Dicas Práticas de Sobrevivência ao Frio na Itália

Este é o segundo artigo da série que criei sobre o inverno na Itália, composto por 4 artigos:

  1. Preparando-se para o frio na Itália;
  2. Dicas Práticas de Sobrevivência (este artigo);
  3. Como não vender o rim para pagar a conta de gás;
  4. Dica de Ouro para pagar o consumo real das suas contas.

DICAS PRÁTICAS DE SOBREVIVÊNCIA AO FRIO NA ITÁLIA

preparando-se para o frio

Quando pensei em escrever sobre o inverno, a primeira coisa que me veio à mente foram os invernos que passei no Brasil.

Sempre associo o inverno brasileiro com festa junina, quermesse, quentão e vinho quente.

Afinal de contas, quando éramos adolescentes, não víamos a hora de chegar os meses de junho e julho por dois motivos: férias escolares e… festas juninas (na minha época ainda não existia “festa julina”).

Já aqui na Itália, as coisas são bem diferentes.

A começar pelo calendário: quando é frio no Brasil, aqui faz calor (julho) e quando é calor no Brasil aqui estamos tremendo de frio (dezembro).

Uma das coisas mais bizarras é chamar as minhas filhas pelo Skype em julho, eu deitado na areia da praia sob um sol de 36 graus, e elas debaixo das cobertas batendo os dentes de frio 🙂

Mas além do calendário, quero compartilhar com você o que muda na vida prática, no dia a dia por aqui.

HORÁRIO DE TRABALHO

Aqui na Itália temos basicamente dois tipos de horário: o horário invernale e o horário estivo.

Dicas Práticas de Sobrevivência ao Frio na Itália

Embora pareça apenas uma divisão entre duas estações do ano, na vida prática existem mudanças mais profundas.

ATRAÇÕES, PARQUES E AFINS

Um dos exemplos é o horário das lojas, atrações, museus, etc, veja a imagem abaixo:

Dicas Práticas de Sobrevivência ao Frio na Itália

Nesta imagem – que é do maior parque de diversões da Itália, o Gardaland – podemos ver a diferença de horário em relação a cada mês do ano.

Na verdade, podemos ver claramente três faixas de horário que de destacam:

1 – A faixa verde – que corresponde aos meses de março, abril, maio e parte de junho – com a abertura das 10:00 às 18:00 horas.

2 – A faixa azul – que acontece no ápice do verão, entre o final de junho, os meses de julho e agosto, e o início de setembro – com o horário estendido que começa às 10 e vai até às 23:00 horas.

3 – E a faixa branca – que corresponde ao fechamento das atrações, com raras exceções, que vai de outubro a meados de março.

Se você observar bem, esta imagem retrata claramente o que estou dizendo em relação à diferença de horário: nos meses mais quentes, podemos encontrar várias atrações abertas até tarde, enquanto que nos meses frios, estas escolhas são muito menores.

TRANSPORTE PÚBLICO

Outro exemplo de mudança nos horários é em relação ao transporte público.

Ele também varia de acordo com as estações do ano e é tão importante saber disso, que reproduzo abaixo a matéria que saiu no jornal Genova24.it, veja:

orario estivo

Nesta matéria, o assunto é o seguinte:

Inicia o horário de verão dos ônibus e trens, mas a empresa responsável pelo transporte público da cidade se esqueceu de mudar as tabelas, gerando caos entre a população.

Viu só como a vida aqui na Itália muda de acordo com a estação do ano?

No caso acima, o cidadão que estava acostumado a pegar o ônibus ou trem todos os dias no mesmo horário, descobriu – da pior maneira possível – que os horários haviam mudado!

Portanto uma dica preciosa é sempre verificar a tabela de horários do transporte público, para não ter confusão.

Ao chegar no ponto de ônibus, procure a placa parecida com esta:

orario-fermata

Nela você vai encontrar os horários, a rota e também perceberá que existem dois horários diferentes: Feriale e Festivo

Feriale = Dias de trabalho, na Itália se considera de segunda a sábado

Festivo = Feriados

Em alguns casos você poderá encontrar na tabela, escrito prefestivo e festivo, isso significa que o horário será o mesmo no feriado e também na véspera do feriado (prefestivo).

Se você observar novamente na tabela acima, perceberá que existem muito mais horários na tabela Feriale do que na tabela Festivo.

EQUIPAMENTOS PARA O FRIO

No primeiro artigo desta série, expliquei como funciona o aquecimento nas casas e a sua estrutura.

Naquele artigo eu basicamente falei sobre um tipo de sistema de aquecimento, que é o riscaldamento a gás.

Hoje, quero introduzir a você alguns outros tipos de aquecimento, considerados alternativos.

Quero fazer isso porque dependendo da região da Itália que você pretende viver, nem sempre encontrará casas com caldaia, termosifoni, etc.

No sul do país, regiões como Calabria, Sicilia e Sardegna são muito pobres, e nem todas as pessoas tem condições financeiras de arcar com os custos do aquecimento à gás.

Conheço várias pessoas da Calabria que vivem na Toscana e que me contaram que sofrem horrores no frio, exatamente pelos motivos acima.

Portanto vejamos algumas alternativas ao custoso aquecimento a gás:

ESTUFA ELÉTRICA

estufa-eletrica

As estufas elétricas são ótimas para pequenos espaços, basta ligar na tomada e ela imediatamente começa a esquentar.

Porém é preciso ter cuidado com a conta de energia elétrica – pois de nada adianta querer economizar gás e perder uma parte do rim com a conta de energia.

ESTUFA A GÁS

estufa-a-gas

A estufa a gás é, de longe, o melhor custo benefício para quem quer se manter aquecido!

Ela funciona com uma bombola de gas (botijão de gás) que fica acomodada atrás dela, sendo possível escolher entre 3 níveis de temperatura.

Nós utilizamos por muitos anos este tipo de estufa, pois existe um truque para ajudar a economizar energia, anote aí:

– Como a estufa a gás é móvel (veja as rodinhas nela), você pode levá-la para o seu quarto e deixe-a ligada durante uma hora antes de você ir dormir, com a porta fechada.

Com isso, quando chegar a hora de se recolher aos seus aposentos, o cômodo estará quente, e você não precisará gastar o gás do aquecimento total da casa 😉

O valor médio de um botijão de 15 litros é de cerca de 40 euros.

Pelas contas que eu fiz, utilizando a estufa por cerca de duas horas todos os dias, ela dura cerca de 30 a 40 dias.

AQUECEDOR DE CAMA (SCALDALETTO)

scaldaletto

Não é feitiçaria – é tecnologia!

O scaldaletto nada mais é do que uma espécie de cobertor que você liga na tomada algumas horas antes de ir dormir e quando chega lá, encontra sua cama quentinha.

Custa a partir de 49 euros o cobertor de casal (matrimoniale) e 29 euros aquele de solteiro (singolo).

PANTOFOLE SCALDAPIEDI USB (PANTUFA AQUECIDA – CABO USB)

pantofole

Com certeza será a nossa próxima aquisição: imagine escrever um artigo com este com os pés aquecidos, conectados diretamente ao notebook?

Já vi que custa a partir de 15 euros no Ebay 🙂

DICA DE OURO: “IL VINO”

vino-sfuso

Escolher as comidas e bebidas adequadas também ajuda a sobreviver no inverno.

Não é mistério pra ninguém que adoramos um bom vinho.

E o adoramos ainda mais quando é inverno!

Um dos hábitos mais italianos que existe no inverno, é passar no fornecedor de vino sfuso e encher as garrafas!

Calma, vou explicar melhor: existe aqui na Itália diversos negócios que vendem o vinho diretamente do produtor, como por exemplo a imagem acima.

Observe que ali contém vários tonéis de alumínio com uma torneirinha neles, percebeu?

Pois bem, basta chegar com a sua garrafa e escolher o tipo de vinho que mais gosta.

Custa pouquíssimo (em torno de 2 euros o litro) e te garanto: é um ótimo amigo para suportar o frio.

Geralmente o italiano chega com suas bottiglie (garrafas) dos mais variados tipos e tamanhos, aproveita para experimentar alguns enquanto espera, e com poucos euros sai feliz da vida!

vendita-diretta-vino

VIN BRULÈ (VINHO QUENTE)

vin-brule

Aqui você também encontra, no inverno, o vinho quente tal qual eu bebia nas quermesses que frequentava nos meus anos de juventude.

Aqui ele é chamado de Vin Brulé e é feito a base de vinho, açúcar, canela e cravo.

Clique aqui para assistir um vídeo de um canal tradicional de receitas aqui na Itália, onde eles ensinam a preparar o famoso vin brulé.

CUIDANDO DO SEU VEÍCULO

veicolo

Antes de começar a falar de veículos, uma consideração importante: aqui na Itália você encontra carros a gasolina e diesel.

Nada de carro movido a etanol.

Porém isso não quer dizer que nossos veículos deixem de sofrer as consequências do frio, principalmente quando o termômetro cai muito.

Por isso te apresento algumas coisas que jamais pensei que pudessem existir quando vivia no Brasil

DEGHIACCIANTE (DESCONGELANTE)

deghiacciante

Comigo nunca aconteceu da água do radiador ou do limpador de vidros congelar.

Mas, na dúvida, sempre tenho um descongelante por perto, pois nunca sabemos quando podemos precisar!

CATENE DA NEVE

catene_da_neve

Basta começar a temporada de neve e a primeira coisa com que devemos nos preocupar é a segurança.

Isso significa ter sempre um par de correntes de neve para o seu carro.

Na imagem acima é possível entender como funciona o sistema: para andar na neve, devemos colocar as correntes nas rodas que dão tração ao veículo – neste caso são as rodas dianteiras.

Outra opção – que é a que eu prefiro – é trocar os pneus de acordo com a temporada.

Por exemplo, veja a diferença entre pneus normais e os pneus de neve:

pneumatici

Aquele da esquerda é o pneu normal, e aquele da direita é projetado especialmente para o inverno.

Aliás, clique aqui para ver um vídeo sensacional da Pirelli mostrando, na prática, a diferença entre guiar com o pneu normal e aquele específico para neve.

ROUPAS E ACESSÓRIOS

le-regole-per-vestirsi-a-cipolla

Há muitos anos atrás, alguém me ensinou a forma correta que devemos nos vestir no frio europeu, conhecida como “camadas”

O que significa vestir-se em camadas?

Significa sobrepor vários tipos de roupas, para se proteger do frio.

Começamos com uma camiseta comum, tipo Hering por baixo.

Por cima da camiseta utiliza-se normalmente um moletom, de preferencia gola alta.

Acima do moletom, utilizamos uma jaqueta impermeável, que também serve para cortar o vento.

Para proteger as pernas, você pode utilizar uma calça térmica, feita de um material especial, que mantém as pernas aquecidas.

Quando eu preciso utilizar as calças térmicas, eu as uso por baixo do meu jeans.

Veja abaixo um exemplo de tudo isso que acabei de explicar:

comevestirsi

Para as meninas:

strati

Para os rapazes:

strati2

Importante: caso você não tenha roupas apropriadas para o inverno europeu, não gaste dinheiro no Brasil, deixe para comprar aqui.

O primeiro motivo é porque as coisas aqui são muito mais baratas do que no Brasil.

Segundo porque as blusas aqui são infinitamente melhores do que as produzidas no Brasil, pois são adequadas ao frio daqui.

 

NA HORA DE DORMIR

dormire-inverno

Uma dica bastante econômica para manter-se aquecido no inverno durante à noite, é fazer algumas combinações na hora de dormir.

Geralmente no Brasil por causa do clima tropical temos poucas “roupas” para nossa cama.

Basicamente consiste no lençol, colcha, cobertor / manta e uma ou outra coisa, certo?

Já aqui na Itália existem muitas opções.

Depois de um verdadeiro estudo, eu e a Luciana descobrimos o que era ideal (pelo menos pra gente, claro)

Em nossa cama, temos um lençol normal e por cima dele utilizamos uma espécie de manta que aqui chama-se “plaid” – custa muito pouco, geralmente entre 10 e 20 euros:

plaid

Para nos cobrir utilizamos um piumone.

 

 

O piumone é um cobertor recheado de pena de ganso, que nos deixa aquecido – e muito bem aquecido durante à noite:

piumone

Só lembrando que este tipo de material é para períodos de muito frio.

Se você se cobrir com um piumone em períodos normais, provavelmente derreterá 🙂

Na primavera e outono, ao invés de um piumone, nós utilizamos a sua versão mais branda, que é a trapunta:

trapunta

CONCLUSÃO E ÚLTIMAS DICAIS ÚTEIS

Para terminar este artigo, quero compartilhar contigo algumas coisas que aprendi nestes anos sobre o inverno e que valem bastante a pena observar:

Em dezembro, janeiro e fevereiro, quanto mais limpo e azul o céu está, mais frio também. Você acorda todo serelepe ao ver aquele céu lindo, abre a janela e começar a congelar imediatamente;

Mantenha todas as janelas e portas fechadas, principalmente durante à noite.

Isso ajuda a manter o calor dentro dos cômodos e consequentemente te ajuda a economizar com o aquecimento.

Se utilizar algum tipo de aquecimento, ligue-o apenas à noite e por poucas horas;

Sempre ao tomar banho, deixe o ar condensado sair do banheiro. Assim você previne o surgimento de muffa (mofo);

Se estiver na rua e sentir muito frio, faça como os europeus: entre num café e peça um cappuccino ou uma cioccolata calda (chocolate quente);

Jamais ligue o forno e a máquina de lavar ao mesmo tempo.

Se fizer isso, a energia da sua casa vai cair e você vai ter que sair no frio para religá-la.

Ou então vai ter que tatear no escuro até encontrar o disjuntor;

É aconselhável lavar e secar as roupas em locais self-service. Custa pouco e as roupas realmente ficam secas e cheirosas;

Jamais coloque roupas úmidas ou molhadas para secar diretamente no termosifone.

Pois ao fazer isso, você diminui a temperatura do ambiente, fazendo com que a caldaia necessite de mais gás para aquecer tudo.

E você acaba fazendo uma espécie de economia burra: tenta economizar alguns parcos euros para não levar a roupa para secar nos locais self-service, mas acaba gastando mais na conta de gás.

Muito bem, chegamos ao final do segundo artigo sobre o inverno na Itália.

Um grande abraço e até o próximo artigo!