Onde guardar meu suado dinheiro

Ok, você seguiu a dica que postei anteriormente e trouxe seu dinheirinho escondido no porta dólar, certo? Ou ainda pegou uma parte dele e colocou no Visa Money Travel.

Pois bem, depois de algum tempo na Italia, é comum pensar sobre o que fazer com o dinheiro trazido, principalmente se você tem um montante considerável em espécie.

ABRINDO UMA CONTA NA ITALIA

A primeira idéia de todos é abrir uma conta. Porém isso não é tao simples, pois pensemos um instante: quem abre uma conta é porque recebe dinheiro de algum lugar. Seja um salário mensal, ou até a aposentadoria. E isso não é o caso de quem vem realizar o processo.

Se você conseguir arrumar um emprego aqui, o próprio empregador te registrará e abrirá para você uma conta-salário. Neste momento, você receberá a sua carta bancomat, que nada mais é do que o nome italiano para cartão de débito.

Um detalhe importante é que este mesmo nome, Bancomat, também significa caixa automático por aqui, como por exemplo esta da imagem abaixo:

 

Como a maioria dos bancos exigem algum tipo de comprovante de renda, e isto inviabiliza a abertura de conta bancária , a melhor alternativa é o cartao PostePay.

Se trata de um cartao pré-pago recarregável,oferecido pela Posta Italiana (Correios Italianos).

SOLICITANDO O POSTEPAY

Basta ir em uma das 14.000 agências da Posta Italiana e solicitar seu cartão PostePay. Será necessário apresentar um documento de identidade válido (passaporte brasileiro ou carta d’identità italiana) juntamente com o codice fiscale.

O custo do cartão é de 5 euros, e você pode carrega-lo com no minimo 1 (um) euro e no máximo 3000 (tres mil) euros.

Para efetuar a recarga, basta ir na posta e preencher o formulário abaixo:

Cada recarga no seu cartão custa 1 (um) euro, independente do valor inserido. Isso significa que carregando 10 ou 1000 euros, o valor da recarga serà sempre o mesmo: 1 (um) euro pela transação!

Para saques no cartão existem 3 opções:

a) 1 euro para saques direto nos caixas eletrônicos (bancomat) nas agências da Posta Italiana
b) 1,75 euro para saques em caixas eletrônicos de outros bancos na Italia e nos países da “Zona Euro
c) 5,00 euros para saques em caixas eletrônicos de bancos nos países fora da “Zona Euro“.

O cartão não é nominal, é exatamente igual a foto acima. Nele consta o número, a data de validade e no verso, o número de segurança, para transações online.

Uma das utilizações que mais me agradam neste cartão, é que ele me permite fazer compras na internet como um cartao de crédito.

As passagens que compro quando vou ao Brasil, ou nos voos europeus que faço com a Ryanair – pago sempre com meu cartão PostePay.

Portanto se você não quer guardar o seu suado dinheiro debaixo do colchão, ou andar com ele dentro do seu porta dólar, este artigo vai te ajudar a mantê-lo em um local mais adequado.