Saúde na Italia – Explicações Gerais

Ciao a tutti

Hoje inauguro a sessão Saúde na Italia, um tema bastante importante não apenas para quem pretende vir realizar o reconhecimento da cidadania italiana, mas também para quem já é cidadao italiano reconhecido e pretende viver aqui.

O sistema público de saúde aqui na Italia é gratuito a todos os cidadãos residentes, e é mantido através de verbas públicas, assim como do pagamento do ticket sanitário, que explicarei sobre ele mais adiante.

A primeira medida necessária para ter acesso ao Servizio Sanitario Nacionale (SSN) é fazer a inscrição no mesmo. Podem se inscrever todos os cidadãos italianos residentes na Italia, e também os cidadãos estrangeiros legalmente residentes.

Por legalmente residente, entende-se um cidadão inscrito no anagrafe com um permesso di soggiorno válido.

O órgão competente para a inscrição chama-se ASL – Azienda Sanitària Locale (Empresa de Saúde Local) e praticamente em todas as cidades italianas existe uma sede da ASL onde é possível efetuar esta inscrição.

A INSCRIÇÃO NO SISTEMA DE SAÚDE

Como expliquei anteriormente, existem duas categorias de pessoas que podem se inscrever no sistema de saúde: os cidadãos italianos e os cidadãos estrangeiros que vivem legalmente aqui.

Quem vem realizar o processo de reconhecimento, até que tenha a cidadania reconhecida, não se enquadra em nenhuma destas categorias, pois vocês sabem que nós não necessitamos de nenhum tipo de permesso para realizar o processo de reconhecimento, logo no nosso caso, não é possível se inscrever no sistema de saúde até que o processo seja finalizado e você obtenha o seu reconhecimento.

Já aos cidadãos italianos reconhecidos, vamos ao passo a passo para obter a sua inscrição.

A primeira coisa a ser feita é reunir os seguintes documentos:

  • Documento de identidade italiana;
  • Comprovante de residência na Italia (se for o mesmo que consta na carta d’identità basta apresentar a CI);
  • Codice fiscale.

Com os documentos listados acima, basta ir até a ASL da sua região.

Ao comparecer no guichê, o funcionário vai cadastrar os seus dados e te perguntará o nome do médico di base (também conhecido como medico di famiglia). Caso você não tenha indicação de nenhum médico, sugiro que o escolha com base na distância da sua residência.

Este médico será aquele que te acompanhará durante a sua vida, todo e qualquer tipo de procedimento, pedido de exame ou receita será feito através dele.

Após a escolha do médico, o funcionário vai imprimir uma folha com o endereço e os horários de atendimento do consultório dele, e vai imprimir também a sua tessera sanitaria provisória.

A TESSERA SANITARIA

A tessera sanitària é o documento que atesta que você é inscrito no sistema de saúde italiano. Ela deverá ser exibida sempre que voce for ao hospital, na farmácia para comprar medicamentos e para marcar exames e cirurgias.

Após a sua inscrição, dentro de algumas semanas, chegará na sua casa o cartão magnético, como este da figura abaixo:

Explicaçao da Tessera Sanitària pelo Ministero della Salute

 

Na frente dela consta o seu nome, seu sobrenome, o local e a data de nascimento, sexo e o número do codice fiscale.

Na parte de trás, além da tarja magnética e do código de barras, consta a identificação do país em que foi emitida e também os dados da ASL de referência.

ALGUNS DADOS SOBRE A SAÚDE ITALIANA

saúde na Italia

Segundo uma pesquisa da Organização Mundial da Saúde publicada em 2002, a Italia oferece o segundo melhor sistema de saúde pública do mundo, considerando a relação entre os custos, a eficiência nos procedimentos e o acesso à populaçao, perdendo apenas para a França.

Além disso, a Italia está entre os países com o número mais elevado de expectativa de vida, com a média de 82,3 anos e mantém taxas abaixo da média européia em casos de morte por infarto, asma, ictus e outras tantas doenças pulmonares.

Uma das coisas que mais nos chamaram atenção quando nos inscrevemos pela primeira vez, foi que logo em seguida, a Luciana recebeu em casa, uma carta da USL, convidando-a a realizar gratuitamente o Pap-Test, para individualizar e prevenir tumores e outras doenças relacionadas.

Mais recentemente, o seu pai veio à Italia realizar o processo, e poucas semanas antes de ser reconhecido, também recebeu aqui em casa uma carta, desta vez para a realização e controle do exame de próstata, já que ele já está na idade considerada para os testes periódicos.

Não foi necessário nenhum tipo de pedido da nossa parte, ou de qualquer outra intervenção. O próprio sistema informático do Ministero della Salute, verificou que não constava no sistema o resultado dos exames destes dois novos cidadãos cadastrados no sistema e automaticamente enviou os respectivos convites.

Como se tratam de exames importantes, sequer é necessário marcar agendamento, basta comparecer no horário de atendimento, aguardar ser chamado e realizar o exame.

O resultado do exame da Luciana chegou pelo correio alguns dias depois da realização do teste. A propósito de exames, recentemente fiz os exames de sangue e contei como foi neste artigo.

E não deixem também de ler o artigo “Como marcar exames e comprar remédios na Italia“, que os ajudará a entender ainda mais os conceitos aqui descritos.

Um grande abraço e bóra cuidar da saúde!