Viajar de Avião – Dicas e Truques: No Aeroporto

Ciao a tutti

Hoje vamos continuar a nossa série de artigos com dicas e truques para viajarmos de avião – muitos leitores jamais voaram ou sequer sabem como isso deve ser feito e para ajudá-los e evitar armadilhas, micos e aborrecimentos, criei esta sessão que já conta com outros dois artigos anteriores.

Caso você ainda não os tenha lido, pára tudo e volte ao início da série:

  1. Dicas e Truques: A compra da passagem aérea
  2. Dicas e Truques: Organizando a viagem propriamente dita.

Muito bem, lidos os artigos acima, vamos hoje falar sobre o terceiro assunto que é o aeroporto!

No Aeroporto

E pra facilitar o entendimento da coisa toda, vou dividi-la em cinco tópicos:

  1. Embarque doméstico x embarque internacional
  2. O check-in
  3. O controle de raio x
  4. A sala de embarque
  5. Entrando no avião

ESSE TAL AEROPORTO

Você foi seguindo os passos dos artigos anteriores e neste momento está feliz e saltitante esperando o dia da sua viagem. Depois de tantos preparativos, tantas coisas que não podem ser esquecidas, eis que chega finalmente o grande dia e você se dirige ao aeroporto. Pouco antes de chegar você já começa a suar frio, com tantas placas, indicações que mais parecem grego!

– Porca de uma porpetta, qual dos terminais do aeroporto é o meu?

Exemplo de placa assustadora (http://guiadeturismosp.blogspot.it)
Exemplo de placa assustadora (http://guiadeturismosp.blogspot.it)

Esta dúvida nasce porque muitos aeroportos internacionais de médio e grande porte contém mais de um terminal e você deve verificar no seu e-ticket em qual deles você deve se dirigir!!!

Não tem isso escrito no ticket? Não se desespere: entre no site do aeroporto que deverá embarcar e procure as informações sobre a cia aérea com a qual você irá voar – lá constará o nome do terminal e quais os guichês de atendimento deles!

EMBARQUE DOMÉSTICO X EMBARQUE INTERNACIONAL

Geralmente os terminais são divididos em relação ao destino dos voos: por exemplo Terminal 1 para embarques domésticos e Terminal 2 para embarques internacionais. Calma, eu explico:

Embarque doméstico – significa que naquele prédio os voos serão apenas para destinos dentro do país.

Embarque internacional – já neste prédio, os destinos são para fora do país, portanto para o exterior (que é o nosso caso, quando saímos do Brasil para a Italia)

Mesma dica: antes mesmo do seu embarque, entre no site do aeroporto e veja como chegar no terminal correto do seu embarque, pois dependendo do aeroporto eles podem ficar em prédios opostos, longe um do outro 😉

O FAMOSO CHECK-IN

A primeira coisa que você deve fazer ao chegar no aeroporto é o tal do check-in. Mas que raios é isso? Esse nome fresco é o nome do procedimento que todo passageiro deve fazer para poder embarcar: comparecer no balcão da empresa aerea para que eles verifiquem o seu passaporte e também permitam que você despache as suas malas.

A coisa funciona mais ou menos assim, vamos imaginar que você está viajando para a Italia pela primeira vez e vai levar contigo 2 malas grandes com 30 quilos cada uma e também vai levar uma mala pequena de mão, com seu laptop, câmera fotográfica, entre outros apetrechos.

Imaginemos também que o seu voo está previsto para partir às 19:00 horas. O primeiro passo é garantir a chegada no aeroporto pelo menos 2 (DUAS) horas antes da partida do seu voo. Vejam que estou falando em chegar 2 horas antes e não sair de casa 2 horas antes, são coisas diferentes!!!

Por que chegar assim tão antecipadamente?

Porque provavelmente haverá uma fila gigantesca, basta pensar que em um voo intercontinental podemos ter mais de 300 pessoas a bordo, o que significa que todas estas 300 pessoas terão que ir até o balcão da cia para poder retirar os bilhetes e despachar as suas bagagens.

Ao chegar no balcão, o atendente pedirá o seu passaporte e procurará o seu nome no sistema. Te perguntará então se tem malas a serem despachadas e em caso positivo te pedirá para colocá-las na esteira ao lado dele, veja a foto abaixo:

check-in aeroporto

Despachadas as malas, o atendente imprimirá o seu bilhete de embarque, como este abaixo:

Neste bilhete podemos verificar algumas informações importantes, dentre elas:

Assento (Seat) = É a sua poltrona no avião (veremos no próximo artigo)

Portão de embarque (Gate) = É o local onde sairá seu avião, também veremos adiante)

Muito bem, com as malas despachadas e com o passaporte e bilhete na mão, vamos ao próximo passo:

O CONTROLE DE RAIO X

Geralmente o controle de raio x fica localizado logo após as placas “embarque internacional” ou “embarque nacional”, abaixo uma imagem que ilustra mais ou menos como o troço funciona:

controle de passaporte em Milano

Você deve tirar qualquer coisa de metal, como relógios, carteira com moedas, celular, cinto e algumas vezes até o calçado, colocando tudo isso na esteira, dentro de plásticos como este branco na foto acima. É necessário também colocar a sua mala de mão, desta vez sem o plástico, diretamente nos rolamentos da esteira.

Uma vez praticamente despido de todos os objetos acima, você deve passar pelo detector de metais, torcendo pro troço não apitar. Caso apite, um funcionário (ou funcionária) utilizará o scanner portátil ou as mãos mesmo, pra certificar que você não está escondendo nada:

Depois deste sufoco todo, recolha todos os seus pertences sem esquecer nada na esteira e bóra pra sala de embarque!

A SALA DE EMBARQUE

 Após todos os controles burocráticos, você vai ter que procurar o seu portão de embarque, que é o local onde o seu avião vai ‘estacionar’ para que você possa entrar dentro dele.

Eu sempre recomendo que após a passagem do raio x, já procure qual é o seu portão de embarque (também conhecido como gate) e já vá direto pra lá, pois dependendo do tamanho do aeroporto você pode demorar mais de uma hora para encontrá-lo (juro que não estou exagerando!).

Veja abaixo uma foto de vários portões de embarque, a perder de vista:

 salão de embarque

Ao chegar no seu portão, caso ainda esteja cedo para o embarque, você pode relaxar, dar uma olhada nas lojas próximas mas nada de ir pra muito longe dele, pois imagine perder o seu voo por estar distraído nas lojas do aeroporto 🙂

ENTRANDO NO AVIÃO

E finalmente chegou a hora de entrar no avião! No momento oportuno você ouvirá no sistema de áudio do aeroporto algo como isso:

“Atenção senhores passageiros do voo AZ675 Alitalia com destino a Roma, iniciaremos o embarque no portão G3”

E saberá então que chegou a hora de embarcar na sua linda e pomposa aeronave. Automaticamente as pessoas começam a formar a fila (coisa que jamais vou entender, já que os assentos são marcados rs) e começará então o seu último ritual burocrático dentro do aeroporto: apresentar o ticket juntamente com o seu passaporte, para que o funcionário da companhia possa verificar e deixar que você entre no avião.

E aqui podem acontecer três situações diferentes:

Se o aeroporto é pequeno, você poderá caminhar diretamente para o avião:

entrando no avião 1

Se o aeroporto for grande, um micro ônibus te levará a ele

entrando no avião 3

Ou, como acontece no aeroporto de Guarulhos por exemplo, você caminhará pelo túnel que liga o terminal ao avião:

entrando no avião 3

RECAPITULANDO

Muito bem queridos leitores, sei que este artigo ficou enorme, por isso vamos recapitular os conceitos mais importantes:

  • Chegar no aeroporto e dirigir-se para o guichê da companhia aérea para despachar as malas e retirar os cartões de embarque;
  • Despedir-se dos parentes e depois da choradeira, entrar na fila do raio-x
  • Depois de passar sufoco com todos os detalhes de metal da sua roupa, pegar de volta sua carteira, celular, mala de mão, moedas e todos os outros apetrechos;
  • Procurar até encontrar o seu portão de embarque, tomando cuidado para não se afastar dele;
  • Quando ouvir a voz misteriosa de que o seu avião está pronto para receber os viajantes, entrar na fila, entregar os documentos e finalmente #partiuItalia 😉