Criminalidade na Itália

Gente eu ouvia cada historia antes de vir pra cá sobre a Criminalidade na Itália…

Criminalidade na Itália

Que aqui deveríamos tomar cuidado, existiam muitos furtos e roubos, pra ficar esperto com malas e mochilas, entre outras coisas.

Claro que a criminalidade existe em qualquer lugar do mundo, mas pelo que venho sentido é muito, mas muito mais tranquilo do que no Brasil, se fizermos uma comparação.

Ontem estava na cidade de Livorno eu fiz um teste: sai andando no meio das ruas à noite com meus euros na cueca igual a turma do PT e sabem o que aconteceu?

Absolutamente nada!

Não aconteceu, pois assim como eu, haviam dezenas de pessoas passeando pela rua: velhinhos e velhinhas nos bancos das praças, pessoas passeando com seus cães.

Mães com bebês, casais de namorados, todos convivendo pacificamente, coisa que eu não consigo sequer imaginar que aconteça numa cidade como Sao Paulo à noite, por exemplo.

Não que não haja criminalidade aqui, mas a CULTURA é diferente da nossa.

Como alguém vai querer roubar outra pessoa na frente de um monte de gente?

Como os trombadinhas vão pegar as maquinas dos turistas se em todo ponto de turismo tem um monte de policia?

A descentralização que existe aqui, com pequenas comunidades facilita muito o trabalho das autoridades, pois quase todos se conhecem e o espaço a protejer é menor.

Hoje abri o jornal, e as principais noticias são:

Morte de um policial durante briga de torcidas em Roma,

Haverá algum incidente amanha (sábado) em Vicenza onde ocorrerá uma manifestação contra o aumento da base dos EUA que existe ali?

Entenderam o lance da cultura?

Outro exemplo que percebi: a grande maioria das ruas aqui não tem semáforos – mas mesmo assim tem faixa de pedestres.

E desde o primeiro dia que cheguei não conseguia entender como é que eu atravessaria numa faixa de pedestres sem um semáforo para os carros pararem.

Ok, talvez seja coisa de paulistano, já imaginando o caos que aconteceria na cidade de SP se não houvessem semáforos para os pedestres.

Aqui funciona: voce coloca o pé na faixa e os carros param – e não é necessário semáforo pra isso, chama-se civilidade.

Os jovens aqui protestam contra uma base que, diretamente não afetam em quase nada a vida deles.

Por outro lado os jovens brasileiros sequer amarraram uma fita preta no dedo como forma de protesto contra a roubalheira dos últimos anos que afetam DIRETAMENTE suas vidas.

E quando leio alguns amigos escrevendo que viver no Brasil é infinitamente melhor do que viver na Itália, só me resta sorrir 🙂