Aula 26 – Passaporte Italiano

MATERIAIS DIDÁTICOS

Para acompanhar o seu Curso de Cidadania Italiana 2017, baixe o mapa mental e também o Sagabook 2017 – o primeiro pode ser baixa-lo clicando no próprio link e para baixar o Sagabook basta inserir o seu email abaixo, que ele será enviado para o seu email – depois da sua confirmação de interesse!

Mapa Mental do Curso*

* A utilização de mapas mentais ajuda a organizar as ideias e também o aprendizado.

Para utilizar o seu mapa mental, você deve criar uma conta gratuita no site Mindmeister clicando aqui.

Links Úteis

Sagabook 2017

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente o seu exemplar do manual Sagabook 2017!

AULAS ANTERIORES

DÚVIDAS SOBRE ESTA AULA?

Caso tenha dúvidas sobre o conteúdo deste aula, deixe abaixo no campo de comentários

35 Comentários


  1. olá Fabio, parabens pela aula, muito boa, estou com dúvida na hora de acessar o Links para artigo com detalhes completos da solicitação do passaporte italiano, não está abrindo, tem outro caminho para ter acesso? obrigado

    Responder

  2. Boa tarde Fabio,

    Fabio gostaria de saber se e obrigatório realizar o agendamento online, ou se eu posso apenas ir e serei atendido normalmente ?

    Parabéns pelo trabalho.

    Responder

  3. Oi Fábio, tudo bem?
    Dúvida: estou com minhas certidão transcrita para o italiano em mãos. Não fiz a carteira de identidade nem o passaporte na Itália. Como posso solicitar o passaporte estando em outro país somente com a certidão original? Isso é possível?
    Obrigada

    Responder

  4. Olá,

    Estou na Itália, no meio do processo de cidadania italiana com uma assessoria. Porém, esta assessoria não me permite ficar hospedado na residência que aluguei deles após a entrega dos documentos de identidade e certidão de nascimento (a menos que eu pague um adicional de 50 EUROS por dia). O problema é que preciso fazer o passaporte italiano o quanto antes e, pelo que andei lendo, o jeito mais rápido seria fazer aqui pela Itália mesmo. Como pedem um comprovante de endereço(?), estou meio sem saber o que fazer.
    Sobre esta questão de fazer o passaporte, eu posso ir pra qualquer outro canto da Itália fazer o passaporte? Pergunto isto, pois tenho uns amigos no norte da Itália e me pergunto se poderia ficar de hospede na casa deles para conseguir fazer o passaporte.

    Além desta dúvida, vocês tem alguma oferta de serviço apenas neste caso de passaporte?

    Grato

    Responder

  5. Fábio e demais participantes desta discussão, boa tarde.

    Vamos supor as seguintes situações:

    1) Uma pessoa brasileira vai até a Itália, com toda a documentação, e, seguindo todas as suas excelentes recomendações, consegue finalizar seu processo de reconhecimento da cidadania italiana, chegando até o ponto de retirar o passaporte italiano dela.

    Pergunta: Neste momento, esta pessoa já pode ser considerada como o “Antenato” italiano de seus descendentes para efeito de futuros reconhecimentos de seus filhos?

    2) A pessoa acima possui filhos maiores de 18 anos.

    Pergunta: Os documentos necessários para o reconhecimento da cidadania italiana de seus filhos maiores, se iniciam com o Estratto per Riassunto di Atto di Nascita da pessoa acima, uma vez que esta pessoa já é italiana reconhecida?

    Por gentileza Fábio e demais participantes, me respondam estas perguntas assim que puderem.

    Grato pela colaboração.

    Ulysses Bordini Júnior

    Responder

    1. Olá Ulysses tudo bem?

      Depende: já vi comunes exigirem os documentos desde o antenato italiano, como já vi comunes que aceitam a “complementação” dos documentos.

      Para evitar qualquer tipo de problema, como é impossível saber qual o comune onde o leitor vai realizar o processo, eu sempre oriento que seja apresentada toda a documentação, a partir do antenato italiano (aquele que emigrou ao Brasil).

      Por outro lado, quando o requerente já sabe o comune onde ele pretende realizar o processo, basta entrar em contato diretamente com o oficial di stato civile e perguntar diretamente a ele, entendeu?

      Forte abraço

      Responder

      1. Olá Fábio, como vai? Espero que estejas bem.

        Fábio, gostaria de ir um pouco mais a fundo neste assunto, sem ser inconveniente é claro. Assim você estabelece os limites até onde posso chegar, ok?

        Perguntas:

        1) Do ponto de vista das leis Italianas, existe alguma diferença entre um italiano nascido na Itália e outro nascido em outro país, que foi reconhecido italiano por meio da cidadania “Iuri Sanguinis”, uma vez que os dois possuem um Estratto per Riassunto di Atto di Nascita e a Carta d’Identità?

        2) É lógico de se pensar que, para um italiano nascido na Itália, ele leva a sua carteira de identidade ou a sua certidão de nascimento para registrar um filho que acabou de nascer no “comuni” onde mora e está feito o registro da criança que também nasce italiana. Isto se faz em qualquer comuni dentro da Itália, ou seja, é um procedimento nacional italiano, correto?

        3) Más, e para um brasileiro que teve sua cidadania reconhecida, tendo também os mesmos documentos (carteira de identidade e certidão de nascimento) italianos; porque seus descendentes têm que depender de uma decisão do “comuni” para saberem se podem, o não, usar estes documentos como base para iniciarem o seu processo de reconhecimento de cidadania italiana? Há uma normativa nacional italiana que estabelece este procedimento? O “antenato italiano” é sempre o que emigrou da Itália? O brasileiro reconhecido italiano não têm as mesmas prerrogativas, para que a documentação se inicie com as dele, para o processo de reconhecimento de seus descendentes?

        Desculpe insistir no assunto, más para mim é um ponto importante.

        Grato e grande abraço.

        Ulysses Bordini Júnior.

        Responder

  6. Fábio, me ocorreu uma dúvida! No caso de ser separado e haver filhos menores entendi que preciso de uma autorização de minha ex-mulher correto? Mas e se não houver condições de diálogo com a ex-mulher? Como ficaria nessa situação?

    Responder

    1. Olá, Eduardo! Também tenho essa dúvida… você conseguiu resposta?

      Responder

  7. SOBRE PASSAPORTE DIRETO NA ITÁLIA – Olá Fábio, gostaria de lhe agradecer muito, pois você tem me ajudado bastante em algumas dúvidas que eu tinha sobre cidadania e afins. Bem, eu já tenho a cidadania reconhecida, a minha mãe fez todo o processo no Brasil há muitos anos atrás, hoje eu recebo a correspondência para votar e tudo certinho… Em Maio 2017 estarei indo para a Itália, vou morar lá junto com meu marido, o qual irei pedir o permesso de cônjuge na sequencia que meus documentos estiverem todos OK, pegaremos o voo direto para itália, conforme sua orientação. Contudo não solicitei meu passaporte no consulado porque me casei em outubro de 2016, tinha que atualizar o meu cadastro no consulado antes de pedir o passaporte (já ta atualizado) e após teria que solicitar o Passaporto. Bem, como vc já deve saber a tarefa de solicitar pelo site do consulado (Curitiba – moro em Florianópolis) é bem complicada por ter poucas vagas e muitas pessoas querendo solicitar o documento, tentei inúmeras vezes, mas não tive sucesso. Por este motivo o plano é viajar para Itália como “turista” ir até o comune do meu antenato em Vicenza, pedir certidão de nascimento e carteira de identidade conforme você orientou nos seus vídeos, constando o meu endereço do Brasil e também o CF. Com esses documentos ir até a questura e pedir o passaporte italiano, pois no futuro tenho planos de ir para Inglaterra. Questão nº1: Existe algum impedimento para que eu faça conforme esteja planejado? Pois vi em outro vídeo mais antigo que vc fala que não era pra cometer o erro de tirar o passaporte na Itália, mas não entendi muito bem o motivo e não achei mais o vídeo, e neste vídeo de 2017 sobre o passaporte, vc já não fala nada sobre “esse erro”… Penso que é porque o vídeo é voltado para quem está tirando a cidadania na itália e não para quem já tem, como eu. Questão 2: Estarei levando o documento que recebo do consulado para votar onde consta o número da minha inscrição no AIRE, com esse doc. sabes me dizer se é o suficiente para o que o oficial me encontre nos registros do comune do meu antenato? Questão 3: Existe alguma obrigação de fixar residência antes de tirar os documentos (principalmente o passaporte)? Ex. Se eu usar a identidade com o endereço no Brasil, vai complicar pra eu tirar o passaporto, alugar um imóvel ou afins… Estou confusa com a exigência que tem de ter residência idônea para quem vai tirar a cidadania e para mim que já tenho a cidadania. Já vi o vídeo sobre o CF Residenza Estera, mas gostaria de ter certeza pra não dar problema depois. Questão 4: Quais documentos preciso traduzir e apostilar e levar junto para fazer os procedimentos na itália, já estou com a certidão de casamento pronta e com a negativa de antecedentes criminais do meu marido, em fase de tradução para depois apostilar. Teria mais algum documento importante que eu não possa deixar de levar já “legalizado”, para eu poder fazer o permesso de cônjuge dele, principalmente. desculpe me estender, mas quis detalhar bem para que vc pudesse responder com mais precisão. Em princípio fico muito grata se puderes me ajudar. Muito Obrigada

    Responder

  8. Porque meu comentário não está ficando aqui? Eu escrevo e quando vou olhar se tem resposta ele não ta mais aqui 🙁

    Responder

  9. SOBRE PASSAPORTE DIRETO NA ITÁLIA – Olá Fábio, gostaria de lhe agradecer muito, pois você tem me ajudado bastante em algumas dúvidas que eu tinha sobre cidadania e afins. Bem, eu já tenho a cidadania reconhecida, a minha mãe fez todo o processo no Brasil há muitos anos atrás, hoje eu recebo a correspondência para votar e tudo certinho… Em Maio 2017 estarei indo para a Itália, vou morar lá junto com meu marido, o qual irei pedir o permesso de cônjuge na sequencia que meus documentos estiverem todos OK, pegaremos o voo direto para itália, conforme sua orientação. Contudo não solicitei meu passaporte no consulado porque me casei em outubro de 2016, tinha que atualizar o meu cadastro no consulado antes de pedir o passaporte (já ta atualizado) e após teria que solicitar o Passaporto. Bem, como vc já deve saber a tarefa de solicitar pelo site do consulado (Curitiba – moro em Florianópolis) é bem complicada por ter poucas vagas e muitas pessoas querendo solicitar o documento, tentei inúmeras vezes, mas não tive sucesso. Por este motivo o plano é viajar para Itália como “turista” ir até o comune do meu antenato em Vicenza, pedir certidão de nascimento e carteira de identidade conforme você orientou nos seus vídeos, constando o meu endereço do Brasil e também o CF. Com esses documentos ir até a questura e pedir o passaporte italiano, pois no futuro tenho planos de ir para Inglaterra. Questão nº1: Existe algum impedimento para que eu faça conforme esteja planejado? Pois vi em outro vídeo mais antigo que vc fala que não era pra cometer o erro de tirar o passaporte na Itália, mas não entendi muito bem o motivo e não achei mais o vídeo, e neste vídeo de 2017 sobre o passaporte, vc já não fala nada sobre “esse erro”… Penso que é porque o vídeo é voltado para quem está tirando a cidadania na itália e não para quem já tem, como eu. Questão 2: Estarei levando o documento que recebo do consulado para votar onde consta o número da minha inscrição no AIRE, com esse doc. sabes me dizer se é o suficiente para o que o oficial me encontre nos registros do comune do meu antenato? Questão 3: Existe alguma obrigação de fixar residência antes de tirar os documentos (principalmente o passaporte)? Ex. Se eu usar a identidade com o endereço no Brasil, vai complicar pra eu tirar o passaporto, alugar um imóvel ou afins… Estou confusa com a exigência que tem de ter residência idônea para quem vai tirar a cidadania e para mim que já tenho a cidadania. Já vi o vídeo sobre o CF Residenza Estera, mas gostaria de ter certeza pra não dar problema depois. Questão 4: Quais documentos preciso traduzir e apostilar e levar junto para fazer os procedimentos na itália, já estou com a certidão de casamento pronta e com a negativa de antecedentes criminais do meu marido, em fase de tradução para depois apostilar. Teria mais algum documento importante que eu não possa deixar de levar já “legalizado”, para eu poder fazer o permesso de cônjuge dele, principalmente. desculpe me estender, mas quis detalhar bem para que vc pudesse responder com mais precisão. Em princípio fico muito grata se puderes me ajudar. Muito Obrigada

    Responder

  10. SOBRE PASSAPORTE DIRETO NA ITÁLIA – Olá Fábio, gostaria de lhe agradecer muito, pois você tem me ajudado bastante em algumas dúvidas que eu tinha sobre cidadania e afins. Bem, eu já tenho a cidadania reconhecida, a minha mãe fez todo o processo no Brasil há muitos anos atrás, hoje eu recebo a correspondência para votar e tudo certinho… Em Maio 2017 estarei indo para a Itália, vou morar lá junto com meu marido, o qual irei pedir o permesso de cônjuge na sequencia que meus documentos estiverem todos OK, pegaremos o voo direto para itália, conforme sua orientação. Contudo não solicitei meu passaporte no consulado porque me casei em outubro de 2016, tinha que atualizar o meu cadastro no consulado antes de pedir o passaporte (já ta atualizado) e após teria que solicitar o Passaporto. Bem, como vc já deve saber a tarefa de solicitar pelo site do consulado (Curitiba – moro em Florianópolis) é bem complicada por ter poucas vagas e muitas pessoas querendo solicitar o documento, tentei inúmeras vezes, mas não tive sucesso. Por este motivo o plano é viajar para Itália como “turista” ir até o comune do meu antenato em Vicenza, pedir certidão de nascimento e carteira de identidade conforme você orientou nos seus vídeos, constando o meu endereço do Brasil e também o CF. Com esses documentos ir até a questura e pedir o passaporte italiano, pois no futuro tenho planos de ir para Inglaterra. Questão nº1: Existe algum impedimento para que eu faça conforme esteja planejado? Pois vi em outro vídeo mais antigo que vc fala que não era pra cometer o erro de tirar o passaporte na Itália, mas não entendi muito bem o motivo e não achei mais o vídeo, e neste vídeo de 2017 sobre o passaporte, vc já não fala nada sobre “esse erro”… Penso que é porque o vídeo é voltado para quem está tirando a cidadania na itália e não para quem já tem, como eu. Questão 2: Estarei levando o documento que recebo do consulado para votar onde consta o número da minha inscrição no AIRE, com esse doc. sabes me dizer se é o suficiente para o que o oficial me encontre nos registros do comune do meu antenato? Questão 3: Existe alguma obrigação de fixar residência antes de tirar os documentos (principalmente o passaporte)? Ex. Se eu usar a identidade com o endereço no Brasil, vai complicar pra eu tirar o passaporto, alugar um imóvel ou afins… Estou confusa com a exigência que tem de ter residência idônea para quem vai tirar a cidadania e para mim que já tenho a cidadania. Já vi o vídeo sobre o CF Residenza Estera, mas gostaria de ter certeza pra não dar problema depois. Questão 4: Quais documentos preciso traduzir e apostilar e levar junto para fazer os procedimentos na itália, já estou com a certidão de casamento pronta e com a negativa de antecedentes criminais do meu marido, em fase de tradução para depois apostilar. Teria mais algum documento importante que eu não possa deixar de levar já “legalizado”, para eu poder fazer o permesso de cônjuge dele, principalmente. desculpe me estender, mas quis detalhar bem para que vc pudesse responder com mais precisão. Em princípio fico muito grata se puderes me ajudar. Muito Obrigada

    Responder

  11. SOBRE PASSAPORTE DIRETO NA ITÁLIA – Olá Fábio, gostaria de lhe agradecer muito, pois você tem me ajudado bastante em algumas dúvidas que eu tinha sobre cidadania e afins. Bem, eu já tenho a cidadania reconhecida, a minha mãe fez todo o processo no Brasil há muitos anos atrás, hoje eu recebo a correspondência para votar e tudo certinho… Em Maio 2017 estarei indo para a Itália, vou morar lá junto com meu marido, o qual irei pedir o permesso de cônjuge na sequencia que meus documentos estiverem todos OK, pegaremos o voo direto para itália, conforme sua orientação. Contudo não solicitei meu passaporte no consulado porque me casei em outubro de 2016, tinha que atualizar o meu cadastro (já ta atualizado) e após teria que solicitar o Passaporto. Bem, como vc já deve saber a tarefa de solicitar pelo site do consulado (Curitiba – moro em Florianópolis) é bem complicada por terem poucas vagas e muitas pessoas querendo solicitar o documento, tentei inúmeras vezes, mas não tive sucesso. Por este motivo o plano é viajar para Itália como “turista” ir até o comune do meu antenato em Vicenza, pedir certidão de nascimento e carteira de identidade conforme você orientou nos seus vídeos, constando o meu endereço do Brasil e também o CF. Com esses documentos ir até a questura e pedir o passaporte italiano, pois no futuro tenho planos de ir para Inglaterra. Questão nº1: Existe algum impedimento para que eu faça conforme esteja planejado? Pois vi em outro vídeo mais antigo que vc fala que não era pra cometer o erro de tirar o passaporte na Itália, mas não entendi muito bem o motivo e não achei mais o vídeo, e neste video de 2017 sobre o passaporte, vc já não fala nada sobre isso… Penso que é porque o vídeo é voltado para quem está tirando a cidadania na itália e não para quem já tem, como eu. Questão 2: Estarei levando o documento que recebo do consulado para votar onde consta o número da minha inscrição no AIRE, com esse doc. sabes me dizer se é o suficiente para o que o oficial me encontre no comune do meu antenato? Questão 3: Existe alguma obrigação de fixar residência antes de tirar os documentos? Ex. Se eu usar a identidade com o endereço no Brasil, vai complicar pra eu tirar o passaporto, alugar um imóvel ou afins… Estou confusa com a exigência que tem de ter residência idônea para quem vai tirar a cidadania e para mim que já tenho a cidadania. Já vi o video sobre o CF Residenza Estera, mas gostaria de ter certeza pra não dar problema depois. Questão 4: Quais documentos preciso traduzir e apostilar e levar junto para fazer os procedimentos na itália, já estou com a certidão de casamento pronta e com a negativa de antecedentes criminais do meu marido, em fase de tradução para depois apostilar. Teria mais algum documento importante que eu não possa deixar de levar já “legalizado”, para eu poder fazer o permesso de cônjuge dele, principalmente. desculpe me estender, mas quis detalhar bem para que vc pudesse responder com mais precisão. Em princípio fico muito grata se puderes me ajudar. Muito Obrigada OBS.: Cadastrei o e-mail para receber o Sagabook várias vezes, mas não recebi. Tem algum outro modo de acessá-lo? Também não achei o link para materiais educativos no seu blog 🙁

    Responder

  12. nesse vídeo vc fala sobre a identidade italiana eu ainda não tenho aqui no brasil eu consigo tira esse documento aonde ?

    Responder

    1. Identidade italiana somente na itália, se for viajar podes ir no comune (prefeitura) do seu antenato italiano e solicitar, constando o teu endereço no Brasil o qual vc é cadastrado no consulado que você já tem a cidadania italiana. 🙂 Vi isso nos videos do Fábio, espero que ajudae.

      Responder

  13. Fabio a minha duvida e quando dei entrada nos documentos da minha cidadania aqui mesmo no brasil eu estava solteiro hj estou casado a 5 nos tenho uma filha já mandei traduzir e apostilar agora só faltar da entrada a duvida e eu consigo tira o meu passaporte italiano mesmo eu casado ou tenho que dar entrada primeiro nos documento da minha esposa e da minha filha para mim tira o passaporte fico grato pelo retorno

    Responder

    1. Brother, você está tirando sua cidadania pelo sobrenome LIZARDO?

      Responder

  14. Eu tenho um processo feito de cidadania italiana feito por um familiar em Porto Alegre, mas moro em Curitiba. Não quero transferir registro consular para Curitiba, porque vai demorar mais do que para simplesmente agendar e ir a Porto Alegre. Se eu agendar lá em Porto Alegre vão pedir comprovante de endereço para mim? Pelo menos no site isso não consta como documento para apresentar, só levar foto e identidade. Eles têm obrigação de me responder se meu AIRE lá está ok? Eles respondem email? Mandei ontem mas já quero saber se respondem ou se vou ter que contratar uma consultoria pra resolver isso aí. Se o Fábio ou alguém tiver sugestão sobre tudo isso, por favor me diga.

    Responder

  15. ola fabio
    então nao precisa ser agendado no site??? só ir direto???

    Responder

  16. Fabio,
    Quando solicitamos a emissão do passaporte brasileiro, temos a modalidade de passaporte de urgencia que é emitido no mesmo dia. Na Italia, existe também esta modalidade? Como e quais são os procedimentos?
    Obrigado e parabéns pelo curso mais uma vez.

    Responder

  17. Curiosidade, Fábio.
    Como fica essa relação de passaporte brasileiro e italiano???
    Quando viajar para o Brasil, devo usar o brasileiro? E na volta, idem? O italiano uso para outros lugares da Europa e do mundo???

    Responder

  18. Fábio, suponhamos a seguinte situação: eu já estando com a carta d’identità e estratto di nascita em mãos. Porém opto em não solicitar o passaporte logo em seguida, ali mesmo no comune que estou, porque não permanecerei no comune e nem na Itália. Irei para a Espanha (ou Portugal).
    Eu poderei solicitar o passaporte no consulado do país que eu estiver vivendo, sem problemas??? Imagino que levará mais tempo que se eu fizer logo em seguida aos documentos de cidadania, porém quero ter claro essa possibilidade também.
    E também, caso eu escolha fazer dessa maneira, em outro país, se eu precisar viajar para o Brasil, posso viajar com o passaporte brasileiro????
    Tenho essa dúvida com relação à utilização dos passaportes, após ter ambos em mãos.
    Obrigado.

    Responder

  19. Boa tard Fábio, minha dúvida sobre passaporte. Vou req6uerer na Itália, mas minha filha menor não estará comigo, ou seja, não conseguirei fazer passaporte dela já wue ela não esta comigo certo? Mas posso tirar o meu passaporte e o dela no Brasil? Quanto tempo demora? Grata.

    Responder

  20. Ola Fabio, esta é aula 26 porém, o vídeo é da aula 24. =)

    Responder

  21. Olá Fabio, esta é a aula 26 porém, o vídeo publicado da aula 24. =)

    Responder

  22. Olá Fábio, tudo bem?
    Minha dúvida é: Se meu pai assina o formulário de ASSENSO e reconhece assinatura dele num tabelionato de outro estado, ai minha mãe vai pra SP e lá eles reconhecem assinatura do tabelião que assinou e depois ela apresenta este formulário no Consulado, sabe dizer se é válido tal procedimento?

    Outra questão: é sabido que o apostilamento garante que um documento feito no Brasil tenha validade na Itália. Se meu pai assina e reconhece firma no formulário de ASSENSO (que está escrito em português/italiano) e faz o apostilamento do mesmo (nesse ponto o apostilamento deve garantir que aquele documento com aquela assinatura é verdadeiro), minha mãe, que irá pra Itália, poderia utilizar tal formulário?

    Responder

  23. Boa noite Fábio! Depois dos documentos prontos, posso voltar ao Brasil e retirar o passaporte no consulado com meus filhos? E a certidão de nascimento dos filhos menores sai junto com a minha? Obrigada!

    Responder

  24. Olá, Fábio. Tenho acompanhado todos os seus vídeos e cada um deles é, realmente, uma aula. Também tenho a dúvida do Rafael Martins, contudo, acrescento que tenho o formulário do ASSENSO A FAVORE DI ADULTO CON FIGLI MINORENNI, que obtive no site do consulado de São Paulo. Se eu mesmo preencho, minha esposa assina e reconhece-se a firma (em um cartório do interior do Estado) independentemente de apresentá-lo no Consulado ou lá confeccioná-lo, pode ser utilizado sem problemas na Questura?

    Responder

    1. Olá José não, o documento deve passar pelo consulado – a autenticação de firma no Brasil não é válida na Itália – em todo caso, sempre pergunte para o policial no ufficio passaporto

      Responder

  25. Olá Fábio, obrigado pelo vídeo. Minha dúvida é a seguinte: pra ganhar tempo, antes mesmo de eu viajar e ter meu RG italiano, eu posso ir com minha esposa no consulado já fazer esta autorização, pra já viajar com ela em mãos (ainda como ‘brasileiro’)?

    Responder

    1. Olá Rafael poder até pode, mas já vi casos onde o consulado se recusou a fazer antes da conclusão do processo, mas também já vi casos onde isso foi possível

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.