[Vídeo] Por que correr atrás da cidadania italiana

Eis que finalmente chegamos em 2016, que maravilha!

Antes de mais nada, quero desejar a todos vocês um excelente ano novo, com muita alegria, muito amor e principalmente muita saúde.

Que este ano seja repleto de realizações e que muitos planos saiam do papel para se tornar realidade em nossas vidas!

O PRIMEIRO VÍDEO DA SÉRIE DIÁRIA SOBRE CIDADANIA ITALIANA

série de vídeos sobre cidadania italiana

Como citei no último artigo de 2015, neste mês vou publicar 1 vídeo por dia sobre o nosso querido mundo da cidadania italiana, lá no nosso canal do Youtube.

Como tema do primeiro vídeo, escolhi o assunto “Por que correr atrás da cidadania italiana”, pois sei que muita gente ainda não tem ideia do potencial que o reconhecimento tem. Muita gente acha que ter a cidadania se resume a ter livre acesso à União Européia, sem saber que existem tantas outras vantagens que cito neste vídeo.

Para não poluir o nosso blog, não vou publicar um artigo para cada vídeo aqui, portanto se você não quer perder nenhum vídeo, clique aqui para se inscrever no canal e com isso receber as notificações a cada nova publicação, ok?

Isso é fundamental para que todos possam acompanhar diariamente a publicação destes vídeos, e assim conseguimos manter o nosso blog sempre “pulito” 🙂

Abaixo vocês podem conferir o primeiro vídeo desta nossa série:

Não esqueçam de clicar em gostei, deixar o seu comentário no vídeo e principalmente não esqueça de se inscrever no canal 🙂

 Ps. Talvez alguns de vocês perceberão que a qualidade deste primeiro vídeo ficou muito baixa, porém eu preferi publica-lo mesmo assim, ao invés de perder tempo gravando novamente com as respectivas melhorias.

Aliás, uma das coisas que aprendi em 2015 e que pretendo levar para o resto da minha vida – coisa bem difícil para quem é perfeccionista como eu – é que feito é melhor que perfeito.

Logo, preferi publicar o vídeo com a mensagem que eu queria transmitir, mesmo com uma baixa resolução, do que perder alguns dias (e o prazo estabelecido por mim mesmo!) para tentar deixa-lo melhor.

E só para não esquecer: feito é melhor que perfeito 😉

23 Comentários


  1. Bom dia Fábio tudo bem? Poderia me sanar uma dúvida? Na minha linha de transmissão só tem mulheres, isso impossibilita a minha cidadania Italiana? No caso minha bisavó era italiana, que teve minha a avó e que teve minha mãe, quero muito tirar minha cidadania mas agora fiquei com essa dúvida. Obrigada


  2. Olá Fabio, boa tarde!
    Queria uma grande ajuda sua. Sou descendente de Trentino. A minha família já teve a cidadania reconhecida, isto é, todos os irmãos do meu pai e seus ascendentes. Só meu pai que não recorreu, pois havia falecido.
    Mesmo com as portas fechadas para reconhecimento dos descendentes da região do Trento, porém como a minha família já tem essas pastas abertas, eu consigo a minha cidadania? Já tirei as certidões em inteiro teor de nascimento, casamento e óbito do meu pai, nascimento e casamento meu, e nascimento de minha filha. Como dei entrada na entrevista no consulado do rio em 2013, a minha entrevista está agendada para maio de 2016. Claro q levarei as certidões traduzidas por um tradutor juramentado. Como vc enxerga isto? E se eu for para Itália consigo reconhecimento? Esta burocracia é somente aqui no Brasil?


  3. Boa Noite Fabio tudo bem:
    Sou Jonas Maciel Peiter sou do Paraná e novo no seu blog ,minha cidadania ja esta sendo encaminhada mais tenho problemas com o agendamento da legalização, dos documentos entro todos os dias no horario de roma, a meia noite uns minutos antes mais não consigo agendar minha irma ja tem a cidadania eu preciso da legalização dos documentos italianos tem umas forma de entrar mais rapido pra agendar , ou nem preciso caso minha irma tenha .
    Agradeço por ter montado esse blog para ajudar as pessoas a conseguirem sua cidadania


  4. Olá Ana tem sim como realizar o processo no Brasil, baixe o manual Sagabook Brasil, que lá eu explico os detalhes, ok? Abraços


  5. Olá Christian se os documentos foram legalizados no RJ sim, independente do local onde foram emitidos, o consulado que os legalizou também deve dar o parecer em relação a non rinuncia, pois significa que os requerentes residem naquele estado. Abraços


  6. Feliz Ano Novo Fábio 🙂
    Desculpe a minha “ignorância” sobre isso mas preciso perguntar, Trentino é uma província da Itália Certo? Certo!
    Li em um blog essa lei

    “A Lei nº379 /2000 que permitia a opção de cidadania italiana aos descendentes de pessoas nascidas nos territórios que pertenciam ao Império Austro-Húngaro (atuais províncias de Trento, Bolzano e Gorizia e territórios cedidos à ex Iugoslávia mediante os tratados de paz de Paris, de 10/2/1947 e de Osimo de 16/11/1975), que emigraram no período entre 25/12/1867 e 16/7/1920, vigorou de 2000 à 2010, encerrando-se dia 19/12/2010. Portanto não é mais possível apresentar pedido.”

    Essa lei diz que se o meu Antenato tiver nascido nessa província, eu automaticamente perco o direito da minha cidadania? Mesmo eu tendo nascido antes dessa nova lei, eles tem o direito de me tirar um direito que ja foi meu?

    Eu confesso que não entendi muito bem essa lei entao desculpe, novamente, pela minha ignorância neste assunto.

    Ps* Já estou providenciando os documentos do meu Antenato para saber em que local ele nasceu, n sei e nem tenho ideia ainda, de onde ele veio, mas ja quero esclarecer isso logo..vai que..

    Agradeço a atenção!


  7. Ola fabio tenho duvida sobre como fazer a cidadania de meus filhos menores no consulado,a assessoria que quero contratar cobra 500 euros por filho menor, mas disse que pode ser feito sem custo no consulado.
    Como faço após terminar meu processo para reconhece-los no consulado?


    1. Olá Victor você não precisa pagar ninguém para isso: basta levar ao consulado as certidões dos menores, em inteiro teor, com as devidas legalizações do MRE e traduzidas para a língua italiana. Isso tudo deverá ser feito após a sua inscrição no AIRE. Abraços


  8. Boa tarde. Feliz 2016 Fábio.

    Este ano estou querendo mandar minha esposa e filhas ( 1 e 11 anos ) para a Itália tirar a cidadania Italiana, conto com a ajuda de uma tia que vive lá, e já tem a cidadania Italiana.
    O caso dela foi bem interessante, o marido dela é descendente de trentino, ele foi para Itália em 2002, ele teve muita dificuldades para tirar a sua cidadania. Assim quando ele a
    obteve, veio ao Brasil, e buscou a sua mulher e filhas, ai começou um outro drama, a sua mulher obteve o PERMISSO, porém as filhas, mesmo sendo uma de menor e outra de maior de 18 anos, nehuma delas conseguiram a dupla cidadania.

    Foi ai que elas tiverem a ideia de tirar a cidadania pelo lado da tia da minha esposa, foi quando entrei na jogada, pediram para que eu fosse atrás disto para elas. Como eu não sabia nada, e só tinha um nome ( José Nicolini Neto ), pedi para elas muita paciência, pois eu tinha que estudar para aprender, pois não tínhamos os R$ 10.000,00 que uma
    pessoa pediu para elas, para tentar encontar os documentos, aqui em Londrina.

    Pois bem, traduzi o nome ( Giuseppe Nicolini ), nome de partida, procurei em tudo o que se pode imaginar, falei com historiadores, grupos de genealogia, órgãos do governo, buscas em sites de procura, no Gens Labo, o sobrenome Nicolini apareceu em mais de 800 comunis.

    Em pesquisas descobri que grande parte das famílias italianas da região em que eles viviam no Brasil, vieram da Calábria, ai eu e os parentes que vivem na Itália começamos a fazer as procuras por lá, e nada. Um dia recebi um e-mail do pessoal de um grupo de estudo de genealogia, onde a pessoa dizia que havia encontrado algo que poderia me
    ajudar, pois ela havia encontrado em um livro, que os parentes de minha esposa/tia, eram aparentados de uma outra família, que vivia na Província de Verona, e não na Calábria.

    Pois bem, fui revisar as certidões e lá estava o nome da pessoa que ela havia mencionado, como testemunha de casamento, ai estava a chave , e eu não havia visto isto, é mole.

    Em minhas conversas como pesquisadores, eles sempre diziam que tínhamos que ficar atentos com estas coisas, pois as pessoas sempre mandavam cartas do Brasil para a Itália, convidando as pessoas para vir para o Brasil também, ou seja, pessoas que estavam próximas como parentes vizinhos etc…

    Pois bem, mudamos do sul para o norte, e fomos fazer pesquisas perto da cidade destas pessoas, e em um belo dia bingo, achamos o documento de nascimento do italiano .

    Para encontrar as outras certidões no Brasil foi um complicado, mas com muito trabalho e um pouco de sorte, consegui encontrar todas, traduzimos e legalizamos, e o pessoal conseguiu a cidadania italiana.

    Desculpe-me Fábio, se fui um pouco extenso, mas sempre que posso, conto isto pra as pessoas, que estão com dificuldades em encontrar seus documentos, para mostrar que o trabalho não é fácil, mais não é impossível , e que temos que ser insistentes, e não
    desanimar.

    Nos documentos temos alguns erros de grafia, o pessoal da comuni disse que não tinha problemas, pois eles aceitaram de boa, tanto que o meu pessoal conseguiu a cidadania sem nenhum problema, mais isto ainda me preocupa um pouco, pois sei que mudou a pessoa que recebe os documentos na comuni.

    Esta é a cronologia dos nascimentos:

    01 – Nascimento do italiano – ( Giuseppe Nicolini ) 1876
    02 – Filho Brasileiro – ( João Batista Nicolini )
    03 – Neto Brasileiro – ( José Nicolini Neto )
    04 – Bisneta Brasileira ( Minha Sogra, nascida em 1956 ) ( separada e averbada em registro )
    05 – Minha esposa./filhas

    Quando eu fiz os documentos, fiz para a tia de minha esposa, que nasceu em 1966, a minha sogra nasceu em 1956, você vê algum probelma nisto ?

    Vi que vc tem filhos, como é criar os filhos ai na Itália ?

    Sabe, Fábio vou fazer 45 anos este ano, tenho filhas muito novas, e isto me deixa muito preocupado, gostaria de dar a elas uma oportunidade diferente da minha. Aqui no Brasil trabalho na área administrativa, Sou téc. em Segurança do Trabalho, como fonte de segunda renda sou confeiteiro nas horas vagas, caso a minha esposa consiga a cidadania italiana, quero tentar a vida por ai….

    Muito obrigado.


  9. Olá Fabio, ótimo vídeo, gostaria que você falasse mais a respeito de faculdade na Itália, como estão os valores hoje para cidadão italiano, e principalmente se é possível estudar e trabalhar como fazemos no Brasil, pois li em um blog a respeito de uma universidade em Firenze (cidade para qual eu pretendo ir) que existem cursos superiores noturnos para pessoas que trabalham durante o dia.


    1. Olá Isaias tudo bem?

      Aqui no blog tem uma sessão “Estudar na Italia” – lá eu explico e dou várias dicas sobre os estudos aqui, ok? Abraços


  10. Bom dia Fábio. Gostei do vídeo e é muito importante saber de uma pessoa que mora na Europa possa nos dizer das vantagens que muitas vezes nós não sabemos.
    Eu já possuo a cidadania e tenho uma dúvida. A certidão de nascimento e casamento da minha mãe já está no comune, obviamente junto com todas as outras certidões do meu processo, se ela fixa residência na mesma cidade, ela obterá a cidadania ou terá que levar todas as certidões novamente? Sou reconhecido desde 2008.

    Atenciosamente.
    Regis Vanucci


    1. Olá Regis tudo bem?

      Neste caso, como seus documentos foram apresentado sem 2008, não estão mais disponíveis no comune, além de estarem no formato simples, pois naquele ano não existia ainda a obrigatoriedade da apresentação dos documentos em inteiro teor. Por isso no caso da sua mãe, será sim necessário reunir todos os documentos novamente, atualizados. Abraços


      1. Eu estou bem, Fábio, e vc? Desculpa a minha ignorância, mas para onde vão os documentos?


  11. Ótimo video, continue com o ótimo trabalho. Acompanho vc desde 2010 aproximadamente, e estou à caminho da minha cidadania se Deus quiser em 2017.


  12. Fabio,Bom Dia!! Feliz Ano de 2016.
    Grato pelo Video e pelas informações,estou sempre interessado nas informações que vc pode nos passar e alertar.
    Já tenho felizmente a Cidadania e me interessa saber da possibilidade e demais comentários seus sobre abrir uma empresa na Itália,acho que um tema que pode interessar outras pessoas.
    Obrigado!!


    1. Olá Edison tudo bem?

      Feliz 2016 pra você também! Em relação a abertura de empresas, a 2ª edição do Guia Prático da Vida na Italia que será lançado ainda neste primeiro trimestre terá um capítulo inteiro dedicado a isso. Para conhece-lo melhor acesse https://www.minhasaga.org/guia. Abraços


  13. Fábio, tudo bem?
    Minha família inteira sempre morou no Estado de São Paulo e por isso todas as certidões foram emitidas nesse estado.
    Porém faz 05 anos que moro em Curitiba.
    Para legalizar os documentos no consulado só consigo que seja feita essa legalização em SP? Não posso legalizar em Curitiba?
    Obrigado e parabéns pelo trabalho.


    1. Olá Paulo, você deve legalizar os documentos em Curitiba, mesmo que eles sejam de outros estados. Isso porque no Brasil, os consulados trabalham com o conceito de residência do interessado e não da procedência dos documentos. Grande abraço!


      1. Fábio muito obrigado pelo retorno.
        Abraço e feliz 2016 pra você!

Comentários encerrados.