Tudo que aconteceu no 3º Sagakontro em SP – 2013

Ciao a tutti!!!

Eis que estou aqui para compartilhar com vocês tudo que aconteceu no Sagakontro que fizemos no parque do Ibirapuera no dia 7 de dezembro.

Chegamos no parque por volta das 13:00 horas – eu e minhas filhas lindas Isabella e Brunna – e a primeira coisa que vimos ao estacionar foi uma feira que estava acontecendo do lado de fora do parque, pertinho da Praça Milão.

E lá fomos nós comer pastel e tomar caldo de cana (não, na Italia não tem nem uma coisa nem outra rsrsrs)

Em seguida entramos pelo portão 7, procurando a marquise. Vai daqui, entra ali, quando uma jovem senhora grita pra mim:

– Você tira foto de grávida?

– Oi? Eu?

– Sim, você não é fotógrafo? Então deve tirar foto de mulher grávida!!!

Até hoje não entendi bem como foi aquele diálogo, apenas sei que quando menos percebi lá estava eu com a máquina fotográfica dela nas mãos, enquanto ela se esparramava para que eu a fotografasse toda contorcida numa das árvores do parque…

Muito bem, depois da foto feita e dos agradecimentos da moçoila, chegamos na pista que circunda todo o parque e foi naquele momento que eu me dei conta que a idéia de fazer um Sagakontro “na marquise do Ibirapuera” não foi uma das mais brilhantes, já que a dita marquise tem mais de um quilômetro rsrsrsrs

Enquanto andávamos aproveitei para fazer algumas fotos do parque, como estas abaixo:

Já por volta das 14:00 horas resolvi “montar acampamento” no final da marquise, próximo ao restaurante The Green.

E o povo começou a chegar…

E chegar…

E chegar…

E não parava de chegar rsrs

 Não posso deixar de agradecer ao nosso querido Paulo Cenci, pai da tambêm querida Anna Cenci que, sem perder tempo, foi lá no The Green e com um incrível poder de persuasão os convenceu a ceder uma mesa e todas as cadeiras que estavam disponíveis naquele momento pra gente 🙂

E a partir daí começou a magia: nos tornamos um grupo de amigos reunidos falando de uma paixão em comum: a Italia…

Como é bacana poder contar um pouco da minha experiência aqui na bota e ao mesmo tempo ver os olhos das pessoas brilharem ao pensar no seus projetos de futuro.

Podemos dizer que o Sagakontro naturalmente se dividiu em três etapas: no início as pessoas chegaram com suas perguntas – muitas escritas conforme eu pedi, e que aproveito aqui para transcrever algumas delas com as devidas respostas, para quem não pôde comparecer entender melhor como foi bacana a troca de experiências:

PERGUNTA – Tenho a cidadania italiana e quero morar no Reino Unido por dois anos, na imigração, ao apresentar meu passaporte, corro o risco de ter a minha entrada negada?

R: – De jeito nenhum, até porque nós cidadãos europeus não temos controle de imigração, mas sim controle de documentos – isso significa que o funcionário apenas controla se o nosso documento é verdadeiro!

PERGUNTA – Fábio você apenas presta serviço nos comunes onde você trabalha ou também faz isso em outras cidades na Italia?

R: Somente prestamos consultoria nos comunes onde somos conhecidos e que já temos nossa infra-estrutura, não fazemos este trabalho fora da nossa “zona de conforto” rsrs

PERGUNTA: Como conseguir o agendamento no consulado para legalização dos documentos? Sempre nos informam que não existem datas disponíveis e pedem para continuar tentando por email. Existe alguma alternativa?

R: Infelizmente este é atualmente o único meio possível – recomendo que enviem emails diários e mais importante: criem novas contas de email, caso tenham bloqueado aquele endereço, ok?

PERGUNTA: È possível dar entrada na Italia, esperar a visita do vigile e depois retornar ao Brasil – somente retornando à Italia no final do processo? Isso é legal?

R: Sim, isso é absolutamente normal e não é irregular! O que não existe é “iniciar o processo na Italia e terminá-lo no Brasil” como alguns picaretas estão vendendo aos incautos – porém uma vez que o requerente é residente ele não precisa ficar preso no imóvel e nem mesmo na Italia – lembrando que é sempre imprescindível deixar alguém responsável pelo processo na sua ausência.

 

Respondidas as perguntas específicas, sobre procedimentos burocráticos – principalmente em relação a ERESP, MRE, legalização no consulado, entre outras – as perguntas foram mudando um pouco sobre os procedimentos aqui na Italia: por que a residência é tão importante, qual a melhor forma de trazer dinheiro, quais as exigências na imigração, etc.

 

E no final do encontro, já no finalzinho da tarde, quando muitos amigos já tinham ido embora devido aos seus compromissos – e após o pessoal do The Green pedir gentilmente suas cadeiras e mesa de volta – continuamos ainda por algum tempo conversando, mas dessa vez sobre a vida aqui na Italia, os custos e despesas e mais um bocado de coisas relacionados a este assunto.

Falamos também sobre a decadência das redes sociais: muitos lembraram do finado Orkut, falaram também do descontentamento sobre diversos grupos virtuais sobre cidadania italiana, sobre cidadania trentina, cidadania por matrimônio e mais tantos outros assuntos que foram levantados e que fizeram com que este encontro superasse todos os Sagakontros anteriores!

Claro que eu não poderia deixar de agradecer não só a todos que participaram, mas também quero agradecer aqueles que mandaram mensagens de apoio, de carinho e também aqueles que ficaram chateados porque não puderam participar.

Agradeço também aos convites que recebi para fazer um Sagakontro em Porto Alegre, Rio de Janeiro, Floripa, Belo Horizonte e até em Cuiabá – infelizmente com o pouco tempo à disposição isso não foi possível.

Mas já posso antecipar que em 2014 temos planos para realizar outro Sagakontro no Brasil e também já está confirmado outro em Londres – em breve iniciaremos os preparativos sobre a data e local 😉

Opa, já ia esquecendo de citar nosso querido Lost (senão a Waleria e o Leonardo me matam rs) que também esteve presente no nosso encontro: