Emprego na Italia – Depoimento de um leitor

Ciao a tutti!

Hoje eu estava pronto para publicar um artigo completamente diferente deste, porém no final de semana recebi um email sensacional que fazia referência ao artigo sobre emprego na Italia, e como o assunto ainda está fresquíssimo, não poderia deixar de publicá-lo hoje!

Quem escreveu foi a Dra. Patrícia que nos conta a sua experiência e a seguir farei algumas considerações a respeito do email dela, vejamos:

Não sou italiana, não tenho parente italiano, mas sempre fui apaixonada pela vida na Europa…

Como sou médica, fiz a minha especialização em Paris, onde permaneci por dois maravilhosos anos.

Muitos dizem que franceses são chatos, mas a vaidade nacionalista é colocada a seu favor quando os nativos vêem seu esforço em falar a língua deles.

Como aprendi isso na França, quando decidi vir a italia a primeira coisa que fiz foi exatamente estudar a língua.

Muitos dizem que pelo fato de ser médica, as coisas tendem a ser mais fáceis, porém não é bem assim.

Claro que a minha profissão é respeitada, porém como em qualquer lugar do mundo, mais do que saber fazer algo, é conhecer as pessoas certas, para que possam te indicar para os melhores lugares.

Sim, indicação é fundamental!

Diante disso, pensei em reproduzir aqui na Italia a experiência que tinha dado certo na França: quando cheguei lá, era recém formada e soube que no hospital que queria muito trabalhar havia trabalhado um pesquisador brasileiro.

O que fiz? Pedi ajuda ao compatriota…

Para minha decepção ele não só negou me ajudar mas ainda foi grosso dizendo que não ia fazer escadinha pra ninguém!!!

Aí o que eu fiz: preparei uma carta de apresentação em francês e traduzi meu curriculum…ótimo! Fui aceita no hospital e ganhei elogios pelo curriculum!!!

Sabendo disso fiz a mesma coisa aqui na Italia: peguei meu curriculum e enviei para um Bravissimo Dottore Italiano, e como ele é importante (presidente da sociedade internacional de tricologia, e maior sumidade em transplante capilar hoje no mundo), achei que só fosse me responder daqui há alguns anos, ao contrário, ele me respondeu no mesmo dia, elogiou minha escrita em italiano e meu interesse em tricologia e disse que me receberia com prazer, porém me alertando que o trabalho com ele era muito cansativo.

Respondi que trabalhar muito pra mim não era problema, pelo contrário, era exatamente o que eu estava buscando!

Vim a italia, e fui muito bem recebida pelos colegas italianos e pacientes, sempre buscando falar a língua italiana corretamente, sempre vivendo como se vive na Italia e evitando contaminações culturais – como eu descrevo aquele estrangeiro que adora falar mal do país onde está, querendo ter contato apenas com pessoas de sua origem.

Hoje, fui para a clinica e recebi de presente de dia do trabalho um convite para trabalhar, pra ficar e morar aqui em Milão.

Aiii parei para ler meus emails e achei o seu com o artigo sobre emprego aqui na Italia.

Sabe quando o Globo Repórter faz aquelas reportagens sobre os gringos que amam viver no Brasil?

Fiquei me sentindo exatamente daquela forma e entendi o que é amar uma terra que não é sua…

Parabéns pelo blog.

MINHAS CONSIDERAÇÕES

Emprego na Italia

Vejam que experiência maravilhosa e enriquecedora!

Poder compartilhar isso com vocês é sensacional, pois significa que tudo é possível, basta querer e ter persistência!

Antes de mais nada, agradeço a doutora Patrícia pela parte que me toca, ao comparar a Minha Saga com o Globo Repórter 🙂

No texto da Patricia podemos perceber algumas coisas que são importantíssimas para que possamos obter sucesso em qualquer lugar do mundo, algumas delas conferem em gênero, número e grau com aquilo que escrevi no último post, vejamos:

– Falar a língua não é opcional, é obrigação!

– Ter uma profissão ou ser conhecedor de algo também não é opcional – ninguém vai te contratar apenas porque você tem ‘vontade, garra e determinação’.

– Você precisa ter habilidades que agregarão valor a alguém – caso ainda não as tenha, profissionalize-se!

Não precisa necessariamente ter um curso superior, existem outras formas de adquirir conhecimento: cursos de formação profissional, de idiomas, informática e mais um bocado deles podem te ajudar a melhorar o seu curriculum.

Iniciativa!

Essa é a palavra mágica!

Ficar sentado esperando alguém bater na sua porta com um emprego na mão não vai acontecer.

Nem aqui, nem na China!

Corra atrás do que é seu, mova mares e montanhas, crie relacionamentos sustentáveis e verdadeiros e o principal: tenha algo para falar sobre si mesmo.

Experiências passadas, objetivos futuros, ideais e metas a serem batidas, enfim venda a sua imagem e o seu profissionalismo.

E por último, mas não menos importante, acredite sempre que quando queremos muito alguma coisa, o Universo sempre conspira a nosso favor!

Parabéns a Dra. Patricia pelo novo emprego e pela nova vida e a todos vocês, até breve!