Aula 4 – Documentos Necessários

MATERIAIS DIDÁTICOS

Para acompanhar o seu Curso de Cidadania Italiana 2017, baixe o mapa mental e também o Sagabook 2017 – o primeiro pode ser baixa-lo clicando no próprio link e para baixar o Sagabook basta inserir o seu email abaixo, que ele será enviado para o seu email – depois da sua confirmação de interesse!

Mapa Mental do Curso*

* A utilização de mapas mentais ajuda a organizar as ideias e também o aprendizado.

Para utilizar o seu mapa mental, você deve criar uma conta gratuita no site Mindmeister clicando aqui.

Circular K28

Clique aqui para baixar a circulare K28 que eu menciono nesta aula

Sagabook 2017

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente o seu exemplar do manual Sagabook 2017!

AULAS ANTERIORES

DÚVIDAS SOBRE ESTA AULA?

Caso tenha dúvidas sobre o conteúdo deste aula, deixe abaixo no campo de comentários

180 Comentários


  1. Olá,
    Já tenho todos os documentos em mãos e pronta para ir a Itália entrar com o pedido de cidadania.
    Mas depois de assistir a aula 4 me surgiu uma dúvida, com relação ao seu gráfico da árvore genealógica, fiquei com dúvida se tenho que anexar a certidão de Nascimento em inteiro Teor de minha mãe, já que ela não se casou com meu pai, considerando que a minha descendência é por parte de pai. OBS.: Depois de meu nascimento, meu pai casou-se com outra pessoa e formou outra família.

    Responder

  2. Olá Fabio tenho a seguinte duvida:

    Meu Antenato se casou na Italia e imigrou para o Brasil com sua esposa. Após seu falecimento ele se casou novamente no Brasil e minha linhagem é da sua segunda esposa. Minha duvida é se preciso conseguir as duas certidões de casamento ou apenas a certidao do segundo casamento.

    Responder

  3. Boa noite Fábio
    Minha dúvida é q não consigo encontrar na cidade onde meu antenato morreu a certidão de obto que foi aqui no Brasil me falaram q naquela época de seu falecimento não faziam em 1906 a 1910 enterravam as vezes em cemitérios das fazendas nesse caso como devo fazer

    Responder

  4. Oi Fabio, outra dúvida: sobre a certidão de óbito..
    Eu fiz a árvore que nem a sua mas não entendi se preciso da certidão de óbito somente da linha direta (que no meu caso seria somente o meu bisavô, pois minha avó e pai estão vivos). Ou se eu preciso do óbito da esposa do meu bisavô e do meu falecido avô?

    Responder

    1. Esqueci de comentar que a minha árvore segue assim:

      Bisavô italiano (que é bom ter o atestado de óbito) teve minha avó (viva) casado com eu vô. Aqui é minha dúvida se preciso do atestido de óbito do meu vô, genro do meu antenato?

      Responder

  5. Olá Fábio! Primeiramente, agradeço pela sua disposição em sempre nos trazer informações incríveis para essa jornada na retirada da cidadania italiana!
    Eu vi que na sua árvore genealógica, você não conta a sua certidão de casamento. No caso, a certidão de casamento do requerente deve ser aplicada?? Já me disseram que ela vale mais do que a de nascimento depois que se casa por ser mais atual.

    Responder

  6. Bom dia, Fabio.

    Acabei de assistir a aula número 4 e estava tranquila em relação à documentação que eu tinha. Mas vocÊ mencionou que são necessárias as certidões de NASCIMENTO e óbito dos conjuges na linha de transmissão no caso de solicitação via consulado (meu caso). É isso mesmo? Pelo site do consulado, tinha entendido que eram necessárias apenas as certidões de casamento e óbito de todo mundo.
    Agradeço a ajuda.

    Responder

  7. Oi Fabio o Sagabook é uma excelente ferramenta , muito obrigada pelas informações.
    Mas estou com uma dúvida , minha mãe nasceu na Italia e não se naturalizou Brasileira .
    O ano de nascimento dela é de 1946 , é possível o reconhecimento da minha cidadania ?
    Obrigada .

    Responder

    1. É, sim, Marcia. Desde que ela tenha sido casada com seu pai ou a declarante em sua certidão de nascimento.

      Responder

  8. Olá Fabio,
    Antes de mais nada, parabéns pela iniciativa! Agradeço muito por tudo que aprendi com seu material.
    Gostaria de saber como faço para solicitar o Estratto per riassunto dell’atto di matrimonio (O exemplo de como fazer a solicitação) como foi feito com o Estratto per riassunto dell’atto di nascita no sagabook

    Agradeço desde já.

    Responder

    1. Pode usar o mesmo modelo, apenas ajustando os dados e trocando o termo ‘nascita’ por ‘matrimonio’.

      Responder

  9. Bom dia, Fabio! Parabéns pelo seu trabalho, compartilhar conhecimento é semear sabedoria!!!!
    Irei dar entrada no consulado do Brasil, pois moro no ES, e o meu consulado é o do Rio de Janeiro, e o mesmo tem um tempo de espera menor. Você diz que os consulados do Brasil, pedem o nascimento e óbito das esposas. Devo então providenciar os mesmos ou não?

    Responder

  10. Boa tarde Fabio. Meu antenato é meu bisavó por parte de mãe. Para tirar minha cidadania minha mãe e meu avó também precisam tirar a cidadania?

    Responder

  11. Excelente Fábio! Obrigada por nos esclarecer as dúvidas. Mas tenho mais uma…rsrs. No caso de divórcio ou separação por morte e segundo casamento, é necessário apresentar os documentos de divórcio ou óbito do primeiro cônjuge? Obrigada

    Responder

    1. Documentos de divórcio só são necessários do requerente à cidadania.
      Quanto às certidões, só são necessárias as da linha de descendência italiana, salvo se for pelo Consulado e ele exigir as dos cônjuges também (nesse caso, convém verificar a lista de documentos exigidos).

      Responder

  12. Ola Fabio boa noite gostaria de parabenizar o trabalho que tem feito, ajudando vairas pessoas ao seu processo de cidadania . Queria tirar uma dúvida. No meu caso meu antenato e meu bisavo, eu não disponho de certidão de casamento dos meu pais e avós eles nao casaram nem na igreja e nem no cartório. Oque eu devo fazer nesse caso?

    Responder

  13. Olá Fabio, o seu trabalho é maravilhoso e esta me levando a bons caminhos, por favor me tire uma duvida.
    Eu sou fruto de um relacionamento em que minha mãe não se casou com meu pai biológico, mas ela veio a se casar com outro homem anos após meu nascimento. Precisarei da certidão de casamento dela, ou apenas a de nascimento? Visto que biologicamente falando o homem com quem ela é casada não é meu pai.
    Desde já agradeço.
    Obrigado.

    Responder

    1. Gabriel,
      Precisará apenas da certidão de nascimento dela.
      Se for ela quem lhe transmite a cidadania, é necessário que ela tenha sido a declarante no seu registro de nascimento para que a cidadania tenha sido transmitida, ok?

      Responder

  14. Fábio boa noite! A certidão de nascimento original que temos serve como entrada no processo ? Obrigada

    Responder

  15. Boa tarde Gostaria de saber se tem algum problema a minha mãe e a minha avó não foram casadas no cartório e elas que me passam a cidadania esto tem algum problema na apresentação dos documentos igualmente você quem me da o direito e meu Trisoavô que ainda estou indo atrás dos documentos dele.

    Responder

    1. Brenno,
      Elas precisam ter sido as declarantes nos respectivos nascimentos dos filhos.
      E além disso, se sua avó é a primeira mulher na linha de descendência italiana, sua mãe lhe transmite a cidadania se nasceu depois de 1948. Se nasceu antes, só através de processo judicial.

      Responder

  16. Olá Fábio.

    Meu marido adquiriu cidadania pelo seu antenado no ano de 2008 e neste ano já tínhamos um filho maior de idade
    Hoje meu filho precisa adquirir sua cidadania italiana
    A árvore do meu filho inicia pelo antenado ou pelo meu marido?
    Muito obrigada.

    Responder

  17. Fabio, no caso meu pai é italiano, porém ele não é casado com minha mãe, para meu processo, apenas a certidão de nascimento dele serve, ou teria que pegar a certidão de casamento dele também?

    Responder

    1. João Paulo,
      Você não vai precisar da certidão de casamento dele com outra mulher que não seja a sua mãe.
      Mas é necessário que ele tenha sido o declarante em sua certidão de nascimento,, ok? Caso contrário, ele não lhe transmitiu a cidadania italiana.

      Responder

  18. oi Fabio, primeiramente obrigada pela disposição em nos guiar e ajudar durante todo esse processo! Estou começando a planejar minha ida a Italia para requerer a cidadania e todos seus videos tem sido de grande valia!
    Com relação ao documentos necessários tenho uma duvida: minha arvore esta assim
    Trisavô Antenato Italiano
    Bisavô
    Avó
    Mãe
    Eu

    Minha avó e minha mãe são casadas porém minha mãe não é filha do casamento de minha avó e eu não sou filha do casamento da minha mãe, sendo assim, ainda preciso das certidões de casamento de ambas??
    Espero que minha pergunta tenha ficado clara.
    Mais uma vez obrigada!

    Mayara

    Responder

    1. Não precisa das certidões de casamento delas com outra pessoa que não seu avô ou seu pai. Mas elas precisam ter sido as declarantes nos respectivos nascimentos dos filhos para terem transmitido a cidadania.
      Além disso, sua mãe lhe transmite a cidadania se nasceu depois de 1948. Se nasceu antes, só através de processo judicial.

      Responder

  19. Oi Fabio, muito esclarecedor. Mas fiquei com uma dúvida. No caso de ter um filho menor, devo invlui-lo na árvore.

    Responder

  20. fabio, podemos concluir que com todos os docs, nasc, cas e obitos, completos, dar entrada no comune onde nasceu o antenato, facilita o andamento do processo , principalmente se o comune for de uma cidade pequena ?

    Responder

  21. Boa tarde Fabio, fiquei com uma duvida sobre a certidão de casamento do meu pai, ele é divorciado da minha mãe nesse caso também precisa ou somente a certidão de nascimento, já que a linha de do antenato é diretamente dele?

    Responder

  22. Fabio, se a pessoa nascer antes dos pais se casarem e na certidão foi o pai que declarou mas a descendente for a mãe, mas depois eles casaram e foram ao cartório e fizeram a legitimação dessa pessoa, isso vale para a passagem do direito de cidadania ou não?

    Responder

  23. Estratto per riascunto di atto di nascita ou certificato di nascita? Qual é aceito no BR e na Itália? No sagabook fala do estratto. Há relato de pessoas que fizeram o processo na Itália, o comune afirmou que a lei K28.1 é clara: CERTIFICATO DI NASCITA ou BATTESIMO

    Responder

  24. Fabio. Do requerente é só a certidão de nascimento? Separação, casamento com averbação da separação não precisa?

    Responder

  25. Oi, sei que você fez este curso faz tempo, mas gostaria fazer uma pergunta, meu filho vai pedira a cidadania e eu também queria mas no momento não posso viajar, se ele for não consegue fazer a minha que sou ascendente? Se não, depois que ele fizer o processo todo eu vou precisar levar denovo toda a documentação ou posso usar a documentação que já estará lá?

    Responder

  26. Como faço caso eu não encontre a certidão de casamento do meu antenato????

    Responder

  27. Olá! Estou iniciando meu processo pelo Brasil mesmo, e no meu caso tenho a maioria dos documentos, exceto o de óbito do meu antenato (bisavô), será que ainda assim consigo continuar o processo? Essa informação não está bem clara pra mim. Parabéns pelos excelentes vídeos!!!

    Responder

  28. Fabio parabéns pelo trabalho!
    Gostaria de tirar uma dúvida… o meu antenato é o meu bisavô, porém o meu avô se separou da minha vó e se casou novamente… e na sua certidão da óbito o estado civil aparece como “ignorado”… preciso dessas certidões de separação e casamento com a segunda esposa? preciso retificar o “ignorado” da certidão de óbito? obrigado

    Responder

  29. Fábio, obrigada por esse trabalho!!!! Minha dúvida é: meu antenato italiano nasceu e casou-se na Itália na região de Bergamo. Tenho todas as datas, porém a certidão de casamento foi perdida durante um incêndio na igreja e a de nascimento de ambos não há, pois nasceram anterior ao ano de 1871. Consigo ingressar com pedido de reconhecimento tendo apenas a de batismo do meu tataravô?

    Responder

  30. Ola Fábio,
    Pretendo iniciar o processo de reconhecimento de cidadania italiana aqui no Brasil, meu bisavô era Italiano e casou-se la. Tenho que providenciar a certidão de batismo/nascimento de minha bisavó também? e de toda linhagem do meu antenato. (Bisavô, Vô, Pai e eu ) certidão de nascimento tambem de bisavó, Vó e Mãe , é isso mesmo?

    Responder

  31. Olá Fábio, gostaria de saber se as certidões em inteiro teor precisam ter reconhecimento de firma do tabelião. Grata

    Responder

    1. Olá Monique tudo bem?

      Depende do cartório onde você pretende apostilar os documentos, entre em contato com eles e pergunte diretamente, pois cada um tem suas próprias exigências, ok? Abs

      Responder

  32. olá Fabio….meu antenato pelo que levantei é meu avô que veio para o Brasil com 2 anos com meu bisavô e minha bisavó…..acredito que ele tenha certidão de nascimento na italia e ele usava no Brasil o documento modelo 19 ( estrangeiro)….parto dele como antenato ou tenho que usar o bisavo como antenato?

    Responder

  33. Fábio, meu avô é o italiano que transmite a cidadania. Meu pai nasceu no Brasil e era viúvo quando casou-se com minha mãe. Pergunto: É necessário juntar ao processo de reconhecimento a certidão do primeiro casamento e a certidão de óbito da primeira esposa ?:

    Responder

  34. Ola Seu Fabio,

    Qual o prazo de validade desses documentos?

    Att

    Responder

  35. Ciao Fabio. Parabéns pela iniciativa.
    Duvida: Farei meu processo na Italia juntamente com o processo da minha Mãe. Terei 3 certidões de nascimento, 2 de óbitos e 3 de casamentos, pois meu antenato é meu Bisavô. Consigo utilizar os mesmos documentos para nos dois?
    Minha mãe é divorciada, é necessário retirar também a certidão de divorcio dela?
    Obrigado pela compreensão.

    Responder

  36. Bom dia Fabio !! Suas aulas têm me ajudado bastante. Vejo e revejo cada uma delas. Obrigada. Mas a minha questão é: conforme Cartório da cidade onde meu avô nasceu (no Brasil, o pai dele é quem veio da Itália), não há registro de nascimento dele, ou seja, pelo que tudo indica ele não teve certidão de Nascimento. Por outro outro lado, teve de casamento e óbito. Encontrei também, a certidão de batismo (apesar de que, os nomes dos pais estão diferentes, do jeito que o padre entendeu na época, eu acho), mas ele nasceu em fevereiro de 1897. Pelo que vi nas “dúvidas frequentes” do Consulado em São Paulo, essa certidão de batismo não é aceita. Pretendo fazer o processo na Itália. Na falta dessa certidão de nascimento, perco o direito à cidadania ?????

    Responder

  37. Olá Fábio, estou adorando seu curso. Tenho uma dúvida:
    estou fazendo meu processo com uma assessoria aqui na minha cidade, e a pessoa me disse que não há a necessidade do CASAMENTO do meu antenato(italiano) porque o meu bisavô, filho do italiano, é filho ilegítimo dele. E na certidão de nascimento desse meu bisavô consta realmente que ele é filho ilegítimo
    Está correto?

    Responder

  38. Boa noite fabio. Meu caso é que meu tataravô se casou 2x mas sua segunda mulher deu origem ao meu bisavô e meu avô se casou 2x mas sua primeira mulher deu luz a minha mãe. Preciso das certidões de casamento desses casamentos e óbito das esposas falecidas ?

    Responder

  39. Olá Fábio! Minha duvida é em relação ao casamento do meu bisnono e minha bisnona que no caso são os italianos, eles se casaram com registro somente depois que minha mãe já havia nascido(1952), tanto é que na certidão de casamento dos meus avós está escrito o seguinte ” ela Cora Betti nascida em 1920, “filha ilegítima” de Primo Betti e Cesarina Dalladea”, será que isso afetará de alguma maneira meu processo?

    Grazie!

    Responder

  40. Fabio, muito bom seu videos, tenho assistido diariamente e ja virou rotina em casa. Conseguimos encontrar o Certificato di Battesimo e di Matrimonio, no entanto pedimos ao cartório no Brasil no qual se encontra a certidão de óbito do antenato e eles pediram que seja feito a tradução juramentada para o português, sabes me dizer se esse procedimento e correto? Antes disso tivemos que enviar os documentos para Roma afim de obter um carimbo, que o cartório do Brasil exigiu.

    Responder

  41. Fabio tenho uma dúvida, no Brasil se retem a certidão de nascimento quando a pessoa se casa, então mesmo assim é necessário conseguir as certidões de nascimento se eu já tenho a de casamento?
    No vídeo eu não entendi muito bem ><"…

    Responder

  42. Tenho uma pergunta.: Caso nao se saiba se houve um casamento formal e/ou nao se localize alguma certidao de casamento, o processo de pedido de cidadania e’ prejudicado? Digo isso pois meu bisavo ‘casou’ duas vezes. O primeiro foi um casamento formal mas o segundo foi, aparentemente, apenas uma uniao estavel. De qualquer forma, nao consigo achar a certidao nem do primeiro casamento, nem do segundo.

    Responder

  43. Gente eu assisto esses videos 10/11 vezes e eu nao sei ainda como fazer isso!!!! nao sei aonde eu encontro documentos do meu antenato, meu bisa e sangue puro de italiano e meu tataravo tbm , eu estou perdido nesses documentos, eu n tenho muito informacao!!! nao sei o que fazer alguem me ajuda!!!!!

    Responder

  44. Olá! Você poderia informar qual a validade dos documentos já legalizados no mre? Eu comecei a fazer o processo da minha cidadania ha 7 anos, mas tive que parar por motivos maiores. Ainda posso usar os mesmos documentos ou tenho que recomeçar o processo do início? Grata

    Responder

  45. Excelente vídeo Fábio! Mas me surgiu uma dúvida, recebi a certidão de nascimento em inteiro teor da minha avó (meu antenato é meu bisavô) mas na certidão diz o seguinte: Joao declara Albina como sua filha, casado com Eliza, naturais deste estado… mas a CNN deu ok, negativa! Será que foi um erro do cartório? Pois ele nasceu na Itália!

    Responder

    1. Seu antenato deve ter se naturalizado brasileiro, agora tem que descobri se os filhos nasceram antes ou depois da naturalização… Aula 4.

      Responder

  46. Tenho a certidão de batismo do meu antenato. Como consigo a de casamento? Ele já veio casado da Itália

    Responder

  47. Boa Noite Fábio, Estou adorando seus vídeos, tem me ajudado muito na minha SAGA! Obrigado! Gostaria de sanar uma dúvida. Minha avó conseguiu a dupla nacionalidade em 2013 no Brasil. Me ajuda em algo? Algum Documento importante que eu poderia anexar?

    Responder

  48. Boa Noite Fábio, Estou fascinado com os vídeos. Tem me ajudado muito na minha SAGA! Tenho uma dúvida ,minha Avó conseguiu a Dupla nacionalidade em 2013. Tenho cópia do documento emitido pela comune de Veneto ( Não originais ). Estou fazendo a Busca de todas certidões desde o Pai de minha avó, Nascido na Itália. Dar continuidade ou pegar somente a documentação de minha avó?

    Responder

  49. Fabio, preciso da certidão de casamento do meu antenato? Ele já veio casado da Itália

    Responder

  50. Boa Noite Fabio. Eu e mais alguns primos estamos inleressados na cidadania italiana, pelo nosso tataravó. Gostaria de saber se podemos entrar todos juntos em um mesmo processo, ou seja, apresentando os mesmos documentos, ou se cada requerente (cada primo) precisa apresentar individualmente os documentos. Obrigada

    Responder

  51. Caríssimo Fabio, seus videos são excelentes!! Parabéns mesmo!! Seguindo o roteiro e o modelo do sagabook 2017 no que se refere a comunicação via a-mail com o comune para pesquisa do antenato italiano, recebi como resposta o seguinte: (segue texto ipse literis do cumone):

    “Per la richiesta del certificato in oggetto deve inviare un suo documento di riconoscimento con busta affrancata al seguente indirizzo:
    VIA O.DI VENERE,N.14 BARI-CARBONARA 70131.”

    Esta resposta veio da comune de Bari, pelo que eu entendi, eles pediram para mandar o documento do solicitante por carta, é isso mesmo? o que faço?

    PS: recebi a resposta por email no mesmo dia!!

    forte abraço. Luiz

    Responder

  52. Boa tarde Fábio, agradeço muito pelos vídeos que fizeste! São de excelente conteúdo. É imprescindível que as certidões(nascimento, casamento) sejam de inteiro teor?

    Responder

  53. Fábio meu bisavô casou-se com a 1º esposa e nasceu minha avó, que é a descendente seguindo assim a minha árvore. Após o falecimento da 1º esposa ele se casou novamente. Não preciso dessa certidão de casamento, correto ?

    Responder

  54. Minha certidão de divórcio do Brasil de inteiro teor , são aceitas nas comunes !? Ou preciso de outro documento !?Me ajudem por favor ?

    Responder

  55. Fábio,
    Eu estando em outros país, como por exemplo, a Irlanda, uma outra pessoa pode ir fazendo os processos da documentação por mim, e me enviar por sedes, para da Irlanda fazer o restante com um consultor?

    Responder

  56. Ola Fabio … Seus vídeos são ótimos minha dúvida é . A certidão de registro tardio ou (suprimento de Registro) eh valida para o reconhecimento dá cidadania?? Desde já agradeço

    Responder

  57. Olá Fábio. Tudo bem?
    Por gentileza, poderia me ajudar?
    Primeiramente, para avisar, quero fazer meu processo final na Itália.
    Se eu conseguir o Documento da Certidão de Nascimento do meu Antenato lá na Comune da Itália que chegará ao Brasil – ele vai estar em Italiano -, preciso traduzir para Português ele e depois Traduzir novamente para Italiano na parte de Tradução Juramentada? Ou então, pelo menos, devo traduzir para Português e depois, quando for Apostilar, devo pegar este em Português e o meu em Italiano que veio da Itália? Ou só pego meu Italiano e quando for apostilar direto, uso ele lá? Sem ter em uma versão em Português?
    Aguardo resposta. Obrigado.

    Meu e-mail: [email protected]

    Responder

  58. Fiquei um pouco confuso.
    Para fazer na Itália, precisa ter então Nascimento, Casamento e Óbito, de cada um?
    E o que é essa Circular?

    Responder

  59. Boa tarde! Desculpe se minha dúvida é besta, mas não encontrei em lugar algum: a certidão de casamento tem que ser em inteiro teor também? Ou só nascimento?

    Responder

  60. Bom tarde.
    Fábio tenho uma dúvida se é necessário para a pessoa que está requerendo a cidadania e que é divorciada, vi em alguns sites que seria necessário copia da petição inicial do divórcio, copia da sentença e do trânsito em julgado tudo devidamente traduzido e apostilado.
    Sou divorciada e o divórcio está averbado na certidão de casamento. É realmente necessário?
    Abraços, obrigado.

    Responder

  61. Bom dia Fabio, buscando informações sobre documentos necessário vi em alguns sites se não me engano em um site do consulado Italiano que se o requerente da cidadania for divorciado, precisa apresentar cópia da petição inicial do divorcio, cópia da sentença e do transito e julgado, tudo isso carimbado e assinado traduzido etc etc, ai pintou algumas dúvidas tenho acompanhado seus vídeos e li o sagabook e não vi você citar sobre essa documentação. Eu sou divorciada já esta averbado na certidão de casamento o divorcio, é necessário essa documentação?
    Abraços e muito obrigado.

    Responder

  62. Oi Fábio
    Sou filha do segundo casamento do meu pai, preciso da certidão do divórcio e do casamento anterior?
    Meu pai já faleceu e estou com muita dificuldade para achar sua certidão de nascimento aqui no rio de janeiro, você teria alguma dica pra me dar?
    Obrigada

    Responder

  63. Fábio bom dia, para o processo feito na Itália é necessário o processo todo do divórcio. No caso eu sou solicitante e divorciado.

    Responder

  64. Ola Fábio… estou adorando as aulas – estou na quarta ainda mas muito animada pois já tenho em mãos o Certificato di Battismo do meu trisavô. Mas este documento foi emitido em junho de 2016… na verdade minha prima estava realizando o processo de reunir a documentação para cidadania e quando conseguiu encontrar nosso antenato ela pediu uma cópia pra eu poder guardar, pois no momento, infelizmente, eu não conseguia acompanhá-la no processo.
    Fim da historia: ela embarcou pra Itália com tudo certinho dia 25 de Janeiro e eu comecei agora a assistir seus vídeos e estou começando a reunir os documentos.
    A pergunta é: qual a validade do Certificato di Battismo para que seja aceito no momento do apostilamento?

    Agradeço a a ajuda

    Responder

  65. Oi Fábio, obrigado pelo curso. Quando há algum tipo de mudança de nome de alguma pessoa da linhagem, seja por casamento, ou por simples mudança de nome, é necessário a apresentação de mais algum documento que demonstre essa mudança? Outra questão, vi diversas pessoas perguntando sobre o tempo de validade do documento italiano e do brasileiro, não ficou claro quanto tempo eles valem. Qual seria o prazo?

    Responder

  66. Oi Fábio, peço a gentileza de que você me esclareça uma dúvida.
    Minha mulher tem cidadania italiana, obtida através do pai que era italiano nato.
    Casou-se comigo e tivemos dois filhos que hoje já são maiores de idade. Existe a possibilidade dos dois conseguirem a cidadania automaticamente pelo fato de que quando nasceram a mãe já fosse cidadã italiana ou terão de solicitá-la pelo antenato, o avó?
    Explicando: Minha mulher não comunicou ao consulado nem o casamento nem o nascimento dos filhos. Eles teriam algum direito “retroativo” pelo fato de terem, já no nascimento, a mãe com cidadania?
    Muito obrigado!

    Responder

    1. Olá Eduardo

      Infelizmente não, se os documentos dos filhos não foram apresentados ao consulado italiano para que fossem enviados ao comune italiano, agora cada um deles deverá realizar o próprio reconhecimento

      Responder

  67. Ola Fabio, tudo bem? E fantastico o trabalho que voce faz de ajudar os Brasileiros descendentes de italiano na busca do reconhecimento da cidadania. Parabens e muito obrigada! Eu, Carolina tambem estou fazendo as documentacoes para dar entrada na Italia e so descobri ontem (mesmo depois de ja ter lido todo o seu blog) sobre a circular k28…A minha pergunta e: onde onde posso conseguir essa circular? Ja liguei no ministerio de relacoes exteriores em SP e mandaram ligar para Brasilia…liguei para Brasilia e estao mandando ligar no ministerio da justica….
    Se voce souber onde devo fazer o pedido dessa circular ficaria muuuito feliz. Desde ja te agradeco por toda ajuda! 🙂

    Responder

  68. Olá Fabio, eu e minha irmã temos duas dúvidas:
    Os mesmos documentos valem para o reconhecimento da cidadania de nós duas, ou são necessários documentos individuais para cada uma?
    Podemos solicitar ao comune, mais de uma vez, a certidão de nascimento do antenato italiano?
    Obrigada por enquanto, amamos seus vídeos!

    Responder

  69. Olá Fábio, acompanho seu trabalho e acho fantástico, está me ajudando muito.
    Bom, tenho uma dúvida. Meu bisavô veio da Itália e se casou aqui no Brasil, ele teve a minha vó, só que minha vó nunca se casou legalmente. Resumindo, o único documento que não tenho é a certidão de casamento da minha avó, gostaria de saber se consigo tirar a cidadania italiana sem essa certidão, se não terei problemas no comune da Itália?
    Lembrando que na certidão de nascimento da minha mãe, consta o nome dos pais dela e na minha certidão o nome dos meus avós maternos.
    Aguardo uma resposta
    Grato. Diego Galvão

    Responder

  70. Olá Fábio, primeiramente parabéns pela prestatividade e por nos transmitir seus conhecimentos.
    Já atualizei meu Sagabook para a versão 2017 e estou acompanhando as aulas.

    Preciso de um esclarecimento:
    No meu caso apenas meu antenato se casou, os demais não se casaram ou seja, não existiram. Sendo assim, serão necessárias apenas as certidões de nascimentos (e óbitos) dos meus ascendentes?

    Ou o fato de eles não terem sido casados interfere no processo?

    Arrivederci

    Responder

    1. Olá Marcelli vai depender dos dados contidos nos documentos. Se em todos eles constar que as pessoas eram solteiras e que os filhos eram naturais ou ilegítimos não haverá qualquer problema não

      Responder

  71. Fábio, bom dia!
    Acabei de descobrir que meu antenato não tem registro de Casamento em cartório, estou correndo atrás de algum documento na cúria daqui da cidade. E agora? Documento de Casamento da igreja é válido??

    Responder

    1. Olá Paulo, casamento religioso é válido apenas se o evento aconteceu antes de 1890, se foi depois, é obrigatório o registro civil

      Responder

      1. Mesmo o cartório de Mombuca passando a existir depois de 1935? ?

        Responder

      2. Fabio, após muito custo encontrei a data de casamento no Family Search, dia 26/01/1889. Porém não consta nada no cartorio mesmo assim. Como foi em 1889 eu poderia então dar continuidade com o religioso? Se sim, o que eu peço na Cúria? Existe uma certidão de matrimônio em inteiro teor religiosa? É válida? Tenho que pedir para o cartório fazer algna ligação entre esses documentos?
        Aguardo uma luz.
        Obrigado!

        Responder

  72. Fábio.. Bom dia.
    Mais uma vez obrigado por sua atenção.
    Esta aula 4 me deixou em dúvida.(linha- Bisavô, Avô, Pai, Eu, meus filhos)
    Eu sempre achei que não precisaria dos atestados de nascimento e óbito das esposas…
    Mas pelo que vc disse na aula, caso eu faça o processo pelo Consulado Italiano aqui no Brasil eu terei que apresentar estas certidôes?
    Nos documentos necessários no site do Consulado em São Paulo diz o seguinte:

    “DOCUMENTOS REFERENTES A TODOS OS DESCENDENTES, DO ITALIANO AOS REQUERENTES:

    Todas as certidões de registro civil (nascimento, casamento, óbito), em segunda via original e em inteiro teor, desde o italiano que transmite a cidadania até o último dos requerentes. Tais documentos deverão estar acompanhados de Apostila, devidamente traduzidos para a língua italiana por um tradutor juramentado. A tradução também deverá estar acompanhada de Apostila.”

    Obrigado

    Responder

  73. Ciao Fabio,
    Pretendo iniciar o processo de reconhecimento da cidadania italiana pelo Consulado Geral da Italia, em Curitiba/PR, e já estou inscrito na lista de espera. Após assistir o vídeo da Aula 04 surgiu a seguinte dúvida: O Consulado Geral da Italia (Curitiba) poderá exigir as certidões de nascimento e óbito de todos os cônjuges na linhagem do meu antenato (cônjuge de minha mãe, de meu avô e de meu bisnono italiano)?

    Analisei o roteiro para reconhecimento da cidadania italiana divulgada no site do consulado em questão e não relatam sobre a apresentação das certidões civis dos cônjuges.

    Grazie !!!

    PS: Parabéns pelo seu trabalho ! Admiro teu empenho e empolgação…

    Responder

  74. Olá Fabio!
    Excelente curso! estou amando!!!!
    Estou reunindo os documentos e o cartório me perguntou se a certidão é fornecida por meio reprografico ou digitado. Qual devo solicitar?
    Grata
    Ciao

    Responder

  75. Boa Noite Fábio…
    Obrigado por sua disposição em ajudar-nos.
    Dúvida……
    As certidões de nascimento e casamento da Itália precisam ser de inteiro teor?
    Ou o “Estratto per Riassunto dal Registro degli Atti di Nascita” é o suficiente?
    Tanto para processos na Itália quanto pelo consulado aqui no Brasil?
    Muito Obrigado

    Responder

  76. Olá, Fábio! Excelente vídeo! Estou acompanhando o curso pelo YouTube 🙂 Tenho a certidão de batismo do meu trisavô (italiano) que a minha avó tinha guardada há uns dez anos. O problema é que ela só tem o carimbo da paróquia. Como posso conseguir o outro carimbo (o da prefeitura)? Só indo até a Itália? Ou seria necessário pedir outro documento? A certidão foi emitida em 2004 pela paróquia de Padernello, em Treviso. Muito obrigado e, novamente, parabéns pela iniciativa!

    Responder

    1. Olá, venho acompanhando os videos do Fábio e acho que sua dúvida é respondida no video anterior: aula 3.

      Responder

  77. Olá Fábio! Tudo bem? Tenho acompanhado seu Blog e agora as Aulas práticas sobre Cidadania, tem sido de muita valia pra mim. “Seus vídeos são ótimos”!!!
    Estou em processo do Reconhecimento da minha Cidadania aqui pelo Brasil, em Março/2017 estarei apresentando a Documentação ao Consulado. Gostaria que me esclarecesse uma dúvida pendente ainda: No processo estamos em um grupo de 7 pessoas (todos descendentes diretos), Netos e Bisnetos do Antenato Italiano, para apresentar os devidos requerentes, é necessário cada um ter em mãos os Documentos do Antenato (Nascimento, Casamento e Óbito), ou somente um vale para todos??? Há necessidade de apresentar também as Certidões de Nascimento e óbito dos cônjuges (minha avó e minha mãe)??? No caso também, minha irmã, neta do Antenato, tem dois filhos de menor, é necessário que apresente as Certidões de Nascimento deles para também serem reconhecidos nesse mesmo processo??? Ressaltando que na Convocação está na quantidade de 7 pessoas, a não contar com os dois menores.

    No aguardo.

    Muito obrigada!!!

    Marta Irene Fabri

    Responder

  78. fabio, muito obrigado por fazer esses videos, entao de acordo com o video eu nao preciso correr atras das certidoes de nascimento das mulheres de minha familia, bem como de óbito. no meu caso a minha linha genealogica se passa pelos homens ate o meu bisnono italiano.

    Responder

  79. Fábio, boa tarde. Tenho todos os documentos menos a certidão de casamento do meu bisavô (italiano). Já procurei na cidade do óbito dele, na cidade de nascimento do meu avô e nas cidades vizinhas. No nascimento do meu avô, ele se declarou casado e declarou que meu avô era seu filho; ainda assim é necessária a certidão de casamento dele?

    Responder

      1. Fabio,
        o problema é que não sei se eles se casaram só na igreja e foi depois de 1900. O nascimento do meu avô é declarado pelo meu bisavô e no documento diz que ele é casado eclesiasticamente com a minha bisavó.No casamento do meu avô, também há referência delecomo filho natural dos meus biisavôs. Isso quer dizer que eles casaram so na igreja? Muito obrigada.

        Responder

  80. Fábio, o ideal é ter todo o processo engatilhado na hora de emitir os documentos em inteiro teor?
    Digo, já ter um tradutor juramentado escolhido e a viagem para a Itália marcada?

    Responder

    1. Olá Jonas não necessariamente, até porque você precisará ter os documentos em inteiro teor para poder ver se eles tem erros e variações. Se tiver, vai ter que efetuar o processo de retificação e só no final dele, terá que solicitar tudo novamente corrigido, e aí sim vai traduzir, apostilar e zarpar pra Itália 🙂

      Responder

  81. FABIO , AINDA HA A NECESSIDADE DE FAZER A ARVORE GENEALOGÍCA MESMO , COM A NOVA APROVAÇÃO DO CONSULADO ITALIANO NO BRASIL , QUE VC N PRECISA RETIRAR DE TODA A SUA FAMILIA PARA TIRAR O SEU? E NECESSITA DE UMA ATUALIZAÇÃO DOS DOCUMENTOS ?
    GRATA ,
    BIANCA BELLIZIA

    Responder

    1. Olá Bianca, nem todos os consulados no Brasil aceitam utilizar a pasta previamente utilizada por familiares, verifique com atenção a página do consulado que atende a sua jurisdição, ok?

      Responder

  82. Boa tarde Fabio tudo bom ?
    Obrigada por compartilhar com tanto prazer assim as informações para a cidadania.
    Fábio, a irmã do meu pai já tem o reconhecimento da dupla cidadania italiana, eu tenho todas as certidões que ela utilizou em mãos, minha dúvida é a seguinte, para eu entrar com o requerimento da dupla cidadania, eu preciso começar la do antenato com toda a documentação novamente ( tendo em vista que as certidões estão com data de 2001, entendo que vou precisar pedir todas novamente em seus respectivos cartórios) ou posso partir do processo dela ? Tenho todas as informações sobre o comune que reconheceu a cidadania dela.
    Obrigada pela atenção.

    Responder

  83. Olá Fabio!! Preciso levar a minha certidão de casamento para tirar minha cidadania?

    Responder

      1. Casei na Australia e tenho o certificado normal de la e tenho comunhao de bens aqui no brasil…o que faço? obrigado

        Responder

        1. Oi Ricardo, você deve sempre utilizar o documento original, emitido no país onde o evento ocorreu, traduzido e legalizado ou apostilado pelo órgão italiano daquele país. Entre no site do consulado italiano da região da Austrália onde você se casou e veja quais os procedimentos que eles adotam

          Responder

          1. Mas não tem problema todos os
            meu documentos serem brasileiros e apenas o de casamento ser australiano.


  84. Boa noite,Fábio!

    Em primeiro lugar quero parabenizar pelo SAGABOOK,bem minha dúvida é o seguinte estou terminando a minha arvore genealogica ,e estou com uma dúvida meu antenato é meu bisavô ,só que da minha bisavó só tenho o ano de nascimento,não tem a data certa e nem a comune a qual nasceu,tem algum problema?

    Responder

  85. Fábio, você falou que alguns processos só precisam ser apresentados no Consulado Italiano no Brasil. Minha dúvida é o seguinte, onde o processo é finalizado com mais rapidez, e fica mais rentável: Na Itália, ou no Brasil?

    Responder

  86. Boa Tarde Fábio.
    Primeiro, muito obrigado por compartilhar seu conhecimento.
    Baixei o Saga Book e já li inteiro.
    Porem ainda fiquei com algumas dúvidas.
    No meu caso o Anttenato é meu bisavô, que se mudou para o brasil e teve meu avô meu pai.
    1- Eu não preciso das certidões de nascimento e Óbito das esposas? somente as certidões de Casamento?
    2- Para Não perder Tempo eu vou fazer o pedido de reconhecimento pelo consulado aqui no Brasil para pelo menos entrar na fila. Eu tenho que esperar ter todos os documento Traduzidos e apostilados para fazer o requerimento, ou posso enviar o requerimento e correr atrás dos documentos? Afinal a fila demora mais de 10 anos.
    3 – Estou com quase todos os documentos em mãos, se eu traduzir e apostilar hoje, daqui 10 anos estarão “vencidos”?

    Obrigado por sua ajuda

    Responder

  87. Olá Fábio, primeiro gostaria de agradecer o excelente material e suporte que você disponibiliza no blog, tem me ajudado muito!
    Tenho uma dúvida: meu antenato se casou na Itália, onde devo procurar sua certidão de casamento? Você disponibiliza um modelo de solicitação para isso, como na certidão de batismo?
    Obrigada!

    Responder

    1. Olá Thaís, neste caso você deve verificar com o comune onde ele nasceu se existe alguma anotação deste casamento e tem que descobrir em qual comune a esposa dele nasceu, pois os casamento aconteciam (na verdade até hoje é assim) na cidade da noiva

      Responder

  88. Olá Fabio. Fazem alguns dias que enviei email a ti, mas ainda não obtive respostas. Agora que eu estou visualizando seus vídeos no youtube percebi que é aqui que se faz as perguntas..Lol
    Seguinte, tenho uma única pergunta, quanto tempo normalmente demora para a comune enviar a certidão de nascimento após o envio do email? Normalmente….

    Responder

  89. oi Fabio seus videos tem me ajudado muito sigo seu canal desde seus primeiros videos, estou com um problema em relaçao a erros de escrita em documentos, na certidao de nascimento do meu avo o pai dele esta como Durval Guartezani e o certo seria Durval Quartezani. mas nas demais certidoes o nome dele esta correto, isso seria uma preocupaçao pra mim? eu preciso tentar consertar esse erro? obrigado

    Responder

  90. Olá Fábio. Boa tarde!
    Iniciei a busca pelos documentos e inclusive já consegui alguns, porém me surgiu a seguinte dúvida: Estes documentos tem prazo de validade? Porque vou demorar um tempo para conseguir juntar dinheiro para ir até a Itália.
    Obrigado pela ajuda!

    Responder

  91. Ciao Fabio. Buon giorno. Eu gostaria de saber se a certidão de nascimento da minha filha e do meu marido devem ser adicionados a esta lista, ou seja, devem ser apresentados também no momento da solicitação da cidadania? E outra coisa, posso incluir minhas irmãs neste processo, ou deve ser aberto um pedido pra mim e um para elas? Grazie mille.

    Responder

  92. Muito didática sua aula. Está bem legal essa sequência de orientações. Obrigada.

    Responder

  93. OI Fábio, está tudo certo sobre meus documentos, porém descobri que na certidão de óbito do meu pai o nome do antenato está em português ( José). Acredito que na época foi fornecida a certidão que não estava retificada o nome do antenato (Giuseppe)…É o único documento que percebemos que tem este erro. Apesar da K28 que dispensa a certidão de óbito, sei que vc vai dizer que devo retificar…isso? Minha dúvida é o tempo que isso demora…mas acho que vc vai falar na sequencia. Abraço.

    Responder

  94. Boa tarde. Primeiro quero agradecer você, Fábio, por fornecer informações tão importantes e valiosas sem custo. Desejo todo sucesso pra você. Provavelmente serei um cliente seu quando for pra Itália.
    Minha dúvida é a seguinte: encontrei a certidão de casamento do meu antenato em uma igreja, aqui no Brasil. Como proceder neste caso? Envio para o cartório transcrever para “inteiro teor”?
    Muito obrigado!

    Responder

    1. Olá Murilo se o casamento é anterior a 1890 ele é válido no lugar do casamento civil. Se por outro lado, aconteceu após este ano, infelizmente não pode ser utilizado

      Responder

  95. Olá Fábio , sobre os documemtos eu gostaria de saber se realmente todos os casamentos são necessários ??? Pois no meu caso meu avô(Brasileiro) e meu pai não se casaram nem no civil e nem no religioso com suas respectivas esposas , ou seja minha avó e minha mãe , mas nas certidões de nascimento do meu pai e na minha consta pais declarantes . Sem estes casamentos , levando em consideração de não encontar os tais funcionários cretinos eu consigo realizar o processo ????

    Responder

  96. Olá Fábio,
    Realmente a cada vídeo seu agente descobre um detalhe que não sabia. Por exemplo, a questão de nos consulados precisar apresentar os nascimentos dos cônjuges. Aí me surgiram duas dúvidas.
    A primeira é, eu moro atualmente no Paraná, e entrei no começo do ano passado na fila do consulado. Porém, este ano me mudo para Porto Alegre e sei que lá a fila é menor, tem como eu transferir para lá, não sei se tem como, ou entrar na fila? Ou, se por eu já estar na fila do consulado do Paraná eu preciso terminar o processo aqui?
    A outra questão é a respeito dos nascimentos dos cônjuges. O meu antenato é o meu trisavô e a minha trisavó também veio da Itália, porém, eles se casaram aqui. Tem algum procedimento para tentar achar a certidão dela sozinha? Pq na certidão de casamento só fala que ela é natural da Itália, e no livro do museu da imigração também não fala nenhuma informação de região, somente que veio da Itália com os pais. E como ela é mulher não posso tentar procurar no Arquivo de Estado. A única informação que tenho é que ela chegou em 1891 com 15 anos e se casou em 1896 com 20 anos, então acho que o ano de nascimento foi em 1876, então a certidão estaria nos comunes. Tem algum modo de procurar sozinha ou só com buscadores mesmo?

    Responder

  97. Fábio, boa tarde! Certidão de Batismo no Brasil, emitida pela Cúria Metropolitana, para o filho do antenato não registrado em cartório, é válida para o processo de cidadania (ano do nascimento/batismo = 1892)?

    Responder

  98. Boa tarde Fábio, primeiramente obrigada por esse trabalho excelente! Acompanho sempre! Tenho uma dúvida e como sempre tenho a certeza que você é pessoa mais capaz para me informar. No vídeo você fala que os documentos necessários são os assentos de nascimento e casamento,e os óbito recomendados, tenho enfrentado o seguinte problema no meu processo, estou a exatamente um ano atrás da certidão de casamento do meu antenato aqui no Brasil, porém, sem sucesso, sabemos em que o ano do ato,que foi em 1887,o registro civil já existia no Brasil, no entanto, sua obrigatoriedade começou apenas em 1888. Em casos assim, perco o direito ao reconhecimento? Uma ação de certidão tardia poderia solucionar? Ou uma certidão religiosa? Seu filho,meu bisavô, teve sua certidão de nascimento tardia também, declarada no momento do seu casamento,podem haver problemas com essa certidão também? Desde já agradeço! E mais uma vez parabéns por seu trabalho! ?

    Responder

  99. Fábio, bom dia.

    E no caso do antenato, casado no Brasil, não ter se casado no cartório, somente na igreja. Há alguma certidão expedida pelas igrejas brasileiras que valha como certidão de casamento?

    Responder

  100. Já foi enviada a carta a parrocchia a mais de 2 meses e não obtive resposta, sendo que o aviso de recebimento veio 1 mês após o envio, como é em uma região mais simples, não possuem email disponível, ao que as minhas buscas me indicam, então não consigo ter contato com o parrocco por conseguinte não tenho acesso ao documento do meu antenato italiano, como já havia te dito, preciso dos teus serviços pois por conta não obtive êxito, se puder entrar em contato pelo Facebook te agradeço enormemente.

    Responder

  101. Olá Fabio, primeiramente quero agradecer e parabenizar pelo seu trabalho. Pelo o que acompanho, você consegue juntar o útil ao agradável: trabalha com o que gosta e ajuda muitas pessoas ao fazer isso. Espero um dia poder fazer o mesmo dentro da minha área trabalho. Mas sem mais demoras tenho uma dúvida quanto a documentação. Reuni quase todos os documentos brasileiros, desde a certidão de casamento do meu trisavô (meu antenato) até minha certidão de nascimento, ao todo são onze documentos, desses tenho dez, pois não consegui nem certidão de batismo, nem certidão de nascimento civil do meu bisavô (filho do italiano). Busquei informações dentro da família (tenho primos de segundo grau com o mesmo antenato e cia que reconheceram a cidadania há muito tempo, eram pequenos quando meu tio avô fez o processo e passaram as informações que puderam, já que não sabem muita coisa). As informações que consegui dentro da minha família e nas buscas que fiz em igrejas e cartórios são de que ele nunca teve nem um nem outro. Questionei o cartório em que ele se casou já que pedi para abrir habilitação e nada constava sobre documento de nascimento e a informação foi de que: ele casou em 1918 e a certidão de nascimento para realizar casamentos só passou a ser obrigatória em 1920. Após o falecimento da minha bisavó ele casou-se de novo e no cartório do segundo casamento o que consta é a certidão do primeiro. Recebi a orientação para pedir uma certidão de nascimento para ele. Isso é possível? É correto? Como devo proceder nessa situação? Desde já agradeço a atenção.
    Saúde, sabedoria e amor para fazer tudo que é preciso.

    Responder

    1. olá Fracieli, você é da região do Paraná ? Sou Pagani também e estou a procura dos documentos. Você tem na sua árvore como antenato João Pagani, Luiz Pagani, Antonio Pagani ?

      Responder

  102. Oi Fábio, eu sou a requerente no processo e única divorciada. Adiciono minha certidão de casamento com averbação do divórcio? Preciso de mais alguma coisa? Grazie!!!!!

    Responder

  103. Ciao Fabio.

    Acompanho seu trabalho desde o inicio do ano passado e só tenho a agradecer por ele. Adquiri o Guia Pratico da Vida na Itália e não o estou lendo (estou estudando-o, rsrs). Estou esperando juntar a minha documentação para poder me filiar à Escola de Cidadania Italiana um pouco antes de realizar minha viagem. Entendi perfeitamente a aula de hoje mas não sei qual seria o resultado em minha situação: O óbito de meu antenato não foi lavrado em cartório e ninguém sabe onde esta enterrado (já fiz as buscas). Imaginando que não exista tal documento e sabendo que a legislação brasileira parece não poder gerar outro pois está muito tempo além do permitido, tomei a liberdade de enviar um email a uma comune em Arezzo, perguntando se a falta de apenas esse documento poderia impedir a obtenção de minha cidadania. Voce acha que fiz o caminho certo? Tem alguma dica que eu possa utilizar nesse caso? Espero de coração que continue realizando esse belissimo trabalho e que Deus lhe abençoe com tudo que precisar. Abraços.

    Responder

  104. Fábio, boa noite!
    Mesmo a cúria de Mantova não respondendo ao meu pedido da certidão de batismo, você recomenda eu já ir no cartório aqui da minha cidade e pedir todas as certidões em inteiro teor?
    Outra coisa, há algumas variações nos nomes dos meus ascendentes em algumas certidões, por exemplo. Affonso. Alfonso, Afonso, Victorio, Vittorio. Há algum problema, precisa alguma retificação?
    Abraço e obrigado!

    Responder

  105. Olá Fábio, como vai? Obrigado por mais esta aula. Eu já possuo todas as certidões necessárias para o processo. Minha dúvida é sobre as variações do nome de meu bisavô. Os nomes de meu avô, de meu pai e meu nome estão todos OK. Porém há uma variação no nome de meu bisavô (meu antenato). A única certidão na qual estava errado o sobrenome, esta já foi retificada. Porém ainda há variações do nome, que foi “abrasileirado”. Seu nome era RAIMONDO, e as variações são: RAYMUNDO e RAIMUNDO.
    Li no site do consulado,onde diz que não há problema com esse tipo de erro, exceto quando ocorre com certidões do requerente. Com relação às datas, todas estão exatamente corretas.
    Você teria alguma idéia sobre isso??? Muito obrigado. 😉
    Abraço!!

    Responder

  106. Oi Fabio, mais uma vez obrigado pelo seu trabalho q vem me ajudando cada dia mais…No meu caso meu antenato se casou 2 vez eu preciso dos dois casamentos?
    Outra duvida minha avo teve meu pai e mais 2 tios meus fora do casamento(ela que foi a declarante) ai depois ela se teve mais 3 filhos com meu avo de criaçao, e se casaram depois q os filhos nasceram, esses 3 ultimos filhos tem direito a reconhecer sendo q meu vo q registrou eles?

    Responder

  107. Olá Fabio, voce poderia explicar sobre um ítem que encontrei no site de alguns comunes da Italia, para a solicitacao do reconhecimento da cidadania italiana. Diz o seguinte: “certificato rilasciato dalla competente Autorità consolare italiana attestante che né tu né i tuoi ascendenti in linea retta abbiano mai rinunciato alla cittadinanza italiana”. Imagino que seja a tal “non renuncia”. Mas, sendo isso, para fazer a solicitacao na Italia, preciso, desde o momento que viajo, levar este documento comigo? É a mesma CNN que voce falou na “aula 3”?
    Muito obrigado…
    Geremias

    Responder

      1. Olá Fabio, muito obrigado! Além da aula ser um show, sua interatividade é um privilégio para nós… Um abraco…

        Responder

  108. Fabio,
    Boa noite!
    Mandamos o email para a Comuna de Vicenza solicitando a certidão de nascimento de meu avô!
    Como o meu Bisavô nasceu comprovadamente em Noventa Vicentina, encaminhamos também o email para lá.
    Agora, vamos aguardar!
    Abraços, até amanhã!
    Edna e Henrique.

    Responder

  109. Olá, Fábio. Parabéns pelo excelente trabalho. Gostaria de saber, por gentileza, se você também trabalha requerendo, na Itália, o reconhecimento de cidadania para terceiros através de procuração, como algumas empresas fazem. E, em caso afirmativo, quanto custa o serviço. Desde já, obrigado! E fico aguardando retorno. Abraço….

    Responder

  110. Oi Fábio, tudo bem?
    Minha duvida é a seguinte. Meu bisnono, filho do meu “antenato” não foi casa (no papel), com a minha bisnona. Na certidão de óbito dele no campo estado civil e idade aparece “solteiro, com 51 anos de idade”. Tendo esta informação não terei problema em requerer minha cidadania correto?
    Aguardo teu retorno, abraço.

    Responder

  111. Olá Fabio, tudo bem, excelente aula!
    Fiquei com uma dúvida apenas. É a respeito das Certidoes de óbito. Estou juntando minha documentacao para o reconhecimento da cidadania pela linha paterna. Meu “antenato” italiano era meu bisavo. Nasceu na Italia, casou-se no Brasil e aquí também faleceu. O documento que nao estou conseguindo localizar é a Certidao de óbito da minha bisavó (esposa do meu “antenato” italiano). Posso confirmar que já consegui a certidao de óbito do meu bisavo… Minha pregunta é: preciso, realmente, da certidao de óbito da minha bisavó?
    Desde já, muito obrigado,..
    Aguardo resposta, se possível..
    Geremias

    Responder

    1. Olá Geremias tudo bem? Não é necessário o óbito nem o nascimento dos cônjuges – você precisa se preocupar apenas com os nascimentos, casamentos e óbitos daqueles que fazem parte da sua linha de transmissão, ok? Abraços

      Responder

      1. Nossa, Fabio, isso tirou um peso enorme! Voce e suas aulas sao um show… Um grande abraco…

        Responder

  112. Fábio, excelente vídeo. Tenho uma dúvida quanto a validade dos documentos. Você falou em outro vídeo que recomenda que o apostilamento tenha menos de 6 meses. Essa mesma validade se aplica para o documento original? Pretendo apostilar as certidões emitidas a um ano em média….Posso ter algum problema no comune (irei a Itália com os apostilamentos recentes mas as certidões com uns 18 meses)?

    Obrigado

    Responder

    1. Para apostilar, os documentos devem ter no máximo um ano de emissão ele diz aos 7 minutos. Veja se é essa sua dúvida.

      Responder

    2. A CNN tem validade de 1 ano, já as traduções juramentadas e certidões tem validade indeterminada.
      Pode ir organizando, traduzindo e guardando, me corrija por favor Fabio se eu estiver errado, obrigado.

      Responder

  113. Olá Fábio, tudo bem?
    Primeiramente quero te agradecer por estar sempre motivado e pronto a ajudar outros nesse processo, mesmo sem receber um tostão por isso.
    Pergunta:
    Acredito que meu bisavô (Antenato) não tenha se casado oficialmente no Brasil. Como faço se não tenho a certidão de casamento dele?

    Abraço,
    Daiane

    Responder

  114. Fabio. Gostei muito da aula, prática e esclarecedora. Você disse que para os processos realizados no Consulado Italiano no Brasil eles pedem as certidões de óbito e, geralmente, os processos na Itália só os oficiais “cretinos” que solicitam. Só tenho uma dúvida: por eu não ter disponibilidade de tempo para ficar meses na Itália e optar por r fazer todo o processo por aqui, é muito mais demorado? É viável? O que você recomenda? Grato. JD Morbidelli

    Responder

    1. Olá JD tudo bem?

      No Brasil os processos podem levar de 5 a 12 anos – dependendo da região onde você vive, enquanto que na Itália normalmente tudo fica pronto entre 3 e 6 meses

      Responder

  115. Fábio, os seus vídeos tem me ajudado muito. Eu ja localizei a Comune do meu Antenatto, Solicitei ao Cartório ou a L’Ufficiale dello Stato Civile o Estratto Per riassunto degli Atti di Nascitta. Ela me enviou em PDF o documento. assinado e carimbado com a data de 03/01 . O registro de nascimento dele 22/12/1882 – Comune de Claut. Pordenone. Os documentos que se encontram aqui no Brasil, eu ja localizei todos. Antenatto (casamento e obito) > Bisavô (nascimento, casamento e óbito) > Avô (nascimento, casamento e óbito) > Mãe (nascimento, casamento) > Requerente (nascimento). Basta apenas ir aos cartórios e solicitar. (estes que são de pequenas cidades e ficam a no maximo 30km onde moro e tendem a ser eficientes devido a baixa demanda de solicitações). a CNN, consta no link do MP, que ele não se naturalizou. o tradutor juramentado com firma reconhecida, eu já encontrei também. O cartório que faz o apostillamento di haia também ja encontrei. tendo isso em mãos, eu quero ver nas próximas aulas o que fazer. Attendo con ansia la vostra risposta.

    Grazie in anticipo.

    Responder

    1. Olá Gustavo tudo bem? Quando existem informações como estas no documento italiano, significa que algum familiar seu já realizou o processo anteriormente, e ao apresentar os documentos brasileiros do seu antenato, o comune anotou estes eventos da vida dele no livro de registro de nascimento.

      Responder

      1. creio que isto é uma boa notícia, certo? pegando todas as certidões brasileiras, conferindo se não precisam de retificações, não precisando de retificações, como já sei que não precisarão, me faltará apenas a de nascimento do antenato, que a Ufficiale me enviou por e-mail… alguém pode pegar essa certidão lá pra mim? a certidão de nascimento do antenatto, também precisa do documento di haia colada atrás? ou eu posso organizar os documentos brasileiros, traduzir, apostillar e ir para a itália, e lá solicitar a certidão em papel (registro do antenatto) no comune? muito muito obrigado. os seus vídeos e aulas caíram do céu. que Deus te abençoe, colega.

        Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.