Milton Sachetti – O mais gaucho dos gauchos da Minha Saga

Ciao a tutti

Apresento a voces o grande Milton Sachetti – de longe o mais gaùcho dos gaùchos que jà passaram pelas trincheiras da Minha Saga!!!
 
 
 
 
Nascido em Passo Fundo – Milton nos deu verdadeiras liçoes de cultura riograndense, começando com a explicaçao do funcionamento dos CTG's – Centro de Tradiçoes Gauchas, sua importancia na divulgaçao das tradiçoes gaùchas e também o seu funcionamento.
 
O que mais chamou a atençao foi a Costela no Fogo de Chao, mammamia preciso ir numa festa gaùcha o mais ràpido possivel hehehehehe
 
 
Ops, voltando ao Milton – depois de nos apresentar as belezas riograndenses, eis que è mais um gaucho italiano aqui na Minha Saga.
 
 

 

Assinando a carta d'identità

 

 
Comemorando: Gabriel, Saga, Milton e Lu
 

 

Oi, tem alguém ai? Sò pra dizer QUE SOU CIDADAO ITALIANOOOOOO

 

Termino este post homenageando meu grande amigo Milton com a mùsica Merica, Merica – também conhecida como 'Canto degli Emigranti' que tornou-se oficialmente o Hino oficial da Colonizaçao Italiana no Rio Grande do Sul.
 
Porèm ao contràrio do usual, mostro a voces um video da musica cantada e tocada nao por um grupo ou a tradicional versao popular, mas sim cantada por uma pequena e doce menina e seu acordeon.
 
E em seguida a letra em dialeto veneto e a respectiva traduçao da mùsica na lingua portuguesa:
 

 

MERICA, MERICA

Dalla Italia noi siamo partiti
Siamo partiti col nostro onore
Trentasei giorni di macchina e vapore,
e nella Merica noi siamo arriva'.

Merica, Merica, Merica,
cossa saràlo 'sta Merica?
Merica, Merica, Merica,
un bel mazzolino di fior.

E alla Merica noi siamo arrivati
no' abbiam trovato nè paglia e nè fieno
Abbiam dormito sul nudo terreno,
come le bestie abbiam riposa'.

Merica, Merica, Merica,
cossa saràlo 'sta Merica?
Merica, Merica, Merica,
un bel mazzolino di fior.

E la Merica l'è lunga e l'è larga,
l'è circondata dai monti e dai piani,
e con la industria dei nostri italiani
abbiam formato paesi e città.

Merica, Merica, Merica,
cossa saràlo 'sta Merica?
Merica, Merica, Merica,
un bel mazzolino di fior.

Merica, Merica, Merica,
cossa saràlo 'sta Merica?
Merica, Merica, Merica,
un bel mazzolino di fior.

=====

Da Itália nos partimos
Partimos com nossa honra
Trinta e seis dias de maquina e vapor,
e na América chegamos.

América, América, América,
o que será esta América?
América, América, América,
um belo ramalhete de flores.

E na América chegamos
não encontramos nem palha e nem feno
Temos dormido no terreno nu,
como os animais descansámos.

América, América, América,
o que será esta América?
América, América, América,
um belo ramalhete de flores.

E a América é longa e larga,
è rodeada por montes e planícies,
e com a industria dos nossos italianos
formamos países e cidades.

América, América, América,
o que será esta América?
América, América, América,
um belo ramalhete de flores.

América, América, América,
o que será esta América?
América, América, América,
um belo ramalhete de flores.

Abraços a todos e atè o pròximo post 😉