O sobrenome italiano no processo de reconhecimento

É comum que em um determinado momento durante a nossa longa jornada rumo ao sonhado reconhecimento da cidadania italiana, aparecer a seguinte dúvida:

– Eu preciso ter sobrenome italiano para poder ter a cidadania italiana, certo?

Errado.

É uma preocupação legítima, até porque sempre ouvimos que o tal sobrenome italiano é tão, mas tão importante, que na Italia ele vem primeiro do nome!

E que o sobrenome é realmente importante por estas bandas de cá do oceano realmente não é mentira, basta ver o exemplo abaixo:

sobrenome italiano

Veja que na primeira linha está escrito cognome, que é a palavra italiana para sobrenome e somente na linha de baixo pede-se o nome.

Por mais importante que seja, ele não é determinante para o processo de reconhecimento e neste artigo vou te explicar os motivos, começando pelo conceito chave do reconhecimento, que é a tão falada transmissão jure sanguinis.

CIDADANIA POR FILIAÇÃO

sobrenome italiano

Embora o termo jure sanguinis nos faça pensar em “direito por sangue”, o termo técnico correto para a transmissão da cidadania é “cidadania italiana por filiação“.

Ou seja, a cidadania italiana é transmitida automaticamente a um filho desde que um dos seus pais seja cidadão italiano.

A confusão acontece porque no Brasil é muito comum que as mulheres, ao se casar, retirem o sobrenome e passem a utilizar o sobrenome do marido.

Vejamos por exemplo uma linha hipotética, mas muito comum nas linhas de transmissão onde consta uma mulher:

ITALIANO: MARIO ROSSI 
|
FILHO DO ITALIANO: LUIZ ROSSI
|
NETA DO ITALIANO: MARIA ROSSI (Maria se casou com Felipe Aragão)
|
BISNETO DO ITALIANO: FABIO ARAGÃO (que recebeu apenas o sobrenome do pai)

No exemplo acima, Fabio Aragão recebe normalmente a cidadania italiana da sua mãe Maria Rossi, mesmo que no seu nascimento, ele tenha recebido o sobrenome paterno e não aquele materno.

CONCLUSÃO

Como pudemos perceber no exemplo acima, o simples fato de alguém não ter o sobrenome italiano não significa que esta pessoa não tenha direito ao próprio reconhecimento da cidadania italiana.

Se este é o seu caso, fique tranquilo 🙂

E para tirar todas as dúvidas, aproveito também para deixar o vídeo que publiquei recentemente sobre isso lá no nosso canal de vídeos do Youtube, para assisti-lo basta clicar diretamente na imagem abaixo ou então neste link.

Ainda restaram dúvidas sobre este assunto?

Então deixe um comentário abaixo, que eu te oriento melhor, ok?

Um grande abraço e até o próximo artigo!

150 Comentários


  1. Olá Fabio, parabéns pelo seu trabalho….
    Me ajudou em muitas coisas….

    A próxima etapa será para meu filho adotado quando ele era menor (hoje ele tem 25 anos).
    Será que você sabe informar se eu consigo fazer sozinho ou precisarei procurar escritório de advocacia na Italia para isto?

    Responder

  2. Olá;

    Minha dúvida é a seguinte: No caso do pedido de naturalização pelo casamento existe a necessidade de ter o sobrenome do marido? Na minha situação, o marido possui a cidadania italiana e, quando nos casamos, eu mantive o meu sobrenome de solteira. Gostaria de saber se, caso eu peça a naturalização, tenho que ter o sobrenome dele. E, aproveitando essa minha pergunta, também gostaria de saber se costumam negar a naturalização pelo casamento?

    Responder

  3. Olá, meu avô italiano se chamava Luigi Pase no Brasil passou a Luiz Della Pase e o sobrenome chegou a mim como Dela Pace. Para quem não conhece o fato Pase é um sobrenome e Della Pase ou Dela Pace outro.
    Retifiquei o nome e sobrenome de meu avô, pergunto é necessário retificar também o meus sobrenome de Dela Pace para Pase, lembro que nas retificações se comprova que Dela Pace tem sua origem em Pase.
    Espero que minha pergunta tenha ficado clara, e entendo que a cidadania se dá pela comprovação da ligação com um cidadão italiano, e não necessariamente por sobrenome!

    Responder

  4. Boa Tarde Fabio.

    No meu caso meu antepassado italiano chamasse Giocondo Pertusati
    o filho dele Bernardo encontrasse na certidão de nascimento como Bernardo Domingos e na certidão de casamento e óbito está Bernardo Pertusatti já meu avô é Aquelino Pertussatti meu pai Gilmar Pertussatti e o meu Jéssica Pertussatti como devo proceder neste caso?

    Responder

  5. Olá muito obrigada pelo serviço que tem prestado com este site!
    Poderia me responder uma dúvida?
    O meu sobrenome é Bolfarini e o de meu antenato é Bulfarini. A a partir da certidão de casamento dele jâ aparece como Bolfarini (com O). Sendo assim, quais certidões eu preciso retificar? Somente as que aparecem o nome dele? No caso, até a certidão de óbito de meu avô ou todas as certidões, inclusive o meu sobrenome?
    Obrigada!

    Responder

  6. A família de meu avô era italiana, Só que a naturalidade dele tá Poções BA . Se ele a familia dele realmente for italiana, isso quer dizer que eu sou decendente de italiano ?

    Responder

  7. Boa tarde,estou atras das certidões do meu marido,porém tenho duvidas sobre o sobrenome.
    Seu bisavô era o antenato com o registro na Italia como
    ALESSANDRO ZAMPIERI,qdo ele veio para o Brasil e se casou,os cartórios passaram a registra-lo como
    ALEXANDRE ZAMPIERI,então ele teve o filho ANTONIO ZAMPIERI,que no registro de nascimento consta somente ANTONIO sem o sobrenome ZAMPIERI,mais as filiações confere,sendo que o Sr.ANTONIO ZAMPIERI teve um filho chamado,ALEXANDRE ZAMPIERI NETO,que é o pai do meu marido.
    Sr.ALEXANDRE ZAMPIERI NETO teve o ANTONIO ZAMPIERI NETO,que é meu marido,e ele teve o ALEXANDRE ZAMPIERI NETO,
    As 4 duvida que tenho:
    PRIMEIRA:O fato do bisavô ter o registro na Italia como ALESSANDRO ZAMPIERI,e aqui no Brasil,ter mudado nos cartórios por ALEXANDRE ZAMPIERI?
    SEGUNDA:O vô do meu marido ter no registro de nascimento apenas ANTONIO sem o sobrenome ZAMPIERI?
    TERCEIRA:O pai e o filho do meu marido ter o nome de ALEXANDRE ZAMPIERI NETO,ao invés de apenas ALEXANDRE ZAMPIERI? OU ALESSANDRO ZAMPIERI como era do ANTENATO ITALIANO?.
    QUARTA:Meu filho ALEXANDRE ZAMPIERI NETO e minha filha MARIA EDUARDA ZAMPIERI,nasceram no Estados Unidos,eles já tem a cidadania Americana,nós somos brasileiros eles por direito tem a cidadania brasileira,qdo nós pegarmos a cidadania italiana,eles por serem de menor podem obter também a cidadania italiana?

    Responder

  8. Olá Fábio! Excelente site!
    Tenho uma dúvida: no certificado de batismo ( na época, 1855, não existia o registro civil ) , o sobrenome do meu bisavô aparece como Nicoletti mas na certidão de casamento civil Nicoletto. Ambos documentos foram emitidos na Itália. Estou retificando o sobrenome seguindo o registro civil Nicoletto, será que é o correto?
    Obrigada

    Responder

  9. Oi Fábio td bem?
    Minha dúvida é a seguinte,meu tataravô era Italiano e nasceu em mil oitocentos e alguma coisa (ainda estou pesquisando),teve minha bisavó (1928),dai veio minha avó (1945),mãe (1967) e eu (1996) que também sou mulher e não temos o sobrenome dele,acontece que fiquei sabendo que posso pedir a cidadania por via judicial,isso confere?

    Responder

  10. Ola, tudo bem? tenho uma pequena diferença de uma letra no sobrenome do meu bisavo, o dele tem 2 T e o meu 1 T só, isso impossibilita a minha cidadania? Obrigado.
    se fiser esse tipo de coisa meu e-mail é [email protected]

    Responder

  11. Mestre Fábio! Minha família é De Toni, porém o filho do antenato e os demais foram registrados como Detoni (junto). Retifico?

    Responder

  12. Olá Fábio!
    Meu caso é um pouquinho diferente. Tenho o sobrenome italiano, mas que foi “aportuguesado” sofrendo erro de grafia (troca de um “I” para um “O”). Preciso fazer a correção do meu nome? Se não, existe alguma lei escrota que possa usar como argumento, caso alguém resolva encrencar?

    Responder

  13. Olá Fábio. Estou entrando com os processos de retificação dos sobrenomes do meu bisavô e avô, mas meu pai não quer retificar. Ainda tenho direito a cidadania? E como devo proceder?

    Abraço

    Responder

    1. Olá Thiago tudo bem? Infelizmente você não pode retificar apenas parte dos documentos, tente convencer seu pai a corrigir também os documentos dele, ok? Abs

      Responder

      1. ola! Mas ao retificar eu terei que usar o novo sobrenome? meu pai tem 87 anos e nao quer mudar o sobrenome agora,esta e a minha duvida.Eu pretendia retificar somente ate meu avô.

        Responder

  14. Fabio td bem?
    Minha esposa tirou a cidadania e veio com o nome de casada? Está correto, pois me enformaram que ela iria vir com o nome de solteira, pois na Itália nao muda o nome.
    Exemplo; na Italia nao acrescenta o nome do marido…
    Nome certidão de nascimento Aline Trani Amadeu
    Nome de solteira: Aline Amadeu Reis

    Qual nome fica na Italia?

    Responder

  15. Bom dia! Olá Fábio. Quando o filho do italiano não foi registrado com o sobrenome e também não há em seu registro de nascimento o nome do pai italiano, como eu como bisneta consigo comprovar a cidadania da minha avó? Desde já parabéns pelo trabalho e obrigada.

    Responder

  16. Fábio gostaria de saber se todos os documentos precisam ser de inteiro teor? Ou somente a certidão de nascimento! Obrigada desde já!

    Responder

  17. Parabéns pelo canal, ótima ajuda. pergunta; Meu processo está no final, pois já possuo todas as certidões, minha dúvida é sobre o meu sobrenome de registro BRUNHARI, as demais estão todas BRUGNARO, tenho que retificar meu sobrenome no cartório?
    abço.

    Responder

  18. Minha avó é filha de italiano, não tem o sobrenome e meu pai nasceu em 1947. Eu, bisneto de italiano tenho direito à cidadania?

    Responder

  19. A grafia do meu sobrenome é diferente da de meu antepassado, a diferença é que o dele se escreve com LL e o meu com L. preciso mudar meu nome e todos os documentos?

    Responder

  20. Olá Fábio ,

    Tenho sobrenome italiano porém foi adquirido pelo meu padastro, ou seja, não sou filha de sangue. Tenho direito a cidadania Italiana da mesma forma?

    Obrigada!

    Responder

  21. Olá!
    Bom, minha dúvida é a seguinte:
    Meu caso é um pouco diferente. Sou neta de italiano que casou-se com minha vó que é Brasileira. Herdei seu sobrenome que inclusive passou para minha vó que passou para meu pai que passou pra mim. Porém meu avô faleceu no ano de 2015, uma certa vez eu li que eu precisaria da assinatura de meu avô para confirmação de cidadania e também dd seu endereço quando ele morava na Itália, contato e endereço de sua família lá, porém não os conhecemos, até gostaria e tenho esse desejo, mas meu avô saiu de lá antes mesmo do meu pai nascer. Preciso tirar a cidadania italiana ou eu ja adquiri naturalmente por neta?

    Responder

  22. Olá! Preciso de ajuda.. Meu filho vai nascer no Brasil em março/2017 e o sobrenome dele será o nome do Meio do pai + o meu (mãe) por último. O último sobrenome do pai não será usado.
    Somos legalmente casados e casamento registrado na comune. Nem eu nem meu marido mudamos de nome após o casamento. Somente eu tenho cidadania italiana. Meu marido é brasileiro.
    O sobrenome do bebê no passaporte italiano pode ficar igual ao de registro no Brasil? Porque se seguir ao pé da letra (nome+último sobrenome do pai), o nome dele ficará totalmente diferente no Brasil e na Itália! Como proceder nesse caso? Muito obrigada! Karina

    Responder

  23. Olá Fábio. Tenho uma duvida: estou para me casar com meu noivo italiano. Sou obrigada a ter o sobrenome dele e acabar com os meus? Ou posso continuar com os meus sem acrescentar o dele? Pergunto isto, para saber se com ou sem o sobrenome eu terei direito a cidadania. Obrigada. Isabella

    Responder

  24. Meu avô foi adotado e registrado por um italiano tornando-se seu pai, porém ninguém na família nunca procurou saber se alguns de nós tem direito a cidadania italiana.

    Responder

  25. Olá Fabio, eu consegui fazendo buscas de um cópia digital do casamento do meu bisavô, onde consta onde casou e onde nasceu, só um problema ele nasceu em 1869, e as certidões de nascimento passaram a ser feitas após 1871, antes disso eram feitas nas paroquias, mas já tentei várias e não consigo saber como enviar um e-mail para as paroquias de Borgo Virgilio -Mantova- Lombardia -Itália,para saber se existe esse documento por lá, pois não sei se lá é como cá que o Registro de casamento anula o de nascimento, então fica a dúvida. Do meu avô eu consegui na paroquia a certidão de batismo e a certidão de casamento, óbito.Pois minha bisavó veio gravida da Itália de 5 meses do meu avô. Tenho também os documentos e certidão de óbito da minha mãe, pois ela era filha e também não tenho o sobrenome do meu avô. Será que consigo com tão pouco que tenho de documentos?

    Responder

  26. Olá Fabio. Otimo trabalho que prestam auxiliando os descendentes a obter a cidadania almejada.
    Estou em fase final na preparação de documentos para o requerimento da cidadania diretamente na Italia para o meu filho Artur. Estou com duvidas quanto a necessidade ou não de retificar uma das certidões, que é a de casamento de minha mãe. As certidões anteriores já foram corrigidas para o sobrenome do antenato pela irmã de minha mãe que já possue a cidadania. Ocorre que na certidão de casamento de minha mãe consta que pelo seu casamento passará a utilizar o nome cujo sobrenome ficou divergente do antenato. Eu estou em duvida quanto a isto pelo que tenho lido sobre isso, pois essa retificação teria que ser via judicial e implicaria em corrigir todas as posteriores ( dela, minha e de meu filho ). Poderia me ajudar ? Agradeço.

    Responder

  27. Olá Fábio, seu artigo foi muito bom pra mim, a minha dúvida ainda é a seguinte, não tenho o sobrenome do meu bisavô italiano, tenho direito a cidadania, ok, até aqui eu entendi.. mais eu preciso colocar o sobrenome para abrir o processo ou não tem necessidade também? Já estou com quase todos os documentos dos meus ascendentes localizadas no cartório da minha cidade, faltando apenas a Certidão de Nascimento do meu avô, achei melhor aguardar para busca-las no cartório e já legaliza-las lá mesmo a partir do dia 14 de Agosto com a mudança da lei. O que vc acha sobre isso, sobre essa mudança.. aguardo um retorno, obrigada! Meu e-mail pra contato é m
    [email protected]

    Responder

  28. Fábio boa noite. Te acompanho a algum tempo e hoje tive a gigantesca felicidade de receber a certidão de nascimento do meu antenato. Então antes de qualquer coisa obrigado!!!! Li o saga book inteiro hoje novamente, já é a segunda vez que o leio. Minha dúvida é a seguinte, após a naturalização posso usar o sobrenome do antenato ? Ex : Guilherme Rossi no Brasil e Guilherme Zanatto na Itália ?? Ou tem q ser obrigatório o nome inteiro do Brasil mais o sobrenome do antenato? Como é esta questão? Obrigado de novo !!!!

    Responder

  29. Fábio, é obrigatório ter o passaporte brasileiro para conseguir tirar o Italiano?

    Responder

  30. Fabio, genial seu canal e site! Porém sobre filiação: em caso de adoção, sou adotiva e minha avó paterna por parte de adoção é Italiana, minha certidão é certinha com nome dela e do meu pai também. No consulado ou nos processos posso ter algum problema? Pq na legislação brasileira esse fato é indiferente.

    Responder

    1. Olá Thais tudo bem? Se você foi adotada quando era menor, você é equiparada aos filhos legítimos e não há qualquer impedimento, ok? Abraços

      Responder

  31. Olá Fábio, a minha questão é um pouco “pós”. Tenho a minha cidadania desde 2008, está tudo ok. O meu incomôdo é o seguinte, o meu sobrenome que consta no passaporte é o do meu pai, na qual eu não utilizo no dia a dia e nem profissionalmente. E meu sobrenome de fato italiano caiu no “ocultismo”. Ocorre é que pretendo morar na Itália logo mais, e gostaria de viver com o sobrenome do meu bisavô e da qual eu faço uso de fato. É possível fazer a alteração e vc acha que vale a pena o ‘preciosismo’? Abraços e muito obrigado.

    Responder

  32. Chrystina, obrigado pela resposta! Quanta coisa acontece em uma semana não? Enquanto investigava esse caminho (do nome errado) uma prima acabou de conseguir o reconhecimento por um outro antenato (na falta de 1 tenho 8 antenatos), e tem todas as dicas para ir nesse caminho. Obrigado!

    Responder

    1. Que beleza, João Paulo! Fico contente por vc! Sucesso em seu caminho. 🙂

      Responder

  33. Caro Fabio, uma prima de minha mãe conseguiu a cidadania porém ela mudou o próprio sobrenome. Meu nome é grafado diferente do meu ascendente italiano. Eu me chamo Simonaio e meu antenato chamava-se Simonaggio. Você sabe se realmente isso é preciso? Abraços!

    Responder

  34. Boa noite Fábio, vi todos os vídeos que vc me mandou sobre a cidadania italiana, queria saber quais comunes são as mais rápidas ou que geralmente tem menos pedidos de reconhecimento

    Responder

  35. Boa tarde Fabio, fiquei apenas com uma dúvida….E no caso dos filhos do Fabio Aragão usado no seu exemplo, eles teriam direito a cidadania? Grato.

    Responder

    1. Renato, vou tomar a liberdade de responder sua pergunta dirigida ao +Fabio Barbiero, por já ter lido e assistido a todo o material dele e já ter encontrado entre esse material a resposta: se o Fabio Aragão nasceu depois de 1948, tem direito à cidadania. Mas caso ele tenha nascido antes disso, precisará solicitar por meio judicial na Itália. Nesse caso, procure o artigo/vídeo do +Fabio Barbiero que fala sobre CIDADANIA MATERNA.

      Responder

      1. Oi Chrystina, muito obrigado pela resposta.

        Em 22/05/2016 13:55, Disqus escreveu:

        Responder

  36. Oi Kelly, estou com o mesmo problema que o seu e também preciso de ajuda para entender como proceder a partir de agora. Todos os documentos de meu antenato aqui no Brasil constam o nome de José e data de nascimento 1910, mas em sua certidão de nascimento na Itália consta o nome de Guiseffe e data de 1909. Isso invalidará o processo? O que devo fazer?

    Responder

    1. Olá, Juliana! Estou na mesma situação. A minha sorte é que minha prima já entrou com um processo e conseguiu acertar tanto seu nome, quanto sua data de nascimento. Mas para isso, é necessária a certidão do seu antenato e as demais documentações comprovando que ele é o mesmo e pedir, inicialmente, no Cartório de registro Civil, e se não funcionar, vai ser necessário entrar com uma ação no judiciário solicitando esse acerto.

      Responder

    2. Oi Juliana, acredito que é só mandar corrigir, a sua tem pouquíssima diferença, a minha tem de 6 anos de diferença, até eu estou com duvida se é a mesma pessoa mesmo o nome dos pais estando correto, já cheguei a pensar que pode ser um irmão falecido do meu antenato e que meu antenato mesmo nasceu em outra cidade próxima dali mesmo. Só estou esperando reunir todos documentos pra finalizar esse quebra cabeça, só oque sei é que vou ter trabalho e gastar muito com retificação, mas estou mentalmente preparada pra isso já esperava que não seria fácil. Nós vamos conseguir Juliana!. Abraços.

      Responder

  37. Olá Fabio,Bom dia!.
    Gostaria muito de saber se alguém já se deparou com uma diferença de data de nascimento do antenato e nome entre os documento de hospedaria e certidão de nascimento. Vou da meu exemplo; eu até ante ontem achava que o antenato teria nascido no ano de 1891 e seu nome era Nicoló, porém quando eu enviei o pedido de certidão, o oficial me informou que alí tinha um registro de Nicolino e que o ano de nascimento era de 1885, porém o nome dos pais e sobre nomes estão corretos. Fiquei com tanta duvida gente, será que é a mesma pessoa?.
    Por favor se alguém que lê essa mensagem e tiver passado pela mesma situação, divida comigo sua experiencia!!!.
    Obrigada.

    Responder

    1. Simmmm! Ocorre, Kelly, que eles chegavam aqui e “diziam” seus nomes e dados, muitas vezes sem apresentar qualquer documentação. Isso nos dificulta bastante encontrarmos a certidão na Itália. Mas se vc já fez isso, que era a parte mais difícil,então, mãos à obra para acertar esses dados nas demais certidões, O +Fabio Barbiero tem alguns artigos/vídeos explicando como fazer. Dê uma olhada. Boa sorte!

      Responder

      1. Obrigada Christina!!!. Meus documentos tem ficado cada vez mais difíceis rsrs( rindo pra não chorar), achei a certidão de obito com a esperança de confirmar a data de nascimento, mas na certidão de obito não tem nenhum dado declarado, como data de nascimento, nome dos pais, naturalidade, nada nadinha de nada, só o local onde faleceu que era uma fazenda, agora achei a certidão de casamento, esperando chegar pelo correio e torcendo para que tenha algum dado declarado nela.Mas vamos que vamos, eu não sei por onde começar a correção, mas não vou desistir!.Abraços.

        Responder

        1. Kelly, os dados que tinha do meu antenato eram: seu nome José e o suposto ano de 1885, como de nascimento. Ocorre que descobri em sua certidão de casamento (inteiro teor) uma retificação de nome para Giuseppe e ainda não consegui o ano exato do nascimento, mas pela idade informada na certidão, imagino que seja entre 1882 e 1883. Acredito que vc vá precisar entrar com um processo para conseguir uma sentença para corrigir os dados errados nos cartórios. Não se desespere, é só juntar todos os seus documentos e solicitar a correção. Qualquer coisa, entre na a´rea VIP e peça ajuda ao +Fabio Barbiero.

          Responder

          1. Chrystina se você tem o nome Italiano, nome dos pais e sabe onde nasceu seu antenato, acho que você deve tentar mandar um email para a comuni, eu tinha só nome que eu achava está correto, nome dos pais, mandei um email para comuni de Monastir na Sardenha e o oficial me respondeu no mesmo dia, tenta quem sabe vc consegue a certidão de nascimento do seu antenato. Eu só estou esperando juntar todos documentos que vou entrar na area vip pra pedir ajuda ao Fabricio. Outro problema é que tenho varias pistas aqui no Brasil que o meu antenato chegou realmente com 6 anos aqui no Brasil, como uma filha dele que ainda está viva conversei com ela e ela falou que ele falava que veio com 6 anos de idade mesmo, mas a data de nascimento na certidao de nascimento lá da Italia não bate, com a data de lá ele teria chegado com 12 anos, fico pensando se é possivél ter erro na certidão de lá. Desculpa te incomodar com tanta informação, mas é tão bom quando achamos alguem que nos responde rs. As vezes voce já achou todos os documentos já e eu te dando dicas rsrs.


          2. Então, Kelly, como tinha mandado um email ao comune dele com a data errada, quando mandei a retificação e pedi uma nova busca dentro de um intervalo de 2 anos, eles me responderam rapidamente que já tinham procurado e não achado. Mas tive outra pista e estou para receber a resposta logo.
            Quanto ao seu caso, as certidões que vc pegou são de inteiro teor? Bom, complicado assim, só pedindo ajuda ao +Fabio Barbiero mesmo! rsrsrs Boa sorte!


  38. ola, fábio boa tarde !!!
    gostaria de uma informação.Meu marido e eu estamos tirando a cidadania mas não somos casados, iremos tirar pela Italia como faço para eu ter direito !!! Ele pode tirar para ele e nossos filho e depois eu pedir ?
    qual é a melhor opção vc acha ??
    obrigada !!

    Responder

  39. Fábio, tenho uma dúvida. Irei fazer o processo no Brasil, pelo consulado de Curitiba. Só queria saber uma coisa, mesmo fazendo o processo por aqui, as certidões possuem validade? Grato desde já pela atenção.

    Responder

  40. Bom dia Fábio. Tenho uma dúvida: Meu avô é italiano. Minha irmã se casou e alterou o nome de Márcia Arruda Damiano para Márcia Arruda Damiano Campos. Depois de alguns se separaram e ela voltou a usar o nome de solteira por ordem judicial: Márcia Arruda Damiano. A dúvida é quanto aos documentos das filhas. Pois no RG delas consta: Mãe: Márcia Arruda Damiano Campos. Isto pode dar problema no Consulado ou, se resolverem dar entrada no pedido aí na Itália, pode dar problema no Comune? Elas tem que trocar o RG para constar o nome da mãe como solteira? E quanto a certidão de nascimento, tem que averbar a separação dos pais e constar que a mãe voltou a assinar o nome de solteira? O cartório aceitaria averbar estas anotações na certidão de nascimento? Uffffa. Espero não ter complicado muito. Aguardo ansioso sua mais breve resposta. Abraços.

    Responder

  41. Olá Fábio! Tenho uma dúvida, quanto ao tempo de expedição das certidões na hora de entregar a documentação ao consulado, li em algum lugar que as certidões não podem passar de 180 dias de expedição, é verdade? Grato.

    Responder

      1. Fábio muito obrigado, porém vou dar a entrada aqui pelo Brasil, no consulado de Curitiba, a certidão do meu antenato italiano já esta no correio logo deve chegar, foi emitida agora em 24 de março, então devo dar a entrada de todos os documentos até setembro no consulado? Tenho muita dúvida nessa questão, assim que estiver com todas as minhas certidões, tenho que traduzir e ir legalizar no ERESC aqui em Santa Catarina, e dai abrir a solicitação no consulado? Só precisava saber o que fazer primeiro e a ordem que você indicaria. Grande abraço e obrigado pela atenção desde já!

        Responder

  42. Olá Fábio. Fiz o reconhecimento da minha cidadania através do Consulado Italiano em SP em 1994 e mesmo tendo o sobrenome materno (justamente o de origem italiana) na minha certidão de nascimento brasileira, no fim do processo, acabei ficando sem ele quando o passaporte italiano foi emitido. Recentemente vi no site do Consulado de SP que existe um requerimento (Formulário de requerimento de RECUPERAÇÃO de SOBRENOME) que deve ser enviado ao Comune para recuperar o sobrenome que foi suprimido durante o ato de transcrição do nascimento. Você tem conhecimento dessa prática ? Por favor, poderia dar sua opinião e comentar sobre esse procedimento ? Grazie mille !!!

    Responder

    1. Leonardo, se me permite uma sugestão, por que não manda um email ao Comune responsável e consulta sobre esse procedimento diretamente? Lembre-se: você é um cidadão italiano! 😉

      Responder

    2. Olá Leonardo, também gostaria de recuperar o sobrenome da minha mãe. Você conseguiu fazer isso? Obrigada

      Responder

      1. Oi Juliana. Sim, consegui. O procedimento é simples, mas demorou três meses para chegar a confirmação dessa alteração. No site do Consulado Italiano em São Paulo, tem o assunto Ripristino de Cognome (Recuperação de Sobrenome). Você deve baixar um formulário específico para isso, preenchê-lo, anexar o RG (brasileiro mesmo com menos de 10 anos de emissão) e 2º via da sua Certidão de Nascimento (não precisei traduzir para o italiano, nem apostilar, nada disso). E melhor, não paga taxa nenhuma. Esses documentos devem ser enviados (por carta registrada) para o Comune onde você está inscrita na Itália. Se você não souber qual é o Comune, porque fez o reconhecimento através do Consulado aqui no Brasil, basta escrever para eles (Conuilado) que te enviarão o endereço para onde você deve enviar os documentos. Só isso. Abs.

        Responder

        1. Nossa Leonardo! Que bom que conseguiu! Muito obrigada pela sua resposta! Você não sabe o quanto fico feliz em fazer que vou poder ter o sobrenome da minha mãe de volta! E depois que você recebeu a confirmação da alteração, você teve que alterar todos os documentos (passaporte, certidão de casamento…), correto? Muito obrigada novamente! Abraços

          Responder

          1. Oi Juliana. Como o meu passaporte italiano já estava vencido, primeiro dei entrada no processo de alteração e somente depois de receber a confirmação, fiz a renovação do passaporte e veio com o meu sobrenome materno incluído. Boa sorte. Abs


  43. Bom dia, Fábio! Minha avó materna era italiana e já confirmei que tenho direito a cidadania. Minha dúvida é: minha mãe nasceu no Brasil e não tem a cidadania italiana, assim, ela teria que ter a cidadania reconhecida antes de eu dar entrada no processo, seja no Brasil ou na Itália?

    Responder

  44. Bom dia Fabio, tudo bom, parabens pelo teu trabalho e informações, tenho interesse em dar entrada na cidadania italiana, tenho apenas os nomes de minha avo paterna Cecilia Albertina Severgnini, nascimento 25/09/1912, Jose Severgnini pai de cecilia nascimento 04/08/1879, e Agostino Severgnini avo paterno de Cecilia, nascimento 08/06/1854, atualmente moro em Recife, minha avó morava em Porto Alegre, qual documentação preciso para voce fazer o processo? obrigado pela atenção, Luiz Filipe Liska.

    Responder

    1. Olá Liska tudo bem? Entre no menu superior materiais educativos e baixe o manual Sagabook Brasil, lá eu ensino como começar as buscas, ok? Abraços

      Responder

      1. Prezado Fabio, grato pela atenção, estou chegando dia 02/04 em Genova vou alugar carro, tu tem apartamento mobiliado para alugar por temporada na Italia, grato, Liska.

        Responder

      2. Bom dia Fabio, tudo bom? qual o valor que vc cobra para tirar a certidão de batismo de meu antenato na Italia, ele nasceu na região da Lombardia, tenho informações que foi na cidade de Cremona, Nome do Antenato AGOSTINO SEVERGNINI, nascimento 08/06/1854, procurei on line no Brasil não encontrei nenhuma informação, obrigado pela atenção, Filipe Liska. ZAP 81-99999-7171

        Responder

  45. Olá Fábio, no caso das retificações, é necessário retificar o nome/sobrenome dos citados nas certidões que não são da linha, exemplo avós maternos que não seguem a linhagem do antenato e diverge alguma coisa em relação ao sobrenome ou só o nome e sobrenome do antenato e seus descendentes diretos mesmo que precisam da conformidade?
    Outra duvida do mesmo assunto, alguns cartórios nas certidões de nascimento põe só o nome da criança declarada, sem nenhum sobrenome, exemplo “Fábio Barbiero compareceu no neste cartório tendo declarado o nascimento de seu filho “Fabinho”, no dia….”, precisaria retificar para a adição do sobrenome?

    Logo vou entrar na área vip e pedir analise dos meus documentos mas não estou com todos eles em mãos ainda, só falta retirar os últimos no cartório.

    Agradeço pela atenção.
    Junior.

    Responder

    1. Olá Junior

      Impossível responder sem analisar os documentos. Já em relação ao sobrenome, isso é comum até hoje aqui na Italia, pois sabe-se que o filho recebe o sobrenome do pai, logo Fabio Barbiero que declarou o Fabinho = Fabinho Barbiero

      Abraços

      Responder

  46. Bom dia Fabio. Realizei a correção do meu sobrenome e já está tudo legalizado no consulado italiano SP. Agora é ir para Itália. A minha duvida é se preciso retirar outro passaporte com o novo sobrenome. No aeroporto já pesquisei e não terei problemas, a duvida é na entrada da documentação no comune, onde estarei apresentando um documento (passaporte) com um sobrenome e requerendo cidadania com outro sobrenome.

    Responder

    1. Olá Nivaldo, absolutamente sim! Você não pode apresentar uma certidão de nascimento – que será analisada pelo oficial di stato civile para dar a autorização para o pedido de residência – com um nome, e o seu documento de identificação com outro nome. Seu documento de viagem deve estar compatível com as informações da sua certidão de nascimento.

      Abraços

      Responder

    2. Nivaldo qual foi o tempo que vc aguardou para o consulado legalizar os documentos? É preciso deixar lá e voltar depois? Se quiser me responder no email: [email protected]

      Responder

  47. Olá Fabio, te agradeço muito se responder a minha duvida para sanar de vez, todos da minha família disseram que “ouviram” falar que os acedentes do meu avô, e consequentemente os meus, eram da Itália e com isso fui desesperado para internet pesquisar, achei sua Saga no youtube e seu blog que são totalmente completos de informações, obrigado por isso, não sei se vc ja explicou em algum vídeo, mas eu tenho informações até meu bisavô, o nome do meu bisavô é Francisco Anastacio Barros casado com a Genovina Frankli Barros de um dos filhos deles nasceu meu Avô que tem o nome de Francisco Anastacio Filho, Avô meu que é Brasileiro e nasceu em Massapê-CE, todos esses ja estão falecidos, irei pegar uma grana e pedir ao cartório de la que me envie a certidão de nascimento por inteiro teor para ai sim ver se é verdade ou não essa informação de minha Familia, como eu estou muito ancioso pergunto a vc, tem como eu ser descendente de Italiano sendo que nem meu nome Lucas Barros de Araujo e nem o de meu bisavô e avô não é de origem italiana? pesquisei e achei um de origem italiana com sobrenome “Barro” sem “S” no final, e também que antes os nomes eram “aportuguesados” Francesco passava para Francisco, ai lhe pergunto, tenho eu algumas chances de ser e/ou ter o direito de ser um Cidadão italiano?

    Responder

    1. Olá Lucas tudo bem?

      A melhor forma de saber isso é conversando com as pessoas mais velhas da sua própria familia. Outra forma é a seguinte: comece reunindo os documentos de trás para frente, iniciando pela sua própria certidão de nascimento: lá contém informações de duas gerações anteriores – o nome dos seus pais e o nome dos seus avós. Depois solicite a certidão de nascimento do seu pai: lá conterá as informações dos seus nonnos e bisnonnos e assim por diante. Em pouco tempo você conseguirá ter todas as informações que você precisa da sua linha ascendente e conseguirá as informaçoes que mais precisa: o nome do italiano, nome dos pais dele e com sorte você encontrará até a data e o local de nascimento, ok?

      Abraços

      Responder

  48. Oi Fábio! E se o meu sobrenome está escrito errado? O original era Gropelli e eu virei Gruppelli. Preciso corrigir o meu sobrenome aqui no Brasil?

    Responder

  49. Olá Fábio. Fiz o reconhecimento da minha cidadania através do Consulado Italiano em SP em 1994 e mesmo tendo o sobrenome materno (justamente o de origem italiana) na minha certidão de nascimento brasileira, no fim do processo, acabei ficando sem ele quando o passaporte italiano foi emitido. Recentemente vi no site do Consulado de SP que existe um requerimento (Formulário de requerimento de RECUPERAÇÃO de SOBRENOME) que deve ser enviado ao Comune para recuperar o sobrenome que foi suprimido durante o ato de transcrição do nascimento. Você tem conhecimento dessa prática ? Por favor, poderia dar sua opinião e comentar sobre esse procedimento ? Grazie mille !!!

    Responder

    1. Leonardo (vc perguntou 2x, então lá vai de novo…), se me permite uma sugestão, por que não manda um email ao Comune responsável e consulta sobre esse procedimento diretamente? Lembre-se: você é um cidadão italiano! 😉

      Responder

  50. Fábio, como vai? Por favor, agradeço se puder esclarecer a seguinte dúvida: O sobrenome correto do ascendente italiano era Vincenti. No Brasil, por confusão do cartório, passou a usar como sobrenome Primo, que em verdade era seu primeiro nome (Primo Stefano Vincenti). Assim, o sobrenome original italiano sumiu do registro de seus descendentes. Entendo que eu deva retificar todas as certidões em que apareça o nome do italiano, para que nas certidões brasileiras apareça tal como registrado na Itália. Porém, seria necessário retificar tb meu próprio sobrenome, uma vez que não utilizo o Vincenti não em decorrência do exemplo que vc citou, mas por uma incorreção do uso do sobrenome italiano? Basta retificar o nome e sobrenome do italiano nas certidões em que ele aparece, continuando eu a usar como sobrenome Primo, e ainda assim o oficial do Comune me identificaria como bisneto de Vincenti? Agradeço muito se puder tirar esta minha dúvida.

    Responder

    1. Olá Daniel se você corrige um documento incorreto, não pode deixar de corrigir outros – deve seguir com as correções até chegar nos seus próprios documentos, caso contrário não há como um oficial di stato civile aceitar os documentos, parte corrigidos, parte não.

      abraços

      Responder

      1. Obrigado pela atenção, Fábio. Portanto, não basta eu corrigir apenas o nome e sobrenome do ascendente italiano nas certidões em que o nome dele aparece (casamento e óbito dele próprio; nascimento e casamento de meu avô; nascimento de meu pai). Ainda que em minhas certidões não constem do meu bisavô, como consequência da retificação do nome e sobrenome dele, eu tb passaria a usar o sobrenome Vincenti ao invés do atual Primo? Assim, eu teria que providenciar todos meus documentos pessoais com o novo nome (CNH, RG, OAB,CPF, etc)? Desculpe-me, mas para mim ainda está confusa a situação e agradeço se puder ajudar. Muito obrigado!

        Responder

        1. Nossa, Daniel! Que situação! Na verdade, seu sobrenome está errado, como vc mesmo constatou e precisar acertar, sim, os seus registros. Como o +Fabio Barbiero respondeu, ” deve seguir com as correções até chegar nos seus próprios documentos”, Confusão mesmo, hein? Vai nascer de novo! rsrsss boa sorte!

          Responder

  51. Olá Fábio, mesmo não sendo necessário, vou entrar com processo para inclusão do sobrenome materno. Você acha que isso pode atrapalhar o processo? Grata.

    Responder

    1. Sim, pois gerará uma dúvida completamente desnecessária já que o oficial vai querer saber de onde saiu este sobrenome, visto que ele não existia anteriormente no nascimento. A pergunta é: porque querer dificultar algo que por definição já é complicado? Como eu sempre digo: muitos acham que ter sobrenome italiano significa algo, quando na verdade o comportamento do cidadão com o seu país é que deve sobressair em relação à sua nacionalidade.

      Responder

  52. Olá Fabio! Esclarecedor o vídeo, porém gostaria de saber mais sobre sobrenomes que foram registrados equivocadamente (que teoricamente seria necessária a RETIFICAÇÃO). Tenho um amigo que pretende ingressar com o processo, porém o equivoco no sobrenome persiste de 2-3 gerações mais ou menos, ou seja, ele gostaria de não fazer a mudança, eis que já é “tradicional”. (ANDRETTO-ANDRIOTTI). É obrigatória a mudança nestes casos? Como funciona e qual o respaldo legal?

    Aproveito e já te AGRADEÇO muito por toda a ajuda que tem dado através de seu retorno sempre prestativo e em tempo hábil para minhas dúvidas (e acredito que de todos aqui). Sempre indico teu trabalho! abraços!

    Responder

  53. Oi Fábio, por favor me ajude nesta dúvida, meu Antenato tem na certidão de nascimento o nome Theodoro Giovanni Vincenzo Bonatti, e aqui no Brasil ficou Vicente Bonatti. Consigo fazer a cidadania assim?? Muito obrigado.

    Responder

    1. Olá Claudio

      Somente o oficial do comune onde você pretende realizar o seu processo pode te dizer se esta variação é aceita ou não. Abraços

      Responder

  54. Ola, Fabio parabéns pelas suas publicações estão ajudando muito, sobre as certidões que estão na Itália, recentemente fiz conforme você orientou em buscas por certidões ok! Sei o comune, email, e enviei o pedido conforme o passo a passo e me responderam mandando um requerimento, pois bem preenchi o requerimento e enviei conforme me pediram então estou aguardando, existem algo que posso fazer para saber se realmente as informações estão suficientes, porque não me responderam mais, obrigado

    Responder

  55. Oi Fábio! Seus artigos tem me ajudado bastante. Essa era uma dúvida cruel, pq o meu antenato tinha o sobrenome Ricardi e todos que receberam o sobrenome o cartório escrevia Ricardo. Queria saber se dependendo da comume o oficial pode não aceitar as certidões? Obrigado.

    Responder

    1. Olá Mara, infelizmente existem comunes que realmente não aceitam erros no sobrenome – a sugestão é sempre entrar em contato com o oficial do comune onde você pretende dar entrada e perguntar a ele se aceita ou não. Se isso não for possível, na dúvida, corrija todos os erros e variações, ok?

      Abraços

      Responder

  56. Oi Fábio! Ajudou bastante bastante Meu sobrenome e de toda a familia brasileira é Maranho e o meu antepassado italiano era o unico Maragno estava preocupada em ter que mudar todos os nomes da linha… Mas tenho una pergunta. Independente do sobrenome o meu antepassado se chamava giuseppe na italia, e na sua certidao de casamento no brasil Ja foi alterado Para José! E agora o que fazer Para comprovar que ele é ele? UM abraço e muito obrigada,

    Responder

    1. Olá Yvone Giuseppe / José, Giovanni / João, Pietro / Pedro não são considerados erros, apenas o “abrasileiramento” do nome italiano e neste caso não é preciso corrigir, basta que todas as variações do nome do italiano que constam nos documentos brasileiros, estejam contidos na CNN.

      Abraços

      Responder

  57. Olá, Fabio, tudo bem? Eu sou bisneta de italiano e não tenho o sobrenome. A minha avó materna é filha de italiano e o meu pai é neto de italiano, meu pai tem o sobrenome, no caso o primeiro sobrenome italiano, alguns primos têm, mas eu não. Queria muito saber como faço para pedir minha nacionalidade italiana, pois não tenho os documentos necessários? Eles pedem muitos documentos, eu, meu pai e meus irmãos queríamos pedir, pq com essa nacionalidade poderíamos viajar e estudar por diversos lugares da Europa, facilitaria muito a nossa vida.

    Responder

    1. Olá Ana tudo bem?

      Entre na página dos materiais educativos e baixe o manual Sagabook Brasil, lá você vai encontrar todas as respostas que procura, ok? Abraços

      Responder

  58. Olá, Fábio. Em primeiro lugar, obrigado pelas informações tão prestativas. Já li todos seus Sagabooks disponíveis no Materiais Didáticos, mas estou com uma dúvida que apreciaria muito se você pudesse me ajudar. Não sei como lhe contactar, por isso escrevo por aqui.

    Meu avô, filho de meu antenato italiano, ao casar, deixou o sobrenome do pai e ficou com o do padrasto, que havia vindo com ele como capo de famiglia. Eu teria de entrar com uma ação para resgatar esse nome ou, apenas por seu italiano (pelo jures sanguinis), comprovando por meio das certidões, já me basta (pois minha mãe herdou o sobrenome do pai, ou seja, o que era de seu padrasto)?

    Muito obrigado desde já!

    Responder

    1. Olá tudo bem?

      Efetivamente não é necessário ter o sobrenome italiano para obter o reconhecimento, dá uma olhada no nosso canal de vídeos no Youtube, lá tem um vídeo sobre o sobrenome ok? Abraços

      Responder

  59. Fabio,

    Gostaria de saber se depois de obter a cidadania italiana (ja com meus documentos italianos na mão)
    se eu quiser incluir o patronimico materno (sobrenome italiano pois no meu caso vem da minha mãe)
    e a justiça brasileira autorizar, a Italia incluiria meu sobrenome italiano ? (mediante a decisão do Juiz brasileiro).

    grata e aguardo !
    abraço

    Responder

    1. Olá Célia

      Não, como cidadã italiana, você deverá também solicitar a mudança a um juiz italiano.

      Responder

      1. Oi Fabio, ainda sobre esse assunto da inclusão do sobrenome italiano. Adicioná-lo ao meu nome antes de iniciar o processo pode dificultar algo? Seria melhor deixar pra fazer isso depois de ter a cidadania reconhecida?

        Responder

  60. Ola Fabio!

    Sou casada a 1 ano com um italiano, mas não adquiri o seu sobrenome! Como posso acrescentar o sobrenome dele ao meu?

    Obrigada

    Responder

  61. Fábio, se eu me casar com meu namorado italiano, não há alguma forma de adquirir o sobrenome dele?
    Abraços

    Responder

  62. Fábio, minha CNN não saiu na hora, eu tive que responder a outro questionário com perguntas mais detalhadas, mas eu tenho certeza que o meu tataravô não se naturalizou porque outros membros da família já conseguiram a cidadania por ele, você sabe me dizer quanto tempo eles demoram para responder e se eu posso utilizar a CNN que consta na pasta do meu primo.

    Responder

  63. Fábio, eu nasci em 1984, mas meus pais casaram no civil em 1994, sendo que minha mãe só incluiu o sobrenome do meu pai na data do casamento civil. Isso pode atrapalhar o reconhecimento da minha filiação?

    Responder

  64. Olá Fábio, meus Bisavós são Italianos e possuem o Sobrenome PAGOTTO, todos com 2 “TT” Inclusive de meus pais, porém quando fui registrado, foi com apenas 1 “T”, há problemas em obter a dupla cidadania sem precisar alterar meu sobrenome ?

    Responder

    1. Olá Dhiego tudo bem?

      Somente o oficial do comune onde você pretende dar entrada no seu processo pode responder esta dúvida, ok? Via de regra qualquer alteração do sobrenome original deve sim ser corrigido, porém entre em contato com o comune. Abs

      Responder

    2. Dhiego, tudo bom.
      Visualizei sua dúvida e creio que posso lhe ajudar.
      Em casos como o vosso deve ser proposta uma “Ação de Retificação de Registro Civil”, perante a Vara de Registros Públicos, para a devida modificação do sobrenome.

      Responder

  65. Olá, Fábio! Prazer em conhecê-lo e congratulações ao seu empenho e iniciativa!

    Parece que meu caso é delicado. Pode me detalhar a informação se possuo direito à dupla cidadania? Meus bisavós nasceram na Itália, e quando vieram para cá (Brasil) tiveram minha avó como filha donde esta casou-se com brasileiro e tiveram meu pai, nascido em 04 de maio de 1944.

    Fico no aguardo de informações

    desde já

    obrigado

    Responder

  66. Olá Fabio!
    Gostaria de tirar uma dúvida contigo, o meu bisavô veio da Itália e o sobrenome dele era Mozzaquattro (com 2 T), quando ele registrou os filhos aqui no Brasil ele registrou alguns como Mozzaquatro (com 1 T só), e esse sobrenome com um T só foi passado para minha mãe, você acha que é necessário pedir uma correção do nome da minha mãe para ela ter direito a cidadania Italiana?
    Obrigada!
    Camila

    Responder

    1. Olá Camila tudo bem?

      Dá uma olhadinha aqui no blog e procure o vídeo intitulado “perguntas impossíveis”, estou no ipad e não tenho como copiar e colar o link aqui. Lá você vai entender melhor sobre as razões pelas quais não existe uma resposta lógica e definitiva para sua pergunta, ok? Abs

      Responder

  67. Fábio, tudo bom?

    Meu sobrenome é italiano (Cianci) e minha mãe manifestou interesse em tirar a cidadania italiana, mas parece que em algum ponto da família o sobrenome era CIANCIO e não CIANCI como passou a ser do meu bisavô pra baixo, e segundo ela o nome teria que ser “corrigido” para CIANCIO antes de poder tirar o passaporte.

    Pergunto:

    1) É verdade mesmo isso? O nome precisa ser mudado para que a cidadania possa ser obtida?
    2) Eu realmente não quero mudar de nome, porém diz ela que se a mãe muda de nome os filhos têm de, automaticamente, mudar junto, mesmo no meu caso como maior de 21 anos. Isso procede? Pode ser evitado?

    Obrigado desde já, abraços

    Responder

  68. Olá, Fábio tudo bem? Tenho uma dúvida a respeito desse questão. É possível dar entrada no processo de cidadania italiana e pedir para que o nome italiano seja incluído ou é necessário mudar o nome no Brasil? Muito obrigado. Adoro sua página. abraço.

    Responder

    1. Olá Claudio, por aqui tudo jóia!

      Não, durante o processo de cidadania, o oficial não pode acrescentar ou tirar nenhum tipo de nome ou sobrenome, pois deve transcrever o documento com o nome que recebemos ao nascer, pois a cidadania nos foi concedida no momento deste nascimento.

      Aqui na Italia, como no Brasil, qualquer mudança de nome / sobrenome só pode ser feita através de um pedido ao juiz, que determinará se existe fundamento no pedido e então poderá acatar ou não. Mas este procedimento não tem nada a ver o reconhecimento, entendeu? Abs

      Responder

  69. Olá gostaria de saber quais documentos seriam necessários para eu fazer a requisição da minha cidadania

    Responder

    1. Olá Marco tudo bem?

      Aqui mesmo no blog tem inúmeros artigos sobre a documentação a ser apresentada, assim como no Sagabook, baixe-o e leia-o, ok? Abs

      Responder

  70. Olá Fabio, tudo bom?

    Encontrei na certidão de nascimento do uma pequena divergência.
    Segue:
    ‘nasceu uma criança de cor branca, do sexo masculino, a qual se chama: “Juvenal”‘.

    Está somente isso, sem o sobrenome dele.
    O que pode ocorreu com o documento assim?
    Preciso retificar para inserir o sobrenome?

    A certidão de casamento e de óbito estão OK.

    Obrigado,
    Até mais

    Responder

    1. Olá Danilo tudo bem?

      Fique tranquilo pois isso não é considerado erro, pois o sobrenome é o mesmo que aquele do pai. Inclusive aqui na Italia os documentos são assim até hoje 😉

      Responder

  71. Olá Fabio…Quero tirar minha cidadania italiana mais não sei como funciona,Meus tataravós e minha bisaavó nasceu la mais ela veio para o brasil ainda criança e caso aqui onde teve minha vó,queria saber se tenho direito a cidadania italiana mesmo se ela nasceu 01/01/1948 ? …Preciso muito dessa cidadania italiana e se ela nasceu antes existe algo que eu possa fazer para obter essa cidadania o que eu teria que fazer?…Que documentos tenho ter em mãos para tirar minha cidadania e posso tirar essa cidadania no brasil ?

    Responder

    1. Olá Guilherme tudo bem?

      O primeiro passo é baixar o Sagabook para entender melhor como funciona o processo de cidadania, como reunir os documentos, etc. Depois de lê-lo, caso ainda restem dúvidas volte aqui que eu te oriento, ok?

      Abs

      Responder

  72. Olá Fabio,

    Pode me tirar uma duvida?

    Sou decendente de Italiano, porém quando fui registrado meu pai colocou só o sobrenome dele, no caso o sobrenome Italiano é da minha Mãe.

    GOstaria de fazer a inclusão do mesmo, porém não sei por onde comerçar, pode me dar algumas dicas por favor?

    Grato. ^^

    Responder

    1. Olá Jeff tudo bem,

      Não tenho conhecimento sobre alteração de nomes no Brasil, sugiro que procure um advogado, ok? Porém saiba que mesmo mudando seu nome ao longo da vida e incluindo o sobrenome italiano, se quiser reconhecer a cidadania italiana voltará ao nome que recebeu no batismo, ok? Abs

      Responder

  73. Olá Fábio! Adoro os seus vídeos, mas este não respondeu a minha dúvida:
    Meu futuro marido (nos casamos no ano que vem) tem descendência italiana. É necessário que eu acrescente o sobrenome dele quando do casamento, para que eu consiga a naturalização pelo casamento daqui a alguns anos?
    Abs.

    Responder

  74. Olá Fábio,
    Já bebo na sua fonte há tempo.
    Então, já tenho a cidadania reconhecida. A questão é que no processo eu me tornei pai e na dúvida como ficaria essa questão do sobrenome… coloquei o sobrenome do meu antenato italiano no baby…
    Meu nome: Eliel Leonardo Ramos
    Esposa: LiLian Marcela Amorim Ramos
    Baby: Bernardo Amorim Barone
    Agora tenho pensado como harmonizar isso da melhor forma:
    1. deixar como está
    2. acrescentar o Barone (no caso, eu e minha mulher)
    3. tirar o Ramos, já que meu Leonardo é sobrenome e acrescentar o Barone.
    Forte abraço,
    Auguri
    Grazie fratello
    Eliel

    Ps. pela certidao de nasc, dá impressão que esse pai barone é um cara legal… rsrsrsrsrssss

    Responder

    1. Olá Eliel

      Isso é complicado, pois infelizmente o Brasil é uma bagunça, qualquer pessoa pode colocar o sobrenome ou nome que quiser nos filhos e na Italia isso é inconcebível: os filhos tem somente um sobrenome e é aquele paterno – portanto quanto o consulado enviar o documento ao comune, este avisará que pelo fato da criança ser filho de cidadão italiano, de acordo com a legislação daqui o sobrenome deve ser Bernardo Leonardo Ramos (ou apenas um destes, de acordo com a interpretação do oficial).

      Abs

      Responder

      1. Pois é… o Bernardo acabou por ganhar o sobrenome que eu nunca tive (quando do nascimento)… e a cidadania quando tive a minha reconhecida.
        Pelo que entendi sua sugestão é deixar as coisas como estão, certo?
        Muito obrigado!

        Abçs Fábio

        Responder

  75. Oi Fábio! Pode me ajudar? Já tenho a cidadania italiana, e agora vou me casar. Se acrescentar o sobrenome do meu marido (que, aliás, é um sobrenome italiano mas ele não tem a dupla cidadania) que implicações isto terá? Não encontro solução em lugar algum!

    Obrigada pela atenção! 🙂

    Responder

    1. Olá Julia

      Aqui na Italia este tipo de coisa não existe, portanto não terá nenhuma implicação: a única coisa que acontecerá é que você terá nomes diferentes: no passaporte e demais documentos brasileiros um e nos documentos italianos outro (neste caso aquele atual).

      Abs

      Responder

      1. Bom dia, Fábio. Obrigada pela resposta (e pela rapidez! rs) Então, além de comunicar a mudança do meu estado civil ao consulado, eu não tenho que fazer mais nada? Não preciso alterar a documentação lá? obrigada!

        Responder

  76. Ola Fábio !
    Estou organizando minha documentação para cidadania.Consegui oa documentos iniciais do meu antenato, ou seja certidão de nascimento e certidão de casamento dele na italia. A coisa pegou quando fui ao cartorio de Santa Rita do Passa Quatro S.P. e não achei a certidão de nascimento do meu nono que nasceu aqui, sendo que convivi com ele por muito tempo e ele dizia que havia nascido nesta cidade, e o meu pai também afirma que ele nasceu em Santa Rita. Fui também à igreja e não acharam nada. Quando o meu antenato italiano morreu foi sepultado com o nome errado ou seja, de Luigi Giovanni Piovesan para Luiz Piovezanni, e outro ponto discordante é em relação ao sobrenome nosso que original é “Piovesan” com “s” e em alguns casos está com “z”. Como consertar esses erros e achar a certidão de nascimento do meu avo.
    Um abraço !

    Responder

  77. Oi Fábio! Sempre entro aqui mas nunca comento. :p
    Pretendo acrescentar legalmente meu sobrenome italiano, embora saiba que não seja necessário para a cidadania italiana. Então, teria de trocar todos os meus documentos e quaisquer registros com a ação de retificação de registro civil. Este modo seria válido de ter o sobrenome na documentação italiana? Porque eu o colocarei como último sobrenome, e com todos os documentos atualizados… é possível?

    Responder

    1. Olá Willian

      Você pode efetuar as mudanças que quiser no Brasil, mas elas não terão influência para o seu processo, pois o comune sempre deverá levar em consideração o seu nome de batismo – de acordo com a legislação italiana!!!

      Se quiser, poderá depois da conclusão do seu processo de cidadania solicitar a um juiz italiano a alteração ou inclusão deste sobrenome, é mais recomendável fazer isso do que querer mudar tudo no Brasil sem que isso tenha qualquer efeito aqui, ok?

      Abraços

      Responder

  78. Acredito que essa dúvida sempre existiu e vai existir!
    Sempre escuto algo como “tenho descendência italiana mas não tenho o direito a cidadania porque não possuo o sobrenome…”
    Bem legal o vídeo!

    Responder

  79. Oi Fabio!!
    Quando vi o seu vídeo parecia que estavas contando a historia do meu marido. Aconteceu exatamente a mesma coisa com ele. Moramos na província de Treviso ha 3 anos. Meu marido gostaria de acrescentar o sobrenome italiano. Entramos com um pedido no Brasil para acrescentar o “Rigo” em seu sobrenome. Com a nova certidão de casamento em mãos (traduzida e legalizada) fomos na comune para fazer o pedido. O senhor da comune falou que se o sobrenome da mãe do meu marido já constasse na sua primeira certidão seria simples. Ele tiraria o sobrenome brasileiro e deixaria so o italiano. Porem, agora ele pediu para que meu marido refaça o passaporte brasileiro e com o passaporte e certidão alteradas devemos andar na comune de treviso e explicar a historia. Gostaria de saber se você sabe quais são os procedimentos para fazer essa mudança de sobrenome e se realmente è possível. Muito obrigada.

    Responder

    1. Olá Danielle

      Pois é, infelizmente este é um erro que muitas pessoas cometem: querer inserir um sobrenome onde não existe! Nós já nascemos italianos, portanto quando o comune finaliza uma prática de reconhecimento IURE SANGUINIS, deve constar o nome que recebemos ao nascer dos nossos pais – se houve alteração durante a vida (como por exemplo as mulheres que mudaram por causa do casamento) ele retorna ao original, pelos motivos acima citados.

      Se vocês vivem aqui na Italia, seu marido pode solicitar a um juiz italiano para alterar o sobrenome – e será o juiz que determinará se será possível que ele tenha o sobrenome italiano, porém o próprio oficial di stato civile pode ajudá-los com estas informações ok?

      Abs

      Responder

  80. Inacreditável, fui dormir pensando nesse assunto noite passada 🙂
    Muito obrigado mais uma vez Fábio (Y)

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.