Carteira de Motorista Italiana – Patente de Guida

Ciao a tutti

Se você pretende viver aqui na Italia, vai chegar a hora em que você terá que fazer a sua carteira de motorista italiana, por aqui chamada singelamente de patente de guida:

carteira de motorista italiana

– Ué Fabio, mas não podemos dirigir na Itàlia com a carteira de motorista brasileira?

Sim, porém apenas por um ano a contar da data que você é residente – depois disso ela deixa de ser válida e você obrigatoriamente deve fazer a patente italiana.

Lembrando que o Brasil não tem acordo de conversão da carteira brasileira pela italiana e depois de viver aqui por tantos anos, não acredito que deva ter, pois as leis de trânsito aqui são muito diferentes daquelas que estamos acostumados no Brasil. 

COMO SOLICITAR A PATENTE DE GUIDA ITALIANA

Normalmente você deve ir até uma autoscuola e ali solicitar a sua inscrição. Pesquisando em diversas cidades, percebi que o valor médio total para ter a carteira de motorista italiana gira em torno de 400 a 600 euros – dependendo da provincia e também da quantidade de aulas. Aqui na Toscana, o valor è quase padrão: entre 500 e 550 euros.

Fuçando um pouco mais sobre isso, descobri algo que praticamente ninguém sabe ou conta: é possível tirar a patente de guida italiana  economizando quase 500 euros.

O esquema consiste em realizar a inscrição como privatista (privado) – esta modalidade prevista na lei, serve exatamente para quem não tem ou quer gastar fortunas com as auto escolas, fazendo a maior parte dos procedimentos de forma individual!!!

Para que isso seja possível, você precisará ter um nível de italiano avançado, pois praticamente terá que fazer 90% de todos os procedimentos sozinhos, contando com a ajuda da autoscuola somente no exame prático.

Se este é o seu caso, então veja como conseguir economizar tirando a patente di guida B (com ela você pode dirigir automóveis e motocicletas com até 125cc)

Os passos são:

  1. Tirar o certificato médico;
  2. Pagamento das taxas;
  3. Inscrição na Motorizzazione – Foglio Rosa;
  4. Exame teórico;
  5. Exame prático.

MOTORIZZAZIONE = DETRAN

Em cada provincia italiana (equivalente aos estados brasileiros) existem os escritórios regionais da Motorizzazione Civile, departamento responsável pelo controle dos veiculos e seus condutores. Podemos dizer a grosso modo que seria a versão italiana dos Detrans no Brasil (DETRANs) e ela – motorizzazione, é subordinada ao Ministero delle Infrastrutture e dei Transporti.

E foi exatamente na Motorizzazione da provincia de Livorno – onde éramos residentes, onde fomos fazer a nossa inscrição.

PASSO 1 – FAZENDO O CERTIFICATO MEDICO

O primeiro passo para a inscrição é ter em mãos o Certificato Medico que atesta que somos aptos para realizar os devidos exames e testes. Porém não é em qualquer lugar ou qualquer médico que pode fazer este exame, ele deve ser feito por um médico-legal que esteja localizado na mesma provincia onde reside o interessado!

No meu caso, como morava num comune da provincia de Livorno, dirigi-me ao Hospital em Livorno e lá procurei o setor de medicina legal, onde me pediram os seguintes documentos:

Documento de identificação (apresentei minha carta d’identità italiana)

Eu paguei pelo Certificato € 31,84 e descobri que este valor pode mudar de acordo com a provincia de residência, portanto você deverá verificar na provincia onde realizará o seu pedido qual o valor vigente.

O médico fez um exame bem rápido, perguntou se eu tinha alguma doença preexistente, fez um exame de vista bem safado – anotou tudo num papel, colou a foto que levei, a marca da bollo, assinou e pluft! Sai de lá com o certificato médico em mãos depois de pouquíssimos minutos…

Modelo de Certificato Medico (retirado da internet) já com a marca da bollo

PASSO 2 – PAGANDO AS TAXAS DE INSCRIÇÃO COMO PRIVATISTA

Depois de estar com o Certificato Médico em mãos, o passo seguinte é pagar as taxas referentes a inscrição na Motorizzazione.

São elas:

2 taxas de 16,00 cada uma e outra taxa de 24,00 euros, que devem ser pagas na posta (correio) utilizando os dados abaixo:

Clique na imagem para ver em tamanho grande

No modelo acima, temos dois tipos de bolletino: o primeiro no valor de 16,00 sendo pago na conta 4028 e outro de 24,00 sendo pago na conta 9001, ambas do Dipartamento Transporti Terrestri.

Onde està escrito “Guido Piano”, deve-se substituir pelo nome do inscrito! Este bolletino está disponivel diretamente nas agências da posta italiana ou na sede da Motorizzazione Civile.

IMPORTANTE: Devem ser pago 2 (dois) boletos no valor de 16,00 na conta 4028 e 1 (um) boleto de 24,00 na conta 9001. Porém o valor deste último bollettino também pode variar de acordo com a região italiana, por isso verifique sempre na sede da Motorizzazione da sua região o valor atualizado!

PASSO 3 – FAZENDO A INSCRIÇÃO NA MOTORIZZAZIONE

Dando uma recapitulada rápida, vejamos o que temos em mãos:

  • Certificato médico;
  • 2 boletos de 16,00 pagos na posta;
  • 1 boleto de 24,00 também pago na posta.

Agora é hora de preencher o formulário especifico de inscrição, chamado de TT2112. Cliquem aqui e baixem o arquivo. Este documento tem 8 páginas, imprimam todas (inclusive a capa) e abaixo explico como preenchê-lo:

Pagina1

Pagina 2

Pagina 3

Pagina 4

Pagina 5

Pagina 6

Pagina 7

A ùltima pàgina – a nùmero 8 também deve ser deixada em branco!!!

Antes de ir até a sede da Motorizzazione, devemos juntar aos documentos acima as outras duas fotos em formato tessera, os boletos jà pagos e o certificato médico!

Chegando lá, apresentamos ao atendente tudo isso, juntamente com nossa carta d’identità italiana.

Lembrando que quem não tem cidadania italiana deve apresentar o permesso di soggiorno original:

O atendente, depois de verificar os documentos, devolverá tudo carimbado e neste momento recebe-se o ‘Foglio Rosa‘ provisório. Mas afinal o que significa este tal Foglio Rosa?

O FOGLIO ROSA – EXPLICAÇÕES GERAIS

Este documento, que como o próprio nome já diz é rosa, permite aos que estão solicitando a carteira de motorista italiana de exercitar-se com seu veiculo, com o objetivo de fazer a prova prática.

Ok, sei que parece estranho que uma pessoa que ainda não tenha a carta possa dirigir, mas é assim que funciona aqui na Italia: depois de apresentar os documentos do passo 3 já podemos sair da Motorizzazione dirigindo – com algumas regras, não vão se empolgar ahahahaha.

O Foglio Rosa provisório (que recentemente mudou de nome, agora é Foglio Bianco) tem validade de 30 dias contados a partir da inscrição. Geralmente depois de 20 dias jà podemos retornar a motorizzazione e pegar aquele definitivo, que nos permitirà exercitar-se verificando os seguintes requisitos:

a) Colocar um adesivo no carro com a letra P, declarando pra todos que estamos praticando, o que na prática significa: PELOAMORDEDEUS, SAI DA FRENTEEEEE;

b) Podemos dirigir sempre com uma pessoa ao lado, na qualidade de instrutor. Essa pessoa deve ter a carteira de motorista há mais de 10 anos e idade não superior a 65 anos (difícil achar alguém aqui na Italia com menos de 65 anos :));

c) Dirigir apenas em lugares pouco movimentados, afinal de contas estamos treinando, não participando de rally 😉

PASSO 4 – O EXAME TEÓRICO

O exame teórico pode ser feito após 31 dias seguintes a data do foglio rosa (não, não pode ser antes!) Este tempo é fixado para que o mesmo tenha tempo para estudar o suficiente para poder realizar o exame.

O exame é composto de 40 do tipo verdadeiro ou falso e para superar o exame o candidado pode errar apenas 4 destas questões, por isso preparem-se que não é fácil!

O exame é feito diretamente no computador – que é touchscreen e o tempo máximo é de 30 minutos.

Consegui para meus queridos leitores, um site que simula exatamente a tela do computador onde o exame é feito – basta clicar aqui para ser direcionado ao site e começar a treinar, diretamente online.

Existem também outros sites que permitem ao candidato estudar para o exame teórico, utilizando o modelo ministerial da prova, abaixo listo alguns deles para estudo:

PASSO 5 – O EXAME PRÁTICO

Aqui não tem como deixar a auto escola de lado, pois a menos que você tenha um carro com duplo pedal (talvez você tenha um pai neurótico que mandou instalar do lado dele o acelerador e freio também rsrsrs) será necessário alugar o carro deles, e neste aspecto é muito importante, pois geralmente as auto escolas já alugam o carro para os privatistas e incluem duas ou três aulas grátis.

ATUALIZAÇÃO: A partir de 2015 é obrigatória a realização de pelo menos 6 horas de aula prática, portanto escolha a autoscuola que incluir estas aulas no “pacote”.

Para o aluguel do automòvel gastaremos entre 90 e 150 euros e chama-se Noleggio Auto per Esami Guida Privatisti.

O exame é sempre aquilo básico e chato:

  • Regular o banco de motorista (mesmo se não precisar);
  • Regular os espelhos;
  • Cinto de segurança;
  • Marcha em ponto morto, não esquecer de dar seta, parar nos cruzamentos, etc, etc, etc.;

Uma curiosidade: o examinador sentará no banco de trás do veículo, e não ao lado do candidato, como funciona no Brasil (ou funcionava, pelo menos quando eu fiz a minha rsrs)

E o mais bacana è que o proprio ‘fiscal-diabolik-que-espera-que-voce-erre’ já estará com a sua patente di guida pronta, se o candidato não fizer nenhuma besteira já voltará pra casa com a bonitinha em mãos.

QUANTO ECONOMIZAMOS NESTA BRINCADEIRA?

Vejamos agora quais foram os nossos custos totais, como privatista:

  • Certificato Médico – 31,84 + 16,00 = 47,84
  • 2 boletos de 16,00 cada um = 32,00
  • 1 boleto de 24,00 euros = 24,00
  • 3 fotos formato tessera = 5,00 nas máquinas automáticas
  • 1 adesivo P – 0,90
  • Aluguel do veículo + instrutor = 120,00

Total: 229,74

Se consideramos os valores médios atuais entre 600 e 800 euros, fizemos uma economia de mais ou menos 400 euros, apenas utilizando as dicas deste artigo.

Um grande abraço e boas provas!