Você Tem Abas Abertas na Sua Cidadania Italiana?

Tempo de leitura: 3 minutos

Recentemente ouvi do meu mentor e conselheiro confiável (em breve vamos falar exclusivamente sobre isso!) Victor Damásio algo que ele chamou de “fechar as abas do nosso cérebro”.

Achei tão incrível que fiz questão de reproduzir no Instagram e agora trago aqui pra você querido leitor 🙂

ABAS ABERTAS NO NOSSO NAVEGADOR

Não sei qual navegador você utiliza para acessar a internet (eu uso o Chrome e o Safari) mas o fato é que normalmente todos nós, em algum momento, começamos a abrir várias abas de navegação.

Por exemplo vou te mostrar as abas que estão abertas neste momento, enquanto escrevo este artigo aqui pra você:

Abas Abertas

E quanto mais abas abertas nós temos, o que acontece?

Mais o processador do nosso computador precisa trabalhar, mais energia ele gasta e consequentemente mais lento ele fica para executar as tarefas!

Vou repetir, pois quero que você absorva essa mensagem como se deve:

Quanto mais abas abertas temos em nosso navegador, mais energia o processador precisa e consequentemente mais lento ele ficará para executar as tarefas necessárias.

Percebe o quão poderoso é esse conceito?

ABAS ABERTAS NO NOSSO MUNDO DA CIDADANIA ITALIANA

Abas Abertas

Vamos trazer este conceito para o nosso mundo da cidadania italiana.

Quantas vezes você começou a abrir “várias abas”, ou seja, vários projetos ao mesmo tempo e por isso se sentiu sufocado ou sufocada com tanta coisa?

E mais: quantas vezes você já estava tentando “resolver” um problema de uma parte do processo que ainda está longe de chegar, apenas para “agilizar as coisas”?

Entenda que cada uma destas tarefas consome tempo e energia!

Só que tem um problema: tanto nosso tempo quanto nossa energia são finitos!

Logo, a coisa mais inteligente que temos que fazer é aprender e utilizar os nossos recursos de forma racional, percebe?

De nada adianta eu querer agilizar a tradução dos meus documentos se eu ainda nem os tenho todos em mãos…

Não adianta pensar se o cartório vai aceitar ou não corrigir os meus documentos se eu nem tenho o documento italiano para saber quais erros deverão ou não ser corrigidos…

APROVEITE PARA FECHAR ABAS NESTE FINAL DE ANO

Abas Abertas

Outra coisa interessante que o Victor me trouxe foi a ideia de utilizar este conceito de abas abertas para problemas e pessoas ao meu redor.

Por exemplo: eu tenho vários cursos que eu preciso terminar, várias pessoas as quais eu preciso lidar e cada uma destas “coisas por fazer” também acabam ocupando um espaço no meu cérebro.

E quanto mais “pontas soltas” eu tenho, o que acontece?

Pois é, mais lento meu processador fica tentando dar conta de tudo, equilibrando vários pratinhos ao mesmo tempo.

E normalmente isso não acaba bem!

Outro exemplo pessoal: eu tive dores na vesícula durante muito tempo, já estava pronto para operar, inclusive.

Comecei a equilibrar a minha vida, resolver os problemas pendentes e pasme: nunca mais tive dores – e continuo comendo bobagens – pois o verdadeiro problema não estava na minha vesícula.

A dor era apenas um sintoma de algo mais profundo…

MEU CONVITE PRA VOCÊ

Abas Abertas

Que tal aproveitar as festividades de fim de ano para fechar as suas abas, que estão aí ocupando boa parte da sua energia?

Entre em contato com aquela pessoa que as coisas ficaram “estranhas”…

Dê fim naquele relacionamento ou naquele projeto que não faz mais sentido pra você…

Foque verdadeiramente no projeto que você quer realizar e que vai fazer seu coração cantar mais forte!

E saiba: ao fechar cada uma destas abas que apenas te consomem tempo e energia, sobrarão apenas aquelas que verdadeiramente interessam.

Fazendo isso ainda este finalzinho de ano, você começará o próximo focando no que interessa, repleto de energia e tempo de sobra 🙂

Conta aqui embaixo nos comentários quais são as suas “abas abertas” e o que você fará para fechá-las, vou adorar saber 😉

A presto

2 Comentários


  1. Quando voce começou falar de abas abertas, imediatamente lembrei do meu curso de inglês on-line e que há um mês não consigo fazer. Sei que ele está lá, me esperando, mas algo acontece que não estou conseguindo retomar. E o meu cérebro todos os dias, me lembra disso.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.