipico pensamento do italiano medio. Fez um pre julgamento, e colocou na vala comum todos os romenos, bulgaros, poloneses. Como se todos fossem cidadoes menores, e que portanto, gracas ao pacchetto sicurezza agora estamos protegidos.Desculpe se me exaltei, me revoltei com esta frase "Como nao se pode mais proibir a entrada de romenos, bulgaros, poloneses e outros povos no pais, a ideia é exigir que qualquer cidadao comunitario para permanecer aqui tenha condiçoes para manter-se, o que todos sabemos se faz através de um trabalho". O que voce quis dizer com isso, exatamente? Secondo me, no minimo tu pegou um pouco pesado com romenso, bulgaros e poloneses, nao?Grande abraco.Rogerio.


  2. RogerioUma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa…Eu nunca apoiei o governo Berlusconi, pelo contrario sempre fui opositor ao regime, as ideias e a forma com que a direita lida com a politica na Italia…Nao discordo de voce, na sua colocaçao, so nao entendi muito bem a sua ideia geral, pois ora concorda comigo, ora nao…Eu nao posso – e nem quero – atribuir juizo de valor a quem reconhece a cidadania e vai pra Inglaterra: um cidadao pode ir pra onde lhe convem, e nem por isso deixa de ser cidadao por isso. Se entrarmos neste embate, acabaremos dizendo que nossos antenatos deixaram de ser italianos ao abandonar a Italia, o que nao é verdade…Outro ponto que vc cita é em relaçao aos "incivilizados". Podemos sim ser emigrados, mas emigrados, imigrados ou nativos tem que respeitar as leis de ondem vivem, do Estado que lhes coloca comida na mesa.Nao posso de maneira nenhuma concordar com voce sobre a defesa do trabalho ilegal, pois todo ano a Italia abre MILHARES de postos de trabalho para imigrantes legais. Sinceramente nao quero acreditar que voce concorde que seja 'humano' as centenas de barcos que chegam a costa italiana, espanhola, americana, etc…No mais, penso que concordamos mais do que discordamos um do outroGrande abraço!!!


  3. Fabio, desculpe, mas o pacchetto sicurezza do governo Berlusconi tem propositos positivos, evidentemente, mas que escondem diversas outros negativos como tu deve ter visto. Como a imunidade ao premier, presidentes da camera, senado e presidencia da republica, a lei que bloca processos judiciais "considerados de menor pericolisidade", com aquele em que berlucosni eh reu e vai ser julgado esta ano… enfim, nao eh soh positivo. A posicao italiana em relacao aos povo "rom" eh estremamente duvidosa, pendendo para o xenofobismo e o racismo. Nao sou quem digo, mas a Europa e seu comissario para os direitos humanos. Afinal, como explicar a exigencia de pegar as digitais SO de uma etnica racial? Como justificar a presenca de um politico de um partido separatista, que manda para aquele lugar o hino nacional italiano (esta semana) como ministro do interior?Como justificar a posicao do partido do ministro contra as minorias musulmanas, vetando a construcao de mesquitas?Por que o povo cigano eh "sem nocao nenhuma de civilidade"? A culpa eh do povo rom ou do estado, que nao os insere? Diga-se de passagem mais de 60% dos "roms" sao italianos, nascidos aqui. E ignorados pelo estado.Por que o problema ROM eh um problema soh na italia, sendo que a etnia esta presente na espanha, na franca, na inglaterra e na alemanha? Para nao dizer dos paises dos balcas. Por que lah os governos nao fazem de conta que a coisa nao existe.E por fim, tu estas ragionando jah como o cidadao medio italiano, o que me deixa muito triste. Com medo do diverso. O imposto sobre a primeira casa? Medida populista, e se tu ta acompanhando a noticia nos jornais, a extincao deste imposto esta exigindo cortes em varias areas prioritarias, como saude e seguranca. Volta o ticket sanitario. Anunciados diversos cortes para a seguranca. O policia italiano ganha menos da metade do frances!O Ministro Maroni se la prende com o povo rom e os "novos comunitarios" ao invez de se preocupar com o que destroi a italia: a mafia. O sul da italia eh corroido pela mafia e o atual governo distorce a situacao colocando toda a atencao sobre o problema da imigracao. Que eh um problema, mas deve ser governada e nao transformada em chaga nacional e repelida como se fosse uma doenca. Todos os dias a gente le noticias sobre execucoes da mafia, sobre a cobranca de "seguranca" igual aquela que os traficantes cobram no Rio de Janeiro. Eh o que o governo faz? Se preocupa com os Roms, e com as interceptacoes telefonicas.A espanha aplica regras durissimas, mas claras e nao discrimina com relacao a raca. Nao defendo os espanhois, mas nao dah pra negar o perfil racistas das medias contra os ciganos.O italia nao gosta de extrageiros pobres, como provavelmente nenhum pais gosta. Mas aqui a coisa ta ganhando ares muito negativos. Os extrangeiros sao vistos como problema a ser combatido.Para finalizar este comentario imenso, o que vai acontecer com as milhares de badantes ilegais que trabalham "in nero", cuidando de velhinhos e substituindo uma tarefa que deveria ser do estado? Serao todas consideradas criminosas de um dia para o outro. Irao todas para a cadeia? Eh justo?Por que nao punir o empregador que contrata in nero? A culpa eh soh do imigrante ou do empregador? Afinal, se o povo trabalhar ilegal eh por que acha trabalho, nao?Se isso acontecesse em Roma hoje, amanha nao abria nenhum restaurante. Tu nao viu a noticia do trabalhador egipcio que morreu em Modena, de FATICA, de tanto trabalhar? Era irregular. O que o empregador fez? Mandou os companheiros jogarem o corpo longe para a policia nao achar e nao o incriminar.O pacote em inumeras propostas positivas. Mas inumeras outras equivocadas e erradas. E isto tem que ser reconhecido.E nao posso aceitar este teu ateggiamento com relacao aos "povos" incivilizados. Somos todos emigrados. Poloneses ou brasileiros. Um pedaco de carta dizendo que tu eh italiano nao muda muita coisa.Ate que por que soa patetico dizer " nòs, italianos nascidos na Italia, no Brasil, no Mexico, Argentina ou qualquer outro pais devemos cuidar da nossa Italia, fazendo a nossa parte e honrando cada vez mais a memòria dos nossos antenatos, que tanto sofreram pra que hoje pudessemos dizer: Somos italianos!!!" quando 90% das pessoas soh quer a cidadania para ir trabalhar na inglaterra. Abracos,Rogerio.


  4. Caros amigos, A questão é que o governo Berlusconi, após ter enviado carta a um por um dos mais de 4 milhões de cidadãos italianos vivendo fora da Itália pedindo voto, reduziu drasticamente os recursos e a relevância dada aos italiani all'estero.Só nos próximos 3 anos serão cortados mais 180 milhões de euros dos recursos destinados a rede consular,aos assegni di solidarietà e tantas outras ações em relação aos italianos e descendentes no exterior.O câncer da ideologia Nazionalpopolare é xenofobia pura, até para quem nasceu lá mas vive fora!


  5. Mas o que vcs esperavam? Que só pq o governo é de direita que iam acabar com o direito dos italianos nascidos no exterior?Isso é absurdo. Não nos esqueçamos que foi um senador da Aliança Nacional (de direita) que fez a campanha da qual resultou a aprovação do voto do italiano no exterior…


  6. Queridos amigosComo eu ja havia antecipado, ontem o Pacote de Segurança foi aprovado.E nas explicaçoes do Minsitro dell'Interno ele utilizou o termo "novos comunitàrios" referindo-se aos romenos e bulgaros que entraram recentemente na Uniao Europeia, explicando que as medidas de comprovar meios de sustento foram criadas para evitar exatamente que eles venham a Italia legalmente e depois permaneçam aqui sem trabalho, o que aumenta a criminalidade, obviamenteOutra medida excelente do governo foi a extinçao do imposto sobre a primeira casa. A partir de agora ficarà mais fàcil adquirir uma casa e aqueles que pagam mùtuo (financiamento de casa) terao os contratos convertidos de variavel para fixo automaticamente, nao sendo mais reajustados mensalmente ou anualmenteRealmente esperamos que nosso pais esteja no rumo certo para voltar a ser uma das maiores potencias européiasIn bocca al lupo!


  7. Fábio, aqui no vice consulado de vitória, não sei se estão exigindo em outros lugares, mas aqui me exigiram uma certidão de inteiro teor, vc tem algum conhecimento a respeito? fico agradecido se vc postar algo.obrigado!Rafael Baroni


  8. Oii Guri!heheheTbm concordo com essas medidas.. quem nao esta na Italia para contribuir com o Pais tem que ser mandado embora mesmo!baci milee


  9. ou seja, quem està aqui "na boa" pode continuar tranquilo.imagino que este pacote, além de tudo, poderà nos ajudar; primeiro porque teoricamente teremos um pouco mais de seguranca nas ruas, e quem mora em cidade grande como Milao sabe que nao é tudo tao tranquilo assim… depois, acho que ajudarà a separar um pouco "o joio do trigo"; muitas vezes ao fazer as coisas pelo caminho correto somos prejudicados por barreiras impostas em decorrencia de maus exemplos de estrangeiros (e até mesmo nossos compatriotas!) que jà nos fizeram o favor de queimar o filme. imagine por exemplo o preconceito que estao sofrendo os romenos honestos e trabalhadores que querem entrar legalmente e ajudar o pais a crescer…analogamente, é o caso também dos consulados no Brasil; todos sabemos que muitos irresponsàveis e "espertinhos" acabaram colaborando com o caos que reina hoje e que atrapalha a vida de quem de fato tem direito e quer fazer tudo corretamente.obrigado mais uma vez pelo esclarecimento, e abraço!


  10. ciao fabiote mandei um email no dia 01/05 e estou re-mandando hj caso nao tenha ido. pode dar uma olhadinha por favor?grazie!cecilia


  11. Ola Fabio, temos visto que os consulados no Brasil estao contratando mais funcionarios, acreditamos que seja para acelerar os processos. Tudo isso q esta acolntecendo na Italia, parece indicar que estao varrendo os ilegais, nao comunitarios sem condiçoes de sustento, para priorizar os descendentes, nao é mesmo? Melhor para nos.


  12. Ciao Fabio!Tanti Auguri a te!Bravo!Resumindo suas lindas palavras….Temos que usar das prerrogativas de educaçao de base,e dos principios biblicos que reza o amor ao proximo como a ti mesmo!!Alem do mais:Si Dio è con noi chi sarà contra di noi. E ….VIIIIVAAAAAA OOOO …..!!!!!, rs(zildelica)


  13. Ciao DaniSempre foi necessario comprovar renda para solicitar o permesso. Eu me lembro que nos idos da cidadania, quando ainda nao existia permesso na posta, ao chegarmos na questura era necessario apresentar uma renda em torno de 70 euros/dia. Se vc solicitava um permesso di turismo de 30 dias tinha que apresentar 2100 euros. Muitas questuras aceitavam a apresentaçao de um cartao de credito internacional. Outras exigiam um comprovante de deposito em banco italiano e outras chegavam a exigir o dinheiro em especie. Olha a tabela dos meios de sustento: Meios de SustentoCom o advento da Dichiarazione di Presenza nao é mais obrigatòrio apresentar estes meios de sustento, embora a lei continue a mesma.Ja outros permessos, como di Famiglia por exemplo, o cidadao que vai dar o permesso ao familiar tem que demonstrar que tem meios de sustentar este familiar. Tambem varia de questura pra questura. Ja vi casos de questuras pedirem as ultimas 12 bustas pagas (hollerith, outras apenas 3 e outras nao pedirem nadaEm relaçao ao contrato de locaçao, tudo depende de como vc entra numa casa aqui. Se vc aluga a casa, deve ter um contrato. Se alguem vai te hospedar, entao vc entra como "comodato gratuito" e nao é necessario apresentar contrato, caspice?Bacione per te!!!


  14. FábioEu li no jornal italiano duas coisas que poderiam nos atingir em principio:A exigencia de comprovação de renda para concessão de permesso.A exigencia de apresentar contrato de locação,sob pena pro dono do imóvel caso ele esteja dando um jeitinho.Isso não afetaria quem quer ir pra Itália fazer o processo,já que como sabemos a Itália coloca sempre todo mundo no mesmo saco?BaciDani

Comentários encerrados.