Bate Papo

2ª Edição - Guia Prático da Vida na Italia


Deixe a sua dúvida abaixo:

179 Comentários


  1. Olá Fábio,
    Antes de tudo obrigado por compartilhar essas informações, tanto no blog quanto no livro. A minha dúvida é se quando se tem a cidadania e é registrado no Aire, o meu Comune é no Brasil? Se eu estiver registrado como residente no Brasil, eu posso registrar o meu casamento que foi realizado no Brasil, no Stato Civile do Comune do meu antenato? Ou tenho que informar o Aire para requerer o certificado di matrimonio emitido na embaixada, ou tenho que transferir a resistência para então fazê-lo?

    Responder

  2. Olá Fábio, fiz a compra do Guia Pratico em 2015, mas não sei como faço para conseguir minhas atualizações do Guia.

    Responder

  3. Boa noite. tenho uma duvida, o meu marido tem todos os 8 bisavós italianos, e uma avó materna italiana inclusive, ele nasceu em 1966, portanto depois de 1948, Ele tem direito à cidadania por parte da avó materna? Pois a documentação do bisavô paterno não está muito fácil de conseguir, pois não conseguimos ainda descobrir em que cidade ele nasceu na Itália, pois não consta no seu atestado de óbito. aparece apenas nascido na Itália. você poderia nos ajudar por favor?
    Observação: eu e meu filho pssuímos a dupla cidadania.
    Grata.
    Claudia

    Responder

  4. Olá, Fabio, uma dúvida, por gentileza. Eu li o livro (muito bom) e vi que vc já respondeu algo parecido no final do video, mas ainda não entendi direito, então refarei a pergunta. Eu, minha mãe e irmão pretendemos requerer, simultaneamente, o reconhecimento da nacionalidade italiana na Itália. São 3 requerimentos (se são 13 certidões para comprovar a ascedência até o ancestral italiano, seriam, logo, 39 certidões no total) ou basta 1 único requerimento para 3 pessoas (apenas as 13 certidões para comprovar a ascedência até o ancestral italiano)? Obrigado!

    Responder

    1. Olá Leonardo tudo bem?

      Sim, a maioria dos comunes aceitam tranquilamente a utilização do mesmo jogo de documentos para todos os requerentes, porém para ter certeza de que o oficial do comune onde você pretende dar entrada também aceita, é importante que você entre em contato com ele antes da ida à Itália, ok? Abs

      Responder

  5. Olá Fábio. Você conhece algum caso de validação de um diploma de mestrado (MSc), obtido pela Open University (UK), que foi validado/reconhecido na Itália? Grato pela atenção. Abraço.

    Responder

  6. Bom dia Fabio!!! Parabéns pelo Livro: “Guia Prático da Vida Na Italia 3” – Gostaria que me ajudasse nas respectivas dúvidas: -> 1° Precisarei alugar um Apartamento “Uso Abitativo”, mas posso quebrar o contrato 4×4 ou 3×2, por exemplo se meu processo terminar com 3 meses, como faço? -> 2° Estou com medo de não conseguir alugar apartamento onde o proprietário aceite conceder cessione di fabbricato? -> 3° Quais cidades vc recomenda para darmos entrada no Comune? -> Eu consigo o Codice Fiscale antes de ter a Residencia? Obrigado Fabio!

    Responder

  7. Vou fazer meu processo de cidadania – pensando principalmente em meus filhos.
    Porém não sou casado oficialmente.
    Tenho que casar???

    Responder

  8. Fabio, na não renuncia o comune envia copia do processo para os consulados?

    Responder

  9. Continuando…?2) Quais são as melhores regiões hj p se pedir a cidadania na Itália? E o que se deve evitar?

    Responder

  10. Fabio, conheci casualmente seu blog, iniciando as pesquisas sobre o mundo da cidadania italiana e viciei! Rsrs Gostaria de fazer algumas perguntas… 1ª) meu esposo foi divorciado anteriormente. Eu tb… A dele será jus sanguinis e a minha naturalização posterior por matrimônio. Serão necessários inicial, sentença, certidão de trânsito e objeto e pé de nós 2? Somos casados já há 9 anos, e temos 1 filho comum. Muito obrigada!??

    Responder

  11. Olá Fábio, tudo bem? Farei o apostilamento da minha certidão de casamento e depois de feita a tradução juramentada, farei seu apostilamento tb. Pretendo chegar em Perúgia em dezembro, com meu marido. Vou viajar apenas com meu passaporte feito no consulado italiano aqui do Rio.
    1- Como devo proceder para tirar minha carteira de identidade e codigo fiscale qdo chegar na Itália por favor?
    2- Como devo proceder pra dar entrada no pedido de Siggorno do meu marido qdo chegarmos na Itália por favor?
    3- Vi um video que vc fala sobre a necessidade de tirar minha certidão de nascimento, como devo proceder por favor?
    Muito obrigada,
    Mariana

    Responder

  12. Fábio, quero te parabenizar por todo teu lindo trabalho, realmente foi e está sendo um divisor de águas na minha vida ! Tenho uma dúvida, meu antenato se chamava Giovanni Battista Zambon(bisavô), quando veio para o Brasil nunca usou o segundo nome, ficando apenas Giovanni Zambon, quando meu avô nasceu ele virou João Zambon e nos óbitos do meu pai e avô registraram nosso sobrenome : Zambom, o correto é Zambon com N no final, preciso reficar esses óbitos e os demais documentos ?

    Responder

  13. Boa tarde Fabio, comprei o seu livro e gostei muito. Encaminhei um e-mail para empreender@….. e não tive retorno. Você poderia verificar se recebeu o e-mail ou não? Ou você responderá o e-mail somente quando estiver com o curso pronto? Já tenho empresa no Brasil com consultoria para fins de reconhecimento da cidadania italiana e gostaria de abrir também na Itália. Obrigada!

    Responder

  14. OI Fabio. Vocè sabe me informar se a lei italiana permite emancipação de menor? Pela lei brasileira, os pais fazem isso em um tabelionato, se não me engano, via escritura publica. Se sim, dá pra fazer em algum consulado no Brasil?

    Responder

  15. boa noite. gostaria de saber sobre a area da matalurgia na Italia. tudo sobre fresa, torno, solda e centro de usinagem. se tem vagas vantagens e desvantagens da area ai. obrigado

    Responder

  16. Fabio Bom Dia.
    Como faço para entrar em contato com voce para tirar duvidas sobre sua acessoria ai na italia?

    Responder

    1. Olá Jeff boa noite, tudo bem? Atualmente estamos fechados para novos pedidos de consultoria, pois nossas vagas presenciais já foram ocupadas e neste momento estamos 100% focados em ensinar o maior número de pessoas a realizar o processo sozinhos aqui na Italia, seja através do Guia, seja através da Área Vip.

      Responder

  17. Quanto tempo está demorando o processo hoje? Posso ficar em Flat? Posso ficar em pensão? posso alugar um quarto? O imóvel pode ser alugado para outras pessoas? Com a possível assinatura do Acordo de Haya em agosto o que muda? Vale a pena esperar para não precisar fazer a legalização dos documentos? Será que as taxas serão mais caras? No período do processo eu posso viajar para a Espanha?

    Responder

  18. Fabio bom dia!!!! Comprei o seu Guia hoje, estou gostando muito de tudo.
    O link para abrir a PLANILHA DE CUSTOS, que muito me interessa, não está funcionando.
    Peço que me envia a planilha por email.

    Hélder

    Responder

  19. Fabio, ciao !
    Aqui para fins de acompanharmos a politica, economia, esportes, usamos os portais G1, Uol, entre outros. Saberia algum portal para que possamos acompanhar a vida aí na Itália? Obrigado !

    Responder

  20. Boa noite Fábio,

    Acabei de assitir ao vídeo todo quase de uma vez só, já são 4:00 da manhã aqui no Brasil. E já li grande parte do guia. Não pude participar ao vivo porque estava em viagem para BH. Dia 3 de fevereiro estive no Consulado para legalização e, infelizmente, meus documentos não foram aceitos por conta de vários erros na traduções. Isso porque tomei o cuidado de mandar traduzi-los no patronato italiano justamente para não ter supresa desagradável, mas, infelizmente, as traduções não foram aceitas. Tive que mandar corrigi-las e, graças a Deus, consegui outro horário no dia 22/02 e desta vez deu tudo certo. Agora estou aguardando a entrega dos documentos.

    Primeiramente, parabéns pelo guia e por esse vídeo-resposta! Mais uma vez você coloca sua imensa generosidade e competência a serviço de tantos pessoas e isso é maravilhoso.!! sua dedicação e amor pelo que faz e, posso dizer, por nós, rsrs, são uma fonte de inspiração para mim.Obrigada!

    Gostaria também de esclarecer algumas dúvidas; quase todas giram em torno do assunto residência. Inclusive, acabei de mandar um email para vc com as mesmas perguntas, pois não havia assitido o vídeo até o fim e não sabia que este canal do vídeo ainda estava aberto para perguntas postadas depois da conversa online.
    Já cheguei a perguntar algo a respeito para você também no artigo sobre diferença entre Stato Civile e Ufficio Anagrafe, contudo, após ter visto o vídeo/resposta do guia, gostaria de perguntar outras coisas.

    É o seguinte: vou para Itália em maio, talvez um pouco antes, reconhecer minha cidadania italiana. Caso encontre emprego por aí, pretendo continuar morando na Itália, se não, irei para França estudar confeitaria e padaria.

    Por este motivo (indefinição quanto ao que irei fazer) e também por questões de grana curta, não gostaria de fazer um contrato de aluguel “normal”. E aqui surge a primeira dúvida:

    1) Para que eu possa estabelecer um contrato de aluguel válido para fins de residência, qual deve ser o tempo mínimo de contrato?

    Pergunto isso porque pelo site “easystanza” achei um monolocale a preço razoável, contudo não gostaria de estabelecer um contrato de um ano ou mais, mas de 3 a 6 meses. O tempo que, imagino, levará o meu processo. Um contrato de 3 a 6 meses me possibilitaria a residência?

    Segundo, em resposta às minhas perguntas:
    “”””…não tenho condições de alugar um apartamento inteiro e de fazer um contrato de aluguel de um ano, como é obrigatório, no caso, o contrato para fins habitativos.
    Como devo então proceder pra comprovar residência em um comune italiano? Eu posso alugar somente um quarto? Se sim, é possivel apresentar o contrato de aluguel deste quarto?
    Ou no caso, só é válida a “dichiarazione di residenza” do proprieário do imóvel onde ficarei hospedada ou onde alugarei somente um quarto? Posso alugar quartos para estudantes?
    Enfim, como devo proceder para comprovar residência em um comune italiano no caso de não poder alugar um imóvel inteiro mas somente um quarto?””””

    Você respondeu:

    “””””Olá Nádia, quartos de estudantes, hotéis, albergues ou qualquer acomodação similar não são idôneos para fins de residência, pois se tratam de imóveis com finalidade “transitória” e por isso não podem ser utilizados para fins de residência.
    Por outro lado, se alguém te hospeda no próprio imóvel, pode fazer a cessione di fabbricato como “ospitalita gratuita” e neste caso, junto com a declaração do proprietário do imóvel, é possível solicitar a inscrição anagrafica no comune.”””””

    Então as dúvidas são:

    2) Eu consigo fazer minha inscrição anagráfica, pagando por um quarto em um apartamento/casa jonde já tenham outros locatários morando (no caso estudantes) caso o proprietário me forneça a “dichiarazione di ospitalità” e faça a cessione di fabbricato como “ospitalità gratuita”? Eu estou pensando no seguinte: eu pagaria por um quarto em um imóvel alugado por estudantes (tipo república) ou outras pessoas (não necessariamente estudantes), e o proprietário do imóvel me forneceria a “dichiarazione di ospitalità” e faria a cessione di fabbricato como “ospitalità gratuita”.

    Você já viu isso acontecer? Isso estaria dentro da legalidade? Porque não quero fazer nada de errado.!

    3) Na sua resposta você escreve: “junto com a declaração do proprietário do imóvel, …” Me desculpe a insistência, mas nesse caso “declaração” é o que exatemente? É a mesma coisa que a “dichiarazione di ospitalità”?

    Enfim, o que devo fazer para conseguir me inscrever como residente em um comune se eu não puder fazer um contrato de aluguel para fins habitativos de um ano ou mais e se não tiver alguém que me hospede gratuitamente? Eu posso pagar para que alguém me hospede “gratuitamente” e me forneça os documentos de que necessito para conseguir fazer minha inscrição como residente em um Comune?

    Última pergunta: você conhece algo a respeito do Comune de Forlì em Emiglia Romagna?

    Mais uma vez obrigada!

    Um abraço,

    Nádia.

    Responder

    1. Olá Nádia tudo bem?

      Vamos lá rs:

      1 – O tempo mínimo de um contrato para que um comune aceite o pedido de residência é chamado 4 x 4 (quatro anos, renováveis por outros 4). Em alguns comunes, também é aceito o contrato 3 x 2, e em ambos os casos, é possível cancelar com um aviso prévio ao proprietário.

      Contratos inferiores a este tempo não são considerados ABITATIVI, mas sim temporários, e por este motivo o comune pode refutar o pedido de residência!

      2 – Depende: se este imóvel não atingiu o limite de residentes, e ainda seja possível a inserção de um novo morador, não há qualquer problema. Porém em caso de pagamento de aluguel, nem que seja 1€, o proprietário cometerá crime de evasão fiscal se declarar “ospitalità gratuita”. Sempre que houver pagamento envolvido, ainda que seja apenas referente ao aluguel de um quarto, é necessário de um contratto di affitto, registrado na agenzia dell’entrate

      3 – Não, desde 2015 houve a implantação de um decreto, conhecido como “decreto casa” que obriga que cada cidadão que não seja o proprietário do imóvel que está solicitando a residência, a apresentação de um documento assinado pelo proprietário do imóvel, declarando que ele está ciente deste pedido de residência. Cito o meu caso: eu tenho vários apartamentos alugados em meu nome, onde recebemos os nossos clientes aqui na Minha Saga. Porém nenhum deles é meu, eu apenas alugo dos respectivos proprietários.

      Quando eu vou pedir a residência de cada cliente no comune, eu tenho que anexar uma carta do proprietário, juntamente com uma fotocópia da carta d’identità dele e cópia do contratto di affitto. Esta carta é dada pelo próprio comune, onde descreve basicamente que o proprietário está ciente que este cliente está solicitando a residência naquele apartamento.

      4 – Infelizmente não conheço Forlì não, porém me preocupa que é perto de Rimini, que este sim é conhecido como um comune que não gosta de brasileiros, tal qual Parma

      Abraços

      Responder

      1. Olá Fábio, está tudo bem comigo sim. E com você e sua família?

        Obrigada mais uma vez por responder a tantas perguntas de um texto tão grande! Tenho até vergonha de perguntar mais coisas, mas só você mesmo poderia me esclarecer com segurança.

        Então, seguem abaixo mais outras perguntas. Espero que o esclarecimento das minhas dúvidas esteja ajudando outros pessoas também.

        Depois de quanto tempo é possível cancelar um contrato sem multa? Ou esse cacelamento sempre implicará em uma multa? Se sim, qual o valor?

        Então, pelo que entendi, existe um contrato específico para o aluguel de somente um quarto. É isso mesmo? Se sim, qual é o termo utilizado para designar este tipo de contrato? E neste caso, qual o tempo mínimo de contrato a ser respeitado para fins de residência?

        No caso então dos teus clientes, você estabelece com eles o contrato de aluguel de somente um quarto? E apresenta, para fins de residência/inscrição anagráfica, o referido contrato (entre você e seus clientes), a carta do proprietário (que seria a dichiarazione di redsidenza, né?), a carta d’identità dele e o contrato di affito que você estabeleceu com ele do aluguel que fez da propriedade dele?

        Entendi tudo direitinho? E e isso que eu teria que fazer também? Achar alguém disposto a me alugar um quarto nestas condicções?

        No caso, estou inscrita no site “easystanza”. O que deveria solicitar aos proprietários para conseguir estabelecer este tipo de negociação? Como faço para saber se proprietário do imóvel onde pretendo alugar um quarto estará me fornecendo todos os documentos de que necessito?

        E última pergunta, devo sair do Brasil com tudo isso já em mãos? Ou é possível chegar aí sem isso e tentar arrumar tudo aí?

        Mais uma vez me sinto amparada pelas suas orientações. Agradeço muito.

        Um abraço,

        Nádia.

        Responder

  21. Fábio, o livro está excelente, Parabéns mais uma vez… Infelizmente não consegui acompanhar o encontro todo, será disponibilizado o link para assistirmos?

    Responder

      1. Fábio, obrigada, estava recebendo no email as notificações e não tinha visto na página.
        Assisti o vídeo e obrigada por responder minha pergunta.

        Responder

  22. Olá Fabio! Como posso pedir a Non Rinuncia no Consulado aqui no Brasil para levar em mãos para a Itália, junto com as certidões para fazer o processo na itália?

    Responder

    1. Olá Valeria infelizmente isso não é possível, o comune italiano é que solicitará por email ao consulado a mancata rinuncia. Abraços

      Responder

  23. Boa noite Fábio, primeiramente eu gostaria de agradecer pela disposição e disponibilidade em ajudar nessa jornada!

    Eu tenho duas perguntas: a primeira seria sobre a indicação de alguém que trabalhe como despachante ai na Italia. Alguma pessoa que pudesse pegar uma certidão de nascimento do trisavô da minha esposa. Nós até já possuimos uma cópia de uma emitida há uns 10 anos, que foi utilizada no processo de reconhecimento de parte da família da minha esposa – entendo que não possa indicar alguém para fazer o processo de reconhecimento, mas neste caso acredito que você poderia indicar alguém.

    A segunda pergunta seria sobre a profissão da minha esposa – enfermagem. Gostaria de saber se existe uma boa demanda. Se seria valorizada na Italia.

    Obrigado pela atenção!

    Responder

    1. Olá Pablo nós efetuamos a busca dos documentos, entre no menu superior e mande as informações pelo formulário, que eu te retorno com o orçamento, ok? Sobre a profissão da sua esposa, a Italia carece de profissionais da área de saúde sim. Abraços

      Responder

  24. Fabio, bom dia.
    Muito obrigada por vc me responder. É me desculpe pela ansiedade. Sabendo que não há necessidade das certidões de Nascimento e óbito dos cônjuges, ascendeu uma luz, porque realmente seria muito difícil de conseguir em tão pouco tempo.

    Agora só resta uma dúvida, meus primos estão requerendo a cidadania pela italia e ai eles fizeram o processo de retificação da familia até chegar no nome do meu tio, mas no caso a certidao do meu pai conta como avô dele ANGELICA Barcelli e na sentença judicial do meu primo unificou para BOSSELLI

    Será que está correção é válida para os demais familiares,
    observação a certidao q tenho do meu pai é antiga . Pretendo tirar uma segunda via original em inteiro teor amanhã.

    Responder

    1. Olá Jacirene, quando existem retificações que outra familiar fez, isso automaticamente te obriga a continuar com a retificação nos documentos que pertencem à sua linha específica. Porém a retificação é feita no assento do cartório, ou seja, no livro original. Logo, qualquer pessoa que solicitar uma 2ª via do documento contido no livro, sempre virá corrigido, independente de quem tenha solicitado a retificação, ok? Abraços

      Responder

  25. Oi Fabio, boa tarde. Tenho acompanhado seu blog há algum tempo. Ontem enviei-lhe um questionamento a respeito da prestação de serviço por parte da sua empresa quanto a busca por certidao. Você não me respondeu, talvez por problema técnico minha pergunta não tenha chegado a tempo.
    Complementando minha dúvida gostaria de saber se o Consulado Geral da Itália em São Paulo exige a apresentação da certidao de Nascimento da esposa do antenado (no meu caso bisavo) que no caso ela tambem é italiana, mas acontece que é o único documento que eu não tenho, somente tenho conhecimento de que ela nasceu em Mantova, mas não sei em qual ComunE. obrigada pela atenção .

    Responder

    1. Oi Jacirene, eu não havia respondido porque era final de semana, é só aguardar o tempo necessário que eu respondo a todos, ok? Em todo caso, já respondi na sua mensagem anterior a sua dúvida, logo abaixo. Abraços e uma ótima semana!

      Responder

  26. i Fábio, bom dia, seu trabalho é de suma importância, grata pela oportunidade de poder compartilhar com voce.

    Estou na fila do Consulado de São Paulo e serei chamada este ano (2016), Ocorre que só tenho a certidão italiana do antenato, mas a certidão da nona italiana esposa do antenato eu não tenho.

    Tenho dúvidas quanto ao sobrenome dela.

    Ela chamava-se ANGELICA BOSSELLI ou BOCCELLI, filha de GIOVANNI BOSSELLI eROSA MAGRI, nascida por volta de 1881 e 1882, em Mantova (não sei se é a capital ou em algum Comune). Gostaria de saber se voce tem algum pesquisador de sua equipe que possa prestar o serviço de busca da certidão aí na Itália. Por favor me ajude, obrigada.

    Responder

    1. Olá Jacirene tudo bem?

      Não é necessário apresentar as certidões de nascimento e óbito dos cônjuges, portanto fique tranquila em relação a isso, ok? Abraços

      Responder

  27. Oi Fábio. Não poderia deixar de te agradecer por tudo. O seu blog foi o que me motivou a acreditar que era possível e estou a um passo de obter o reconhecimento da cidadania italiana para minha família…. sem você eu certamente não conseguiria. Você é responsável por 90% do meu sucesso neste campo. Muito obrigada pela sua generosidade e dedicação para com a comunidade ítalo-brasileira

    Responder

  28. Fábio, boa tarde! Estou indo para Itália no dia 3 de maio, e estou procurando um apartamento, porém depois que li o guia prático vi que para alugar seria mais difícil. Estou agora procurando um lugar que eu e minha noiva podemos alugar por algum tempo até realmente tirar toda a documentação. Você conheceria algum site?

    Responder

  29. Boa tarde, Fabio! Se possível gostaria de saber de voce se as certidões emitidas no Brasil e juramentadamente traduzidas tem data de validade posto que estou com dificuldades em agendar a legalização no Consulado Italiano de São Paulo.

    Responder

    1. Olá Gilberto, o consulado em SP não coloca atualmente mais nenhum impedimento em relação à data de emissão das certidões brasileiras, então fique tranquilo em relação a isso. Abraços

      Responder

  30. Pessoal, um enorme abraço a todos vocês, acabei de ver que foram quase 3 horas “conversando” e foi sensacional! Muito obrigado a todos e um excelente feriado!

    Responder

  31. Muitíssimo obrigado Fábio pela sua atenção, cordialidade, alegria e disposição em nos ajudar neste processo todo !!! Fico feliz de seguir seu blog, seus vídeos e livros….. Um grande abraço e vamos nos falando, pois ainda estou na luta. Sucesso e felicidades !!!

    Responder

  32. Fabio, gostei muito que vc falou em um dos seus videos da Ryanair acho que é assunto para um vídeo único. obrigado por toda ajuda.

    Responder

  33. Legal… eu já li ele inteiro…. mas tenho que ler novamente com bastante calma … hahha…. forte abraço!

    Responder

  34. Fábio meus agradecimentos sempre!

    Você é um SUCESSO por conta da sua humildade e profissionalismo. Muito obrigada pelas suas respostas e atenção. Deus continue abençoando toda a sua família. Obrigada, obrigada…

    Responder

  35. Fábio, mais uma perguntinha, eu li ou sonhei? Em algum artigo você disse que está estudando fazer algum tipo de curso para assessoria em cidadania italiana? Se vc realmente postou algo, poderia me refrescar a memória? Desde já agradeço!

    Responder

  36. Como um parente pode me mandar dinheiro, eu estando na Italia no período do reconhecimento?

    Responder

    1. Quando eu chegar no aeroporto devo mencionar que a minha ida é para dar entrada no processo de reconhecimento?

      Responder

  37. Olá Fabio, a certidão de nascimento do antenato, a da comune, é diferente da certidão de batismo e as certidões do Brasil estão iguais a de Batismo. Preciso retificar as do Brasil. (É o nome dele)

    Responder

  38. …. Dando continuidade a pergunta anterior. Na verdade o interesse seria naturalização pelo casamento de minha esposa. Posso usar meu passaporte italiano para responder ao comune? Minha esposa tem direito a reconhecimento de cidadania. Mas varios documentos estão desaparecidos nos cartórios brasileiros.

    Responder

  39. Fabio pergunta de ultima hora: Um Comune pode questionar sobre você ter escolhido fazer o processo naquele Comune ao invés do Comune de origem dos documentos italianos?

    Responder

  40. Fábio só passando novamente para agradecer todo o suporte…obrigado por sanar nossas dúvidas…parabéns pela iniciativa, um grande abraço! Família Lippi

    Responder

  41. Fabio você sabe informar alguma coisa sobre a área de designer gráfico/editor de vídeo/ webdesigner funções que exerço no Brasil?

    Responder

    1. Cristiano, experimenta o app Indeed Empregos para Android ou iOS. Estou acompanhando a area de UX Design na Italia. #recomendo

      Responder

      1. Muito grato pela dica Juliano vou instalar…você também trabalha nessa área?

        Responder

  42. Quanto tempo fica disponível a documentação na comune?

    Responder

  43. Explorando mais um pouquinho :)) Outra pergunta:

    1) Vou entrar com meu processo e o processo de meu primo: ambos vão à Itália cada um com a sua documentação para não termos problema. Sendo que o antenato dele é o mesmo que o meu: somos netos da mesma avó. Será que essa dupla documentação dos mesmos antenatos é necessário?

    Grazie!

    Responder

  44. Fabio, para usar a pasta de um primo meu que já fez a cidadania (na Itália) eu preciso de uma autorização dele, certo? Vc tem algum modelo dessa solicitação.

    Responder

  45. Fábio, me desculpe erro de digitação, pergunta a que fiz , meu antenado nasceu em Rovigo 1881 e não 183.

    Responder

  46. Obrigada por todas as informações ….ultimamente tenho passado mais tempo lendo seus artigos do que com minha familia☺️. O guia tem sido muito útil. Obrigada novamente.

    Responder

  47. Fabio queria aproveitar e pedir desculpas pessoalmente sobre o vídeo dos brindes que te enviei, foi um presente sem nenhuma pretensão, mas queria saber se você sabe informar alguma coisa sobre a área de designer gráfico/editor de vídeo/ webdesigner funções que exerço no Brasil.

    Responder

  48. Olá Fabio, a certidão de nascimento do antenato, a comune, é diferente da certidão de batismo e as certidões do Brasil estão iguais a de Batismo. Preciso retificar as do Brasil. (É o nome dele)

    Responder

  49. Fábio, parece que o consulado de São
    Paulo está demorando no mínimo 15 anos, o processo. Mas em Brasília, Recife, no mínimo uns 3 anos.
    Posso dar entrada na Embaixada em Brasília, por exemplo? Mesmo morando em São Paulo?

    Responder

  50. Você poderia dar assessoria parcial……somente acompanhando os clientes nos comunes….e com preenchimento de documentos…..?

    Responder

  51. Fábio, solicitei o extrato de matrimonio a comune. Eles informaram que não poderiam enviar diretamente para minha casa. Enviei o endereço do vice consulado da Itália em Vitória es. Já fazem 6 meses e nada chegou. O que posso fazer para que esse documento chegue? Envio vários e-mails perguntando o status do envio, ou rastreamento.

    Segue texto da comune
    Gentile signor Degasperi,

    in riferimento alla Sua e-mail del 05.07.2015 relativa al rilascio
    dell’estratto per riassunto dell’atto di matrimonio, La informo che, le
    disposizioni in materia di “decertificazione” introdotte dalla Legge
    183/2011, prevedono che le certificazioni rilasciate dalla pubblica
    amministrazione sono utilizzabili solo nei rapporti tra privati e pertanto
    sulle certificazioni stesse va apposta la seguente dicitura: “il presente
    certificato non può essere prodotto agli organi della Pubblica
    Amministrazione o ai privati gestori di pubblici servizi”.
    Pertanto se la certificazione è destinata ad un Consolato italiano, sarà
    necessario, indicare il recapito del Consolato, in quanto la certificazione
    verrà inviata direttamente allo stesso da parte di questo Ufficio dello
    Stato civile.
    Lei dovrà quindi far pervenire la richiesta, specificandone il motivo e
    inviando una fotocopia di un Suo documento di riconoscimento in corso di
    validità.
    A disposizione per ogni ulteriore richiesta colgo l’occasione per inviare i
    più distinti saluti.

    L’Ufficiale dello Stato Civile delegato
    Alessandra Menapace

    Responder

      1. Na verdade o interesse seria naturalização pelo casamento de minha esposa. Posso usar meu passaporte italiano?

        Responder

  52. Oi Fábio. O meu marido dará a entrada no Consulado do Rio, dia 30/09/16 ao reconhecimento de cidadania por eleição. Ele tem 2 filhas menores e que também estão agendadas no mesmo dia e horário, pois achei que elas teriam o reconhecimento automático por serem menores. Como elas nasceram antes do pai ter o reconhecimento elas terão que fazer também por eleição da cidadania.
    Será necessário o processo dele finalizar para depois eu dar entrada no processo das meninas? Pergunto isso pq já estou na fila esperando muito tempo e sei que vai demorar muito para conseguir um novo agendamento. Nosso objetivo é obter a cidadania de toda a família.

    Responder

  53. Fábio, boa tarde, meu antenado, nascido em Bosaro 1831, tenho todos os dados e solicito ao anagrafe via e-mail, eles não me dão nem uma resposta, como obter está certidão pedindo aqui do Brasil?

    Responder

  54. Fábio, muito obrigada por todas as informações e seguirei seus conselhos!! 🙂

    Responder

  55. Fabio vc pulou minha pergunta:
    è possível juntar o tempo de contribuição do Brasil com a Itália para fins de aposentadoria?

    Responder

  56. Fábio, não sei se você sabe sobre isso, mas você tem conhecimento sobre industrias, por exemplo, mecatrônica ou automação industrial?
    Muito obrigado.

    Responder

  57. Outra pergunta:

    1) Vou à Itália com outro primo que também entrará com o processo de cidadania. Podemos ficar na mesma residência?

    Grazie!

    Responder

  58. Fabio é verdade que alguns comunes ajudam a comprar uma casa no caso de descendentes que retornam para o comune de origem do antenato?

    Responder

  59. Olá Fabio, a certidão de nascimento do antenato, a comune, é diferente da certidão de batismo e as certidões do Brasil estão iguais a de Batismo. Preciso retificar as do Brasil.

    Responder

  60. Perfeita explicação sobre todas as perguntas que fiz. Fabio espero que as pessoas que estejam indo fazer o processo tenham calma e paciência evitando aumentar novos transtornos…parabéns aqui em casa eu minha e esposa e minha pequena Giovanna temos você como grande referência..obrigado por tudo espero poder te conhecer pessoalmente um dia. abraços

    Responder

  61. Bom dia Fabio, tudo bem? Sou Edilaine, nos conhecemos no Saga Encontro na Paulista. Adorei o livro! Gostaria de te fazer as seguintes perguntas: Quanto tempo está demorando o processo hoje? Para eu alugar um imóvel quais são as principais verificações que devo fazer? Tem limite de pessoas em cada imóvel, como eu devo proceder para saber se posso alugar aquele imóvel? O que devo verificar na Comune para que o aluguel seja aceito? Posso ficar em Flat? Posso ficar em pensão? posso alugar um quarto? O imóvel pode ser alugado para outras pessoas? Com a possível assinatura do Acordo de Haya em agosto o que muda? Vale a pena esperar para não precisar fazer a legalização dos documentos? Será que as taxas serão mais caras? No período do processo eu posso trabalhar ou estudar? Posso viajar para outro país? Estou tentando agendar a legalização no consulado desde novembro passado e não consigo, você tem alguma dica? As certidões precisam de tradução. Pode ser simples ou deve ser juramentada? Precisa residir na mesma Comune que der entrada no processo? Sou solteira, preciso levar mais algum documento? A minha certidão de nascimento deve ser atualizada até a data da viagem? Fico no aguardo da sua atenção!! Muito obrigada por tudo!
    Como faço para alterar o meu email no seu cadastro?

    Responder

    1. Muito obrigada pelas respostas! Foram muito úteis!!

      Responder

  62. Olá Fabio!! Meu Trisavô (Antenato Italiano) casou com minha Trisavó somente no Brasil em 25/11/1920, após o nascimento dos filhos, meu bisavô nasceu em 08/08/1897, pode existir algum problema para o reconhecimento? Parabéns pelo belo trabalho!

    Responder

  63. Oi Fábio, qual a previsão de abertura de novas vagas futuras para assessoria ?

    Responder

  64. Três perguntas finais:
    1ª Fabio sobre validação ou equiparação de diplomas do Brasil na Itália, você tem algum vídeo explicando?
    2ª E sobre remédios na Itália? tem pessoas que são dependentes de algum
    medicamentos no Brasil como saber se existe o principio ativo na Itália?

    Responder

  65. Oi Fábio. Eu já agendei atendimento das minhas filhas também no dia 30/09/16, no mesmo dia do agendamento do meu marido. Você acha que eu poderei dar entrada em todos no mesmo dia?

    Responder

    1. Ou terei que esperar a finalização do processo de reconhecimento do pai para iniciar o das meninas?

      Responder

  66. Muito Obrigado pela atenção e parabéns pelo comprometimento!

    Sou formado em sistemas de informação, existe a possibilidade de validar o diploma na Itália?
    como se chama a profissão de desenvolvedor e como é essa área de trabalho na Itália?

    Responder

  67. Olá Fabio, a certidão de nascimento do antenato da comune é diferente da certidão de batismo, e as certidões do Brasil estão iguais a de Batismo.

    Responder

  68. Fabio é possível juntar o tempo de contribuiçaõ do Brasil com a Itália para fins de aposentadoria?

    Responder

  69. Olá Fábio, estou planejando fazer o processo sozinho precisamente porque quero fazer o processo e já ficar por aí, o que me preocupa é o seguinte; eu não sou especializado em área alguma, seria possível eu conseguir meu reconhecimento e logo encontrar um emprego sem eu precisar voltar ao Brasil? Pois se eu voltasse pra cá já me levaria mais tempo e dinheiro para eu voltar à Itália. Estou estudando o idioma e imagino que eu conseguiria sondar a área procurando por possíveis empregos enquanto eu prosseguia com meu processo, ou existem agências de emprego que eu poderia chegar as vagas? Minha ideia é válida?

    Responder

  70. Fábio,

    qual o tempo minimo de matrimonio para solicitação para permissão de trabalho?
    Ainda irei me casar e estamos na dúvida se nos casamos antes do processo ou após.

    Obrigada,

    Daniela

    Responder

  71. Mesmo podendo dar início ao processo aí na Itália,(bisonho,nono e pai) posso optar pelo processo judicial, via advogado, para não precisar ir á Itália

    Responder

  72. Se alguém faz escala em Istambul, vc sabe se lá tbm é feito o controle no passaporte de entrada na Europa ….ou não? Londres tbm seria uma opção, para fugir da etapa de declaração de pesenca? Mais algum país? Obrigada!

    Responder

  73. Qual o critério para se escolher o comune para realizar o processo.? Em um comune pequeno o processo é mais rápido?

    Responder

  74. Oi Fabio, só para complementar essa situação de agendamento, eu só consegui pagando R$ 600,00 para um consultor. Mas ele não vende somente este serviço, vc tem que contratar ele para outros trabalhos também. Mas sozinho não foi possível.

    Responder

  75. Olá Fábio, parabéns pelo Guia!
    1) Você já fez algum processo em Nanto, VI? Deu tudo certo?
    2) Qual o melhor mês para reconhecer cidadania na Itália: Setembro ou Outubro?
    Forte abraço de Floripa, SC.

    Responder

  76. Para solicitar o reconhecimento da cidadania, posso ficar na casa de conhecidos na Itália?? Ou caso precise locar um imóvel, tenho uma prima brasileira que possui uma casa de férias na região do lago de garda. Posso alugar a casa dela, mesmo ela sendo Brasileira?

    Responder

  77. Bom dia Fabio, primeiro parabéns pelo seu trabalho e atenção que nos presta. Eu preciso pedir informações de meu avô, que segundo a certidão de casamento ele é de Mirano, sabe onde tenho que pedir, se em igreja ou algum órgão de registro? pergunto pelo ano, que é de 1897 mais ou menos.

    Responder

  78. Olá Fábio, tudo bem? Parabéns pelo guia Prático da Vida na Itália excelente trabalho, esta me ajudando muito!

    Minhas Dúvidas:

    – Fábio recentemente você atualizou no Blog o artigo sobre Impacto de Haia onde surgiram algumas dúvidas, bem quando iniciar este novo procedimento que está previsto para 14 de Agosto de 2016, apostila será necessário uma pra cada documento emitido no Brasil, correto?

    – Tenho previsão ir à Itália pra fazer adquirir minha cidadania italiana em Setembro deste ano, ja tenho todos os documentos necessários, por motivo da validade que possui dos documentos para apresentar ai na Itália vou emitir novamente às certidões em inteiro teor, é aconselhável que emito estas certidões após da data 14 de Agosto ou posso preparar a emissão delas antes, pra depois só fazer a apostilagem deles?

    – Algumas pessoas falaram que só são necessárias as certidões de Óbito,quando houve novo casamento do qual resultou a minha linhagem, caso contrário não é necessário, isto é verídico?

    – Aí na Itália para trabalhar as empresas tem algum tipo de discriminação por exemplo de idade, como ocorre aqui no Brasil,pois meu irmão mais velho esta pensando ir comigo para viver aí na Itália também.

    Responder

  79. Olá
    Depois de várias trocas de email com você, já sei que tenho o direito à cidadania. Como todos os meus antenados são italianos…posso escolher fazer o processo direto ai na Itália ou via materna. Minha dúvida é a seguinte….se seguir pelo processo via materna, existe alguma chance de ser indeferido?

    Responder

  80. Obrigado Fabio. O objetivo é para morar na Italia no pós cidadania mesmo

    Responder

  81. Fabio essa semana enviei para você uma analise 2 dos documentos da minha família Canal você me disse que estava tudo ok e só comentou sobre uma certidão de óbito tardia, você me explicou que pode acontecer do consulado implicar, e mesmo que o consulado legalizasse não me daria garantias em relação a interpretação do oficial do Comune, estando na Itália se um Comune não aceitar uma situação dessa, poderíamos reiniciar o processo tentando em outro Comune ou uma vez apresentado os documentos eles ficam presos no Comune?

    Responder

  82. Bongiorno Fábio, meu primo abriu a pasta do nosso antenato em Setembro de 2015. Ele conseguiu a cidadania em dezembro de 2015. No meu caso, estou querendo ir à Itália em Janeiro de 2016 para dar entrada no meu processo. Nesse caso, é interessante fazer na mesma comune que ele por questao de tempo ou eu posso abri em outra comune?

    Obrigada,

    Gleice

    Responder

  83. Bom dia Fábio! Meu pai está vindo a Itália para efetuar o pedido de reconhecimento. Acontece que eu moro na Alemanha e tbm gostaria de obter meu reconhecimento só que no meu caso pelo consulado aqui Alemanha mesmo. A pergunta é…..Ja que não vou para o Brasil nesse meio tempo, meu pai pode levar as certidões duplicadas e legaliza-las no Consulado italiano no Brasil por mim, na hora que ele legalizar as dele? Posso legalizar as certidões aqui no Consulado Italiano na Alemanha?? Obrigada , Abraço!

    Responder

  84. Fábio,

    Quanto tempo de casado mínimo devo ter para dar entrada ao permiso de soggiorno para meu esposo. Ainda não somos casados e pretendemos nos casar pouco antes do meu processo ou após ele. O que você indica?

    Obrigada

    Responder

  85. Oi Fábio. Tudo bem?
    Mãe marido está agendado no Consulado Italiano do Rio de Janeiro para dar entrada no processo de reconhecimento, no dia 30/09/2016. Ele não terá direito ao reconhecimento desde o nascimento, pois a linha passa pela a mãe, que não era casada na época e por isso ele fez aquela “declaração pública de reconhecimento de maternidade”. Minha dúvida é: Ele só será italiano a partir do momento que obter o reconhecimento, não será retroativo. Ok já entendido. Tem alguma diferença na cidadania obtida desta forma? Elas apresentam os mesmos direitos e deveres que os reconhecimentos desde o nascimento? E as nossas filhas que nasceram antes dele ter sido reconhecido? Elas ainda são menores (10 e 13 anos). Elas terão o reconhecimento automático desde o nascimento ou seguirão como o pai e serão italianas a partir do dia que ele obter a cidadania dele? Será que terei que fazer o processo delas também? E s futuros filhos das minhas filhas também terão direito ao reconhecimento?

    Responder

    1. Desculpe.. escrevi rapidinho e cometi alguns erros…. Retifiquei em LETRA CAIXA os erros..
      MEU MARIDO está agendado no Consulado Italiano do Rio de Janeiro para dar entrada no processo de reconhecimento no dia 30/09/2016. Ele não terá direito ao reconhecimento desde o nascimento, pois a linha passa pela a mãe, que não era casada na época e por isso ele JÁ fez aquela “declaração pública de reconhecimento de maternidade”. MINHAS DÚVIDAS SÃO: Ele só será italiano a partir do momento que obter o reconhecimento, não será retroativo. Ok já entendido. Tem alguma diferença na cidadania obtida desta forma? ESTA TIPO DE RECONHECIMENTO APRESENTA os mesmos direitos e deveres que o reconhecimento desde o nascimento? E as nossas filhas que nasceram antes dele ter sido reconhecido? Elas ainda são menores (10 e 13 anos). Elas terão o reconhecimento automático desde o nascimento ou seguirão como o pai e serão italianas a partir do dia que ele obter a cidadania dele? Será que terei que fazer o processo delas também? E s futuros filhos das minhas filhas também terão direito ao reconhecimento?

      Responder

  86. Bom dia Fábio,

    Tenho duas dúvidas:

    1) Gostaria de saber se tenho que corrigir o nome dos pais do meu antenato na Certidão de Óbito dele no Brasil?

    Nomes Corretos:
    Giovanni Maria Manzoni
    Battistina Shegezzi

    Nomes na Certidão:
    João Manzone
    Baptistina Manzone

    2) Gostaria de saber se o Fluxo de Brasileiros para reconhecimento de Cidadania na Itália está grande em 2016/2017? E se isso pode acarretar algum problema / dificuldade para nós que iremos fazer nesses anos?

    Obrigado e Parabéns pelo Trabalho….

    Responder

  87. Fabio sobre vacinas em bebes o que devemos fazer? estou indo esse ano com minha família em definitivo minha filha esta com 5 meses já tomou algumas vacinas no Brasil na Itália ela vai precisar continuar tomando? levo a carteirinha traduzida?

    Responder

  88. Ciao , Fabio, tutto bene.,! Congratulazione per i suo lavoro!

    Responder

  89. Fábio, parabéns pelo excelente trabalho, o livro está maravilhoso. Agradeço pela atenção em obter os meus documentos aí na Italia…. Minha dúvida é com relação a certidão reconstituida judicialmente. Se por exemplo não encontramos a certidão de nascimento do filho do italiano que nasceu no Brasil e fazemos o processo judicial de reconstituição do documento, na certidão constará que o documento foi registrado por ordem judicial (mandado) e o nascimento não foi declarado pelo italiano. Esse tipo de certidão seria um impedimento a obtenão do reconhecimento da cidadania?

    Responder

  90. Fábio, tenho uma certidão de casamento dos meus tataravós (italianos) e de nascimento do meu bisavô (também, italiano), ambas emitidas na Città di Vittorio Veneto, em Setembro de 2002. Tenho que tirar outras?

    Na certidão de nascimento do meu avô, os avôs paternos dele constam, “João Balena e Felicia Bossoi (meus tataravôs, ambos italianos)”, mas na certidão de nascimento italiana do meu bisavô consta “Giovanni Maria Balena e Domenica Felecita Borsoi”. Terei problemas para a correção dos nomes? Isso é feito no consulado ou no próprio cartório de emissão das certidões em São Paulo?

    Grazie 🙂

    Responder

  91. Olá Fabio! Já sou italiana e gostaria de saber se é possível abrir conta bacária na itália mesmo ainda morando no Brasil?

    Responder

  92. Bom dia Fábio! Que maravilha participar desse bate papo!
    Dúvida: posso abrir um processo aqui no Brasil e posteriormente, se tudo der certo, abrir aí na Itália?
    Grazie

    Responder

  93. Oi Fábio, parabéns por tudo que faz, é realmente um vencedor. Minha dúvida é a seguinte: Meu primo e posteriormente, meu irmão, já conseguiram as suas cidadanias, isso faz em média 5 anos. A pasta com os documentos até a minha mãe está em Terni. Para que eu possa fazer o meu pedido de cidadania, posso utilizar dessa mesma pasta apenas com a minha certidão legalizada ou preciso desses documentos todos originais novamente? Um abraço e Sucesso sempre!

    Responder

  94. Fábio!
    Como vc está com a agenda lotada para os próximos dois anos, gostaria de saber se indicaria alguém para nos prestar consultoria aí na Itália.
    Qual melhor local para…
    Dar entrada nos documentos (menor tempo e facilidade)
    Trabalhar
    Menor custo de vida

    A relação de documentos pode variar de comune para comune?

    Os que tenho são. ..
    Bisavô e avô
    Nascimento ( do bisavô da Itália)
    Casamento
    Óbito

    Os outros que preciso para meu filho e eu seriam…?
    Os docs. da minha mãe e meu (nascimento e casamento)?

    As certidões tem data de validade? Qual é o tempo?
    O sobrenome do meu antenado escreve-se Stanzani, e o nosso Stançane, no Consulado do Brasil informaram que não há necessidade de retificação no nosso, como vamos dar entrada aí, essa informação vale também?

    Obrigada!

    Responder

  95. bom dia, Fábio! tudo bem?
    Dúvida:
    – devo retificar nas certidões o sobrenome de todos os descendentes do antenato?
    – qual tamanho de comune e região seria mais indicado fazer o processo sozinho?

    obrigada e parabéns pelo seu trabalho e por todo tempo dedicado a nos ajudar.

    Responder

  96. Ola Fabio, parabéns pelo seu trabalho. Minha dúvida é, tanto meu antenato (bisnono), como meu avô, se casaram duas vezes por motivo de viuvez, devo apresentar as duas certidões de casamento ou somente as do 1º casamento que são da minha linha?
    É verdade que alguns comunes ajudam a comprar casa no caso de voltarmos ao comune de residência do antepassado que imigrou?

    Bom dia Fabio é possível juntar o tempo de contribuíção do |Brasil com o da Itália para fins de aposentadoria?
    Fábio ainda estou na luta pela certidão de meu antenato, se por acaso eu tiver a “SORTE” de ele ter nascido no império Austro-Hungaro existe a possibilidade de se conseguir a cidadania de algum daqueles países dependendo da localidade exata de onde nasceu o antenato?

    Responder

  97. Bom dia Fábio,
    Eu e meu filho (17 anos) iremos para Itália dar entrada no processo, já temos praticamente todos os documentos, porém gostaria de tirar uma dúvida, como iremos ficar de vez, meu marido irá conosco. Isso pode prejudicar em algum aspecto?!
    Quando passarmos pela imigração, devemos falar o motivo real da nossa chegada?

    Obrigada!

    Responder

  98. Fábio,

    Dúvida sobre erro da idade nas certidões italianas:

    Antenato nasceu e casou-se na Itália.

    Cartificato de Battesimo: Data de Nascimento: 21/10/1854.

    Atti Di Matrimonio: Data do Casamento 13/02/1881.

    No Atti de Matrimonio consta que ele tinha 25 anos no dia do casamento (não consta expressamente a data de nascimento, apenas consta “di ani vinticinque”)

    Só que na verdade, fazendo as contas verifica-se que na data do casamento ele tinha 26 anos e não 25.

    Por se tratar de erro em certidão italiana também é necessário proceder a retificação?

    Muito obrigado.

    Responder

  99. Olá Fabio, meu nome é Helena, minhas certidões já estão retificadas, inteiro teor, legalizadas no ERESP e traduzidas. Estou desde setembro tentando agendamento para legalizar no consulado. Esta semana li que a presidente assinou o decreto para entrar em vigor o tratado de Haia em agosto, minha pergunta é por quanto tempo estas certidões são válidas?
    Como fazer o processo sozinho na Itália sem saber falar italiano?

    Desde já agradeço,
    Obrigada

    Responder

  100. Olá Fábio,

    É necessário retificar o nome das ESPOSAS dos ascendentes que transmitem a cidadania?

    No meu caso, a variação em um dos nomes é Josephina / Josefina / Josefa.

    Um abraço,

    Marcos

    Responder

  101. Agora vai a minha pergunta? Como funciona para instalar internet banda larga com cabo na residência. Costuma dar algum tipo de problema? Normalmente precisa pedir autorização ao proprietário? Grazie!

    Responder

  102. Buongiorno Fabio! Obrigado pelo guia, um trabalho veramente meraviglioso! Faz um tempo que estou para te escrever sobre como fazer para validar diplomas para fins de exercício profissional na Itália e a dica dos sites nas páginas 190 e 191 é importantíssima para descobrir esse percurso, muitíssimo obrigado! Não vou poder assistir ao vivo mas aguardo o vídeo, assim, aproveito para compartilhar com os amigos o que levantei especificamente sobre a profissão de advogado – 1) a pessoa interessada precisa fazer basicamente o procedimento da dichiarazione di valore, com a diferença que no formulário assinala-se a opção “a fini di riconoscimento della professione in Italia”. 2) Além dos documentos escolares, no caso de profissões que demandam inscrição em conselho profissional, é preciso juntar uma certidão desse conselho, indicando (i) que vc é matriculado e o número de matrícula, (ii) a lei federal que regula a profissão no Brasil, (iii) as atividades às quais os profissionais inscritos são habilitados a exercer, e (iv) que o interessado não possui impedimentos para exercer a profissão no Brasil. 3) Depois de legalizados os documentos no consulado (precisa pagar taxa), é preciso fazer um pedido ao Ministério italiano responsável pela “vigilância” da profissão, no caso dos advogados é o Ministério da Justiça (no site do ministério tem os detalhes), que após a análise efetuada emitirá um Decreto de Reconhecimento dos títulos da pessoa, que indicará eventuais medidas compensatórias a serem cumpridas para que se possa exercer a profissão. 4) No caso dos advogados, após o Decreto de Reconhecimento, é preciso agendar junto ao Consiglio Nazionale Forense – CNF (a “Ordem dos Advogados” da Itália) a “prova attitudinale”, que consiste de provas escritas e orais sobre direito italiano, que acontecem duas vezes por ano, e após passar em tudo o candidado poderá se inscrever no CNF. Todas essas informações puxei do CIMEA, Ministero della Giustizia e CNF. Profissionais de outras áreas podem, ao invés de realizar a prova attitudinale, escolher fazer um “tirocinio di adattamento”, um período em que será avaliado pelas autoridades no exercício da profissão, a fim de obter a autorização definitiva. Abbracci a tutti.

    Responder

    1. Igor, também sou advogada e estava pesquisando essas informações, você encontrou alguma coisa sobre conciliação e mediação, tenho cursos e experiência na área e pensei em ir para esse campo de trabalho.

      Responder

      1. Oi Hane, não me aprofundei quanto ao mercado de trabalho. Mas conciliação me parece um campo muito bom, em qualquer país. No seu caso, os cursos e a experiência podem ser um ótimo diferencial. Abraço!

        Responder

  103. Olá Fábio. Primeiramente parabéns pelo seu trabalho. Na sua planilha de custos, estima-se um gasto na Itália de aproximadamente 4000 euros pelos 3 meses do processo. Será que o custo com uma empresa que presta serviço de cidadania pode ser menor?
    Grato.

    Responder

  104. Na certidão de nascimento do meu bisavô está falando que o pai dele é italiano, mas meu bisavô nasceu no Brasil. Nesse caso ainda tenho que pegar a certidão de nascimento, casamento e óbito do pai do meu bisavô? Todas essas certidões ou só a de nascimento?

    Responder

  105. Salve Fabio! Primeiramente parabéns pelo trabalho de tantos anos de suporte à pessoas que buscam um sonho…

    Agora, tenho 2 dúvidas…
    1º- Não tenho no meu nome o sobrenome da minha mãe, a qual me dá direito à cidadania, preciso realmente alterar meu nome para ter direito?

    2º- Minha mãe, e meu avô não tem a dupla cidadania. Porém a irmã do meu avô (tia avó) já finalizou seu processo e adquiriu a cidadania, assim como todos na família abaixo dela, eu posso usar os documentos dela para o processo? usar uma cópia do processo? vincular o meu processo ao dela já finalizado? qual seria o procedimento no meu caso?
    É rápido de faze-lo pelo Brasil, ou melhor seria esperar e dar entrada pela Itália ?

    Muito obrigado pelo apoio que dá aos seus seguidores nessa saga;
    Sucesso a todos nós!

    Responder

  106. Você poderia indicar (pq vc disse que já está com a agenda lotada) algum advogado só para pegar nossa procuração e ficar cuidando do processo aí? Não tenho como ficar até o final do processo, mas eu e minha queremos muito sair do Brasil. Obrigada!

    Responder

  107. Você conhece alguém que, com a cidadania italiana, conseguiu aplicar o visto E2 para ir para os EUA? Qual o investimento que mais dá certo lá?
    Na Itália, a profissão de projetista de stand (na área de eventos) é promissora? Sabe a média salarial ou onde podemos saber o salário nessa área? Meu marido é técnico em edificações. Queremos sair do Brasil! Haha

    Responder

  108. Fabio, uma pergunta sobre o processo de legalização: estou há meses tentando agendar no Consulado de Curitiba, porém as vagas se esgotam muito rápido. Em contrapartida há assessores que oferecem o serviço por 2500 reais. Qual é o segredo desses caras? Como eles conseguem? Você conhece que tenha conseguido, recentemente, agendar por conta própria (leia-se: sem pagar por este serviço)?

    Responder

  109. Fabio, profissionais sem qualificação técnica específica (garçons, caixas de supermercado, etc) ganham mais do que um salário mínimo?

    Responder

  110. Fabio, MBA ou mestrado na Itália é em tempo integral como o modelo americano, ou é possível trabalhar enquanto estuda como o modelo brasileiro?

    Responder

  111. Bom dia Fabio!

    No guia você não falou sobre o aluguel de quartos, teria comentarios a fazer? Normalmente as pessoas solteiras tendem a procurar essa modalidade de aluguel…

    Responder

  112. Olá Fábio,
    Meu antenato é meu bisavô. De acordo com a Certidão de Casamento de meu avô, o antenato é italiano de Mantova (não sei se trata da cidade ou provincia) e nasceu por volta de 1855. Escrevi um email para o “Archivio di Stato di Mantova” para saber da “Lista di Leva” e se há informação em qual comune ele nasceu, informei o nome dele e dos pais dele, e o ano de nascimento, pedi a gentileza de pesquisarem 5 anos acima ou abaixo da data, mas ainda não me responderam. Você sabe se normalmente a resposta vem por e-mail ou Correios? E quanto tempo eles demoram normalmente para responder? Outra coisa, caso você conheça algum site para eu fazer essa pesquisa de Mantova. Bom, não tive tempo ainda de ver seu livro que comprei hoje, mas tenho certeza que lá vou encontrar respostas para muitas dúvidas que vão surgir durante essa jornada pelo reconhecimento da Cidadania Italiana. Valeu, parabéns pelo trabalho e sucesso para você!!!

    Responder

  113. Prezado Fábio,

    Tenho uma dúvida sobre os nomes,
    Meu sobrenome é Zoadelli, e o sobrenome do meu antenato italiano é Zovadelli,
    Porém tenho erros até de em muitas certidões antigas, como devo proceder quanto à isso? Preciso mudar meu nome para Zovadelli, ou preciso mudar os documentos?

    Responder

  114. Prezado Fábio,
    Após meses de insistência e espera, finalmente a Diocese de Mantova me enviou o “Certificato Di Battesimo” do meu antenato (datada de novembro de 2015).

    Porém, só pretendo realizar o reconhecimento da cidadania na Itália daqui a 2 anos.

    Pergunta: Terei que solicitar uma nova certidão daqui a 2 anos ??

    Ou bastaria legalizá-la no consulado pouco tempo antes de ir para a Itália?

    Parabéns pelo trabalho!

    Marcos

    Responder

  115. Olá Fábio, td bem?

    Sigo seu blog desde que comecei a juntar os documentos, vc já analisou as minhas certidões e agora estou na fase de retificação das certidões com o advogado Nelson em SP (que vc me indicou). O prazo para conclusão do processo é agora no fim de fevereiro e após isso, basicamente vão faltar a tradução e a legalização.

    Eu acredito que até o fim de junho já esteja tudo OK para eu ir à Itália e dar entrada no reconhecimento. Porém, li nas suas últimas postagens que vc não tem mais vagas para os próximos 15 meses e eu contava (muito) com a sua assessoria na Itália.

    Pergunta: Mesmo seguindo os passos do seu livro, eu consigo fazer tudo sozinho sem falar nada de italiano ?? Já fui diversas vezes à Itália e consegui me deslocar bem, como turista (falando inglês), mas conversar na prefeitura, imobiliária e repartição pública é outra coisa…. Há alguma possibilidade de vc acompanhar na hora de dar a entrada na documentação e quanto custaria ?

    Grande Abraço !
    Sergio

    Responder

  116. Oi Fábio, parabéns por tudo que faz, é realmente um vencedor. Minha dúvida é a seguinte: Meu primo e posteriormente, meu irmão, já conseguiram as suas cidadanias, isso faz em média 5 anos. A pasta com os documentos até a minha mãe está em Terni. Para que eu possa fazer o meu pedido de cidadania, posso utilizar dessa mesma pasta apenas com a minha certidão legalizada ou preciso desses documentos todos originais novamente? Um abraço e Sucesso sempre!

    Responder

  117. Olá Fábio estou utilizando sua planilha de custos, está sendo muito útil diga-se de passagem, mais não entendi porque consta na parte dos custos na Itália $ 1500 (euros) de contrato de Aluguel referente a 3 meses $ 500 por mês além de + $ 1500 de aluguel mensal da casa, ou seja, também $ 500 por mês. Eu tinha entendido que alugando um imóvel seja no 4×4 ou 3×2 mesmo podendo cancelar antes desse prazo (no caso quando se findar o processo cerca de 3 meses) desde que devidamente comunicado ao proprietário do imóvel com antecedência mínima de 30 dias o custo seria apenas da mensalidade, não sabia desse custo de contrato, nesse caso é como se nosso custo por 3 meses fosse $1000 (euro) por mês? ou seria esses 1500 do contrato um fundo fiador como existe no Brasil que no fim do contrato não havendo inadinplencia de pagamento mensal esse valor é devolvido? Você poderia explicar um pouco sobre isso? Obrigado.

    Responder

  118. Olá Fábio, tudo bem?

    Estou no Brasil, na fase de emissão dos documentos necessários para a cidadania italiana aqui no Brasil. Já localizei os documentos na Itália também. Ontem li a notícia a seguir e gostaria de saber o que muda no processo de cidadania italiana e se vale a pena aguardar até 14 de agosto de 2016 para dar entrada no processo.

    http://epocanegocios.globo.com

    Obrigada.

    Responder

  119. Olá Fábio, entrei com um processo administrativo pelo Cartório de Registro para incluir o sobrenome da minha mãe ao meu nome. Gostaria de mantê-lo quando eu tiver meu passaporte italiano. Posso incluir uma solicitação durante o meu processo de cidadania. Estou ainda na fase de coleta das certidões. Grata. Marcia Pozzi

    Responder

  120. Olá Fábio, td bem? Estou com uma dúvida, e lendo e re-lendo seu material sobre cidadania por casamento, não consigo saná-la. Já sou casado há 5 anos e tenho um filho de 4 anos com minha esposa. Assim que eu reconhecer a minha cidadania, posso já dar entrada na naturalização dela ou preciso esperar algum tempo? Desde já agradeço e gostaria de parabenizar pelo seu trabalho. Apesar de não poder ter sido meu consultor aí na Itália, um dia gostaria de te conhecer pessoalmente, parece que vc, mesmo longe, já faz parte da família. Você me deu mais ânimo para dar continuidade ao meu processo. Forte abraço.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.