Que 2011 seja o melhor ano de nossas vidas

Eu sempre me pego pensando a mesma coisa: como as coisas aconteceram tão rápido aqui na minha saga.

Há algum tempo, eu estava no Brasil pensando se um dia conseguiria o reconhecimento da minha cidadania. Não tinha ainda os documentos necessários e sequer sabia onde o meu antenato tinha nascido.

De repente, lá estava eu no consulado italiano, legalizando os documentos e poucos dias depois, também tinha em mãos os bilhetes aéreos.

Sem perceber, em um determinado dia, estava comemorando aqui na Italia, com meus amigos, o reconhecimento da minha cidadania.

Tudo meio que parece um sonho…

Hoje, pela primeira vez em bastante tempo, comecei a reler o que eu já escrevi até agora no blog.

Li quando fiz a minha primeira viagem – passando pela imigraçao em Madrid – e chegando em Milano no dia 8 de fevereiro de 2007. Relendo, percebi que nunca escrevi o sentimento que provei naquele momento:

um medo terrificante!

medo

Quando me vi sentado na frente da estação central de Milano com apenas o endereço do albergue na mão, entrei em pânico.

E se as coisas derem errado? E se eu nao encontrar um lugar pra ficar? E se nao conseguir reconhecer minha cidadania?

Por outro lado, relendo outros artigos, comecei a rir sozinho!

Quanta loucura, quantas aventuras, quantos desafios. Lembrei-me dos momentos tristes, dos momentos alegres, dos momentos de solidão, mas também dos momentos em que fiz festa!

E o mais engraçado é pensar como um simples pedaço de papel, uma simples carta d’identità, um mero passaporte, é o responsável por todo este turbilhão de emoções.

Porém, quando paramos para pensar, percebemos que o reconhecimento da cidadania não é apenas isso.

Para muitas pessoas, não é somente um passaporte ou um documento de identidade. Para estas pessoas, se trata do resgate das suas origens e acima de tudo, é motivo de orgulho.

Orgulho em ser cidadão italiano!

Anteontem um leitor me disse que imprimiu todo o blog e mandou encaderná-lo.

“Teve que fazer duas brochuras, pois eram muitas páginas!” me disse.

Me pediu que escrevesse um livro. E eu me pergunto: quem compraria um livo de aventuras de um maluco como eu Sinceramente, acho que ninguém…

Finalmente chegamos em 2011.

Olho do lado direito do blog neste momento: 405.559 visitas no blog.

Quase meio milhão de acessos!

Parece que foi ontem que assinei minha cidadania naquela manhã gelada de 2007. Lembro-me dos primeiros clientes chegando já no início de 2008 colocando em minhas mãos seus destinos.

Recentemente encontrei alguns destes clientes em Londres e foi estranho saber que, de certa forma, fui o responsável pelo inicio de uma vida nova para estas pessoas.

Logo eu que, quando comecei a escrever este blog, nunca pensei que alguém pudesse le-lo. Minha ideia era colocar as coisas que eu viveria aqui para minhas filhas pudessem acompanhar as minhas loucuras e peripécias.

Logo eu que, conversando com uma amiga quando decidi vir à Italia, disse com franqueza que eu jamais trabalharia com busca de documentos ou prestando consultoria nos processos de cidadania italiana. Queria apenas encontrar um trabalho simples, como horário e salário fixo no final do mês.

Hoje relendo tudo que escrevi, lembrando de todas as experiências que vivi, não tenho como deixar de ver o quanto o Universo conspirou para que eu chegasse aqui.

Cada acontecimento era um prenúncio do que estaria por vir em seguida. Cada decepção que provei foi apenas uma oportunidade que se abriria mais adiante, mesmo eu não conseguindo ver com clareza naquele momento.

Cada dificuldade, cada obstáculo, foi colocado na minha vida como forma de aprendizado, para que em cada situação difícil, eu pudesse sair cada vez mais forte, sereno e tranquilo.

Inicio de ano é assim, momento de refletir sobre tudo que passou, evitar repetir tudo que fizemos de errado, multiplicar tudo aquilo que fizemos corretamente e principalmente projetar novos desafios, novas metas e buscar tantissimas realizaçoes!

Um forte abraço a todos vocês que tem me acompanhado nestes anos todos, e fogo na caldeira, pois o ano novo está só começando!

Que 2011 seja o melhor ano de nossas vidas.