7 anos de Italia – Retrospectiva em imagens

Ciao a tutti!

Pois é, hoje completam 7 anos que cheguei aqui na Italia. Ontem postei esta foto no facebook:

wpid-Photo-20140613121333.jpg

com o seguinte texto:

Há 7 anos atrás eu estava na sala de embarque do aeroporto de Guarulhos rumo a minha saga. Com um enorme nó na garganta por deixar minhas filhas e um buraco no estômago de tanta ansiedade, sem saber o que a vida me reservaria.

Lembro que fazia um calor desgramado, eu na época pesava mais de 90 quilos, o que significa sentir mais calor ainda devido a camada tripla de gordura rsrsrs

E aos poucos as coisas foram acontecendo…

Completei (sobrevivi) 1 ano e escrevi um artigo chamado “Um ano de Italia – 1 ano de superação

Ao completar 3, escrevi outro artigo, desta vez intitulado “3 anos de Italia – Muuuuuita história pra contar

Aos 5 o título era “5 anos de Italia – A consolidação

No ano passado: “1, 2, 3, 4, 5, 6 anos da minha chegada aqui na Italia

E hoje volto aqui para registrar mais um ano completado, mais uma marca estabelecida, mais uma vitória. Porém neste ano quero fazer algo diferente – ao invés de palavras vou resumir em fotos alguns momentos marcantes da minha vida por aqui. Como até recentemente o blog era hospedado com o Google, todas as imagens desde o seu início estão arquivadas nos servidores, então consegui recuperar um bocado delas e gostaria de compartilhar com vocês alguns dos momentos mais especiais desta jornada:

Abrindo faixa na frente do consulado italiano
Um dia qualquer buscando documentos
Festejando o reconhecimento da minha cidadania italiana
retirando meu sonhado passaporte italiano
primeira cliente da Minha Saga
resultado de quase 20 quilos perdidos nos primeiros meses na Italia
Pesquisando documentos no norte
primeiro mico na Italia – montando luz de cabeça para baixo
primeira entrevista com a gerente do Mc Donald’s
primeiro lanche que ganhei, a senhora da igreja ficou com dó de mim por não ter comido ainda, pois estava viajando para buscar documentos
primeiro reencontro com os amigos que sofreram comigo na região de Marche
primeiro irmão italiano que fiz
primeira mamma italiana que ganhei
primeiro filho italiano que tive
primeira nonna italiana que ganhamos
minha querida mãe brasileira na Italia
primeiro livro autografado que ganhei
primeira votação que participei na Italia
primeiro cartão de natal
minha primeira (e última) pizza de spaghetti
minha primeira vez no estádio da Inter di Milano
primeiro ano novo em Venezia
primeira serenata regada a vinho na Italia
primeira coisa estranha que fotografei na Italia
primeira turma do mar sendo reconhecida
primeiro velório na rua que vi
primeiro ski bunda na Italia
restaurante onde ganhei meus primeiros trocados
primeiro cartão postal recebido
primeiro amor italiano
primeira encoxada num jogo da copa
primeiro carnaval mascarado em Venezia
primeiro caramujo que comi
primeiro cabelo ridículo que cortei
primeiro gatinho italiano
primeiro motorino
cidade onde nasceu meu antenato italiano

E como sempre, termino agradecendo a cada um de vocês que me aturam em todos estes anos – obrigado, obrigado, muito obrigado!

Rumo aos oito anos 😉

 

 

10 Comentários


  1. Bom dia.. td certo???
    estou terminando toda burocracia para ir para Italia, tirar cidadania.
    Qual regiao/comune vc recomenda para finalizar o processo?
    em questao de custo de vida pra comecar…..
    muito obrigada, gracas a suas informacoes que estou finalizando a documentacao, e indo embora.
    abraco
    Chris


  2. ciau Fabio! me fa piangere…..é muito emocionante mesmo! Sei que você está abarrotado de serviço, mas espero conseguir fazer o meu reconhecimento con te! Abracci !


  3. Olà Fabio eu e minha esposa e meus dois filhos viemos para Italia em março 2016 estamos com dificuldade de informaçoes sobre a cidadania, por que minha esposa tem seu trisavô italiano que nasceu em Padova, nos ja temos as certidoes cn, cc de todos os parentes ate a minha esposa,pedimos as certidoes no cartorio e Qual o proximo passo que temos que fazer por que cada vez aparece mais e mais coisas que nos temos que fazer antes de mandar as certidoes pra cá aonde moramos agora, se puder nos Ajudar agradeço att: mychel dos reis


    1. Olá Mychel baixe e leia o Sagabook 2016, lá você vai encontrar a resposta que procura, ok? Abraços


  4. ola bom dia ,minha esposa e eu estamos partindo pra italia em março com nossos 2 filhos ,e vendo seu trajeto todo na italia me deu mai coragem e vontade de ir pra essa terra bela , vamos pra trabalhar e construir uma vida digna coisa que aqui no brasil ta dificil , um abraço e parabens .


    1. Olá Diomir tudo bem?

      Que bacana que minha história serve de inspiração, fico contente em poder,de alguma forma, ajudá-los a buscar uma vida melhor.

      Um grande abraço!


  5. Fabio, parabéns! Fico feliz por ter sido parte de um desses momento (afinal lá estava eu no meu também primeiro skibunda). Obrigado pela sua amizade e cooperação em todos esses anos. Desejo mais 70 x 7 anos de conquistas. Um grande abraço.


  6. Fabio, parabéns pela sua trajetória! Fui para a Itália em 2005 com meu marido que tinha a cidadania italiana e fui tirar a minha. Fomos para Sassari na Sardegna onde tínhamos família. Meu permesso só saiu 9 meses depois. Ficamos presos a Sassari até sair meu permesso e quando saiu fiz a maior burrice, fui para Londres sem antes tirar minha cidadania. Chegando lá, o tal permesso que é válido em toda UE só não é válido no Reino Unido. Resultado, não puderem me proibir de entrar no país, visto que eu era esposa de um cidadão, mas não pude trabalhar. Eu falava inglês, meu marido arranhava. Resultado, nada aconteceu, as coisas começaram a ficar difíceis, começou a rolar aquela tristeza e falta de esperança de que algum dia as coisas iam dar certo, saudades, etc etc…. Resolvemos voltar para o Brasil. Estou aqui há 9 anos de volta, mas para quem um dia imigrou, sempre fica aquela sensação de tentar novamente. E assim estamos pois nossa vida aqui no Brasil não está assim “uma Brastemp!”. Hoje, 2014, com 37 anos e uma filha de 3, sentimos a necessidade de repensar nosso retorno para a Itália pelos mesmos motivos que todos pensam quando deixam o Brasil. Ter saúde e ensino gratuitos e de qualidade para os filhos, segurança, etc. Aqui não tem nada disso. Retomei então as minhas pesquisas, não sei se de fato retornarei para a Itália, ainda estamos analisando tudo, afinal agora as coisas ficaram mais difíceis. Não tenho somente uma mala de roupas, tenho filha e uma casa toda montada. Se tiver de ir estou tendenciosa à Toscana, não sei…. Mas gostaria de lhe agradecer pelo seu trabalho maravilhoso, tão detalhado e que com certeza deve ter ajudado e estar ajudando tantas pessoas. Lhe desejo o melhor. Muito obrigada!

Comentários encerrados.