Aula 17 – Dica Especial Para Pedir o Codice Fiscale

MATERIAIS DIDÁTICOS – CODICE FISCALE

Para acompanhar o seu Curso de Cidadania Italiana 2017, baixe o mapa mental e também o Sagabook 2017 – o primeiro pode ser baixa-lo clicando no próprio link e para baixar o Sagabook basta inserir o seu email abaixo, que ele será enviado para o seu email – depois da sua confirmação de interesse!

Mapa Mental do Curso*

* A utilização de mapas mentais ajuda a organizar as ideias e também o aprendizado.

Para utilizar o seu mapa mental, você deve criar uma conta gratuita no site Mindmeister clicando aqui.

Links Úteis

Clique aqui para ler o artigo sobre o codice fiscale

Sagabook 2017

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente o seu exemplar do manual Sagabook 2017!

AULAS ANTERIORES

DÚVIDAS SOBRE ESTA AULA?

Caso tenha dúvidas sobre o conteúdo deste aula, deixe abaixo no campo de comentários

19 Comentários


  1. Oi Fabio,
    O formulário do Codice Fiscale não abre. Teria como atualizá-lo, por favor!?

    Responder

  2. Oi Fabio,
    O formulário do Codice Fiscale não está abrindo. Teria como atualizá-lo, por favor!?

    Responder

  3. Fabio, não estou conseguindo o formulario do codigo fiscale… o que eu faço?
    Obrigada

    Responder

  4. Olá Fábio, tentei entrar no link para ver o artigo mas diz que a página não existe.

    Responder

  5. Olá Fábio, e quem já sai do Brasil com o códice fiscale emitido pelo consulado(SP), este documento é válido, certo?

    Responder

  6. Ei Fábio, tudo bem? Você poderia atualizar o link sobre o codice fiscale? Muito obrigada!

    Responder

  7. Se eu recebi acessória para fazer a cidadania, e não recebi esse documento, hoje sendo cidadão italiano posso fazer a pesquisa desse código fiscale em algum site? Pois sabemos que o cpf é possível encontrar o número no site da receita com o nome completo e data de nascimento.

    Obrigado

    Responder

  8. Fabio, não estou conseguindo abrir o link do formulário para o codice fiscale que você disponibilizou no Sagabook!

    Responder

  9. Oi, Fábio! Tudo bem? Gostaria de compartilhar o que aconteceu comigo essa semana. Estivemos na Agenzia dell’entrate, eu e uma amiga, devidamente munidas dos documentos e formulário preenchido (com residencia no exterior) solicitando o CF. O atendente pediu o passaporte e disse que aquele visto de entrada em Roma não valia para emitir o CF e pediu o permesso di soggiorno. Expliquei que eu já havia feito 2 CF no ano passado dos familiares desta minha amiga, naquele mesmo lugar, e ninguém nos pediu nada além do passaporte, que tinha o mesmo visto de entrada dela. Ele disse que a funcionária cometeu um erro, que não deveria ter aceito. Me disse que deveria haver o VISA, emitido pelo consulado no Brasil ou o permesso. Expliquei que era para fazer o reconhecimento da cidadania, que os brasileiros que ficam menos de 3 meses não precisam de visto e tudo o mais. Ele, muito educado e prestativo (coisa rara, você sabe), chamou seu superior, que ligou para Gênova e Roma para informar-se, na nossa frente. Depois de ouvir as instruções, imprimiu uma foglia onde está escrito que para estrangeiros residentes no exterior deve-se possuir, ou o visto emitido pelo consulado, ou o permesso di soggiorno. Nossa sorte foi que o oficial daqui não nos pediu o CF e aceitou os documentos. Um grande abraço!

    Responder

    1. Fábio, tudo jóia? Vou para a Itália fazer o meu processo e, vendo seus vídeos, fiquei pensando e estou com receio de que aconteça o mesmo que aconteceu com a Alexsandra, tanto que vim nos comentários procurar saber se alguém aqui já passou por isso antes. Porque se agora a orientação é de que “para estrangeiros residentes no exterior deve-se possuir, ou o visto emitido pelo consulado, ou o permesso di soggiorno”, não seria melhor ir na questura, tirar o bendito do permesso di soggiorno e já garantir?

      Responder

  10. Olá Fábio! Fiquei com uma dúvida com relação à parte da “residenza estera”.

    Vou meio do ano pra Itália terminar o processo de cidadania junto com a minha mãe.
    Durante o ano estudo no Paraná, e os documentos que por acaso comprovariam isso são contas de telefonia, cartão de débito, crédito e carteira de motorista.
    Por outro lado, sou de SP e nas férias fico na casa dos meus pais, e os documentos que poderiam comprovar que sou paulista são minha certidão de nascimento, título de eleitor e RG.

    Meu interesse é fazer as etapas de emissão de certidões, tradução e apostilamento todas por São Paulo, e chegando na Itália, apresentar o Codice Fiscale preenchido usando a residência estera dos meus pais, de SP também.

    Neste caso, saberia dizer se é OK também? Teria alguma orientação?
    Muito obrigado mais uma vez!! 🙂

    Responder

  11. Olá Fabio, aonde posso encontrar o link/doc para as circulares que nos garante o direito de estar na Itália para fazer o processo de cidadania sem o Permesso di soggiorno? Obrigado!

    Responder

      1. Olá Fabio, nos vídeos não encontrei em qual parte você cita a ‘circolare’ pesquei no google encontrei a circolare 32. Seria esta?

        Obrigada!

        Responder

  12. Olá Fabio, já morei na Italia quase um ano (abril de 2009 a marco de 2010) legalmente. Fui com visto de trabalho e por uma decisão “burra” da qual me arrependo amargamente, voltei ao Brasil. Já tive Permesso di Soggiorno per lavoro e esse tal “Codice Fiscale”. Quero saber se aquele mesmo Codice Fiscale (alfanumérico) servirá para quando vá novamente (em breve) para solicitar o reconhecimento da Cidadania “Iure Sanguinis”?
    Desde já, agradeço e aguardo uma resposta…
    Geremias

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.