Diferença entre Anagrafe e Stato Civile

Ciao a tutti!

Há muito tempo eu queria escrever sobre este assunto, pois muita gente faz confusão sobre estes dois termos e o que cada um significa na prática.

Resolvi finalmente escrever sobre isso depois de encontrar na internet um vídeo onde uma pessoa – vendendo os seus préstimos de assessoria aqui na Italia – dizia que o reconhecimento da cidadania no comune onde ele trabalha é feito pelo oficial anagrafe! 😮

Chocado com o tamanho da besteira dita, tirei finalmente um tempinho para esclarecer e responder finalmente a pergunta:

QUAL A DIFERENÇA ENTRE ANAGRAFE E STATO CIVILE?

anagrafe e stato civile

ANAGRAFE

A palavra anagrafe deriva do grego e significa “registro“, portanto o ufficio anagrafe de um comune aqui na Italia (ufficio significa departamento, repartição pública) é o setor que cuida dos registros da população residente!

O funcionário responsável pelo ufficio anagrafe chama-se Ufficiale dell’Anagrafe ou Ufficiale di Anagrafe e ele tem duas funções principais:

1 – Manter organizados os registros da população do comune onde trabalha.

Para o nosso caso específico que é o reconhecimento da cidadania italiana, este setor é o primeiro que devemos nos dirigir, pois é lá que pedimos a nossa residência.

Se lembrarmos que o termo correto do pedido de residência é inscrição anagráfica entendemos melhor o conceito: quando nos dirigimos ao ufficio anagrafe para pedirmos a nossa residência, na verdade estamos querendo que o comune nos insira no cadastro da população residente naquele comune – e depois do nosso pedido, o oficial, que tem como função manter este registro atualizado manda o guarda municipal (vigile urbano) para confirmar que realmente vivemos naquele endereço e que temos então condições de fazer parte da população residente daquele comune.

2 – Emitir certificados e documentos que comprovem a situação residencial do cidadão que vive no comune.

Neste caso, quando um cidadão residente precisa de um documento que comprove que ele vive naquele comune, o oficial anagrafe verificará nos registros e caso seja possível, ele emitirá este documento. Abaixo listo alguns documentos que são emitidos neste setor:

a) carta d’identità italianaé no ufficio anagrafe que emitimos a carteira de identidade italiana, pois este documento aqui na Italia (equivalente ao RG brasileiro) além de servir como documento de identificação, também é o principal comprovante de residência, pois nele consta o endereço do requerente!!!

b) certificato di stato di famiglia – é um documento que comprova a situação da familia que mora num determinado endereço no momento atual do pedido.

c) certificato di residenza – documento que comprova que o cidadão é efetivamente residente naquele comune e contém os detalhes desta residencia, como por exemplo desde quando ele é residente ali.

d) certificato di stato libero – documento que comprova que o cidadão é solteiro / viúvo / separado, etc e que por isso não tem nenhum impedimento para contrair matrimônio.

STATO CIVILE

As palavras stato civile que significam estado civil na língua portuguesa, servem para descrever um outro departamento que existe aqui na Italia, o ufficio di stato civile que é responsável por receber e manter atualizados os atos de nascimento, casamento, morte e cidadania dos seus cidadãos.

O responsável por este departamento chama-se Ufficiale di Stato Civile e suas funções são:

1 – Registrar a pedido do interessado os atos que correspondam a mudanças no seu estado civil, como por exemplo nascimento de filhos, casamento ou divórcio, aquisição ou perda da nacionalidade, adoção de um filho, a morte de um familiar, etc

Neste caso, podemos comparar o stato civile com os cartórios brasileiros – pois aqui na Italia é exatamente este setor que serve como cartório (não existe cartórios aqui na Italia tal qual existem no Brasil). Quando um cidadão tem um filho, é neste setor que ele apresenta os documentos para o registro deste filho; se ele quer contrair matrimônio é aqui que será realizado o ato, se morre algum familiar é aqui que ele apresentará os documentos, e assim por diante.

No nosso caso específico de reconhecimento da cidadania italiana, depois que a residência é confirmada pelo ufficio anagrafe, é neste setor que temos que apresentar os nossos documentos e será o ufficiale di stato civile que realizará todo o nosso processo de reconhecimento: desde a análise dos documentos, passando pela solicitação da non rinuncia ao consulado e por fim concluirá o processo registrando nossas certidões de nascimento (e casamento se for o caso) para os livros do comune e emitindo então os respectivos certificados.

2 – Emitir certificados e documentos que comprovem o estado civil do cidadão.

Neste caso é o oficial di stato civile que emite os certificados que nos interessam, entre eles:

a) estratto per riassunto dell’atto di nascita – que se trata da nossa certidão de nascimento transcrita para os livros do comune.

b) estratto per riassunto dell’atto di matrimonio – idem acima, mas aqui se trata da certidão de casamento.

c) certificato di morte – é a versão italiana da certidão de óbito no Brasil.

VEJAMOS AS ETAPAS DO PROCESSO DE CIDADANIA EM RELAÇÃO A ESTES DEPARTAMENTOS

Agora que vocês sabem que Ufficio Anagrafe e Ufficio di Stato Civile são departamentos completamente distintos – mesmo que ambos trabalhem de forma conjunta (um não existiria sem o outro) vejamos onde estes órgãos se encaixam durante o nosso processo de reconhecimento:

  1. apresentar o pedido de residencia no ufficio anagrafe;
  2. depois que sua residência for confirmada, apresentar os documentos no ufficio di stato civile;
  3. uma vez concluído o seu processo você precisará ir em ambos os órgãos: anagrafe para fazer a carta d’identità e stato civile para retirar a suas certidões italianas (e agradecer ao oficial pela conclusão do seu processo)!

CONCLUSÃO E DICA ÚTIL

Queridos leitores, este artigo é muito útil não apenas a quem pretende vir realizar o processo sozinho, mas também para que vocês possam testar a habilidade e o conhecimento do profissional que estão contratando para a sua prática aqui na Italia.

Termino este artigo deixando uma dica bastante útil e que pode salvar a vida de vocês durante o processo: jamais chame um oficial di stato civile de oficial anagrafe e vice-versa (a não ser claro que ele acumule estas duas funções, como ocorre em alguns comunes pequenos), senão vocês vão ouvir cobras e lagartos rs

71 Comentários


  1. Fabio tudo bem? Estou aqui em lido di jesolo e o funcionário do dep.stato civile está doente não sabem se volta dizem estar treinando outra pessoa,só que não querem dar entrada no anagrafe enquanto o responsável não conferir os documentos já enviamos até email para todos do comune mas nem respostas,que sugere que façamos em tudo que estudamos esse defeito é novo para nós onde não encontrei solução em nenhum lugar te agradeço desde já abraços (sou seu fã )

    Responder

  2. Bom dia.
    Ótimo blog e ótimas informações, parabens.
    No site do Comune (Castel d’Ario) só tem o OFFICIO ANAGRAFE, eu mando o email para este setor mesmo ou como procedo nesse caso?

    Responder

  3. oi fabio, tudo bem? será que ainda responde?
    estou na italia há mais de 3 meses e a única coisa que tenho em mãos por enquanto é o recibo da anagrafe do pedido de residencia (ricevuta di avvio del procedimento anagrafico) e uma declaraçao de permanência com data de agosto me “dando direito” a ficar aqui por mais 90 dias. Tudo bem eu ir pra Espanha com esses documentos? Obrigada

    Responder

  4. Fabio boa tarde, meu Antenato é de Negrisia, nasceu e casou-se la, ele é de 1849, antes do registro civil italiano, o padre da paroquia local me respondeu o e-mail dizendo que os aquivos daquela paroquia foram perdidos na 1 Guerra Mundial, cara e agora?? o que faço??

    Responder

  5. Oi Fabio. Parabéns pelo trabalho que sempre tem ajudado tantas pessoas. Tenho uma dúvida. Qual a diferença entre o Certificato di Nascita e o Estratto dell’Atto di Nascita? E o que é Certificato di Cittadinanza? Muito Obrigada!

    Responder

  6. bom dia fabio, tenho cidadania italiana e resido no brasil, sou casada ha dois anos e temos um filho. Gostaria de solicitar a cidadania pra meu esposo, qual seria o primeiro passo? traduzir a certidão de casamento e nascimento de nosso filho e mandar para onde? italia ? Grata

    Responder

  7. Oi Fabio,
    O Stato di Famiglia serve para comprovar que meu antenato era italiano? Pergunto isso porque quando fui apresentar meus documentos no consulado eles solicitaram uma certidao de cidadania italiana dele, para comprovar que ele nao era austriaco. Ele nasceu em 1839 em San Vito di Arsiè. Meus documentos estão todos corretos, mas sem essa certidão nao consigo tirar minha cidadania. Me aconselharam a pedir o stato di famiglia, mas quero ter certeza que esse documento será suficiente para a comprovaçao. Obrigada!

    Responder

  8. Fabio,
    É possível um comune ter somente o departamento Anagrafe e não ter Stato Civile?
    Sds!

    Responder

  9. Fábio, parabéns pelo trabalho!
    Enviei uma solicitação ao estado civil de Verona solicitando o estratto dell’atto di morte da minha bisavó. Eles me retornaram solicitando a minha identidade. Minha dúvida é: respondo dizendo q sou brasileiro e não possuo identidade italiana ou explico meu caso é mando a fotocópia do meu passaporte? Abaixo a solicitação deles:

    “COMUNE DI VERONA ARCHIVIO DI STATO CIVILE

    SI PREGA DI TRASMETTERE FOTOCOPIA DEL DOCUMENTO DI IDENTITA’ PER L’INVIO DEL CERTIFICATO RICHIESTO. CORDIALI SALUTI.

    UFF. S.C.”

    Muito obrigado!

    Responder

    1. Olá Cássio eles já sabem que você não é italiano, envie a fotocópia do seu documento brasileiro e fique tranquilo que não há nenhum problema nisso, ok? Abraços

      Responder

  10. Primeiramente gostaria de agradecer por todo esse trabalho que nos oferece. Atualmente me encontro na Itália com meu processo de cidadania praticamente terminado (fui hoje no Ufficio di Stato Civile fazer a transcrição das minhas certidões) porém meu marido está vindo em maio e gostaria de saber se posso fazer o Permesso di Soggiorno” para ele como “marido de cidadã” e como ele pode fazer para obter o codice fiscale o mais rápido possivel.
    Mais uma vez agradeço!

    Responder

  11. Oi Fábio! Parabéns pelo post e pelo trabalho como um todo! Compartilhar informações é mesmo o segredo do sucesso!
    Tenho uma dúvida quanto a Circolare n.9 (2012 Ministero dell’interno). Supostamente, é possivel já iniciar o processo/pedido de reconhecimento ao passo em que se aguarda a visita do vigile. Isso está em vigor? As comuni respeitam?

    Responder

    1. Olá Renate

      Embora sim, é possível – muitos comunes preferem aguardar a confirmação da residência para receber o protocolo dos documentos. Abraços

      Responder

  12. Olá Fábio.
    Tenho visto que algumas cidades italianas só possuem um endereço de email da modalidade PEC, ou seja, de Posta Elettronica Certficata. Esse tipo de endereço não aceita mensagens de endereços de email ordinário (comum). É o caso de Fontana Liri que apenas divulga o endereço [email protected]. Nesses casos, como fazer para enviar uma mensagem ao Ufficio Stato Civile? Existe fora de se obter um endereço PEC ou isso é exclusivo de moradores da cidade?
    Grato,

    Luiz.

    Responder

  13. Olá Fábio! Gostaria de saber se, para informar um endereço residência, é necessário apresentar um contrato de locação, pois eu tenho conhecimento na cidade e poderia residir informalmente numa casa de amigos do Brasil que atualmente está desocupada, ou mesmo fornecer o endereço de uma família amiga que mora na cidade. No caso de ser necessário ter um contrato, seria necessário obter antes o “Codice Fiscale”? As exigências de pagamento de aluguel antecipado e prazo mínimo de contrato são condições legais ou podem ser abolidas no caso de uma relação amigável entre locador e locatário? Obrigado, mais uma vez

    Responder

  14. Meu irmão acabou de obter a sua cidadania em uma cidade do sul da Itália. Gostaria de saber se posso entrar com o processo em uma outra cidade. Para fazer para pedir a “Copia Conforme” ? Grato.

    Responder

      1. Olá Fábio, O vídeo responde totalmente à minha pergunta quanto à possibilidade de utilizar a documentação apresentada por outros familiares.
        Talvez coubesse considerar uma questão que poderia ser relevante para decidir pelo compartilhamento da documentação. É comum que haja incorreções nos nos nomes dos ascendentes que poderão ou não ser aceitas pelo comune. Acredito que exista uma certa subjetividade quanto aos critérios de aceitação dessas incorreções. Considerando que o processo de retificação de nomes pode ser demorado e oneroso, talvez nesse caso, valha a pena aproveitar a documentação de familiares para realizar o nosso processo, pois já se tem a garantia que não haverá problema com os nomes. Só não sei se essa garantia se mantém no caso de se fazer o processo em outro comune. Ou seja, não sei se o comune que escolhemos para fazer o nosso processo vai aceitar as incorreções aceitas no comune que forneceu a copia conforme.
        Mais uma vez, agradeço a sua atenção.

        Responder

        1. Olá Luiz

          Não é correto dizer que existe garantias de que um novo pedido no mesmo comune com os documentos incorretos vai ser aceito. Já presenciei dois casos que ambos requerentes tinham este pensamento e aconteceu o inverso: a cidadania de ambos foi cancelada, pois o oficial atual percebeu que a cidadania realizada anteriormente por outro funcionário tinha sido feito de forma incorreta. Um dos casos se tratava de cidadania materna, o outro não tinha direito porque não existia a legitimação do pai ao filho. Por estes e outros motivos sempre recomendo que ninguém queira aproveitar documentos apenas para economizar, pois é muito temeroso ter que depender de outras pessoas para a realização do processo. Abraços

          Responder

  15. Tudo explicado com muita didática e clareza! Eu, como muitos, não sabia dessa diferença.

    Responder

  16. Bom dia Fábio!!! Estou em busca das certidões de nascimento e casamento do bisavô do meu marido. Encontrei a comune (San Giorgio in Bosco) através do archivio di stato/lista di leva. Escrevi um email solicitando as 2 certidões. A de nascimento não se encontra lá por ter nascido antes de 1870 (em 1850) e a de casamento, me responderam que não podem buscar enquanto eu não fornecer a data exata do casamento, mesmo eu enviando a data de nascimento da primeira filha (é o único dado que tenho, através do site da emigrazione veneta). Isso nós não vamos conseguir! A de nascimento, mandei carta às 4 igrejas da cidade e próximas, já que as mesmas não tem email; estou aguardando o retorno. Tem alguma maneira de eu conseguir a de casamento? Fico no aguardo! Obrigada, Paola Cyrillo Favarin

    Responder

    1. Olá Paola

      Veja com o Marco do emigrazione veneta se ele pode ir ao comune buscar este documento pra você, talvez seja a forma mais rápida de conseguir, ok? Abraços

      Responder

    2. Bom dia, Paola, como vai?
      Também preciso de uma certidão de nascimento anterior a 1870 em San Giorgio in Bosco. Você conseguiu as suas? Enviei e-mail para as 4 paróquias e até agora nada…

      Responder

  17. Fabio, boa tarde! Parabens pelo BLOG!
    Uma dúvida: é possivel obter a carta d’identità italiana mesmo tendo a cidadania por ser naturalizado pelo casamento? Caso positivo, o pedido é feito pelo ufficio anagrafe do respectivo consulado onde foi iniciado e concluido o processo?
    Muito obrigado!

    Responder

    1. Olá Raphael

      Um cidadão que se naturalizou italiano tem os mesmos direitos que qualquer outro cidadão, logo não só pode, como deve ter os seus documentos pessoais.

      Em relação a emissão, somente consulados italianos aqui na Europa emitem a carta d’identità italiana, pois é um documento válido apenas por aqui. Se você vive no Brasil, por exemplo, o único documento que pode solicitar é o passaporte. Abraços

      Responder

    2. Boa tarde ! eu sou de sp e estou na fase 7 esperando a notificação, gostaria de saber quantos dias demorou para vc fazer o juramento e quais sao as exigencias pedidas no AR enviado! vc teve que ir acompanhado do conjugê?
      Obrigado.

      Responder

  18. Boa tarde Fábio !!
    Augurone per questo lavoro !!
    Ainda estou na fila do consulado desde 2004, e acredito que me chamarão em 2018, pelo andar da carruagem !
    Já fiz duas viagens para a Itália e a minha paixão pela “nostra terra” só aumentou !!
    Tenho duas dúvidas, e se puder me responder, desde já agradeço.
    1-) Sabemos que a maioria dos imigrantes do norte da Itália partiram do Porto de Genova. Também sabemos que o deslocamento da época era muito precário. Meu bisavô morava em Portogruaro (VE) e para chegar em Genova deve ter demorado muito. A pergunta é: Se nesse trajeto houve o nascimento de um filho dele, esse registro poderia ser feito em alguma cidade por onde passaram ? Nesse caso acredito ser muito difícil a localização do registro de nascimento desse filho. O que me diz ?
    2-) Quando fiz o meu requerimento aqui no Consulado em São Paulo, poderia ser incluído os familiares, que no caso incluí meus pais, minha esposa, e meus dois filhos, que em 2004 eram menores de idade, num total de seis pessoas comigo. É como consta na lista de espera. Ocorre que hoje, após todo esse tempo de espera, meus filhos já são maiores de idade. Nesse caso, vou conseguir que eles sejam incluídos no pedido de cidadania, pois como já disse, eram menores e agora, quando o Consulado me chamar, não são menores mais !! Saberia dizer algo sobre isso ??
    Ciao, grazie mille !!!
    Fabian Vendrametto

    Responder

    1. Olá Fabian tudo bem?

      Não há como responder a primeira dúvida até porque seria algo muito genérico: será que sim, será que não, talvez, quem sabe…

      Em relação à segunda pergunta, já vi casos onde o consulado aceitou normalmente o reconhecimento dos filhos maiores (até porque não é culpa deles que cresceram e a fila é lenta) e já vi alguns casos onde se recusaram a reconhecer a cidadania destes filhos maiores, tudo vai depender do momento em que vocês forem chamados para apresentar os documentos, quando isso acontecer, recomendo que escrevam ao consulado perguntando textualmente o que poderá ser feito, ok? Abraços

      Responder

      1. Buongiorno Fabio !!

        Eu fiz a primeira pergunta, imaginando a dificuldade do casal registrar um filho no Stato Civile onde não possui a residência. Então mudo a pergunta para: Existe a possibilidade de registrar um filho no Stato Civile diverso daquele de sua residência ? Pelo que vc explicou acima, creio que não. No entanto, isso seria possível ?
        Com relação à segunda pergunta, vou questionar o Consulado, pro e-mail. Assim, se a resposta for positiva, eu poderei usá-la, a meu favor, quando for chamado. É isso ?
        Obrigado.

        Responder

  19. Boa noite Fábio,
    Estou tentando conseguir a certidão de nascimento do meu bisavô, entrei no site da comune de ENNA, onde se encontra o documento. Lá tem um Ufficio Stato Civile, mas só tem telefone. Você teria uma dica que como conseguir o email desta pessoa para que eu possa solicitar o envio para o Brasil? Vou tentar conseguir de graça, pois a busca tem um custo alto e esta certidão já foi localizada alguns anos atrás por um parente, mas a cópia ficou com o escritório responsável pelo processo dele. Obrigado.

    Responder

  20. Obrigada, Fábio!
    Agora ficou mais claro. Me inscrevi no site eazystanza para tentar achar um lugar para morar. Mas não está sendo nada fácil. A maioria das acomodações que oferecem são com finalidade “transitória”. Vou continuar na busca. Uma hora dá certo!.

    Responder

  21. Seria interessante se você fizesse um texto sobre isso. Acho que tem bastante pessoas nesta mesma situação, que não tem condiçoes de fazer um contrato de aluguel de um imóvel para fins habitativos.
    Mais uma vez, obrigada!! E parabéns pelo trabalho!

    Responder

  22. Olá Fábio, boa tarde! Estou finalizando tudo aqui no Brasil para partir para Itália para reconhecer minha cidadania. Falta somente a legalização dos documentos.
    Já sei maiso ou memos onde irei morar, na região de Emiglia Romagna. Contudo, não tenho condições de alugar um apartamento inteiro e de fazer um contrato de aluguel de um ano, como é obrigatório, no caso, o contrato para fins habitativos.
    Como devo então proceder pra comprovar residência em um comune italiano? Eu posso alugar somente um quarto? Se sim, é possivel apresentar o contrato de aluguel deste quarto?
    Ou no caso, só é válida a “dichiarazione di residenza” do proprieário do imóvel onde ficarei hospedada ou onde alugarei somente um quarto? Posso alugar quartos para estudantes?
    Enfim, como devo proceder para comprovar residência em um comune italiano no caso de não poder alugar um imóvel inteiro mas somente um quarto?

    Responder

    1. Olá Nádia, quartos de estudantes, hotéis, albergues ou qualquer acomodação similar não são idôneos para fins de residência, pois se tratam de imóveis com finalidade “transitória” e por isso não podem ser utilizados para fins de residência.

      Por outro lado, se alguém te hospeda no próprio imóvel, pode fazer a cessione di fabbricato como “ospitalita gratuita” e neste caso, junto com a declaração do proprietário do imóvel, é possível solicitar a inscrição anagrafica no comune.

      Abraços

      Responder

  23. Oi Fábio. Antes de tudo, parabéns e obrigado por ter escrito seu livro. Comprei pela Amazon e li inteiro no próprio dia. Já acompanhava seu blog e canal no Youtube e depois de conhecer a sua Saga, o ânimo renova e há mais motivos para não desistir, pois tem sido bastante difícil.
    Se possível, gostaria de sanar a seguinte dúvida que surgiu ao ler este post.
    Se entendi bem, ao pedirmos a “carta d´identità”, fica registrado o endereço neste documento. Suponho que seja o endereço verificado pelo “vigile”.
    Aos que retornarão ao Brasil, se não me engano, ao deixarmos a Itália é necessário tb informar a alteração de endereço.
    Caso seja assim, em posterior retorno à Itália há algum problema utilizar no território o documento com o endereço que não é mais o nosso, ou seja, seria necessário renovar a “carta d´identità” a cada alteração de endereço?
    Ainda estou distante de chegar nesta fase de meu procedimento, mas agradeço se puder me esclarecer a respeito. Um abraço.

    Responder

    1. Olá Daniel tudo bem?

      Antes de mais nada, obrigado pela compra 🙂

      Sobre a sua dúvida, mesmo que você mude de endereço, não será necessário atualizar a carta d’identità não, pois todos os órgãos públicos já terão no sistema o seu novo endereço. Abraços

      Responder

  24. Olá Fábio, primeiramente, parabéns pelo serviço prestado!

    Tenho uma dúvida: o meu antenato nasceu na cidade de Isola Dovarese, CR, e o site do comune é bem limitado, acredito que seja por se tratar de uma cidade de 1200 habitantes. Segui os seus passos do SagaBook, mas não encontrei de forma alguma o Ufficio dello Stato Civile no site. Para onde/quem eu devo mandar o e-mail de solicitação? Tem outra maneira de eu achar o e-mail do Stato Civile?

    Grande abraço! E com certeza, depois de estar com todos os passos certos aqui no Brasil, vou contratar sua assessoria, confio muito em seu trabalho!

    Responder

  25. Olá Fabio. Acompanho há anos a sua “saga” e suas informações em muito me ajudaram a obter o sonhado reconhecimento de minha cidadania italiana. Preciso encaminhar uma correspondência ao ufficio di stato civile para solicitar o “Estratto per riassunto dai registri di matrimonio”. Você poderia contribuir com alguma sugestão de algum site que tenha modelo de correspondência, em italiano, especificamente para este propósito? Minhas buscas têm sido infrutíferas. Se puder ajudar, te agradeço. Abraço.

    Responder

    1. Olá Marcos tudo bem?

      No Sagabook Brasil eu coloquei o modelo do pedido do documento, dá uma olhada lá, ok? Os assinantes da área vip também tem acesso a estes e outros documentos que utilizamos aqui no escritório, caso precise de algo mais avançado, o link para assinar é http://www.minhasaga.org/areavip Abraços

      Responder

  26. Olá Fábio,
    primeiramente gostaria de te parabenizar pelo site.
    Conteúdo de primeira, muito bem explicado e nota-se que você faz com muito carinho!

    Estou em uma situação complicada e gostaria de saber se você fornece algum serviço nesse sentido ou possa me dar uma luz de como resolver.

    Tenho a cidadania e o passaporte italiano, e há cerca de 5 anos atrás eu morava em Londres, onde me casei com uma Estoniana.
    Durante todo o tempo que morei em Londres, nunca fiz a alteração no AIRE. Só fiquei sabendo que isso era necessário depois de ler o seu blog.

    No fim das contas, eu e a minha esposa viemos morar no Brasil, quando me dirigi ao Consulado em São Paulo para registrar meu casamento.
    Lá, veio a bomba. Eles não aceitaram a TRANSCRIÇÃO DE CASAMENTO CELEBRADO NO EXTERIOR, emitido pela embaixada Brasileira em Londres.
    Me disseram que eu teria que registrar esse casamento no Consulado em Londres, para que ELES enviassem minha documentação para ser registrada na Comune di Cavarzere.

    Enviei toda a documentação para o Consultado londrino, mas nunca recebi nenhuma confirmação de que essa alteração foi feita em Cavarzere.
    Em uma ocasião em que fiz uma alteração de endereço no Brasil, recebi uma carta de Cavarzere dizendo que a alteração havia sido feita.

    Acredito que, por nunca ter me registrado no Consulado Londrino, eles simplesmente ignoraram minha carta.

    Agora me encontro em uma sinuca de bico.
    Será que terei que voltar a morar em Londres, me registrar lá só poder cadastrar o casamento?
    Ou será que posso enviar a documentação daqui do Brasil, diretamente para Cavarzere?

    Você oferece algum tipo de serviço para essa situação (verificar se o casamento foi registrado em Cavarzere, ou ver o que é necessário e como fazer para registrar diretamente naquela Comune)?

    Aguardo ansiosamente um retorno seu!

    Um grande abraço,
    Diego.

    Responder

    1. Olá Diego

      O consulado está correto: nenhum tipo de transcrição substitui o documento original. Se o casamento foi feito em território inglês, você deverá obter o documento original (em língua inglesa) traduzi-lo para a língua italiana e entregá-lo no consulado onde você é residente. Agora se você nunca se registrou em Londres, claramente eles não vão efetuar nenhum tipo de serviço a você, pois somente cidadãos registrados podem usufruir de tais serviços.

      Se a sua inscrição no AIRE em SP já foi feita. é neste consulado que o documento deve ser entregue, pois eles tem a obrigação de enviar o documento ao comune de Cavarzere. Se eles não aceitarem isso (de forma arbitrária, pois isso é obrigação deles!), a única solução é enviar você mesmo o documento ao comune, lembrando que ele deve estar traduzido por um tradutor juramentado em UK e “apostilado”. Infelizmente não prestamos este tipo de serviço para poder ajuda-lo. Abraços

      Responder

      1. Muito obrigado pelas respostas Fábio!
        Vou correr atrás disso agora mesmo!

        Responder

  27. Olá, Fábio!
    Primeiramente, parabéns pelo site, é realmente muito bom, as dicas são ótimas. Estou procurando há algum tempo minhas origens para a obtenção de cidadania e finalmente consegui descobrir onde meu antenado nasceu e onde casou, ele nasceu em Nove na província de Vicenza e casou em Schio, na mesma provincia. Quanto à igreja para a obtenção do batismo, acredito que esteja tudo ok, porém estou com muita dificuldade com o anagrafe de Schio para a certidão de matrimonio, com sua experiência, você sabe me dizer se há realmente reclamações de falta de resposta nesta comune? E quanto ao certificado de Stato DI famiglia ele realmente tem que ser entregue junto com o batismo? Muito obrigada desde já!

    Responder

    1. Olá Maria tudo bem?

      O stato di famiglia não é necessário, já em relação à resposta do comune, infelizmente não existe uma resposta definitiva: existem aqueles que enviam rapidamente, outros demoram um pouco, mas enviam e existem aqueles que sequer enviam documentos ao exterior.

      Você já seguiu os passos descritos no Sagabook para o pedido do documento? Se já esgotou todas as possibilidades e precisa de ajuda profissional, clique aqui e me mande os dados, que eu os verifico e te mando o orçamento, ok? Abraços

      Responder

      1. Oi, Fábio!
        Muito obrigada pela resposta rápida, eu baixei o sagabook, muito bom! Vou tentar mandar o e-mail de confirmação, se não conseguir vou pedir seus serviços sim, pois o problema maior do meu e-mail, acredito, que tenha sido o fato de precisar de mais que uma segunda via dos documentos! Pois, como achei no meio das minhas pesquisas alguns familiares que também estavam a procura e não encontravam nada, quando localizei eles pediram que eu solicitasse a cópia para eles também, além do que a minha cidadania vou tentar direto na Itália, mas a do meu pai e irmãos vou entrar com o pedido no consulado de Porto Alegre, acho que posso ter “assustado” o oficial do anagrafe com o número maior de cópias! Erro meu! Mas não queria deixá-los na mão!

        Responder

      2. Boa noite, Fábio!
        Desculpas pelo incômodo novamente, mas gostaria de saber, pela sua experiência, é possível um casal ter se casado na Itália em 1890 somente no religioso? Sem registro civil? Desde já agradeço a atenção!

        Responder

        1. Ola Maria tudo bem?

          Tudo é possível rs. Porém é improvável, pois naquele ano já existia o registro civil aqui na Italia, e não havia motivos para um casal não ir ao comune e se casar lá.

          Responder

  28. Oi Fabio tudo bem? Sou eu de novo!!!! Eu ja tenho um appuntamento na anagrafe vou dia 5 mas tenho uma duvida no preechimento da dichiarazione di residenza, Na profissao o que eu coloco? Posso colocar disoccupato/in cerca di prima occupazione ou tem alguma outra opcao melhor. Eu realmente ainda nao trabalho.
    Obrigada

    Responder

      1. Fabio muito obrigada voce sempre me ajudando!!! Minha mae vai vir em outubro me visitar e eu vou viajar pela italia com ela. Quase certeza que vou a Pizza se voce ou sua esposa precisarem de alguma coisa sera um prazer dar para voces!!! (eu nao vivo sem hipoglos, alicate mundial e havaianas).Podemos tambem jantar assim nos conhecemos e voces ficam sabendo um pouco da minha saga na europa, para poder ajudar um pouco mais dos brasileiros com cidadania italiana que chegam perdidos!!!
        Abracos

        Responder

        1. Olá Viviane tudo bem?

          Obrigado pelo carinho, quando estiver por aqui me escreva que caso estejamos por aqui será um prazer conhecê-las 🙂

          Responder

  29. Oi Fabio, nossa esse blog e otimo!!!! Voce nao imagina o quanto me ajudou!!!!
    Mas eu tenho uma duvida, eu ja estou em Roma e ja tenho um apartamento para alugar. O proprietario quer fazer o contrato por 6 meses e depois ir renovando. Com um contrato de 6 meses ja e suficiente para anagrafe?
    Obrigada

    Responder

    1. Olá Viviane tudo bem?

      Depende, é um contrato para fins habitativos? Consta que ele é para este fim? Te pergunto pois geralmente alguns proprietários querem fazer contratos para fins turísticos para não pagar as taxas e isso não dá direito a residência – quando você chega no comune e apresenta o contrato, eles negam o pedido de residência (com razão). Porém, com as alterações dos últimos meses, o contrato mínimo habitativo é de 1 ano (já constando o rinnovo automátivo) peça a ele para fazer um assim, talvez utilizando a cedolare secca pra economizar na registração, ok? Abs

      Responder

      1. Salve Fabio!!!
        Muito obrigado pela resposta, ja conversei com o proprietario e entramos em um acordo e esta tudo certo. Abs

        Responder

  30. Olá Fábio gostaria que vc tirasse algumas dúvidas pra mim, são elas : vou morar na Italia, precisamente em Sardenha, vou morar com meu noivo e pretendemos dentro dos 3 meses nos casarmos, ai vem primeira pergunta..é possível casar dentro desses 3 meses ? Segunda pergunta, meu noivo é aposentado por invalidez, posso trabalhar como costureira em casa ? é um trabalho que pode trazer rendimentos ? terceira e última, a Sardenha é um lugar pacato ou desenvolvido ? pergunto isso pra ter uma noção mais clara…e se puder me mande dicas do que eu posso fazer em termos de trabalho que posso fazer em casa pra ter uma renda. Abraços.

    Responder

    1. Olá Binha

      A Sardegna é uma ilha no sul da Italia, portanto podemos dizer que não é o lugar mais desenvolvido da bota, sugiro que você pesquise bastante e converse com italianos que vivem no mesmo lugar onde pretende morar, pois desta forma poderá ter uma idéia melhor do que esperar, ok?

      Abraços

      Responder

  31. Olá ´Fábio tudo bem?
    Demos entrada nos papéis para a cidadania italiana em conjunto, mulher, filhos, irmãos e cunhadas, que seguiriam junto com um irmão já na lista de espera, porém ao entregar os documentos foi digitado um nº errado e após 3 anos nos devolveram todos os documentos alegando não existir 0 nº.´O irmão que estava na lista conseguiu a cidadania. Minha mãe também conseguiu.
    Como você bem disse é melhor não ter parente que já conseguiu.
    Minha pergunta é qual o custo, o tempo de permanência na Itália para se tornar cidadão italiano e se a análise dos documentos podem ser os que estavam no consulado?

    Obrigado antecipadamente.
    Antônio Carlos

    Responder

    1. Olá Antonio

      Se você pretende vir a Italia para o reconhecimento não poderá utilizar a mesma documentação apresentada anteriormente pelos seus familiares, pois os processos aqui na Italia não tem relação com os processos realizados no Brasil e vice-versa – portanto você precisará reunir novamente todas as certidões de nascimento, casamento e óbito desde o antenato italiano até as suas próprias certidões. Depois disso deverá traduzi-las e legaliza-las no consulado italiano no Brasil.

      Abraços

      Responder

  32. Olá Fábio, bah cara, mas este teu site é tri legal. Nem precisa dizer de onde sou, não é?
    Parabéns! Estive olhando vários comentários, dicas, enfim. Muito esclarecedor e é bem assim mesmo. Sempre há uma indagação a respeito de cidadania, documentação, etc
    Não consegui ler tudo ainda, mas há muita informação. Mesmo assim queria te fazer uma pergunta.
    Há algum modelo simples e bem específico para solicitar um “certificato” seja de nascimento ou casamento diretamente a um comune, via e-mail?
    Já vi vários tipos de cartas ao comune, mas não consegui um adequado para pedir via email. Já fiz isso outras vezes e até já recebi resposta, mas acho que havia erros, não só do idioma, como do modo e do tratamento que se deve ter.
    Agradeço se puder me dar uma dica.
    Obrigado e meus cumprimentos. É muito útil seu site.
    Já sou cidadão italiano e estive na “terrinha” em 2010 e 2012. No próximo pretendo ir novamente.
    Cesar Viero

    Responder

  33. Tenho uma duvida. Primeiramente parabéns pelo blog. Exemplo de competência.
    Após o termino do processo da cidadania feito diretamente na Itália sendo ele bem sucedido quanto tempo o requerente tem para fazer a identidade e o passaporte italiano? Ex. ele faz o processo na italia, volta para esperar o termino no brasil e depois dd conseguir a non renuncia quanto tempo ele tem para voltar a italia no comune e realizar a identidade e passaporte.
    Obrigado desde já.

    Responder

    1. Olá Felipe tudo bem?

      Depende: se a pessoa está realizando o processo através de um escritório de consultoria, este prazo constará no contrato de serviços que o cliente assina.

      Se o requerente está fazendo o processo sozinho, bom neste caso não é recomendável que ele abandone o processo a própria sorte aqui na Italia e saia do pais, exatamente porque o comune pode chamá-lo a qualquer momento e caso não o encontre pode cancelar a prática.

      Abs

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.