Minha Volta para o Brasil | Explicações Gerais

Olha eu aqui para falar finalmente sobre a minha volta ao Brasil depois de ter vivido por 13 anos no exterior.

Estou escrevendo este artigo diretamente da linda e amada cidade de Beagá, nas Minas Gerais

Volta para o Brasil
Essa é a imagem da minha janela aqui em Belo Horizonte!

Cosaaaaaaaaa?

Fabio do céu, como assim?

Todo mundo querendo sair do Brasil e você voltando?

Muita calma nessa hora, vou explicar com detalhes o que está acontecendo 🙂

Antes de continuar, quero deixar aqui registrado o quanto eu estou me divertindo com a quantidade de mensagens que eu recebo de pessoas que, quando descobrem que eu estou no Brasil, ficam chocadas!

Mais engraçado são aquelas que sequer sabem que eu nem na Itália estava morando, conforme expliquei neste vídeo em 2018 🙂

A DECISÃO DE VOLTAR AO BRASIL

Como muitos que me acompanham, eu comecei a namorar a Luciana em 2009 e tivemos 3 filhos: o Leo, a Lisa e a Mia, veja que lindos:

Volta para o Brasil
Leo
Volta para o Brasil
Lisa
Mia

Porém, no final de 2019 eu percebi que não estava mais feliz morando no Reino Unido.

E é engraçado falar sobre isso, pois normalmente neste ponto da conversa as pessoas perguntam sobre o lugar.

Explico: quando eu falo que não estava mais feliz morando em Liverpool, quase sempre a pergunta que vem a seguir é:

Mas o que aconteceu? A cidade não era legal? O pessoal de lá não era bacana?

Quase nunca a pergunta é:

Por que você não estava feliz lá?

Consegue perceber a diferença?

Não era sobre o lugar! Era sobre como eu me sentia por lá…

E me bateu uma vontade enorme de voltar pra Itália!

Conversei com a Luciana e depois de muito papo, decidimos que a melhor coisa seria terminar o nosso relacionamento

Os motivos e as nossas conversas não serão reveladas aqui, se quiser saber sobre fofoca está no lugar errado, procura o site do Fuxico 😉

Posso apenas dizer que continuamos bons amigos – coisa que eu sinceramente jamais acreditei ser possível.

Mas o fato é: quando duas pessoas são maduras e sabem a importância do respeito, até mesmo o término de um relacionamento pode ser tranquilo e respeitoso.

Ela continua feliz da vida morando em Liverpool, e eu vou voltar pra minha querida Itália.

CALMA FABIO, O QUE BELO HORIZONTE TEM A VER COM VOLTAR PRA ITÁLIA?

Calma cocada, vou explicar!

Nos últimos anos eu comecei a frequentar vários grupos no Brasil, principalmente grupos de empreendedores.

Isso fez com que eu percebesse que eu tinha muitas lacunas por ter sempre tido as minhas empresas no exterior.

Um exemplo prático: quando eu trabalhava apenas com consultoria presencial e buscas de documentos, não era um problema receber em euros, diretamente na Itália.

O problema começou quando eu expandi os meus negócios, especialmente no que diz respeito aos produtos e serviços digitais.

Se você é das antigas, sabe muito bem o que eu estou falando!

Provavelmente você já tentou comprar algum produto ou serviço da nossa empresa e, caso não tinha um cartão de crédito internacional, simplesmente não conseguiu comprar!

Isso é uma das limitações das empresas no exterior: a gente só consegue receber de quem tem cartão de crédito internacional, pois nossas contas bancárias estão também no exterior.

Sem contar que é impossível ter outros serviços como parcelamento no cartão, recebimento por boleto bancário, e tantos outros serviços tão comuns no Brasil.

Então vir ao Brasil foi também uma decisão estratégica de negócios: no início de 2020 eu finalmente abri a minha empresa aqui no Brasil.

Por causa disso hoje posso usufruir desta gama imensa de serviços para ajudar e servir ainda melhor a minha comunidade de italianos nascidos no exterior!

DE SÃO PAULO PARA BELO HORIZONTE

Outra decisão – também estratégica – foi virar o Brasil de cabo a rabo, levando informação sobre o reconhecimento da cidadania italiana.

A ideia inicial – pré pandemia – era permanecer cerca de dois meses em cada região do país, fazendo encontros, palestras, e tudo mais relacionado que pudesse ajudar o pessoal a entender cada vez mais sobre o mundo da cidadania italiana.

Mas como você bem sabe, tivemos que adiar essa parte 🙁

Eu já tinha alguns compromissos e eventos em SP em março e abril deste ano, e por isso já cheguei diretamente do Reino Unido por lá.

Aproveitando também para rever a minha família, pois tanto minha mãe, meus irmãos e minhas filhas moram em São Paulo.

Porém, depois de pouco mais de dois meses na cidade, vendo ela se transformar na “Lombardia brasileira” pela quantidade absurda dos casos de Covid-19 eu comecei a procurar outros locais do Brasil para sair daquela bagunça toda!

Estava em dúvidas entre Belo Horizonte e Florianópolis.

E antes que você me xingue, lembre-se: estamos em plena pandemia!

Logo, se você torceu o nariz por eu ter escolhido BH ao invés de Florianópolis, de nada adiantaria estar na frente de um mar maravilhoso sem sequer poder “molhar o pezinho” na praia.

E, para meu espanto, enquanto SP estava com milhares de casos e mortes, descobri que Belo Horizonte tinha poucos casos e poucas mortes relacionadas ao maledetto coronavírus.

E outro fator que influenciou a escolha: o custo de vida em BH é inferior ao custo de vida em Floripa.

E por este motivo, escolhi essa cidade que eu já conhecia e que já era apaixonado por este povo fofo e cordial 🙂

E A ITÁLIA?

Bom, a ideia é terminar este ano de 2020 no Brasil e voltar para meu lindo país já no início de 2021.

E eu realmente espero que consiga realizar os projetos que eu preparei durante essa minha temporada aqui no Brasil, principalmente a parte das viagens 🙂

Mas independente do que acontecer aqui no Brasil, já tomei outra decisão que eu acho que você vai adorar!

Quando chegar na Itália, pretendo fazer por lá a mesma coisa que pretendo fazer aqui, ou seja, permanecer dois ou três meses em cada cidade.

Quero te mostrar todos os contrastes e belezas que o nosso país tem, sempre com aquele meu olhar que você já se acostumou a ver por aqui.

CONCLUSÃO

Finalmente consegui um tempinho para vir aqui e contar pra você todas estas mudanças que estão acontecendo na minha vida.

A propósito: como me fez falta vir aqui prosear contigo, realmente esta é uma das atividades que eu mais amo fazer.

Eu imagino que nesta nova fase, teremos muitas pessoas chegando por aqui pela primeira vez e, se este é o seu caso, te convido a maratonar os artigos por aqui.

Uma dica útil é escolher ali do lado direito, na sessão “Categorias” o tipo de assunto que te interessa.

E se não souber por onde começar, comece pelas Dicas de Pobre, que é sempre uma boa pedida e fez muito sucesso nestes anos todos 🙂

Um enorme abraço e deixe um comentário aqui embaixo dizendo em qual ano você começou a me acompanhar aqui pelo blog, vou adorar saber!