10 anos do Aniversário da Minha Cidadania Italiana

Pois é, no dia 24 de dezembro de 2017 completou-se 10 anos do aniversário da minha cidadania italiana.

E como já tinha acontecido nos últimos anos, eu simplesmente esqueci da data!

Hoje me peguei pensando, e acho que todos os problemas que eu passei, tudo que eu tive que enfrentar durante o meu próprio processo, me assombrou durante alguns anos.

Foram tantos problemas, tanta gente torcendo contra – e milhares torcendo a favor, tenho que admitir – que talvez não me lembrar da data do meu reconhecimento, é um bom sinal.

– Ah Fábio pó pará! Como esquecer da data do SEU RECONHECIMENTO pode ser um bom sinal?

É um bom sinal, porque hoje eu não associo mais a Minha Saga com o sofrimento daqueles 6 meses que eu passei para realizar o meu processo.

A grande maioria dos leitores atuais do blog não tem ideia do que foi chegar na Itália no dia 13 de junho de 2007 e passar por tantos obstáculos para chegar ao dia 24 de dezembro, e conseguir receber a minha carta d’identità italiana por volta do meio-dia.

E mais engraçado é que este artigo, completamente sem pé nem cabeça, escrito do nada, é um pouco reflexo daqueles tempos…

Pois o blog era o meu refúgio.

Foi aqui que eu me escondia dos problemas, era aqui que eu tinha os meus amigos e companheiros, que através dos comentários me davam força para continuar.

E cá estou – amanhã vou publicar um artigo: “O melhor de 2016” compartilhando um monte de coisa bacana que aconteceu comigo neste ano.

O MUNDO É REALMENTE REDONDO

Engraçado ver com o mundo dá voltas:

Num dia você não sabe se vai ter dinheiro para pagar o próximo aluguel; no outro você está hospedando amigos e familiares na sua casa, que vem ao exterior te visitar…

Falando em coisa bacana, já que muitos de vocês que estão aqui não tem ideia do que era o blog Minha Saga em 2006, 2007, 2008 e assim por diante, quero compartilhar algumas imagens do post que escrevi no dia da minha assinatura.

Vejam só e prestem atenção como era o layout do blog naquela época:

 

Até meados de 2010, o blog era hospedado no Blogger – e talvez muitos também não saibam, mas antigamente, blog era sinônimo de diário de adolescente.

Por isso não existia nenhum blog sobre cidadania italiana, o gordinho aqui foi o primeiro a se aventurar nisso.

E hoje é legal ver tantos blogs e sites sobre cidadania, tanta gente compartilhando o Sagabook, tantos outros criando canais no Youtube também.

O TIO DA CIDADANIA ITALIANA

Putz, acabei de me dar conta que sou o Rafinha Bastos da cidadania italiana.

Aliás, o único lugar onde se falava sobre cidadania italiana, era no finado Orkut, através de um punhado de comunidades.

Mal existia o Google senhoras e senhores, sou da época do Cadê (ok, melhor parar por aqui e ir dormir…)

Bom, antes de terminar este artigo, quero também deixar aqui registrado alguns comentários originais, deixados pra mim nos dias seguintes da publicação do meu reconhecimento:

Pois é, final de ano é isso: você começa a refletir sobre a vida.

Começa a lembrar do que passou e quando menos espera, tá revivendo um bocado de coisas – e que felizmente no meu caso – uma história com final feliz.

Quer dizer final não, pois mesmo sendo o tiozão da cidadania italiana, ainda tenho muito que ensinar, e aprender!

Um grande abraço a todos e nos falamos amanhã, no último artigo de 2017!