Video #05 – Circular K28 e os documentos necessários para o processo de cidadania

Quais documentos sao necessários para o processo de cidadania? Somente a certidao de nascimento do antenato italiano basta? Preciso ter o sobrenome italiano?

Estas e outras perguntas sao respondidas neste video, onde apresento a voces a famosa circular K28 – o documento italiano mais importante para quem quer reconhecer a cidadania italiana!!!

50 Comentários


  1. Boa tarde Fábio, tudo bem?

    Estou à algum tempo em busca dos documentos dos meus antepassados e estou quase lá….Nesta pesquisa encontrei o seu blog e gostaria de parabenizá-lo.
    Após garimpar inúmeros cartórios na região onde meu bisavô Italiano nasceu, não encontrei sua certidão de casamento no civil, apenas encontrei o registro religioso. Esta certidão de casamento no religioso é válida? Efetuarei o processo aqui mesmo no Brasil.

    Outra dúvida. Tenho o direito de reconhecimento de cidadania através do bisavô da minha mãe, com o Sobrenome Bergamini. Porém o meu sobrenome é do meu pai, Martins. Isso cria algum problema?

    Obrigado
    Nilton

    Responder

  2. Olá João, neste caso não, o casamento dele com outra pessoa não é relevante para o seu processo de reconhecimento não, fique tranquilo. Abraços

    Responder

  3. Ciao, no sagabook fala das circulares mas onde encontro essas circulares para imprimir, não consigo abrir o link no final do livro, obrigado

    Responder

  4. Você tem razão, muito obrigado Fábio, não tinha me tocado disto, valeu mesmo. Agora estou tendo problema para agendar, você não tem ideia de como é difícil, estou neste exato momento dando o F5 e atualizando a página do Consulado para ver se consigo agendar para legalizar as certidões + CNN. Valeu mesmo Fábio. Obrigado.

    Responder

  5. Obrigado Fábio, é que no site do Consulado da Itália aqui em São Paulo, diz claramente que não é necessário traduzir a CNN, agradeço muito pela ajuda, pois você já ajudou muita gente a conquistar a tão sonhada cidadania italiana, Abraços.

    Responder

    1. Marco cuidado, você está lendo o roteiro para apresentação dos documentos no dia da CONVOCAÇÃO, ou seja isso é pra quem vai realizar o processo diretamente no consulado, sem sair do Brasil, ok? Abs

      Responder

  6. Oi Fábio, preciso tirar uma dúvida sobre a CNN, é preciso traduzir a CNN ?, na página do consulado diz que não, mas como eu vou ter que leva-la para a Itália, acabou ficando esta dúvida. Agradeço pela ajuda.

    Responder

    1. Absolutamente sim, como é que um oficial italiano entenderia o que está escrito nela se não estiver traduzida para a língua italiana? Abs

      Responder

  7. Olá, Fábio, tudo bem?
    Estou já ha 1 ano procurando parentes e juntando documentos para montar meu processo e requisição, mas não estamos conseguindo encontrar o único documento que falta: a certidão de nascimento de minha bisavó, italiana. Um amigo italiano está aí nos auxiliando e já mandou pedidos a mais de 70 prefeituras, fora os pedidos estaduais, e conseguiu encontrar, em Mantova, a certidão de seu pai, meu trisavô, mas a dela, não… Ela chegou ao Brasil com os pais, aos 2 anos, em 1912 e tenho uma certidão do Arquivo Público de SP que comprova sua nacionalidade, mas em todos os seus documentos ela consta como sendo natural de Mogi, apesar de ter CNN negativa!! Já viramos os cartórios de Mogi e redondezas de ponta cabeça e não consta certidão de nascimento dela lá, nem de batismo. No seu processo de casamento, também não consta certidão de nascimento… O que eu faço? Ela pode nunca ter tido uma certidão de nascimento… Podemos fazer a requisição da cidadania sem este documento?
    Desde já muito obrigada por toda ajuda que sempre nos dá,
    Un grande abbraccio,
    Priscila.

    Responder

    1. Estou na mesma situação! Não encontramos a certidão de nascimento do filho do meu atenato. Acredito que ele não tenha sido registrado e seu pai só tenha feito uma declaração de nascimento no dia do casamento do filho. Tbm achei a habilitação de casamento que consta onde nasceu, mas nao encontramos o regitro e lugar nemhum.

      Responder

      1. Olá Jessica

        Procure exaustivamente o nascimento até encontrá-lo, pois caso ele não tenha sido registrado pelo pai quando ainda era menor, isso pode trazer problemas para o seu processo, ok? Abraços

        Responder

  8. Oi, Fábio… Estou com uma dúvida. Eu já sei q tenho direito à cidadania, porém não estou encontrando a certidão de casamento de meu trisavô, que é quem nasceu na Italia e casou-se aqui no Brasil , como você diz, é meu antenato italiano. Bom, fui informada por uma assessoria que , como ele é o declarante na certidão de nascimento de meu bisavô, eu não precisaria ter a certidão de casamento dele. Isso é verdade?
    Estou com receio de deixar algum documento de fora , e depois ser barrada na hora de dar entrada no processo de reconhecimento a cidadania. Seria muito transtorno.
    Obrigada e parabéns pelo seu blog.

    Responder

  9. Olá Fábio!

    Já estou na Itália para a prática, aqui no meu comune (Minucciano-LU) a oficial anagrafe e de stato civile é a mesma pessoa. Hoje fiz a cessione di fabricato e ao requerir a iscrizione anagrafica ela questionou sobre o permesso di soggiorno. Saquei a circolare 32 e beleza. Daí ela falou que para fazer a domanda eu deveria ter um ano de residência na Itália (???), saquei a circolare k28 e ela viu que não tinha nada de um ano de residência.

    Agora a dúvida dela é se posso fazer a prática aqui sendo meu antenato de Treviso. Há alguma lei ou circular que cita isso?

    Obrigada!

    Responder

    1. Olá Sarah

      Infelizmente não existe nenhuma circular que te ajude com a terceira pergunta, explique a ela que basta ser residente em qualquer comune para poder dar entrada.

      E vamos torcer para que aceite rsrs

      Abs e bom processo!!!

      Responder

  10. Começe sim a reunir agora os documentos, solicitando-os aos cartórios em inteiro teor, pois caso existam erros e/ou variações você terá tempo suficiente para corrigi-los, ok? Abs

    Responder

  11. Olá, Fabio. Estou lendo e pesquisando há semanas no seu blog, que está me ajudando a esclarecer muitas dúvidas. Muito bom, parabéns! Eu somente poderei ir até a Itália para fazer o pedido de reconhecimento da cidadania daqui aproximadamente 2 anos. Eu devo começar a produzir os documentos desde já ou é melhor esperar para fazer isto perto da data do pedido? O teu trabalho é somente na Itália, a parte dos documentos e serem produzidos no Brasil os clientes fazem sozinhos? Agradeço a atenção.

    Responder

  12. Olá Fabio, então não pede a certidão de óbito do antenato não é? A comune que eu fui pediu a de óbito, mas eu não tenho a mesma. Eu posso levar essa k28 na comune e falar que não precisa da certidão de morte?

    Responder

    1. A circular não exige, mas o oficial do comune tem a prerrogativa de pedir qualquer documento que o ajude a comprovar e confirmar os dados, como por exemplo a certidão de óbito

      Responder

  13. Ola Fabio, tudo bem?

    Você tem algum email para contato, gostaria de saber mais sobre o seu trabalho de busca de documentos ai na Italia.

    Agradeço sua atenção e um grande abraço

    Responder

  14. Olá Fabio, para reconhecimento da cidadania Italiana ( na Itália) tenho que comprovar a residencia somente na Itália ou pode ser na Europa ex: Inglaterra???

    Desde já agradeço

    Abraço!

    Responder

    1. Olá Camila

      Na Italia apenas. Em outros paises, é exigido que o requerente tenha algum tipo de visto por tem indeterminado.

      Abraços

      Responder

  15. Olá Fábio!

    Encontrei o seu site e devo parabenizá-lo pelo excelente trabalho – tudo muito claro, preciso, conteúdo bem organizado! Obrigada mesmo por compartilhar tantas informações conosco!

    Deixe-me fazer uma pergunta: você ou alguém aqui sabe se o consulado italiano em SP de fato voltou a funcionar em relação às legalizações? Consta no site deles que o serviço retornaria no dia 18 de março, mas, até agora, não há a possibilidade de agendar uma data no site. Já liguei para vários consulados para saber se seria possível, já que o de SP está com o serviço suspenso, fazer por outro estado, mas não é (como já imaginava). Aliás, devo constar aqui a tamanha dificuldade que é em contatar o consulado de SP. E o tamanho descaso e falta de educação pelos quais esbarrei ao pedir uma informação no RJ, BH e na embaixada de Brasília (recorde de má educação). A única sorte que tive foi de falar com o consulado de Porto Alegre, onde a funcionária me explicou gentilmente algumas coisas.

    Só resta esperar o serviço ser reaberto neste caso, certo Fábio? É muito frustrante após ter o trabalho árduo de reunir os documentos, etc!

    Abraço! E parabéns pelo trabalho novamente!

    Responder

    1. Ola Cristina

      Sim, aqui mesmo no site tem um post onde os requerentes estão trocando informações, atualmente você precisa ir diretamente no consulado, não existe mais o agendamento online.

      Abraços e obrigado pelas palavras e pelo carinho 😉

      Responder

      1. Obrigada, Fábio!! Irei ao consulado tentar agendar a data pessoalmente então! E caso lá eu saiba de mais sobre como se encontra o serviço de SP neste momento, venho aqui dividir com vocês!

        Abraço!

        Responder

  16. Oi Fabio!
    Esse vídeo foi postado dia 21 de fevereiro, dia do meu aniversario, e foi realmente um presente atrasado, já que só tive oportunidade de vê-lo hoje.
    Eu fiquei com uma duvida sobre a idade das certidões, pois não sei se o CONSRIO legaliza as certidões com mais de 2 anos. Todas as minhas certidões são de 2010. E que tipo de comune você indicaria para dar entrada no processo, comuni em grandes centros ou de interior? Outra duvida é com relação às traduções. O consulado precisa mesmo legalizar as traduções? E se eu traduzir na Italia, posso fugir da legalização? Estou perguntando pois os consulados querem legalizar poucos documentos por vez e assim fica inviável para quem tem trisavô italiano.

    Ti ringrazio in anticipo!
    Un saluto dal Brasile!

    Responder

    1. Olá Kelly tudo bem?

      Entre em contato diretamente com o consulado no RJ sobre a validade das certidões, pois mudam sempre! Comune bom é aquele onde você consegue fixar a sua residência, de preferência pequeno e que não tenha brasileiros.

      Em relação as traduções, é claro que precisa: jamais venha com os documentos sem estar traduzidos E legalizados, pois você até pode deixar para traduzir aqui, porém pagará em torno de 100 euros por certidão ao invés dos 19 no consulado, não tem sentido fazer isso, ok?

      Abraços

      Responder

  17. Ola Fabio, gostaria que voce indicasse qual a melhor comune , pois queremos muito sua ajuda,
    quando elas chegarem aí.
    Queremos te contratar para dar todas as dicas.
    Um grande abraco e aguarde futuros contatos nossos.
    Marli

    Responder

  18. Ola Fabio.
    Parabens e te agradeco por todas informacaoes que voce sempre nos presta.
    Tenho uma duvida quanto as documentacoes para Cidadania Italiana:
    Como ja comentei com voce, assim que estiverem legalizados as certidoes junto ao Consulado Italiano,
    minhas duas filhas, irao para a Italia dar entrada. Tenho duvida se elas terao que levar uma so remessa das Certidoes para as duas ou terao que levar em duplicidade.
    Um grande abraco,
    Marli

    Responder

    1. Olá Marli

      Isso é prerrogativa única e exclusiva do oficial do comune onde suas filhas pretendem dar entrada! Via de regra seria necessário apenas um jogo de documentos, porém infelizmente já tivemos casos onde recebemos clientes cujo irmão já havia feito o processo num comune no norte e o oficial não aceitou a utilização da mesma documentação, simplesmente porque não quis.

      Portanto, antes de vir a Italia, é indispensável verificar com o comune onde elas pretendem dar entrada se aceitam ou não, ok?

      Abraços

      Responder

  19. Boa tarde,
    Gostaria de uma informação, sou casada desde 1990 e meu esposo e dois filhos possuem cidadania italiana, inclusive já possuem os passaportes um dos meus filhos já até viajou para fora como cidadao( passaporte italiano), eu nao possuo, será que tenho direito? Algumas vezes recebi até cédulas de votação do consulado italiano. O que tenho que fazer para me naturalizar como cidadã e conseguir o passaporte? Será que se eu for á Itália registrar o meu casamento e uma forma de conseguir??? O que vc tem de informações que possa me ajudar???
    Muito obrigada,um abraço.
    Cris

    Responder

    1. Olá Cris tudo bem?

      Se você já recebeu documentos do consulado em seu nome é porque é cidadã italiana, vá até lá e solicite informações sobre o seu status e caso seja positivo, faça o pedido do seu passaporto, ok?

      Depois volte aqui pra nos contar 😉

      Abraços!!!

      Responder

  20. Olá Fabio, tudo bem??? Primeiramente gostaria de parabeniza-lo pela iniciativa dos vídeos, e pelo blog, são realmente muito bem feitos e de grande importância para que esta “perdido” em busca de sua dupla cidadania. Bom, aproveitando o momento gostaria de tirar uma duvida. Meu tio por parte de mãe fez toda a arvore genealógica da família, sendo que assim ele conseguiu sua dupla cidadania, eu e minha mãe estamos querendo também. Ele disse que existe uma tal “pasta” e por meio desta o tramite fica mais fácil. Gostaria de saber se é assim mesmo e o que devo fazer! Ele disse também algo a respeito de entregar documentos traduzidos. Fiquei realmente confuso e espero que você possa me ajudar. Desde já agradeço sua atenção e boa sorte!Abraço

    Responder

    1. Olá, tudo bem?

      Se o processo do seu tio foi realizado no Brasil, através do consulado italiano e vocês também pretendem dar entrada por ai, podem utilizar a mesma pasta, basta comunicar o número da mesma.

      Já aqui na Italia, os processos são individuais, cada requerente deve providenciar a própria documentação. Existem comunes que aceitam a utilização da mesma documentação já apresentada anteriormente por outro familar, mas isso eu desaconselho, pois geralmente dá mais dor de cabeça do que o contrário: aqui mesmo na Saga tem um post que eu escrevi sobre isso, ok?

      Grnade abraço!!!

      Responder

      1. Grande Fabio, tudo bem?
        Realmente fiquei muito feliz com sua rapidez quanto a resposta, não esperava! Sua ajuda e seu Post foram de suma importância para mim. Que Deus lhe de em dobro!
        Meu amigo, muito obrigado e boa sorte!
        Grande abraço!!!
        Ubirajara

        Responder

  21. Referente as validade dos documentos, tenho um irmão que obteve a cidadania italiana direto pela itália com k28, faz cerca de 8 anos que ele está lá.
    E tenho comigo desta mesma época de 2001/2004, toda a documentação (Certidões de nascimento de minha mãe, do meu avo, certidão de casamento, ambas traduzidas), e também a certidão de nascimento vinda da itália de ancona de meu bisavo, desta mesma data, este ano estou pretendendo ir a itália fazer a minha documentação consigo aproveitar estes documentos mesmo com datas antigas? Estava providenciando a minah certidão de nascimento e a tradução junto ao tradutor juramento, para poder fazer a legalização da mesma.
    Outra duvida que estou é se após a legalização esses documentos também tem prazo validade?
    Outra duvida (isso talvez seria uma dia), se eu entrar com o processo de reconhecimento da minha cidadania na mesma comuni que meu irmão fez a dele facilita o processo, ou será indiferente?

    Obrigado.

    Responder

    1. Olá Edilson

      Não tente aproveitar documentos antigos, reuna novamente todos os documentos – em formato inteiro teor, pois atualmente os procedimentos para o reconhecimento são muito diferentes de antigamente, como por exemplo a exigência de documentos em inteiro teor, a cnn online, etc.

      Abraços

      Responder

  22. Obrigado pelo retorno Fabio. Uma ultima duvida, o documento do meu antepassado que recebi da Italia, que me foi enviado pela Comune de Finale Emilia é um Extrait de L’acte de Naissance, com carimbo e assinatura do Incaricato dal Sindaco, esse documento é a certidao de nascimento? Fiquei na duvida se é isso mesmo ou preciso de outro. Obrigado.

    Responder

    1. Olá Vinicius

      Sim, este formato de documento chama-se ‘plurilingue’, pois contém diversas línguas da comunidade européia.

      Abraços

      Responder

  23. Boa tarde Fabio, tudo bem? Muito bom esse vídeo, estou preparando minha documentação, no momento preciso traduzir e legalizar tudo. Bom, uma dúvida, sobre essas certidoes todas de inteiro teor, uma vez me disseram que as certidoes brasileiras deveriam estar com a data que foram emitidas de no maximo 6 meses ate a entrada do processo de cidadania na Italia. Isso procede? Pois tenhos algumas certidoes que foram emitidas ha mais de 2 anos e nao sei se ainda posso usa-las. Obrigado.

    Responder

    1. Olá Vinicius, na verdade este prazo de 6 meses é após os documentos estarem legalizados. O que existe é que muitos consulados italianos exigem que a documentação brasileira tenha no máximo um ano de emissão, de qualquer forma, como mudam sempre as regras, recomendo que você entre sempre em contato com o consulado para saber quais as disposições atuais deles, ok?

      Grande abraço!!!

      Responder

      1. Olá, Fabio! Primeiramente, parabéns pelo site e pelo seus trabalho de ajuda aos ítalo-descendentes.
        Sou Tradutor Juramentado junto ao Consulado da Itália em Belo Horizonte e queria fazer uma pequena correção a quanto você afirmou sobre o prazo de validade dos documentos (pelo menos esta é a regra aqui em BH, mas acho que seja válida para todos os consulados): para poder ser legalizado pelo consulado, qualquer documento de registro civil não pode ter sido emitido há mais de um ano. Isto porque poderiam ter havido variações (casamentos, divórcios, etc), que num documento mais antigo ainda não aparecem.
        Uma vez legalizados pelo consulado, o prazo de validade dos documentos é de 10 (dez) anos.

        Grande abraço

        Responder

        1. Olá Giorgio tudo bem?

          Obrigado pela informação, porém aqui na Italia legalmente os documentos legalizados tem seis meses de validade, pois a partir do momento da legalização, adquirem a mesma prerrogativa de um certificato di stato civile italiano, que como você deve saber, tem apenas seis meses de validade.

          O que acontece – e isso é puramente subjetivo e interpretativo – é que muitos oficiais entendem que independente da legalização, se tratam de documentos brasileiros e não devem seguir a lógica dos documentos italianos.

          Grande abraço e seja bem-vindo a Minha Saga!!!

          Responder

  24. Pode me ajudar numa coisa?Gostaria de saber de que lugar da Itália vem esse sobrenome Trizotto ou Trizotti consegue me dizer?
    Grata
    Sonia

    Responder

    1. Ola Sonia tudo bem?

      Para saber a origem da sua familia faça o seguinte: comece reunindo os documentos de tràs para frente, iniciando pela sua propria certidao de nascimento: là contém informaçoes de duas geraçoes anteriores – o nome dos seus pais e o nome dos seus nonnos. Depois solicite a certidao de nascimento do seu pai: là conterà as informaçoes dos seus nonnos e bisnonnos e assim por diante. Logo, voce conseguirà ter todas as informaçoes que voce precisa da sua linha ascendente e conseguirà as informaçoes importantes – nome do italiano, nome dos pais do italiano e com sorte, atè a data e local de nascimento dele, ok?

      Abraços e sucesso!!!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.