Aula 13 – Preparando o Terreno

MATERIAIS DIDÁTICOS

Para acompanhar o seu Curso de Cidadania Italiana 2017, baixe o mapa mental e também o Sagabook 2017 – o primeiro pode ser baixa-lo clicando no próprio link e para baixar o Sagabook basta inserir o seu email abaixo, que ele será enviado para o seu email – depois da sua confirmação de interesse!

Mapa Mental do Curso*

* A utilização de mapas mentais ajuda a organizar as ideias e também o aprendizado.

Para utilizar o seu mapa mental, você deve criar uma conta gratuita no site Mindmeister clicando aqui.

Slides desta Aula

Clique aqui para baixar os slides desta aula

Sagabook 2017

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente o seu exemplar do manual Sagabook 2017!

AULAS ANTERIORES

DÚVIDAS SOBRE ESTA AULA?

Caso tenha dúvidas sobre o conteúdo deste aula, deixe abaixo no campo de comentários

23 Comentários


  1. Oi Fabio!
    Estou indo para Europa em 01/12/2017 e irei para Italia para dar inicio ao meu processo de reconhecimento 13/01/2018. Meu passaporte vence em 25/07/2018. Para entrar no país acredito que não terei problemas, já que estarei (ainda que bem em cima) dentro do prazo dos 6 meses para a data de vencimento, mas minha duvida é se ao longo do processo isso pode me acarretar algum problema.
    Como eu tenho menos de um mês para partir, acredito que não conseguirei emitir novo passaporte. Além de que as passagens aereas já estão compradas com o passaporte atual.

    Obrigada por toda ajuda.

    Responder

  2. Olá Fábio, nos próximos dias estarei indo ate o ministério da saúde aqui em Brasília para fazer o CDAN, porem li um atigo que me deixou com duvida. O artigo fala: “A única obrigatoriedade da Europa é que o seguro tenha uma cobertura mínima de 30 mil euros em assistência médica.”
    Fábio, eu fazendo o CDAN estarei livre de complicações no aeroporto com relação ao seguro viagem? Esse lance de 30 mil € que fiquei na dúvida, pq nos sites que explicam sobre o CDAN não mencionam nada sobre esse valor de cobertura.
    Obrigado pelo ótimo trabalho.

    Responder

  3. Olá Fábio.
    Se só é permitida a estadia de 90 dias,a permissão de residência me autoriza a ficar por mais tempo, caso o processo de cidadania demore mais do que isso ?? Obrigada.

    Responder

    1. @margaretestopatodafonseca:disqus – você precisa do Permesso de Soggiorno. Tenho certeza que o @fabiobarbiero:disqus tratou disso em alguma outra aula.

      Responder

  4. Ola Fabio! Excelente trabalho esta de parabéns!
    Fabio, minha duvida é o seguinte, eu preciso ter qualquer segura BRASILEIRO não ITALIANO, digamos que sege até um seguro saúde de uma Conta Corrente em um banco? Ja conta? Obrigado.

    Responder

    1. @paulodorigo:disqus – isso o @fabiobarbiero:disqus deixa claro que sim, serve qualquer seguro saúde, mesmo privado, desde que cubra o Espaço Schengen (mais ou menos a UE).

      Responder

  5. Ola Fabio, boa noite.

    Primeiro quero parabenizá-lo pelo excelente trabalho!

    Minha situação: moro na Alemanha desde 2014 (como estudante – visto até setembro de 2017), e pretendo me mudar para a Itália (em Abril) afim de pedir o reconhecimento da cidadania. Como devo proceder com relação a:

    1. Carimbo de entrada e seguro saúde?
    2. Posso mostrar meu visto de estudante Alemão?
    3. Devo mostrar o meu último carimbo de entrada na Europa (independente da data)?
    4. E por fim, posso apresentar o cartão do meu seguro saúde aqui da Alemanha (que cobre toda a UE)?

    Muito grato pela atenção.

    Um abraço.

    Luiz.

    Responder

    1. @luizzanao:disqus – minhas recomendações:
      1. Como você já está em Espaço Schengen, precisará indicar às autoridades italianas que chegou no solo italiano. Assim que chegar à Itália, ao comune de sua preferência para a solicitação de cidadania, vá à Questura (Delegacia de Polícia) e solicite a Dicchiarazone di Presenza – na página 52 ou 53 do SagaBook você encontra. Creio que o @fabiobarbiero:disqus abordará numa aula mais para a frente.
      2. Não sei te dizer.
      3. Pode até mostrar, mas para o processo de reconhecimento, precisará da Dicchiarazone do item 1.
      4. Creio que sim, se cobre toda a UE.

      Responder

  6. Olá Fábio. Revendo todas minhas anotações, levantei mais uma dúvida sobre os itens que você listou para a FINALIDADE DE ESTADIA PREVISTA, em seu artigo “regras para não ser barrado…”.
    Ter o seguro de saúde e a passagem de retorno, ok.
    Mas e sobre ter uma reserva hoteleira ou declaração de hospedagem (quando gratuita)??? E no caso de estar alugando um imóvel??? O que apresentar???? Alguma declaração do proprietário ou imobiliária????

    Responder

    1. Olá André se você está alugando um imóvel pode mostrar os documentos ou até mesmo a troca de emails com a imobiliária – neste caso o oficial de imigração se convencerá que você realmente está vindo para o processo

      Responder

  7. Oi Fábio, com relação ao CDAM, como funciona para aposentados? E também sobre os meios financeiros, e se a pessoa não tem limite para os 2700 euros? Pq estava fazendo as contas e é um limite de mais ou menos 10 mil reais.

    Responder

    1. @thaisandreiaadesouza:disqus – Sobre a comprovação de meios financeiros: se você não tiver essa quantia em limite do cartão, pode levar em meios complementares. Exemplo: tens lá um limite de R$ 6.600 = € 1.970; leve também então um Visa Travel Money com mais € 500 e € 230 em espécie (notas). Lembre-se de levar, por precaução, extratos recentes do CC e do VTM (do dia da viagem ou do dia anterior).

      Responder

  8. Olá, Fábio. Tenho, aqui, uma dúvida.
    Antes de sair do Brasil, é necessário fazer alguma “visita” ao consulado italiano como é feito quando vamos aos Estados Unidos?
    Desde já, obrigada pela atenção!

    Responder

    1. Olá Ana agora não mais, até agosto de 2016 isso era feito – eu explico isso na página 39 do Sagabook 2017 e também na aula sobre o apostilamento, ok?

      Responder

  9. Fabio, se os documentos foram retificados e o sobrenome mudou é preciso fazer um passaporte brasileiro novo? Se não fizer, terá algum problema com o comune?

    Responder

    1. Sim, se você não fizer, o comune não vai aceitar a sua prática, pois você fará a residência com um nome e ao entregar as certidões para a prática, constará outro.

      Responder

  10. Sobre a imigração: se for perguntado sobre os motivos da viagem se deve falar do reconhecimento da cidadania ou turismo? (é sempre divididas as opiniões que li sobre) E li também que muitas vezes é cobrado a reserva de hotel, como é de praxe em diversas imigrações, nesse caso que precisamos de uma residência para o processo é necessário reserva de hotel para comprovação na imigração? Se sim, uma reserva de 90 dias? Desde já agradeço!

    Responder

    1. Você SEMPRE deve falar a verdade a um oficial de imigração: deve falar que está vindo obter o reconhecimento da sua cidadania italiana – não existe nenhum tipo de dúvidas em relação a isso, ok?

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.