Perguntas e Respostas #1 – Como buscar documentos, qual o formato correto, trabalhar durante o processo e processo de divórcio

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Ciao a tutti!

Hoje tenho o prazer de apresentar a vocês o primeiro vídeo de uma nova série, chamada “Perguntas e Respostas”, onde eu aproveito para responder perguntas de leitores sobre assuntos e dúvidas pertinentes ao processo de cidadania italiana.

Abro a série respondendo as seguintes perguntas:

  1. Como solicitar as certidões de nascimento, casamento e óbito nos cartórios?
  2. Temos que ir pessoalmente em cada cartório ou existe outra forma mais fácil?
  3. Podemos trabalhar durante o processo de reconhecimento?
  4. Meus pais são divorciados, preciso apresentar todo este processo de divórcio deles para fazer o meu processo?

Espero conseguir gravar um vídeo deste tipo a cada 15 dias, porém isso vai depender da quantidade de perguntas que eu receber de vocês, portanto quem tem dúvidas deixe aqui como comentário ou então nos próprios comentários do Youtube, ok?

Bóra assistir o vídeo:

56 Comentários


  1. Boa Tarde td bem???

    Estou com duvidas meu noivo foi casado e divorciou porém não atualizou essas informações junto ao consulado e agora vamos noa casar você sabe me indicar um site onde conste o passo a passo, poderia me ajudar pq cada site que leio fala algo diferente e direto com o consulado eles não informam …. Obrigada Adriana

    Responder

  2. Ei Fábio, eu e meus dois irmãos somos requerentes. Após conseguirmos a cidadania, meu pai automaticamente também consegue? ou ele também precisa ser um requerente? Pergunto isso, porque meu pai já casou e se divorciou varias vezes hahahaha ou seja, se pra ele conseguir a cidadania, ele realmente precisar ser um requerente, automáticamente, precisariamos colocar todas as certidões de casamento e os processos de todos os divorcios no apostilameto, certo? ou seja, não queremos coloca-lo como requerente para evitar o apostilamento de vários documentos, mas não queremos deixar de garantir que ele consiga a cidadania. muito obrigada por compartilhar tanta informação com a gente, um grande abraço!

    Responder

  3. Bom dia ! Estou preparando os documentos. Sou separado judicialmente consensualmente, e não sou divorciado. Quais documentos devo providenciar sobre o assunto. Grato e parabéns pelo seu trabalho

    Responder

    1. Olá Antonio tudo bem?

      Se você não é divorciado, basta apresentar a sua certidão de casamento normalmente, pois na Itália você será considerado casado

      Responder

      1. Então, se minha esposa tem a cidadania italiana devo fazer o processo de cidadania por matrimônio? Não pude estar no seu workshop em São Paulo, pois gostaria muito de ter lhe conhecido pessoalmente. Não faltará oportunidade. Irei morar em Torre Del Lago. Parabéns pelo seu trabalho e postura. Invejável !!!

        Responder

  4. Boa noite!! Desejo saber se vc faz o serviço de pesquisa e envio do documento do meu ante nato, por favor. Desejo saber também mais informações deste serviço, se vc o executá-lo, por gentileza. [email protected]

    Responder

  5. Olá Fábio td bem ? Minha dúvida é a seguinte , sou divorciada . Devo apresentar somente essa averbação do divórcio? No caso tenho que pedir ao cartório essa averbação em inteiro teor ? Desde já agradeço imensamente !!!!

    Responder

  6. Bom dia Saga,

    Quanto ao desarquivamento do processo de divórcio, podem ser cópias autenticadas né? Ligamos no Fórum e nos disseram que os originais devem permanecer lá sempre. O ERESP e o Consulado legalizam essas cópias (junto com as traduções) normalmente?

    Obrigado.

    Responder

  7. Olá Fabio!! tudo bem?gostaria de receber informações por email sobre o processo para conseguir a cidadania italiana. Existe alguma possibilidade de ir até a itália e resolver isso com mais agilidade? aguardo!! abraço!!

    Responder

  8. Bom dia Fábio.
    Parabéns pelo site, pelas dicas e ajuda a todos que te procuram.
    Tenho uma dúvida: Já tenho a cidadania italiana reconhecida e preciso tirar novamente meu passaporte italiano.
    Meus dados no AIRE estão desatualizados, pois ainda não informei ao Consulado do meu casamento e também do meu divórcio que foi feito em cartório.
    Preciso apresentar a minha Certidão de Casamento com averbação do divórcio em inteiro teor, solicitei esse documento ao cartório e, como minha ex-mulher casou novamente, os dados do novo casamento dela vieram na minha certidão. Segundo o cartório, não poderia essa informação ser omitida.
    Ao invés desse documento (Certidão de Casamento com averbação do divórcio), poderia eu apresentar minha Certidão de Nascimento com a averbação de casamento e divórcio, pois assim não apareceria esse casamento dela ? Obrigado e abraços.

    Responder

    1. Olá João, bom dia!

      Infelizmente não, pois o consulado exige estes documentos para que eles sejam enviados ao comune italiano onde o seu ato foi transcrito, para que eles possam atualizar os seus dados por aqui. E o oficial di stato civile não pode, legalmente, aceitar declarações ou dados contidos em um documento que não seja aquele original. Para exemplificar melhor: o oficial não tem como “certificar” que as informações que constam na certidão de nascimento, referentes ao seu casamento, são válidas ou corretas. Este oficial só consegue verificar as informações diretamente no documento original, e é por isso que você precisará apresentar a certidão de casamento com as devidas averbações, assim como o processo de divórcio, com as principais partes traduzidas, conforme o site do consulado, ok? Abraços

      Responder

  9. Oi Fabio.
    Pretendo requerer o reconhecimento de minha cidadania italiana (pretendo contratar sua assessoria para isso). Sou menor e por isso pretendo entrar com o pedido para minha mão que automaticamente minha cidadania também é reconhecida, correto?
    Irei seguir a linhagem por parte de mãe. Só que minha mãe e casada tudo legalmente no Brasil e é viúva nesse caso gostaria de saber como devo proceder com a documentação?
    Desde já agradeco.

    Responder

    1. Olá Allan

      Neste caso sua mãe deve realizar o processo de cidadania dela inserindo a sua certidão de nascimento, pois como é menor será reconhecido automaticamente.

      E bastam as certidões de nascimento, casamento e óbito daqueles que compõem a linha: se ela é viuva do seu pai, bastará apresentar a certidão de casamento com as devidas averbações. Abs

      Responder

  10. Ola Fabio!
    Parabens pelo blog, envio uma duvida de um amigo meu…..

    Ele estava pensando em vir tirar a cidadania ele mesmo, ja esta indo atras dos documentos da familia e ai pensou que seria interessante se o pai dele fosse no lugar dele, porque ele e a irma automaticamente conseguiriam a cidadania…..
    Como funciona esse ~automaticamente`? onde eles pedem o passaporte? o pai dele pode fazer na Italia mesmo?

    Como funciona isso se o pai dele for…..o pai dele levaria a certidao dele e da irma? e outra duvida…. no caso dos filhos da irma, levaria os documentos tambem?

    Ele pensa nisso, porque seria interessante para os sobrinhos dele conseguir isso tambem e se ele for nao seria possivel

    Queria saber se voce ja fez algum processo parecido e como funciona…

    Obrigado..

    Responder

  11. Olá Fábio!

    A questão é sobre Brasileiro casado com italiano. Com relação a certidão de divórcio de cidadão italiano, que a embaixada do Brasil em Milão solicita para fins de legalização de casamento no Brasil, essa certidão precisa ser legalizada na prefeitura de Milão? Qual desses documentos obter: Certificato di nascita’, ‘Estratto di nascita’ e a ‘Copia integrale di atto di nascita’? Você sabe me dizer qual deles atende a necessidade da embaixada? Obrigada!!!

    Responder

      1. Olá Fábio!

        Estou fora da Itália Já tentei contato por e-mail com a embaixada, mas não tive retorno deles e telefone não existe . Mesmo assim obrigada pelo seu retorno.

        Responder

  12. Olá Fábio,o Aire tem algum nº de identificação???O nº de nossa pasta no consulado é o nº de inscrição do Aire?Tipo como sabemos o Aire de uma pessoa?Conseguiu entender minha pergunta?rs

    Responder

      1. Se minha mãe é regularizada no consulado.Se ela tem o AIRE.Pq ela requereu em 1996 a cidadania e não lembra de nada…Naquela época o próprio consulado fazia a busca para o descendente…Ela tem o passaporte vencido e nada mais…Mas se lembra de há anos atrás já ter recebido cédula para votar…Depois disso ela mudou de endereço.Isso significa que ela tem o AIRE?E se existe algum nº de identificação ,tipo para comprovação…Obrigada.

        Responder

        1. Todos aqueles que são reconhecidos diretamente no consulado tem a inscrição no AIRE feita de forma automática. Ao se mudar de endereço é obrigatório informar ao consulado, para que a ficha cadastral seja atualizada. Abs

          Responder

  13. Olá Guilherme tudo bem?

    Você já tem a certidão de nascimento dele? Pois pode ser que efetivamente o sobrenome era Cola e Francesco o nome, entendeu?

    Responder

  14. Ciao Fábio,

    Tenho uma dúvida, o sobrenome do antenato da minha esposa é Colafrancesco,mas não sei porque os descendentes foram registrados apenas com Cola, o que precisa ser feito?
    O documentos precisam ser pedidos de alguma maneira diferente?

    Muito obrigado,

    Responder

  15. Ola Fábio, tenho as certidões de óbito dos meus ascendentes italianos porem a certidão de casamento e nascimento não, uma vez que eles nasceram e casaram na Itália.
    Como faco para procurar estes documentos se nao sei de qual parte eles vieram?

    Responder

  16. Olá Stephanie

    Nenhum documento substitui outro, portanto todos os documentos são necessários. Sugiro que você baixe e leia o manual Sagabook para entende rmelhor sobre como tudo funciona. Abs

    Responder

  17. Olá Fabio, tenho algumas dúvidas:
    Meus tataravós são Italianos, Vieras casados da Itália e não tenho as certidões de nascimento deles, para requerer a cidadania não serve a certidão de casamento? Ou precisa da de nascimento também?
    Caso eu precise encontrar ai na Itália algum documento vcs procuram de graça pra mim?
    Grata,
    Stephanie.

    Responder

  18. Bom dia, Fábio! Há pouco tempo descobri que sou descendente de Italiano por parte do meu bisavô paterno, moro na Baixada fluminense do RJ, e levo uma vida bastante humilde. Nunca havia passado pela minha cabeça começar uma vida nova em outro país, sendo que alguns amigos me incentivam a dar entrada na minha dupla cidadania, mas não faço a mínima idéia de como começar. Preciso muito de sua ajuda, mesmo sem o conhecer de todos os post que li pela internet, você me parece mas apto e me passar certas informações; Li a sua saga pela cidadania no ano de 2007, ainda continua da mesma forma ou alguma coisa mudou? Por favor me ajuda, tenho uma mãe que tem Parkinson, um pai álcoolatra e um irmão viciado em cocaína. trabalho aqui no Brasil pra ganhar um salário de R$755,00, que não dá pra bancar quase metade das despesas, penso em construir futuro melhor, e poder ajudar minha família. Você acha que é possível?

    Desde já agradeço.

    Responder

  19. Fabio, boa tarde, Meu esposo e neto de Italiano, fomos no consulado e explicaram sobre os documentos necessários para iniciar o processo, porem necessitamos da certidão de nascimento ou casamento do avo dele. esta nasceu em Paola , na Itália, em 1916. Ligamos no cartório la na Itália, e porem sem sucesso , pois não falamos Italiano,e meu esposo fala português , inglês e espanhol,,,,,,poderia me auxilar de alguma forma para q eu possa conseguir estas 2 certidões ? Obrigado.

    Responder

  20. Fabio, boa tarde, Meu esposo e neto de Italiano, fomos no consulado e explicaram sobre os documentos necessários para iniciar o processo, porem necessitamos da certidão de nascimento ou casamento do avo dele. esta nasceu em Paola , na Itália, em 1916. Ligamos no cartório la na Itália, e porem sem sucesso , pois não falamos Italiano,e meu esposo fala português , inglês e espanhol,,,,,,poderia me auxilar de alguma forma para q eu possa conseguir estas 2 certidões ? Obrigado.

    Responder

  21. Olá Tamara

    Na Argentina se chama Certificato della “Cámara Nacional Electoral” – no site do consulado italiano em Buenos Aires tem os detalhes. Abs

    Responder

  22. Olá Fábio! Tudo bem?!

    O comune de meu antenato em Camposampiero (PD) emite a certidão em três formatos diferentes: ‘Certificato di nascita’, ‘Estratto di nascita’ e a ‘Copia integrale di atto di nascita’.

    Qual é a diferença entre eles e qual é o ideal para o pedido de cidadania e/ou para informações sobre o antenato? Desde já muitíssimo obrigado!!!

    Responder

  23. Ciao Fabio! Primeiro gostaria de parabenizar pelo site, me tirou muuuitas dúvidas (mas, pra variar, ainda restam algumas hehe).
    Meu antenato italiano é meu nonno (por parte de pai), maaas ele migrou para a Argentina, casou-se com uma italiana lá, e meu pai nasceu argentino. (Obs. sou brasileira, e meu pai naturalizou-se no Brasil não sei quando).
    Tem alguma ideia de como tirar a CNN do meu nonno na Argentina?

    Responder

  24. Olá Hattana

    Neste caso não será necessário para o seu processo o casamento do seu pai com outra pessoa que não seja sua mãe, qual dos dois te transmite a cidadania italiana?

    Responder

  25. Olá Wellington tudo bem?

    Não existe uma regra clara e específica sobre isso: quem decide é o oficial do comune / consulado onde você vai realizar o seu processo. Será ele quem decidirá aceitar ou não este tipo de variação. Exatamente por causa disso, para não ficar dependendo da boa vontade de funcionários públicos, eu recomendo atualmente a todos corrigir quaisquer variações. Abs

    Responder

  26. Olá Junia

    Sem um ano completo de universidade no Brasil você não poderá ingressar diretamente na universidade aqui, terá que completar os estudos sim. Abs

    Responder

  27. Oi Fabio, tenho uma dúvida em relação a certidão dos meus pais, minha mãe não era casada com meu pai, e ele foi casado antes de viver com ela e não se divorciou. Devo apresentar a certidão de casamento do meu pai com a primeira esposa, e de minha mãe devo apresentar a certidão de nascimento?

    Responder

  28. Salve Rafael! Coisas boas a gente recomenda para os amigos!! Aprendi muito com o Saga! Saudades da gente bater aquele papo! Pena que não temos mais o “Gelato Squisito”!! Abbracci!!

    Responder

  29. Fábio, parabéns pelo trabalho. Se possível fale sobre quando é necessário e como funciona a correção dos documentos. No meu caso tem documentos onde o sobrenome consta com dois “LL” e lugar com um “L” só. Entre outros casos. O que fazer? grande abraço.

    Responder

  30. Grande amigo Ademir Sambini, antigo leitor do Minha Saga, foi você que em 2006 me apresentou ao Blog. Obrigado pela indicação amigo!

    Responder

  31. Fabio, parabéns mais uma vez pelas dicas. Acompanho você desde o início. Uma dúvida particular. Sou separado judicialmente, e não fiz o processo de divórcio exatamente por estar requerendo o reconhecimento da cidadania italiana. Na minha atual certidão de casamento consta apenas a anotação de que separei e que a ex esposa passa a usar o nome de solteira. Posso dar entrada no processo assim e depois de reconhecida a cidadania faço o processo de divórcio e atualizo ?

    Responder

  32. Fabio, parabéns mais uma vez pelas dicas. Acompanho você desde o início. Uma dúvida particular. Sou separado judicialmente, e não fiz o processo de divórcio exatamente por estar requerendo o reconhecimento da cidadania italiana. Na minha atual certidão de casamento consta apenas a anotação de que separei e que a ex esposa passa a usar o nome de solteira. Posso dar entrada no processo assim e depois de reconhecida a cidadania faço o processo de divórcio e atualizo ?

    Responder

  33. Oi Saga, tudo bem?
    Tenho uma duvida sobre a faculdade na Itália. Li suas colunas sobre todo o processo, aqui no Brasil não cursei um ano inteiro na faculdade, mas já fiz 3 cursos da faculdade por 6 meses. Isso conta também ou terei que fazer o “supletivo” na Itália? Obrigada, bjs

    Responder

  34. Fábio,

    Excelente vídeo. Confesso que para mim é super prático porque fico escutando enquanto trabalho!!! Quanto às certidões é exatamente o que você disse. No meu caso, parte das minhas estavam no interior paulista (sou de Mato Grosso do Sul) e para conseguí-las simplesmente entrei em contato via telefone (confesso que foi mais rápido do que por e-mail). Paguei-as e eles me entregaram sem maiores dificuldades.

    Até mais Fábio!

    Responder

  35. Muito bom Fàbio!! Esses vídeos ajudam muito. Existem alguns “canais” que prometem informar sobre cidadania mas não informam nada, apenas oferecem um livrinho para venda… Aqui as respostas aparecem e seu livro Saga Book é Free!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.