Annuntio vobis gaudium magnum: Habemus Papam

Exatamente com estas palavras, que em português significam “Anuncio-vos uma grande alegria: Temos um Papa” que hoje, dia 13 de março de 2013 foi escolhido o novo papa da igreja católica, chamado Papa Francesco, em homenagem ao querido São Francisco de Assis (San Francesco di Assisi).

Acabo de chegar em casa, e vejam a loucura: estava na aula de inglês, quando de repente, nossa professora escocesa volta do intervalo e pergunta pra gente (em inglês): – O que significa habemus papam? Porque estão falando agora na TV sobre isso…

What? Como assim prof! Isso significa que o papa foi eleito!!! Dai cada um correu pro seu smartphone, tablet, radinho de pilha ou qualquer outra coisa à disposição, pra saber quem era o novo papa. De repente, começa a tocar os sinos de todas as igrejas do mundo (pelo barulho era o que parecia), e a professora solta mais uma: – Uia, que legal, tá tocando o sino, mas essa hora? Por quê será? PORQUE HABEMUS PAPAM professora!!!! (cáspita, na Escócia o povo não conhece o papa?)

Depois de nos torturar, cada um procurando notícias sobre o novo eleito, ela com a maior calma do mundo, solta: – Ahh, o nome dele só vai ser anunciado daqui a uma hora e meia…

Ok, desistimos do assunto e voltamos pra nossa aula. Explicação daqui, verbo dali, gramática de lá, e eu só ali olhando no relógio. Uma hora e meia depois, entro no site do UOL e tá lá a noticia:

Acho que eu acabei falando meio alto, porque de repente todo mundo estava olhando pra mim… Eu vermelho de vergonha, soltei um – Sorry everybody, we’ve a new pope (sei lá se isso tá certo) e então falei que era o papa argentino. Todo mundo fez êêêê e a primeira pergunta que fizeram foi sobre a idade dele kkkkkkkkkk

Terminou a aula alguns minutos depois disso, e voltando pra casa, percebi uma multidão parada em vários bares, acompanhando a eleição do novo papa. E eis que chega uma mensagem da Luciana: HaaaabbbbbbeeeeemmmmmuuuuusssssPaaaaaappppppppaaaaaaammmmmmm

Cheguei em casa e ela – feliz da vida – disse que tinha gravado pra que eu pudesse ver o momento em que o papa se apresentou. Apertei o play e vi que ela tinha gravado quarenta minutos da solenidade.

Preciso dizer que a gravação terminou CINCO MINUTOS ANTES DO ANÚNCIO? Juro, eu consegui acompanhar tudo que aconteceu ANTES da chegada do novo papa: a marcha da guarda suíça, o hino nacional italiano, as pessoas com as bandeiras, enfim, tudo menos o famoso Habemus Papam e depois a entrada do novo papa…

Ok, graças a Deus que existe internet, corri aqui e consegui ver no site da RepubblicaTV neste link todos os vídeos, desde a apresentação até as últimas palavras dele hoje.

E me emocionei. Como não podia me emocionar ao escutá-lo dizer “vocês sabem que o dever do conclave é dar um vescovo a Roma, e parece que os meus irmãos cardeais foram buscar um quase no fim do mundo, mas eis que estamos aqui”. E dedicou a primeira oração ao ex-papa Ratinzger.

Não sou católico, embora confesso que sou apaixonado por Nossa Senhora, além de ser também não menos apaixonado por Santo Antonio de Pádova (ahh vá) e São Francisco de Assisi, mas ver uma pessoa pregando a igualdade, o amor e principalmente a humildade entre os povos – independente da sua religião ou das suas crenças, é algo que me deixa profundamente emocionado.

Muito bem, ele não é brasileiro, e daí? Por acaso estamos falando de uma partida de futebol? Estamos comparando o Pelé com o Maradona? Claro que não, estamos dizendo que uma pessoa, que nasceu no mesmo continente que a gente, hoje foi escolhido o representante da maior religião do mundo, e suas primeiras palavras foram de uma humildade tão grande que me lembraram das primeiras palavras que o papa João Paulo II disse, com a mesma humildade quando foi escolhido papa em 1978: – Se eu errar, me corrijam

E depois de tanta emoção (sou sim manteiga derretida, nunca neguei ué…) e depois também de enxugar as lágrimas, vim aqui correndo contar a vocês, não apenas sobre o papa – assunto que vocês devem estar sendo massacrados pela mídia, mas principalmente para mostrar a forma como eu fiquei sabendo, e também para deixar aqui registrado, pois daqui a vários anos quero voltar aqui neste post e relembrar sobre como tudo aconteceu.

E faço minhas as palavras de despedida do papa Francesco 1º:

– Fratelli e sorelle, ci vediamo presto: buona notte e buon riposo a tutti voi”