Estudar e trabalhar na Austrália – Passo a Passo

Tempo de leitura: 15 minutos

Este artigo foi sugerido pelo nosso querido César Silvestre, que há tempos me pediu para explicar quais as vantagens que um cidadão italiano tem caso queira trabalhar na Austrália!

Australia

Felizmente este é um assunto que conhecemos, pois a Luciana viveu por lá durante algum tempo.

Além disso, dois de nossos clientes recentemente aplicaram para o visto estudo-trabalho australiano e por este motivo, chegou a hora de explicar não só ao César mas também a todos vocês como a coisa toda funciona.

Todos os passos e conceitos que veremos ao longo deste artigo, são relativos a uma tipologia de visto que o governo Australiano tem, chamado Working Holiday Maker.

VISTO WORKING HOLIDAY MAKER – 417 E 462

Este visto específico tem como objetivo dar a oportunidade a jovens estrangeiros de conhecer a cultura australiana, através da emissão de um visto conhecido em italiano como “vacanza-lavoro” (turismo-trabalho).

Provavelmente muitos leitores devem estar se perguntando como é que até hoje jamais tinham ouvido falar sobre esse enorme benefício, e a resposta é muito simples: este visto é emitido apenas para cidadãos de uma lista limitada de países, da qual o Brasil não faz parte – portanto é compreensível que ninguém no Brasil divulgue isso, já que os cidadãos brasileiros não podem obtê-lo.

LISTA DE PAÍSES

Como eu disse, a lista é limitada a poucos países e são divididas em 2 subclasses de visto: a primeira chamada de subclass 417 é composta por 19 países, que são eles:

  • Bélgica
  • Canada
  • Cipre
  • Dinamarca
  • Estonia
  • Finlandia
  • França
  • Alemanha
  • Hong Kong
  • Irlanda
  • Italia
  • Japão
  • Coréia
  • Malta
  • Holanda
  • Noruega
  • Suécia
  • Taiwan
  • Reino Unido

A segunda, chamada subclass 462 é composta por outros 9 países:

  • Argentina
  • Bangladesh
  • Chile
  • Indonesia
  • Malasia
  • Tailandia
  • Turquia
  • USA
  • Uruguai

A diferença básica entre estas 2 subclasses de visto, além claro da possibilidade dos cidadãos dos países em obtê-la é que na primeira opção, da qual nós italianos fazemos parte, é que ela pode ser extendida por outros 12 meses, de acordo com a tipologia de trabalho por lá, que veremos adiante.

QUAIS AS EXIGÊNCIAS PARA OBTER ESTE VISTO?

Para poder solicitar este visto, é necessário cumprir 3 etapas:

  1. Ser maior de 18 e menor de 31 anos no momento do pedido de visto;
  2. Não levar crianças durante o seu período de estadia no país;
  3. Ter o passaporte de um dos países da lista acima.

ATENÇÃO: Outro requisito que o governo australiano exige do requerente é um nível mínimo decente da língua inglesa – você perceberá que em diversas etapas do preenchimento do pedido o sistema informará sobre a importância e em alguns momentos, você precisará declarar que entende os termos do pedido, portanto recomendo fortemente a quem ainda não tenha um nível de inglês bacana que estude antes de aplicar.

Muito bem, cumpridos estes requisitos, o próximo passo é entrar no site do Departamento de Imigração Australiano para então preencher o formulário online.

PEDIDO DO VISTO PASSO A PASSO (clique nas imagens para vê-las melhor):

Ao entrar no site acima, você vai encontrar esta página:

 

Recomendo que antes de clicar em Apply Now, rolem a página para baixo até a opção Estimate the cost of your visa, para saber mais ou menos quanto custará, pois os valores são variáveis.

Eu fiz a estimativa utilizando um visto que teria como data inicial 02/09/2014 e os valores em Euro.

Em seguida cliquei em Get Estimate, veja o resultado:

 

No meu caso, o valor seria de 300 euros (padrão para pedidos online, em torno de 420 dólares australianos).

Muito bem, retornando ao início da tela, vamos agora em clicar em Apply Now para ir a página seguinte.

Neste momento o sistema nos pedirá para efetuar o login e obviamente ainda não temos uma conta, por isso teremos que criá-la, logo abaixo:

 

Após preencher todos os dados, você receberá um email de confirmação.

Abra seu email e clique no link que consta lá, você será redirecionado para a página abaixo:

 

Uma vez confirmado, você poderá agora acessar o site, e no primeiro acesso, o sistema te informará que em caso de perda da senha, você poderá utilizar uma das perguntas escolhidas anteriormente e em seguida também te pedirá para concordar com os termos e condições do site:

 

Na página seguinte, te informará quais os critérios que o governo da Austrália usa e te pedirá para completar os seus dados pessoais, para garantir que você tenha entre 18 e 31 anos:

 

Em seguida você terá que preencher uma série de perguntas e ao terminar, chegará na seguinte página:

 

Aqui você deverá pagar o valor do visto, através de um dos cartões de crédito, vejam que no meu caso o valor ficou em 420 dólares australianos, conforme a estimativa anterior.

Atenção: o valor não será devolvido mesmo que o visto for negado!

Obviamente após tudo isso, eu cancelei este pedido, até porque o objetivo era apenas mostrar a vocês o passo a passo, já que eu sou velho já para poder usufruir deste tipo de visto rsrsrs

Lembrando que você poderá acompanhar o andamento do seu pedido através do sistema Immi Account, com a mesmo usuário e senha.

RESPOSTA POSITIVA DO VISTO

Após enviar o pedido, se tudo der certo, você receberá em poucas horas um email com a confirmação do visto.

Ele deverá se parecer com este abaixo, salvo alguns parágrafos no final do texto:

From: (EMAIL IMMIGRAZIONE)
Date: 2009/03/12
Subject: Visa Grant Notification Application for Subclass 417 - working holiday (Temporary) (Class TZ) visa
To: (DESTINATARIO EMAIL)


PERMISSION REQUEST ID: XXXXXXXXXX
CLIENT ID: XXXXXXXXX
Transaction Reference Number: XXXXXXX
Passport Number: XXXXXXXX
Family Name: NOME
Given Name: COGNOME
Date of Birth: DATA DI NASCITA

Dear Mr DESTINATARIO

 RE: Application for Subclass 417 - working holiday (Temporary) (Class TZ) visa


This is to advise that you have been granted a working holiday Visa, Subclass 417, on (DATA DI APPROVAZIONE).

This letter contains important information about this visa.

VISA GRANT NUMBER
The visa grant number is xxxxxxxxxxxx. This is the unique number assigned to the visa. You should keep this visa grant number with you, as you may have to provide it to the Department of Immigration and Citizenship (DIAC) during the life of the visa.

VISA INFORMATION
This visa allows you to make your initial entry into Australia no later than 12 months from the date that the visa was granted. Your initial entry into Australia must not be after (UN ANNO DALL'EMISSIONE ESPRESSA IN DATA)

Once in Australia, this visa permits you to stay in Australia for 12 months from the date that you first enter Australia. It provides you with multiple travel to Australia, which means that you can leave Australia and re-enter Australia as many times as you wish during your 12 month stay. However, if you depart Australia during your 12 month stay, you are not able to recover the period of time you have spent outside Australia.

You will not have a visa label placed in your passport when travelling to Australia as your visa is recorded electronically in Australia's visa systems. It is recommended that you print and keep a copy of this advice for your personal records.

Please note that this visa is linked to the passport number provided in your application. If you obtain a new passport after receiving this letter, DIAC systems will not recognise the new passport and you will be prevented from travelling to Australia. If you have obtained a new passport, please contact the eVisa Helpdesk for advice (EMAIL IMMIGRAZIONE).

Please note: this working holiday Visa can only be used once. If you find your circumstances have changed after you are granted a working holiday Visa and you want to postpone your working holiday but you still need to travel to Australia for a brief visit, you MUST apply for a Tourist visa or another temporary visa. This will cease your working holiday visa and you will be able to apply for another working holiday Visa at a later stage, if you still meet all the eligibility criteria.

If you obtain an ETA (Electronic Travel Authority, subclass 976) after your working holiday Visa has been granted, your entry to Australia will activate your working holiday Visa and you will NOT be able to apply for another working holiday visa.

VISA CONDITIONS
Please note that your working holiday Visa has been approved subject to a number of conditions:

EMPLOYER WORK LIMITATION - 8547

The holder must not be employed by any 1 employer for more than 6 months, without the prior permission in writing of the Secretary.

STUDY LIMITATION - 8548

While in Australia you must not engage, for more than 4 months, in any studies or training.


It is very important that you understand and abide by your visa conditions. If you fail to abide by these conditions, your visa may be cancelled and you will be required to leave Australia.

If you do not understand your visa conditions please contact the nearest Immigration Office in Australia or Australian diplomatic mission overseas for advice before you travel (www.immi.gov.au/contacts).

After arrival in Australia, you may seek advice on any aspect of your visa conditions from the nearest office of the Department (www.immi.gov.au/contacts).

CHECKING YOUR VISA DETAILS
DIAC provides a service called Visa Entitlement Verification Online (VEVO) which allows certain third parties to check your visa information with your consent.

Through VEVO, you can give your consent to registered third parties such as:
 employers and labour suppliers, and government agencies, to check whether visa holders are eligible for certain services, or have work and study rights;
 VEVO also allows visa holders who applied online to view their current visa details. If you provided a password for VEVO in your online application, you will be able to access the service on DIAC's website at www.immi.gov.au/e_visa/evo.htm

The disclosure of your visa information by DIAC is governed by the Privacy Act 1988. Therefore, DIAC will disclose information about your visa to a third party only with your consent. You can consent to an inquiry about your visa entitlements by giving the third party your name, date of birth, passport number and passport country of issue. If you do not wish a third party to find out about your visa entitlements, do not give them this information.

The information form 993i 'Safeguarding your personal information', available from Immigration offices, gives details of third parties to which you can consent to your personal information being disclosed, and how you can consent.

AUSTRALIAN WORKING CONDITIONS
Australian law sets pay rates and conditions of employment which cannot be undercut through informal agreements or unregistered contracts. If you have concerns about your pay and conditions, you can contact:

The Workplace Authority via their website at www.workplaceauthority.gov.au or by phone on 1300 363 264The Workplace Ombudsman via their website at www.wo.gov.au or by phone on 1300 724 200Further information on employment in Australia is available on DIAC's website at www.immi.gov.au and on the website of the Department of Education, Employment and Workplace Relations at www.deewr.gov.au.

SECOND working holiday VISA
working holiday visa holder's who have completed a minimum of three months of specified work in regional Australia, while on their first working holiday visa, may be eligible to apply for a second working holiday visa. Further information about the eligibility requirements for the second working holiday visa is available on the department's website at www.immi.gov.au/visitors

Information about specified work opportunities in regional Australia can be found on the Harvest Trail website at www.jobsearch.gov.au/harvesttrail

OTHER VISA OPTIONS
If, after arriving in Australia, you are interested in the possibility of a further period of stay, information about other visa options that may be available to you can be found at: www.immi.gov.au/visitors and www.immi.gov.au/skilled

We hope that you enjoy your stay in Australia.

Yours sincerely

Department of Immigration and Citizenship

Vejam que neste email constará o número do seu visto, logo nos primeiros parágrafos “The visa grant number is xxxxxxxxxxxx.”

Para este tipo de visto não é previsto o selo no passaporte, pois o visto estará ligado ao número do passaporte junto ao sistema do governo australiano.

Todavia o departamento de imigração sugere que você imprima esta folha de confirmação e a leve consigo.

PERGUNTAS E RESPOSTAS

Quanto vai durar o meu visto?
Após receber a confirmação do seu Working Holiday, você terá 12 meses para ir à Austrália e permanecer por no máximo 12 meses, a partir da sua data de entrada.

Posso deixar o país durante minha estadia?
Sim, você pode entrar e sair quantas vezes quiser enquanto o visto estiver válido!

Posso trabalhar?
Sim, você pode trabalhar em qualquer tipo de emprego, desde que não ultrapasse 6 meses com o mesmo empregador. Você também poderá estudar por até 4 meses.

E se eu quiser ficar mais tempo, posso?
Você pode pedir a extensão do seu visto desde que tenha trabalhado específico por pelo menos três meses em áreas rurais australianas. Porém é preciso verificar se o trabalho realizado entra nas diretrizes australianas a tal fim.

Quanto tempo demora para a concessão do meu visto?
Em média, o visto é emitido em 6 dias, podendo demorar mais dependendo da quantidade de pedidos.

Gostaria de estudar na Australia, dentro do período permitido, onde encontro informações?
Para obter informações sobre estudo, acesse www.studyinaustralia.gov.au

Preciso comprovar meios financeiros para entrar, mesmo com o visto?
Sim, você precisa comprovar que tem pelo menos 5000 dólares australianos.

Onde posso encontrar informações e experiências de outras pessoas sobre o tema?
Entre na página oficial do programa no Facebook clicando aqui.

DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Em alguns casos, é possível que o governo australiano entre em contato contigo (por email) solicitando documentos adicionais, portanto sugiro que você tenha em mãos os seguintes documentos, em caso de necessidade:

  • Caso precise baixar o formulário oficial (que é o mesmo preenchido no site) clique aqui;
  • Fotocópia das páginas do seu passaporte italiano;
  • Certidão de nascimento, para comprovação do nome dos pais e em caso de mudança de nome de batismo;
  • Fotos recentes (45 mm x 35 mm);
  • Se você serviu o exército, será necessário apresentar o certificado militar;
  • Cópia de estrato bancário ou similiar para comprovar os fundos necessários de 5000 dólares australianos.

Lembrando que normalmente nenhuma comprovação é necessária, apenas em casos excepcionais.

FABIO, PELO AMOR DE DEUS, EU ERREI PREENCHENDO OS DADOS

Se você errou no preenchimento do seu pedido de visto, não entre em pânico: o povo australiano pensou nisso e coloca a disposição um formulário para que os bercedados possam corrigir os dados em caso de erro, basta clicar aqui para baixá-lo 🙂

FONTES DE INFORMAÇÃO

Este artigo foi escrito não apenas com a nossa experiência pessoal mas também com base em diversos sites, incluindo aqueles oficiais do governo australiano, portanto segue abaixo a lista:

CONCLUSÃO

É isso queridos leitores, espero ter contribuído mais uma vez para ajudá-los a usufruir ao máximo da nossa cidadania italiana, quem conseguir aproveitar este benefício volte aqui para compartilhar conosco a experiência, pois dizem que a terra dos cangurus e coalas é realmente um lugar encantador.

Também preciso lembrar que nós não trabalhamos com a prestação deste tipo de visto e toda as informações que conseguimos reunir estão contidas neste artigo, portanto qualquer informação adicional que vocês tenham sobre o assunto deverão entrar em contato diretamente com as autoridades oficiais, através dos links acima descritos, ok?

Um grande abraço a todos e até o próximo post 😉

35 Comentários


  1. Oi Fabio!! Fiquei muito feliz de ter encontrado este post sobre o working holiday visa logo aqui no minha saga. Como já era de se esperar eu tenho uma dúvida. Estou na Itália no momento, fiz a cidadania e tenho minha residência registrada aqui, no entanto, eu devo mudar a minha residencia para desocupar a casa em que estou. No preenchimento do fomrulário do working holiday devo informar qual o endereço da minha atual residencia. Minha duvida é: Eu devo fazer o aire mudando minha residencia para meu endereço fixo(casa dos meus pais) lá do Brasil e usar este endereço no preenchimento do visto ou devo utilizar o endereço (temporário) que tenho aqui na Itália para faze-lo?

    Responder

  2. Oi Fabio, referente a quantia, eu preciso levar os $5000 em espécie? E é bom levar o extrato da conta mesmo se for em real?

    Responder

  3. Olá!
    Gostaria de saber se existe alguma condição diferente na obtenção de residência permanente na Austrália para os cidadãos italianos, ou onde consigo encontrar mais informações sobre o assunto. Sou médica e tenho interesse em revalidar meu diploma para trabalhar permanentemente na Austrália.
    Obrigada!
    Att.,
    Gabriela

    Responder

  4. Olá Fábio, tenho uma duvida no preenchimento do formulario.
    Uma vez que eu informo que estou portando o passaporte italiano, ele me faz a seguinte pergunta aos 40% do preenchimento: Se eu já visitei ou morei fora da Italia por mais de 3 meses. Neste caso, sim, pois moro no Brasil e carrego a cidadania, porém, aí ele me pede as datas de que fiquei fora, seria desde o meu nascimento. Se recorda desta informação e como preenche-la da maneira correta?

    Obrigada,

    Responder

  5. Olá, Fabio! Ótimo post, muito obrigada por compartilhar essas informações. Cheguei agora nesse post, embora já tenha lido muito sobre cidadania aqui. Eu estou indo para a Itália reconhecer minha cidadania e assim que meu passaporte sair pretendo aplicar para esse visto. Você saberia me informar se sendo italiana há pouco tempo poderia ser um problema? Obrigada!

    Responder

  6. Olá Fabio! Vc sabe me informar que tipo de documento eles pedem para a comprovação de renda? Um simples extrato bancário serve?

    Responder

  7. Olá Fábio, desculpe se isso já foi perguntado antes, mas é possível apenas trabalhar com este visto? Sem a necessidade de estar matriculado em um curso?

    Responder

  8. justo eu, que tenho espírito tão jovem, tô me sentindo “velha”… fui fazer um cadastro na Universidade de Pádua apenas para ler as informações de uma bolsa para uma amiga beemm mais jovem, e adivinha? só entrava até o ano de 1981… :/ (eu sou de 73)
    Agora estava lendo sobre a Austrália, porque um amigo italiano me falou sobre essa possibilidade de irmos pra lá e vi que só pode até os 31 anos… :/ Não existe outra maneira, será? desde já agradeço. abraço!

    Responder

  9. Fabio existe alguma experiência de algum leitor sobre empreender na Austrália como cidadão italiano e nos EUA visas etc?

    Responder

  10. Olá Fábio minha dúvida é se o requerente tem de ficar todo o período na italia?
    E eu tenho q legalizar os doc no eresp mandar traduzir e legalizar novamente os doc junto das traduções??
    Abraços

    Responder

  11. Olá Fábio, Por favor uma pergunta aleatoria
    no consulado Italiano no brasil, eles utilizam a mesma foto do nosso passaporte brasileiro pra emitir o italiano ou fazem com as outras ”3×4” que entregamos na hora ? pois estou literalmente horrivel na minha foto no passaporte brasileiro,não gostaria que fosse a mesma no da italia.
    Obrigado

    Responder

  12. Olá Fábio, muito legal esse post! Ainda estou com 27 e pretendo aplicar, as informações me ajudaram!
    Tenho uma dúvida em relação a outra questão, é possível pagar a previdência italiana estando no Brasil?

    Obrigada!

    Responder

    1. Olá Bianca

      Infelizmente não, pois é necessário ser residente na Italia para contribuir.

      Grande abraço!

      Responder

  13. Olá Fabio,
    Vi que não pode levar crianças, mas no caso poderia levar minha esposa comigo normalmente? Pois no caso só eu iria aplicar…

    Abraços

    Responder

    1. Tenho a mesma dúvida, o site da IMMI não deixa claro, pode levar cônjuge?? Pois pelo jeito no momento de aplicar, o site não dá a opção!!! Alguém tem alguma informação??? e no caso do cônjuge se naturalizar italiano, ele ganha passaporte?? dai já muda a situação!!!!

      Responder

      1. Olá Miriam

        Infelizmente eu não tenho como responder esta dúvida específica, pois tanto o caso da Luciana quando o caso do cliente que acompanhamos, não havia nenhum acompanhante, portanto qualquer coisa que eu dizer será sem conhecimento de causa, e não seria justo falar algo sem ter certeza, espero que entenda 🙂

        Responder

  14. Oi! Adorei o post, me ajudou muito.
    Mas fiquei com uma dúvida: quando pergunta “Your present country of citizenship” coloco o país onde moro, ou o país do meu passaporte que me da direito ao Working Holiday?

    Responder

  15. Ola, Fabio

    eu vou para a Austrália em janeiro de 2016 para trabalhar.

    Tenho cidadania italiana e vou tirar o working holiday visa.

    Ainda não comprei a passagem, mas gostaria de saber se consigo entrar no país com apenas passagem de ida. No site, encontrei isso: “have funds for a return or onward ticket to depart Australia (or an actual ticket);”

    Mas como funciona isso na prática? como declaro que tenho dinheiro suficiente para comprar minha passagem de volta?

    Obrigada!!

    Responder

    1. Olá Lari tudo bem?

      Recomendo que entre em contato com o consulado australiano e tire esta dúvida diretamente com eles, ok? Abraços e boa viagem!

      Responder

  16. Post sensacional Fabio! Seria bastante interessante ver mais posts do gênero por aqui, com instruções detalhadas de como trabalhar e/ou residir em certos países “sérios” que não fazem parte da UE, mas são bastante interessantes aos cidadãos italianos, não só pelo fato de possuírem remunerações do trabalho consideravelmente superiores, mas principalmente por utilizarem o idioma italiano e pela proximidade geográfica, como por exemplo, a Suíça (cantão de Ticino) e San Marino?

    Com relação a suíça, segue um link de uma excelente fonte de informação: http://www.swissinfo.ch/por/guia-da-su%C3%AD%C3%A7a .

    Grazie tante!

    Responder

  17. Olá querido povo,

    Eu sou deputada Mary Smith, estou escrevendo esta carta porque sou muito grato por aquilo que a senhora deputada Clara Morgan fez por mim e minha família, quando eu pensei que não havia esperança, ela veio e fazer a minha família se sentir vivo novamente, levando-nos empréstimo de juros baixos taxa de 3% eu nunca pensei que ainda existem verdadeiros credores empréstimo na Internet, mas a minha maior surpresa eu tenho o meu empréstimo, sem perder muito tempo, por isso, se você está lá fora, olhando para um empréstimo por quaisquer razões financeiras em tudo, então eu vou conselho que você para e-mail deputada Clara Morgan na VIA ([email protected]) para obter mais informações

    DESEJO A TODOS O MELHOR

    Cumprimentos

    Deputada Mary Smith

    Responder

    1. Precisa ser da pessoa que está aplicando o visto? Ou pode ser, por exemplo, de pai ou mãe?

      Responder

      1. Não sei te responder pois não utilizei na prática o sistema, recomendo que entre em contato diretamente com o departamento de imigração australiano. Abs

        Responder

  18. Fabio, vc sabe me informar se existe possibildade de fazer residencia medica na Italia?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.