Análise dos documentos

Ciao a tutti

Quem me acompanha há algum tempo sabe que atualmente eu efetuo a análise dos documentos dos nossos leitores e clientes através da nossa Escola da Cidadania Italiana.

Esta análise é feita com o objetivo de verificar se os mesmos estão aptos para a pratica da cidadania, se contém erros e/ou variações que necessitam de correção, e até mesmo para verificar se existe algo que coloque em risco ou até impeça o direito ao reconhecimento da cidadania italiana.

COMO EU COMECEI A ANALISAR DOCUMENTOS

Eu não comecei a analisar documentos por acaso.

Há muitos anos, o oficial di stato civile de um dos comunes onde eu trabalhava, me chamou e pediu para que eu fizesse uma espécie de triagem em relação aos documentos que deveriam ser apresentados a ele.

Se sentou comigo, e pacientemente me ensinou todos os detalhes de como ele mesmo efetuava a análise dos documentos, quando eu os apresentava.

Com um livro de leis do lado, ia me explicando cada detalhe exigido, e mais: quais eram as leis ou circulares que o faziam verificar cada documento.

Foi naquele momento que eu aprendi sobre a cidadania materna, a necessidade da declaração explícita da paternidade, o casamento da mulher com um cidadão estrangeiro antes de 1948 e tantos outros detalhes que podem impedir a transmissão da cidadania.

Esta lição que recebi aconteceu no ano de 2008.

Em 2010, tive a honra em ser convidado por um oficial di stato civile, desta vez de outro comune onde eu trabalho até hoje, a participar de uma tarde de estudos com dezenas de outros oficiais.

O tema desta tarde de estudos era nada mais, nada menos que cidadania italiana – não apenas os nossos casos, também os casos de naturalização por matrimônio, por tempo de solo, entre outros.

Quem nos deu esta aula, foi uma professora capacitada e reconhecida junto aos órgãos diretamente ligados aos processos de cidadania em Roma.

Desde então, eu simplesmente me apaixonei mais ainda por este trabalho, por ter aprendido as nuances, muitas vezes escondidas, em cada documento.

Não a toa que nestes anos todos, tenho recebido mensagens maravilhosas de leitores que fizeram os seus processos sozinhos aqui na Italia utilizando a minha análise, sem contar tantos outros que economizaram milhares de reais, por eu ter percebido problemas que eles não tinham visto, e que com certeza se tivessem vindo à Italia com os documentos como estavam, teriam perdido tempo e muitos, mas muitos euros.

A ÚLTIMA PALAVRA É DO OFICIAL DI STATO CIVILE

Antes de mais nada, é preciso entender que a única pessoa que pode garantir com 100% de certeza a viabilidade da documentação é o oficial do comune onde será feita a prática.

O que eu faço é analisar os mesmos de acordo com os comunes onde trabalho – que podem ser mais ou menos rigorosos daquele onde você fará sua prática, porém utilizando sempre o critério mais rigoroso, de forma a garantir que você não terá nenhum tipo de problema aqui na Italia, independente do comune onde pretenda realizar sua prática.

Outra observação, não menos importante, é como eu faço esta análise, pois a grande maioria das pessoas acredita que a verificação é feita apenas através dos nomes, sobrenomes e datas. Mas estes são apenas alguns dos itens que verificamos.

Portanto eis que explicarei qual o método que utilizo e quais os critérios que devem ser observados, vamos lá:

A IMPORTÂNCIA DA CERTIDÃO ITALIANA

certidão italiana

O documento mais importante na análise dos documentos é o documento de nascimento do italiano.

É através deste documento que verificamos se os dados contidos nos documentos brasileiros necessitam ou não de correções.

Muita gente pensa que basta constar os dados em outra certidão (como o casamento por exemplo) que não é necessário apresenta-la e isso não é verdade: nenhum documento substitui outro.

É portanto obrigatório apresentar todas as certidões de nascimento, casamento e óbito para a prática de reconhecimento.

A propósito do óbito: a lei que rege nosso direito a cidadania não cita a obrigatoriedade da apresentação deste documento.

Porém nos últimos anos, muitos comunes o exigem para completar a pasta  evitar discrepâncias nas informações.

E convenhamos: ninguém quer brigar com o comune ou o oficial que vai fazer a sua prática, não é mesmo?

Outra informação importante, que muitos também não sabem é que a mesma circular que não cita a apresentação do óbito também diz que, nos casos onde o oficial julgar necessário, tem o poder para solicitar documentos comprobatórios adicionais, como o óbito.

Por isso não hesite em reunir também estas certidões, para evitar correr qualquer tipo de risco por aqui.

O FORMATO INTEIRO TEOR

Quando solicitamos uma certidão no cartório, é possível pedi-la em formato simples ou em formato inteiro teor.

No primeiro caso, a certidão tem poucos dados, e vem escrito apenas aqueles principais.

Já no segundo caso, aparece textualmente tudo aquilo que consta no livro de registros do cartório.

Devido a imensa quantidade de falsificação de documentos apresentados na Italia nos últimos anos, e também com o objetivo de verificar com maior critério o direito à cidadania, muitos comunes, mas também a maioria dos consulados italianos, tem exigido os documentos neste formato inteiro teor.

Outro erro muito comum e que muitas pessoas cometem é querer reunir primeiro os documentos simples para só depois solicitar em inteiro teor.

Infelizmente isso não adianta!

Nas certidões em inteiro teor podem existir erros que não são observados nas certidões simples.

São mais caras as certidões em inteiro teor?

Com certeza – porém o processo de reconhecimento da cidadania deve ser visto como um investimento, sem esquecer que na maioria das vezes, o barato sai caro.

NOMES E DATAS

Se eu tenho apenas uma letra errada em meus documentos, preciso retificar?

Sim. E explico porque: meu sobrenome è Barbiero, portanto se utilizarmos como exemplo apenas uma letra diferente, quer dizer que Barbiero e Barbieri è a mesma coisa, certo?

De jeito nenhum: a família Barbieri não tem nada a ver com a família Barbiero aqui na Italia (assim como Favero / Favaro, Martino / Martini e tantos outros) – e qualquer oficial de comune sabe disso, portanto como è que podemos dizer que meu antenato que se chamava Giordano Barbiero pode ser igual a Giordano Barbieri?

Se os documentos são diferentes, podemos dizer que se trata da mesma pessoa com 100% de certeza?

Por mais que queiramos responder sim a esta pergunta, no fundo sabemos que não, não podemos garantir com 100% de certeza…

Antigamente, muitos comunes aceitavam pequenos erros (e muitos até hoje aceitam), porém com o passar do tempo e com cada vez mais casos de documentos falsos, o comune prefere aceitar apenas documentos retificados, pois esta è uma forma de garantir – ou pelo menos minimizar – o risco de ser processado por ter aceito documentos falsos e/ou incorretos.

Não são poucos os casos de documentos apresentados anteriormente por um familiar, não serem aceitos no mesmo comune atualmente por outro familiar – novos tempos, novas regras!

Outro exemplo pessoal interessante: recentemente estive em Ferrara buscando um documento para uma família que descobriu depois de DEZ ANOS que a cidadania foi feita de forma incorreta.

Há uma década, um pesquisador buscou o documento naquela cidade com apenas uma letrinha diferente – e quando foram renovar o passaporte italiano, receberam do consulado a comunicação que a cidadania estava suspensa – pois o documento apresentado há dez anos não correspondia ao cidadão que partiu ao Brasil.

Vocês não tem ideia da dor de cabeça que esta família passou!

Felizmente encontramos o documento correto e a família teve que proceder com a retificação de todos os documentos novamente, a fim de consertar o erro.

CONCLUSÃO E AGRADECIMENTO

Com este artigo, vocês puderam aprender um pouco mais sobre a minha trajetória aqui na Itália, desta vez relacionado diretamente com a análise dos documentos.

Quero deixar aqui registrado a minha gratidão a estes oficiais, que me permitiram aprender tanto com eles.

Quantas vezes eles me deixaram ficar horas nos seus escritórios, acompanhando os casos que apareciam por lá.

Alguns ótimos para melhorar o aprendizado, outros um tanto quanto absurdos ou bizarros, como por exemplo uma russa que apareceu certo dia, querendo saber como “desfazer o seu processo de naturalização da cidadania italiana“.

Ela tinha se separado do marido italiano, queria retornar ao seu país e portanto queria se livrar da tal cidadania italiana.

Imaginem o meu desespero, sentado ali quietinho.

Nós, que nos matamos para vir à Italia obter o nosso reconhecimento, e a mulher, que já era cidadã italiana, querendo se livrar da sua.

Bizarro elevado a quinta potência!

Mas é isso, espero que vocês tenham gostado do artigo, se precisarem da análise dos documentos é só entrar na nossa Escola da Cidadania Italiana (que não tem apenas análise, mas também outros serviços).

Aproveito para lembrar a quem ainda não baixou, que baixe e leia o manual oficial da Minha Saga – o Sagabook – lá vocês vão encontrar tudo sobre este nosso fascinante mundo da cidadania italiana.

E melhor, gratuitamente!

Deixe um comentário

218 Comentários em "Análise dos documentos"

avatar
  Subscribe  
Notify of
JULIO SALVATO DIAS

Boa tarde Fábio.
Estou recolhendo toda a documentação necessária através de um escritório de advocacia aqui no Brasil, tenho todos os dados de onde meu avõ nasceu e já foi solicitado a certidão de nascimento dele. Tenho três perguntas:
1ª) Posso dar entrada no pedido de cidadania para mim e minha filha com as mesmas documentações?
2ª) No caso do meu avô, na Italia ele chamava Giulio e aqui Julio, isso tem que ser ratificado?
3ª0 No meu caso não falo italiano, vou ter dificuldades em dar entrada no processo? Eles falam inglês?
Grato pela atenção e aguardo seu retorno.

Evandro Bettin

Boa tarde Fabio!

Tenho certidão de nascimento e negativa de naturalização do meu antenato, tenho esses documentos a uns 10 anos, eles ainda tem validade? tenho que pedi los novamente?
Desde já obrigado!!

Luana Spósito
Olá Fábio, obrigada pelos artigos e pelo sagabook! Tem sido meus guias no processo de reconhecimento da cidadania. Atualmente ainda estou na fase de recolhimento de documentos. Já consegui o mais difícil que é a certidão de nascimento italiana do meu antenato, porém estou com uma dificuldade enorme para encontrar a certidão de casamento do mesmo. As paróquias da região onde ele viveu (interior de São Paulo) não encontraram e o cartório também disse que não encontrou, apesar de eu achar que nem procuraram direito. Também não consegui encontrar nada no family search. O que você me indica fazer nessa… Read more »
HCV
Olá Fábio! bom, meu caso é o seguinte: meu tio já tem cidadania há alguns anos, então quer dizer que há um processo pronto. Já temos todas as referências, inclusive encontramos grande parte da família de nosso antenato na Itália e temos relações com eles. São de Arena da Calábria, meu tio já os conhece pessoalmente. Agora eu, meu irmão, minha filha e alguns primos estamos querendo também fazer a cidadania. Meu tio está viajando e quando retornar vai nos passar os documentos que ele tem, acredito que temos que pegar também o número do processo. Como o processo está… Read more »
Márcio Barbosa

Bom dia Fabio tudo bem …

Uma duvida minha Trisavó ao chegar no Brasil seu sobrenome foi “Abrasileirado” o sobrenome correto é Vignandel e nos documentos dela aqui no Brasil e nas certidões dos filhos esta Viandel, nesse caso alem de buscarmos a original da Itália, teremos que solicitar todas as outras correções nos documentos e certidões que possuem Viandel algumas estão até como Vinhandelli ?

Encontrei os dados dela no Museu da Imigração de Sp, Vapor e tudo mais tudo indica que veio casada de la , pois os documentos do Museu da Imigração ela esta como Nora na lista.

Aguardo …

Luana Ligero Greve

Olá Fabio, enviei um email à Comuna, porém o email retorna e não consigo localizar outro, você tem alguma sugestão de onde localizar outro contato? Comuna Sessa Aurunca.
Obrigada

Thiago Martorelli
Fábio, boa noite! Estou com dúvida em relação a certidão de nascimento do meu avó (brasileiro), essa foi feita através de auto declaração por meio de um despacho judicial e emitido por cartório 18 anos após seu nascimento, esse não sabia onde se encontrava a sua certidão de nascimento original, contudo, possuo todos os documentos comprovando a sua filiação e as demais informações contidas no referido documento. Contenho as certidões de nascimento, casamento e óbito do meu avó e do meu antenato italiano, meu bisavó. Existe algum problema na hora de dar entrada na cidadania no comune italiano por se… Read more »
Edson Ricardo

Fabio:
Estou tentando fazer a cidadania de minha mulher. Fiz o depósito em nome do Ministero Dell ‘estero…mas o Banco devolveu o pagamento. Nao consigo anular o procedimento no site…o que devo fazer…Outra coisa…eu entendi na tua saga que, se eu tivesse minha situação de casado no consulado, eu nao precisaria fazer aquele procedimento perante o cartorio na italia…eu preciso fazer? O que fazer se já enviei quase todos os documentos?

Fernando Henrique Pelicia
Boa noite Fábio. Fabio estou com pronto para fazer as correções no sobrenome de Pelicia para Pelliccia. Porém tenho uma duvida. Meu pai teve um AVC e está acamado. e eu precisarei arrumar o sobrenome dele em todos os seus documentos… inss (ele é aposentado) receita federal, prefeitura, banco etc… Uma advogada de minha cida que trabalha com cidadania italiana disse que eu não preciso corrigir o sobrenome de meu pai e nem meu, somente de meu bisavô e avô que ja são falecidos. Ela me disse que tem varias comunes na italia que aceitam a documentação dessa maneira. qual… Read more »
Feliciane

Boa pergunta, Fernando… meu marido também está com a cabeça quente, porque tem uma tonelada de erros de grafia, datas, etc. E ainda tem a certidão de nascimento de minha sogra, que foi autodeclarada… É tanta confusão que já estamos quase desistindo… 🙁 Espero que o Fabio nos responda. Boa sorte!

Sidney Borstel Cardoso

Olá Fabio, boa tarde!!
Já tenho todas certidões e um registro de batismo do diocese de Colatina, creio que todas vão precisar de retificação, porém para retificar eu preciso do registro de nascimento e casamento do meu trinono ( Catherino cazzaro) de padova ( trebaseleghe), não tenho ideia a quem requerer esses registros, pode me ajudar?

Ricardo Bauer Pilla
Olá Fábio, tudo bem? Fábio, estou residindo na Alemanha, e estou reunindo a documentação para entrar com o processo através do consulado italiano na Alemanha. Consegui todos os documentos, inclusive na Itália (meus bisavós nasceram na Itália), porém o que está em desacordo é a certidão de casamento de meus bisavós (que casaram no Brasil), a qual só existe no religioso, não há certidão no civil, tendo em vista que se casaram em 1897, assim como também não há certidão de nascimento de meu avô, que nasceu logo depois em 1904, somente certidão de batismo. Consigo ambas certidões negativas de… Read more »
Lana Raquel

Olá Fábio! Tenho uma dúvida! Eu já tenho a cópia da certidão de nascimento do meu bisavô italiano e as informações sobre todos os outros documentos de nascimento, casamento e óbito dos demais parentes. Eu posso já começar a fazer pedidos dessas certidões apostiladas? ou elas tem um “prazo de validade”? Pretendo ir para a Itália nos próximos anos. Obrigada!

Francisco Filardi

Boa tarde Fábio.
Tem sido de grande relevância pra mim suas orientações e dicas.
Resido em Manaus – Amazonas e meu antenato é meu avô paterno, casado com minha avó (também italiana) na província de Potenza, ainda não sei se exatamente na cidade de Potenza.
Já tenho minhas certidões e de meu pai em inteiro teor, porém falta ainda a de óbitos de meu avô, mas logo a terei em minha posse.
Daí partirei para as certidões da Ítália (nascimento e casamento de meu avô.).
Nesta fase vou precisar de seus serviços.
Muito grato. Abs.

Júlia Freitas

Boa tarde, Fábio!
Primeiramente, gostaria de agradecer por tudo que você tem escrito para ajudar nesse processo tão cansativo.
Estou com uma dúvida. Eu tenho a certidão de nascimento italiana do meu tataravô. Porém, tenho apenas o arquivo escaneado, não tenho o original. Tem algum problema eu apresentar ele impresso? Se sim, o que tenho que fazer? Solicitar para a Itália?
Beijos e obrigada!

Juliana

Oi Fabio,
a minha tataravó era da região da Calábria, mas nos registros não encontrei nada mais especifica de onde.
Também não tenho ideia do que devo fazer no meu caso, que é de linha materna.
Ja li que tem que ser um processo com advogado, mas não sei como deve ser feito.
Eu moro na Espanha. É maid facil iniciar o processo desde o consulado italiano em Barcelona?
Obrigada.

Juliana

a minha tataravó era da região da Calábria, mas nos registros não encontrei nada mais especifica de onde.
Também não tenho ideia do que devo fazer no meu caso, que é de linha materna.
Ja li que tem que ser um processo com advogado, mas não sei como deve ser feito.
Eu moro na Espanha. É maid facil iniciar o processo desde o consulado italiano em Barcelona?
Obrigada.

Anderson Maiello

Bom dia Fabio, ja estou com todas as certidoes brasileiras em inteiro teor e apostiladas, preciso agora traduzi-las, voce indica algum tradutor juramentado aqui no brasil, estou no interior de São Paulo, na cidade de São Carlos, outra duvida tenho uma filha de 15 anos, consigo fazer a documentação dela sem ela estar ai na italia?
Obrigado

Antonio Carlos Filho
Eu já tive minha documentação analisada pelo Fábio. Ocorreu porém que o registro de meu pai foi auto declarado por ocasião da apresentação para o serviço militar muitos anos depois e em outra cidade e estado. O Fábio disse naquela ocasião que teria que conseguir algum documento em que meu avô houvesse declarado meu pai como seu Filho e sugeriu que eu buscasse a certidão de Batismo dele. Desde então venho tentando conseguir tal batisterio, Mas onde ele foi batizado Aceburgo MG dizem não encontrar o registro e hora dizem que pode estar numa e hora noutra paróquia. Mas eu… Read more »
Rafaela Maini

Olá Fábio! Tudo bem?
Estou preparando o email ao “Archivio di stato” q queria saber se há necessidade de colocar algum conteúdo no “assunto”, já que no Sagabook não há esta informação.
Obrigada!
Abraços.

Rafaela Maini

Olá Fábio! Tudo bem?
Estou preparando o email ao “Archivio di stato” q queria saber se há necessidade de colocar algum conteúdo no “assunto”, já que no Sagabook não há esta informação.
Obrigada!
Abraços.

Estevão Costa Soares

Bom dia Fábio,

Belo trabalho o seu, meu caro. Estou tentando fazer o pedido de cidadania para a esposa de meu filho, visto ela ser bisneta de Italianos, os documentos possuem alguns erros, mas já estou tentando efetuar os reparos. A cidade de origem é Comacchio, Ferrara, Emilia Romana…eles estão me atendendo via e-mail, com muita presteza e cordialidade.
A pergunta que gostaria de obter sua resposta, é se será possível, obter a dupla cidadania, posteriormente, também para o meu filho. Para a filha deles julgo que não terá obstáculo
Grande Abraço

Aleta Di Pietro

Oi Fabio, parabèns pelo seu trabalho. Tenho uma questao um pouco dificil. Me falta a certidao de nascimento do meu bisnono aqui na Italia. Nao consigo saber onde ele nasceu. A minha familia nao acredita que eu conseguirei. Mas estou lendo seus conselhos e sinto que vou conseguir. Descobri que o nome Econio è um nome albanes. Portanto penso que devo procurar nas comunidades albanesas do sul. E descobri que o sobrenome Di Pietra esta tambem concentrado tambem no Sul, Gostaria de ouvir a sua opiniao. Grata e um abraço

Regina Cóis
Olá Fabio, já consegui localizar os documentos necessários, porém tenho uma duvida, a mae do meu pai, faleceu quando ele tinha 3 anos e depois meu avo casou novamente, preciso das duas certidoes de casamento do meu avo e de obito da minha vo? Ou só uso a certidao de 1o casamento onde consta o nome da minha vo? Agradeço, pela suas aulas tem me ajudado, estive na Sardenha, conheci alguns brasileiros que estavam fazendo a cidadania e nao souberam me dizer como estavam fazendo a cidadania, mas, fico feliz que com as suas aulas e orientacoes agora sei e… Read more »
Marcos Bianchi
Ola Fabio Parabens pelo trabalho, MUITO BOM. Tenho algumas duvidas. Perguntas: 1) Minha esposa (Viviane) ela também consegue a cidadania? Ou não é necessário? 2) MInhas filhas (ISABELA e BEATRIZ), elas também entram no processo? Ou no caso delas é mais simples? 3) Sei que precisarei ficar alguns dias na Italia, a minha duvida é; terei que ficar na cidade onde meu avo nasceu ou pode ser em qualquer cidade? Qual seria o sistema? 4) Encontrei algumas divergências nas certidões: Nome do Meu Avo : ANGIOLINO BIANCHI, porem nas certidões o nome esta como ANGELO BIANCHI, ou seja foi traduzido… Read more »
Rafael Muchiutti

Bom dia!

Consegui os documentos do neu bisavô no Brasil e acabei descobrindo que ele morava na parte da Itália que era o império Austro-hungaro teria como eu tirar a cidadania mesmo assim?

Geane Capello Batista

Boa tarde Fabio,
já localizei os documentos, mas tem um erro de escrita na certidão de casamento do meu antenato.
No cartório, me informaram que fazem a correção (retificação) mas que eu preciso da certidão de nascimento dele.
Mandei um email ao comune de Jesolo solicitando a certidão, mas não obtive resposta.
Você tem alguma outra sujestão para conseguir este documento?
um abraço

Cristiane Martins
Olá Fabio, obrigada por compartilhar todo a sua experiência sobre a Cidadania Italiana, tem me ajudado muito. Tenho uma dúvida, eu e meu irmão vamos entrar com processo para adquirir a Cidadania pela Itália e no momento estou fazendo a solicitação dos documentos nos cartórios, Dioceses (Como um primo da minha mãe já fez todo esse processo, já sei onde se encontram cada documento).Porém minha dúvida é: vamos precisar realizar 2 processos separados? Tenho que solicitar sempre 2 cópias desses documentos? Porque de meu antenato até minha mãe as documentações são iguais para mim e meu irmão. Tomara que você… Read more »
Diego Arruda

Fábio, boa noite. Obrigado por compartilhar suas experiências e por todas as dicas. Tenho uma pergunta talvez não tão usual: farei o processo no Brasil pelo Consulado em São Paulo, meu nome foi chamado o ano passado (2016) e não compareci, depois de 9 anos na fila, você conhece algum caso parecido? Há alguma maneira de reverter isso e conseguir apresentar a documentação esse ano (2017)? Obrigado e forte abraço.

Keise Godoy
Fábio…td bem? Preciso de suma orientação. Ao solicitar a certidão de nascimento de meu bisnono descobri que seu sobrenome foi trocado quando ele já estava com 40 anos, casado, com filhos e no Brasil. Basicamente é uma anotação feita à mão do lado esquerdo da página do livro dizendo que por ordem judicial o sobrenome correto é Perugini. Mas o pior é que a minha família toda tem o sobrenome original – NICOLETTi. E o comuns disse que vai emitir o extrato do nascida com o sobrenome novo – Perugini… E me mandar tb uma cópia autenticada do registro original… Read more »
Elisa Miceli

Ola Fabio, Boa Tarde!!!
Gostaria apenas de tirar uma duvida importante. Ja estamos fazendo as buscas dos documentos do meu bisavô, que é o meu antenato italiano, porem surgiu uma divida. Apenas na certidão de casamento do meu avô, foi colocado o nosso sobrenome Miceli, com dois “L”, mas na certidão de Nascimento e óbito, estão certos. Preciso retificar a certidão de casamento do meu avô para corrigir esse erro, ou não é necessário?, ja que na certidão de nascimento e a de óbito, estão corretos…
Obrigada e aguardo resposta!

Sandra Mattos

Olá Fabio!! Enviei o email à Comune conforme o exemplo da saga. Eles responderam com a seguinte frase: LE RICHIESTE SI INOLTRANO AL PROTOCOLLO

o que significa? Não entendi. Grata desde já!

Monique Matos

Sandra. Também tenho mesmo sobrenome, estou no inicio, na busca de documentação, aguardando a boa vontade dos cartórios responderem, sua solicitação é do sobrenome Mattos também?Quem sabe podemos trocar informações. Beijos

Sandra Mattos

Oi Monique! A minha busca é pelo sobrenome Ferraro. Que pena… poderíamos nos ajudar. Um grande abraço e boa sorte!

Daniel F. Pizzinato

Ola Fabio!

Meu bisavô nasceu na Itália e casou-se no Brasil com outra italiana. Já sei a localização de todos os documentos, mas os documentos possuem variações na quantidades de “T”s. Meu nome é Pizzinato com um “T”, meu avo com dois “T”s. Os documentos do próprio antenato também possuem essa variação de um ou dois “T”s. É preciosismo ou é realmente necessário fazer a ratificação e padronização?

Paula Brunelli

Ei, Fabio! Então, eu gostaria de tirar uma dúvida: minha tia (irmã do meu avô), então no caso, minha tia avó, conseguiu a cidadania dela no Consulado do Rio de Janeiro. Eu gostaria de saber se é possível eu utilizar a pasta dela, já que viemos do mesmo ascendente.Eu só teria que acrescentar alguns documentos. Então, é possível? Se sim, como devo prosseguir na hora da entrega dos meus documentos? Muito obrigada!

Karynne Lima Scorsatto

Boa tarde Fabio,
Então, eu já tenho todas as certidões e sei que tenho direito a cidadania Italiana, já estou na fase de tradução e apostilamento. Portanto gostaria de saber quantas pessoas da minha família (irmãos, filhos e primos) podem entrar nesse mesmo processo? Ou seja todos podem usar o mesmo apostilamento? Todos podem usar a mesma inscrição no consulado?
Aguardo!

Gabrielle Caputi
Olá Fábio comecei com o processo tem um tempinho e confesso que ainda estou um pouco perdida por não está morando no brasil e ter um advogado ” cuidando ” de tudo.. minha dúvida é a seguinte sou do Rio de Janeiro e retifiquei minhas certidões no paraná por conta de que meu pai tinha dado entrada no processo em 2010 e eu continuei com o mesmo advogado pois ele já entendia algumas coisas do nome da minha família que mudou muito, mas quero traduzir minha certidões no Rio pois achei o preço mais em conta e no Paraná um… Read more »
Valéria Murad

Boa tarde Fabio.
Já li seu livro, saga book e me ajudou muito. estou com toda a documentação do Brasil, mas tem uma situação idênctica a relatada pelo Rômulo Cruz aí em baixo, ou seja, nas certidões do meu avô, consta que ele se naturalizou (após o nascimento do meu pai), já o Ministério da justiça emite a CNN e não a CPN. O que fazer para corrigir isso? Ou melhor, é necessária correção?

Cesar

Olá Fábio! No seu livro Sagabook, há um modelo de e-mail em italiano, eu o enviei e recebi um documento de em anexo de “Certidão de Nascimento Modelo Internacional”, esse documento serve? se não, qual devo pedir e com a frase “chave” em italiano p/ solicitar?

Agradeço se você puder me ajudar,
Abs!

Thaís Cedrolla
Olá Fabio! Muito obrigada pelas aulas. Estou com uma dúvida. Meu pai (quem me transmite a descendência) casou-se com outra mulher, mas separou-se (não houve divórcio). Depois viveu, e ainda vive, com minha mãe há cerca de 20 anos. Na minha certidão de nascimento ele é o declarante, portanto, concluo que ele me passa a descendência. Minha dúvida é se preciso da certidão de casamento dele com essa mulher na qual ele é separado, mesmo não tendo relação nenhuma comigo. Acontece quase o mesmo com o meu antenato italiano. Ele era fazendeiro e teve um filho (meu bisavô) com uma… Read more »
Sérgio Martins
Fábio, boa noite. Primeiramente gostaria de congratula-lo pela qualidade do seu material. Sou bisneto de italiano por parte de mãe (nascida em 1922). Meu bisavô é Trentino (nascido em Flavon). Tenho um primo que tem quase a totalidade dos documentos de meu bisavô, porém sei que eu não tenho direito em função de minha mãe ter nascido antes de 48. Sei também que os trentinos tem um trâmite um pouco diferente e que, no momento, não está sendo possível requerer a cidadania a estes descendentes. Procede esta informação? É possível seguir por via judicial? Após estas respostas, poderei dar prosseguimento… Read more »
Priscila F. Deponti

Olá Fábio estou com uma dúvida. Na família do meu marido que tem o sobrenome Deponti ou Deponte (erros de cartórios no Brasil) O que fazer? É preciso retificar todos os sobrenomes que foram registrados no Brasil com a letra errada? Pois se trata da mesma família! E uma segunda dúvida. Em caso de reconhecimento pela linha materna é preciso que o requerente tenha no nome o sobrenome da linhagem da família ou não necessariamente?

Rita Trabbold

Olá Fabio, precisava de sua ajuda, tenho todos os documentos, meu filho já tem cidadania italiana e eu não pude fazer na mesma época. Quando ele fez o processo, somente precisamos das traduções da minha certidão de nascimento, de casamento e a de nascimento do meu filho, as outras já estavam transcritas, como ele tem a cidadania, suponho que eu e ele também estamos transcritos, ok? Agora, eu gostaria de fazer minha cidadania e eu não sei como fazer .Tenho de refazer todos os documentos? Tenho de ter um assessor? obrigada

Elaine Itaziki

Boa tarde, Fabio!

Será que você poderia me tirar uma dúvida pontual, sobre auto declaração?
O avô do meu marido (avô = neto do italiano), fez uma auto declaração do nascimento dele, para poder casar. Porém nós temos a certidão de batismo dele, onde consta que os pais dele o batizaram.
Será que com a certidão de nascimento do cartório (auto declarada) mais a certidão de batismo temos alguma chance de conseguir a cidadania, ou não temos chances?

Muito obrigada!

fmoreschi

Ola Fábio! Meu trisavô italiano possui três nomes na certidão de batismo Silvano Alessandro Moreschi. Na certidão de casamento e óbito (Brasil), o nome do meio foi suprimido, permanecendo apenas o primeiro nome e o último nome. Neste caso preciso fazer solicitar a correção pra um juiz aqui no Brasil?

Gabriel Guidolin

Boa noite Fabio !
Me tira uma duvida !
meu antenato quando chegou no brasil teve seu nome abrasileirado de Giovanni Guidolin para João Guidolin neste caso tenho que fazer retificação de documento ? os documentos do Brasil estão como João Guidolin! E os da Itália estão Giovanni Guidolin!

Bárbara Zotarelli

Ola Fabio
A escola da cidadania italiana faz busca por documentos na Italia?
Não consegui encontrar essa informação no site.

Obrigada

Fabio Barbiero

Olá Bárbara não, a Escola da Cidadania te ensina a fazer isso sozinha

Ari Servidoni

Boa Tarde Fabio!
Estou um pouco confuso em Relação aos meus Documentos!
Sou Divorciado e me casei recentemente, no meu caso quais Certidões eu Preciso!

michael magrini
Boa tarde Fabio, Primeiro parabéns pelo ótimo conteúdo e disposição em auxiliar a todos.. Também estou com uma situação estranha, como li em seus textos notei que a certidão de nascimento que tinha em mãos não era a correta. Tenho Certificato di Nascita e rilasciato dall’Ufficio Anagrafe del Comune e não estratto per Riassunto dell’atto di nascita. Ocorre que entrei em contato com o comune e me disseram que está certo e não podem emitir outro pois meu trisavô nasceu em 1866 e eles tem registro apenas a partir de 1871. Contudo esse documento que tenho foi emitido por eles… Read more »
Lia Teresinha Bastiani Silveir
Lia Teresinha Bastiani Silveir

Estou atras dos documentos, do meu antepassado italiano tenho todos os documento, o filho dele nascido no brasil em 1905 não tem certidāo de nascimento apenas certidão de batismo, mas pesquisei e li que a certidao de batismo so vale se for ate o ano de 1898, alguem consegue me ajudar com isso?

Cleber Comoreto

Olá Fabio,
Gostaria de um email de contato seu para orçar uma futura assessoria. Abraço.

Fabio Barbiero

Olá Cleber no momento estamos prestando consultoria apenas na Escola Online da Cidadania Italiana: http://www.escoladacidadaniaitaliana.com Abraços

Ana Cavalcante
Olá, Fabio. Boa tarde. Muito obrigada por se dedicar tanto a ajudar pessoas que buscam a cidadania italiana. Gostaria de seu apoio para a compreensão do que está ocorrendo no meu caso. Depois de todas as certidões brasileiras e também o Archivio di Stato apontarem o nascimento de meu bisavô em um comune da Província de Padova, não localizei a certidão de nascimento dele no Comune (por conta do nascimento antes de 1871) e nem na única Paróquia existente. Em resposta a meu email, a Paróquia enviou-me por correio, mais de 40 dias depois, um escrito no verso da impressão… Read more »