Como Evitar Problemas com a Residência na Itália

Se você leu o artigo anterior (clique aqui para lê-lo) pôde perceber que as coisas não estão nada fáceis aqui na Itália neste ano de 2017.

Vários pseudo-assessores sendo presos, centenas (ou milhares) de cidadanias sendo suspensas.

E um bocado de gente perdendo os cabelos, com medo do seu processo estar no meio deste monte de problemas.

Veja algumas das notícias que andam pipocando a todo momento:

Tem mais:

COMO EVITAR TER PROBLEMAS COM A RESIDÊNCIA NA ITÁLIA

Já que te ensinei a evitar que seu processo caia nas mãos de um picareta no último artigo, agora quero te dar um toque sobre a residência.

Muita gente não tem ideia da importância dela no processo de reconhecimento na Itália.

E nada melhor do que outro vídeo para explicar o que eu penso sobre isso, não é mesmo?

Porém antes de assistir o vídeo, deixo aqui um dos conceitos chaves dele para que você possa refletir:

Você só pode dar entrada no seu processo no local onde você é residente.

  • Se é residente no Brasil > Deve solicitar o reconhecimento da cidadania no consulado italiano.
  • Se é residente na Itália > Deve solicitar o reconhecimento ao prefeito do comune italiano.

Porém, não caia na besteira de achar que as promessas do tipo “fique 5 dias na Itália e saia daqui cidadão italiano” são verdadeiras.

E tampouco caia na besteira em acreditar que ficar o tempo necessário na Itália para a conclusão do seu processo é algo absurdo.

Deixo aqui um pensamento que compartilhei com o pessoal que compareceu no 2º Workshop da Cidadania Italiana em SP, que aconteceu em maio de 2017:

“É você que deve se adequar à legislação italiana, e não a legislação italiana que deve se adequar aos seus interesses pessoais”

#ficaadica

Aumente o volume do seu computador (ou smartphone) e clique na imagem abaixo para assistir o vídeo.

Residência na Itália